EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

segunda-feira, 30 de abril de 2018

TESTEMUNHANDO DO EVANGELHO

Paulo, porém, fazendo-lhe o presidente sinal que falasse, respondeu: Porque sei que já vai para muitos anos que desta nação és juiz, com tanto melhor ânimo respondo por mim. (Atos 24:10)

Devemos sempre imitar Jesus e os ensinamentos bíblicos, temos que aprender a falar menos de nós e mais de Cristo, mais de Deus, sabendo que nada somos, ou que tudo o que temos vem Dele. Temos que compreender que tudo o que acontece é por vontade, por permissão Dele, e por vários motivos, sempre com a intenção de nos abençoar. Até mesmo o que julgamos que é mal para nós para o Senhor é bênção, pois podemos estar passando pelo deserto para sermos aperfeiçoados, treinados, capacitados para podermos desfrutar das bênçãos maiores que Ele irá nos conceder. Ou podemos estar sendo corrigidos, castigados por erros, por desobediências que praticamos, e assim reconhecer nossos erros e abandoná-los, para que sejamos santos e assim conseguirmos herdar a vida eterna. Temos um grande exemplo no apóstolo Paulo, que mesmo preso e algemado, quando era interrogado, ou quando tinha oportunidade de falar, de se defender, Ele falava de Jesus, ele testemunhava, falava do Evangelho, e em nenhum momento soubemos dele choramingando, lamentando, reclamando o porquê de Deus permitir tantos males lhe acontecerem, porque, pelo que sabemos, só Jesus foi mais perseguido do que esse apóstolo. Em quase todas as cidades a que chegava era apedrejado, surrado e preso, e sabemos que o seu final foi sua execução em Roma. Mas ele pregou para todas as autoridades e presos com os quais teve contato, fez muitos se converterem, porque a sua defesa sempre era a exposição do Evangelho. "Pois bem podes saber que não há mais de doze dias que subi a Jerusalém a adorar; E não me acharam no templo falando com alguém, nem amotinando o povo nas sinagogas, nem na cidade." (Atos 24:11-12). Paulo, diante de Félix, após os seus acusadores apresentarem acusações infundadas e mentirosas contra ele, e agora tendo a oportunidade de falar, ele simplesmente relata o que aconteceu com ele, relata a sua vida, começa dizendo por que tinha subido a Jerusalém, que foi em obediência à Palavra de Deus. Faz questão de deixar claro que não foi pego fazendo nada errado, nem arrumando confusão, mas simplesmente fazendo o que Jesus tinha determinado, e veremos que, a partir daí, ele vai falar da sua conversão e do seu chamado por Jesus Cristo.

 "Nem tampouco podem provar as coisas de que agora me acusam. Mas confesso-te isto que, conforme aquele caminho que chamam seita, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na lei e nos profetas." (Atos 24:13-14). Mostra que ninguém pode acusá-lo de estar cometendo ou ter cometido nenhum crime, ou erro, a não ser o de ser discípulo seguidor de Jesus Cristo. Deixa bem claro que eles podem acusá-lo somente de ser seguidor de Jesus, pois é o que Ele é, porque também um dia foi um fariseu, assim como eles, mas conheceu Jesus, e desde aquele instante o serve de todo o coração e alma - é o que eles chamam de caminho, seita. Ele tinha conhecimento de que Jesus tinha vindo para cumprir a lei, e cumpriu a lei que eles tinham, da qual os profetas, Moisés e os salmistas falavam e a qual citavam. Temos que aprender com Paulo a sempre falar de Jesus, não nos preocupar em nos defender, ou nos apresentar como pobres coitados, mas apresentar Jesus e mostrar que somos seus seguidores, que procuramos praticar a sua Palavra, que cremos na Bíblia e fazemos tudo para segui-la. Devemos aprender a rejeitar o que o mundo oferece, temos que parar de negar Jesus, porque são muitos os que falam que são do Senhor, mas, na hora do aperto, da perseguição, da necessidade, se bandeiam para o outro lado e fazem acordo com o adversário. São pessoas que têm a preocupação de não sofrer, de não sentir dores, de não passarem necessidade, pessoas que não confiam no suprimento e livramento do Senhor. Temos que aproveitar todas as oportunidades que surgem em nossas vidas para apresentar o Evangelho, apresentar Jesus Cristo; quando nos perseguirem, falemos, exaltemos o Nome do Senhor, que é Santo para sempre Amém. "Tendo esperança em Deus, como estes mesmos também esperam, de que há de haver ressurreição de mortos, assim dos justos como dos injustos. E por isso procuro sempre ter uma consciência sem ofensa, tanto para com Deus como para com os homens." (Atos 24:15:16). São muitos os que supostamente acreditam em Deus, que acreditam no céu e no inferno, mas nada fazem para evitar o inferno, porque não sabem como, e por tal motivo os mais interessados ficam presos a rituais apresentados por templos e igrejas denominacionais que para nada servem. Mas nós temos o dever, a obrigação de conhecer o Evangelho, de praticá-lo, e sempre apresentá-lo a todos e em todos os momentos. Devemos ter a consciência tranquila de saber que estamos fazendo o certo, que estamos fazendo o que Jesus mandou. Mas essa certeza não vem porque alguma pessoa nos fala, e sim o próprio Senhor Jesus, e Ele nos fala pela sua Palavra, pelo Evangelho. "Ora, muitos anos depois, vim trazer à minha nação esmolas e ofertas. Nisto me acharam já santificado no templo, não em ajuntamentos, nem com alvoroços, uns certos judeus da Ásia, Os quais convinha que estivessem presentes perante ti, e me acusassem, se alguma coisa contra mim tivessem. Ou digam estes mesmos, se acharam em mim alguma iniquidade, quando compareci perante o conselho, A não ser estas palavras que, estando entre eles, clamei: Hoje sou julgado por vós acerca da ressurreição dos mortos." (Atos 24:17-21).


Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 27 de abril de 2018

COMO GLORIAR

"Em verdade que não convém gloriar-me; mas passarei às visões e revelações do Senhor." (2 Coríntios 12:1)


          As pessoas têm o terrível hábito de ficarem se gabando, se ensoberbecendo por vários motivos, e nenhum deles é justo diante de Deus, mesmo porque tudo provém Dele. Não importa o que tenhamos, que consigamos, que conquistemos ou desfrutemos, tudo é obra do Senhor, pois Ele é o nosso provedor e sustentador. Muitos se gabam por serem pastores em um grande templo, ou terem uma grande quantidade de ovelhas, terem boas casas, carros, e outras coisas, dizendo ser mais abençoados por Deus do que as outras pessoas. Mas, infelizmente, essas pessoas que assim procedem não conhecem o Senhor e nem a sua Palavra, porque, se assim fosse, teriam um outro comportamento. Sabemos que o amor, o cuidado Dele para conosco não quer dizer que não haverá problemas ou lutas, o seu amor não quer dizer ausência de sofrimentos, ao contrário, é saber que venceremos todos, assim como o seu Filho venceu, se estivermos firmes Nele. "Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu. E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) Foi arrebatado ao Paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar." (2 Coríntios 12:2-4). Paulo fala da sua experiência com Deus, que o levou, conduziu ao Paraíso em vida, algo que nenhum ser humano conseguiu. Também vai falar das consequências, vai falar de sofrimentos, sabendo que tinha sido o Senhor que os tinha imputado a ele. As pessoas querem reinar aqui, querem desfrutar de todas as abundâncias aqui, esquecendo que aqui é território inimigo, que o príncipe deste mundo não é Jesus, e se estivermos recebendo regalias e luxos aqui, não são do Senhor. Jesus, quando veio para este território inimigo, quando veio peregrinar aqui até o momento de voltar ao Pai, Ele não veio para o luxo e o conforto, Ele não estava reinando ou dominando aqui. Ao contrário, estava sendo perseguido, ameaçado, escarnecido, açoitado e depois crucificado. Jesus não nasceu em um palácio, mas em uma manjedoura, não teve patrimônio, passou por todos os sofrimentos, mas foi e é vencedor, pois está acima de todos os nomes, e todos os joelhos se dobram diante Dele. Portanto, se somos seus discípulos, se realmente temos compromisso com o Senhor, sabemos que também passaremos por lutas, por desertos e sofrimentos aqui, mas, se permanecermos firmes, venceremos em Nome de Jesus.
 "De alguém assim me gloriarei eu, mas de mim mesmo não me gloriarei, senão nas minhas fraquezas. Porque, se quiser gloriar-me, não serei néscio, porque direi a verdade; mas deixo isto, para que ninguém cuide de mim mais do que em mim vê ou de mim ouve." (2 Coríntios 12:5-6). Paulo deixa bem claro que Ele não se gloria de ter ido ao terceiro céu, ao Paraíso em vida, mas se gloria dos seus sofrimentos, das suas dores, porque ele não queria que ninguém o julgasse superior, ou melhor, talvez mais privilegiado do que os outros, ele sempre afirmava que era o menor dos apóstolos. Nada somos e nada temos, porque nada trouxemos para este mundo e nada levaremos, e tudo o que conseguimos aqui é para vivermos e também abençoarmos os que nos buscam. Vivemos aqui peregrinando, vivemos em território do adversário de Cristo, portanto é normal sermos acusados, perseguidos e passarmos por lutas, mas, quando isto acontece, glorificamos o Senhor, pois sabemos que estamos no caminho certo. Devemos entender que passarmos por uma enfermidade, ou até mesmo virmos a falecer em virtude dessa enfermidade não é sinal de maldição e da ausência de Deus, mas ao contrário. "E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim." (2 Coríntios 12:7-8). Deus permitiu, concordou, enviou um espinho na carne de Paulo para que ele não ficasse soberbo. Veja que Deus mostrou para ele as maravilhas do mundo vindouro, mas depois, para que ele não ficasse muito soberbo, enviou um espinho, que cremos ser uma enfermidade, para que ele soubesse que não era nada. Nós somos carne e ainda estamos na carne, por isso a necessidade de sempre procurarmos dominar, sempre procurarmos mortificar a nossa carne, não permitir que ela nos domine, porque ela nos conduz, nos afasta do Senhor. Assim sabemos que devemos sempre ser humildes, e temos exemplo em Jesus, além da sua ordem para praticarmos a humildade todo o tempo. Sabendo que nada somos, mas que Cristo é tudo em todos. "E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o Poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte." (2 Coríntios 12:9-10). Paulo orou três vezes pedindo a Deus que lhe tirasse o espinho, para que o curasse, e recebeu a resposta negativa de Deus, ou seja, o Senhor afirmou que não iria atendê-lo, mas que a sua Graça era o bastante. Paulo entendeu, glorificou o seu Nome e aprendeu mais sobre humildade, e nos passa esse ensinamento. "Fui néscio em gloriar-me; vós me constrangestes. Eu devia ter sido louvado por vós, visto que em nada fui inferior aos mais excelentes apóstolos, ainda que nada sou. Os sinais do meu apostolado foram manifestados entre vós com toda a paciência, por sinais, prodígios e maravilhas. Pois, em que tendes vós sido inferiores às outras igrejas, a não ser que eu mesmo vos não fui pesado? Perdoai-me este agravo." (2 Coríntios 12:11-13).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 26 de abril de 2018

AUSÊNCIA DE CONDENAÇÃO

"Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito." (Romanos 8:1)

 

          Todos os que vivem segundo a Palavra de Deus não passarão pela segunda morte. Todas as pessoas que vivem segundo os preceitos, as ordenanças de Jesus Cristo, os praticantes do Evangelho não receberão condenação. Temos de entender que estar em Cristo Jesus não é somente por ir a um templo religioso, ou por ler a Bíblia, e muito menos somente por falar e citar o Nome do Senhor, que é Santo para sempre Amém. Por vivermos cantando uma canção qualquer que fala de Deus não quer dizer que estamos em Cristo, prova tal que temos visto por aí, pelos noticiários, pessoas cometerem todos os tipos de crimes, de falcatruas e ainda citarem o Nome do Senhor. Estar em Cristo é viver em espírito, é praticar o Evangelho de Jesus Cristo, é saber que não pode desviar Dele para nada, é mortificar a nossa carne. O seguidor de Cristo não vive de maneira emocional, não atende aos desejos de seu corpo, vive exclusivamente de acordo com as ordenanças de Jesus Cristo, pois sabe que Ele é o Único Caminho que nos conduz à vida, que nos tira da condenação eterna. Não existe outro caminho ou maneira de alcançarmos a salvação que não seja por Ele, porque caridade ou qualquer obra não salva ninguém, a salvação só existe em Jesus. "Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte." (Romanos 8:2). A lei de Jesus Cristo escrita com o seu precioso Sangue é que nos dá vida, e não outra lei qualquer, portanto, se temos compromisso com a vida, devemos procurar praticar viver, nos moldar ao Evangelho. Não podemos ser religiosos como os praticantes da lei de Moisés que prenderam Jesus e o entregaram para ser crucificado, apesar de citarem o Nome do Senhor, apesar de citarem as Escrituras, mas viverem contrários a ela, tendo chegado ao ponto de entregar para ser morto o Filho de Deus. Portanto, devemos sempre examinar o Evangelho para observarmos se não estamos sendo somente religiosos, se não estamos sendo falsos cristãos, porque ir a templo buscando bênçãos, ou ficar orando pedindo bênçãos e socorro ao Senhor não nos transforma em cristãos. Os verdadeiros cristãos são os comprometidos com Ele, que tudo fazem para agradá-lo, e em tudo querem viver o Evangelho de Jesus Cristo. A classe que Jesus mais combateu, quando em carne, foi a dos hipócritas, dos que citam uma coisa, mas fazem outra, dos que escondem os seus intentos.
 "Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne; Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito." (Romanos 8:3-4). A antiga lei entregue por Moisés não tinha condições de resolver a questão do pecado, mesmo porque ela se constituía de rituais que serviam somente para encobrir os pecados, porque era impossível que sangue de animais pudesse trazer salvação ao ser humano. Mas, para que houvesse salvação, uma vez que todos estavam condenados, sentenciados desde a época de Adão, Deus teve que enviar seu Filho unigênito para vir ocupar o nosso lugar na cruz, para sofrer e morrer em nosso lugar. Jesus foi a Porta, Ele abriu, deu-nos a oportunidade de escolhermos entre vida ou morte, salvação ou condenação eterna, porque Ele não nos obriga a buscar a salvação, Ele não nos obriga a ir a Ele, e os que o escolhem são chamados filhos de Deus. Podemos rejeitar Jesus, rejeitar o Evangelho, podemos rejeitar a vida, mas com certeza iremos padecer por toda a eternidade, por desmerecermos, escarnecermos, rejeitarmos o Filho de Deus, por não aceitarmos a morte e seu sacrifício na cruz. Porém, se quisermos a salvação, a vida, devemos ir a Ele, e a única maneira é em obediência. Portanto, devemos a aprender a andar em espírito, e não de acordo com a nossa vontade carnal, viver contrários à lógica humana. Andar em espírito é sermos guiados pelo Evangelho, pela Bíblia, e não por outro entendimento qualquer. "Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz." (Romanos 8:5-6). As pessoas que decidiram viver segundo os preceitos do mundo, viverem de acordo com as suas vontades e desejos estão buscando a sua morte, não falo de morte física, mas espiritual, da prisão eterna, da morada do diabo, do inferno. Todos os que rejeitam o Senhor e seus preceitos serão enviados para a prisão eterna, e quem envia é o próprio Senhor Jesus, é o Evangelho, não é o diabo, mesmo porque o inferno é somente a prisão do diabo, e quem tem a chave de lá é Jesus. Se temos inteligência, submetemo-nos ao Senhor e vivemos sua Palavra, rejeitamos todas as coisas do mundo e a vontade da carne. "Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é Dele. E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça. E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita. De maneira que, irmãos, somos devedores, não à carne para viver segundo a carne. Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis. Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai.O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com Ele padecemos, para que também com Ele sejamos glorificados." (Romanos 8:7-17).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 25 de abril de 2018

ABORRECENDO PAI E MÃE

"Ora, ia com ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe: Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:25-26)

Jesus estava sempre ensinando, e usava todos os meios e oportunidades para trazer luz, esclarecimento sobre o Reino de Deus. Agora, Ele observa que há uma grande multidão o acompanhando, assim Ele volta e mostra que, para segui-lo, é necessário renunciar a tudo, inclusive a pessoas, parentes e amigos. Mostra que para nós sermos fiéis a Ele, para sermos legítimos seguidores, é necessário abandonar a nossa bagagem, nosso conhecimento e lógica humana, é necessário abandonar as emoções e qualquer decisão que possa ser derivada de ações humanas e emotivas. Temos que abrir mão da nossa própria vida terrena para podermos alcançar, conquistar a vida futura. Temos que entender o que é esse abandonar de que Jesus fala, porque muitas pessoas procuram usar esse versículo de maneira isolada para deixar de socorrer os seus pais quando necessitam, ou para desobedecerem a eles e os maltratar. O Senhor está dizendo que, para o seguirmos, é necessário rompermos com as tradições, com as religiões, romper com anos de prática de rituais infrutíferos que para nada servem. Mas o romper de Jesus com os nossos pais, parentes e amigos é quando sabemos que estamos fazendo o que é certo, porque a Palavra, o Evangelho nos mostra isto, e os nossos pais entendem que estamos errados. Não temos que discutir, brigar ou tentar fazer as pessoas engolirem o Evangelho goela abaixo, devemos simplesmente vivê-lo, mesmo que todos ao nosso redor discordem, condenem, façam chacotas, escarneçam, e seguirmos em frente com o Senhor. Mesmo que venhamos a sofrer perdas materiais, perder amizades, ou sermos abandonados por pessoas, jamais poderemos negociar o Evangelho com a desculpa de que o Senhor entende. O Evangelho de Jesus Cristo é inegociável. Não podemos deixar de segui-lo, portanto, se, por seguirmos Jesus, perdermos o emprego ou o carinho e atenção dos nossos pais, que assim seja, mas jamais poderemos deixar de segui-lo. Seguir Jesus é se posicionar de maneira clara contra todos os tipos de pecados e jamais se permitir praticá-los, seguir Jesus é viver a sua Palavra.
 "E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:27). Jesus deixa claro que segui-lo não é um passeio no parque, não é uma incursãozinha de prazer, mas uma jornada dura, longa, e muitas vezes sangrenta. Seguir Jesus é declarar guerra contra o mundo, contra o pecado e contra tudo o que nos afasta do Senhor; seguir Jesus é declarar guerra contra nós mesmos, nossa carne. Temos que tomar a nossa cruz, temos que segui-lo desta maneira. Sabemos que o mundo está contra nós, não podemos imaginar que, por decidirmos aceitar Jesus, tudo será maravilhoso, que iremos agradar a todos e seremos muito felizes e prósperos aqui, pois não é essa a verdade. Saber que as lutas, as batalhas nos esperam, e a melhor maneira de vencê-las, de superá-las é seguindo em frente e sem reclamar, sabendo que o nosso maior prêmio é a nossa salvação em Cristo. Ser discípulo de Jesus é saber que temos que passar por todas as afrontas e lutas, porque temos contra nós o mundo. Assim, esses pregadores de prosperidade, esses enganadores do povo que ficam dizendo que, quando as pessoas veem para Jesus, tudo muda, tudo fica maravilhoso, são mentirosos e enganadores. Temos que saber que somos chamados para trilhar os mesmos caminhos de Jesus, na luta e no sofrimento, mas que receberemos o prêmio maior, que é a nossa salvação, que é viver eternamente ao seu lado. "Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele, Dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar." (Lucas 14:28-30). Jesus ainda manda as pessoas se examinarem para ver se realmente vão ter condições de ser seus seguidores, porque muitos, como vemos constantemente, dizem ter se convertido, dizem ter aceitado Jesus em suas vidas, mas logo abandonam o primeiro amor e voltam ao pecado, pois acham difícil praticar o Evangelho. São motivo de críticas e gracejo, pois diziam que seriam diferentes, que não mais participariam disso ou daquilo, que seriam crentes fiéis, mas agora voltam ao pecado e se esquecem do Senhor. Assim, antes de tomarmos a decisão de servir a Cristo, temos que nos examinar para ver se realmente é isso mesmo que queremos e se estamos dispostos a renunciar a tudo em prol do Evangelho, se temos condições de permanecer firmes até o final. "Ou qual é o rei que, indo à guerra a pelejar contra outro rei, não se assenta primeiro a tomar conselho sobre se com dez mil pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil? De outra maneira, estando o outro ainda longe, manda embaixadores, e pede condições de paz. Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. Bom é o sal; mas, se o sal degenerar, com que se há de salgar? Nem presta para a terra, nem para o monturo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça." (Lucas 14:31-35).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 24 de abril de 2018

MANIFESTAÇÃO DA IRA

"Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça. Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou." (Romanos 1:18-19)

            As pessoas têm a impressão de que a ira de Deus é demonstrada com violência, destruição e muita ação negativa; mas pensam assim exatamente por não conhecerem o Senhor e quererem igualá-lo aos homens, pois esse tipo de reação e essas ações são típicas dos seres humanos. Nós, os seres humanos, quando queremos manifestar a nossa ira, ou quando não conseguimos dominá-la, praticamos uma série de ações violentas, agressivas e negativas, gritamos, destruímos, ameaçamos e tudo o mais. Mas o nosso Deus, o nosso Pai, o Senhor Criador do céu e da terra, não age desta maneira, mesmo porque Ele é muito superior a nós em tudo, o que conhecemos Dele nos dá uma amostra de como é a sua ação. As pessoas que teimam em desobedecer-lhe, em se rebelar contra a sua Palavra, Ele não mandará um raio fulminante ou fará com que aconteça uma desgraça qualquer na vida dela, mas agirá segundo a sua Palavra. As pessoas que não têm respeito pelo seu Evangelho são simplesmente entregues a um estado de comportamento que as conduzirá cada vez mais para longe do Senhor, para que sejam dignos de padecer por toda a eternidade. Quando vemos alguém em erro, em pecados, vivendo e se declarando amante deste ou daquele pecado, devemos saber que a ira de Deus está se manifestando nele. "Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno Poder como a sua Divindade se entendem, e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu." (Romanos 1:20-21). Todos nós conhecemos e sabemos quem é Deus, podemos até tentar negar a sua existência, podemos até rejeitá-lo, mas todos sabem quem Ele é porque basta olhar as coisas existentes, o mundo e tudo mais. Portanto, os que tentam negar, afirmar que Deus não existe e que gostam de viver em rebeldia, em pecado, são pessoas diante do Senhor indesculpáveis, e essas recebem a ira de Deus, não a ira como todos imaginam, mas o sofrimento e morte eterna, mesmo que aqui achem que estão vivendo bem, desfrutando do que julgam o melhor. Todos os que tentam mudar a Palavra de Deus, fazê-la moldar-se às suas vontades, necessidades e anseios ou a sua maneira vã de viver, são indesculpáveis e sofrerão a mais dura condenação.
 "Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis." (Romanos 1:22-23). Pessoas acham que podem escolher como adorar o Senhor, buscam atalhos e criam caminhos diferentes com imagens de santos, santas, de padroeiros, algumas são adoradoras da lua, do sol, ou de outra coisa qualquer. Há pessoas que preferem acreditar em disco voador, em extraterrestres, em fantasma a acreditar em Jesus, em sua Palavra. Adoram pessoas, objetos, mas se recusam a praticar a Palavra de Deus; amam mais animais domésticos ou outros do que o seu semelhante, ignorando assim o segundo mandamento de Jesus, que é amar o próximo como a nós mesmos. Dizem-se sábios, estudados, conhecedores da ciência, das leis, mas não conhecem o Senhor. Falam de um sentimento humano corrupto e carnal como amor, mas que conduz as pessoas ao sofrimento e morte eterna. Dizem amar, mas concordam, aceitam e incentivam outras pessoas que dizem amar a viverem na prática do pecado. Não perceberam, mas são loucos e estão praticando o suicídio espiritual, estão enfrentando a ira de Deus. "Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém." (Romanos 1:24-25).Assim, vemos as pessoas adorarem um cantor, um pregador, um artista qualquer, adorar qualquer pessoa e nem ao menos amar a Deus (e sabemos que a única maneira de expressarmos o nosso amor a Deus é pela obediência a sua Palavra). Vemos que preferem adorar a criatura de Deus e rejeitar o Senhor, pois as pessoas idolatram filhos, animais, objetos e tudo mais, mas não idolatram Deus, porque, na verdade, o único a quem devemos idolatrar é Ele, o resto devemos amar somente.As pessoas estão querendo mudar o Evangelho de Jesus Cristo, querem dedicar adoração a pessoas e coisas e ainda querem que Ele entenda e aceite; não perceberam que só existe uma única maneira de segui-lo, que é pela obediência a sua Palavra. Por tal motivo, desfrutam da ira de Deus, para que se aprofundem cada vez mais no pecado e assim sejam dignos de padecer por toda a eternidade. "Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro." (Romanos 1:26-27). Assim, quando essas pessoas partem para as práticas homossexuais, para os vícios e todo tipo de pecado, é porque estão enfrentando a ira de Deus, e, se não se rebelarem contra o pecado, contra a sua natureza carnal e corrupta, padecerão por toda a eternidade. Muitos acham que as pessoas estão vivendo bem e sendo felizes, fazendo o que gostam. O que elas não sabem é que na verdade estão enfrentando um severo castigo e que o seu fim poderá ser terrível. Ainda há tempo de lutar contra a nossa carne, abandonar o pecado, nos humilhar diante do Senhor, pois Ele é misericordioso e perdoa quando há sinceridade da nossa parte, e assim poderemos escapar do castigo eterno. "E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; Estando cheios de toda a iniquidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem."(Romanos 1:28-32).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço.
Pr. Henrique Lino. 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 23 de abril de 2018

DUAS OU TRÊS TESTEMUNHAS

"É esta a terceira vez que vou ter convosco. Por boca de duas ou três testemunhas será confirmada toda a palavra." (2 Coríntios 13:1)

          O apóstolo Paulo em carta avisa aos coríntios que aquela será a terceira vez que irá se reunir para tratar, discutir os assuntos da igreja. Isto porque já tinham acontecido algumas desobediências, além de pecados declarados entre os membros, e Paulo tinha exigido uma ação imediata, mesmo estando à distância. Devemos entender que exatamente pela distância e dificuldades de transporte naquela época, as visitas não eram rápidas como hoje, e elas poderiam durar meses, até mesmo anos, porque havia as questões de tempo, clima; muitas vezes, uma visita chegava no tempo do inverno, então ficava até o inverno acabar, só depois é que prosseguia em suas viagens. Paulo já os tinha visitado duas vezes antes e anuncia a sua terceira visita. Ele sempre esclarecia antes as questões que deveriam ser tratadas em sua visita para que não tivesse que ser duro, bravo pessoalmente, preferia que fosse uma estadia de paz. Por esse motivo foi criticado certa vez, quando disseram que por carta era muito autoritário, mas que pessoalmente era muito calmo, tranquilo, amigável. Agora ele afirma que irá tratar dos assuntos referente à igreja e seu comportamento e tudo o que estivesse acontecendo, e que todas as questões que fossem confirmadas com duas ou três testemunhas seriam tidas como verdadeiras e, claro, haveria as devidas punições. "Já anteriormente o disse, e segunda vez o digo como quando estava presente; mas agora, estando ausente, o escrevo aos que antes pecaram e a todos os mais, que, se outra vez for, não lhes perdoarei; Visto que buscais uma prova de Cristo que fala em mim, o qual não é fraco para convosco, antes é poderoso entre vós." (2 Coríntios 13:2-3). Paulo avisa que já os tinha alertado anteriormente, quando da sua última visita, mas que agora não perdoaria, não toleraria a reincidência dos erros na igreja, porque muitos que tinham errado estavam no pecado (e sabemos que a igreja em Coríntios era bem difícil) e que agora vez seriam punidos exemplarmente. Muitos deles queriam questionar a autoridade de Paulo, mas ele deixa bem claro que Cristo é que é Poderoso, e, portanto, como ele fala e age segundo a sua Palavra, ele tem poder e autoridade. O que esse abnegado servo de Cristo enfrentava não é diferente do que alguns pastores, homens sérios e comprometidos com o Evangelho sofrem ao ver os pecados abundantes dentro dos templos. São muitos os que veem seus membros viverem na prática do erro, e isso com o conhecimento dos seus pastores, que nada fazem para proibir ou tomar posição severa.
 "Porque, ainda que foi crucificado por fraqueza, vive, contudo, pelo poder de Deus. Porque nós também somos fracos Nele, mas viveremos com Ele pelo Poder de Deus em vós." (2 Coríntios 13:4). O apóstolo Paulo mostra que Jesus estava em carne e foi crucificado estando em carne, estava como homem, como um ser humano, mas ressuscitou e vive por toda a eternidade. Mas assim como Deus Pai o ressuscitou e hoje Ele vive para sempre e tem o comando de tudo, Ele tem autoridade sobre todos, porque o Pai a deu a Ele. Mas nós também viveremos Nele, com Ele e por Ele, através do Poder de Deus, por isso não podemos criticar a fraqueza da carne, ou buscar desculpas, porque o Evangelho é pregado, ensinado por pessoas, por homens ainda na fraqueza da carne. Não são os anjos que vêm pregar o Evangelho para ninguém, e sim nós na nossa fraqueza da carne, somos nós que devemos exigir obediências, somos nós que devemos zelar pela igreja até a vinda do Senhor. Somos fracos na carne, mas fortes em Cristo, se estivermos vivendo de acordo com o seu Evangelho, porque o seu Poder opera em nós, assim somos legítimos e temos que exigir a prática do Evangelho em nossos templos. Ao permitir desmantelos, pecados, rebeldia, anarquias nos templos, estamos indo contra o Senhor, e nós mesmos não estamos Nele. "Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados. Mas espero que entendereis que nós não somos reprovados." (2 Coríntios 13:5-6). Devemos sempre nos examinar à luz da Palavra de Deus, para sabermos se estamos vivendo segundo os seus preceitos, se estamos praticando as suas ordenanças, caso contrário, somos só religiosos, frequentadores de templos, praticantes de rituais. Por isso devemos sempre nos examinar para ver se estamos na fé ou se somente frequentamos uma reunião, uma espécie de clube social, porque vamos ao templo para aprender o Evangelho e colocá-lo em prática e jamais pode ser tolerado o pecado em seu interior. Não podemos brincar de ser crentes, evangélicos, cristãos, devemos ser discípulos de Jesus, devemos seguir os seus passos e não ficarmos preocupados em agradar ou desagradar a quem quer que seja. Portanto, quando existir alguém praticando pecado dentro do templo, ou melhor, frequentando o templo, mas mesmo assim permanecer no pecado, deverá ser chamada a sua atenção, para que mude e se arrependa, e, se não quiser, que seja convidado a sair, a deixar o templo, independentemente da sua posição, ou que seja dizimista e ofertante, o que importa para o Senhor é a santidade, e não valores. "Ora, eu rogo a Deus que não façais mal algum, não para que sejamos achados aprovados, mas para que vós façais o bem, embora nós sejamos como reprovados. Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade. Porque nos regozijamos de estar fracos, quando vós estais fortes; e o que desejamos é a vossa perfeição. Portanto, escrevo estas coisas estando ausente, para que, estando presente, não use de rigor, segundo o poder que o Senhor me deu para edificação, e não para destruição. Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco." (2 Coríntios 13:7-11). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.