NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

CONHECENDO O PECADO

“Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.” (Romanos 7:7)

            Não se pode condenar a lei, pois foi por ela que tivemos conhecimento do pecado, não que a lei em si seja pecado, mas ela serviu para apontar os pecados, apesar de ela não ter meios para solucionar essa questão. Foi por ela que todos vieram tomar conhecimento da existência do pecado, exemplo é que, se a lei não mostrasse que é pecado a cobiça, ninguém saberia desse pecado, e seria normal, assim como pela lei todos ficaram sabendo que a mentira, o adultério, e tudo o mais é pecado, então a lei nos mostrou os erros, as falhas, mas não a solução. “Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei estava morto o pecado. E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri.” (Romanos 7:8-9). Quando veio a lei, então apareceu o pecado, não que a lei o trouxesse, mas ela fez conhecermos o que é pecado, o que era errado, mas estava oculto. Antes se vivia sem a lei e não se tinha conhecimento do pecado, mas, quando veio a lei mostrando o que era pecado, e a lei veio para que se tivesse vida, isso serviu para nos conduzir à morte, pois percebemos que estávamos mortos nos pecados e não tínhamos meios de  sair; e não podemos ter dúvida de que a lei foi dada por Deus, exatamente para nos mostrar os nossos erros, e é para a vida,  mas o que parecia para a vida, pela nossa vontade e desejos da carne resultou em morte. “E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte. Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou. E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.” (Romanos 7:10-12). Mas com a vinda da lei que era para a vida tomamos conhecimento da nossa morte, pois percebemos que éramos pecadores e não tínhamos como nos libertar dos pecados, mesmo porque  é impossível viver durante todo o tempo em plena e total santidade por causa da nossa natureza adâmica, e pela lei tivemos esse conhecimento. Percebemos que  estávamos mortos, pois a nossa vontade carnal conduzia para o pecado, mas isto não quer dizer que  a lei é má ou ruim, ao contrário, é ótima, boa, e prova disso é que ela se cumpriu em Jesus, e foi por ela que  tivemos conhecimento do pecado.
            “Logo tornou-se-me o bom em morte? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno.” (Romanos 7:13). O que era para ser bom acabou se transformando em morte, porque o pecado que reinava tornou-se conhecido, e,  ao tomar conhecimento da existência da natureza pecaminosa, e sem  meios para nos libertar dos pecados já cometidos, uma vez que sacrifícios e holocaustos não apagavam os pecados, mas somente os cobriam, assim a lei  tornou-se algo maligno e destrutivo, pois tínhamos conhecimento e não a solução, portanto o que era para ser bom nos trouxe dor e sofrimento. “Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado. Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.”(Romanos 7:14-15). A lei é espiritual, é de Deus, foi o próprio Deus que a deu a Moisés, mas nós somos carnais, fomos vendidos sob o pecado através de Eva e Adão. A lei nos desvendou, nos mostrou o que somos, e  nos deu conhecimento de que o que nos atrai  é pecado, e os pecados conduzem à morte, e naquela época não existia solução, e a solução definitiva veio através de Jesus, que é a Graça, porque a nossa salvação  é Dele e não da lei,  a lei simplesmente nos mostra o pecado, a Graça, a salvação. Há uma luta constante entre o velho e o novo ser, pois fazemos o que não queremos, e o que devemos fazer não fazemos, e se o fazemos não é com prazer. “E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. “(Romanos 7:16). Quando fazemos o que não queremos, aceitamos a lei que é boa, mas geralmente  fazemos o que a lei condena, portanto vamos contra a lei e por ela somos condenados, uma vez que não temos ou podemos discordar da lei, mas a carne,  o pecado que habita em mim sim, logo gera a morte, mas graças a Deus, por Jesus Cristo. “De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim.” (Romanos 7:17). E quando fazemos o que é contrário à lei, simplesmente estamos externando o pecado que mora em nós, a nossa concupiscência, ou seja, a vontade desenfreada da carne; portanto a ação em si  já é pecado e existe esse combate, e só conseguimos a  vitória através da ação de Graças do Senhor.
         “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.”(Romanos 7:18). Por sermos herdeiros de Adão,  já nascemos no pecado, e  isso  nos acompanha durante toda nossa existência aqui neste mundo. Portanto é necessária uma força auxiliadora, e  Deus, no seu imenso amor, enviou seu Filho amado, para que através do Consolador pudesse nos fortalecer e ajudar a vencermos os nossos desejos carnais. E  ainda o próprio Jesus intercede e nos conduz ao Pai, caso contrário ninguém teria salvação.“Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. “Romanos 7:19-20).Portanto, todas as vezes em que pecamos, de alguma maneira permitindo que a nossa antiga natureza se sobressaia, estamos discordando da lei, mas não podemos discordar dela,  pois Jesus veio para cumpri-la, e  o cumprimento total dela se deu em Jesus. A Lei  simplesmente nos mostra os crimes e pecados que comentemos, mas em Jesus somos salvos, pois Nele se cumpriu tudo. “Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.” (Romanos 7:21-23). A carne e o espírito lutam entre si, pois queremos fazer, satisfazer as nossas vontades, mas o nosso espírito nos mostra o que não devemos fazer, porque é ir contra a lei, e a lei nos conduz à morte. Temos prazer na lei de Deus, mas a nossa carne deseja outra coisa. “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.” (Romanos 7:24-25).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
                     Pr.Henrique Lino 
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário