EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

SEM CONHECIMENTO DE DEUS

"Mas, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são deuses." (Gálatas 4:8)

 Antes de conhecermos o Senhor, antes de nos convertermos a Ele, éramos cegos, tolos, e vivíamos ilusões, muitas delas hereditárias, vivíamos tradições maléficas. Sim, maléficas, porque tudo o que não vem do Senhor é maléfico, é destruidor, é confusão. Quando não conhecíamos o Senhor, apesar de falarmos, citarmos o seu nome e dizermos que era nosso Deus, que o amávamos, com as nossas atitudes mostrávamos o contrário. Vivíamos adorando objetos, sim imagens e ídolos que para nada servem a não ser para atrair demônios, espíritos enganadores e destruidores. Servíamos a tanta coisa, a santos, santas, padroeiros, protetores, supostos anjos da guarda, carregávamos amuletos, vivíamos cheios de superstições, acreditando em espíritos, vendo e ouvindo muita coisa. Éramos servos das trevas, mas o Senhor, na sua infinita bondade, seu Amor, permitiu que o conhecêssemos, que fôssemos a Ele e recebêssemos o conhecimento e, consequentemente, a libertação. Fomos libertos do mal e do engano e vimos que imagens de ídolos nada são, descobrimos que existe somente um Deus e que é abominação, pecado, desobediência contra o Senhor adorar ou se curvar diante de qualquer imagem. Éramos escravos, servos do mal, e vivíamos em confusão e nos sofrimentos, hoje adoramos Deus e somos servos do Criador de tudo. Não existe nenhum poder fora do Senhor, não existe nenhum outro deus, são apenas objetos e demônios, e as imagens são usadas de forma errada e contrária à Palavra de Deus. Por isso tanta destruição, dor, enfermidade e sofrimento, porque, quando cremos, conhecemos o Senhor, somos livres. Sabemos que Jesus já levou todo o jugo que estava sobre nós que nos fazia sofrer, e nos libertou do pecado e de todas as enfermidades, porque pelas feridas Dele fomos curados. Já fomos curados, já recebemos e, se ainda ela teima em permanecer, é porque também teimamos em desobedecer ao Senhor. E nenhum santo, entidade, imagem, amuleto pode libertar, porque somente um cura e liberta, e este é Jesus Cristo, que é Deus. Quando vivemos sem paz, é porque estamos longe do Senhor, uma vez que Jesus deixou a sua paz para os que crerem Nele. Mas a paz de Jesus não é a solução de tudo aquilo que achamos que é um problema em nossas vidas. A paz do Senhor é estarmos vivendo em uma batalha, luta, e estarmos em paz porque sabemos para onde vamos, e temos a certeza da nossa vitória.
 "Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir?" (Gálatas 4:9). Agora que viemos à presença do Senhor, aprendemos que Nele há liberdade, há vitória, Nele há Vida, pois Ele é a própria vida. Conhecendo tudo isso, não podemos jamais voltar aos rudimentos do mundo, trazer uma religiosidade, uma prática que nada tem com o Senhor. Caso contrário, estamos voltando à imundície, à sujeira, a uma religião de engano e mentira. Não podemos falar do Evangelho e de objetos de adoração, de amuletos ou de qualquer outra coisa, porque a nossa fé está é no Senhor. Não podemos ficar confiando em amuletos, ou concordar com essas práticas que são contrárias à Palavra de Deus. Não são palitos, fitas, lenços, rosas, sal ou outra coisa qualquer que devem ser usados pelo Senhor, mas a sua Palavra. Não podemos escolher dia para libertação, adoração e outros, e sim saber que o Senhor é tudo em todos. Não é praticar a Palavra de Deus, ficarmos buscando garrafinhas de água, lencinho ou qualquer outra coisa em templos para usarmos na hora da oração, ou para fazermos pedidos. Quando fazemos essas práticas dentro do templo ou fora dele, quando, mesmo usando o nome do Senhor, começamos a respeitar objetos, dias, coisas, estamos nos afastando do Pai, porque tudo é somente criação Dele para utilizarmos, não para adorar, e a nossa dependência tem que ser exclusiva Dele. "Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco." (Gálatas 4:10-11). Se começarmos a ter essas práticas, simplesmente estamos voltando à religião do engano em que vivíamos antes, estamos retornando à adoração errada. Quando começamos a buscar ajuda, força em coisas, objetos, pessoas para nos firmarmos no Senhor, estamos sendo enganados pelo adversário da nossa alma e estamos fazendo o caminho inverso. Quando achamos que a solução de qualquer problema se dá através de campanhas, estamos voltando às religiões, às ladainhas em que vivíamos presos. Largamos o pecado, mas começamos a voltar para ele quando falamos mais no demônio do que no Senhor, falamos mais em enfermidades, em males do que na solução, que é o Senhor. Estamos voltando quando estamos esperando solução através de coisas, objetos, pessoas, esquecendo que o Senhor não precisa de nada para agir nas nossas vidas, porque Ele é o Senhor.
 "Irmãos, rogo-vos que sejais como eu, porque também eu sou como vós; nenhum mal me fizestes."(Gálatas 4:12). O apóstolo Paulo, esse abnegado pregador da Palavra de Deus, tem consciência de que serve somente ao Senhor, e, usado pelo Espírito, pede que os irmãos sejam como ele, que antes foi um religioso e se converteu totalmente a Jesus. Não importa onde andávamos no passado, a quem servíamos, mas, agora que ouvimos a voz do Senhor, o seu chamado, devemos responder com inteireza de coração, com fidelidade, e não tentando trazer práticas erradas e contaminadoras. Temos que ser como Paulo, que antes era Saulo, mas que em Cristo veio a ser uma nova criatura, um verdadeiro servo do Senhor, e não mais de religião ou engano. "E vós sabeis que primeiro vos anunciei o evangelho estando em fraqueza da carne; E não rejeitastes, nem desprezastes isso que era uma tentação na minha carne, antes me recebestes como um anjo de Deus, como Jesus Cristo mesmo." (Gálatas 4:13-14). Paulo, a primeira vez que pregou o Evangelho de Jesus Cristo aos gálatas, estava enfermo, e mesmo doente e impedido de prosseguir viagem ou grandes deslocamentos, usou esse tempo para ensinar a verdade. E a sua pregação, seus ensinamentos foram bem recebidos, e muitos abandonaram as práticas erradas, as imagens, os ídolos, abandonaram as religiões e vieram ao Senhor, converteram-se ao Pai. Mas agora, através de outros pregadores, de pessoas que se infiltraram no meio do povo, com ensinamentos contrários e heréticos, estavam começando a se desviar do Caminho. Começavam a fazer o que muitos fazem em muitos templos denominados evangélicos, como guardar dias para isso e para aquilo, chegando ao ponto de terem até dia especifico para expulsar demônios, além de venderem objetos de adoração. Pessoas recebem objetos, como toalha, garrafa de água, sal, rosa, palitos, como se fossem algo com poder. Pessoas recebem uma aliança de acrílico ou metal como se fosse um sinal visível do Senhor. "Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, arrancaríeis os vossos olhos, e mos daríeis." (Gálatas 4:15).Sabemos do amor e do carinho das pessoas, assim como o apóstolo sabia. E, quando o receberam doente e enfermo, com problemas de visão, eles tudo fizeram por ele, e o principal: aceitaram bem a Palavra da verdade, mas, agora, pregadores mentirosos, aduladores estavam mudando a verdade e trazendo um novo evangelho religioso, assim como muitas igrejas, templos, têm pregadores especialistas em pregar um evangelho permissivo e tolerante com o pecado. Muitas, não poucas pessoas, estão caminhando para a morte por causa desses ensinamentos. "Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?" (Gálatas 4:16). Será que por conhecer a verdade, por receber a verdade dos pregadores legítimos estão se fazendo nossos inimigos? Será que, por nos confrontar, apontar nossos erros e pecados estão se colocando como nosso inimigo, ou é o contrário?"Eles têm zelo por vós, não como convém; mas querem excluir-vos, para que vós tenhais zelo por eles. É bom ser zeloso, mas sempre do bem, e não somente quando estou presente convosco. Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós; Eu bem quisera agora estar presente convosco, e mudar a minha voz; porque estou perplexo a vosso respeito." (Gálatas 4:17-20).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sábado, 29 de agosto de 2015

UMA GRANDE MULTIDÃO

"Ora, ia com Ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe: Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:25-26)

Jesus estava andando e pregando o seu Evangelho quando observou que havia uma multidão o acompanhando, e por conhecer o sentimento, a natureza humana, Ele aproveita para dar um grande ensinamento. Fala que aqueles que não largarem as pessoas que lhes são importantes, que não largarem a própria vida, não terão nada. Para ter as pessoas, para se ter vida, é necessário largá-las, deixá-las. Vemos templos denominacionais, igrejas, lotados de pessoas, mas não de discípulos de Jesus; pessoas que estão ali por causa da sua vida ou por causa de parentes, bens materiais, realizações, por causa de tudo. As pessoas estão buscando o Senhor não por Ele ser o Senhor, ser Deus, mas por causa de bênçãos, por causa do que Ele pode fazer, do que Ele pode dar. Estão buscando, mas não com inteireza de coração, uma vez que a prioridade são os parentes, ou a si mesmo, e não o Senhor, e por tal motivo nunca alcançam o objetivo, a bênção. As pessoas falam que amam o Senhor, mas na verdade nunca o amaram, prova disto é que vemos pessoas deixarem de frequentar um templo, uma igreja, para agradarem aos filhos, ao marido, à esposa, aos pais. Pessoas dizem amar Deus, mas não têm tempo de irem ao templo, ou de meditarem na Palavra de Deus, de orarem, porque alegam cansaço. Mas elas têm tempo para fazerem visitas a parentes, recebê-los, agradar-lhes, passearem, e tudo o mais. Pessoas dizem que o Senhor quer que sejam felizes e façam os outros felizes, portanto, entre dar a atenção à Palavra de Deus e atender a seus sentimentos, o último vence. Pessoas colocam filhos acima de tudo, inclusive de Deus, pois as suas vontades e desejos predominam, e o Senhor é somente alguém que tem que cuidar e proteger dos seus. Muitos vão à busca do Senhor somente pedindo pela saúde, prosperidade, por vida sentimental, por vários motivos, mas nunca por realmente amá-lo. Amar o Senhor é querer segui-lo em toda parte, é simplesmente se submeter a Ele, não porque Ele pode nos dar algo, mas porque Ele é Deus. Quando se ama o Senhor, quando o buscamos em primeiro lugar, quando a prioridade é Ele, então do resto Ele mesmo cuida. Buscar primeiro o Reino de Deus, esse é o mandamento Dele.
"E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:27). Jesus era Deus, mas se esvaziou do seu Poder, se aniquilou por amor ao Pai, fez tudo em obediência até a morte, e morte de cruz. Jesus não nasceu em berço de ouro, e sim em um local para animais (manjedoura), e durante toda a sua vida e ministério somente enfrentou perseguições. Jesus viveu como homem e sofreu todo tipo de lutas, e foi experimentado como a sua Palavra diz, mas venceu por amor ao Pai, e em obediência a Ele tudo fez. A prioridade de Jesus não éramos nós, não era ninguém, mas o Pai, era obedecer-lhe, e por isso foi vitorioso. Ele deseja que o imitemos, e, se somos seus discípulos, temos que agir como Ele. Jesus não dava prioridade ou atenção especial a Maria ou a algum dos seus meio-irmãos, tratava todos igualmente. "E foi-lhe dito: Estão lá fora tua mãe e teus irmãos, que querem ver-te. Mas, respondendo ele, disse-lhes: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a executam." (Lucas 8-20-21). Jesus deixou bem claro que a família Dele eram os que lhe obedecem, os seus seguidores, não somente os que vão atrás Dele. Não podemos alegar cansaço, falta de tempo para segui-lo, uma vez que Ele tem que ser a nossa prioridade. Podemos não ter tempo para trabalhar, para cuidar de qualquer outra coisa, mas sempre devemos ter tempo para o Senhor. Jesus não prometeu riquezas para ninguém, não prometeu prosperidade financeira a ninguém, mas exigiu que, se quiséssemos ser seus discípulos, deveríamos segui-lo. Carregar a cruz é não fugir de lutas, mas enfrentá-las, sabendo que o nosso descanso, tesouro não é aqui. Carregar a própria cruz e não abrir mão de nada por causa do Evangelho, ou seja, viver, praticá-lo com toda intensidade. Não em busca de bênçãos, porque Jesus não veio ao mundo, sofreu e morreu para nos dar bênçãos, e sim a salvação. A promessa dos seus cuidados se cumpre em nossas vidas quando nos submetemos a Ele, e a nossa prioridade sempre tem que ser Jesus. Por isso, tantos casamentos são destruídos, porque o marido ou a esposa coloca o seu cônjuge em primeiro lugar, por isso tantos casamentos destruídos não são restaurados, porque a prioridade é essa, e não buscar o Senhor. Para termos alguma coisa, é necessário abrir mão, pois recebemos tudo é do Céu, para termos vida, temos que abrir mão dela.
 "Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar?" (Lucas 14:28). Jesus não quer que ninguém vá até Ele somente em busca de bênçãos e depois se afaste, não quer que ninguém vá somente buscar. Por isso a necessidade de avaliarmos o que buscamos, o que queremos, porque são muitos os que dizem ter se convertido, mas somente mudaram de religião, pois continuam nas mesmas práticas erradas e servem somente de comentários maldosos por parte de todos. Todos olham e comentam sobre os falsos cristãos, os falsos crentes, os que se dizem do Senhor, mas vivem em pecados e derrotas. Pessoas que vieram a uma igreja somente em busca de receber uma bênção ou várias bênçãos, mas não analisaram, não pensaram realmente em se curvar diante do Senhor, porque são carnais. "Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele, Dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar." (Lucas 14:29-30). São tolos todos os que pensam que conseguem enganar o Senhor com palavras fingidas. Tolos diante do Senhor e do mundo os que falam o nome do Senhor, mas vivem nas práticas e no amor do mundo. Não se pode fazer compromisso com o Senhor, em servi-lo, e depois por qualquer motivo se afastar Dele. Por isto, esses que se dizem desviados nunca o conheceram, nunca o seguiram, somente vieram a Ele um dia em prol de bênçãos. Quem o conhece e o ama, quem é discípulo jamais abandona o Mestre, pois sabe que não tem para onde ir. "Ou qual é o rei que, indo à guerra a pelejar contra outro rei, não se assenta primeiro a tomar conselho sobre se com dez mil pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil? De outra maneira, estando o outro ainda longe, manda embaixadores, e pede condições de paz." (Lucas 14:31-32). Pessoas que dizem ou um dia disseram que amavam o Senhor, que seriam seus discípulos, mas não abriram mão dos seus prazeres, das riquezas mundanas ou de outras prioridades, querem servir ao Senhor e às coisas do mundo, nunca houve fidelidade em seus corações ao nosso Deus. São os fracassados, são os falsos crentes, os que dão mau exemplo, são os desviados, são os derrotados para toda a eternidade, não avaliaram a caminhada, não sabem e nem nunca souberam o que é ser discípulo de Jesus. Templos, igrejas estão lotados de pessoas que vieram na empolgação, no desespero por uma bênção, um socorro, mas o coração não era reto, não são discípulos de Jesus, porque estão buscando somente bênçãos, e por isso são envergonhados e envergonham."Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. Bom é o sal; mas, se o sal degenerar, com que se há de salgar?" (Lucas 14:33-34). Sem a renúncia de nós mesmos, de bens pessoais não podemos seguir Jesus. O Senhor nos ensinou várias vezes sobre isso, e certa vez falou com um jovem rico que obedecia a todos os mandamentos, mas amava a riqueza, que esse era o seu pecado, o que o impediu de seguir Jesus. Temos que entender que não se pode colocar emendas ou adendos no Evangelho, somente cumpri-lo, obedecer-lhe para sermos discípulos de Jesus. Renunciar a tudo, inclusive a nós mesmos. "Nem presta para a terra, nem para o monturo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça." (Lucas 14-35). 
 Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

A VINDA DO NOSSO SENHOR

"Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com Ele." (2 Tessalonicenses 2:1)

 Temos que orar, clamar, rogar pela vinda do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, para que possamos nos reunir com Ele e irmos para a vida eterna. Claro que nem todos desfrutarão dessa vida, porque não estão vivendo aqui agora Nele, e com certeza também não viverão Nele depois. A nossa reunião com Ele será selada com a sua vinda, mas, para que desfrutemos dessa comunhão com Ele, é necessário que ela já esteja acontecendo agora, porque é necessário vivermos Nele agora, e viver Nele é assumir a sua morte nas nossas vidas. Portanto, sabemos que, enquanto estamos aqui, passamos por inúmeras lutas e batalhas, mas sabemos que teremos o descanso eterno Nele. Por isso oramos e clamamos para que sua vinda seja rápida, mas também somos conscientes de que não acontecerá antes dos sinais descritos na sua Palavra acontecerem. Oremos, porque isso é agradável ao Senhor, e como cristãos legítimos devemos assim proceder, para que possamos estar eternamente com Ele. Mas não podemos ser cristãos que falam por emoção, uma vez que tudo analisamos pela Palavra. Não podemos expressar os nossos desejos como sendo a vontade do Senhor. Clamamos pela vinda do Senhor, sabemos que Ele está voltando, mas devemos analisar os sinais e a sua Palavra. Ela diz que para o Senhor um dia é como mil anos e mil anos como um dia, uma vez que Ele se move na eternidade e não no tempo. Assim sabemos que Ele está voltando, mas também sabemos que faltam algumas coisas acontecerem. "Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto." (2 Tessalonicenses 2:2).Entretanto, não podemos fazer como algumas pessoas e seitas que em várias situações e épocas anunciaram a volta do Senhor, levando pessoas a fazerem loucuras. Não podemos ficar perturbados com isso, devemos entender que a volta do Senhor para nós pode ser a qualquer instante, porque podemos ser chamados a qualquer instante, porque, se morrermos agora, então acaba a oportunidade de nos arrependermos, de pedir perdão, de nos converter, uma vez que depois de mortos nada podemos salvar. Não existe reza, oração, missa ou culto que possa mudar o destino. Na volta do Senhor levantaremos para a morte ou vida, tudo vai depender de como teremos vivido aqui.
 "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição."(2 Tessalonicenses 2:3). Não importa quem quer que seja que esteja falando, não podemos nos permitir ser enganados. Cristo virá, mas antes muita coisa acontecerá. Sabemos que não demorará muito, porque vemos os sinais descritos nos livros em Daniel, em Mateus, nos Evangelhos, e principalmente no Apocalipse, se cumprirem. A apostasia já está cada vez mais presente no meio denominado evangélico, cristão. Ensinam e pregam citando o nome do Senhor, mas falando contra a própria Palavra. O pecado faz parte de várias denominações, congregações que o adotam como maneira de atrair fiéis. Não podemos simplesmente viver de maneira emocional esperando de uma hora para outra a vinda do Senhor. Não que saibamos quando Ele virá, porque ninguém sabe, como Ele mesmo disse que nem Ele (Jesus Cristo) sabia, somente o Pai. Mas deixou claro que aconteceriam vários sinais antes que isto acontecesse. Assim, clamemos e aguardemos a sua volta, mas tendo a consciência de que ainda faltam alguns sinais se cumprirem. Também não esqueçamos que Ele pode voltar para cada um de forma individual a qualquer momento, digo isto através da nossa morte, da morte carnal, em que não mais existe oportunidade de arrependimento. "O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus." (2 Tessalonicenses 2:4). Veremos ainda a ação do homem, do pecado, o filho da perdição, ainda veremos o domínio do mal. Veremos ainda se levantar o governo do nosso adversário, que dominará, prevalecerá sobre todo o mundo criando leis favoráveis e trazendo uma paz fingida. Assumirá o comando da terra, uma vez que será dominante em todos os países, em toda a parte, e trará uma falsa paz. Será apoiado por muitos, e, por trazer prosperidade material e paz aparente, se levantará contra o próprio Deus, dizendo que a solução de tudo vem dele, e muitos, ou a maioria, o apoiarão. Em busca de prosperidade e alegria aqui as pessoas vão se render a esse governo, e todos os que assim procederem estarão decidindo pela morte.
 "Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco?"(2 Tessalonicenses 2:5). As pessoas buscam prosperidade e bem-estar aqui, e por causa das pregações e ensinos apóstatas muitos acham que o compromisso do Senhor é com isso. Por esse motivo, quando o homem da perdição se levantar e trouxer prosperidade e paz, ou seja, ausência de guerras entre as nações, nas quais existirá um liberalismo criminoso, as pessoas se alegrarão. E esse governo fará com que muitos o amem e adorem, e ele falará contra o Senhor, e muitos o seguirão. Todas essas coisas estão reveladas nas Escrituras, na Palavra pelo próprio Senhor há mais de dois mil anos, e por isso devemos ficar atentos e sermos fiéis até a morte. "E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado." (2 Tessalonicenses 2:6). Deus tem detido o mal, afastado o homem da perdição, do pecado até o momento certo. Como Jesus disse, quando os frutos estiverem maduros, então o Senhor enviará os ceifeiros para recolher os frutos bons e maus, os bons para a vida e os maus para a perdição eterna. O Senhor tem segurado o filho da apostasia, mas no momento certo o liberará para dominar e fazer o que bem quiser e o que os rebeldes desejam. E então Jesus virá, o julgamento virá, e será dia de dor, não de alegria, como muitos fazem crer. Insisto que devemos observar a Palavra de Deus, meditar, pois é nela que estão todas as respostas. Não se prendam a uma pregação ou ensino emotivo, procurem discernir tudo de forma espiritual."Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora o retém até que do meio seja tirado; E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda." (2 Tessalonicenses 2:7-8). O ministério da injustiça opera criando situações favoráveis à aparição do homem, do pecado, as apostasias, ensinos e heresias ensinadas e praticadas por muitos, as leis criadas, promulgadas contra as leis de Deus. Essas coisas são a preparação da vinda do representante do inferno, pois muitos o seguirão e se tornarão habitantes do inferno por toda a eternidade junto com ele. Mas Jesus voltará, e então os bons frutos, os que perseveraram serão colhidos pelo Senhor para a vida eterna. Mas o homem da perdição e todos os seus seguidores serão desfeitos pelo sopro do Senhor. "A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem." (2 Tessalonicenses 2:9-10). Esse que virá e dominará é um representante do inferno, e como terá todo o poder do inferno operará sinais e prodígios, e fará muitos acreditarem nele. Isso porque não observaram a Palavra de Deus. Jesus disse que a árvore se conhece pelos frutos. Esse virá e enganará muitos, porque o Senhor liberará o espírito da mentira para agir na vida dos que gostam da mentira, do engano, dos que estão comprometidos com o mundo. Os que gostam da injustiça, os que não respeitam a Palavra de Deus receberão incentivo para continuarem assim, para que sejam destruídos. "E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniquidade." (2 Tessalonicenses 2:11-12). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

O QUE O ESPÍRITO DIZ

"Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz, não endureçais os vossos corações, Como na provocação, no dia da tentação no deserto." (Hebreus 3:7-8)

 Temos que entender o que Deus nos fala neste texto através do seu Espírito. Exorta-nos, aconselha-nos a não agirmos como os hebreus, que foram libertos por Ele da escravidão no Egito. Aquele povo que Deus tirou do Egito, das mãos de Faraó, operando sinais e prodígio, não entrou na terra prometida por causa da desobediência. Exatamente por incredulidade e desobediências é que quase todos morreram no deserto depois de penarem durante quarenta anos dando voltas. Sim, somente dois entraram, que foram Calébe e Josué, e nem mesmo Moisés entrou, viu somente de longe a bênção prometida. O Espírito Santo nos avisa para não sermos incrédulos, para não duvidarmos das promessas do Senhor, porque tudo o que Ele prometeu pela sua Palavra se cumprirá de uma maneira ou de outra. Entretanto, podemos não receber, podemos morrer no deserto, como a maioria dos hebreus morreu, ou sermos como Moisés, que somente viu de longe, sem nada receber. A desobediência, a rebelião contra a Palavra de Deus é incredulidade, quem crê não desobedece, porque sabe as consequências. O endurecimento de coração é o que gera morte, porque, quando olhamos com os nossos olhos carnais, agimos carnalmente, nos afastamos do Senhor e das suas promessas, e morremos. Por tal motivo, muitos enfermos não são curados, casamentos não são restaurados, porque as pessoas não creem na Palavra de Deus. A Palavra diz que Jesus já levou todas as nossas enfermidades, e pelas suas pisaduras somos curados. Também diz que o que Deus uniu o homem não consegue separar. Mas a dúvida, a ansiedade, o medo, as circunstâncias, as reclamações fazem com que as pessoas não vejam as promessas de Deus se cumprirem em suas vidas. Tantos morrem no deserto, sendo que deveriam fazer parte da geração abençoada, da geração que recebe as promessas do Senhor. Não importa o tamanho do deserto, não importa a dificuldade, não importa o que falam ou o que vemos. O que importa é a Palavra de Deus, e o que Ele fala acontece, o que promete se cumpre. Por isso não podemos ser como aqueles hebreus que morreram no deserto, sejamos como Calébe e Josué, que enfrentaram os mesmos problemas, mas tiveram fé e venceram.
 "Onde vossos pais me tentaram, me provaram, E viram por quarenta anos as minhas obras."(Hebreus 3:9). Os hebreus eram escravos no Egito, eram prisioneiros de Faraó, mas Deus levantou Moisés e Arão para os libertar. E com sinais maravilhosos os libertou, os protegeu, abriu o Mar Vermelho. Ele era a nuvem durante o dia para dar sombra, uma vez que o calor era escaldante; também os guiava, dava-lhes direção, mostrava-lhes o Caminho. A noite era o fogo para iluminar o acampamento e para aquecer, uma vez que o frio era terrível. Enviava alimento direto do céu, e por todos os anos recebiam o Maná diariamente, e jamais passaram fome, quando pediram carne, o Senhor enviava codornizes. As suas vestes nunca estragaram ou apodreceram durante esses longos quarenta anos, as suas sandálias, os calçados não acabaram. A água saía da Rocha, da Pedra e em tudo havia o cuidado do Senhor. Durante esse tempo ninguém ficou resfriado ou teve qualquer enfermidade, somente sofreram quando o Senhor enviou o castigo pelas desobediências. Mas esses que recebiam esse cuidado tão especial do Senhor se rebelaram e fizeram um objeto de adoração, fizeram um bezerro de ouro para adorar, em lugar do seu protetor. "Por isso me indignei contra esta geração, E disse: Estes sempre erram em seu coração, E não conheceram os meus caminhos." (Hebreus 3: 10). Reclamaram de tudo, falaram contra o Senhor, duvidaram e não creram na Palavra do Senhor, e por isso receberam o devido castigo, por não aceitar viverem em santidade, de acordo com os mandamentos do Senhor, de acordo com o que Ele tinha ordenado, e esse povo tinha prometido que cumpriria, que obedeceria. O Senhor teve que puni-los, e por várias vezes os castigou, e, mesmo vendo o castigo dos desobedientes, eles teimavam em desobedecer, em não acreditar, em reclamar, e por isso pagaram um preço muito alto. "Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu repouso." (Hebreus 3:11). Por tal motivo Deus, pela sua Palavra, prometeu que, diante da insistência em desobedecer-lhe, esse povo não entraria na terra prometida, mas a sua Palavra se cumpriria, e os seus filhos é que receberiam o cumprimento da promessa. Muitos estão morrendo sem receber as bênçãos do Senhor, sem ver as promessas se cumprirem em suas vidas, por causa da incredulidade. Muitos não prosperam, não restauram seus casamentos, não recebem a cura, não saem da miséria, das perturbações, não são libertos, porque somente reclamam e não creem na Palavra, nas promessas do Senhor.
 "Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo." (Hebreus 3:11). Por isso devemos sempre nos examinar e ver se não estamos sendo incrédulos, se não estamos reclamando, porque toda reclamação é contra o Senhor. Temos que entender que tudo o que acontece é vontade ou permissão Dele, e tudo tem um motivo, o porquê de acontecer. E, ao reclamar, estamos falando Dele e reclamando da sua ação, da sua decisão. Sejamos fiéis a Ele, temos que crer em sua Palavra, pois é a única verdade, e todas as promessas que encontramos acontecerão se estivermos de acordo com Ele. Não importa o tamanho do nosso deserto, as dificuldades que estejamos enfrentando, se a Palavra de Deus diz que teremos vitória, então devemos perseverar sem olhar para lado algum, e principalmente sem reclamar. "Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado; Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim." (Hebreus 3:13-14). Não podemos endurecer os nossos corações em relação à Palavra de Deus, porque essa ação é pecado, é rebelião e desobediência contra Ele, e podemos receber a sua ira, a Palavra de morte. Por mais difícil ou impossível que seja aos nossos olhos, se pela Palavra existe a promessa, devemos crer, pois acontecerá. Temos Jesus, se cremos Nele e nos seus preceitos, sabemos que já somos vitoriosos, mesmo que não estejamos vendo ainda a vitória. Mesmo que estejamos em pleno sofrimento, se somos de Cristo, se conhecemos a sua Palavra, se somos fiéis, perseveramos e entramos na terra prometida. "Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações, como na provocação."(Hebreus 3:15). Assim, sabemos que essa Palavra é para nós, sabemos que o Espírito Santo está nos falando, e tomamos posse e praticamos a sua Palavra. Sabemos que podemos estar em luta, em deserto, mas venceremos, não seremos imitadores daqueles hebreus que padeceram no deserto. Vamos ouvir a voz do Senhor, não vamos endurecer os nossos corações, porque o endurecimento traz a morte."Porque, havendo-a alguns ouvido, o provocaram; mas não todos os que saíram do Egito por meio de Moisés."(Hebreus 3:16). Os hebreus endureceram os seus corações, isto é, não todos, porque Josué e Calébe perseveraram e desfrutaram da herança do Senhor. Estavam no erro, no Egito, éramos escravos, agora podemos estar no deserto, mas estamos caminhando em direção à promessa. "Mas com quem se indignou por quarenta anos? Não foi porventura com os que pecaram, cujos corpos caíram no deserto?"(Hebreus 3:17).Vamos nos submeter ao Senhor, aceitar o seu cuidado, e, mesmo que estejamos em provações, não reclamemos, porque Ele tem cuidado de nós. Não desperte a ira do Senhor, porque por ela morreremos. "E a quem jurou que não entrariam no seu repouso, senão aos que foram desobedientes? E vemos que não puderam entrar por causa da sua incredulidade." (Hebreus 3:18-19). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

MINHA LOUCURA

"Quisera eu me suportásseis um pouco na minha loucura! Suportai-me, porém, ainda." (2 Coríntios 11:1)

 São muitos os que nos acusam de loucos, doidos, alienados e outros adjetivos, por defendermos com afinco a Palavra de Deus, por não aceitarmos ou concordarmos com heresias muito comuns hoje no meio denominado evangélico, gospel. Acham que somos muito radicais, e realmente somos, porque a Palavra de Deus é imutável, e Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre. Aquilo com que Ele não concordava antes continua não concordando; o que Ele exigia antes continua da mesma maneira, portanto nada podemos alterar. Toda alteração, modificação do homem ao Evangelho nada mais é do que vereda que conduz à morte eterna. Assim, quando insistimos em falar, em ensinar o Evangelho pleno, é por amor a todos. "Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo." (2 Coríntios 11:2). Se somos duros, exigentes no cumprimento da Palavra de Deus, é porque queremos ter a alegria de apresentar ao Senhor cristãos legítimos, verdadeiros, e não religiosos. Queremos que as pessoas se salvem, que venham ter o conhecimento de Deus e do seu Poder. Quando somos exigentes, não permitindo mantê-los nesse meio denominado gospel é porque os amamos. Quando não concordamos e nem permitimos no nosso meio pessoas em segundo casamento e terceiro casamento, é porque o Senhor condena esse ato; quando não aceitamos pessoas que se dizem crentes viverem no nosso meio estando na prática do pecado, é por amor a elas, uma vez que o pecado conduz à morte. Quando exigimos santificação e prática do Evangelho, é porque Ele é a Fonte de Vida, e só por Ele teremos vitória. Quando ensinamos que não basta orar ou qualquer prática religiosa para alcançar bênçãos e salvação, mas que é necessário o rompimento com o pecado, tudo isso fazemos e falamos não por maldade, ao contrário, por amor, uma vez que queremos que todos sejam vitoriosos, que alcancem as promessas do Senhor. Como a própria Palavra diz, se os dois não estiverem de acordo, não andarão juntos. Queremos que se salvem, que tenham vida, que as promessas do Senhor se cumpram na vida de cada um. Mas para isso é necessário que se unam ao Senhor não somente em oração, mas na prática do Evangelho.
 "Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo." (2 Coríntios 11:3). Devemos nos preocupar porque existe muita pregação e também muito ensino herético, mentiroso, e são muitos os que têm sido enganados. Essas pregações de bênçãos desmedidas, o ensino de um deus bonzinho, tolerante, que só quer abençoar tem levado muitos à morte. As pessoas têm a facilidade de aceitar o que lhes apraz mesmo sabendo que é errado. As pessoas aceitam as pregações de negociação com Deus, o sacrifício, as barganhas, e os templos têm se transformado em tudo, menos em um local de verdadeira adoração ao Senhor. A serpente enganou Eva e continua enganando muitos, porque são vários os que simplesmente vão para o Evangelho pensando que é só mudar de religião, porque os pregadores de facilidade assim ensinam. Muitos vão em busca de prosperidade porque essa lhes é oferecida, mas não se preocupam em pesquisar na Bíblia se tem fundamento esse oferecimento. Em Cristo é sempre claro, tranquilo e de paz, Nele não existe medo. "Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofreríeis." (2 Coríntios 11:4). Mas se ultrapassarem o Evangelho de Jesus Cristo, com certeza vão padecer por toda a eternidade. São muitos os evangelhos pregados em templos, igrejas denominacionais, de profecias mentirosas; de revelações de enganos que só servem para trazer confusão; de prosperidade - em que são oferecidas riquezas em troca de barganhas -; de sacrifício das fogueiras santas; de troca; de jejuns vários; de campanhas para tudo, aos montes; de várias unções - que são distribuídas para tudo, e capacitam na hora todos e tudo -; de falar em línguas de maneira desordenada, pular, rolar, cair, cair no espírito, enfim, uma variedade de supostos evangelhos totalmente contrários ao Evangelho de Jesus Cristo. Ainda há o das festas, dos atrativos, da diversão nas igrejas, o do namoro e tudo o mais. Mas todos os que buscam a facilidade, a emoção, um evangelho tolerante, estão caminhando para a morte. Quando se vai somente em busca de bênçãos, quando o objetivo é solucionar um problema, e não amar o Senhor, quando não se está disposto a ser servo, com certeza não se conhece Jesus, e por Ele não é conhecido.
 "Porque penso que em nada fui inferior aos mais excelentes apóstolos. E, se sou rude na palavra, não o sou contudo na ciência; mas já em todas as coisas nos temos feito conhecer totalmente entre vós."(2 Coríntios 11:5-6). Não somos teólogos, nem doutores, mas falamos a Palavra de Deus, e não somos inferiores a nenhum pregador, porque quem nos capacita é o Senhor. É claro que não usamos floreios, palavras bonitas e macias para enganar, ao contrário, assim como aprendemos de Jesus, falamos. Apontamos os erros e chamamos os hipócritas, os hereges pelo nome, e não com mentiras falando de um amor mentiroso. Condenamos os pecados, os adultérios e não negociamos em nome da fé de ninguém. Não usamos de sofisticação no falar ou agir, expomos de maneira clara o Evangelho de Jesus Cristo, mostramos o Caminho da Vida. Falamos a linguagem do povo, somos transparentes, e não nos escondemos em pregações emotivas, nem utilizamos versículos aleatórios com o objetivo de criar entendimentos favoráveis. Não sabemos e não queremos agir de maneira diferente, mas os que nos conhecem e praticam a Palavra de Deus têm visto o seu Poder. "Pequei, porventura, humilhando-me a mim mesmo, para que vós fôsseis exaltados, porque de graça vos anunciei o Evangelho de Deus?" (2 Coríntios 11:7). Não utilizamos a prática de ficar pedindo ofertas, criando campanhas para apresentar um envelope, e assim arrecadar fundos. Não criamos situações ou eventos para conseguir fundos, e nem negociamos, comercializamos nada, porque sabemos que ofertas têm que ser espontâneas, voluntárias como está na Palavra de Deus. O liberalismo vem das pessoas que são tocadas pelo Espírito Santo, e não precisam de nenhum pedido humano para que assim procedam. Somos pequenos e pobres, mas ricos com o Senhor, e essa riqueza ninguém pode nos tirar; desejamos que todos venham à Fonte de Água Viva. Não pregamos, falamos do Evangelho com o objetivo de ganhar dinheiro como muitos fazem; falamos e ensinamos porque é nossa obrigação, é mandamento do Senhor, e ai de nós se não o fizermos."Outras igrejas despojei eu para vos servir, recebendo delas salário; e quando estava presente convosco, e tinha necessidade, a ninguém fui pesado."(2 Coríntios 11:8).Procuramos alcançar o maior número possível de pessoas em redor do mundo todo, mas sem pedir nada como oferta a quem quer que seja, pois quem mantém os ministérios é Deus, e Ele envia os recursos de acordo com as necessidades. Assim, o nosso objetivo é conduzir pessoas à salvação, somos duros, rígidos, mas por amor, porque o tempo urge e Jesus está voltando. "Porque os irmãos que vieram da macedônia supriram a minha necessidade; e em tudo me guardei de vos ser pesado, e ainda me guardarei. Como a verdade de Cristo está em mim, esta glória não me será impedida nas regiões da Acaia. Por quê? Porque não vos amo? Deus o sabe. Mas o que eu faço o farei, para cortar ocasião aos que buscam ocasião, a fim de que, naquilo em que se gloriam, sejam achados assim como nós. Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras." (2 Coríntios 11:9-15).
 Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 25 de agosto de 2015

INSPIRAÇÃO DIVINA

"Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra." (2 Timóteo 3:16-17)

 A Bíblia, a Escritura Sagrada, a Palavra de Deus foi escrita por homens guiados pelo Espírito Santo. Pessoas que viveram há centenas de anos diferentes uns dos outros, mas os seus escritos se completavam e completam. Portanto, tudo o que está escrito na Bíblia é a vontade de Deus, digo a Bíblia original e suas traduções corretas, porque existem muitas religiões e seitas que a adulteram. Sim, adulteram, uma vez que acrescentaram ou suprimiram algo em benefício dos seus pensamentos e entendimento. A Bíblia foi escrita por homens, mas todos foram guiados por Deus e escreveram exatamente por ordem do Senhor, para que tomássemos conhecimento da sua vontade e dos testemunhos. Assim, ela é capaz de nos ensinar, mostrar o Caminho que devemos percorrer; ela é a fonte de vida, uma vez que ela é a vontade do Senhor que nos deu a vida. Quando falamos que somos homens e mulheres de Deus, só podemos falar se estivermos vivendo segundo os preceitos bíblicos, e esses preceitos só encontramos na Bíblia, nas Escrituras. Assim, quem não pratica, não vive o que as Escrituras determinam não pode falar jamais que é uma pessoa de Deus, e, se estiver falando, está mentindo. As Escrituras mostram Jesus, o Verbo, e atualmente o único lugar em que o vemos é nas Escrituras, porque Ele é a Palavra. Quando ouvimos e colocamos em prática a Palavra, estamos ouvindo e fazendo o que Cristo manda. A Bíblia é tão perfeita que sabemos quem foi o escritor que foi usado por Deus para escrever cada livro, bem como local e data. Não existe cristianismo sem as Escrituras, e em toda ela, inclusive no Antigo Testamento, na história de Israel, há testemunhos do Senhor. Ela mostra o tempo da lei e do poder de Deus, em que tudo se encaminhava para a rocha, que é Jesus. Sabemos de toda história da humanidade, da Criação, da rebeldia e das desobediências, e da correção do Senhor. Os profetas profetizaram a vinda do Senhor, que aconteceria centenas de anos depois, porque mostrava o cumprimento da lei. A lei se cumpriu em Jesus, e hoje vivemos na Graça, vivemos o Novo Testamento.
 "Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu Reino." (2 Timóteo 4:1). Portanto, devemos nos portar com seriedade diante da Palavra do Senhor, porque ela representa o próprio Cristo, que julgará a todos nós. No dia do Juízo, como as Escrituras nos mostram, seremos todos apresentados a Ele, uns para a Vida e outros para a morte eterna. No dia da sua vinda, dia do Juízo, todos serão chamados, os que morreram primeiro e, logo em seguida, os que ainda estiverem vivos, e todos, sem exceção, receberão a sentença. Portanto, diante do Senhor, sejamos autênticos e verdadeiros, preguemos o seu Evangelho, falemos das verdades bíblicas, e não podemos criar histórias, facilidades ou dificuldades, pois estaremos pecando. "Que pregues a Palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina." (2 Timóteo 4:2). Pregar a Palavra é obrigação de todos e não somente de pastores ou de pregadores profissionais, mas de todos os que se dizem cristãos. Pregar a Palavra é mostrar o amor de Deus, é ensinar a verdade contida nas escrituras, principalmente no Evangelho de Jesus Cristo. Em todo o tempo e lugar devemos falar da Palavra de Deus, independentemente de agradar as pessoas ou não, porque o que importa é agradar a Deus. Temos que repreender, exortar, e não só consolar; temos que chamar ao arrependimento quem está no erro, na cegueira espiritual. Não podemos ser mentirosos e ficar falando de um amorzinho, de um deus bonzinho que perdoa tudo e sempre, e que não se importa com o pecado. Devemos mostrar um Deus verdadeiro que é santo e cobra santidade, e não tolera o pecado, corrige os que ama. Temos que mostrar o verdadeiro poder e caráter de Deus, que é santo para todo o sempre. O Senhor não nos atende e nem nos aceita somente por palavras mentirosas ou bajuladoras, mas através do nosso comportamento verdadeiro e convertido a Ele. O Senhor não aceita ou permite que se mude a sua Palavra para agradar alguém, nem mesmo para conduzir pessoas a templos ou praticar outra ação. Somos como eletrodomésticos, saímos da fábrica com o manual de instrução e, se os usarmos corretamente, teremos vida longa. O nosso manual é a Bíblia, a Palavra, que nos garante vitória, paz e vida para sempre eterna.
 "Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas." (2 Timóteo 4:3-4). Nesse tempo que já chegou muitos não suportam a Verdade Bíblica, não suportam a Palavra verdadeira, preferem palavras agradáveis aos ouvidos, palavras bajuladoras e concordantes com a rebeldia aos preceitos do Senhor. Criaram pregadores que são mestres em fazer ofertas e oferecimento em nome do Senhor, o que não é bíblico, não está nas Escrituras. Muitos não suportam ouvir, não aceitam que o Senhor cobra, exige obediência aos seus preceitos e mandamentos, que o Senhor não tolera o pecado. Muitos não aceitam que tudo o que acontece no mundo é por vontade e permissão do Senhor, e o mal acontece em nossas vidas por permissão Dele, em virtude das nossas desobediências. Preferem pregadores que só falam em bênçãos e nunca cobram santidade e conversão. Assim, criaram uma nova religião, que é a evangélica, com a qual muitos se identificam, mas não vivem e nem praticam os preceitos do Senhor. Usam o nome do Senhor somente para enganar e se enganar, e vivem em mentiras, ensinando mentiras, adulterando a Palavra, são apóstatas, criadores de heresias. "Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério." (2 Timóteo 4:5). Mas nós devemos ser vigilantes, ser verdadeiros e legítimos filhos de Deus, discípulos de Jesus, e pregar, viver o Evangelho, não nos desviar jamais das Escrituras, pois nelas que está a vida. Sabemos que, para vivermos a Palavra de Deus, a sã doutrina, passamos por lutas e sofrimentos, mas não desistimos. Somos acusados em toda parte, perseguidos, mas não negociamos a nossa fé, não barganhamos o Evangelho. As lutas, as dificuldades, as perseguições são inerentes ao Evangelho, porque o Senhor não nos prometeu o Paraíso aqui, ao contrário, nos disse que aqui teríamos lutas e aflições, mas que, se perseverássemos, venceríamos e receberíamos a coroa da vida, assim como o apóstolo Paulo sabia e a recebeu. "Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé." (2 Timóteo 4:6-7). Paulo sabia que o seu tempo aqui já estava no fim, mas estava feliz, porque tinha consciência de que tinha vivido pela fé. Sabia que tinha praticado a Palavra de Deus, tinha pregado e continua pregando até hoje através dos seus escritos. Tinha combatido o bom combate, o combate da fé, não uma luta para conseguir bens materiais, mas para conduzir pessoas ao Senhor, para divulgar o verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo. Que sejamos como Ele, que na hora da nossa partida tenhamos a certeza da nossa vitória, da nossa união plena e eterna com o Senhor. O Dia do Juízo é certo, Jesus está voltando, por isso nos santifiquemos, porque está muito próximo. "Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda." (2 Timóteo 4:8). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

PERGUNTAR AO SENHOR

"A palavra que veio a Jeremias da parte do SENHOR, quando o rei Zedequias lhe enviou a Pasur, filho de Malquias, e a Sofonias, filho de Maaséia, o sacerdote, dizendo: Pergunta agora por nós ao SENHOR, por que Nabucodonosor, rei de babilônia, guerreia contra nós; bem pode ser que o SENHOR trate conosco segundo todas as suas maravilhas, e o faça retirar-se de nós." (Jeremias 21:1-2)

            O povo de Israel, o povo separado para o Senhor, o povo de Deus, eles o tinham abandonado, pois incorreramem todos os erros e pecados, tinham desobedecido ao Senhor, apesar de inúmeras vezes o Senhor nosso Deus ter-lhes enviado profetas alertando-os. Como não ouviram o Senhor, levantou um inimigo para os punir; mas mesmo com os erros o rei mandou perguntar ao profeta Jeremias se o Senhor iria tirar os inimigos, se iria libertá-los, ou seja,  não obedeciam, mas queriam socorro. Assim são as pessoas agora: mesmo sabendo a verdade, sabendo que devem evitar os erros, os pecados e viver em obediência aos preceitos do Senhor para desfrutar da sua proteção e cuidado, preferem ignorá-lo e viver segundo os seus conhecimentos humanos, mas na hora em que o mal chega, na hora do tormento, procuram Deus, clamam, choram, prometem e esperam que o socorro venha. Só que esse socorro não vem, porque não respeitaram e não respeitam a Palavra de Deus. "Então Jeremias lhes disse: Assim direis a Zedequias: Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Eis que virarei contra vós as armas de guerra, que estão nas vossas mãos, com que vós pelejais contra o rei de babilônia, e contra os caldeus, que vos têm cercado de fora dos muros, e ajuntá-los-ei no meio desta cidade." (Jeremias 21:3-4). Esperavam encontrar uma palavra de conforto, uma promessa de ajuda, mas encontraram uma palavra dura e uma sentença desfavorável. Assim é o povo quando o mal abate, e então vão para igrejas, fazem campanhas, pedem orações, mas a situação não muda, Deus não atende os seus pedidos, porque são desobedientes e rebeldes, e foi o próprio Senhor quem permitiu, mandou que esse mal viesse sobre eles.
            "E eu pelejarei contra vós com mão estendida e com braço forte, e com ira, e com indignação e com grande furor. E ferirei os habitantes desta cidade, assim os homens como os animais; de grande pestilência morrerão." (Jeremias 21:5-6). Não podemos nos deixar enganar, tudo o que acontece no mundo é por vontade ou permissão de Deus, e, quando o mal vem sobre nós, é no mínimo com a permissão Dele, e geralmente por nossa desobediência aos seus preceitos. Gostamos de viver segundo a nossa vontade, queremos viver um evangelho que não é bíblico, queremos um deus bonzinho, que tudo permite e nunca pune, e muitos ensinam isto, ou seja, ensinam a viver uma mentira, porque, a bem da verdade, quem não está com o Senhor está contra Ele. Quando a doença, a miséria, a separação, o adultério, a morte, a perturbação vêm sobre nossa casa, aí queremos que Senhor se lembre de nós, queremos ouvir promessas de libertação e solução, mas elas não acontecem, e só acontecerão quando nos convertermos, mudarmos nosso coração, pois o Senhor conhece e vê o nosso coração. "E depois disto, diz o SENHOR, entregarei Zedequias, rei de Judá, e seus servos, e o povo, e os que desta cidade restarem da pestilência, e da espada, e da fome, na mão de Nabucodonosor, rei de babilônia, e na mão de seus inimigos, e na mão dos que buscam a sua vida; e feri-los-á ao fio da espada; não os poupará, nem se compadecerá, nem terá misericórdia." (Jeremias 21:7). O Senhor se levanta não em nosso favor, mas contra, assim como Ele se levantou, se posicionou contra  os hebreus, o povo escolhido, pois desprezou a sua Palavra. Isso porque só nos lembramos Dele nas horas de dificuldade, de luta, de sofrimento, mas  mesmo assim não queremos abandonar os pecados, por isso tantos estão sendo levados em cativeiros,  estão nos desertos e sofrimentos, e  a morte sempre rondando. "E a este povo dirás: Assim diz o SENHOR: Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte. O que ficar nesta cidade há de morrer à espada, ou de fome, ou de pestilência; mas o que sair, e se render aos caldeus, que vos têm cercado, viverá e terá a sua vida por despojo."(Jeremias 21:8-9). O Senhor, ainda por causa do seu nome,  coloca a opção  de aceitar o sofrimento,   o castigo pela desobediência e desrespeito, ou, caso contrário, a morte; não temos um deus bobo, ou fraco que não tem condições de livrar os seus. Ele é forte, e quem envia ou permite o mal é Ele mesmo, e isso por culpa da desobediência e do desrespeito, e se não mudarmos, se não nos convertermos de verdade, não adianta clamar, pois o Senhor não nos ouvirá.   "Porque pus o meu rosto contra esta cidade para mal, e não para bem, diz o SENHOR; na mão do rei de babilônia se entregará, e ele queimá-la-á a fogo." (Jeremias 21:10). Se chegaram o divórcio, a enfermidade, a miséria, o abandono, creia, não é sem o conhecimento do Senhor, e a única maneira de sair desse cativeiro é nos convertermos por inteiro e esperarmos que no momento certo a libertação chegue. Para o povo de Israel foram 70 anos; para nós só vai acontecer quando realmente existir a conversão, e não  orações de pedidos de socorro somente, não buscar somente bênçãos, pois não as encontraremos, não as receberemos. "E à casa do rei de Judá dirás: Ouvi a palavra do SENHOR: Ó casa de Davi, assim diz o SENHOR: Julgai pela manhã justamente, e livrai o espoliado da mão do opressor; para que não saia o meu furor como fogo, e se acenda, sem que haja quem o apague, por causa da maldade de vossas ações."(Jeremias 21:11-12). Ainda há chance, devemos aceitá-la, submetermo-nos  ao castigo do Senhor e abandonarmos os erros, os pecados, o desrespeito aos preceitos do Senhor, pois  assim esse cativeiro terminará logo, assim poderemos nos salvar. Mas, se nos rebelarmos agora contra Ele,  saibamos que a morte virá. Sejamos inteligentes para compreender que o nosso Deus é o Senhor de tudo, Ele é o Criador e, portanto, somente Ele pode autorizar ou permitir qualquer coisa. Se estivermos agindo como seus filhos, temos a proteção e os cuidados, mas se formos rebeldes, receberemos duro castigo. "Eis que eu sou contra ti, ó moradora do vale, ó rocha da campina, diz o SENHOR; contra vós que dizeis: Quem descerá contra nós? Ou quem entrará nas nossas moradas? Eu vos castigarei segundo o fruto das vossas ações, diz o SENHOR; e acenderei o fogo no seu bosque, que consumirá a tudo o que está em redor dela." (Jeremias 21:13,14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
                                     Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sábado, 22 de agosto de 2015

PECADO VOLUNTARIO

"Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados." (Hebreus 10:26)

 Se depois que nos convertemos ao Senhor, se depois que conhecemos a Verdade, sabendo que não devemos pecar, assim mesmo pecarmos de maneira consciente, estamos pisando no Sangue de Cristo, que foi derramado por nossa causa. Muitos, e não poucos, que conheceram o Senhor, o seu Evangelho, sabem a verdade, mas se corromperam e criaram adendos e maneiras de servir o nosso Deus. Pessoas que antes eram fiéis ao Senhor, que receberam todos os ensinamentos, mas com o passar do tempo também resolveram ultrapassar barreiras e já não praticam o Evangelho pleno, agora vivem e ensinam um outro evangelho, um que é contrário à Bíblia; são pessoas que, mesmo dentro de templos, procuram na Palavra um jeito de justificar os seus maus costumes. Muitos são os que, quando se converteram ao Senhor, abominavam o pecado, mas, agora, o tempo passou, e dentro de templos se corromperam. Antes criticavam o adultério, agora não só o apoiam como o praticam; condenavam a fornicação, mas agora permitem que seus filhos assim procedam. Sabiam que era errada a prática de comércio nos templos, e agora são praticantes do comércio dentro da casa do Senhor. Também não só permitem como apoiam o divórcio e o recasamento. São pessoas que conhecem a verdade, mas vivem de forma deliberada contra ela, São os apóstatas que induzem muitos a erros diante da busca das facilidades. Pessoas que não só permitem como apoiam, ensinam e incentivam o pecado, mesmo sabendo que estão erradas. Pessoas que dizem descansar nas misericórdias do Senhor e vivem na prática do pecado, e continuam citando o nome do Senhor. Essas pessoas podem ter a aparência de religiosos, de simplicidade, mas são bodes e estão fatalmente condenados ao sofrimento eterno. Essas pessoas não mais terão chances de voltar ao Senhor, pois os erros, os pecados cometidos foram deliberados, intencionais; elas tinham conhecimento do castigo, mas mesmo assim praticaram o pecado. Queriam viver uma misericórdia que não é bíblica, a Palavra do Senhor se cumpre por inteiro, tanto para o bem como para o mal. E quando pecamos sabendo que não deveríamos, quando temos o pleno conhecimento da verdade e agimos de maneira contrária, esperando que o Senhor venha mudar e nos perdoar, estamos enganados.
 "Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários." (Hebreus 10:27). Temos que ser sábios, saber que podemos até buscar desfrutar de coisas agradáveis aqui, podemos nos divertir, passar momentos bons, mas, se formos contra a Palavra do Senhor, com certeza pagaremos de forma cara esses momentos. Quando sabemos a verdade, temos conhecimento do Evangelho, sabemos que não podemos errar, mas de maneira conveniente pecamos esperando ser perdoados, esperando que o Senhor ainda nos alcance com as suas misericórdias, estamos simplesmente ignorando o Sacrifício da Cruz, estamos pisando no Sangue do Filho de Deus. Todos sem exceção, ovelhas e pastores que estão pecando tendo conhecimento da verdade irão sofrer o juízo de Deus, receberão o castigo eterno. Não mais terão oportunidade de se arrependerem, porque o erro foi deliberado, consciente. "Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas." (Hebreus 10:28). Na antiga lei de Moisés, quando alguém pecava, desobedecia à lei, era apedrejado até a morte, e muitas vezes junto com toda a família. Se na época da lei não se toleravam o pecado e a desobediência, muito mais agora que o filho de Deus deu a sua vida para eliminar todos os nossos pecados. E uma ação consciente é ir frontalmente contra Ele, portanto não há escapatória. Não existe o perdão interminável, não existe a possibilidade de pecar de maneira consciente e depois ir ao Senhor e ser perdoado, pois assim estaria fazendo-O de tolo. Estaria afirmando que Ele não tem uma palavra firme, e que a mudaria sempre em prol de pessoas. Mas sabemos que a sua Palavra é única e reta. "De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? "(Hebreus 10:29). Não existe perdão, não existe segunda chance para todos os que pecam de maneira consciente, todos os que imaginam que têm um deus bonzinho. Esses que estão nesse engano irão experimentar a severidade de Deus. "Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado." (Romanos 11:22). Não podemos de maneira nenhuma fazer algo que sabemos, de que temos consciência que é contra a vontade de Deus, pois é ação que não tem perdão.
 "Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: o Senhor julgará o seu povo." (Hebreus 10:30). Deus disse que a vingança é Dele, só por isso sabemos que Ele não deixará passar em branco quem pisa em seu Filho. Não falamos de pessoas que, apesar de estarem em templos, igrejas denominacionais, que acham que são crentes, mas não conhecem a verdade. Essas geralmente não a conhecem por falta de verdadeiros mestres, pregadores da Verdade, do Evangelho de Jesus Cristo. Pessoas que estão há anos frequentando templos e ainda não conhecem o Senhor nem os seus preceitos, vivem uma emoção. Essas, por não terem o conhecimento da verdade, ainda têm oportunidade de virem a conhecer o Senhor e serem perdoadas, pois Ele não leva em conta o tempo da nossa ignorância. Mas os que conhecem a vontade de Deus e fazem ao contrário não serão perdoados, serão mortos vivos, mortos espiritualmente. "E sabes a sua vontade e aprovas as coisas excelentes, sendo instruído por lei; E confias que és guia dos cegos, luz dos que estão em trevas, Instruidor dos néscios, mestre de crianças, que tens a forma da ciência e da verdade na lei; Tu, pois, que ensinas a outro, não te ensinas a ti mesmo? Tu, que pregas que não se deve furtar, furtas? Tu, que dizes que não se deve adulterar, adulteras? Tu, que abominas os ídolos, cometes, sacrilégio? Tu, que te glorias na lei, desonras a Deus pela transgressão da lei? Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios por causa de vós."(Romanos 2:18-24). Por mais que citem o Nome do Senhor, que falem em misericórdias, em amor, perdão, esses jamais serão alcançados por essa dádiva, pois agiram de maneira consciente como inimigos do Senhor. Assim, todos os que têm consciência da Verdade todo o tempo devem andar em espírito e combater as paixões mundanas. Lutar contra a vontade da carne, contra desejos de muitas aquisições materiais. Não podemos de jeito nenhum agir confiando na misericórdia do Senhor, porque ela já aconteceu e foi por ela que Deus enviou seu único Filho para sofrer e morrer em nosso lugar. Por isso Ele não permite que ignoremos esse ato. "Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo." (Hebreus 10:31). Todos os que caem nas mãos de Deus não têm a quem recorrer, porque só Ele é o Senhor. Não existe ninguém superior a Ele. Todos os que estão pecando de maneira deliberada já caíram nas mãos de Deus, e são somente mortos vivos, aguardando o momento de irem enfrentar a morte eterna. Assim, sejamos autênticos e vigiemos, pois o nosso adversário quer levar muitos ao erro, sem justificação. "Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições." (Hebreus 10:32). 
 Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.