Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

SUPORTANDO OS FRACOS

"Mas nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos. Portanto cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação." (Romanos 15:1-2)
 Todos os cristãos "fortes", aqueles cujas convicções bíblicas em Cristo lhes permite mais liberdade que os "fracos", devem suportar os mais fracos, e não apenas tolerá-los. A expressão suportar não significa apenas tolerar, mas sustentar com amor fraterno e compreensivo. Observamos em templos os que se acham fortes desprezarem os mais fracos, criticarem e até mesmo os acusar. Mas temos que conhecer com profundidade a Palavra de Deus para colocá-la em prática, porque somente assim entenderemos qual é a nossa obrigação diante dos mais fracos na fé, mesmo porque ninguém tem a obrigação ou o dever de ter o mesmo conhecimento que nós temos, assim como também não temos de ter o mesmo conhecimento dos sábios, dos mais fortes, dos mestres. Para iniciar, devemos saber que sab…

QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS

"Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos), E todos os irmãos que estão comigo, às igrejas da Galácia." (Gálatas 1:12)
 Paulo sempre inicia as suas missivas, suas cartas se identificando, falando o seu nome e o que faz. Nessa carta, após ele declarar o seu nome, faz questão de dizer que é um apóstolo, (enviado, embaixador, indo em missão) por parte de Deus. Fala de maneira clara para que todos saibam que ele não é um enviado dos homens, dos templos ou das igrejas, mas de Deus, e sabemos que é a verdade, pois o próprio Jesus o chamou e o convocou quando ele ia a Damasco prender os irmãos. Afirma que é enviado, é um apóstolo comissionado por Jesus e por Deus Pai, que ressuscitou Jesus Cristo após sua morte na Cruz do Calvário. Agora esclarece isso para quem a carta está sendo escrita e depois enviada, que é para todos os irmãos da Galácia. Todos nós deveríamos ter essa segurança ao fa…

GRAÇA ABUNDANTE

"Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?" (Romanos 6:1-2)
 Muito se fala da Graça, mas, na verdade, poucos a entendem, poucas pessoas de fato compreendem o que é a Graça do Senhor, porque muitos dizem que, uma vez salvo, é salvo para sempre, o que é incorreto, uma vez que devemos todos os dias batalhar para que possamos passar pela porta estreita. Na verdade, temos que todos os dias buscar viver em santidade para que possamos ser achados dignos de entrar no Reino de Deus, uma vez que nenhum pecador entrará se não for digno. Assim como o nosso nome pode ser escrito no livro da vida, a Bíblia nos mostra que também pode ser apagado. Portanto, não é por ter um dia aceitado Jesus que agora nós temos o direito de viver no pecado, que isso não alteraria o nosso fim. Podemos ter levantado as mãos, termos aceitado Jesus como nosso único salvador, mas se depois voltamos ao pe…

SOMENTE O VERBO

"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus." (João 1:1-2)
 No princípio, no início, quando tudo começou, ou melhor, antes de começar, de iniciar, era somente o Verbo. Verbo quer dizer a Palavra, que quer dizer "verbo substantivo masculino 1. palavra, discurso. 2.gram. líng. classe de palavras que, do ponto de vista semântico, contém as noções de ação, processo ou estado, e, do ponto de vista sintático, exerce a função de núcleo do predicado das sentenças." Assim, fica claro saber o que é a Palavra, e, portanto, conseguimos compreender com clareza quem é Jesus. Quando falamos que o Verbo estava com Deus no início, estamos falando de Jesus, que estava com Deus desde o início, antes da fundação do mundo. E não como muitos fazem crer, que Ele apareceu somente no nascimento carnal. Jesus está na Bíblia todo o tempo, porque o mundo foi Criado por Ele. Verbo é a Palavra, que é Jesus, que hoje vemos nas Escritu…

LEI ULTRAPASSADA.

"Então alguns que tinham descido da Judéia ensinavam assim os irmãos: Se não vos circuncidardes conforme o uso de Moisés, não podeis salvar-vos." (Atos 15:1)
 Naquela época, Paulo já enfrentava problemas seriíssimos com pessoas que teimavam em não abandonar uma lei arcaica que já tinha tido o seu prazo de validade, porque a lei nada mais foi do que uma espécie de muletas até a vinda de Jesus, e somente Jesus teve condições de cumprir toda a lei. Mas aqui o escritor do livro de Atos (Lucas) relata como alguns irmãos tinham vindo da Judéia e estavam ensinando preceitos da antiga lei. Estavam ensinando que, para se salvar, os irmãos deveriam cumprir o rito da circuncisão, que é um sinal externo, uma marca no pênis dos homens. Mas isso foi no passado, porque Jesus já tinha vindo e dito que queriam que circuncidassem o coração e não mais essa marca, circuncisão externa. Jesus estava dizendo que queria uma conversão legítima, verdadeira, e não uma mostra externa, que para nada serv…

SEGUNDA CARTA

"Amados, escrevo-vos agora esta segunda carta, em ambas as quais desperto com exortação o vosso ânimo sincero; Para que vos lembreis das palavras que primeiramente foram ditas pelos santos profetas, e do nosso mandamento, como apóstolos do Senhor e Salvador." (2 Pedro 3:1-2)
 Pedro, apóstolo, discípulo de Jesus, escreve essa segunda carta, como em todas as cartas bíblicas, para exortar. Não encontramos nenhuma carta na Bíblia com promessas de milagres, curas, prosperidade, e sim o contrário, exortando para permanecerem firmes, perseverando em santidade. Pedro aqui manda que se lembrem das palavras dos profetas e dos discípulos a respeito da Promessa de salvação, porque devemos estar cientes de que a Promessa é de Salvação, de vida, e não de outra coisa, como muitos fazem crer. Os discípulos de Jesus pregavam o que Jesus também iniciou no seu Ministério terreno, dizendo:"arrependam-se porque o Reino de Deus está chegando".O primeiro pregador do Novo Testamento foi Jo…

RESULTADO DA FÉ

"Pela fé Moisés, já nascido, foi escondido três meses por seus pais, porque viram que era um menino formoso; e não temeram o mandamento do rei." (Hebreus 11:23)
Todos falam em fé, uns dizem que a têm, e muito poucos admitem que não a têm, mas, a bem da verdade, os que têm coragem de admitir que não têm muitas vezes são os que têm fé. Observamos pessoas que lotam os templos denominacionais afirmarem que têm fé, que Deus vai fazer isto ou aquilo na vida delas. Mas, como observamos, na verdade é uma questão de autoafirmação, porque elas sabem que não têm fé e não creem que podem receber qualquer coisa do Senhor, porque vivem em erro, vivem no pecado, e sabem que, por estarem vivendo contrários à Palavra de Deus, esta não pode se cumprir em suas vidas. Fé é gerada pela obediência, e a obediência é a demonstração da fé, uma coisa está ligada à outra, assim, quem tem fé é obediente à Palavra de Deus. Os país de Moisés tiveram fé de que o seu filho poderia ser salvo, e, portanto, o …

O MESMO SENTIMENTO

"De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz." (Filipenses 2:5-8)
 A soberba, o orgulho, é o maior condutor da derrota. Muitos estão se perdendo e, sem perceber, estão caminhando para a morte, apesar de estarem frequentando templos evangélicos. Observamos que esse pecado está muitas vezes nos altares, nos púlpitos dos templos denominacionais. Vemos alguns líderes pastores falando com arrogância, como se fossem os donos da verdade; muitos se acham no direito de questionar Deus, exigir isto e aquilo como se o Senhor tivesse a obrigação de atender a todos os nossos pedidos. Temos que saber que ser cristão é ser servo, e servos servem; assim sendo, servem o Senhor, o Nosso Senhor. Devemos simple…

SAINDO DAS POTESTADES DAS TREVAS

"O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o Reino do Filho do seu amor." (Colossenses 1: 13)
 Todos nós, antes, éramos pecadores sem nenhuma chance ou possibilidade de salvação, porque, para alcançarmos a salvação, teríamos que cumprir regiamente a lei, e isso era praticamente impossível, digo praticamente impossível porque o único que a cumpriu integralmente foi Jesus. Portanto, não tínhamos escapatória, e por tal motivo os sacerdotes da época ofereciam sacrifícios e holocausto de maneira constante e ininterrupta, porém que de nada serviam, a não ser, somente, para encobrir o pecado do povo, mas não o resolver. Esse pecado todos nós já nascemos com ele por causa da nossa herança adâmica; assim todos pecaram, e destituídos estão do seu poder. Mas Deus, no seu imenso amor, enviou seu Filho para nos resgatar das trevas, da morte, e isso só foi possível com o derramamento do seu sangue. Portanto, Jesus nos tirou das trevas e nos conduziu ao Reino, e para …