Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2015

CONDENAÇÃO E VIDA

"Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito." (Romanos 8:1)
 Todos éramos pecadores, porque já nascemos no pecado, uma vez que temos nossa origem em Adão; assim todos pecaram e destituídos estão do seu poder. Mas Jesus se fez carne para nos resgatar e assumiu a nossa dívida, pagou todo o nosso pecado, nos inocentou, dando-nos direito de sermos salvos Nele. Mas essa salvação só se manifestará na vida daquele que não vive mais segundo a vontade da carne. Essa salvação só existirá na vida daquele que resolver viver segundo o Espírito, ser guiado pelo Espírito Santo, porque a carne é terrena, é nossa vontade pecaminosa, e é ela que o nosso adversário usa para nos conduzir à morte. Jesus nos deu a liberdade, mas, para alcançá-la, temos que viver Nele, e com Ele, caso contrário padeceremos em nossos pecados. Não é por Jesus ter vindo e assumido as nossas culpas, nossos erros, nossos pecados que pode…

ESTÁ VINDO

"Eis que presto venho: Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro." (Apocalipse 22:7)
 Jesus tem nos avisado que está voltando, e a qualquer momento será ouvido o sonar da última trombeta. Aos olhos humanos tem demorado, não de acordo com a Palavra de Deus, que nos ensina que para Deus mil anos são como um dia, e um dia como mil anos. Portanto, quando menos se espera, Jesus estará chegando, e aí não haverá mais tempo para arrependimento ou misericórdias. O Senhor nos mandou vigiar, pois sua vinda seria inesperada, assim como veio o dilúvio sobre a terra, ou como o Juízo veio sobre Sodoma e Gomorra. As pessoas estavam se divertindo, trabalhando, fazendo o que sempre faziam, quando, de repente, tudo mudou, tudo acabou, assim será agora com a vinda do Senhor. Já fomos alertados, quem teme o Senhor anda vigilante, preparando-se, porque, com certeza, Ele virá e nada pode mudar isso. "E eu, João, sou aquele que vi e ouvi estas coisas. E, havendo-as ou…

JULGAMENTO HIPÓCRITA

"Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo." (Romanos 2:1)
 O que Paulo nos ensina é exatamente o mesmo que Jesus nos ensina, como está em Mateus 7:1, sobre o ato de julgar. Jesus não condenava o julgamento em si, e sim o julgamento hipócrita. Advertências de especial pertinência para os judeus que tendiam a desprezar os gentios pelo fato de desconhecerem a revelação de Deus no Antigo Testamento e por levarem vida imoral. Na verdade, temos que julgar sim, mesmo porque iremos julgar até os anjos descaídos, entretanto, para julgarmos, temos que estar vivendo segundo os preceitos do Senhor. O que não se pode fazer é apontar, condenar, ou criticar alguém quando estamos no mesmo erro, ou cometendo outros até piores. Somos indesculpáveis quando condenamos e praticamos os mesmos erros, porque a nossa função é condenar o pecado, mas jamais praticá-lo. As pessoas…

RECONHECENDO O PODER DE DEUS

"E aconteceu que, quando voltou Jesus, a multidão o recebeu, porque todos o estavam esperando." (Lucas 8:40)
 Jesus tinha ido à região dos gerasenos e libertado um homem que vivia prisioneiro dos demônios havia anos. Após o libertarem, os moradores o mandaram se retirar do meio deles; na verdade preferiram o pecado, o erro e a prisão. Assim, o Senhor, após enviar o homem agora liberto para testemunhar e pregar o Evangelho na região, retorna e se depara com uma multidão que o aguardava. Aonde Jesus ia sempre havia uma multidão o acompanhando, e isso por vários motivos: uns em busca de um milagre, outros querendo ouvi-lo, aprender mais, e ainda havia os que queriam descobrir uma maneira de acusá-lo. Infelizmente, a maioria que o estava seguindo não o amava, prova tal que, quando o prenderam, todos fugiram, e Ele ficou só. Assim também vemos templos, igrejas lotadas, mas, a bem da verdade, somente a minoria que está ali ama o Senhor e o busca com o coração sincero, porque muitos…

RECEBENDO A REVELAÇÃO

"Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte." (Mateus 17:1)
 Jesus tinha estado na Cesáreia de Filipe, onde, conversando, interrogando os seus discípulos sobre o que o povo dizia a seu respeito, Pedro tinha dito, confessado pelo Espírito, que Ele era o Cristo, o Filho de Deus. Logo após, o mesmo Pedro, usado pelo nosso adversário, tinha tentado consolá-lo ou atrapalhar os planos de Deus, e Jesus tinha-o repreendido. Mas agora chama Pedro e mais outros dois discípulos, Tiago e João, e os conduz a um monte mais distante, para apresentar, revelar algo fantástico. Pedro, por ser um dos discípulos mais dedicados, por ser um dos que mais amavam e obedeciam ao Senhor, também foi o mais perseguido e acusado. Dos que andaram com Jesus, a não ser Judas Iscariotes, o traidor, Pedro foi o que mais foi tentado e usado por satanás para tentar atrapalhar os planos de Deus. Mas o Senhor já tinha explicado, quando…

PERCORRENDO AS CIDADES

"E percorria as cidades e as aldeias, ensinando, e caminhando para Jerusalém." (Lucas 13:22)
 Jesus, durante o tempo do seu ministério terreno, que foi de aproximadamente três anos, dedicou-se inteiramente ao ensino da Palavra. Ao contrário do que muitos pensam, Ele não veio ou se dedicou a operar milagres, o que Ele mais fez foi ensinar. Ele percorreu Israel várias vezes pregando, ensinando, mostrando que o Reino havia chegado, trabalhou, evangelizou, pregou durante três anos diretos. Foi incansável no ensino do Evangelho, e, claro que, quando os enfermos, os doentes, se aproximavam, Ele os curava e os libertava de males e de demônios. Mas os milagres eram exatamente para pregar o Evangelho, para mostrar o Poder de Deus. Muitos acham que Cristo veio com a única função de curar, abençoar, mas, na verdade, a missão de Jesus foi de nos libertar dos pecados. Jesus pregava, apresentava o Reino, mostrava o Caminho, chamava ao arrependimento, à conversão e condenava o pecado. Jesus…

PREPARANDO O CAMINHO

"E depois disto designou o Senhor ainda outros setenta, e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir." (Lucas 10;1)
 Jesus separou setenta dos seus discípulos e mandou-os adiante de onde Ele pretendia passar; enviou-os para preparar o seu caminho. Assim como João Batista veio para preparar o caminho para Jesus e cumpriu com louvor essa missão, Jesus envia agora seus discípulos. Esse ensino é muito abrangente, porque, além de eles terem ido cumprir a ordem do Senhor, serve também para nos mostrar que o Senhor continua enviando os seus discípulos para preparar o caminho por onde Ele quer passar. A função dos seus discípulos era e é levar o Nome do Senhor, porque muitos não o conhecem, e não ouvem falar Dele de verdade, uma vez que muitas seitas disseminam somente mentiras e heresias. Jesus envia os discípulos para preparar as pessoas para, quando Ele chegar, estarem prontas para aceitá-lo ou rejeitá-lo, mas sabendo o que e…

INDO A FESTA

"Depois disto havia uma festa entre os judeus, e Jesus subiu a Jerusalém." (João 5:1)
 Jesus tinha passado mais uma vez por Cana da Galileia, onde tinha iniciado seu ministério, porque foi onde Ele operou o primeiro milagre, que foi o de transformar água em vinho em uma festa. Desta vez Ele tinha curado um filho de um oficial que estava à beira da morte. Ele simplesmente mandou que o oficial retornasse para casa que o seu filho já estava curado, e assim foi. Agora Ele resolveu subir a Jerusalém porque estava acontecendo uma festa judaica - não sabemos exatamente qual era, mas entendemos que era uma das três festas de peregrinação de que todos os homens judeus deviam participar: a Páscoa, o Pentecostes ou Tabernáculos. Jesus não era uma pessoa antissocial, prova que sabemos que Ele compareceu a várias festas e residências. Como citamos anteriormente, Ele iniciou seu ministério foi uma festa. "Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu …