Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

ABSOLVIDOS

"Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito." (Romanos 8:1)
 Quando falamos estar em Cristo Jesus, não é porque abrimos a boca e falamos que o amamos e o adoramos, ou porque oramos, rezamos ou fazemos preces, nem por muito ir a templos, igrejas denominacionais. Estar em Cristo Jesus é viver de acordo com o seu Evangelho, é viver na prática da sua Palavra. Não existe nenhuma condenação para os que reconheceram que eram pecadores e vieram ao Senhor em arrependimento, pediram perdão e mudaram a sua maneira de viver, de olhar o mundo, para as pessoas que abandonaram a sua maneira carnal de viver e agora se permitem andar, viver guiados pelo Espírito, isto é, viver de acordo com a Palavra de Deus. Esses que assumem a morte de Cristo, por mais que tenham errado no passado, já estão limpos e não há nada que os possa condenar, porque foram lavados e remidos no Sangue do Cordeiro, e agora são novas cri…

SEM DESFALECER

"Por isso, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos; Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a Palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade." (2 Coríntios 4:1-2)
 Todos nós, quando nos convertemos ao Senhor, assumimos automaticamente o compromisso de levar o Evangelho a todos os que não conhecem o Senhor. Isto não quer dizer que todos se transformam em pastores. Nós levamos o Evangelho a todos não somente falando, mas por meio de nosso comportamento, de nossa maneira de nos portar em todas as situações. Assim, quando nos convertemos ao Senhor, assumimos esse ministério, e, como cristãos autênticos, tudo fazemos para cumprir com honra e louvor esse ministério, esse chamado. Procuramos sempre praticar e viver o Evangelho de Jesus Cristo, e não podemos em hipótese alguma mudar qualquer coisa para favorece…

OS DOIS BARCOS

"E aconteceu que, apertando-o a multidão, para ouvir a Palavra de Deus, estava Ele junto ao lago de Genesaré; E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes." (Lucas 5:1-2)
Jesus estava pregando a poderosa Palavra de Deus junto ao lago Genesaré, ou mar de Tiberíades, como também era conhecido, e, como sempre, havia uma grande multidão ao seu redor. Muitos o seguiam para ouvirem a Palavra, outros em busca de um milagre, uma cura, e outros tantos com o objetivo de levantá-lo como rei físico de Israel. Também não podemos nos esquecer dos fariseus, dos religiosos que estavam ali por inveja, buscando um motivo para acusá-lo de não cumprir a lei de Moisés. Verdade é que na plateia havia todos os tipos de pessoas e com os mais variados motivos, mas Jesus tinha conhecimento disso. Jesus estava sendo sufocado, apertado pela multidão, o que dificultava, assim, a sua ministração. Sabemos como é a multidão, pois acaba imped…

FUGIR PARA VENCER

"E depois disto Jesus andava pela Galiléia, e já não queria andar pela Judéia, pois os judeus procuravam matá-lo." (João 7:1)
 Jesus estava evitando se deparar com os judeus da Judeia, pois estes, por inveja, queriam assassiná-lo. Temos que aprender que muitas vezes a solução está na fuga, apesar de que muitos assim não entendem e acham que fugir é um ato de covardia. Mas, quando meditamos na Palavra de Deus, no Evangelho de Jesus Cristo, veremos que inúmeras vezes Ele fugiu, escapuliu dos judeus, dos fariseus que queriam matá-lo antes do tempo. A fuga deve ser sempre usada quando um confronto for eminente, mesmo porque o Senhor nos ensina que temos que correr, fugir de todos os pecados. Temos que fugir de confusões, de brigas, da tentação, e, principalmente, fugir da morte. Somos discípulos de Jesus, e, seguindo o nosso Mestre, em muitas situações praticamos a fuga, pois não queremos e nem precisamos tentar nos apresentar como super-homens, pois o que é nosso dever é nos apr…

ABORRECEI O MAL

"O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem." (Romanos 12:9)
 O amor bíblico não é esse apregoado, ensinado e vivido por muitos. Não é um amor conivente com erros e pecados, não é tolerante com desobediências, porque isto não é amor, mas o contrário. Não se pode com a desculpa de amar um filho, filha, ou outra pessoa aceitar e concordar com os erros desta. Amar é aborrecer o mal, é confrontar quem está no erro, é chamar ao arrependimento, à conversão, à mudança. Todos os que dizem que amam alguém que está em erro e o aceitam assim, sem exigir uma mudança, na verdade, não o amam e nem sabem o que é amor. Nosso exemplo de amor é de Deus, e se não o amarmos, não lhe obedecermos, não somos recebidos como filhos e nada temos, a não ser sofrimento e morte eternos. Os pais que concordam e aceitam os filhos em vícios, homossexualismo, desonestidades e outros afrontam a Palavra de Deus, que os aceita dizendo que, como são filhos, tem que amá-los, mas, na verdade, os …

OBRAS E FÉ

"Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?" (Tiago 2:14)
 É muito comum ouvirmos as pessoas dizerem que têm fé, se vangloriarem de sua fé, mas não vemos o resultado dessa fé que elas dizem possuir. Os templos denominacionais, as religiões estão lotadas de pessoas que dizem ter fé, vemos pessoas cometerem todos os tipos de atos religiosos supostamente em nome da fé, só não vemos resultado real e prático dessa fé. Os templos estão lotados de pessoas derrotadas, fracassadas, enfermas, que dizem que têm fé, pessoas que vivem pedindo bençãos, pedindo socorro, clamando a Deus em prol de uma solução qualquer, e dizem que têm fé, que vão conseguir, e ficam anos na mesmice. Pessoas que dizem ser cheias de fé se perdem em seus erros, pecados, pessoas em todo tipo de situação dizem que têm fé. Muitos dizem ter fé em muitas coisas, pessoas e objetos, mas o objetivo da nossa meditação são as pessoas que dizem ter fé em Deu…

PÁSCOA E HUMILDADE

"Ora, antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim." (João 13:1)
 A Páscoa é uma festa judaica comemorada de forma diferente do que acontece em nosso país. Jesus sabia que quase todas as coisas já tinham se cumprido, sabia que a sua missão aqui estava no final, e que logo estaria voltando para o Pai. Jesus estava consciente de que estava próximo o momento de deixar o seu revestimento carnal e retornar para o Reino para Deus. Cristo amou muito os discípulos que Deus Pai lhe tinha dado, até o final, e além. Os discípulos tiveram o privilégio de experimentar, de forma concentrada, o grande amor de Deus pela humanidade. "E, acabada a ceia, tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse, Jesus, sabendo que o Pai tinha depositado nas suas mãos todas as coisas, e que havia saído de Deus e ia para Deus, Levantou-se da …