EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

CONDENAÇÃO E VIDA

"Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito." (Romanos 8:1)

 Todos éramos pecadores, porque já nascemos no pecado, uma vez que temos nossa origem em Adão; assim todos pecaram e destituídos estão do seu poder. Mas Jesus se fez carne para nos resgatar e assumiu a nossa dívida, pagou todo o nosso pecado, nos inocentou, dando-nos direito de sermos salvos Nele. Mas essa salvação só se manifestará na vida daquele que não vive mais segundo a vontade da carne. Essa salvação só existirá na vida daquele que resolver viver segundo o Espírito, ser guiado pelo Espírito Santo, porque a carne é terrena, é nossa vontade pecaminosa, e é ela que o nosso adversário usa para nos conduzir à morte. Jesus nos deu a liberdade, mas, para alcançá-la, temos que viver Nele, e com Ele, caso contrário padeceremos em nossos pecados. Não é por Jesus ter vindo e assumido as nossas culpas, nossos erros, nossos pecados que podemos viver em pecado. Mas, ao contrário, uma vez que fomos limpos, temos o dever de permanecer limpos, senão ficaremos piores do que éramos antes. Fomos inocentados, absolvidos, perdoados, mas esse perdão só se torna real ao assumirmos a nossa vida em Cristo. De outra maneira, a sentença de morte reinará sobre as nossas vidas. "Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte." (Romanos 8:2). A lei do Espírito, que é Cristo, nos libertou da lei do pecado, porque antes não havia perdão, era dente por dente, olho por olho. Pecou, morreu, e nada e nem ninguém poderia fazer qualquer coisa para mudar essa situação, uma vez que era impossível, porque não tínhamos um salvador. A lei apontava o pecado, mostrava qual era o castigo que deveria ser aplicado, mas não existia o escape. Aquele que pecasse morria, essa era a lei, mas Deus, no seu imenso amor, enviou o seu Filho amado para assumir todo pecado, toda a morte e receber o castigo em nosso lugar. "Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne; Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito."(Romanos 8:3-4). Jesus, ao assumir o nosso pecado, nos deu a possibilidade de vivermos Nele, abriu a Porta para os que crerem terem vida Nele. Mas essa vida só existe se crerem Nele e se submeterem ao seu Evangelho, caso contrário, padecerão.

 "Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito." (Romanos 8:5). Mas, para desfrutarmos dessa absolvição, é necessário viver em Espírito, pautar a nossa vida pelo Evangelho de Jesus Cristo, porque a Palavra, a voz do Espírito está no Evangelho. Não andar na carne é se recusar segundo a lógica humana, não se permitir decidir nada com base em emoção. Não importa qual seja a situação, sempre avaliar de acordo com a Palavra de Deus, e não decidir nada baseado no intelecto humano. A carne luta contra o Espírito, uma vez que a carne é pó, é barro, é terreno, mas o Espírito é Divino, é do Senhor. Quando andamos em Espírito, o importante não somos nós, mas o Senhor, e, portanto, em todo o tempo lhe obedecemos, e sempre Ele falará conosco. Mas temos que ser sábios para compreender que o Senhor só nos fala pela sua Palavra, e o resto é engano, confusão e ação inimiga. "Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz. Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus." (Romanos 8:6-8). A carne conduz para vícios, orgias, brigas, retaliações, mentiras, adultérios, prostituições, desonestidades e tudo o que a Palavra condena, que é o Espírito que condena. E quem vive fazendo a vontade da carne não pode alcançar a Graça de Cristo, porque vive contra ela. Os que vivem na carne, satisfazendo a sua vontade e não se submetendo ao Espírito, jazem na sua morte para sempre, porque a escolheram, e sabemos que o Senhor não interfere em nossas decisões. Para termos vida, temos que estar decididos a tê-la, e não é uma decisão labial, tem que ser mostrada e vivida todos os dias, em todos os momentos. É impossível os que vivem na carne, os carnais, os que agem e vivem segundo o seu entendimento, o querer, os seus desejos agradarem a Deus. Os que vivem pensando que têm todo o direito de se divertir, curtir, desfrutar de tudo aqui jamais agradarão a Deus, porque o mundo jaz, está morto no maligno, e os que querem viver, desfrutar, aceitar as suas normas, consequentemente, estão mortos nele. Mas os que vivem em Espírito vivem em Cristo, porque Cristo é Vida. Só existe vida em Cristo, e, para recebermos a Vida, basta permitirmos ser guiados pelo Espírito.
 "Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é Dele." (Romanos 8:9). Ter o Espírito é querer, desejar viver segundo o Evangelho, é lutar constantemente contra a vontade e os desejos carnais. É combater as emoções, é não agradar o mundo nem ninguém, somente ao Senhor. É temer o Senhor, saber que toda desobediência, rebeldia terá consequências. Quem não tem o Espírito de Deus está comprometido com o mundo e não consegue agradar a Deus, não consegue se firmar na Palavra, e, portanto, não abandona os pecados. Os que não têm o Espírito podem falar, citar o Nome do Senhor, mas vivem de maneira contrária, são pessoas que vivem se lamentando. Sabem que estão em erros e desobediências, mas não conseguem abandonar o mundanismo. Esses que não são guiados pelo Espírito, que não o têm, não são do Senhor, e, se não são do Senhor, pertencem ao nosso adversário e padecerão com ele por toda a eternidade. "E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça." (Romanos 8:10). Quem tem o Espírito, quem tem Jesus mortificou a carne, e não mais vive segundo as leis do mundo, mas as de Cristo. Mortificar a carne é não permitir que ela tenha vida, que faça a sua vontade, e somente que Cristo viva em nós, porque fazemos a sua vontade e Ele domina sobre nós. É necessário sacrificarmos a nossa carne para termos vida em Cristo, não podemos esquecer que Cristo se sacrificou por nós. Devemos aceitar a morte de Cristo em nós, temos que viver essa morte diariamente. "E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita." (Romanos 8:11). Se temos o Espírito de Deus, se somos guiados por Ele, então sabemos que temos vida em abundâncias, sabemos que não ficaremos na morte, porque, assim como o Pai ressuscitou o Filho, também seremos ressurretos Nele. Seremos ressuscitados pelo Espírito que vive, habita em nós, mas, se não o temos, então não temos vida, e a morte reina em nossas vidas. "De maneira que, irmãos, somos devedores, não à carne para viver segundo a carne. Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis."(Romanos 8:12-13). Portanto, não devemos nada à carne, pois ela é morta, é terra, é pó, é barro, e quem dá a vida é Cristo. Assim somos devedores em tudo a Ele, e, se queremos ter vida, sacrifiquemos a carne, porque a vida está em Cristo. Não mais vivamos segundo a nossa carne, o nosso querer, mas segundo o Evangelho de Jesus Cristo, que é o Espírito e que habita em nós. "Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com Ele padecemos, para que também com Ele sejamos glorificados."(Romanos 8:14-17). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

ESTÁ VINDO

"Eis que presto venho: Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro." (Apocalipse 22:7)

 Jesus tem nos avisado que está voltando, e a qualquer momento será ouvido o sonar da última trombeta. Aos olhos humanos tem demorado, não de acordo com a Palavra de Deus, que nos ensina que para Deus mil anos são como um dia, e um dia como mil anos. Portanto, quando menos se espera, Jesus estará chegando, e aí não haverá mais tempo para arrependimento ou misericórdias. O Senhor nos mandou vigiar, pois sua vinda seria inesperada, assim como veio o dilúvio sobre a terra, ou como o Juízo veio sobre Sodoma e Gomorra. As pessoas estavam se divertindo, trabalhando, fazendo o que sempre faziam, quando, de repente, tudo mudou, tudo acabou, assim será agora com a vinda do Senhor. Já fomos alertados, quem teme o Senhor anda vigilante, preparando-se, porque, com certeza, Ele virá e nada pode mudar isso. "E eu, João, sou aquele que vi e ouvi estas coisas. E, havendo-as ouvido e visto, prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava para o adorar."(Apocalipse 22:8). Ao apóstolo João, o discípulo amado do Senhor, preso na ilha de Patmos, lhe foi revelado tudo, para que avisasse a todos. João teve conhecimento de tudo em visão, foi-lhe mostrado, apresentado pelo anjo do Senhor, e, quando tomou consciência de tudo, com temor, se atirou aos pés do anjo para o adorar. Jesus achou por bem usar João para nos trazer essa informação, esse aviso, nos mostrar tudo o que acontecerá, sim, mostrou a todos os seus, porque, como mandou João escrever tudo, assim estava dando uma ordem direta para que o mundo fosse avisado sobre as coisas que aconteceriam. Mas o mundo ignora, digo o mundo incluindo os que se dizem religiosos, porque vemos que eles muito falam, mas poucos realmente estão preparando, ou se preparando, aguardando a volta do Senhor. "E disse-me: Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus." (Apocalipse 22:9). João na emoção, no temor, se esqueceu de que estava diante de um anjo do Senhor e o queria adorar, pois se jogou ao chão aos seus pés. Mas não podemos adorar nada que não seja o Senhor, nenhum anjo é digno de receber a nossa adoração. O anjo teve que alertá-lo de que só podemos adorar a Deus, e que os anjos são nossos conservos, são espíritos ministradores enviados por Deus para servir em benefício daqueles que herdarão a salvação.
 "E disse-me: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo." (Apocalipse 22:10). O anjo do Senhor avisou que tudo o que ele viu, assistiu e lhe foi revelado era para ser escrito e mostrado para todos, porque todos deveriam ter conhecimento do que viria acontecer. A revelação é para todos, mas somente quem conhece o Senhor e o teme é que obedece e pratica a sua Palavra. Fomos todos informados, então agora a escolha é nossa se queremos vigiar, aguardar a vinda do Senhor, ou se queremos ser pegos de surpresa. "Quem é injusto, seja injusto ainda; e quem é sujo, seja sujo ainda; e quem é justo, seja justificado ainda; e quem é santo, seja santificado ainda." (Apocalipse 22:11). Os que amam o erro, o pecado, que continuem em seus erros, os que praticam as injustiças, vivem nas desobediências, se acham que devem continuar, que continuem, porque o Senhor não mudará ninguém antes da vinda Dele. Temos que entender que temos o livre arbítrio, e o Senhor não nos mudará, não nos obrigará a sermos diferentes do que queremos ser, mas cada um receberá de acordo com a sua Palavra. Que o justo, o que teme o Senhor continue temendo, respeitando a Palavra, praticando o Evangelho, porque o Senhor está voltando para todos, mas cada um receberá de acordo com o que viveu e praticou. "E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro." (Apocalipse 22:12-13). Jesus avisa que está voltando, e logo estará aqui e nos dará a cada um de acordo com o que fizemos, de acordo com a maneira como respeitamos a sua palavra. Jesus é o único Ele, é o Senhor, Ele tudo pode e nos julgará segundo o seu Evangelho, sua Palavra. Não há escapatória, todos receberemos de acordo como tratamos a sua Palavra, se procuramos viver segundo as suas ordenanças ou se as desprezamos, se vivemos guiados pelo Espírito, ou se fazemos tudo sob a nossa direção, nossa lógica. Não existe alternativa, não existe ninguém que possa nos socorrer, porque de Deus ninguém zomba, o que plantamos com certeza vamos colher. Jesus virá não como salvador, como misericordioso, mas como Juiz, virá para julgar e não terá mais lugar para clamor, porque será somente a Justiça de Deus. Portanto, ainda há tempo de se arrepender, de se converter realmente ao Senhor. Não se engane, não se permita ao engano, porque o Senhor está voltando, e a escolha é nossa, para onde iremos e como viveremos, e essa escolha se faz agora.
 "Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas." (Apocalipse 22:14).Bem-aventurados, felizardos, felizes são os que guardam, os que respeitam, os que praticam a Palavra, pois estes herdarão o Reino. Esses é que terão direito à árvore da vida, terão direito à vida eterna e entrarão de cabeça erguida na Cidade Santa. Não são somente palavra bonitas, orações, rezas caprichadas, nem por ler muito a Bíblia, mas pela prática da mesma. Somente quem pratica a Palavra, respeita o Senhor, tem-Lhe temor terá direito à árvore da vida. "Mas, ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira."(Apocalipse 22:15). Todos os pecadores ficarão de fora: os que gostam de praticar a mentira, os fornicadores, as adúlteros, os desonestos, os assassinos, as pessoas violentas, e todos os desobedientes. Por mais que tenham falado, citado o nome do Senhor, se não praticaram a sua Palavra, ficarão de fora e serão lançados no lago que arde eternamente. Esses que não respeitaram a Palavra de Deus enfrentarão o mais duro castigo, algo inimaginável, mas isso por escolha, porque são avisados de que o Senhor os está chamando ao arrependimento. Manda que se convertam, se arrependam, pois Ele está voltando. "Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã." (Apocalipse 22:16). Foi o próprio Senhor Jesus que enviou o anjo a João para lhe revelar todas essas coisas, e que as escrevesse e revelasse ao mundo, para que os que o temem continuassem perseverando. E os que não o conhecessem pudessem conhecê-lo, conhecer a Verdade e se converterem, e aceitá-lo e, assim, serem salvos. Jesus está voltando, a escolha é nossa, entre vida e morte, e isso se faz aqui e agora. Não teremos nenhum outro aviso além deste que Jesus já nos alertou. "E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida." (Apocalipse 22:17)Jesus está não somente avisando que está voltando como também está chamando todos os que têm sede da vida, da Palavra, da Verdade. Jesus está chamando a sua igreja, o seu povo, os que o amam, os que o temem e estáoferecendo vida eterna. "Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da Cidade Santa, e das coisas que estão escritas neste livro. Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém." (Apocalipse 22:18-21). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

JULGAMENTO HIPÓCRITA

"Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo." (Romanos 2:1)

 O que Paulo nos ensina é exatamente o mesmo que Jesus nos ensina, como está em Mateus 7:1, sobre o ato de julgar. Jesus não condenava o julgamento em si, e sim o julgamento hipócrita. Advertências de especial pertinência para os judeus que tendiam a desprezar os gentios pelo fato de desconhecerem a revelação de Deus no Antigo Testamento e por levarem vida imoral. Na verdade, temos que julgar sim, mesmo porque iremos julgar até os anjos descaídos, entretanto, para julgarmos, temos que estar vivendo segundo os preceitos do Senhor. O que não se pode fazer é apontar, condenar, ou criticar alguém quando estamos no mesmo erro, ou cometendo outros até piores. Somos indesculpáveis quando condenamos e praticamos os mesmos erros, porque a nossa função é condenar o pecado, mas jamais praticá-lo. As pessoas gostam de apontar o dedo, mas muitas vezes fazem isso e cometem erros, pecados, igualmente. Não existe pecadinho ou pecadão, o que existe é só o pecado, e por ele perderemos a nossa salvação. E é pecado condenar os pecados dos outros quando estamos em pecado. Jesus nos manda tirar primeiro a trave dos nossos olhos para só depois tirar a dos outros. "E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem." (Romanos 2:2). Todos serão julgados por Aquele que nunca pecou, por Aquele que sem pecado cometido por Ele assumiu todos os nossos. Sabemos que o seu julgamento é justo, e temos que imitá-lo, temos que também praticar a santidade, para que tenhamos condições de julgar. Para podermos condenar o erro, o pecado, é necessário não cometê-lo. "E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?" (Romanos 2:3). As pessoas às vezes se confundem, creio, porque muitas fazem questão de apontar erros dos outros mesmo sabendo que estão em erros. Não somos justificados pelas nossas palavras, e sim pelo temor ao Senhor, pela nossa obediência aos seus preceitos, e um deles é julgar, mas vivendo em santidade. Primeiro temos que nos limpar, para depois limpar os outros.
 "Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?" (Romanos 2:4). A bondade de Deus tem por objetivo oferecer oportunidade de arrependimento, mas as pessoas têm interpretado erroneamente essa paciência, pois, para elas, trata-se de ausência da intenção de castigar, o que não é verdade. Se não houver arrependimento, mudança, conversão, com certeza receberemos o castigo necessário, portanto, antes de julgarmos quem quer que seja, temos que nos examinar à luz da Palavra de Deus. Não temos um Deus tolerante com pecados, não temos que nos firmar em uma eterna compaixão que nos permita agir em desobediência, pois ela não existe. Temos que ser sábios e observar a Palavra de Deus, para não sermos enganados por pregadores inescrupulosos, ou pela nossa carne, nossos desejos, porque só existe uma única maneira de sermos aprovados pelo Senhor, que é pelo temor ao seu nome, e por praticar a sua Palavra. "Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus; O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber." (Romanos 2:5-6). Mas pelas nossas desobediências, pela falta de temor, por não querermos acreditar que temos um Deus que pune, vivemos em tormento, e muitos estão indo para o sofrimento e morte eterna. Por causa do desconhecimento da natureza daquele que chamam por Pai é que as pessoas recebem a punição, uma vez que não o temem. Temer é respeitar, ter medo de errar, de pecar, de desagradar, é saber que existem consequências dos nossos atos. Mas pelo desconhecimento transformam-se em religiosos, que ficam falando e fazendo orações vazias e jazendo em seus pecados, não percebendo que receberão a ira do Senhor. De Deus ninguém zomba, o que plantar colherá, portanto, devemos aprender a viver o Evangelho, nos moldar à Palavra de Deus. Todos receberemos do Senhor, de acordo com o nosso respeito e temor a sua Palavra. Não existe alternativa, porque só existem dois lugares em que podemos ir: ou ao encontro do Senhor, e viver eternamente ao seu lado desfrutando de vida, ou podemos ir para o sofrimento, dor e morte eterna, e quem vai nos enviar para lá é o Senhor, a quem chamamos de Pai hoje. Sim, porque, como eu disse, não são palavras bonitas que lhe agradam, mas comportamento, respeito e temor.
 "A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção; Mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade e obedientes à iniquidade; Tribulação e angústia sobre toda a alma do homem que faz o mal; primeiramente do judeu e também do grego; Glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem; primeiramente ao judeu e também ao grego; Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas."(Romanos 2:7-11). Não existe ninguém que escapa dos justos Juízos de Deus, e quem muito é dado muito é cobrado. Não é por estar frequentando algum templo, ou pertencer a alguma religião, nem por fazer caridade que alguém receberá aprovação do Senhor. Mas sim pela prática da Palavra, e os que a conhecem, mas a ignoram, os que sabem que não deveriam errar e erram estes serão os mais castigados. E quem nos castigará será o Senhor, quem nos enviará para o sofrimento é o Senhor, portanto não podemos ficar no engano clamando a Ele para nos defender, porque Ele já nos deu essa responsabilidade. Ele já nos defendeu e agora, para recebermos os seus cuidados, ver acontecer a sua proteção em nossas vidas, basta nos unirmos a Ele. Não existe escapatória, se não obedecermos, com certeza receberemos o castigo, e isto para todos, porque para Ele todos são iguais. Receberemos paz, alegria, vida em abundância se o obedecermos, seremos cuidados como filhos, se agirmos como filhos obedientes. "Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados." (Romanos 2:12). Não existe ninguém que nunca pecou ou que não peca, o único que nunca pecou foi Jesus, mas nós nascemos no pecado, pela nossa origem adâmica. Já o Senhor não teve essa origem adâmica, assim, como permaneceu toda a sua vida sem pecado e em temor ao Pai, foi quem venceu e teve condições de nos resgatar. Sabendo a nossa origem, temos então que nos converter ao Senhor, nos entregar a Ele, e viver segundo os preceitos estabelecidos por Ele. Não é por conhecer ou desconhecer a Palavra de Deus que isso nos trará salvação ou condenação, e sim pela prática da Palavra. Sabemos que existem muitos que, conhecendo a vontade de Deus, não se submetem a ela. A Bíblia não é um livro que devemos somente ler, ou que devemos praticar um rito de ler ou tirar a sorte, mas para aprender e colocar em prática tudo o que está escrito ali, porque assim como encontramos as inúmeras bênçãos, promessas de salvação para nossas vidas, também encontramos as maldições e promessas de sofrimentos e morte para todos os desobedientes. A salvação é Jesus, e Jesus é o Verbo, é a Palavra. "Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados. Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os; No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho." (Romanos 2:13-16).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

domingo, 27 de dezembro de 2015

RECONHECENDO O PODER DE DEUS

"E aconteceu que, quando voltou Jesus, a multidão o recebeu, porque todos o estavam esperando." (Lucas 8:40)

 Jesus tinha ido à região dos gerasenos e libertado um homem que vivia prisioneiro dos demônios havia anos. Após o libertarem, os moradores o mandaram se retirar do meio deles; na verdade preferiram o pecado, o erro e a prisão. Assim, o Senhor, após enviar o homem agora liberto para testemunhar e pregar o Evangelho na região, retorna e se depara com uma multidão que o aguardava. Aonde Jesus ia sempre havia uma multidão o acompanhando, e isso por vários motivos: uns em busca de um milagre, outros querendo ouvi-lo, aprender mais, e ainda havia os que queriam descobrir uma maneira de acusá-lo. Infelizmente, a maioria que o estava seguindo não o amava, prova tal que, quando o prenderam, todos fugiram, e Ele ficou só. Assim também vemos templos, igrejas lotadas, mas, a bem da verdade, somente a minoria que está ali ama o Senhor e o busca com o coração sincero, porque muitos são os que querem somente um milagre. Outros vão simplesmente para cumprir um rito, um ato religioso, e nem mesmo prestam atenção na mensagem. "E eis que chegou um homem de nome Jairo, que era príncipe da sinagoga; e, prostrando-se aos pés de Jesus, rogava-lhe que entrasse em sua casa; Porque tinha uma filha única, quase de doze anos, que estava à morte. E indo ele, apertava-o a multidão." (Lucas 8:41-42). O príncipe, um dos líderes da sinagoga, um dos que tinham a incumbência de pregar na sinagoga dos judeus, vem até Jesus e se atira aos seus pés clamando que o acompanhasse até a sua casa, pois a sua única filha estava enferma e quase falecendo. Não sabemos qual era a enfermidade daquela criança, mas sabemos que era algo muito sério, pois ela já estava desenganada; mas o mais importante é vermos esse líder dos judeus se curvar, se humilhar em público diante do Senhor. É fantástico, porque é o reconhecimento público de um líder judaico em Jesus como o Filho de Deus, confirmando, afirmando que Ele tinha todo o Poder. Mas, infelizmente, não vimos esse príncipe da sinagoga no futuro defendendo Jesus, quando o acusaram e o prenderam e o conduziram para ser executado. Muitos, na hora do desespero, da aflição, vêm em público, vêm ao Senhor clamar por socorro, para si ou para alguém próximo. Mas, depois que recebem o socorro, o abandonam, o esquecem e voltam à mesma vida de antes.
 "E uma mulher, que tinha um fluxo de sangue, havia doze anos, e gastara com os médicos todos os seus haveres, e por nenhum pudera ser curada, Chegando por detrás dele, tocou na orla do seu vestido, e logo estancou o fluxo do seu sangue." (Lucas 8:43-44). Não podemos esquecer que o escritor desse Evangelho era um médico. Lucas, como médico, faz uma afirmação clara de que essa senhora gastara tudo o que tinha com médicos e não tinha encontrado a cura para o mal que a afligia. Durante doze longos anos essa senhora sofreu com aquele sangramento, e pela lei ela não poderia estar junto ou no meio do povo. Na verdade, ela teria que ser apedrejada se estivesse em público, no meio das pessoas, porque a lei exigia que deveria viver isolada, separada, pois entendia que ela era imunda. Observamos que ela se arriscou e veio por trás de Jesus de uma forma meio furtiva e simplesmente tocou, pegou, encostou-se às roupas de Jesus. Temos que observar que a fé dessa mulher era enorme, porque ela arriscou a própria vida, e acreditava que, se somente tocasse no Senhor, receberia a sua bênção. Temos visto pessoas que sofrem há anos com enfermidades e toda espécie de mal, e, apesar de viverem dentro de templos recebendo orações, não recebem a cura, a libertação. Isso porque não têm fé, elas até querem a libertação, a cura, mas não têm fé para que possam recebê-las. "E disse Jesus: Quem é que me tocou? E, negando todos, disse Pedro e os que estavam com ele: Mestre, a multidão te aperta e te oprime, e dizes: Quem é que me tocou? E disse Jesus: Alguém me tocou, porque bem conheci que de mim saiu virtude." (Lucas 45-46). Jesus sabia quem tinha tocado Nele, mas queria fazê-la confessar, testemunhar em público, demonstrar coragem, assumir diante de todos. Jesus questiona e exige que se apresente quem o havia tocado, apesar dos seus discípulos tentarem apresentar uma desculpa dizendo que todos o estavam comprimindo, o apertando, assim era impossível saber quem o havia esbarrado. Mas Ele sabia e queria que a ela se apresentasse, porque Ele viu, percebeu que o Poder tinha saído dele e alcançado a pessoa. O Senhor quer, exige que nos apresentemos e testemunhemos o milagre, as bênçãos que recebemos Dele. O Senhor quer que mostremos a nossa fé, a nossa coragem em recorrer a Ele, receber as bênçãos e glorificar o seu Nome. Não se pode omitir, esconder o que recebemos do Senhor, pois é testemunho, é divulgação do Evangelho.
 "Então, vendo a mulher que não podia ocultar-se, aproximou-se tremendo e, prostrando-se ante ele, declarou-lhe diante de todo o povo a causa por que lhe havia tocado, e como logo sarara." (Lucas 8:47). A mulher então resolve confessar, pois ela viu que não tinha como se esconder, não havia mais possibilidade de se omitir. Ela estava com medo de revelar diante de todos que, mesmo com a hemorragia, ela estava no meio deles, e poderia ser apedrejada. Mas ela, mesmo com medo, confessou, confiou no Senhor, e assim ela revela toda a história, todo o sofrimento durante esses doze anos, e que tinha acabado de receber a cura só em tocar nas vestes de Jesus. Ela testemunhou, glorificou o Nome do Senhor, mostrando que todo o Poder pertence a Cristo, pois somente ela sabia que tinha tocado Nele. Não importam as circunstâncias ou o local onde estejamos, se recebemos uma bênção, um milagre do Senhor, deveremos testemunhar para Honra e Glória do Nome Dele, porque os milagres, as bênçãos são para pregar o Evangelho, e apresentar o Poder de Deus. Assim não se pode ficar escondido, não podemos omitir em testemunhar, porque estaremos pecando. "E ele lhe disse: Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou; vai em paz." (Lucas 8:48). Essa mulher, após confessar, recebe a bênção, a confirmação e a absolvição, porque Jesus a despede em paz, ou seja, deu-lhe a bênção, e ainda exaltou a sua fé. Se não confessarmos, não testemunharmos a bênção, o milagre que recebemos do Senhor, não receberemos a confirmação, nem a bênção final, não seremos enviados em paz, não receberemos a Paz do Senhor, mesmo porque sabemos que receber uma bênção não é aprovação de conduta. Podemos receber uma bênção e continuarmos sem paz, na opressão, mas, se recebemos a Paz do Senhor, tudo é de paz. "Estando ele ainda falando, chegou um dos do príncipe da sinagoga, dizendo: A tua filha já está morta, não incomodes o Mestre." (Lucas 8:49). Enquanto isso, o príncipe da sinagoga estava ali, creio com impaciência, com medo de perder a sua filhinha, quando vem a notícia de que ela já falecera. Enquanto Jesus estava falando com o povo, ouvindo, exigindo o testemunho da mulher que fora curada, a sua filha faleceu. Vieram lhe dizer que deveria desistir e não mais incomodar, pois não tinha mais jeito."Jesus, porém, ouvindo-o, respondeu-lhe, dizendo: Não temas; crê somente, e será salva." (Lucas 8:50). Jesus interveio e disse que ainda não era o fim, que ele deveria apenas crer. Muitas vezes a pessoa vem nos trazer notícias tristes, dizendo que é o fim, mas Jesus ainda não disse isso, então continuemos lutando, clamando, pois o Senhor ressuscita o que morreu. Tudo o que estiver morto poderá ser ressuscitado se estiver de acordo com a Palavra de Deus, e se não desistirmos. A filha de Jairo foi ressuscitada, a bênção chegou, Jesus nos manda hoje, Ele nos diz. Creia somente. "E, entrando em casa, a ninguém deixou entrar, senão a Pedro, e a Tiago, e a João, e ao pai e a mãe da menina. E todos choravam, e a pranteavam; e ele disse: Não choreis; não está morta, mas dorme. E riam-se Dele, sabendo que estava morta. Mas Ele, pondo-os todos fora, e pegando-lhe na mão, clamou, dizendo: Levanta-te, menina. E o seu espírito voltou, e ela logo se levantou; e Jesus mandou que lhe dessem de comer.E seus pais ficaram maravilhados; e Ele lhes mandou que a ninguém dissessem o que havia sucedido." (Lucas 8:51-56). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

RECEBENDO A REVELAÇÃO

"Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte." (Mateus 17:1)

 Jesus tinha estado na Cesáreia de Filipe, onde, conversando, interrogando os seus discípulos sobre o que o povo dizia a seu respeito, Pedro tinha dito, confessado pelo Espírito, que Ele era o Cristo, o Filho de Deus. Logo após, o mesmo Pedro, usado pelo nosso adversário, tinha tentado consolá-lo ou atrapalhar os planos de Deus, e Jesus tinha-o repreendido. Mas agora chama Pedro e mais outros dois discípulos, Tiago e João, e os conduz a um monte mais distante, para apresentar, revelar algo fantástico. Pedro, por ser um dos discípulos mais dedicados, por ser um dos que mais amavam e obedeciam ao Senhor, também foi o mais perseguido e acusado. Dos que andaram com Jesus, a não ser Judas Iscariotes, o traidor, Pedro foi o que mais foi tentado e usado por satanás para tentar atrapalhar os planos de Deus. Mas o Senhor já tinha explicado, quando Ele disse que "aos que muito é dado, muito é cobrado". Pedro recebeu muito amor e cuidado do Senhor e, consequentemente, a cobrança seria maior. Muitas vezes não entendemos o porquê de pessoas que conhecemos com profundidade, sabemos da sua seriedade e respeito ao Evangelho, passarem por tantas lutas e turbulências. Não entendemos o porquê de enfrentarem tantas batalhas espirituais, mas não entendemos exatamente por não estarmos no mesmo patamar espiritual que elas. "E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz." (Mateus 17:2).Jesus tinha pelo menos mais nove outros discípulos junto com Ele, mas somente esses três Ele chamou para se revelar diante deles. E um deles foi Pedro, o discípulo questionador, o que tinha sido usado pelo adversário, e no futuro o negaria, mas também o foi o que, após se converter por inteiro, foi o mais usado e, na primeira pregação, usado pelo Espírito Santo, três mil pessoas se renderam ao Senhor. Por tal motivo é que devemos tomar muito cuidado em querermos julgar alguém que sabemos que está passando por lutas, batalhas espirituais, porque não sabemos e nem entendemos o porquê. Devemos saber que aqueles que são do Senhor são testados, passam por provas, porque somente se aprovados é que são dignos de agir no Nome do Senhor, porque muitos são os que citam o Nome do Senhor, mas não têm compromisso com Ele.
 "E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com Ele. E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias." (Mateus 17:3-4). Pedro, antes, tinha dito pelo Espírito que Jesus era o Filho de Deus, e Jesus tinha afirmado que sobre aquela revelação seria construída a sua igreja. Essa é a revelação: Jesus veio ao mundo, sofreu e morreu para nos libertar do pecado, para nos dar salvação. Agora o Senhor complementa a revelação e mostra o representante da lei, que era Moisés, e Elias, que representava os profetas. Faço questão de salientar que Pedro não sabia como era Elias e nem Moisés, mesmo porque estes tinham vivido centenas de anos antes, e naquela época ainda não tinha sido inventada a fotografia. Mas o Espírito revelou que aqueles eram Moisés e Elias, e ele, sem compreender exatamente o que estava acontecendo, fala de maneira carnal em providenciar lugares, acomodações para os três. Portanto, entendemos que, por mais espirituais que sejamos, isso não nos exclui de em algum momento agirmos ou falarmos de maneira carnal diante de ações espirituais. Às vezes as revelações que recebemos são tão grandes que na hora não conseguimos discernir, e só tempos depois é que as entendemos. Mas, neste caso dessa grandiosa revelação, da complementação dessa revelação em que se fundamenta a igreja do Senhor, que Pedro recebeu, é que tempos depois, após a morte e ressurreição do Senhor, Ele a colocou em prática. "E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o." (Mateus 17:5). Deus interveio diretamente fazendo-o calar, dizendo exatamente quem era Jesus, pois, além de mostrar Moisés e Elias, Deus fala que Jesus é que é o Filho amado, e que é a Ele que todos nós devemos ouvir. Assim estava mostrando que a lei e os profetas se cumprem em Jesus, e que a partir daquele momento quem deveria ser reverenciado, amado, temido era Jesus, que era seu Filho que deveria ser escutado, ouvido, obedecido, e, principalmente, amado. Assim explica de maneira clara que não devemos tentar ouvir ou tentar aplicar a lei em nossa vida, não mais a lei, mas a Graça. A lei não foi invalidada, era necessária até Jesus, ela cumpriu o seu papel, agora temos o Salvador, temos o Filho de Deus.
 "E os discípulos, ouvindo isto, caíram sobre os seus rostos, e tiveram grande medo." (Mateus 17:6). A revelação foi tão grandiosa, foi tão surpreendente, porque viram a materialização da lei, e dos profetas e ouviram Deus Pai falando diretamente com eles. Assim, com respeito, temor, com medo mesmo eles se curvaram. O que eles estavam assistindo, ouvindo, vendo, era algo jamais esperado por eles, portanto já se esperava que fossem consumidos também. Deus Pai falando diretamente com eles, dando uma ordem direta, mandando-os obedecerem a Jesus. Não conseguimos entender o porquê de algumas religiões e seitas teimarem em não seguir Jesus e ainda continuarem seguindo Moisés, a lei. São várias que, apesar de usarem a Bíblia, as escrituras, praticam somente a lei, o Antigo Testamento, a Antiga Aliança que se cumpriu em Jesus. Essas pessoas não estão nem mesmo ouvindo Deus Pai, que mandou ouvirmos Jesus. É ilógico e desobediência contra o Senhor tentar viver, aplicar a Antiga lei, porque os que assim procedem estão pisando no Sangue de Cristo, no Sangue que foi derramado por nós. A revelação é que quem tem todo o comando nos céus e na terra é Cristo. "E, aproximando-se Jesus, tocou-lhes, e disse: Levantai-vos, e não tenhais medo. E, erguendo eles os olhos, ninguém viram senão unicamente a Jesus." (Mateus 17:7-8). Jesus os toca, os conforta e lhes manda ficar de pé, e agora, quando eles abrem os olhos, veem que não há mais ninguém a não ser Jesus. Tudo acabou, agora é só Jesus, a Ele que devemos obedecer e seguir. Viram tudo o que foi apresentado para eles e para nós, para entendermos que agora só temos Jesus, é a Ele que devemos ouvir. Assim são injustificados, imperdoáveis os que não pisam no Sangue de Cristo, os que o abandonam e tentam ir na antiga lei buscar algum favorecimento, algum escape, pois não existe, o que temos é o Verbo, é a Palavra. Não existe alternativa, só podemos obedecer a Cristo, só podemos seguir Jesus e, se não o fizermos, seremos somente religiosos e, consequentemente, iremos padecer por toda a eternidade. Estávamos caídos com o rosto em terra, mas Jesus nos mandou ficar de pé e, quando abrimos os olhos, só vimos Jesus, não existiam mais Moisés, ou Elias, porque eles já vieram e já fizeram o que deveriam fazer, já cumpriram a sua missão. Todos têm um papel fundamental para exercer, mas todos passam, somente um permanece, só um é eterno e reina para sempre. Somente em Jesus tudo se encerra, pois Ele recebeu as chaves e tem todo o Poder no Céu e na terra. Jesus é antes de todos, antes da fundação do mundo, agora o vemos como Ele é, porque Ele está na sua Palavra, Ele é o Verbo e nos fala, basta querermos ouvir. "E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos." (Mateus 17:9). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

PERCORRENDO AS CIDADES

"E percorria as cidades e as aldeias, ensinando, e caminhando para Jerusalém." (Lucas 13:22)

 Jesus, durante o tempo do seu ministério terreno, que foi de aproximadamente três anos, dedicou-se inteiramente ao ensino da Palavra. Ao contrário do que muitos pensam, Ele não veio ou se dedicou a operar milagres, o que Ele mais fez foi ensinar. Ele percorreu Israel várias vezes pregando, ensinando, mostrando que o Reino havia chegado, trabalhou, evangelizou, pregou durante três anos diretos. Foi incansável no ensino do Evangelho, e, claro que, quando os enfermos, os doentes, se aproximavam, Ele os curava e os libertava de males e de demônios. Mas os milagres eram exatamente para pregar o Evangelho, para mostrar o Poder de Deus. Muitos acham que Cristo veio com a única função de curar, abençoar, mas, na verdade, a missão de Jesus foi de nos libertar dos pecados. Jesus pregava, apresentava o Reino, mostrava o Caminho, chamava ao arrependimento, à conversão e condenava o pecado. Jesus veio para nos dar vida e vida eterna, e não somente para nos abençoar aqui. Muitos pensam ou querem pensar além de alguns falsos mestres, com seus falsos ensinos, que querem apresentar um Jesus que tinha a preocupação de abençoar e de se dar bem estar aqui. Não podemos esquecer que Ele disse que devemos buscar o Reino, e as demais coisas Ele acrescenta. Não devemos e nem podemos estar indo a Ele em oração para ficar pedindo por coisas materiais, ou físicas, devemos buscar com todo afinco conhecer mais Dele. Buscar se aproximar mais e mais do Reino, porque Ele cuida de nós. "E disse-lhe um: Senhor, são poucos os que se salvam? E ele lhe respondeu."(Lucas 13:23). Jesus pregava, respondia às perguntas, curava enfermos, libertava os cativos do inferno. Muito ensinava por parábolas, que é uma maneira de ilustrar o seu ensino, sua explicação. Jesus, pregando e seguindo para Jerusalém, um homem se aproxima Dele e lhe pergunta se seriam poucos os que se salvariam. Observamos que esse homem estava entendendo a pregação do Senhor, estava querendo conhecer mais, porque fez uma pergunta concernente ao que o Senhor ensinava. Essa pergunta deveríamos fazer, ela deveria ocupar as nossas mentes, ela deveria fazer com que pesquisássemos mais na Palavra, para obter a resposta. Digo pesquisar na Palavra, porque é na Palavra, no Evangelho, que obteremos a resposta, porque Jesus só fala pela Palavra, e com certeza não trará nenhuma revelação nova e individual para ninguém.
 "Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão." (Lucas 13:24). Jesus responde de maneira clara e direta; Ele diz que devemos lutar, porfiar, para entrar pela porta estreita. Lutar, correr, para passar pela porta estreita, não pela larga, lutar para entrar pela porta, e que, para alcançá-la, será através de lutas e sofrimento. Porta estreita mostra exatamente as dificuldades, as lutas pelas quais temos que passar para podermos alcançar o nosso objetivo. Como muitos não querem, não aceitam passar por dificuldades, ou por lutas, acham que devem passar e desfrutar do melhor aqui, não alcançam jamais a salvação. Jesus responde mostrando que, para entrar no Reino, temos que passar por dificuldades, mas que devemos lutar com toda a força para alcançarmos o nosso objetivo. O nosso adversário tem seduzido muitos, os enganando, fazendo-os crer que aqui eles têm que desfrutar do melhor, que o caminho do Senhor é de facilidades e de bênçãos. Por isso, tantos religiosos vão a templos em busca de bênçãos, de socorro, de realizações imediatas, negociam, barganham e fazem de tudo pensando que estão agindo de maneira correta. Pessoas acham que estão salvas, mas não percebem que estão enganadas, pois estão muito longe do Senhor. Temos que entender que o mundo jaz no maligno, e que o Senhor em nenhum momento prometeu que nos daria boa vida, riquezas ou outra coisa aqui. Ele prometeu cuidar dos que o buscam em primeiro lugar, prometeu o seu Maná, somente isso. "Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois." (Lucas 13:25). Jesus dá um exemplo e nos mostra como será, porque muitos pensam que já estão salvos, esquecendo que a salvação tem que ser conquistada diariamente, e que todos os dias devemos nos esmurrar nos corpos, nossas vontades e desejos, devemos mortificar a nossa carne. Muitos dos que acham que servem o Senhor e vivem da maneira que lhes é conveniente, e acham que têm a aprovação do Senhor, terão uma grande decepção naquele dia. Isto porque amaram mais o mundo e coisas do que o Senhor e o seu Reino, não lutaram, não porfiaram por passar pela porta estreita. Os que acharam que Deus tinha compromisso em lhes agradar aqui encontrarão a porta fechada e a reposta negativa do Senhor.
 "Então começareis a dizer: Temos comido e bebido na tua presença, e tu tens ensinado nas nossas ruas." (Lucas 13:26). Muitos dirão que iam à igreja, que frequentavam os templos, as congregações, que ofertavam, que participavam de vigílias, de campanhas. Que todo mês participavam da Ceia, que subiam ao monte e oravam pelas pessoas, que faziam reuniões nos lares, que participavam de células. Mas, por mais que aleguem o compromisso com a religião, descobrirão naquele dia que nunca conheceram o Senhor, que viveram no engano e enganaram muitos. Pessoas dirão que eram pregadores, pastores, bispos, apóstolos, conferencistas e mais outros tantos títulos. Que pregavam, que curavam, profetizavam, libertavam, que expulsavam demônios, dirão muitas coisas. Dirão que tinham muitos seguidores, que as suas reuniões eram frequentadas por um grande número de pessoas, que construíram grandes templos, mas o Senhor dirá: "não vos conheço". Isto porque o que fizeram foi para si próprios, e não buscaram o Reino de Deus, porque criaram e participaram de um evangelho paralelo. Então descobrirão que foram somente religiosos e que enganaram muitos e foram enganados e, portanto, receberão de Deus essa resposta. "E ele vos responderá: Digo-vos que não vos conheço nem sei de onde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais a iniquidade." (Lucas 13:27). Então o Senhor mandará que se afastem, dirá que não os conhece, porque são carnais, são falsos, mentirosos, hipócritas, são pessoas que oram, mas permanecem no erro, acham que têm obrigação de serem abençoadas, pessoas, orações, de acordo com a sua vontade, seu coração e sua necessidade atual, e não de acordo com a Palavra. São pessoas que transformaram Jesus em um serviçal, que tem como função abençoá-las em tempo integral. São pessoas que adaptam o Evangelho a suas necessidades e não vão realmente a Ele, pessoas que vivem uma emoção, um engano. Pensam que têm direito a tudo aqui, que Deus as fará viver nababescamente aqui, usam o nome do Senhor para enganar, falam, mas não têm temor. Jesus dirá que não as conhece, mandará que se afastem, porque não o amaram, porque escolheram o caminho largo, a porta larga. "Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, e Isaque, e Jacó, e todos os profetas no Reino de Deus, e vós lançados fora." (Lucas 13:28). Enfrentarão a dor, o sofrimento, e por toda a eternidade. Os prazeres, as regalias, rebeldias que desfrutaram aqui serão esquecidas diante de tanta dor e sofrimento intenso a que serão submetidos. Verão muitos daqueles que desprezavam, que criticavam, que julgavam inferiores agora junto com o Senhor, e eles serem lançados no sofrimento eterno. Religião não salva, pessoas não salvam, quem salva é só Jesus, o Evangelho, a Palavra, o Verbo. Submetam-se a Ele e livrem-se da fornalha ardente e eterna. "E virão do oriente, e do ocidente, e do norte, e do sul, e assentar-se-ão à mesa no Reino de Deus. E eis que derradeiros há que serão os primeiros; e primeiros há que serão os derradeiros." (Lucas 13:29-30).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

PREPARANDO O CAMINHO

"E depois disto designou o Senhor ainda outros setenta, e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir." (Lucas 10;1)

 Jesus separou setenta dos seus discípulos e mandou-os adiante de onde Ele pretendia passar; enviou-os para preparar o seu caminho. Assim como João Batista veio para preparar o caminho para Jesus e cumpriu com louvor essa missão, Jesus envia agora seus discípulos. Esse ensino é muito abrangente, porque, além de eles terem ido cumprir a ordem do Senhor, serve também para nos mostrar que o Senhor continua enviando os seus discípulos para preparar o caminho por onde Ele quer passar. A função dos seus discípulos era e é levar o Nome do Senhor, porque muitos não o conhecem, e não ouvem falar Dele de verdade, uma vez que muitas seitas disseminam somente mentiras e heresias. Jesus envia os discípulos para preparar as pessoas para, quando Ele chegar, estarem prontas para aceitá-lo ou rejeitá-lo, mas sabendo o que estão fazendo. Mas, para ser enviado como discípulo de Jesus, tem-se que seguir as orientações, as ordenanças Dele. "E dizia-lhes: Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que envie obreiros para a sua seara." (Lucas 10:2). A seara é grande, porque são muitos os que precisam saber que Jesus existe, que Ele cura, salva, liberta, transforma e dá vida. A única maneira de essas pessoas terem conhecimento é através dos obreiros do Senhor, dos seus representantes, que o apresentem como realmente Ele é, e não como um milagreiro, um populista que está preocupado em agradar somente, mas que veio para salvar, para dar vida, e vida em abundância. Os obreiros, os discípulos de Jesus são enviados somente onde Jesus vai passar, e não adianta ir onde Jesus não mandou, pois ali Ele não passará. Por tal motivo, pessoas que se dizem enviadas pelo Senhor vão para algum lugar ou tentar evangelizar alguém e nada conseguem. Geralmente são dois os motivos: primeiro, o Senhor não as enviou, e segundo, Jesus não pretende passar por ali. Setenta é um número redondo que representa todos os obreiros que o Senhor envia por onde Ele vai passar, mas muitos desses obreiros também o abandonam, como vimos em João capitulo 6:66. Todos esses que foram enviados depois o abandonaram, assim como vemos atualmente, porque todos os que se corrompem estão abandonando-o.
 "Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos.Não leveis bolsa, nem alforje, nem alparcas; e a ninguém saudeis pelo caminho." (Lucas 3:4). Jesus não engana ninguém, e Ele avisa que a missão não é fácil, que não é um passeio, não é turismo, Ele nos envia para a luta, para a guerra. Veja a comparação que Ele faz, porque nos compara a cordeiros no meio de lobos, e sabemos qual é o resultado de colocar os cordeiros no meio dos lobos. Assim, somos enviados, e Ele nos manda confiar, crer, praticar a fé, confiar Nele e não nos preocupar com bens materiais, não nos preocupar em como viveremos. Os enviados do Senhor não podem ter preocupação em como vão viver, comer, beber ou dormir. Pessoas que cobram para cantar, pregar, exigem com antecedência a passagem, a despesa, ou a garantia de que venderão livros, CDs ou qualquer outro material não são os discípulos enviados pelo Senhor. Temos que simplesmente ir aonde o Senhor nos enviar, onde Ele vai passar, pois sabemos que Ele cuidará de nós. Também não temos a preocupação de estar fazendo alianças, pedindo ajuda ou comunicando aonde vamos e o que vamos fazer, mas simplesmente ir aonde fomos enviados. "E, em qualquer casa onde entrardes, dizei primeiro: Paz seja nesta casa." (Lucas 10:5). O Senhor prepara pessoas para nos receberem, nos apoiarem, sem a necessidade de nos esforçarmos para isso, mesmo porque os nossos esforços têm que ser para levar o Evangelho, a Palavra de Deus. Assim, onde chegarmos devemos saudar com a paz do Senhor Jesus Cristo, porque somos de Paz, somos representantes da Paz, e, se existir alguém naquela casa, naquele ambiente que é de paz, que busca a paz, além de receber a Paz, também tudo será de paz, pois estaremos em paz na sua casa. "E, se ali houver algum filho de paz, repousará sobre ele a vossa paz; e, se não, voltará para vós." (Lucas 10:6). A nossa paz é a Paz de Jesus, pois como seus representantes estamos levando o que é Dele, mas, se não formos aceitos, se não quiserem ouvir a Verdade, estarão rejeitando não a nós, mas o próprio Senhor Jesus, e, consequentemente, a sua paz, então ela voltará para nós, e sairemos daquele local, daquela casa e seguiremos para outra. Somos preparados para recebermos a rejeição, o escárnio à perseguição, porque o Senhor já nos preparou, por isso não vamos em busca de glórias ou de lucro, mas somente de agradar o Senhor, fazer a sua vontade.
 "E ficai na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois digno é o obreiro de seu salário. Não andeis de casa em casa. E, em qualquer cidade em que entrardes, e vos receberem, comei do que vos for oferecido." (Lucas 10:7-8). Onde chegarmos devemos ficar, onde formos recebidos devemos permanecer, não podemos ficar buscando conforto, luxo ou qualquer outra coisa. Não devemos rejeitar o que nos derem para comer, para beber, não tenhamos preocupação com o fato de serem pessoas humildes e estarem dividindo o pouco que têm conosco, porque o Senhor aumentará a sementeira, e a essas pessoas que nos recebem, nos alimentam o Senhor diz que não faltará e não diminuirá a sua despensa. Não podemos ser pessoas cheias de exigências, como o de não comer isso ou aquilo, não beber tal coisa. Devemos saber que tudo o que o Senhor criou é bom e, portanto, sempre abençoarmos a comida e a bebida em Nome do Senhor e nos alimentarmos, sabendo que a única coisa que não podemos comer é sangue e comida sacrificada a ídolos. Não precisamos ficar preocupados com a situação dos nossos hospedeiros, porque, na verdade, estarão sendo abençoados, porque o Senhor cuidará deles assim como a viúva de Sarepta, que recebeu o profeta Elias, foi cuidada."E curai os enfermos que nela houver, e dizei-lhes: É chegado a vós o Reino de Deus." (Lucas 10:9). Onde estivermos, além de pregar o Evangelho, anunciar a vinda de Jesus, devemos expulsar os demônios, curar todos os enfermos que lá estiverem. Não podemos simplesmente ser hóspedes, mas agir com poder, porque o Reino de Deus consiste em Poder, Jesus é Poder, e devemos mostrar, apresentar esse Poder porque somos os seus representantes. Mas isso fazemos sem alarde, simplesmente agimos em Nome do Senhor, e também pregamos, falamos do seu amor, da sua ação salvadora, e informamos que Ele está vindo. "Mas em qualquer cidade, em que entrardes e vos não receberem, saindo por suas ruas, dizei: Até o pó, que da vossa cidade se nos pegou, sacudimos sobre vós. Sabei, contudo, isto, que já o Reino de Deus é chegado a vós." (Lucas 10:10-11). Mas, se formos a um local, cidade ou casa e não formos recebidos, não devemos nos preocupar, e sim saber que estão rejeitando Jesus. Por isso, simplesmente devemos sair, não podemos ficar insistindo, ficar teimando, querendo obrigar as pessoas a aceitarem a Palavra de Jesus, porque não será por força nem violência, mas pelo Poder de Deus. Temos que aprender que a nossa função não é insistir, teimar com as pessoas, mas simplesmente informar que o Reino de Deus já chegou. E, para entrar Nele, as pessoas têm que se esforçar, e, se rejeitarem, serão rejeitados. "E digo-vos que mais tolerância haverá naquele dia para Sodoma do que para aquela cidade. Ai de ti, Corazim, ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom se fizessem as maravilhas que em vós foram feitas, já há muito, assentadas em saco e cinza, se teriam arrependido.Portanto, para Tiro e Sidom haverá menos rigor, no juízo, do que para vós. E tu, Cafarnaum, que te levantaste até ao céu, até ao inferno serás abatida. Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou."(Lucas 10:12-16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

INDO A FESTA

"Depois disto havia uma festa entre os judeus, e Jesus subiu a Jerusalém." (João 5:1)

 Jesus tinha passado mais uma vez por Cana da Galileia, onde tinha iniciado seu ministério, porque foi onde Ele operou o primeiro milagre, que foi o de transformar água em vinho em uma festa. Desta vez Ele tinha curado um filho de um oficial que estava à beira da morte. Ele simplesmente mandou que o oficial retornasse para casa que o seu filho já estava curado, e assim foi. Agora Ele resolveu subir a Jerusalém porque estava acontecendo uma festa judaica - não sabemos exatamente qual era, mas entendemos que era uma das três festas de peregrinação de que todos os homens judeus deviam participar: a Páscoa, o Pentecostes ou Tabernáculos. Jesus não era uma pessoa antissocial, prova que sabemos que Ele compareceu a várias festas e residências. Como citamos anteriormente, Ele iniciou seu ministério foi uma festa. "Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres. Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento da água." (João 5:2-3). Em Jerusalém, no templo, em uma repartição, existiam tanques geminados perto de onde atualmente existe a igreja de Sant'Ana. Lá ficavam várias pessoas enfermas, jazendo, ou seja, morrendo em suas enfermidades à espera de um socorro. Portanto, sabemos que era um local de ajuntamento de enfermos. Todos os que tinham alguma enfermidade e que tinham esperança de receber a cura através de um milagre ali se encontravam, portanto os que ali se encontravam tinham fé. "Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse." (João 5:4). Todos ali ficavam na expectativa da vinda do anjo e em ser o primeiro a entrar nas águas, porque a cura era somente para um por vez, quando o anjo vinha, somente para o primeiro que entrasse nas águas. Assim imaginamos a aflição, o desespero das pessoas, todos querendo ser o primeiro a entrar nessas águas. Acreditamos que deveria haver pessoas que ficavam ali na espera durante muito tempo, sem conseguirem se aproximar dessas águas milagrosas. E com certeza os que tinham enfermidades menores que não os impedia de se locomover, ou seja, deslocar-se com mais facilidade, eram os que primeiro entravam e conseguiam a sua vitória, e muitos que tinham maiores dificuldades ficavam para trás e com certeza até morriam ali mesmo, perto da cura, mas sem alcançá-la.
 "E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são?" (João 5:5-6). Um homem estava enfermo há trinta e oito anos, isto nos dá a entender que esse homem tinha mais do que os trinta e oito anos citados, porque, se fosse essa a sua idade, diria que era um enfermo de nascença. Mas o fato era que aquele homem padecia há quase quarenta anos de uma enfermidade que o impedia de se locomover. Não sabemos quanto tempo ele estava ali, mas com certeza não era pouco, possivelmente até mesmo já meio desanimado, por não ter a oportunidade, por nunca chegar a sua vez. Mas agora Jesus vem e se dirige àquele homem fazendo-lhe uma pergunta que todos sabiam a resposta. Mas a função da pergunta era despertar a fé, trazer ânimo, e também fazê-lo confessar o seu desejo, para assim ficar o registro, o testemunho. "O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim."(João 5:7). A resposta desse homem nos confirma, primeiro, que a sua enfermidade imobilizava, impossibilitava de se locomover, e, segundo, que ele também não tinha pessoas para cuidarem dele. Assim era quase impossível ele conseguir entrar nas águas em primeiro lugar e receber a cura, pois não tinha meios de alcançar as águas abençoadoras. Isto nos mostra que muitas vezes estamos olhando fixamente para algo que achamos que é a nossa cura, a solução dos problemas que estamos enfrentamos. Pensamos e esperamos a solução de uma maneira e esquecemo-nos de olhar para o Senhor, de clamar e saber que os caminhos do Senhor não são os mesmos que os nossos. Esquecemos que o Senhor não precisa de anjos, ou de água para curar alguém, Ele precisa que confessemos a Ele do que necessitamos, que falemos com Ele sobre os nossos problemas, nossas impossibilidades de os resolvermos por nós mesmos. O Senhor quer que confessemos que não temos ninguém para nos ajudar se não for Ele, que depositemos nossas esperanças Nele, porque, como Ele fará, não sabemos, mas temos certeza de que a resposta, o milagre, a bênção chegarão. Não como esperamos, mas de forma sobrenatural e formidável, o inesperado acontece.
 "Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda.
Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. E aquele dia era sábado." (João 5:8-9).
 Aquele homem que vivia em total sofrimento, impedido de se locomover e que era carregado, transportado pelos outros, agora recebe uma ordem direta para se levantar e apanhar a sua cama, o seu leito, e caminhar. Quem não podia nem mesmo rolar até as águas para receber a cura, ou pelo menos disputá-la com os outros, agora recebe a ordem de se colocar em pé, e ele obedece. A cura surgiu imediatamente, porque ele obedeceu à ordem de Jesus, não titubeou, não teve dúvida, fez o que o Senhor mandou, e ele nem sabia quem era Jesus. Vemos a ação do Senhor totalmente fora do contexto religioso, porque operou mais esse milagre em um dia em que os religiosos não permitiam que se fizesse alguma coisa, e, segundo, de maneira inesperada. Jesus tem mandado muitos se levantarem dos seus leitos onde jazem, mas eles não o ouvem, não acreditam na sua Palavra, por isso continuam nas derrotas. Jesus já veio e levou todas as nossas enfermidades, tanto físicas como espirituais, emocionais e nos mandou levantar e carregar o leito, mas, como não acreditamos, permanecemos em nossos sofrimentos. Basta crer na Palavra do Senhor e se verá o milagre, se verá a solução, porque quem crê obedece, e o Evangelho é obediência. "Então os judeus disseram àquele que tinha sido curado: É sábado, não te é lícito levar o leito." (João 5:10). Os religiosos sempre vão se importar com coisas e não com o Senhor, sempre vão se preocupar com rituais e não em ver o Senhor operar. Esses que deveriam se alegrar em ver o milagre, alguém ser curado, ser liberto de um mal, estavam agora preocupados em ele estar transportando o seu leito em um sábado. Muitos são os que querem obedecer a ritos, mandamentos, preceitos e doutrinas de homem e ignoram a Palavra de Deus. Por esse motivo, os religiosos são os que mais sofrem e padecem em suas mazelas, porque não creem no Senhor. Gostam de acusar, exigir, mas não ensinam a Verdade, a obediência aos preceitos do Senhor. "Ele respondeu-lhes: Aquele que me curou, ele próprio disse: Toma o teu leito, e anda." (João 5:11). Mas observemos a firmeza desse que foi doente, enfermo, porque Ele obedeceu a Jesus e disse que estava lhe obedecendo, porque Ele lhe tinha mandado carregar o seu leito, e ele o estava fazendo. Não teve medo de afirmar diante de todos que ele fazia o que Jesus lhemandava. Obediência e fé são o resultado de milagres, bênçãos e da ação de Cristo em nossas vidas."Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito, e anda? E o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se havia retirado, em razão de naquele lugar haver grande multidão." (João 5:12-13). Os judeus queriam saber quem lhe mandara se levantar e levar o leito, quem o havia curado, não para agradecer, mas para o acusar. As pessoas não buscam Cristo para obedecer-lhe, nem por crerem Nele, mas porque vivem em suas mazelas e preferem acusá-lo como responsável. Não querem carregar os seus leitos, muito pelo contrário, preferem ficar deitados neles, clamar repetidas vezes, ficarem se lamentando. Mas Jesus continua dizendo:"Levanta, toma teu leito e anda". "Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior. E aquele homem foi, e anunciou aos judeus que Jesus era o que o curara. E por esta causa os judeus perseguiram a Jesus, e procuravam matá-lo, porque fazia estas coisas no sábado. E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também." (João 5:14-17). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.