EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

QUE TIPO DE CORPO

"Mas alguém dirá: Como ressuscitarão os mortos? E com que corpo virão?" (1 Coríntios 15:35)

 A curiosidade natural do ser humano faz com que muitos especulem como serão os corpos, a nossa forma depois que ressuscitarmos. Mas esse tipo de questionamento é feito somente por quem crê na ressurreição, porque nem todos os que se dizem cristãos creem. Muitos que creem e não têm pleno conhecimento da Palavra especulam se ficarão como os anjos, com asinhas e tudo mais, ou diferentes, se verão os amigos, familiares, se os identificarão, enfim são muitos os "serás". Perguntam se serão como fantasmas sem corpo, somente como uma espécie de forma corpórea, ou se estaremos vendo tudo o que acontece aqui. Mas para todas essas perguntas encontramos as respostas no Evangelho. Jesus tudo falou."Insensato! O que tu semeias não é vivificado, se primeiro não morrer. E, quando semeias, não semeias o corpo que há de nascer, mas o simples grão, como de trigo, ou de outra qualquer semente." (1 Coríntios 15:36-37).Vivificado, tornar a ter vida, renascer, isso só pode acontecer com um corpo morto. Para ter vida novamente, é necessário que se tenha passado pela morte, é preciso essa transição, caso contrário é somente um prosseguimento da vida que já existe. Mas, para renascer, é preciso morrer, e, falando de maneira clara, Paulo aqui faz a comparação com uma semente: assim como uma semente tem que passar pela transformação para surgir como uma nova vida, assim seremos todos nós. Quando uma semente é plantada, não nasce a mesma semente, mas uma planta diferente, que dará fruto, e uma semente semelhante à que foi plantada. Assim como a semente, temos que morrer para nascermos, e, ao nascermos, não mais somos iguais ao que foi plantado, ou seja, não mais como o corpo que morre, mas modificado. "Mas Deus dá-lhe o corpo como quer, e a cada semente o seu próprio corpo." (1 Coríntios 15:38). Não somos iguais, somos feitos à imagem e semelhança do Senhor, prova tal que, em um mundo com bilhões de pessoas, não existe uma só que seja igual a outra. Não existe uma que tenha as mesmas impressões digitais de outra ou a íris igual, porque o Senhor nos faz de maneira especial e tem cuidado especial com cada um. Esse tratamento individual, particular com cada um não se finaliza na nossa morte carnal, mas prossegue, porque é espiritual. Somos iguais e somos diferentes, porque somos seres individuais e únicos.
 "Nem toda a carne é uma mesma carne, mas uma é a carne dos homens, e outra a carne dos animais, e outra a dos peixes e outra a das aves." (1 Coríntios 15:39). Nem toda carne é a mesma, embora haja muita coisa semelhante entre si no aspecto organizacional dos seres, a carne de cada espécie é diferente: o homem, os animais, as aves, os peixes. Assim como a carne não é a mesma carne, existe essa variedade enorme, também existe no ser humano. Prova tal que, quando alguém necessita de um transplante, não é fácil achar a compatibilidade, assim como o sangue. Portanto, devemos tomar muito cuidado para não fazermos confusão, como muitos, que pensam que os seus animais de estimação vão para o céu ou vão ressuscitar. Temos que entender que são carnes diferentes e para propósitos diferentes. Jesus não morreu para trazer vidas a animais, por mais bonitinhos, inteligentes e engraçadinhos que sejam. "E há corpos celestes e corpos terrestres, mas uma é a glória dos celestes e outra a dos terrestres." (1 Coríntios 15:40). Assim também sabemos que há vários tipos de corpos, tanto espirituais como terrestres, ou seja, carnais. Cada um tem a sua glória, ou ausência, mas todos fazem parte de um grupo de celestes ou terrestres. Os anjos, os demônios e outros são de origens celestes, e não terrestres, como os demônios, que foram atirados para cá pela rebelião, mas a sua origem é mesma dos anjos. E o diabo juntamente com os demônios eles têm a mesma forma de anjos, pois eram anjos do Senhor, mas, mesmo entre eles, tanto anjos como demônios, existe diferença na aparência e no corpo. Corpos celestiais e terrestres todos têm as suas diferenças, não são iguais. "Uma é a glória do sol, e outra a glória da lua, e outra a glória das estrelas; porque uma estrela difere em glória de outra estrela." (1 Coríntios 15:41). Tudo é criação do Senhor, e Ele fez cada um para uma função específica e de maneira individual. Assim como olhamos para as estrelas e podemos ter a certeza de que nenhuma é igual a outra, Sol, Lua e tudo o que o Senhor criou foi de maneira específica, individual, e com propósitos definidos. Portanto, jamais poderemos nos comparar a alguém, pois somos individuais e recebemos cuidados diferentes. Nem todos agem e precisam do mesmo que o outro, e o Senhor sabe qual a necessidade de cada um. Assim como a Lua tem a sua função, que é diferente do Sol, nós também, apesar de sermos parecidos, somos diferentes. Mas o amor de Deus é para todos, somente o tratamento muda de acordo com o nosso por Ele.
 "Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção." (1 Coríntios 15:42). Todos nós morreremos, não existe ninguém, absolutamente ninguém que não passará pela morte. Assim como Jesus passou, nós o seguiremos, claro que estamos falando dos praticantes da Palavra de Deus. Esse corpo corrupto em que vivemos, factível de doenças, enfermidades, desejos e tudo mais morre e é entregue à terra. Do pó ao pó, não importa de que maneira se vai em forma de cinza, após cremado, ou apodrecido na terra, ou de outra maneira qualquer, o fato é que volta ao pó, ao barro de onde viemos, voltamos a nossa origem após termos cumprido o propósito. Renasceremos todos, uns para a vida e outros para o sofrimento e morte eterna, a verdadeira morte. Mas ressuscitaremos de outra maneira, com um novo corpo que não mais experimenta as corrupções do mundo, ou seja, não pode ser influenciado por nada terrestre. Assim, depois que morrermos e ressuscitarmos, nada mais que acontece aqui pode influenciar de alguma maneira. Portanto, não adiantam orações, rezas, missas de sete, quinze e vários dias, pois nada influencia mais, porque não faz mais parte do corrupto. O corrupto não consegue influenciar o incorrupto, nem para o bem ou mal. "Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor. Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual." (1 Coríntios 15:43-44). Deus lança mão de um corpo perecível, desonroso, fraco e pecaminoso, corpo natural, caracterizado pelo pecado e, na ressurreição, o transformará em um corpo impecável, glorioso, poderoso. Corpo espiritual não significa corpo imaterial, mas um corpo físico semelhante na organização ao presente corpo natural, mas radicalmente diferente por ser imperecível, glorioso e poderoso, próprio para viver a eternidade com Deus. Há um vínculo, mas também há transformação. "Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante." (1 Coríntios 15:45). Assim como todos nós somos descendentes de Adão, da natureza pecadora, também recebemos pela confissão a herança em Cristo Jesus. Jesus foi o segundo Adão, pois o primeiro falhou e Deus enviou o seu Filho, para que por Ele obtivéssemos a vida eterna. Adão foi vencido pelo pecado, Jesus venceu o pecado e a morte, e em Adão morremos, em Jesus ressuscitamos e vivemos para sempre. "Mas não é primeiro o espiritual, senão o natural; depois o espiritual. O primeiro homem, da terra, é terreno; o segundo homem, o Senhor, é do céu. Qual o terreno, tais são também os terrestres; e, qual o celestial, tais também os celestiais. E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial. E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção. Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados." (1 Coríntios 15:46-51). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 29 de setembro de 2015

AMOU ATÉ O FIM

"Ora, antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim." (João 13:1)

 Jesus, apesar de ser Deus, estava no mundo como homem, mas sabia que tinha vindo cumprir uma missão. Sabia que a sua missão estava chegando ao final, tinha conhecimento de que os momentos mais dolorosos estavam se aproximando e que logo estaria retornando para o Pai. Durante o seu ministério terreno, esteve sempre acompanhado pelos doze discípulos e deles recebendo apoio, os quais Ele denominou apóstolos. Jesus foi amado por eles e conviveu com eles amando-os e protegendo-os o tempo todo. Inclusive na sua oração final, falando ao Pai, Ele mesmo diz de seu cuidado, quando afirma que desses doze que o Pai tinha lhe dado nenhum se perdeu, somente o filho da perdição, que foi Judas Iscariotes. Jesus tinha pleno conhecimento de tudo o que iria acontecer e sabia que ia ser traído e por quem. Assim também como sabe quem realmente o ama e por Ele é amado. Ele não se deixa enganar com palavras bonitas, choros ou qualquer manifestação carnal de sentimentos. Judas o traiu com um beijo, e vários o traem constantemente de igual maneira. São muitos os que dizem que o amam, que choram, cantam, mas cujo coração está longe. "E, acabada a ceia, tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse, Jesus, sabendo que o Pai tinha depositado nas suas mãos todas as coisas, e que havia saído de Deus e ia para Deus, Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se."(João 13:2-4). Jesus tudo sabia, tinha conhecimento de que aquela era a última vez que participava da ceia junto com os seus discípulos. Sabia que o seu momento tinha chegado, sabia dos sofrimentos que viriam, mas sabia que tinha vencido e que Deus Pai tinha lhe entregado tudo. Deus Pai lhe deu todo poder tanto no céu como na terra. Todo o tempo Ele estava ensinando, e agora, depois da ceia, Ele traz um ensinamento fantástico não somente àqueles doze discípulos, mas a todos os seus discípulos espalhados pelo mundo afora, porque todos os que procuram agir segundo seus ensinamentos, que Lhe obedecem são os seus discípulos atuais. São esses que levam a mensagem de Salvação e que o apresentam a todos através do seu Evangelho.
 "Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido." (João 13:5). Jesus era Deus, mas Ele nos ensina sobre humildade, porque, sendo o Mestre dos Mestres, lavou e enxugou os pés dos seus discípulos, inclusive daquele que iria traí-Lo. Isso mostra que Ele é que nos serve e nós não o servimos, porque os verdadeiros discípulos de Jesus não ficam pedindo isto e aquilo, mas procuram seguir os seus passos, procuram servir. Jesus até hoje continua nos servindo, uma vez que é Ele que tudo nos dá. Jesus continua nos lavando, tirando a sujeira, as impurezas das nossas vidas, e nos mostrando como devemos fazer com todos. Somos soberbos e não gostamos de ajudar ou socorrer, colocamo-nos em posição de superioridade sem sermos nada. Achamos que somos melhores do que os outros, sendo que Jesus nos manda agir com simplicidade e humildade com todos, porque quem nos exalta é Deus, e não necessitamos de aclamação ou exaltação de homens. "Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim? Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois." (João 13:6-7). Pedro ainda não tinha conhecimento, e por isso o questionou, não concordava que o Mestre se colocasse em uma posição inferior, quase de serviçal. Mas Jesus, sabendo que Pedro ainda não tinha conhecimento, lhe diz que depois ele entenderia. Entendemos a posição de Pedro, porque a maioria das pessoas sensatas se sente incomodada com uma pessoa, que sabemos ser superior a nós, prestando-nos um serviço inferior. Mas Jesus estava dando um ensinamento, e todos os que têm esse conhecimento devem praticá-lo. Não significa que devamos sair lavando os pés das pessoas, e sim servindo, socorrendo, apoiando, servindo a todos, até os que nos traem. Temos que entender que nada somos e, portanto, a todo o tempo fazer o que Jesus mandou: sempre considerar o nosso próximo como nosso superior, e assim procurar sempre servir. "Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo. Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça."(João 13;8-9). Jesus explica a Pedro que, se não for lavado por Ele, não faz parte Dele. Vemos o amor de Pedro, a sede dele, que agora pede que então lhe lave o corpo todo, pois quer fazer parte Dele. Pedro era carnal, como vimos em várias situações, mas era um dos que mais amaram o Senhor.
 "Disse-lhe Jesus: Aquele que está lavado não necessita de lavar senão os pés, pois no mais todo está limpo. Ora vós estais limpos, mas não todos." (João 13:10). Os que estão limpos, os que conhecem a Palavra a receberam e a colocaram em prática são lavados pelo Senhor. Não é o fato de falar o Nome do Senhor e nem estar no meio dos discípulos de Jesus que transforma alguém em discípulo também. Jesus é o que nos limpa, hoje Ele é a Palavra, e a Palavra nos limpa. Quando a ouvimos, quando tomamos conhecimento dos seus preceitos e os colocamos em prática, estamos sendo lavados. É uma prática recorrente as pessoas afirmarem que são lavadas e remidas no sangue do Cordeiro. Muitos falam isso, mas, na verdade, não conhecem e nunca conheceram o Cordeiro de Deus, porque, para serem lavados, têm que ser obedientes, e não traidores, como Judas. "Porque bem sabia Ele quem o havia de trair; por isso disse: Nem todos estais limpos."(João 13:11). O Senhor sabe quem não está limpo, Ele sabe quem o está traindo ou vai traí-lo. Ele não vai fazer nada para impedi-lo, porque as escolhas são nossas, mas receberemos as recompensas por nossas escolhas. A água, para nos lavar, purificar, está ao alcance de todos, mas muitos têm ignorado essa água. Podem enganar todos: os irmãos, os pastores, mas não conseguem enganar o Senhor, e receberão a mesma recompensa que Judas Iscariotes recebeu. Esses que se dizem discípulos, mas que guardam segredos em seus corações, pessoas cuja desobediência aos preceitos do Senhor está viva em suas mentes são sujas. "Depois que lhes lavou os pés, e tomou as suas vestes, e se assentou outra vez à mesa, disse-lhes: Entendeis o que vos tenho feito?" (João 13:12). Jesus pergunta os seus discípulos se entenderam o que Ele fez, sabendo que eles não entenderam. Muitos são os que dizem que amam, que sabem sobre a humildade, a simplicidade, mas que não as praticam. Temos que entender a Palavra do Senhor, pois é o próprio Jesus falando conosco, e, entendendo-a, colocá-la em prática. "Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também." (João 13:13-15). Assim como Jesus agiu e age, devemos imitá-lo, temos que lavar os pés, os corpos uns dos outros. Lavar com o Evangelho, levando a mensagem de Cristo, mostrando o Caminho da Salvação a todos. Abandonar a hipocrisia e ser somente servos do Senhor. "Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou." (João 13:16). Não somos superiores a Jesus, e, se Ele lavou os pés dos discípulos, então devemos fazer o mesmo com todos. Temos que realmente procurar imitar, andar nos mesmos passos do Senhor, compreender a sua mensagem, sua Palavra e colocá-la em prática. "Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes."(João 13:17). 
Leiam pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O FIRME FUNDAMENTO

"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem." (Hebreus 11:1)

 Falar em fé é fácil, mas o que é difícil é exercitar a fé. As pessoas falam que têm fé em Deus, que creem em sua Palavra, mas vivem em constante desespero e não conseguem descansar Nele. Existem dois tipos de fé, a natural e a espiritual. A natural é aquela em que vamos dormir tendo a certeza de que vamos acordar, em que trabalhamos tendo a certeza de que no fim do mês receberemos o salário. Entramos em um ônibus, uma condução, com certeza de que nos levará aonde pretendemos ir, ou compramos algo com certeza de que vamos usar, usufruir, desfrutar. A fé espiritual é crer na Palavra do Senhor, esperamos algo que não vemos e não temos condições físicas, material ou financeira de ter. A fé espiritual é crermos naquilo que a Palavra de Deus diz que acontecerá, e então nos posicionamos, praticamos a Palavra e aguardamos, sabendo que receberemos. A fé espiritual é receber uma notícia do médico dizendo que a enfermidade não tem cura, e não nos abalar, crer somente no que o Senhor disse: que já fomos curados pelas suas feridas, e estamos curados. Portanto, por mais que sintamos os sintomas das enfermidades, cremos na Palavra sabendo que realmente estamos curados. Ou quando o marido, a esposa, foi embora, se divorciou, mas sabe que o Senhor disse que o que Deus uniu o homem não tem condições de separar. Então nos santificamos e aguardamos, sabendo que quem foi embora vai voltar e que a família novamente estará unida. Praticar a fé é viver segundo a Palavra, sabendo que vai acontecer, e, portanto, se santificar, colocar-se de acordo com o Senhor e simplesmente aguardar, sabendo que virá."Porque por ela os antigos alcançaram testemunho. Pela fé entendemos que os mundos pela Palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente." (Hebreus 11:2-3). Sabemos pela fé como foi criado o mundo e todo o universo. Pela fé sabemos a nossa origem e também para onde vamos, porque temos fé, cremos na Palavra de Deus. Mas os que tentam justificar, criar teorias sobre a Criação não têm fé em Deus, assim não praticam o Evangelho. Para vivermos o Evangelho, para praticá-lo, temos que ter fé, porque sem fé não existem meios de fazer o que não acreditamos. Assim fica claro que todos os não praticantes do Evangelho são pessoas que não têm fé no Senhor.
 "Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala." (Hebreus 11:4). Pela fé, a primeira vítima de homicídio, Abel, ofereceu suas primícias ao Senhor. Sabia que deveria oferecer, ofertar suas primícias, e assim o fez. Não tinha ninguém a incentivá-lo nessa prática, somente a Palavra do Senhor, e ele a ouviu. Já o seu irmão, o primeiro assassino, não ofereceu as suas primícias, ofereceu qualquer coisa, e claro com isso não agradou o Senhor. A Palavra fala que um abismo chama outro abismo, e vimos isso acontecer com Ele, pois, por não ter fé, não obedeceu ao Senhor, e por tal motivo vimos a tragédia que cometeu e como foi a sua vida ao receber a marca do Senhor. Mas Abel, pela sua fé, até hoje nos fala e nos mostra a prática da fé. "Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus." (Hebreus 11:5). Enoque foi o primeiro a ser arrebatado em vida (arrebatado é, em vida, ser levado ao Senhor, ou seja, não passar pela morte). Esse fato a Bíblia nos mostra que somente aconteceu duas vezes, o primeiro foi com Enoque, o segundo foi com o profeta Elias. Nem mesmo Jesus foi arrebatado em vida, pois Ele teve que passar pela morte para vencê-la e nos libertar. Enoque foi arrebatado, porque viveu de acordo com a Palavra de Deus, viveu em santidade, e por tal motivo o Senhor o levou para viver com Ele, sem passar pelas dores da morte. Essas coisas aconteceram não por um capricho, ou escolha do Senhor, mas simplesmente pela sua Palavra. Para recebermos qualquer promessa do Senhor em nossas vidas, é necessário ter fé Nele, e pela fé praticar a sua Palavra. "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." (Hebreus 11:6). É necessário ter fé no Senhor tendo a certeza de que Ele existe e que a sua Palavra é a Verdade, e que obedecemos a ela. Todos os desobedientes, os que vivem em pecados não têm fé, não creem no Senhor, porque, se cressem, obedeceriam a Ele, pois saberiam as consequências dos seus atos. Para receber o cumprimento da promessa do Senhor em nossas vidas, não basta esperar que aconteça, mas é viver de acordo com os seus preceitos, suas ordenanças. Fé é igual à prática da Palavra, que é igual a materializar as promessas.
 "Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, temeu e, para salvação da sua família, preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi feito herdeiro da justiça que é segundo a fé." (Hebreus 11:7). Noé, pela fé, creu na Palavra do Senhor e construiu a Arca que o salvou juntamente com a sua família e toda espécie de animais e vida que existia. Pela fé, ele viveu em obediência ao Senhor, viveu de forma separada do resto do mundo. Pela sua prática de fé alcançou graças aos olhos do Senhor que o escolheu para ser salvo. A fé faz materializar as promessas do Senhor, e a fé nos conduz a obediências. "Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia." (Hebreus 11:8). Abrão ainda não era chamado Abraão, ele teve fé na Palavra do Senhor e saiu da sua terra do meio dos seus parentes e foi para uma terra que ele nem sabia que existia, porque, quando o Senhor mandou sair, não indicou se era para a direita ou para a esquerda que ele deveria ir, mas somente sair. Abrão obedeceu, creu, teve fé, e por tal motivo é conhecido como o pai da fé. "Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa." (Hebreus 11:9). Tendo fé na Palavra do Senhor, viveu, habitou, morou em cabanas, peregrinou em terras estranhas sabendo que seria dos seus descendentes. E isso aconteceu com ele já velho, ele e a sua esposa não tendo filhos, e aos olhos humanos sem ter condições físicas de os ter, mas ele creu na Palavra do Senhor que tinha lhe dito que seria pai de muitas nações. A fé na Palavra de Deus é que o fez agir, praticar, obedecer, e essa obediência resultou no cumprimento da promessa em sua vida. "Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus." (Hebreus 11:10). Abraão, pela fé, sabia que deveria obedecer ao Senhor, porque ele aguardava ir viver com o Senhor. Essa prática, essa obediência pela fé o conduziu à vitória aqui e espiritual, pois sabemos pela própria Palavra da sua salvação. Assim também devemos agir pela fé, não somente em prol de receber o cumprimento das promessas aqui, mas principalmente para alcançar a salvação, a qual só conseguiremos, alçaremos, se tivermos fé e praticarmos o Evangelho de Jesus Cristo. "Pela fé também a mesma Sara recebeu a virtude de conceber, e deu à luz já fora da idade; porquanto teve por fiel aquele que lho tinha prometido. Por isso também de um, e esse já amortecido, descenderam tantos, em multidão, como as estrelas do céu, e como a areia inumerável que está na praia do mar. Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Porque, os que isto dizem, claramente mostram que buscam uma pátria."(Hebreus 11:11-14).  
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sábado, 26 de setembro de 2015

IMITANDO A DEUS

"Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave." (Efésios 5:1-2)

 Na Criação, Deus disse: "Façamos o homem a nossa imagem e semelhança". Portanto, somos imagem Dele, somos semelhantes a Ele, e não estamos falando de sexo masculino ou feminino, mas do ser humano. Sabemos que Deus é multiforme, e assim a aparência do Senhor é a de um ser humano, independentemente de cor, estatura, sexo ou qualquer coisa. Se somos semelhantes a Ele na aparência, temos que ser também em caráter e poder, temos que agir segundo as ações Dele. Se somos os seus filhos, temos o seu DNA, então praticamos o que Ele mesmo pratica. Sabemos como Ele vive porque seu caráter e as suas ações estão todas expostas na sua Palavra, e quem conhece a sua Palavra O conhece. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo, nós somos corpo, alma e espírito. Mas somos derrotados, fracassados em várias áreas das nossas vidas exatamente por não imitarmos o Pai, por não sermos obedientes, não praticarmos a sua Palavra. Deus é santo e mandou, determinou que também fôssemos santos como Ele, mas nós não O ouvimos, pois preferimos nos contaminar com as imundícies e satisfazer a vontade e os desejos da carne. Ele nos manda amar o próximo como a nós mesmos, uma vez que todos são feitura e criatura Dele, mas nós, ao contrário, prejudicamos os nossos semelhantes. Não aceitamos lutas e nem sofrimento, e Jesus veio ao mundo para sofrer por nós, mesmo sendo Deus. Jesus se entregou por nós, mas nós não aceitamos receber qualquer ofensa ou sofrimento de ninguém e nem por ninguém. Temos que aprender a ser praticantes do Evangelho de Jesus Cristo, da sua Palavra, pois ela é o próprio Jesus e expressa a sua vontade. Jesus disse que faríamos milagres maiores do que os que Ele fez quando em carne, mas não vemos isso acontecer. Não vemos ninguém operar esses sinais e maravilhas, exatamente por falta de obediência, de santidade, de imitar o Senhor, porque não imitamos o seu caráter nem o seu amor, estamos comprometidos com as coisas do mundo, bens materiais e prazeres, esquecendo que o nosso maior prazer tem que ser servir o Senhor. Temos que aprender que somos feitos para adorá-Lo não só com palavras bonitas, mas com atitudes.
 "Mas a fornicação, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; Nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convêm; mas antes, ações de graças." (Efésios 5:3-4). Não temos poder, porque não imitamos e nem obedecemos ao Senhor, somos carnais, e a hipocrisia domina, uma vez que demonstramos o que não somos, falamos o que não é verdade, uma vez que, quando se afirma que é se cristão, quando alguém se identifica como cristão, está afirmando que é aprendiz de Jesus, que anda nos mesmos caminhos de Cristo. Somos desobedientes e arrogantes, porque sabemos que não podemos fornicar, e não somente fornicamos como consentimos com quem assim procede. Fornicação é manter relação sexual sem ser casado, uma vez que o sexo é um direito exclusivo de casados. Adultério é traição, é quando pessoas casadas mantêm relacionamentos sexuais com outras que não os seus cônjuges. Somos avarentos, amamos o dinheiro, os bens materiais, temos a preocupação de sempre ter mais, não confiamos no maná do Senhor. Gostamos de rir das desgraças dos outros, rimos de tudo e de todos, falamos o que não devemos, somos soberbos, orgulhosos, e não praticamos a simplicidade e a humildade de Cristo. Sendo Deus santo, como imitadores nos convém ser santos também e demonstrar o mesmo amor pelos nossos semelhantes, assim como Ele demonstra para com todos. Não se pode falar em cristianismo e mundanismo, pois são opostos, uma vez que Cristo é santo, e o mundo jaz no maligno. "Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus." (Efésios 5:5). Não existe a menor possibilidade de nenhum praticante desses atos mencionados entrarem no Reino de Deus. O fato de estarem frequentando um templo denominacional não é garantia de salvação, ou de ser cristão. Os mentirosos, enganadores, fornicadores, desonestos, rancorosos, maldosos, adúlteros, por mais que orem, que frequentem templos, se não se converterem, não entrarão no Reino de Deus. Se não houver arrependimento, conversão, mudança, não alcançarão a salvação. Não é por irem a um templo qualquer buscar bênçãos, fazer campanhas, ofertar, dizimar que estão aptos para o Reino. Para entrar no Reino, temos que ser semelhantes ao Senhor, agir segundo os seus preceitos.
 "Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência."(Efésios 5;6). Não se deixe enganar por pregações mentirosas, por ensinos contrários aos Evangelho de Jesus Cristo. Muitos são os mestres em ensinar outros evangelhos citando o Nome do Senhor, mas basta observar que ensinam de modo contrário à Palavra de Deus. Não podemos ser religiosos, ser garimpeiros de bênçãos, concordantes com as desobediências. Não podemos aceitar os ensinos que Deus vai sempre perdoar, tolerar, aceitar e entender tudo, porque não é verdade. O nosso Deus, o nosso Pai é juízo, e não faz exceção de pessoas, não privilegia ninguém. Assim, o ensino é um somente, o Evangelho de Jesus Cristo é imitar o Senhor, é praticar o seu Evangelho, fora disso é mundanismo e engano. Todos os que não obedecem recebem a ira de Deus, são mentirosos e hipócritas. Sejamos autênticos filhos de Deus e teremos poder e seremos mais do que vencedores Nele. "Portanto, não sejais seus companheiros. Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz"(Efésios 5:7-8). Esses falsos cristãos, esses que são somente religiosos, devemos nos afastar deles, porque estão em erros e amam o pecado, e o fim deles será na fornalha do fogo ardente. Não podemos estar junto com eles porque sabemos que um pouco de fermento leveda toda a massa. Assim, temos que escolher o templo denominacional para frequentar, ou seja, o lugar onde realmente se prega, ensina o verdadeiro Evangelho, que ensina obediência ao Senhor. No passado andávamos em erros, mas, depois que conhecemos a verdade, nos convertemos, passamos a ser luzes, e não existe comunhão da luz com as trevas. Já fomos trevas, todos nós, mesmo porque nascemos no pecado, mas Deus, pelo seu imenso amor, permitiu que conhecêssemos a Verdade, que é o Seu Filho, o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Assim, passamos a ser luz Nele, porque obedecemos a suas ordenanças, porque é na Luz Dele que vemos a Luz. "(Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade); Aprovando o que é agradável ao Senhor." (Efésios 5:9-10). Como imitadores de Deus, temos que agradar ao nosso Pai, porque Ele tem cuidado de nós. Temos o mesmo Espírito que Ele, porque Ele nos deu o Espírito Santo, e Ele nos convence do erro do juízo e do pecado. Não podemos concordar ou aceitar as pregações e ensinos de facilidades, porque não são o Evangelho de Jesus Cristo, que é obediência a Ele. Fujamos do erro e da mentira e sejamos imitadores de Deus, para que desfrutemos de poder e sejamos dignos de alcançar a salvação e o mundo vindouro."E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe. Mas todas estas coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta. Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá."(Efésios 5:11-14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

O QUE REALMENTE IMPORTA

"E, dizendo alguns a respeito do templo, que estava ornado de formosas pedras e dádivas, disse: Quanto a estas coisas que vedes, dias virão em que não se deixará pedra sobre pedra, que não seja derrubada." (Lucas 21:5-6)

 Jesus estava dentro do templo e perto do gazofilácio (Ofertório). Observou os que ali colocavam a sua oferta e elogiou uma pobre viúva que tinha dado duas moedas. Viu pessoas que tinham boas condições financeiras depositarem o que lhes sobrava, e a viúva tinha dado tudo. Agora, os discípulos vinham elogiar o templo, então o Senhor chamou a atenção para dois fatores: primeiro o desperdício em se gastar uma fortuna para fazer um templo luxuoso e desnecessário, e segundo, principalmente, por se usar dinheiro de pessoas que nada possuíam, mas com o pouco que tinham faziam questão de serem fiéis a Ele. Os templos funcionam simplesmente como um lugar para se reunir e orar, proclamar o Nome do Senhor. Mas isso vai passar, esse templo será destruído. Temos que guardar, ornar os nossos corações, que são o templo verdadeiro do Senhor. Assim, Jesus mostra que não devemos nos preocupar em fazer templos luxuosos, mas que devemos ensinar e viver a sua Palavra. Os templos não devem consumir o dinheiro de ofertas e dízimo do povo em luxo, mas em aplicar na evangelização e em socorrer os que necessitam, porque tudo isso passará, nada ficará para sempre. "E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, quando serão, pois, estas coisas? E que sinal haverá quando isto estiver para acontecer?" (Lucas 21:7). Os discípulos agora questionam, interrogam Jesus a respeito de quando isso acontecerá. Perguntam sobre quando tudo acabará, quando o fim chegará, porque no fundo todos sabem que nada durará para sempre, que esse mundo, como vemos, não é eterno, sabemos que algo vai acontecer. São várias as teorias inventadas por pessoas que não conhecem o Senhor, mas os cristãos sabem que Jesus vai voltar, que o dia do Juízo é real e vai acontecer. Esse Dia não será de alegria, mas de tristeza, de dor, pois muitos que pensam que viverão ficarão para trás. Nesse dia, os que forem salvos não enfrentarão as tormentas que virão. As pessoas que são ligadas a bens materiais verão tudo se desfazer diante dos seus olhos, verão tudo se perder.
 "Disse então Ele: Vede não vos enganem, porque virão muitos em meu Nome, dizendo: Sou eu, e o tempo está próximo. Não vades, portanto, após eles." (Lucas 21:8).Jesus, entretanto, alerta aqui sobre alguns sinais que devem ser observados, sobre fatos que acontecerão antes da sua volta. Jesus diz bem claro que Ele mesmo não sabe quando isso vai acontecer, mas só vai acontecer depois que esses sinais acontecerem. E muitos desses sinais já aconteceram, os falsos cristãos, os falsos profetas estão em toda parte, e alguns chegam ao ponto de afirmarem que são o próprio Cristo encarnado. Essas aberrações já há muito proliferam pelo mundo, mas o Senhor alerta para que não sejamos enganados pelos tais. E nos manda vigiar e não segui-los nem a suas doutrinas. "E, quando ouvirdes de guerras e sedições, não vos assusteis. Porque é necessário que isto aconteça primeiro, mas o fim não será logo." (Lucas 21:9). Também alertou sobre as guerras que viriam antes, e ao longo dos anos temos visto, presenciado as inúmeras guerras desencadeadas pelo mundo afora. E todas são por motivo religioso, poder, financeiro ou outros, ou sem motivo. Nessas guerras, milhares de pessoas são mortas, armas químicas são utilizadas, e acontece destruição em massa. Todos os dias sabemos sobre guerras em várias partes do mundo, por motivos banais, mas isso acontece porque é necessário, uma vez que o Senhor disse. Nós, quando vemos essas coisas acontecerem, sabemos que o fim se aproxima. "Então lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino; E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu." (Lucas 21:10-11). As guerras acontecem em toda parte, e os terremotos, maremotos, os tsunamis têm surgido com cada vez mais força. Temos visto esses sinais acontecerem, somos informados pela mídia sobre grandes catástrofes, com grande quantidade de pessoas mortas. Vemos destruição causada por chuvas, vulcões, terremotos, ventos e outros, e a ciência teima em explicar como um fato isolado. Mas nós sabemos que iriam acontecer, como sabemos que muito mais ainda virá, porque a Palavra do Senhor se cumpre. Pela Palavra sabemos que a tendência é aumentar, e que, portanto, não precisamos nos assustar, mas simplesmente glorificar o Senhor, porque Ele nos avisou, nos alertou sobre todos esses fatos.
 "Mas antes de todas estas coisas lançarão mão de vós, e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e às prisões, e conduzindo-vos à presença de reis e presidentes, por amor do meu Nome." (Lucas 21:12). Em várias partes do mundo, diariamente, pessoas são presas, mortas, simplesmente por assumirem a sua condição de cristãs. Pessoas, vilarejo, famílias inteiras são dizimadas por proclamarem o Nome de Jesus. Pequenas igrejas são destruídas, incendiadas com as pessoas dentro. Há alguns países que não permitem que se fale o Nome do Senhor, neles há tolerância, penas brandas para o uso e comércio de drogas, incentivam a violência contra a mulher, mas não perdoam a posse de uma Bíblia. Famílias inteiras são executadas se for encontrado um exemplar de uma Bíblia. Obrigam as pessoas a negarem o Senhor, e, se não o fizerem, são espancadas e executadas, tudo isso acontece diariamente em várias partes do mundo. Em muitos países prisões estão lotadas não de criminosos, mas de crentes. "E vos acontecerá isto para testemunho. Proponde, pois, em vossos corações não premeditar como haveis de responder; Porque eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir nem contradizer todos quantos se vos opuserem." (Lucas 21:13-15). O Senhor alerta para não ficarmos preocupados em preparar uma defesa, ou o que vamos dizer, não premeditarmos uma desculpa para quando formos perseguidos. Ele manda que simplesmente confiemos Nele, pois, no momento certo, nos dará palavras para respondermos a todos os que nos questionarem sobre a nossa fé. Não devemos nos preocupar ou temer as perseguições, pois, com certeza, elas virão, e a maioria vem por parte de pessoas que dizem fazer isso em nome de Deus. Assim como os fariseus, os sacerdotes, que perseguiram e crucificaram Jesus, esses também nos perseguirão. Isto já vemos, pois são várias as denominações que citam o nome de Jesus, mas pregam, vivem e ensinam alguns evangelhos diferentes que nada têm com o do Senhor Jesus Cristo. "E até pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos sereis entregues; e matarão alguns de vós. E de todos sereis odiados por causa do meu Nome. Mas não perecerá um único cabelo da vossa cabeça. Na vossa paciência possuí as vossas almas." (Lucas 21-16-19). Enfrentamos problemas e perseguições em nossas casas, com amigos e outros, porque muitos são os religiosos. Pessoas seguem doutrinas de igrejas, preceitos de homens, e não o Evangelho verdadeiro. Pessoas que buscam facilidades foram ou vão a templos em busca de bênçãos, e não da verdade, por isso não praticam e nem conhecem a santidade. Portanto, criticam e não aceitam que as pessoas não permitam pecados em suas vidas. Encontramos oposição em nossa casa, e em toda parte, mas sabemos que é necessário acontecer tudo isso. Vemos o fim se aproximando, Israel já está sendo cercada, (Jerusalém), países estão se unindo para combater essa cidade, e o Senhor disse que, quando isso acontecesse, seria o fim. Portanto, ainda dá tempo, converta-se ao Senhor, pois o fim se aproxima. "Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação. Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes; os que estiverem no meio da cidade, saiam; e os que nos campos não entrem nela. Porque dias de vingança são estes, para que se cumpram todas as coisas que estão escritas." (Lucas 21:20-22). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

INDESCULPÁVEIS

"Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo." (Romanos 2:1)

 Os ensinamentos de Paulo sobre o ato de julgar concordam com os de Jesus, que não condenava o julgamento em si, e sim o julgamento hipócrita. Advertência de especial pertinência para os judeus, que tendiam a desprezar os gentios pelo fato de desconhecerem a revelação de Deus no Antigo Testamento, e por levarem uma vida imoral. Muitas pessoas têm o habito de usar esse versículo e outros para se eximirem da responsabilidade, e por concordarem e consentirem com os erros. A questão do julgamento é que não podemos esconder os nossos erros para apontar os dos outros, não podemos tentar tirar um cisco dos olhos dos outros com um poste em nossos olhos. Como cristãos, devemos procurar viver de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, praticar a sua Palavra, e se há pessoas que se dizem cristãs, evangélicas, mas que vivem na pratica do erro, é nosso dever, obrigação, falar. Temos que mostrar os erros para que essa pessoa os abandone, mas, se ela não quiser e insistir nas práticas erradas, devemos então nos afastar dela. Não podemos julgar quem não conhece o Evangelho e está em erros e pecados, a esses devemos ensinar, orientar, aconselhar, mas jamais julgar, porque, se julgarmos os de fora, estaremos errando, pecando, indo contra a própria Palavra de Deus. Para aconselharmos alguém, temos que primeiro nos examinar para ver se não estamos incorrendo no mesmo erro ou talvez pior. Sim, pior, porque, se temos conhecimento do erro e o estamos cometendo, é por desobediência e rebeldia à palavra de Deus. "E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem." (Romanos 2:2). Pessoas estão há tempos frequentando um templo, uma igreja denominacional, dizem que conhecem o Senhor, mas vivem em práticas erradas. Gostam de condenar, apontar os erros dos outros, talvez pensem que vão ser perdoadas, compreendidas por acusarem os outros, mas elas permanecerem em erros. Assim como pessoas que estão em púlpitos, em altares pregando para os outros, porque elas mesmas vivem em erros. Deus conhece o oculto, o escondido, e seu juízo é perfeito, e receberemos pelo que fazemos, pensamos e com o que concordamos.
 "E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?" (Romanos 2:3). Não existe escape para os pecadores, a não ser confessar e abandonar o erro, porque Deus é Santo, e sem santidade ninguém o verá. Não podemos apontar os erros dos outros se temos erros similares ou piores, porque assim estaremos aumentando os nossos pecados. Devemos procurar viver segundo a Palavra de Deus e nos desviar do mal, fugir dos pecados. Também devemos chamar todos os ao arrependimento e abandono de pecados, e quando pessoas da mesma fé estiverem em erros, devemos confrontá-las para que nos ouçam e abandonem os pecados. Não podemos nos calar com a desculpa de estarmos fazendo julgamentos, porque estaremos em concordância com os erros e, portanto, pecando também. Se sabemos que também estamos em erros, devemos abandoná-los imediatamente, caso contrário receberemos o justo juízo de Deus, por nossa rebeldia. "Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?" (Romanos 2:4). As pessoas ignoram, ou não entendem, talvez não queiram compreender a bondade de Deus, porque agem de uma maneira contrária a sua Palavra. Pessoas falam em misericórdia, amor e bondade de Deus, e vivem em pecados, querendo que o Senhor as entenda e as perdoe. Pessoas vivem em pecado e gostam de apontar os erros dos outros, mas não pensam em abandonar os seus. Elas não conhecem o amor de Deus, porque saberiam que o seu amor é que nos faz viver de maneira santa, porque, quando conhecemos o Senhor, buscamos demonstrar o nosso amor pela prática do Evangelho, uma vez que sabemos que a desobediência é a pura demonstração de desrespeito e falta de amor. "Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus; O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber." (Romanos 2:5-6). Mas exatamente por agirem como religiosos, por gostarem de apontar os erros, as falhas dos outros, mesmo sabendo que cometem piores, essas pessoas estão buscando sofrimento para si, por desrespeitarem a Palavra de Deus. Ele nos manda chamar todos ao arrependimento. Ele disse: "Sede santos, porque Eu, o Senhor, Sou Santo". Por isso, quando condenamos os outros mesmo vivendo em pecado, ou deixamos de mostrar os erros dos irmãos por não praticarem a santidade, estamos buscando a ira de Deus contra nós.
 "A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção; Mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade e obedientes à iniquidade; Tribulação e angústia sobre toda a alma do homem que faz o mal; primeiramente do judeu e também do grego."(Romanos 2:7-9). Mas os que buscam viver segundo os preceitos, as ordenanças do Senhor, os que demonstram amor a Ele pela obediência receberão vida em abundância. Entretanto, os desobedientes, os que vivem segundo o seu entendimento da lógica humana receberão a ira de Deus. Os que gostam de discutir, contestar a Palavra de Deus, os que dizem que não aceitam isto ou aquilo, os que vivem buscando escape para não praticarem o Evangelho receberão o duro castigo. Os primeiros a serem castigados são os que conhecem a Palavra e a vontade do Senhor e não as colocam em prática. E depois então os que não conheciam, não praticavam os mandamentos do Senhor. Uma vez que a Palavra é para todos, os que não se converterem, que não quiserem aprender, preferiram viver na ignorância também serão punidos. Por isso que, enquanto o Evangelho de Jesus Cristo não for pregado para todos, o Juízo de Deus não virá. "Glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem; primeiramente ao judeu e também ao grego; Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas." (Romanos 10-11). Mas todos os que buscarem viver de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo recebem honra, glória e desfrutam da Paz do Senhor. Para recebermos as bênçãos de Deus sobre as nossas vidas, é necessário concordarmos com Ele, caso contrário nada obteremos. Não é por muito falar, orar, rezar, ou fazer outra coisa qualquer, e sim pela obediência aos preceitos, pelas ordenanças estabelecidas. Temos direito à escolha: paz, alegria, honra, ou dor, sofrimento e morte. E essa escolha se dá pela obediência ou desobediência aos mandamentos do Senhor."Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados. Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados." (Romanos 2:12-13). Não é por conhecer ou desconhecer a Palavra de Deus que será o julgamento, mas pela prática, assim, todos os que não quiserem conhecer os preceitos do Senhor para não os pôr em prática também receberão a condenação. E os que conhecem e não os praticam igualmente serão condenados. Não são os que conhecem a Palavra de Deus que serão salvos, mas os praticantes. O diabo é o maior conhecer da Palavra de Deus, só não a pratica. "Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os; No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho." (Romanos 2:14-16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

A RESSURREIÇÃO É UM FATO

"Ora, se se prega que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como dizem alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos?" (1 Coríntios 15:12)

 Existem pessoas, religiões, seitas e outros que fazem questão de afirmar que não acreditam na ressurreição. Muitos tentam justificar de inúmeras maneiras as suas teorias infundadas e descabidas da impossibilidade da ressurreição. Existem várias histórias, mas que realmente não passam de histórias inventadas com o objetivo de denegrir o Evangelho. Entendo que não passa de artimanhas do diabo para trazer a dúvida e assim o afastamento de muitos que se perdem. Mas, a bem da verdade, o que temos é um relato de um fato acontecido em Israel há dois mil anos testemunhado por todos. A Bíblia relata o acontecido diante de inúmeras testemunhas, tudo foi registrado para que andemos por fé e não por vista, como alguns teimam. O cristão tem convicção da ressurreição, porque, além dos Evangelhos, tem o Espírito Santo, que o convence da Verdade. Portanto, a pregação, as histórias fantasiosas que existem para dizer que não há ressurreição, não passam de simples histórias com o intuito de distorcer e negar a Verdade. "E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé." (1 Coríntios 15:13-14). Se não é possível a ressurreição, se Jesus não ressuscitou, então o cristianismo é uma farsa, e todos os que se identificam como cristãos são tolos, ou aproveitadores, porque o fundamento da nossa fé é Cristo, e o nosso objetivo é a ressurreição, assim como aconteceu com Ele. Mas se isso não aconteceu, se não vamos ressuscitar, se não vai acontecer isso, então não há motivo para que vivamos em santidade. Então a morte é vitoriosa, e, após deixar este corpo físico que apodrecerá na terra, tudo se encerra. Sendo assim, não justifica procurar viver segundo os preceitos do Senhor, porque então tudo se encerra na morte. Neste caso, somos todos mentirosos, e eu também sou um dos muitos, pois pregamos, ensinamos sobre a vida em Cristo. Falamos de ressurreição, mostramos que, assim como Cristo ressuscitou, todos os que praticarem a sua Palavra também ressuscitarão Nele e com Ele viverão para toda a eternidade. Se a nossa pregação, nosso ensino é mentiroso, somos enganados e enganamos muitos, e a maior parte da população vive no engano, porque, de uma forma ou de outra, todos têm a mesma esperança.
 "E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos de Deus, que ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não ressuscitam."(1 Coríntios 15:15). Se Deus não ressuscitou a Cristo, se esse fato não aconteceu, em que se fundamenta o cristianismo? Se esse fato não aconteceu, o mundo vive uma mentira de mais de dois mil anos, e todos mancomunaram essa história, e não somente algumas pessoas, pois, após a morte de Jesus, Ele apareceu para várias pessoas, e em uma das vezes para mais de quinhentas pessoas juntas. Em uma época em que não existia a tecnologia que temos, jogos de imagens, sabemos que, com certeza, seria impossível enganar todos. Mas todos afirmam a sua ressurreição. E, após a ressurreição, Jesus sempre fazia questão de, nas suas aparições, comer, beber junto com as pessoas para mostrar que não era um fantasma. Pessoas que viveram e conviveram com Ele em vida assistiram e acompanharam a sua morte e também a ressurreição. Lucas, que era um médico, tudo investigou e relatou em seus escritos, ou seja, um cientista da época investigou e comprovou. Assim todos esses foram mentirosos, e a mentira continua e somos todos mentirosos?"Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados."(1 Coríntios 15:16-17). Se não existe ressurreição dos mortos, Jesus não ressuscitou, e nós também não ressuscitaremos. Sendo assim, a nossa fé é tola, descabida, porque não pode tirar os nossos pecados. Se Cristo não ressuscitou, também não podemos ser perdoados dos nossos pecados, e assim, com certeza, só nos resta sofrimento, dor e morte. Quando se questiona a ressurreição de Cristo, é uma afirmação do domínio da perdição e da morte, e, sendo assim, não justifica nenhuma prática fundamentada no Evangelho. Assim todos os pecados, desde a herança adâmica e mais todos os que cometemos todos os dias voluntária e involuntariamente permanecem para sempre. O pecado prevalece, e Deus nada pode fazer para nos ajudar, porque a morte venceu. "E também os que dormiram em Cristo estão perdidos. Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens." (1 Coríntios 15:18-19). Se não há ressurreição, todos os que viveram uma vida em santidade, os que foram praticantes da Palavra de Deus foram tolos e jazem na morte. Assim, todos os apóstolos e todos os que vieram depois deles também jazem na morte.
 "Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem." (1 Coríntios 15:20). Mas a verdade incontestável é que Jesus Cristo, o Filho de Deus, que se manifestou em carne corruptível como homem, foi crucificado e morreu na cruz do Calvário. Foi enterrado, onde permaneceu durante três dias como tinha dito, e no terceiro dia Deus Pai o ressuscitou, e hoje está sentado à destra do Pai. Após a sua ressurreição, durante quarenta dias, Ele se manifestou onze vezes para várias pessoas, e a última foi para o escritor desta carta aos coríntios. Jesus foi as primícias dos que morrem, ou seja, foi o primeiro, e todos os que morrem Nele, que vivem ou viveram de acordo com os seus preceitos também ressuscitarão naquele Dia. "Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem." (1 Coríntios 15:21). A morte veio através de Adão, porque Deus Pai não nos criou para que passássemos pela morte, mas a desobediência nos trouxe dor, sofrimento e morte. A morte veio a todos através de Adão, e todos já nascem no pecado e só adquirem vida após confessarem a Jesus, porque, da mesma maneira que a morte veio por um homem, a salvação tinha que vir também por um. Assim Deus Pai enviou seu Filho, na forma de homem carnal, para morrer por todos nós. Portanto, a salvação, que é Jesus, está disponível a todos que reconhecem Jesus como seu Salvador e que aceitam a ressurreição. "Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo." (1 Coríntios 15:22). Todos morreram em Adão, assim, quem nasceu antes, ou ainda vai nascer, já nasce na morte de Adão. Mas todos também podem ter vida em Jesus, se o confessar, aceitar e praticar o seu Evangelho, porque Nele há vida, Ele foi o primeiro a ressuscitar, e todos os que o acompanharem em vida ressuscitarão com Ele. Para sermos vivificados, termos vida após a morte, temos que crer na ressurreição, crer em Jesus e viver segundo a sua Palavra."Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda." (1 Coríntios 15:23). Jesus foi o primeiro, e depois iremos todos nós, que somos Dele. Quando Jesus voltar, vai levar a sua igreja, que são os que vivem e praticam a sua Palavra. A igreja do Senhor são os que creem na sua ressurreição e a esperam, são os que pautam a sua vida pelo seu Evangelho. Estes serão os que irão ressuscitar para a vida com Ele. "Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a Deus, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império, e toda a potestade e força." (1 Coríntios 15:24). Quando Jesus voltar, quando a ressurreição acontecer, é o fim, os que forem salvos Nele terão vida eterna, e todo o resto padecerá no sofrimento, porque Cristo entregará o Reino a Deus Pai, porque já não mais existirá o pecado, será o fim, uns terão vida, outros morte, mas o pecado não mais existirá. "Porque convém que reine até que haja posto a todos os inimigos de baixo de seus pés. Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte." (1 Coríntios 15:25-26). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.