EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

segunda-feira, 30 de junho de 2014

AS AFLIÇOES NO CHAMADO

“Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, segundo a promessa da vida que está em Cristo Jesus, A Timóteo, meu amado filho: Graça, misericórdia, e paz da parte de Deus Pai, e da de Cristo Jesus, Senhor nosso.” (2 Timóteo 1:1-2)

            Nesse livro, ou melhor, nessa carta de Paulo a Timóteo, ele começa como sempre se identificando, falando seu próprio nome e a sua função, trabalho, ministério, e ressaltando que tanto a sua vida como o ministério só existem pela vontade de Deus, através de Jesus Cristo.  Nessa parte ele também faz questão de lembrar quem é Timóteo, pois o considera como filho na fé, e veremos que Paulo conhecia bem os parentes desse seu filho na fé. Seguindo a orientação de Jesus, ele sempre faz questão de saudar entregando, profetizando paz, misericórdia em nome de Jesus. “Dou graças a Deus, a quem desde os meus antepassados sirvo com uma consciência pura, de que sem cessar faço memória de ti nas minhas orações noite e dia; Desejando muito ver-te, lembrando-me das tuas lágrimas, para me encher de gozo.” (2 Timóteo 1:3-4). Na partida de Paulo, ou seja, no último encontro de ambos  e vendo  as acusações  contra seu mentor, que já se encontrava preso, e  também já revelado pelo Espírito Santo,  Timóteo se emocionou, chorou. Isso ficou gravado na memória do apóstolo, e em Roma ainda preso (e ficou assim até ser executado), quando escreveu essa carta, faz questão de ressaltar esse fato, que ficou marcado em sua vida. Paulo se sentia responsável por conduzir Timóteo a uma maturidade cristã tanto na vida pessoal como no ministério, pois sabia que desde a infância esse jovem pastor tinha sido instruído nas escrituras por Lóide, sua avó, e por sua mãe, Eunice, a qual era uma judia que se convertera ao cristianismo. Por essa razão Paulo era grato a Deus, lembrava-se constantemente de Timóteo em suas orações. “Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti.” (2 Timóteo 1:5). Sabia da fé que esse jovem tinha, portanto o incentivava a continuar a viver, praticar e pregar o Evangelho do Senhor, e não se deixar  amedrontar ou se envolver com os muitos pregadores de heresias que existiam. Veremos à frente que lhe manda ter coragem e não temer.
            “Por cujo motivo te lembro que despertes o dom de Deus que existe em ti pela imposição das minhas mãos. Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.” (2 Timóteo 1:6-7).Uma das atribuições do Espírito Santo é repartir os dons espirituais entre os cristãos. Todavia, a eles cabe a responsabilidade de avivar o dom divino, exercendo-o com poder do alto e não com medo ou timidez. Paulo tinha orado com imposição de mãos em seu filho na fé, e cremos que foi nesse momento que recebeu o batismo com o Espírito Santo. O apóstolo faz questão de ressaltar que o medo não é de Deus, ao contrário, devemos ser moderados, praticar e viver o amor e ser intrépidos na Palavra de salvação. “Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro seu; antes participa das aflições do evangelho segundo o poder de Deus.” (2 Timóteo 1:8). Em um contexto de perseguição e falsos ensinamentos, Paulo exortou Timóteo a não se envergonhar do Evangelho, nem dele, pois, embora estivesse preso, tinha convicção de que fora chamado para proclamar a obra redentora de Cristo. Mostrando que não se pode ter vergonha de pregar, falar, ensinar sobre o Evangelho de Jesus, não se pode seguir doutrinas de homens, assim como hoje existem igrejas lotadas de preceitos doutrinários de homens que querem fazer adaptação ao Evangelho, para agradar as pessoas, e por ter medo de pregar contra o pecado. Devemos não temer em confrontar e sempre falar somente da Palavra de Deus e não aceitar ou concordar com nenhuma heresia, saber que Cristo não nos chamou para o lazer, mas para a batalha, para a luta, para o trabalho, e não podemos ter vergonha de proclamar e viver isso. “Que nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos.” (2 Timóteo 1:9). O chamado do Senhor para o ministério não acontece pelas nossas obras, mas a vocação quem nos dá é o Senhor, para que sejamos pregadores da verdade, colaboradores do Reino, sem nos vender, nos corromper, e sem transformar o Evangelho de Cristo em moeda de barganha, mas ensinando que o Evangelho é poder de Deus para todos os que creem. Saber que Jesus em nenhum momento prometeu facilidades, regalias, riquezas aqui na terra para ninguém, deixando claro que teríamos aflições, mas, em contrapartida, viveríamos em alegrias e abundâncias eternamente ao seu lado.
            “E que é manifesta agora pela aparição de nosso Salvador Jesus Cristo, o qual aboliu a morte, e trouxe à luz a vida e a incorrupção pelo evangelho; Para o que fui constituído pregador, e apóstolo, e doutor dos gentios.” (2 Timóteo 1:10-11). Jesus venceu a morte e nos deu a possibilidade de sermos salvos, limpos e viver eternamente, digo a possibilidade, pois a escolha é nossa, uma vez que não desfrutaremos dessa vitória se ignorarmos os nossos chamados. Se persistirmos em viver no pecado, com certeza não desfrutaremos dessa vitória. Portanto, é nosso dever sempre ensinar, falar sobre o Evangelho, sobre a vida, pois a maior vitória nossa em Jesus é exatamente termos vida, termos a possibilidade de viver eternamente. Temos que ser doutores na Palavra de Deus, no Evangelho de Jesus Cristo.“Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia.”(2 Timóteo 1:12). Temos que seguir e praticar o Evangelho mesmo que isso nos traga sofrimento e dores ao nosso corpo físico, ou perda de bens materiais. Devemos saber que o nosso compromisso é com a vida e não devemos nos preocupar com críticas ou julgamentos dos falsos irmãos ou de pregadores de enganos. Não devemos sentir vergonha de andar e viver na contramão do mundo, porque devemos saber que a nossa fé é VIDA. Não ter vergonha do evangelho da salvação. “Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus. Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós.” (2 Timóteo 1:13-14).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
                                       Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.
 

sábado, 28 de junho de 2014

QUEM E COMO SER PASTOR

Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei.” (Tito 1:5)

            Tito, um gentio que se tornara cristão, foi um dos companheiros de ministério e auxiliares de Paulo em seu trabalho missionário. Aqui o Apóstolo Paulo o havia deixado na ilha de Creta, a fim de organizar e dirigir as igrejas daquele local. Nessa carta a Tito, Paulo trata dos deveres e da maneira de agir dos líderes das igrejas e das responsabilidades do próprio Tito em seu relacionamento com vários grupos nas congregações. Paulo recomenda que Tito use a sua autoridade para o bem do povo de Deus e sua maneira seja tão correta que sirva de exemplo para todos. Tito recebeu a incumbência de dirigir as igrejas nessa ilha e corrigir os desvios doutrinários que haviam surgido nas igrejas. Paulo determina que ele levante presbíteros ou pastores  em cada igreja e que Ele fique na  liderança geral.“Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes.” (Tito 1:6). Aqui vemos a qualificação para exercer o ministério, vemos que logo no início se diz que é necessário ser marido de uma só mulher, ou seja, alguém do sexo masculino, e também que seja casado somente uma vez, que nunca tenha se divorciado, ou que esteja em segundo ou terceiro casamento, e ainda que não tenha filhos desobedientes, que vivam nas drogas, confusões, desvios de conduta, mas que sejam como o pai, praticante da palavra de Deus. Os filhos desses têm que ser exemplo, e ele como marido deve também ser exemplar. Portanto, todos esses que se dizem pastores, mas que estão em segundo casamento ou mais, que os filhos vivem de forma desordenada, não são qualificados e, portanto, estão indo totalmente contrário à Palavra de Deus, bem como todas as mulheres que se dizem pastoras. “Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância;”(Tito 1:7). É necessário que o bispo, pastor, presbítero, termos que definem o responsável pela igreja, seja HOMEM e não mulher, e que seja correto, que não beba qualquer bebida alcoólica, nem seja pessoa briguenta, nervosa, nem que seja cobiçoso, ou seja, que não ande preocupado em ganhar dinheiro, que não seja ganancioso, em outras palavras, que seja um homem que não tenha preocupações com bens materiais.
            “Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante; Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes.” (Tito 1:8-9). Ser hospitaleiro é sempre receber bem e a todos, sempre acolher as pessoas, independentemente de condições financeiras, ou cor, que trate a todos como irmãos realmente. Que viva e pratique a justiça, que viva em santidade, purificando-se sempre, e viva sempre praticando a Palavra de Deus e sendo conhecedor da Palavra, ou seja, que sempre esteja lendo, meditando sobre a Bíblia, e saiba sempre responder a quem quer que seja de acordo com a Palavra de Deus e pelo seu viver ninguém possa acusá-lo de nada. Ser realmente um homem de Deus, falar, respirar, pregar sempre somente a Palavra de Deus, e que tenha conhecimento para desmascarar esses tantos falsos pastores que proliferam pelas igrejas. “Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.” (Tito 1:10-11).Homens e mulheres que se têm levantado como pastores, que estudaram e aprenderam a arte de enganar e convencer, pessoas que pregam emoção, pregadores de facilidades, que ensinam que basta ir à igreja e já estão habilitados a receber bênçãos do Senhor,  pessoas que são vendedores, comerciantes da fé, especialistas em  criar campanhas mentirosas,  pedindo dinheiro, que exigem ofertas vultuosas, esquecendo que  a oferta, para ser aceita, tem que ser espontânea. Pessoas que se dizem espirituais, mas pregam tolerância com os pecados, facilitam o pecado, mas não perdoam quem não oferta,  que transformam os templos em  lojas onde se vende de tudo, pessoas que  não somente toleram o divórcio como eles mesmos vivem isto, pessoas que dizem ter visões,  revelações mentirosas e engano. Essas pessoas precisam ser confrontadas com o verdadeiro Evangelho e, portanto, têm que ser os pastores, os verdadeiros homens de Deus para mostrar os seus erros.
         “Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos. Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé. ” (Tito 1:12-13).Estes e estas pelo seu mau caratismo têm banalizado o Evangelho, e  atualmente é normal se encontrarem prostitutas, homossexuais, viciados, violentos,  ladrões,  drogados,  adúlteros  se dizendo evangélicos. Muitos estão no altar cantando, dançando, pregando, e ainda falam as denominações das igrejas que frequentam, que devolvem seus dízimos e ofertas e recebem as supostas bênçãos daquele pastor. Vemos de tudo no suposto meio evangélico, maus pagadores, caloteiros, e por isso o nome do Evangelho é difamado, e muitos ainda têm coragem de falar que o Brasil é um país com quarenta por cento  da população   evangélica. Estão mentindo, porque esses são religiosos, pois  eu afirmo que  nem mesmo chegam a sete por cento de cristãos verdadeiros e legítimos, de pessoas praticantes da Palavra de Deus. A população precisa ler, meditar sobre a Bíblia, voltar-se para o Evangelho verdadeiro, abandonar esses pregadores de mentiras e facilidades. Precisam se converter para que possam ser salvas em Jesus Cristo. “Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade. Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.” (Tito 1:14-15). Pregadores  que fazem questão de fundamentar os seus ensinamentos  nas histórias do  dos hebreus, no antigo testamento,  querem  ensinar o povo por ali, pois é mais fácil para usar  uma argumentação convincente,  mas não sabem e não querem ensinar obediência, santificação, purificação, salvação, a verdadeira GRAÇA. Especializaram-se em mostrar modelos de pessoas bem-sucedidas para que possam pregar uma mentira e pedir dinheiro sempre. Na verdade eles estão a serviço do inferno, pois conduzem muitas pessoas à morte eterna pelo seu ensino de engano. “Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra.” (Tito 1:16).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

SEM PERDÃO

“Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários.” (Hebreus 10:26-27)

            Quando pecamos depois de conhecer a verdade, depois de termos sido lavados, purificados no Senhor, tendo consciência do erro e pecado, e mesmo assim de maneira consciente pecarmos, então com certeza, por mais que peçamos, não mais conseguiremos nada com o Senhor, pois desprezamos o Sacrifício da Cruz, o Sacrifício do Filho de Deus. Portanto, não se pode falar em pessoas que foram iluminadas, tendo o conhecimento da vontade do Senhor; homens e mulheres de Deus, pastores, pessoas que praticavam e conheciam a Palavra de Deus e, mesmo sabendo o que era o pecado, se desviaram, sabendo que estavam indo contra a natureza Divina. Essas com certeza nunca mais voltarão ao Senhor, elas podem voltar a uma igreja, mas já são mortas espiritualmente, e não existe mais a menor chance de salvação, pois desprezaram o Filho de Deus. Por isto deve se estar atento sempre, e saber que a consequência do pecado é a morte, e não se pode brincar com o Senhor. Não pense que se pode pecar sempre que se receberá o perdão, pois não é assim.“Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo,E provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro,E recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério.” Hebreus 6:4-6). Portanto, fica claro que  todos os que conhecerem o Senhor,  forem batizados no Espírito Santo, se forem para o pecado e depois  quiserem voltar, não mais conseguirão. Assim, pastores ou qualquer autoridade espiritual que tenham caído, ido para o pecado sabendo que não deveriam e nem poderiam, mas mesmo assim cometeram esse erro, nunca mais conseguirão a salvação, pois a perderam para sempre. E por mais que voltem para a igreja, que digam que se arrependeram e tentem se levantar, com certeza já são mortos espirituais. Falarão da Palavra, como se fala de qualquer coisa, mas sem temor, e, portanto, já não mais se preocupam em obedecer e evitar pecar ou errar, pois isso não existe mais na vida nelas. Eles não mais têm o Espírito Santo para os convencer do juízo e do pecado, somente o espírito de engano e mentira.
            “Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas. De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?” (Hebreus 10:28-29). Na antiga aliança que foi dada a Moisés, qualquer um que cometesse pecados, desobediência, pelas palavras e testemunhos de duas pessoas eram eliminadas e mortas, mas, na nova aliança feita  através do Sangue de Jesus, todos os que, tendo conhecimento da lei de Deus, dos preceitos do Senhor, mesmo assim teimassem em pecar, pensando que podiam descansar nas misericórdias do Senhor, estavam enganados, pois, na verdade, já estavam mortos. Não se pode profanar, brincar com Espírito Santo, não se pode desmerecer o sacrifício da Cruz, não se brinca com a Palavra de Deus, portanto, quando pecamos de forma consciente, estamos simplesmente traçando o caminho em direção à morte eterna. “Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.” (Hebreus 10:30-31). Pecando de maneira consciente, é pecado e ofensa contra o próprio Deus, e, portanto, não há  perdão, não existe ninguém nem nada que possa interceder, somente a morte e o sofrimento eterno. É dever dos cristãos vigiar, fugir dos pecados, abandonar tudo o que não está de acordo com a Palavra, pois o Senhor não abre exceção para ninguém, e quando mais conhecemos o Senhor, mais devemos amá-lo, e vigiar sempre, para não escarnecer do sacrifício do Filho de Deus. “Mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será castigado. E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá.” (Lucas 12:48). Quanto mais o Senhor nos dá, mais somos cobrados, e assim não existe nenhuma alternativa de escape para  todos os que receberam o pleno conhecimento da Palavra e foram para o pecado, estes voltam a uma igreja, a um ministério, mas jamais ao Senhor, pois já não existe o Espírito na vida deles, se dizem ainda  cristãos, mas isso não passa de engano, pois interiormente são cadáveres.
         “Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições. Em parte fostes feitos espetáculo com vitupérios e tribulações, e em parte fostes participantes com os que assim foram tratados.” (Hebreus 10:32-33). Lembremos que, depois que tomamos a decisão de nos entregarmos ao Senhor, nos convertermos  ao Senhor, passamos por todo tipo de lutas e afrontas, isto em casa,  no meio familiar,  no trabalho, colégio, faculdade, o mundo nos critica por não mais pertencermos  a ele, e tudo fazem para que desistamos. Além de aparentemente as coisas dificultarem mais e mais para nós, passamos por lutas, e muitos pensaram em desistir, outros realmente desistiram, mas, além de termos um inimigo furioso, também estávamos sendo testados para ser aprovados.“Porque também vos compadecestes das minhas prisões, e com alegria permitistes o roubo dos vossos bens, sabendo que em vós mesmos tendes nos céus uma possessão melhor e permanente.” (Hebreus 10:34). Quando assumimos que os bens terrenos são simplesmente passageiros, quando decidimos ajuntar o nosso tesouro no Céu, e abrimos mãos de propostas interessantes aos olhos do mundo,  permitimos  levar prejuízos  aqui para  nos enriquecer no Senhor,  não mais concordamos com pecados e mentiras, assumimos uma prisão no Senhor,  nos atamos aos seus preceitos e decidimos por eles viver, pois descobrimos a vida, e fizemos uma aliança que é eterna, assim não mais poderemos voltar.  Assim, mesmo que a carne grite, estejamos em luta, devemos perseverar, pois a Palavra se cumpre no momento exato.“Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão. Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará. Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.” (Hebreus 10:35-39).
 Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
                        Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.
 

quinta-feira, 26 de junho de 2014

ENSINAMENTOS GERAL

“E rogamo-vos, irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós e que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam; E que os tenhais em grande estima e amor, por causa da sua obra. Tende paz entre vós.” (1 Tessalonicenses 5:12-13)

            Devemos sempre respeitar e apoiar os que trabalham na obra de Deus, pregando e ensinando o Evangelho. Não podemos fazer como algumas igrejas que exigem que os obreiros vão quase todos os dias e não os ajudam nem mesmo com a passagem ou alimentação, e exigem muito deles; não se pode exigir sacrifícios. Devemos reconhecer que eles trabalham por amor ao Evangelho e fazendo o que não podemos fazer, portanto é nosso dever ajudá-los e apoiá-los em tudo, sem dificultar o seu trabalho. Da mesma maneira, devemos amar e respeitar a nossa liderança, seja ela pastor, presbítero ou outro. Ao aceitar a liderança de alguém sobre as nossas vidas, devemos amá-la, acatá-la, e sempre lhe ser obediente, para não transformar em peso o cuidado e amor dela conosco. Se não concordamos com essa liderança, devemos então mudar de ministério, sair, procurar outro rumo, mas, se permanecermos, é dever ouvi-la acatá-la, amá-la, pois isso é mandamento do Senhor, e  se existe discordância de nossa parte, podemos  mudar de ministério, pois não existe obrigatoriedade de se permanecer neste ou naquele ministério; saindo, não se está pecando. Sempre devemos procurar manter a paz e viver em paz uns com os outros. Se falta a paz, procure-a, volto a insistir: ninguém é obrigado a permanecer onde não se sente bem ou não concorda com os ensinamentos. “Rogamo-vos, também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos.”(1 Tessalonicenses 5:14). Como em toda parte, sempre há os desordeiros, os que gostam de criar confusões, criticar, discordar. Devemos chamar a atenção deles, falar-lhes de forma séria, e, se não concordarem,  o pastor, o líder deve pedir para que saiam do ministério, que procurem outra igreja para frequentar e congregar, porque não podemos concordar com eles e nem aceitar desordem. Já os que estão fracos na fé, estão desanimados, estes devemos apoiá-los, socorrê-los, ensinar-lhes, orar por eles, visitá-los e sempre dispensar-lhes mais atenção, ajudá-los a ficar de pé novamente. Devemos carregar o fardo uns dos outros.
            “Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui sempre o bem, tanto uns para com os outros, como para com todos.” (1 Tessalonicenses 5:15). Em nenhum momento devemos revidar uma ação má que alguém praticou contra nós. Se nos trataram mal,  fazemos ao contrário, praticamos o bem para essa pessoa, pois a todo tempo devemos mostrar o caráter de Deus, que é bondade, amor, mansidão, domínio próprio, paz, não adianta nada falar em Deus se não mostramos esse amor, apresentamos o fruto do Espírito Santo. Por isto, independentemente de como somos tratados, devemos tratar todos bem e sempre estar prontos a socorrer todos os que necessitarem, mas principalmente os da mesma fé. “Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar.” (1 Tessalonicenses 5:16-17). O Cristão, aquele que conhece o Senhor em todo tempo se regozija, sempre está alegre, sempre de bem com a vida, pois é impossível alguém falar  que conhece o Senhor e viver de mau humor,  com raiva  ou com outro sentimento nocivo que não está no caráter de Deus. Por isso,  mesmo em dificuldade, devemos nos alegrar, pois sabemos que iremos vencer no Senhor,  saber que a nossa vitória já foi decretada e é questão de tempo somente. E  em toda a oportunidade orar, falar com o Senhor, clamar, agradecer, louvar, pois em tudo devemos estar em comunhão com Ele, pois Ele cuida de nós. “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” (1 Tessalonicenses 5:18). Louvar, agradecer ao Senhor a todo o tempo, pois Ele cuida de cada um de nós de forma especial e  deseja somente que o reconheçamos como nosso Pai e o adoremos, portanto, não importa onde estejamos, sempre podemos louvar, exaltar o Senhor, mesmo que seja somente em pensamentos. Agradecer-lhe por tudo o que temos, o que somos e  também o que teremos e o que seremos,  pois tudo  nos é entregue pelo Senhor. “Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal.” (1 Tessalonicenses 5:19-22). Não podemos expulsar, tirar o Espírito de Santo de nós, pois por Ele somos guiados,  e, se não praticarmos os mandamentos do Senhor, estamos  eliminando-O das nossas vidas, pois Ele, para viver em nós, depende das nossas práticas. Não podemos desprezar as profecias bíblicas, pois por elas vivemos e temos conhecimento da vontade do Senhor, e sabemos que as promessas do Senhor irão se cumprir em nossas vidas, digo profecias bíblicas e não qualquer coisa que se diz por aí em nome do Senhor. Sempre examinar tudo à luz da Palavra e praticar a Verdade de Deus, e nunca se envolver com o que a Palavra condena.
         “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (1 Tessalonicenses 5:23). Se procedermos segundo a Palavra do Senhor, então o nosso Deus cuidará de cada um e receberemos as abundâncias Dele, a sua Palavra. A profecia se cumprirá em nossas vidas e receberemos paz no espírito; nossa alma se alegrará e nosso corpo sempre desfrutará de saúde e pleno gozo, e  o Espírito de Deus sempre cuidará para que possamos viver na plenitude até a volta do Senhor, o Grande  Dia, ou até que sejamos chamados . “Fiel é o que vos chama, o qual também o fará. Irmãos, orai por nós.”(1 Tessalonicenses 5:24-25). Deus é fiel, e a sua Palavra se cumpre por inteiro, e se não tem se cumprido em nossas vidas, creia, a culpa é nossa, mas, se agirmos, vivermos segundo as suas determinações, com certeza ela se cumprirá em nossas vidas. Portanto,  se realmente o amamos, se queremos ter vida, viver de forma abundante agora, é necessário que pratiquemos sua Palavra e  oremos em todo o tempo com cânticos, louvores, com ações de graça,  oremos em voz alta, baixa ou só em pensamentos, mas estejamos sempre ligados no Trono de Deus, pois é de lá que sai vida. Amemos a todos  com amor fraternal, pois esse é o segundo maior e mais importante mandamento dado por Jesus. “Saudai a todos os irmãos com ósculo santo. Pelo Senhor vos conjuro que esta epístola seja lida a todos os santos irmãos. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém.” (1 Tessalonocenses 5:26-28).
  Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
                          Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

CONHECENDO O PECADO

“Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.” (Romanos 7:7)

            Não se pode condenar a lei, pois foi por ela que tivemos conhecimento do pecado, não que a lei em si seja pecado, mas ela serviu para apontar os pecados, apesar de ela não ter meios para solucionar essa questão. Foi por ela que todos vieram tomar conhecimento da existência do pecado, exemplo é que, se a lei não mostrasse que é pecado a cobiça, ninguém saberia desse pecado, e seria normal, assim como pela lei todos ficaram sabendo que a mentira, o adultério, e tudo o mais é pecado, então a lei nos mostrou os erros, as falhas, mas não a solução. “Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei estava morto o pecado. E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri.” (Romanos 7:8-9). Quando veio a lei, então apareceu o pecado, não que a lei o trouxesse, mas ela fez conhecermos o que é pecado, o que era errado, mas estava oculto. Antes se vivia sem a lei e não se tinha conhecimento do pecado, mas, quando veio a lei mostrando o que era pecado, e a lei veio para que se tivesse vida, isso serviu para nos conduzir à morte, pois percebemos que estávamos mortos nos pecados e não tínhamos meios de  sair; e não podemos ter dúvida de que a lei foi dada por Deus, exatamente para nos mostrar os nossos erros, e é para a vida,  mas o que parecia para a vida, pela nossa vontade e desejos da carne resultou em morte. “E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte. Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou. E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.” (Romanos 7:10-12). Mas com a vinda da lei que era para a vida tomamos conhecimento da nossa morte, pois percebemos que éramos pecadores e não tínhamos como nos libertar dos pecados, mesmo porque  é impossível viver durante todo o tempo em plena e total santidade por causa da nossa natureza adâmica, e pela lei tivemos esse conhecimento. Percebemos que  estávamos mortos, pois a nossa vontade carnal conduzia para o pecado, mas isto não quer dizer que  a lei é má ou ruim, ao contrário, é ótima, boa, e prova disso é que ela se cumpriu em Jesus, e foi por ela que  tivemos conhecimento do pecado.
            “Logo tornou-se-me o bom em morte? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno.” (Romanos 7:13). O que era para ser bom acabou se transformando em morte, porque o pecado que reinava tornou-se conhecido, e,  ao tomar conhecimento da existência da natureza pecaminosa, e sem  meios para nos libertar dos pecados já cometidos, uma vez que sacrifícios e holocaustos não apagavam os pecados, mas somente os cobriam, assim a lei  tornou-se algo maligno e destrutivo, pois tínhamos conhecimento e não a solução, portanto o que era para ser bom nos trouxe dor e sofrimento. “Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado. Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.”(Romanos 7:14-15). A lei é espiritual, é de Deus, foi o próprio Deus que a deu a Moisés, mas nós somos carnais, fomos vendidos sob o pecado através de Eva e Adão. A lei nos desvendou, nos mostrou o que somos, e  nos deu conhecimento de que o que nos atrai  é pecado, e os pecados conduzem à morte, e naquela época não existia solução, e a solução definitiva veio através de Jesus, que é a Graça, porque a nossa salvação  é Dele e não da lei,  a lei simplesmente nos mostra o pecado, a Graça, a salvação. Há uma luta constante entre o velho e o novo ser, pois fazemos o que não queremos, e o que devemos fazer não fazemos, e se o fazemos não é com prazer. “E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. “(Romanos 7:16). Quando fazemos o que não queremos, aceitamos a lei que é boa, mas geralmente  fazemos o que a lei condena, portanto vamos contra a lei e por ela somos condenados, uma vez que não temos ou podemos discordar da lei, mas a carne,  o pecado que habita em mim sim, logo gera a morte, mas graças a Deus, por Jesus Cristo. “De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.” (Romanos 7:17). E quando fazemos o que é contrário à lei, simplesmente estamos externando o pecado que mora em nós, a nossa concupiscência, ou seja, a vontade desenfreada da carne; portanto a ação em si  já é pecado e existe esse combate, e só conseguimos a  vitória através da ação de Graças do Senhor.
         “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.”(Romanos 7:18). Por sermos herdeiros de Adão,  já nascemos no pecado, e  isso  nos acompanha durante toda nossa existência aqui neste mundo. Portanto é necessária uma força auxiliadora, e  Deus, no seu imenso amor, enviou seu Filho amado, para que através do Consolador pudesse nos fortalecer e ajudar a vencermos os nossos desejos carnais. E  ainda o próprio Jesus intercede e nos conduz ao Pai, caso contrário ninguém teria salvação.“Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. “Romanos 7:19-20).Portanto, todas as vezes em que pecamos, de alguma maneira permitindo que a nossa antiga natureza se sobressaia, estamos discordando da lei, mas não podemos discordar dela,  pois Jesus veio para cumpri-la, e  o cumprimento total dela se deu em Jesus. A Lei  simplesmente nos mostra os crimes e pecados que comentemos, mas em Jesus somos salvos, pois Nele se cumpriu tudo. “Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.” (Romanos 7:21-23). A carne e o espírito lutam entre si, pois queremos fazer, satisfazer as nossas vontades, mas o nosso espírito nos mostra o que não devemos fazer, porque é ir contra a lei, e a lei nos conduz à morte. Temos prazer na lei de Deus, mas a nossa carne deseja outra coisa. “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.” (Romanos 7:24-25).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
                     Pr.Henrique Lino 
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

PROFECIAS E LÍNGUAS

“Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar. Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação.” (1 Coríntios 14:1-3)

            Quando a pessoa se converte, arrepende-se dos seus pecados, entrega-se totalmente ao Senhor, é batizado nas águas, e posteriormente recebe o batismo pelo Espírito Santo. Geralmente o primeiro sinal externo desse fato é o falar em línguas, mas isso não quer dizer que pode ficar orando em línguas em outras pessoas ou com outras pessoas, e em hipótese alguma se não houver intérprete pode ser falada em púlpito. O maior Dom é o Amor, o Amor incondicional, o Amor verdadeiro, o Amor que é Deus, amar como o Senhor nos ama, não esse sentimento que falam ser amor, mas que é condizente e tolerante com o pecado; não esse amor que mente, mas o Amor Divino, amor fraterno. Portanto, devemos procurar entender mais sobre amor e praticá-lo, e também buscar o dom da profecia, mas da profecia bíblica séria, não essa em que pessoas ficam falando baboseiras, ou tentando ser adivinhas, mentindo, enganando ou tentando prever o futuro. “O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.” (1 Coríntios 14:4). Falar em línguas  é exatamente assim, falar em línguas no plural, pois há variedades, e pelo Espírito  se falam línguas conhecidas,  dos homens ou só dos anjos; mas, quando  se está falando em línguas, nem mesmo a própria pessoa sabe o que está falando, por isso não se deve falar em público para outras pessoas, somente  quando estiver orando sozinho, apenas para edificação própria; mesmo porque é o mesmo que  colocar um pregador estrangeiro no púlpito pregando sem tradutor, ou seja, ninguém entenderia e, portanto, em nada seria  beneficiado com a Palavra, por mais edificante que seja a Palavra, e isso por falta de entendimento.
            “E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação.” (1 Coríntios 14:5). Como é um dos sinais externos do batismo com o Espírito Santo, então o ideal é que  a igreja toda falasse, pois seria sinal de que a maioria seria batizada no Espírito, mas  devem usar este dom quando estiverem fazendo as suas orações particulares. A profecia é para todos, mas devemos entender melhor sobre o dom de profetizar. A profecia diz respeito à proclamação da Palavra de Deus e tem como função exortar, edificar e consolar. O livro dos profetas bíblicos, por exemplo, ao contrário do que muitos pensam, não contém somente previsões sobre o futuro, mas exortações ao arrependimento e à mudança de vida. “E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina?”(1 Coríntios 14:6). Já o dom de línguas consiste em falar idiomas desconhecidos de quem os exerce, sejam humanos ou celestiais. Neste trecho, Paulo ensinou aos coríntios que a profecia é superior a esse dom, pois aquele que fala em mistério edifica somente a si mesmo, e o que profetiza edifica a igreja. Portanto, só deve falar em outras línguas em público quando houver no recinto alguém que tenha o dom de interpretá-la. Do contrário, a pessoa deve orar apenas para si mesma. “Da mesma sorte, se as coisas inanimadas, que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara? Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha?” (1 Coríntios 14:7-8).Muito mais útil é aquilo que é dito de modo claro e direto, seja revelação, ensino ou profecia. Como as pessoas podem entender o que se está falando, como elas poderão concordar se nem a própria pessoa que está pronunciando tem conhecimento da sua fala; e não se pode aceitar como intérprete a mesma pessoa que está falando em línguas, pois não se sabe se é verdade ou não a sua tradução ou entendimento, e Deus não é Deus de confusão. Assim sendo, essas pessoas que têm o hábito de orar em outras pessoas ou no altar em línguas que não sabemos se são línguas dos anjos, demoníacas, ou carnais, ou talvez uma simples decoreba, elas estão erradas e agindo de modo totalmente contrário à Palavra de Deus, estão em confusão, ou seja, Deus não está nisso.
            “Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar. Há, por exemplo, tanta espécie de vozes no mundo, e nenhuma delas é sem significação. Mas, se eu ignorar o sentido da voz, serei bárbaro para aquele a quem falo, e o que fala será bárbaro para mim.”(1 Coríntios 14:9-11). E os que ficam falando no altar, no púlpito línguas estranhas estão como falando ao ar, são somente sons que ninguém entende e  não pode nem mesmo dar Glórias a Deus exatamente por desconhecer  que tipo de palavra está sendo pronunciada, se é de bênção ou de maldição. Todos os sons que ouvimos têm uma definição; seja um canto de pássaros ou o barulho de um motor,  sabemos o que é e, portanto, é necessário que saibamos o que se está dizendo no altar; não saber, na verdade, é um desrespeito e ofensa. “Assim também vós, como desejais dons espirituais, procurai abundar neles, para edificação da igreja. Por isso, o que fala em língua desconhecida, ore para que a possa interpretar. Porque, se eu orar em língua desconhecida, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto.” (1 Coríntios 14:12-14). Assim, devem todos orar, clamar ao Senhor para receber o batismo, que possam vir a falar em línguas, mas depois orem para que possam interpretá-las, pois assim se fortalecerão muito mais, uma vez que terão entendimento do que estarão falando, e também poderão transmitir aos irmãos o que outros estiverem falando, e todos entenderão e poderão glorificar o nome do Senhor, ou então ser exortado, acontecendo a mudança e arrependimento. “Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. De outra maneira, se tu bendisseres com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto, o Amém, sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes?” (1 Coríntios 14:15-16).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

OS ANTICRISTOS DA ATUALIDADE

“Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora.” (1 João 2:18)

            Sim, já é a última hora, ou melhor, o fim se aproxima. Como prova, basta verificarmos nas Escrituras que os sinais descritos que antecederiam o fim dos tempos estão se cumprindo, o esfriamento do amor, e tudo o mais descrito nos livros de revelação, Apocalipse, Mateus 24, Daniel, as heresias estão por toda parte, já está difícil ouvir, achar a Palavra verdadeira, pois as pregações mentirosas estão predominando. Os anticristos proliferam, pois igrejas estão lotadas para ouvi-los com suas pregações mentirosas e enganosas, os que fazem negócios com as ovelhas do Senhor, esses que pregam qualquer coisa, mas não pregam ou ensinam santificação, purificação, arrependimento, salvação, com certeza não têm compromisso com o Reino de Deus, pois pregam somente para o seu ventre. São mentirosos, e sabemos que os mentirosos são filhos do diabo, esses que somente pregam bênçãos, que só sabem afirmar que Deus está abençoando, esses que revelam e entregam profecias mentirosas, esses que comercializam nos templos, esses que vivem fazendo campanhas para entregar envelopes, ou que todos os dias fazem novos pedidos de ofertas para construção, para pagar contas etc. etc. etc. Esses são anticristos, e todos os que os seguem também o são. “Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós.” (1 João 2:19). Esses que são pregadores de mentira e seus seguidores um dia levantaram as suas mãos dizendo aceitar Jesus; frequentaram uma igreja séria, quiseram ou pensaram seguir o Senhor, mas a ganância, a soberba, o orgulho os cegaram; o diabo  jogou a rede e eles caíram, aqueles que um dia buscavam conhecer e servir o Senhor se deixaram seduzir e hoje somente falam o nome do Senhor para enganar e auferir lucros. Agora eles simplesmente  afastam as ovelhas do caminho certo, pois oferecem facilidades, oferecem um evangelho bonzinho e permissivo que diz que, para receber bênçãos e vitórias,  basta somente ir à igreja deles e dar, doar,  além de fazer orações emotivas e vazias,  pular, cantar, rodar  para receber as bênçãos, e como o povo tem a tendência de procurar facilidades,  acaba caindo no laço do diabo.
            “E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo. Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade.” (1 João 2:20-21). Mas o que estamos comentando não é novidade, pois todos os que têm o Espírito de Deus, todos os que realmente têm a unção, o poder de Deus sobre si, sabem de tudo isto, e sabem das mentiras, enganos, heresias, verdadeiras apostasias que  estão sendo vividas e praticadas nos altares das igrejas. Mas o que devem saber é que não existem desculpas para permanecerem juntos  com os mentirosos, pois, dizendo que têm que olhar é para Deus e não para o homem, que só vão à igreja para congregar, ou que está difícil achar uma igreja séria, o fato é que quem participa faz parte e está em erro. “Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.” (2 João 9:11). Portanto, não existem desculpas para se continuar frequentando uma igreja onde se sabe que  praticam a mentira ou pecado,  não se pode dizer que se gosta do louvor, da pregação  porque as crianças gostam, enfim qualquer alegação como justificativa  é prática que conduz à morte. Todos os enganadores e os que não perseveram na Sã Doutrina são anticristos, e os seus seguidores também. “Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho. Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai.” (1 João 2:22-23). Jesus, o Filho de Deus, é o Verbo, a Palavra que se fez carne e habitou entre nós, e todos os que negam a Palavra, que procuram distorcê-la estão negando o Filho de Deus, e, consequentemente,   não têm nem Jesus nem Deus Pai. Todos os que procuram justificar divórcio e recasamentos, que concordam com a fornicação, homossexualismo, adultério, mentira, desonestidade e outros tantos pecados cometidos em prol de uma falsa verdade estão negando Jesus, pois são mentirosos e filhos do diabo, são anticristos.
         “Portanto, o que desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai.” (1 João 2:24). Mas  todos os que  praticam as obras, os ensinamentos que desde o início apreenderam,  que é o da santificação, purificação,  da salvação, e perseveram na Verdade, mesmo que no momento pareça difícil, sabem que ela conduz à vida. Todos os que realmente insistem em seguir os passos de Jesus com certeza estes têm tanto o Filho de Deus como o Pai. “E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna. Estas coisas vos escrevi acerca dos que vos enganam.”(1 João 2:25-26).  A promessa que temos é a vida eterna;  a promessa que recebemos é  de que receberíamos tudo se buscássemos primeiro o Reino de Deus. As outras coisas seriam acrescentadas, mas os que buscam o Senhor somente em prol de bênçãos caem em inúmeros laços e se afastam do Evangelho de Jesus Cristo. Portanto, devemos buscar sempre o Senhor, ter comunhão com Ele, praticar a sua Palavra, e Ele sabe de que necessitamos e, antes de pedirmos, receberemos, mas o principal, a promessa de vida por toda uma eternidade, fazemos questão de lembrar para que não sejam enganados. “E a unção que vós recebestes Dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim Nele permanecereis.” (1 João 2:27). Se  realmente são do Senhor,  receberam a unção, então não há necessidade de maiores ensinamentos, pois o próprio Espírito de Deus os guiará, ou seja, não há necessidade de  apreenderem  teologias ensinadas por homens, porque estes ensinam a letra, mas,  se buscarem mesmo o Senhor, aprenderão a Palavra, pois  existe a Bíblia para ler e meditar, e o Espírito Santo para ensinar e conduzir; já os ensinamentos de homens, as teologias várias são entendimento de homens. “E agora, filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança, e não sejamos confundidos por ele na sua vinda. Se sabeis que ele é justo, sabeis que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele.” (1 João 2:28-29).
 Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
                                    Pr.Henrique Lino 
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

sábado, 21 de junho de 2014

VIVENDO NO APRENDIZADO

“Finalmente, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais.” (1 Tessalonicenses 4:1)

            Não basta ler a Bíblia, nem ir somente à igreja, e muito menos orar e jejuar somente e continuar com práticas contrárias à Palavra de Deus. Devemos entender que a Bíblia não é um amuleto que devemos usar como patuá para nos proteger, mas usá-la como fonte de aprendizado e vida, pois por ela teremos vida se a lermos, aprendermos e a colocarmos em prática. Porque, se não colocarmos em prática a Palavra de Deus, nada adianta orar, ir à igreja ou fazer qualquer outra coisa; mas, se desejamos agradar a Deus, então pratiquemos a sua Palavra, transformemos a sua Palavra em nossa bússola, nosso mapa. Teremos vitórias, desfrutaremos de paz, alegrias, abundâncias, não por participar de inúmeras campanhas, ou por ofertar muito na igreja, mas por viver segundo os preceitos estabelecidos por Deus; se respeitarmos as ordenanças do Senhor, com certeza seremos mais do que vitoriosos em Cristo Jesus. “Porque vós bem sabeis que mandamentos vos temos dado pelo Senhor Jesus.”(1 Tessalonicenses 4:2). Procuramos aqui sempre pregar, ensinar a verdade bíblica. Não trazemos nenhuma doutrina ou preceitos de homens, mas aqui sempre exortamos todos à santidade, à prática da Palavra, pois ela é poder e vida; e como não temos nada que falar de nós  ou  de qualquer filosofia ou entendimento humano, apresentamos sempre a Luz verdadeira, que é Jesus, e combatemos  com vigor todo engano e mentira. Isso fazemos para que todos cheguem ao conhecimento da verdade, sejam salvos em Jesus, que é a fonte inesgotável de vida. Por isso sempre alertamos para que  abandonem os pecados, os erros, não somente para que possam receber bênçãos imediatas, mas para que possam  receber a salvação, para que possam ter vida. Pensando sempre na vida, clamamos os irmãos para que procurem viver uma vida de santidade, que busquem praticar a Palavra de Deus, que não sejam religiosos ou hipócritas, mas que sejam verdadeiros filhos e filhas de Deus.
            “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição; Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus.” (1 Tessalonicenses 4:3-5). A vontade de Deus está explícita em sua Palavra, e o que Ele deseja é que todos saiam, fujam, corram de todo tipo de prostituição, e devemos entender que, para se prostituir, não é necessário acontecer a conjunção carnal, mas só por esse pensamento isso  já aconteceu, e o pecado habita e com  ele a morte eterna. Temos que cuidar dos nossos corpos sabendo que somos templos, morada do Espírito Santo e, portanto, não podemos nos prostituir, e prostituir não é  oferecer o corpo em troca de alguma coisa, mas o simples fato de  fazer sexo sem ser casado é  prostituição, ou sendo casado(a) fazer sexo, trocar carinho, olhares com outro(a) que não o marido ou esposa. A vontade da carne deve ser dominada, e não podemos apresentar qualquer desculpa pelas fraquezas, pois elas não serão aceitas. “Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vô-lo dissemos e testificamos.”(1 Tessalonicenses 4:6). Deixarmos  o pensamento diabólico de sempre querer levar vantagens, deixarmos de tentar ser espertos nos negócios  com os outros, pois na verdade estamos sendo tolos, pois o que parece vantagem  acaba sendo prejuízo, pois pode conduzir ao sofrimento eterno. Portanto, devemos sempre pagar o preço justo,  ser sempre honestos, nunca desmerecendo o produto dos outros, sermos sempre praticantes da Palavra de Deus. “Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação.” (1 Tessalonicenses 4:7). Deus não chamou ninguém para a sujeira ou para a confusão, porque o mesmo Deus que é nosso Pai e nos protege o é também das outras pessoas, e Ele não vai permitir que  um filho, ou uma criatura sua seja maltratada ou enganada. Ele é Pai, é o Criador e Deus onipotente, onisciente e onipresente, ou seja, Ele tudo vê e sabe, e está em toda parte. Se houver alguém errando,  sendo desonesto, se prostituindo, mesmo que em pensamentos, com certeza receberá o devido castigo Dele, e não nosso. É melhor sofrermos prejuízo, perda do que tentarmos ser espertinhos. O Senhor  só reconhece o nosso amor por Ele, não por dizermos isso, mas, por vivermos de acordo com a sua Palavra.
            “Portanto, quem despreza isto não despreza ao homem, mas sim a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo.” (1 Tessalonicenses 4:8). Quando deixamos de praticar a  Palavra de Deus, quando agimos  segundo o nosso entendimento ou emoção, com certeza não estamos agindo contra homem algum,  nem estamos sendo espertinhos levando vantagens de alguém, mas do próprio Deus, aquele que nos deu o Consolador, o Espírito Santo, que nos mostra, nos convence do erro, pecado e juízo, e sabemos que sobre Deus ninguém se engana, pois  aquilo que o homem plantar isto com certeza colherá,  obediência para a vida ou desobediência para morte. “Quanto, porém, ao amor fraternal, não necessitais de que vos escreva, visto que vós mesmos estais instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros; Porque também já assim o fazeis para com todos os irmãos que estão por toda a macedônia. Exortamo-vos, porém, a que ainda nisto aumenteis cada vez mais.”(1 Tessalonicenses 4:9-10). E em todo tempo pratiquemos  os ensinamentos, ou melhor, mandamentos do Senhor Jesus, e o segundo maior mandamento é amar o próximo como a nós mesmos. Sabemos que, se amarmos o próximo como a nós mesmos, não cometeremos erros,  e nem mesmo uma simples mentirinha sairá da nossa boca, pois, como não queremos ser enganados, também não enganamos. Pratiquemos o primeiro mandamento, que é amar a Deus de todo o nosso coração e  em primeiro lugar, então  nada façamos que possa vir a prejudicar um irmão, pois isso seria desobedecer ao Pai e não amá-lo. Portanto, é dever, mandamento amarmos todos, e em todo tempo. “E procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vô-lo temos mandado; Para que andeis honestamente para com os que estão de fora, e não necessiteis de coisa alguma.”(1 Tessalonicenses 4:11-12). E se queremos ter algum conforto, termos o necessário não somente para nós como também para socorrer também a quem precisa, é necessário trabalharmos, pois não vai cair nada do Céu. Devemos deixar de ser preguiçosos, ficar apresentando desculpas para nossa preguiça, e trabalharmos, pois fomos  preparados para o trabalho, e é mandamento do Senhor. Preguiça é pecado.
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.