EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

SUPORTANDO OS FRACOS

"Mas nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos. Portanto cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação." (Romanos 15:1-2)

 Todos os cristãos "fortes", aqueles cujas convicções bíblicas em Cristo lhes permite mais liberdade que os "fracos", devem suportar os mais fracos, e não apenas tolerá-los. A expressão suportar não significa apenas tolerar, mas sustentar com amor fraterno e compreensivo. Observamos em templos os que se acham fortes desprezarem os mais fracos, criticarem e até mesmo os acusar. Mas temos que conhecer com profundidade a Palavra de Deus para colocá-la em prática, porque somente assim entenderemos qual é a nossa obrigação diante dos mais fracos na fé, mesmo porque ninguém tem a obrigação ou o dever de ter o mesmo conhecimento que nós temos, assim como também não temos de ter o mesmo conhecimento dos sábios, dos mais fortes, dos mestres. Para iniciar, devemos saber que sabedoria é o princípio da obediência, e os mandamentos de Jesus são: amar a Deus acima de tudo e todos e ao próximo como a nós mesmos. Portanto, se realmente estivermos obedecendo a Ele, praticamos os seus mandamentos e amamos a Deus, e amar a Deus é obedecer, e, se lhe obedecemos, amamos o próximo como a nós mesmos. Assim, não devemos criticar ou desprezar os mais fracos na fé e sim suportá-los, ajudá-los, socorrê-los. Não temos que nos preocupar em nos agradar ou fazer a nossa vontade; temos que nos preocupar em fazer a vontade de Cristo. "Porque também Cristo não agradou a si mesmo, mas, como está escrito: Sobre mim caíram as injúrias dos que te injuriavam." (Romanos 15:3). Ser cristão é ser discípulo de Jesus, é procurar imitá-lo em tudo, e, se somos seus discípulos, seus aprendizes, devemos agir em toda situação de maneira igual. Assim como Jesus nos amou tanto que deu a sua vida para nos salvar, nos resgatar das trevas do pecado, também devemos fazer tudo para levar luz e conhecimento a todos. Não merecíamos, e Jesus nos suportou e ainda nos suporta, uma vez que vivemos em desobediência e pecado, e Ele continua nos amando e perdoando. Assim, se realmente somos fortes em Cristo, devemos demonstrar essa força vivendo em obediência e suportando os irmãos que ainda são fracos na fé. Mas não podemos confundir fraqueza com rebeldia.
 "Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança." (Romanos 15:4). Tudo o que está escrito na Bíblia, toda a Escritura é para o nosso ensinamento, e é aproveitável para o nosso crescimento espiritual. Assim, não existe uma só parte que pode ser desprezada, isto não quer dizer que devemos vivê-la como está, mesmo porque devemos ter discernimento sobre histórias de Israel e mandamento do Senhor, e temos que compreender o que é lei e a Graça, saber que vivemos na Graça em Jesus e, portanto, devemos praticar o Evangelho Dele. Mas tanto os profetas com os salmos quanto as histórias de Israel servem para nos mostrar quem é Deus, e assim compreender que a Promessa é Jesus. Temos de observar os vários exemplos bíblicos, os testemunhos do Poder de Deus, e também entender que não somos e nem seremos Davi, Jacó ou outro da Bíblia, porque foram pessoas abençoadas e que venceram pela obediência e amor de Deus. Nós podemos receber mais ou menos, ser mais ou menores, mas cada um de nós tem que ser simplesmente filho, servo do Senhor. Conhecendo as Escrituras, praticando o Evangelho de Jesus Cristo, sabemos que Ele existe, é real, vive, e nos dará salvação se permanecermos firmes Nele. "Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus, Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo." (Romanos 15:5-6). A disposição de pensar em concordância significa buscar "um mesmo sentir" (a unidade). Não há possibilidade de todos os crentes pensarem de igual modo, mas é possível em Cristo que concordemos em tratar com fraternidade, tolerância e respeito todas as nossas diferenças. Devemos pensar e tratar os outros, especialmente os irmãos, indiscriminadamente, da mesma maneira que Cristo fez conosco. Mas isto não quer dizer que devemos aceitar ou concordar com o pecado, e sim orientar quem esteja em erro que o abandone. Temos que amar como Cristo amou, agir como Ele agiu, porque Ele atendeu todos os que o buscavam, deu instruções, mas todo o tempo condenou o pecado, e não titubeava em chamar os pecadores e falsos de hipócritas. "Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus." (Romanos 15:7). Assim, recebamos todos e procuremos entender, compreender as fraquezas de todos, porque isto é mandamento do Senhor. E também porque não somos melhores do que ninguém; somos simplesmente servos do Senhor. Muitos querem servir o Senhor e o amam, mas, por não terem conhecimento pleno da verdade, acabam errando. Destes devemos não somente nos aproximar como conduzi-los, suportar as suas fraquezas. Temos que compreender com maior profundidade o que é o amor de Deus. "Digo, pois, que Jesus Cristo foi ministro da circuncisão, por causa da verdade de Deus, para que confirmasse as promessas feitas aos pais; E para que os gentios glorifiquem a Deus pela sua misericórdia, como está escrito: Portanto eu te louvarei entre os gentios, E cantarei ao teu Nome. E outra vez diz: Alegrai-vos, gentios, com o seu povo. E outra vez: Louvai ao Senhor, todos os gentios, E celebrai-o todos os povos." (Romanos 15:8-11). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS

"Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos), E todos os irmãos que estão comigo, às igrejas da Galácia." (Gálatas 1:12)

 Paulo sempre inicia as suas missivas, suas cartas se identificando, falando o seu nome e o que faz. Nessa carta, após ele declarar o seu nome, faz questão de dizer que é um apóstolo, (enviado, embaixador, indo em missão) por parte de Deus. Fala de maneira clara para que todos saibam que ele não é um enviado dos homens, dos templos ou das igrejas, mas de Deus, e sabemos que é a verdade, pois o próprio Jesus o chamou e o convocou quando ele ia a Damasco prender os irmãos. Afirma que é enviado, é um apóstolo comissionado por Jesus e por Deus Pai, que ressuscitou Jesus Cristo após sua morte na Cruz do Calvário. Agora esclarece isso para quem a carta está sendo escrita e depois enviada, que é para todos os irmãos da Galácia. Todos nós deveríamos ter essa segurança ao falar, ou escrever, sempre nos identificar como homens e mulheres de Deus, mas realmente sendo. Primeiramente, temos que saber se realmente somos embaixadores do Senhor, se somos enviados, se vivemos como enviados e se estamos apresentando o Reino para as pessoas, porque muitos são os que se apresentam como homens e mulheres de Deus, mas que, na verdade, são servos do inferno, são mentirosos, hipócritas. Muitos se apresentam citando o Nome do Senhor, mas têm um procedimento estranho ao Evangelho. São muitos os animadores de palco, muitos carismáticos que citam o Nome do Senhor, mas que estão a serviço do inferno e têm corrompido muitos. "Graça e paz da parte de Deus Pai e do nosso Senhor Jesus Cristo, O qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus nosso Pai, Ao qual seja dada glória para todo o sempre. Amém." (Gálatas 1:3-5). Paulo, após se identificar, entrega o que Jesus mandou que os seus servos entregassem, que era a sua paz. Mas observamos que, logo no início, na saudação, Paulo faz questão de enaltecer o Nome do Senhor, e já começa a pregar, a mostrar quem é Jesus. Faz questão de glorificar o Nome do Senhor por ter enviado seu Filho para nos libertar dos nossos pecados. Paulo fala de Jesus, fala do Evangelho e não de outra coisa e nem oferece nada que Jesus não ofereceu.
 "Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho;
O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo." (Gálatas 1:6-7).
 Começa então a expor o motivo da sua carta, começa a repreender os irmãos que estavam virando religiosos, praticando a hipocrisia. Da mesma maneira, hoje vemos pessoas que começaram bem no Evangelho, que tinham sede da Palavra da Verdade, que buscavam Jesus, mas com o tempo, dentro dos templos, se permitiram contaminar com as várias doutrinas de homens, e passaram a ser somente buscadores de bênçãos, passaram a ser repetidores de palavras vazias, abandonando o verdadeiro Evangelho de Cristo e buscando um evangelho de facilidade, de bênçãos e de permissividade, um em que o deus deles tenha somente compromisso com a felicidade aqui. Sabemos que o nosso adversário vive ao nosso redor tentando enganar a todos, por isso temos que ficar alerta e viver de acordo com o Evangelho, de acordo com a Palavra, e não com o que esses falsos pregadores ensinam. São muitos os que estão transformando o Evangelho de Jesus Cristo, e uma grande quantidade de pessoas que estão se afastando do Evangelho de Jesus e indo ao encontro desses. "Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema." (Gálatas 1:8). Por isso devemos estar sempre em alerta, sempre vigiando, porque, como a própria Palavra nos mostra, o diabo se disfarça até como anjo de luz para enganar muitos. Mas, se estivermos firmes no Evangelho, não ouviremos ninguém, a não ser Jesus, é só seguirmos o Evangelho. Se o que estivermos ouvindo, o que estivermos falando, ensinando, se não estiver cem por cento de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, então saberemos que o que está falando é um enganador, alguém a serviço do inferno. Não podemos querer satisfazer as nossas vontades e desejos, e sim nos ater somente na vontade do Senhor para nós. Assim todos os que ensinam ou vivem um evangelho diferente do que aquele que Jesus no deixou que sejam malditos. "Assim, como já vô-lo dissemos, agora de novo também vô-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema." (Gálatas 1:9). Todos os que anunciam, pregam e vivem evangelhos diferentes do de Jesus Cristo são malditos. Temos que saber que esses evangelhos, esse ensino de facilidade de bênçãos e mais bênçãos, de prosperidade, não é o Evangelho de Jesus Cristo, porque o Evangelho de Jesus Cristo é o da Cruz, do arrependimento, da renúncia, o da Salvação. "Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo." (Gálatas 1:10). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

GRAÇA ABUNDANTE

"Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?" (Romanos 6:1-2)

 Muito se fala da Graça, mas, na verdade, poucos a entendem, poucas pessoas de fato compreendem o que é a Graça do Senhor, porque muitos dizem que, uma vez salvo, é salvo para sempre, o que é incorreto, uma vez que devemos todos os dias batalhar para que possamos passar pela porta estreita. Na verdade, temos que todos os dias buscar viver em santidade para que possamos ser achados dignos de entrar no Reino de Deus, uma vez que nenhum pecador entrará se não for digno. Assim como o nosso nome pode ser escrito no livro da vida, a Bíblia nos mostra que também pode ser apagado. Portanto, não é por ter um dia aceitado Jesus que agora nós temos o direito de viver no pecado, que isso não alteraria o nosso fim. Podemos ter levantado as mãos, termos aceitado Jesus como nosso único salvador, mas se depois voltamos ao pecado, com certeza anulamos a Graça em nossa vida e, com certeza, iremos perecer para sempre. Devemos viver como mortos, mortos para o pecado, para os nossos desejos carnais, mortos para o mundo e vivos para o Senhor. "Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?" (Romanos 6:3), Quando assumimos Jesus em nossas vidas, quando nos permitimos receber o batismo em Nome de Jesus, estamos assumindo a sua morte, porque o fato é que Jesus morreu porque, para ressuscitar, é necessário estar morto. Assim, temos que viver como mortos para o mundo, em vivos para Jesus, isto é, não nos envolvendo em qualquer ato de desobediência a sua Palavra, porque quem ama o mundo é porque está vivo nele, e quem está vivo nele está morto para Jesus. Assumir Jesus, que é a Graça, é assumir a sua morte, é viver morto para o mundo; sabemos que seremos ressuscitados com Ele no dia do Juízo. Portanto, quem quiser viver no mundo, desfrutar dos prazeres e de tudo o que o mundo oferece está morto para o Senhor, e isto por mais que frequente uma igreja denominacional, por mais que diga que tenha aceitado o Senhor, porque aceitar Jesus, submeter-se ao Batismo em Nome de Jesus é enterrar o velho homem, a velha mulher, e renascer em Cristo, vivendo em novidade de vida Nele.
 "De sorte que fomos sepultados com Ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida." (Romanos 6:4). Andar em novidade de vida é viver de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo; aquele que mentia que não minta mais. O adúltero, o fornicador, o violento, o enganador, o invejoso, o fofoqueiro, o preguiçoso, todos têm um comportamento diferente do que eram antes, e passam a viver de maneira correta. Não como religiosos, pedindo a Deus para mudá-los, mas simplesmente agindo com rigor contra a vontade da carne. Submeter-se à morte de Jesus, pois Ele morreu em nosso lugar, morreu com os nossos pecados, e, portanto, não podemos mais pecar depois que conhecemos essa verdade, porque, se ainda vivermos em pecado, estaremos menosprezando o Sacrifício da Cruz. Por isso, temos que ter a consciência de que não é por vivermos na Graça e não mais na lei que isso nos dá direito de pecar, mas, ao contrário, é exatamente por esse motivo que devemos viver em santidade, vivendo a morte de Cristo. "Porque, se fomos plantados juntamente com Ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição; Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com Ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado." (Romanos 6:5-6). Se assumirmos a sua morte, vivermos como mortos para os pecados, para o mundo, saberemos que vamos viver com Ele por toda a eternidade, enquanto que, se agirmos de maneira contrária e vivermos para o mundo, com certeza passaremos a eternidade na morte. Mas se o nosso velho eu foi sepultado com Jesus, então viveremos em novidade de vida de acordo com Aquele que vive para sempre. O pecado não pode ter nenhum poder, nenhuma influência sobre a nossa vida, se estivermos vivendo em Jesus. Assim, quem fala que está salvo, mas vive no pecado, na verdade está morto, e se não se converter, estará na morte por toda a eternidade. "Porque aquele que está morto está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com Ele viveremos; Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre Ele." (Romanos 6:7-9). Assim, se vivermos como mortos para o pecado, para a nossa vontade carnal, a morte não poderá nos alcançar, uma vez que a morte reina em nós, e assim vivemos em Cristo. Assim como a morte não tem poder sobre Jesus, também não terá sobre nós, se desfrutarmos da sua morte. "Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça. Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça."(Romanos 6:10-14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 27 de setembro de 2016

SOMENTE O VERBO

"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus." (João 1:1-2)

 No princípio, no início, quando tudo começou, ou melhor, antes de começar, de iniciar, era somente o Verbo. Verbo quer dizer a Palavra, que quer dizer "verbo substantivo masculino 1. palavra, discurso. 2.gram. líng. classe de palavras que, do ponto de vista semântico, contém as noções de ação, processo ou estado, e, do ponto de vista sintático, exerce a função de núcleo do predicado das sentenças." Assim, fica claro saber o que é a Palavra, e, portanto, conseguimos compreender com clareza quem é Jesus. Quando falamos que o Verbo estava com Deus no início, estamos falando de Jesus, que estava com Deus desde o início, antes da fundação do mundo. E não como muitos fazem crer, que Ele apareceu somente no nascimento carnal. Jesus está na Bíblia todo o tempo, porque o mundo foi Criado por Ele. Verbo é a Palavra, que é Jesus, que hoje vemos nas Escrituras, que escutamos no Novo Testamento, o Evangelho. Não encontramos Jesus fora do seu Evangelho, da sua Palavra, porque Ele é a própria Palavra. "Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez." (João 1:3). Tudo o que existe é Criação de Jesus, que é o Verbo, a Palavra, tudo se iniciou quando Deus dizia: "haja luz". Quando Ele disse, estava fazendo uso da Palavra que, consequentemente, é Jesus. Através de Jesus, tudo passou a existir, e sem Ele nada existiria, assim sabemos que a Criação é do Senhor. Quando Jesus veio em forma humana, Ele simplesmente tinha se revestido de carne, ou seja, a Palavra, o Verbo se revestiu de carne e viveu em nosso meio. Por isso sabemos que depois que morreu e ressuscitou, voltou à sua forma inicial, e só o vemos na Palavra, porque Ele é a Palavra. Assim, sabemos que Ele não traz nenhuma revelação pessoal para ninguém que seja contrária a sua Palavra, porque, se assim fosse, estaria indo contra a sua própria essência, sua Palavra estaria sendo contraditória e seria um deus de confusão, o que Ele não é. Portanto, todas as pessoas que dizem que sentem isto ou aquilo no coração, ou que Deus mostrou, revelou de alguma maneira alguma coisa que o Evangelho condena, sabemos que é mentira, engano e ação do nosso adversário. Temos que compreender que Jesus é a própria Verdade, e Nele não há sombra de variações, portanto Ele é imutável, e a sua Palavra é uma só.
 "Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam." (João 1:4-5). Jesus veio ao mundo, e Ele é a fonte inesgotável de Poder, sabedoria, e é a única Luz. Jesus, sendo a Luz dos homens, veio para iluminar, trazer conhecimento, porque, quando não temos conhecimento de algo, estamos em trevas, no escuro, estamos tateando sem saber nada. Mas, quando a Luz chega, o conhecimento, então tudo fica claro, e tudo sabemos e podemos discernir, e assim nos desviar do mal do buraco. Mas Jesus, quando veio ao mundo que estava em trevas, essas trevas, ou melhor, as trevas que habitavam e habitam no ser humano, nas pessoas o rejeitaram e ainda continuam a rejeitá-lo. Sendo trevas, escuridão, sem conhecimento, rejeitaram e ainda muitos estão rejeitando a Luz, por não saberem para onde vão, e infelizmente estão caindo no buraco sem fim. "Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele. Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz."(João 1:6-8). João Batista foi enviado por Deus antes para preparar o caminho para Jesus, para o Verbo. Mas esse João Batista que veio avisar que o Reino estava próximo, para chamar ao arrependimento, veio também para batizar o Verbo, para cumprir tudo o que se devia fazer. Esse homem foi morto por condenar o pecado, por condenar o adultério, o divórcio e o recasamento. João Batista não era o Verbo, mas veio para testemunhar, avisar sobre o Verbo, sobre a Palavra, veio chamando todos ao arrependimento, avisando sobre o início de um novo tempo. Ali estava a Luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. Estava no mundo, e o mundo foi feito por Ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam." (João 1:9-11). Jesus é a verdadeira Luz que veio ao mundo, que foi Criado por Ele, mas esse mundo não somente o rejeitou como o humilhou e o pregou em uma cruz. Jesus era a Fonte de Vida, e o ser humano procurou tirar-lhe a vida, e Ele somente veio para trazer Vida, dar Vida a todos. Veio para tirar a morte, mas o ser humano preferiu o domínio da morte e rejeitar a Vida. Os poucos que o aceitaram, que aceitaram a Palavra, a Verdade, a Vida, o Verbo, são chamados de filhos de Deus, porque todo o resto é somente criatura, feitura Dele. "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu Nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus." (João 1:12-13). Filhos são todos os que o recebem, todos os que se submetem ao batismo nas águas, sepultando o velho homem, a velha mulher, e renascendo em Cristo Jesus. Mas, além de batizar, é necessário perseverar em santidade, porque sem santificação ninguém verá Deus. "E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade." (João 1:14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

LEI ULTRAPASSADA.


"Então alguns que tinham descido da Judéia ensinavam assim os irmãos: Se não vos circuncidardes conforme o uso de Moisés, não podeis salvar-vos." (Atos 15:1)

 Naquela época, Paulo já enfrentava problemas seriíssimos com pessoas que teimavam em não abandonar uma lei arcaica que já tinha tido o seu prazo de validade, porque a lei nada mais foi do que uma espécie de muletas até a vinda de Jesus, e somente Jesus teve condições de cumprir toda a lei. Mas aqui o escritor do livro de Atos (Lucas) relata como alguns irmãos tinham vindo da Judéia e estavam ensinando preceitos da antiga lei. Estavam ensinando que, para se salvar, os irmãos deveriam cumprir o rito da circuncisão, que é um sinal externo, uma marca no pênis dos homens. Mas isso foi no passado, porque Jesus já tinha vindo e dito que queriam que circuncidassem o coração e não mais essa marca, circuncisão externa. Jesus estava dizendo que queria uma conversão legítima, verdadeira, e não uma mostra externa, que para nada serve. "Tendo tido Paulo e Barnabé não pequena discussão e contenda contra eles, resolveu-se que Paulo e Barnabé, e alguns dentre eles, subissem a Jerusalém, aos apóstolos e aos anciãos, sobre aquela questão." (Atos 15:2). Paulo não aceitou, não permitiu, e ele juntamente com Barnabé repreenderam publicamente os que estavam ensinando preceitos e ritos, a lei, como se fossem mandamentos de Jesus. Assim nos deparamos com muitos pregadores pastores que teimam em misturar a lei com a Graça, que tentam fazer arranjos entre as duas coisas, não percebendo que são totalmente distintas. A lei veio para mostrar, revelar o pecado, mas não para solucioná-lo, ou eliminá-lo. E isto foi possível com Jesus, somente Jesus tirou o pecado do mundo, e nos libertou. E Cristo eliminou os dez mandamentos e deixou somente dois, que são muito mais abrangentes, mudou o olho por olho e dente por dente e trouxe o amor e perdão. Mostrou que para o Senhor não existem dias especiais como sábado, que todos os dias são iguais, e que não existe um pecado mais sério do que outro, que todos são iguais, portanto o que existe é o pecado, e os seus praticantes não herdarão o Reino. Assim, quando pregadores tentam justificar pregações através de mandamentos da lei, usando o livro de Levíticos para impor ponto de vista, estão errando, porque vivemos em Jesus, vivemos o Evangelho de Cristo.
 "E eles, sendo acompanhados pela igreja, passavam pela Fenícia e por Samaria, contando a conversão dos gentios; e davam grande alegria a todos os irmãos. E, quando chegaram a Jerusalém, foram recebidos pela igreja e pelos apóstolos e anciãos, e lhes anunciaram quão grandes coisas Deus tinha feito com eles." (Atos 15:3-4). Muitos que hoje fazem uso de parte da lei, que lhes é conveniente para justificar pregações e suas ações, não aceitam serem contestados e sempre entram com a argumentação que a Bíblia tem que ser usada por inteiro. Concordamos, mas não desta maneira, não nesse contexto, porque ali simplesmente nos mostra a lei que se cumpriu em Jesus e nos traz no Novo Testamento, na Nova Aliança, o que devemos praticar. Se existe um Novo Testamento, é porque o anterior, se houve um, já caducou, caso contrário não haveria a necessidade de um novo, mesmo porque não existem dois testamentos em vigor. Mas esses pregadores, os que gostam de fazer uso de parte da lei, não praticam o oferecimento de holocausto constante e nem exigem a morte por apedrejamento dos adúlteros, buscam somente o que se fala de bênção e permissão para o pecado."Alguns, porém, da seita dos fariseus, que tinham crido, se levantaram, dizendo que era mister circuncidá-los e mandar-lhes que guardassem a lei de Moisés. Congregaram-se, pois, os apóstolos e os anciãos para considerar este assunto."(Atos 15:5-6). Muitos querem justificar o divórcio através da lei, que Moisés pela dureza do coração permitiu, apesar de que não autorizou o recasamento. Mas as pessoas querem isso, e não querem ouvir Cristo. A hipocrisia dominante no meio denominado evangélico é assustadora, muitas vezes nos leva a pensar que essas pessoas estão determinadas a afrontar Jesus Cristo, o nosso Salvador. Devemos saber que se na antiga lei se falava em bênçãos materiais, agora, o que se fala na Graça a bênção é muito maior, porque é espiritual. Jesus não fala em riquezas materiais, mas fala em mansões espirituais. "E, havendo grande contenda, levantou-se Pedro e disse-lhes: Homens irmãos, bem sabeis que já há muito tempo Deus me elegeu dentre nós, para que os gentios ouvissem da minha boca a Palavra do Evangelho, e cressem. E Deus, que conhece os corações, lhes deu testemunho, dando-lhes o Espírito Santo, assim como também a nós; E não fez diferença alguma entre eles e nós, purificando os seus corações pela fé."(Atos 15:7-9).Circuncisão e outros preceitos da lei nada são, mas tudo é Cristo, é a Ele que devemos ouvir. Não podemos trazer rituais antigos como se fossem de algum valor, ou ensinar a prática de sacrifícios, porque Jesus disse que o que deseja de nós é simplesmente obediência a sua Palavra, a seu Evangelho. "Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais nem nós pudemos suportar? Mas cremos que seremos salvos pela Graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também." (Atos 15:10-11). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

SEGUNDA CARTA

"Amados, escrevo-vos agora esta segunda carta, em ambas as quais desperto com exortação o vosso ânimo sincero; Para que vos lembreis das palavras que primeiramente foram ditas pelos santos profetas, e do nosso mandamento, como apóstolos do Senhor e Salvador." (2 Pedro 3:1-2)

 Pedro, apóstolo, discípulo de Jesus, escreve essa segunda carta, como em todas as cartas bíblicas, para exortar. Não encontramos nenhuma carta na Bíblia com promessas de milagres, curas, prosperidade, e sim o contrário, exortando para permanecerem firmes, perseverando em santidade. Pedro aqui manda que se lembrem das palavras dos profetas e dos discípulos a respeito da Promessa de salvação, porque devemos estar cientes de que a Promessa é de Salvação, de vida, e não de outra coisa, como muitos fazem crer. Os discípulos de Jesus pregavam o que Jesus também iniciou no seu Ministério terreno, dizendo:"arrependam-se porque o Reino de Deus está chegando".O primeiro pregador do Novo Testamento foi João Batista, que iniciou dizendo: "arrependam-se porque o Reino está chegando", e esse pregador só falava de arrependimento, e por pregar contra o pecado, o adultério, foi morto. Temos que atentar para as Escrituras, para a Palavra de Deus, e vigiar, porque há muita pregação fantasiosa e mentirosa que muitos adoram. "Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da Criação." (2 Pedro 3:3-4). Muitos religiosos que lotam os templos estão em busca de bênçãos somente, de milagres imediatos, mesmo porque não creem no retorno, na volta de Jesus. Isso porque acham que há muito tempo as pessoas estão falando que Jesus está voltando e nada acontece. Mas eles não sabem - e não sabem exatamente por não lerem a Bíblia, por não meditarem na Palavra de Deus - que não existe atraso, que cada dia que passa mais se aproxima a volta do Senhor. Os sinais mostram tudo o que Jesus nos falou, mostrou, tudo está acontecendo, e, quando menos se esperar, acontecerá, e nesse momento não existirá mais tempo de arrependimento e nem pedido de socorro.
 "Eles voluntariamente ignoram isto, que pela Palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste." (2 Pedro 3:5). Devemos entender e compreender que o Senhor criou toda a terra e tudo o que existe pela sua Palavra, e tudo permanece firme até hoje, porque a Palavra de Deus se cumpre em todos os sentidos, tanto para o bem como para o mal. Deus, o Criador de tudo, dos Céus e da Terra, é o mesmo que afirmou que Jesus voltará e que depois existirão destruição e morte, que as estrelas cairão, o Sol, a Lua despencarão, que não existirá nem mais luz natural. Ele mesmo afirma que enviará tormento e dor para todos os que não creem no Nome do seu Filho. "Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio, Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma Palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios."(2 Pedro 3:6-7). Quando Deus avisou que destruiria tudo pela água, ninguém creu, somente Noé, e, portanto, se salvou. Assim também é essa geração que não crê na Palavra do Senhor, e, quando acontecer, serão pegos de surpresa, porque não vigiaram e não creram no Filho de Deus. Mas os que persistem em viver no pecado, buscando somente o bem-estar aqui, correndo atrás de bênçãos, que não se santificam, não praticam o Evangelho de Jesus Cristo, estão sendo guardados para o dia do Juízo. O que eles não perceberam é que será como um relâmpago, e, quando acontecer, não terão mais tempo para arrependimento nem pedidos de misericórdias, porque o Advogado hoje será o Juízo naquele dia. Não compreendem o tempo de Deus, se esquecem de que o Senhor se move na eternidade e nós no tempo, portanto os parâmetros são totalmente diferentes. "Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se." (2 Pedro 3:8-9). A diferença entre o que julgamos tempo de Deus e o que realmente é tempo de Deus, que no caso é eternidade, é enorme, e por tal motivo as pessoas não compreendem e acham que está demorando. Mas o que julgamos como muito tempo para o Senhor é como um segundo, e o que achamos rápido depressa para Deus é como muito tempo. Assim, as coisas que já estão determinadas pelo Senhor para Ele são rápidas e logo acontecerão. "Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz." (2 Pedro 3:10-14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

RESULTADO DA FÉ

"Pela fé Moisés, já nascido, foi escondido três meses por seus pais, porque viram que era um menino formoso; e não temeram o mandamento do rei." (Hebreus 11:23)

 Todos falam em fé, uns dizem que a têm, e muito poucos admitem que não a têm, mas, a bem da verdade, os que têm coragem de admitir que não têm muitas vezes são os que têm fé. Observamos pessoas que lotam os templos denominacionais afirmarem que têm fé, que Deus vai fazer isto ou aquilo na vida delas. Mas, como observamos, na verdade é uma questão de autoafirmação, porque elas sabem que não têm fé e não creem que podem receber qualquer coisa do Senhor, porque vivem em erro, vivem no pecado, e sabem que, por estarem vivendo contrários à Palavra de Deus, esta não pode se cumprir em suas vidas. Fé é gerada pela obediência, e a obediência é a demonstração da fé, uma coisa está ligada à outra, assim, quem tem fé é obediente à Palavra de Deus. Os país de Moisés tiveram fé de que o seu filho poderia ser salvo, e, portanto, o conservaram consigo enquanto podiam, e no momento certo o colocaram no rio sabendo que alguém o recolheria. Ter fé é crer no impossível; é viver para ver o acontecimento, sabendo que o verá, mas, se temos dúvidas, medo, se não temos certeza de que algo acontecerá, é porque não temos fé. Querer, desejar não é fé, porque podemos desejar algo, mas não termos fé ou esperança de consegui-lo. "Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; Tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa." (Hebreus 11:24-26). Moisés sabia do seu chamado e, portanto, não abriu mão dele, mas preferiu abrir mão da riqueza e do poder do Egito. Fé é olhar com os olhos da fé, o que não existe é esperar sabendo que se materializará, que acontecerá e não se desviar por nada. Vejo pessoas lotarem os templos participando de campanhas, querendo comprar bênçãos, pedindo, implorando por isto e por aquilo, mas não têm fé de que receberão, e por isso não recebem. Elas não entendem que as promessas do Senhor, a Promessa que está clara na sua Palavra para nós acontecerá, desde que nos moldemos a Ele, nos submetamos a suas ordenanças.
 "Pela fé deixou o Egito, não temendo a ira do rei; porque ficou firme, como vendo o invisível. Pela fé celebrou a páscoa e a aspersão do sangue, para que o destruidor dos primogênitos lhes não tocasse." (Hebreus 11:27-28). Tudo o que Moisés fez foi pela fé, todas as suas ações foram baseadas em fé, inclusive quando matou um egípcio, porque, sabendo o seu chamado, ele se antecipou, o que não deveria ter feito, mas a fé é inegável. Deveríamos ler, meditar na Palavra de Deus e colocá-la em prática, imitar a fé desses que foram grandes, dos heróis da fé. Mas preferimos ficar lamentando, mendigando, ou mentindo, porque, quando falamos que temos fé para isso ou para aquilo, mas sabendo que não é verdade, estamos mentindo, estamos pecando, porque o Senhor conhece o nosso interior. Fé é crer na Palavra de Deus, é saber que tudo o que Jesus falou é verdade, vai acontecer, se nos colocarmos em posição para ver acontecer. Fé exige obras, sim, porque a fé sem obras ela é morta, uma vez que, se temos fé, nos comportamos, nos posicionamos para recebê-la, para vê-la acontecer. Se eu creio na minha salvação, se eu creio na vida eterna, e não me prendo às coisas deste mundo, se eu sei que Deus não me deixará passar por necessidades, então eu vou simplesmente agir em conformidade com o Evangelho. "Pela fé passaram o Mar Vermelho, como por terra seca; o que intentando os egípcios, se afogaram. Pela fé caíram os muros de Jericó, sendo rodeados durante sete dias. Pela fé Raabe, a meretriz, não pereceu com os incrédulos, acolhendo em paz os espias." (Hebreus 11:29-31). Todos os vitoriosos da Bíblia agiram pela fé, souberam esperar e perseveraram, não desanimaram, resistiram às tentações, às provocações, às necessidades. Falamos que temos fé, mas não queremos esperar, queremos tudo de imediato, queremos a mágica, que nada tem a ver com o Senhor, porque Deus opera milagres, o diabo é a mágica, que é a arte do engano, da malandragem, da mentira, do engano. Falamos que somos discípulos de Jesus, mas temos medo de sofrer, de enfrentar lutas, esquecendo que todos os heróis da fé passaram por privações, por desertos antes de verem cumprida a promessa. Devemos aprender a olhar para o Senhor e simplesmente perseverar, e não nos desviar por nada, e não nos preocupar com o tempo, porque o que prometeu é fiel para cumprir, sabemos que no momento certo acontecerá se perseverarmos. Mas se desistirmos, abandonarmos, é porque nunca tivemos fé verdadeira, e somos fracos, derrotados, e com certeza jamais mereceremos vitória. "E que mais direi? Faltar-me-ia o tempo contando de Gideão, e de Baraque, e de Sansão, e de Jefté, e de Davi, e de Samuel e dos profetas, Os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões, Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos." (Hebreus 11:32-34). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 20 de setembro de 2016

O MESMO SENTIMENTO

"De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz." (Filipenses 2:5-8)

 A soberba, o orgulho, é o maior condutor da derrota. Muitos estão se perdendo e, sem perceber, estão caminhando para a morte, apesar de estarem frequentando templos evangélicos. Observamos que esse pecado está muitas vezes nos altares, nos púlpitos dos templos denominacionais. Vemos alguns líderes pastores falando com arrogância, como se fossem os donos da verdade; muitos se acham no direito de questionar Deus, exigir isto e aquilo como se o Senhor tivesse a obrigação de atender a todos os nossos pedidos. Temos que saber que ser cristão é ser servo, e servos servem; assim sendo, servem o Senhor, o Nosso Senhor. Devemos simplesmente obedecer-lhe, respeitá-lo, amá-lo. E amar é obedecer a Deus, é temer. Agindo assim, sabemos que não podemos fazê-lo com arrogância em nenhuma situação, e sabemos que temos que tratar todos por igual, porque não somos melhores do que ninguém. Se somos servos, se somos cristãos, então somos aprendizes de Cristo, andamos na mesma pisada Dele, e a simplicidade é algo inerente a todos nós. Jesus era Deus, mas Ele se destituiu do seu Poder e veio ao mundo como um homem carnal, uma pessoa comum. Ele poderia ter nascido, ter sido criado em um palácio, mas preferiu nascer em um lar comum, nasceu em uma manjedoura, em um lugar para animais, e foi perseguido, e logo José teve que fugir com Ele para o Egito, para que não o matassem. Jesus teve uma vida comum até os trinta anos de idade aproximadamente; viveu como uma pessoa qualquer, ajudava José na carpintaria e não fez nenhum milagre e nem nada com que pudesse se destacar. Após ser batizado nas águas do rio Jordão por João Batista, foi conduzido ao deserto para ser tentado. Jesus era Deus e se humilhou, sofreu muito mais do que qualquer ser humano, e nós não queremos sofrer, passar por desertos, por nada, como se fôssemos alguma coisa.
 "Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um Nome que é sobre todo o nome; Para que ao Nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai." (Filipenses 2:9-11). Jesus foi perseguido, humilhado, escarrado, açoitado, condenado, crucificado e morreu na Cruz do Calvário, e em nenhum momento abriu a boca para reclamar. Como um cordeiro mudo, sofreu todo o castigo que nos estava destinado. Jesus era Deus, e não reclamou, aceitou, não pleiteou com o Pai, não exigiu nada de Deus Pai. Ele simplesmente pedia, orava, louvava e exaltava o Nome de Deus. Jesus Cristo era Deus e não quis pleitear lugar de honra, de destaque, não quis assumir lugar, posição no templo; ao contrário, estava sempre entre os desprezados, entre os pescadores, cobradores de impostos. Vemos muitos pecadores querendo ser deus, muitos querendo se passar por justos diante do Senhor, e querem entrar em pleito com o Senhor por estarem passando por qualquer luta. Muitos se acham espiritualmente superiores aos demais; acham que merecem estar em posição superior; acham que têm este ou aquele direito. Mas Jesus nos mandou ser humildes, agir como Ele, e saber que nada somos, que Ele é tudo, é Ele quem levanta ou abate, esse é o Senhor. Não somos melhores do que ninguém, ao contrário, somos inferiores, por pensar que somos melhores. Devemos ir ao Senhor em oração com temor, sempre sabendo que não somos dignos de nada e só estamos vivos graças a suas misericórdias. Saber que posses, bens materiais não são nada, pois nada levaremos, e também entender que muitos que vemos como sendo inferiores a nós podem ser até muito superiores a nós. Também não é por termos anos como cristãos ou por frequentarmos um templo denominacional qualquer que isso nos faz superiores a alguém que está chegando agora ou ainda não chegou. Nada somos, e, para sermos alguma coisa, temos que estar em Jesus na sua humildade, sabendo que Ele é o Senhor. Devemos aprender a amar o próximo como a nós mesmos. "De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor; Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade. Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo; Retendo a Palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão. E, ainda que seja oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, folgo e me regozijo com todos vós. E vós também regozijai-vos e alegrai-vos comigo por isto mesmo."(Filipenses 2:12-18). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

SAINDO DAS POTESTADES DAS TREVAS

"O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o Reino do Filho do seu amor." (Colossenses 1: 13)

 Todos nós, antes, éramos pecadores sem nenhuma chance ou possibilidade de salvação, porque, para alcançarmos a salvação, teríamos que cumprir regiamente a lei, e isso era praticamente impossível, digo praticamente impossível porque o único que a cumpriu integralmente foi Jesus. Portanto, não tínhamos escapatória, e por tal motivo os sacerdotes da época ofereciam sacrifícios e holocausto de maneira constante e ininterrupta, porém que de nada serviam, a não ser, somente, para encobrir o pecado do povo, mas não o resolver. Esse pecado todos nós já nascemos com ele por causa da nossa herança adâmica; assim todos pecaram, e destituídos estão do seu poder. Mas Deus, no seu imenso amor, enviou seu Filho para nos resgatar das trevas, da morte, e isso só foi possível com o derramamento do seu sangue. Portanto, Jesus nos tirou das trevas e nos conduziu ao Reino, e para nele entrarmos, assumirmos o nosso lugar - que já está reservado antes mesmo da fundação do mundo - basta aceitarmos, concordarmos com Ele. O Reino de amor, o Reino de Jesus está disponível a todos, e os nossos pecados anteriores não podem impedir a nossa entrada se aceitarmos Jesus. Aceitar é concordar, é seguir o mesmo caminho e viver Nele, é aceitar a vida Nele, que é a própria vida. A nossa herança pecadora, pecaminosa, se encerra em Jesus se o aceitarmos, mas a aceitação se dá por obediência e submissão. "Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados." (Colossenses 1:14). Foi necessário Jesus vir em carne, para que sofresse e morresse em nosso lugar, para nos tirar do jugo do pecado. Mas também não podemos imaginar que o fato de Jesus ter vindo e nos libertado do pecado nos dá direito de viver de qualquer maneira, porque o pecado existe, e se continuarmos a pecar depois de tão grande sacrifício, com certeza padeceremos por toda a eternidade, porque já não existe mais sacrifício pelo pecado. Por tal motivo que é necessária a aceitação de Jesus, é necessário viver segundo os seus preceitos e ordenanças, porque esse é o único Caminho seguro que nos conduz à vida. Não podemos imaginar que, por Ele ter morrido e levado os pecados, estamos livres e podemos viver regaladamente, porque não é assim, temos que andar no Caminho, todo o resto é desvio, são atalhos que conduzem à morte.

"O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; Porque Nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por Ele e para Ele." (Colossenses 1:15-16).Jesus é o autor da vida, porque Ele mesmo é a própria vida, e nos deu vida. Ele dá vida a todos os que realmente buscam vida. Jesus é o primeiro de tudo, Ele é o fundador, o Criador de tudo. Jesus Cristo criou o Paraíso, fez Adão e Eva, e tinha lhes dado ordens, mas por desobediência deles o pecado entrou no mundo. Ele mesmo planejou salvar o mundo pela sua própria vida; veio e se entregou por nós, e morreu, mas ressuscitou ao terceiro dia. Jesus tem todo o poder no céu e na terra, porque Ele é o primeiro, e o último, Ele é o Senhor, é o Deus Todo Poderoso. Não existe nada superior a Jesus, e todas as coisas estão sujeitas a Ele, portanto sabemos que o diabo só pode agir com a permissão ou vontade Dele. E essa permissão, esse consentimento é dado quando há desobediência, e isso tem que ocorrer porque o Senhor assim determinou pela sua Palavra, e Ele tem compromisso com ela. Assim, o culpado por nossos sofrimentos, dores e morte somos nós mesmos, que não ouvimos, não obedecemos ao Senhor, porque, caso contrário, Ele impediria que o mal nos sobreviesse. "E Ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por Ele. E Ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o Princípio e o Primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência." (Colossenses 1:17-18). Jesus Cristo é tudo. Nele é que encontramos Deus Pai, porque quem o vê vê o Pai, portanto sabemos que Deus Pai, Deus Espírito Santo está Nele, e tudo pertence a Ele, e Ele é tudo, porque Deus Pai entregou tudo a Ele. Jesus é antes de tudo, e todas as coisas foram criadas por Ele e para Ele. Assim, para sermos vitoriosos, temos que ser submissos a Ele, e todos os que se insurgem contra a sua autoridade vão para o sofrimento e desonra eternos, lugar reservado para o diabo e seus seguidores. Assim, para sermos vitoriosos, temos que dar lugar ao Senhor, dar prioridade a Ele em tudo em nossa vida, porque Ele é o primeiro, e, quando não fazemos isso, estamos tentando roubar o que é Dele, e por isso receberemos o mais duro castigo. Assim, sabemos que, antes de tudo, em nossa vida, tem que ser o Senhor, porque Ele é antes de tudo. "Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude Nele habitasse, E que, havendo por Ele feito a paz pelo Sangue da sua Cruz, por meio Dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus. A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou No corpo da sua carne, pela morte, para perante Ele vos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis, Se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé, e não vos moverdes da esperança do Evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, estou feito ministro." (Colossenses 1:19-23). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.