Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2013

LIMPANDO O CORAÇÃO.

Cantarei a misericórdia e o juízo; a ti, Senhor, cantarei. (Salmos 101:1)             Quando fala em cantar misericórdias ao juízo do Senhor, o salmista está dizendo que louva, exalta, se alegra pela bondade, amor, caridade, paciência e perdão do Senhor para com ele. O juízo diz respeito ao fato de Nosso Deus ser justo e por isso não faz acepção de pessoas. Da mesma maneira que trata um trata a todos, ou seja, não abre exceção para ninguém, não protege ou passa a mão na cabeça de alguém por motivo algum, pois Ele é amor, mas também é justiça. E assim é o amor do Senhor por todos, ama de igual maneira. "Portar-me-ei com inteligência no caminho reto. Quando virás a mim?” (Salmos 101:2). Tendo este conhecimento o salmista sabe que deve se portar com inteligência e com sabedoria. O principio da sabedoria é obediência aos preceitos do Senhor, visto que o caminho o qual o salmista cita é reto, é apenas um e tem um nome: Senhor Jesus Cristo. Quando virás? É o questionamento que o salmist…

ELE É VALENTE.

Quando o valente guarda, armado, a sua casa, em segurança está tudo quanto tem. (Lucas 11:21)          Aqui, este valente a quem Jesus se refere, é o diabo, satanás, portanto, se o Senhor Jesus disse que Ele é um valente, quem somos nós para dizer o contrário, e assim sabemos que não podemos simplesmente desprezar o inimigo, devemos saber que existe um inimigo real e valente, e que devemos nos precaver contra ele. O diabo guarda e prende as suas vítimas, e para as libertarmos, devemos estar preparados e capacitados, pois os prisioneiros do diabo, suas vítimas, são aquelas pessoas que são desobedientes a Palavra de Deus, ou seja, quem não serve a Deus, serve ao diabo. "Mas, sobrevindo outro mais valente do que ele e vencendo-o, tira-lhe toda a armadura em que confiava e reparte os seus despojos” (Lucas 11:22). Este outro mais valente aqui citado, é Jesus.  Quando o Senhor chega,  Ele  tira a armadura do diabo, o manieta  e expulsa, soltando as vítimas, os prisioneiros, mas claro qu…

VIVER NO REINO.

Desde então, começou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o Reino de Deus.(Mateus 4:17)              Jesus iniciou o seu Ministério pregando, ensinando que o Reino havia chegado, que a partir do momento que as pessoas ouvissem esta pregação, este esclarecimento, elas tinham a opção de escolher entrar e viver no Reino de Deus ou permanecer no reino das trevas; a pregação do Senhor fundamentava em chamar o povo ao arrependimento, ou seja, uma mudança de hábitos, uma transformação, e assim serem dignos de serem chamados filhos de Deus. "E Jesus andando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores” (Mateus 4:18). Jesus iniciou pregando o Arrependimento, anunciando a chegada do Reino e fazendo discípulos. Tudo o que Ele queria que nós fizéssemos, Ele fez primeiro, para que aprendêssemos com Ele. Mas infelizmente as pessoas não aprenderam, ou não quiseram, e ainda não querem apre…

VIDA ETERNA E CASAMENTO.

Então, lhes acrescentou Jesus: Os filhos deste mundo casam-se e dão-se em casamento. (Lucas 20:34)
            Os religiosos, e outras categorias, inclusive, até algumas que se identificam como evangélicas não sabe exatamente como será a vida vindoura, pois, imaginam que será igual aqui, ou, semelhante pelo menos em alguns aspectos. Mas, o que temos que saber é que todos os que são salvos em Jesus Cristo, ou seja, alcançaram a vida eterna, não terão mais laços afetivos, ou, familiares como aqui, não existem casamentos, parentescos, tudo fica aqui; lá, seremos todos filhos de Deus, e, todos irmãos; não existindo qualquer outro sentimento. Mas quem não for salvo em Jesus, e ir para a morte eterna, lá viverá em tormento e acompanhando, vendo, os sofrimentos dos seus aqui; porque, tudo o que causa dor e sofrimento estará diante dos olhos, e, sem nada poder fazer, nem mesmo, aconselhar, para mudarem de caminho como a Parábola do rico e o mendigo, contada por Jesus em Lucas 16:19,31 para ilu…

LÍDERES CEGOS.

Mas disse eu: Ouvi agora vós, chefes de Jacó, e vós, príncipes da casa de Israel: não é a vós que pertence saber o direito?(Miquéias 3:1)             Este alerta é para os líderes, os pastores, missionários, bispos, apóstolos os dirigentes de igrejas, os chefes das igrejas do povo de Deus, do Israel de Deus. A pergunta é esta: não são vocês, a quem compete saber e conhecer com profundidade a Palavra de Deus? A Conhecer o Evangelho de Jesus? Não são os líderes que devem conhecer e ensinar, segundo a Palavra de Deus, ao Israel do Senhor? E olha que isto é dever, e se não conhecem o Evangelho do Reino, também não poderiam ocupar liderança sobre o povo, pois um cego não pode guiar outro. Mas o principal do Evangelho é praticar, é ensinar com o nosso exemplo. "A vós que aborreceis o bem e amais o mal, que arrancais a pele de cima deles e a sua carne de cima dos seus ossos” (Miquéias 3:2). Mas estes líderes que se dedicam a fazer campanhas e mais campanhas, com o único intuito de arreca…

OBEDIÊNCIA E PERDÃO.

Acautelai-vos. Se teu irmão pecar contra ti, repreende-o; se ele se arrepender, perdoa-lhe. (Lucas 17:3)
            Veja que ensinamento maravilhoso! O Senhor Jesus nos ensina que devemos perdoar, mas, que também, devemos chamar atenção daqueles que cometem injustiça, erram, contra nós; ou seja, não somente perdoar, mas também, mostrar para a outra pessoa que ela está errando. Porque, procedendo assim, estaremos ajudando para que ela não erre mais, não peque mais; mas, devemos chamar a atenção, não com ódio, raiva, mas, com amor, paciência, para que ela compreenda, e se arrependa, e assim possamos perdoa-las de coração. Este ensinamento é maravilhoso porque todos falam sobre o perdão, mas, ninguém prega, que podemos, devemos, chamar a atenção para que a pessoa se arrependa. "Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete vezes, vier ter contigo, dizendo: Estou arrependido, perdoa-lhes.” (Lucas 17:4) Veja que o Senhor, quando fala do numero sete, fala em um numero; mas, o que …

QUANDO E COMO.

Então, os que estavam reunidos lhe perguntaram: Senhor, será este o tempo em que restares o reino a Israel?(Atos 1:6)
            Os apóstolos questionaram a Jesus quando que Israel seria liberta do jugo de Roma; ou seja, estavam preocupados com as coisas materiais, e, não se davam conta que estavam falando com o Messias, o Jesus ressurreto, não tinham ainda entendido com profundidade o milagre da ressurreição, e da salvação, o cumprimento das Escrituras. Eles estavam preocupados com as coisas físicas, materiais, o que impediam de ver as coisas espirituais; e isto acontece muito com todos nós seres humanos, pois, buscamos o Senhor somente para resolver, solucionar, um problema, queremos respostas, e clamamos as promessas Dele, e queremos, vê-las acontecer imediatamente em nossas vidas, e do nosso jeito. "Respondeu-lhes: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade.” (Atos 1:7) Esta resposta de Jesus, serve para calar o assunto de quere…

O MENINO JESUS.

Ora, anualmente iam seus pais a Jerusalém, para a Festa da Páscoa. Quando Ele atingiu os doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume da festa. (Lucas 2:41,42)
        Os pais carnais de Jesus, ou seja, José e Maria, segundo o costume judaico, se, deslocavam de onde estivesse a Jerusalém, para participarem da festa de páscoa; e, isto faziam todos os anos. Na época que Jesus completou doze anos, os seus pais como sempre, foram à festa; e segundo o costume judaico um rapaz de doze anos já se preparava para ser legalmente incorporado à comunidade religiosa. A incorporação oficial acontecia com a idade de treze anos. Não sabemos se os pais de Jesus o encaminharam, pois, a Bíblia se cala a este respeito. "Terminados os dias da festa, ao regressarem, permaneceu o menino Jesus em Jerusalém, sem que seus pais o soubessem.” (Lucas 2:43) Jesus, quando criança era uma criança normal como qualquer outra criança judia, somente devemos ressaltar que era um menino inteligente também como vá…

EXERCER AUTORIDADE.

Depois, entraram em Cafarnaum, e, logo no sábado, foi Ele ensinar na sinagoga. (Marcos 1:21)
            Jesus, como depois deixou bem claro, Ele, não estava a passeio, mas, a trabalho, para fazer a vontade do Pai; por isto, vivia sempre pregando o Evangelho, curando os enfermos, e orando; era nos montes, em casas, e nas sinagogas. Aqui vemos mais uma vez que assim que Ele entrou na cidade, foi direto para sinagoga, para pregar, ensinar, o Evangelho; e devemos tirar lição de tudo o que Jesus fez, falou; porque se somos seus discípulos, devemos imita-lo, e, assim também em todo o tempo pregar, ensinar, e falarmos do Reino de Deus. Não podemos escolher local, para fazermos orações, ou, atender quem precisa de ajuda, e, nem, podemos alegar falta de tempo, nem outros compromissos, porque, a nossa função é cuidar de ovelhas, é, socorrer, a hora que elas precisarem, e não com hora marcada; pois, quem não procede assim, não é discípulos do Senhor. "Maravilharam-se da sua doutrina, porque…

FALSAS DOUTRINAS.

Ora, aconteceu que eles se esqueceram de levar pães e, no barco, não tinham consigo senão um Só. (Marcos 8:14)
            Jesus estava com os discípulos no barco; e Ele, tinha acabado de multiplicar Paes e peixes, e tinha alimentado uma grande quantidade de pessoas, mas, eles mesmos não estavam levando praticamente nada, somente, um pão, apesar, de ter sobrado sete cestos cheios quando Ele operou o milagre. Aqui temos um exemplo como o Senhor não vivia; que não era preocupado com as coisas materiais, nem permitia que o seus discípulos também se preocupassem; pois, o Senhor, confiava, e, sabia, que o Pai sempre ia mantê-lo, assim como Ele mantém a todos os que Nele confiam. "Preveniu-os Jesus, dizendo: Vede, guardai-vos do fermento dos fariseus e do fermento de Herodes.” (Marcos 8:15)Quando Jesus fala para que eles se guardassem do fermento  dos fariseus, e de Herodes, Ele estava falando para guardar da doutrina, dos ensinamentos, do modo de viver destes; porque, assim como o ferm…

A BENÇÃO DE ABRAÃO.

É o caso de Abraão, que creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. Sabei, pois, que os da fé é que são filhos de Abraão. (Gálatas 3:6,7)
            O cristão vive pela fé, se, a praticarmos, sabemos que temos um descendente, que, por viver pela fé, recebeu grande galardão, e se tornou pai da fé. Abrão quando estava na sua terra; e, tanto ele, como a sua esposa Sarai, já eram velhos, com a idade muito avançada, e, até aquele momento, não tinham conseguido gerar filhos; mas, o Senhor, mandou-o sair da sua terra, e, do meio dos seus parentes, e, prometeu fazer uma grande nação. Ele creu, acreditou, e saiu, para uma terra que ele não conhecia, e nada sabia; Deus, nem mesmo uma direção o havia dado, só tinha mandado sair, e, como ele obedeceu, a Palavra se cumpriu, e ele veio a ser o pai de uma grande nação, assim como o Senhor o havia prometido, pois, todos nós, que cremos em Deus, em Jesus, somos descendentes direto dele. "Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificar…