EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

UMA VIVA ESPERANÇA

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, incontaminável, e que não se pode murchar, guardada nos céus para vós." (1 Pedro 1:3-4)

         Devemos todo o tempo Louvar, Exaltar e Glorificar o Nome do Senhor, mas temos de fazer isso não por algo que Ele possa fazer por nós, e sim pelo seu imenso Amor, pelo que Ele já fez. Temos que aprender a agradecer mais e pedir menos, porque o Senhor já nos deu vida. Nós estávamos mortos e Ele, através do seu Filho, nos trouxe a vida. Abandonar essa religião maldita que ensina que devemos o tempo todo somente pedir isto e aquilo, pedir por nós, pedir pelos outros, pedir coisas, pedir bens, saúde, dinheiro. Não sei de onde surgiu isso, mas o fato é que, depois que inventaram isso, as pessoas não sabem fazer uma oração, não sabem ter um diálogo com o Senhor lhe agradecendo, louvando o seu Nome, porque sempre pedem alguma coisa. Na verdade, isso acontece pois não acreditam Nele e no seu Amor, porque, se assim fosse, saberiam que Ele o tempo todo cuida de nós e de nossas necessidades, não precisamos ficar pedindo. Devemos sempre pedir é perdão por nossos pecados, nossas ações, omissões, pensamentos, por toda rebeldia, por desconhecermos o nosso Deus. Devemos sempre analisar que estávamos mortos em nossos pecados sem nenhuma condição de escapar do sofrimento eterno, mas o Senhor, no seu imenso Amor, resolveu enviar o seu Filho Único para ocupar o nosso lugar. Assim, Jesus assumiu a nossa morte, sofreu e padeceu em nosso lugar. Esse ato é motivo mais do que suficiente para vivermos agradecendo a Ele por toda a eternidade. E quem não reconhece essa salvação, esse amor, quem acha que Deus tem o compromisso de nos dar mais alguma coisa aqui não merece o seu Amor. Fomos feitos herdeiros dessa herança do Senhor e reinaremos por toda a eternidade, mas é claro que ela está disponível para os que acreditam nela, que acreditam no Senhor, que acreditam no Sacrifício da Cruz. Todos nós, antes de ficarmos pedindo alguma coisa, deveríamos agradecer por termos a oportunidade de ter vida em Cristo, deveríamos nos alegrar, agradecermos pelo que temos, e principalmente por estarmos vivos ainda e assim termos condições, oportunidade de nos arrepender e sermos salvos em Jesus Cristo.
 "Que mediante a fé estais guardados na virtude de Deus para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo, Em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações. " (1 Pedro :5-6). A Porta foi aberta, e todos recebemos o direito de passar por ela, e esse direito é exercido quando nós entendemos, compreendemos essa tão grande salvação. Portanto, temos o direito, não a obrigação, o dever, de passar por essa Porta, porque podemos recusar, podemos escolher o mundo, podemos escolher a morte. E essa escolha se dá quando nos rebelamos contra os preceitos do Senhor, quando entendemos que já fomos salvos e que podemos fazer qualquer coisa, quando achamos que temos um Deus que tem a obrigação de cuidar de nós aqui nos dando tudo o que queremos, quando inventamos promessa para Ele atender as nossas vontades, quando agimos como filhos mimados e ficamos somente pedindo, e não nos moldamos aos seus mandamentos. Entrar pela Porta é quando sabemos quem é Jesus e vivemos para o adorar, para reverenciá-lo sabendo que a nossa vida, nossa salvação está Nele, que o tempo que temos aqui é somente para nos arrependermos e praticarmos a sua Palavra, para vivermos o seu Evangelho, que nos conduz a Ele. Temos que entender que aqui é lugar de lutas, é lugar onde devemos peregrinar, caminhar em direção ao Senhor, em direção à Porta. Portanto, é normal, esperado que passemos por todos os tipos de lutas, isto porque não somos daqui. "Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo; ao qual, não o havendo visto, amais; no qual, não o vendo agora, mas crendo, vos alegrais com gozo inefável e glorioso; alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas." (1 Pedro 1:7-9). Somos provados, para só depois sermos aprovados, temos que ser lapidados, nossa fé tem que ser provada; digo fé verdadeira no Senhor, não fé de que vai receber essa ou aquela bênção, mas fé na Vida, na salvação, e lutar, caminhar, peregrinar durante todo o tempo que aqui estivermos para que alcancemos a vida, a Salvação em Jesus. Fé que transforma, que faz com que tenhamos uma maneira, um modo de vida diferente, sabendo que devemos viver, praticar a santidade o tempo todo. Termos fé, pois o que importa é agradar a Deus, fazer a sua vontade. A nossa prioridade é Ele, e vivermos para Ele, porque somente Ele pode nos dar Vida. Devemos saber que, se não estivermos Nele, com certeza perecemos por toda a eternidade. Que sejamos homens e mulheres de Deus e que passemos a adorá-lo e agradecer-lhe por tudo o que Ele fez, por tudo o que já nos deu, e paremos com essa religião, essa loucura de ficar pedindo, porque o compromisso do Senhor, a sua Promessa é Vida, e não outra coisa. "Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada, Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir. Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o Evangelho; para as quais coisas os anjos desejam bem atentar."(1 Pedro 1:10-12). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 27 de abril de 2017

O QUE CONVÉM

"Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina. Os velhos, que sejam sóbrios, graves, prudentes, sãos na fé, no amor, e na paciência." (Tito 2:1-2)

 Todos nós que conhecemos o Senhor, que conhecemos o Evangelho, temos o dever, a obrigação de viver e sempre falar do Evangelho de Jesus Cristo; temos a obrigação de expor e viver os mandamentos da sã doutrina. A obrigação de ensinar a maneira correta de se viver de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo é de todos e, portanto, devemos ensinar nas nossas casas, no trabalho, no clube, no colégio, e no meio social em que vivemos. Devemos ensinar não só com palavras, mas muito mais com o nosso comportamento e nossa maneira de viver e de nos portar. Mesmo os mais idosos, as pessoas com mais idade, se não estiverem vivendo em conformidade com o Evangelho, devemos alertá-los ensinar-lhes o caminho correto, para que se salvem e não pereçam. Temos que respeitar as pessoas, principalmente os mais velhos, mas muitos deles precisam aprender a sã doutrina. Quando estamos ensinando isso, estamos demonstrando o nosso amor; pregar o Evangelho, ensinar a são doutrina é um ato de amor. Temos que orientá-los a serem pacientes e a praticarem a fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, ensinar-lhes a viver e a praticar o verdadeiro Amor, que vem do Senhor. Devemos ensinar-lhes a serem pessoas sérias, prudentes, que não se envolvam com vícios ou conversas que as afastam do Senhor. "As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias no seu viver, como convém a santas, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras no bem; Para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, A serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a Palavra de Deus não seja blasfemada." (Tito 2:3-5). Temos que também ensinar as senhoras, as mulheres mais idosas, a viverem na prática do Evangelho e não viverem com fofocas, mentiras, incentivando o pecado. Devemos alertá-las para que sejam verdadeiras mulheres de Deus e que estejam aptas a ensinar o Evangelho e o comportamento cristão a todos. Se forem casadas, que amem, respeitem e cuidem de suas casas, de seus maridos, e se forem viúvas, que cuidem de sua casa e não se envolvam com homens, que não busquem novo relacionamento, porque já tiveram a sua cota. Que não fiquem cuidando da vida dos outros, que prestem atenção na sua vida e sejam exemplo, para que possam ensinar as mulheres mais jovens a serem boas esposas, boas donas de casa, a não serem rixosas, e, principalmente, que lhes seja mostrada a importância do casamento. Não falem palavras obscenas, que cuidem dos seus maridos, que sejam exemplo a ser seguido por todas as mulheres que as conhecerem. Que ocupem lugar de orientadora, conselheira no meio em que vivem, que sejam senhoras confiáveis.
 "Exorta semelhantemente os jovens a que sejam moderados. Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra incorrupção, gravidade, sinceridade, Linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de nós." (Tito 2:6-8). Também temos a obrigação de ensinar todos os jovens a viverem em conformidade com o Evangelho de Jesus Cristo. Essa obrigação ainda é maior, porque os jovens são o futuro de nossa nação, e, portanto, se lhes ensinarmos, se os prepararmos de acordo com a sã doutrina, saberemos que teremos um futuro de paz. Temos a todo tempo de mostrar, falar sobre os malefícios dos vícios, das drogas e de toda rebeldia; temos que lhes ensinar a serem homens e mulheres comprometidos com a Verdade Única. Não podemos viver agradando-lhes ou lhes fazendo as vontades, ao contrário devemos ensinar, mostrar o Caminho, porque isso será cobrado de nós. Devemos ser exemplo, para que os jovens possam espelhar-se em nosso comportamento, portanto devemos tomar muito cuidado com o que falamos. Temos que ter uma linguagem sã normalmente, sem gírias, sem modismos, ou modernismos que para nada servem, porque, se formos pessoas sérias, comprometidas com o Evangelho, os nossos adversários jamais terão condições de falar mal de nós, e o que eles tentarem usar para denegrir a nossa imagem, na verdade, servirá para exaltar o Nome do Senhor. Na verdade, queremos ser criticados e citados por sermos verdadeiros praticantes do Evangelho de Jesus Cristo, e, ao sermos assim taxados, o Nome do Senhor é Glorificado. "Exorta os servos a que se sujeitem a seus senhores, e em tudo agradem, não contradizendo, Não defraudando, antes mostrando toda a boa lealdade, para que em tudo sejam ornamento da doutrina de Deus, nosso Salvador. Porque a Graça Salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens." (Tito 2:9-11). Também devemos exortar, ensinar a todos os servos, a todos os trabalhadores que sejam pessoas responsáveis e honestas. Independentemente do cargo que ocupem, que sejam honestos com os seus patrões, e que não enrolem, não mintam, não faltem, que tenham zelo com o que fazem. Os patrões compram o nosso tempo, portanto, devemos ser honestos, porque, se não trabalharmos como deveríamos, estaremos sendo desonestos, estaremos furtando. Temos de ser exemplo, que sejamos conhecidos e respeitados como empregados honestos e trabalhadores, que sejamos funcionários confiáveis, porque, agindo assim, estaremos dando exemplo do Evangelho de Jesus Cristo, estaremos glorificando o Nome do Senhor. Todo o tempo deveremos mostrar, apresentar Jesus Cristo pelo nosso comportamento; que sejamos conhecidos por termos o mesmo comportamento que Ele, porque, quando falamos que somos crentes, mas agimos de maneira errada, estamos dando um péssimo testemunho e conduzindo pessoas ao sofrimento eterno, e nós, com certeza, iremos prestar contas disso. Todo o tempo devemos exortar todos a abandonarem os erros, os pecados e a viverem e seguirem o Senhor. "Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da Glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo; O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras. Fala disto, e exorta e repreende com toda a autoridade. Ninguém te despreze." (Tito 2:12-15). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 26 de abril de 2017

NASCEU EM BELÉM

"E, tendo nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém, Dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo." (Mateus 2:1-2)

         As pessoas se preocupam com muitas coisas, esquecendo que só uma é necessária: a fé em Deus, mas a fé que gera a obediência. Muitos buscam o Senhor em prol de algumas coisas, tanto físicas como materiais, e poucos, muito poucos realmente o buscam porque Ele é Deus. Poucos o buscam em prol somente de comunhão de vida com Ele, e é exatamente aí que resulta o erro, porque não temos um deus que se preocupa somente em atender a nossos desejos. Deus tem compromisso com a sua Palavra, e Ele enviou seu Filho para sofrer e morrer em nosso lugar, para que tenhamos vida, e não luxo ou conforto, porque nem mesmo o seu Filho teve isso. Jesus deixou bem claro que aqui no mundo teríamos lutas e perseguições, mas que seríamos vencedores, e a nossa vitória é a vida Nele. Jesus nasceu em uma manjedoura, em um local para animais, mesmo sendo o Criador de tudo. Deus Pai não o enviou para nascer em uma mansão ou em um palácio, mas o cuidado do Senhor foi durante toda a sua vida. O Maná do Senhor não parou de cair sobre Ele, apesar de que desde o seu nascimento a perseguição foi sistemática. Se Jesus já nasceu sendo perseguido, por que nós, como seus discípulos, não podemos passar por tribulações? As pessoas querem viver no Paraíso aqui, mas esquecem que o mundo jaz no maligno, e que o príncipe deste mundo não é o Senhor. O Senhor enviou verdadeiros adoradores para adorarem Jesus antes mesmo do seu nascimento físico, para adorá-lo e trazerem o Maná, condições de subsistências para viver, porque logo Ele teve que fugir dos ataques de Herodes. "E o rei Herodes, ouvindo isto, perturbou-se, e toda Jerusalém com ele. E, congregados todos os príncipes dos sacerdotes, e os escribas do povo, perguntou-lhes onde havia de nascer o Cristo. E eles lhe disseram: Em Belém de Judéia; porque assim está escrito pelo profeta: E tu, Belém, terra de Judá, De modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá; porque de ti sairá o Guia que há de apascentar o meu povo Israel. Então Herodes, chamando secretamente os magos, inquiriu exatamente deles acerca do tempo em que a estrela lhes aparecera. E, enviando-os a Belém, disse: Ide, e perguntai diligentemente pelo menino e, quando o achardes, participai-mo, para que também eu vá e o adore. E, tendo eles ouvido o rei, partiram; e eis que a estrela, que tinham visto no oriente, ia adiante deles, até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino. E, vendo eles a estrela, regozijaram-se muito com grande alegria. E, entrando na casa, acharam o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra. E, sendo por Divina revelação avisados num sonho para que não voltassem para junto de Herodes, partiram para a sua terra por outro caminho." (Mateus 2:3-12). Os magos adoraram e entregaram tesouros, que serviram para José manter Maria e o menino no Egito, porque teriam que fugir para lá, para não serem mortos. Queriam matar Jesus antes mesmo de Ele nascer, mas o cuidado de Deus, a proteção é real, independentemente de qualquer coisa.
 "E, tendo eles se retirado, eis que o anjo do Senhor apareceu a José num sonho, dizendo: Levanta-te, e toma o menino e sua mãe, e foge para o Egito, e demora-te lá até que eu te diga; porque Herodes há de procurar o menino para o matar. E, levantando-se ele, tomou o menino e sua mãe, de noite, e foi para o Egito. E esteve lá, até à morte de Herodes, para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz: Do Egito chamei o meu Filho. Então Herodes, vendo que tinha sido iludido pelos magos, irritou-se muito, e mandou matar todos os meninos que havia em Belém, e em todos os seus contornos, de dois anos para baixo, segundo o tempo que diligentemente inquirira dos magos. Então se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias, que diz: Em Ramá se ouviu uma voz, Lamentação, choro e grande pranto: Raquel chorando os seus filhos, E não quer ser consolada, porque já não existem." (Mateus 2:13-18). Deus Pai sempre vai cuidar dos seus, e principalmente do seu Filho, portanto, Ele envia um anjo para prevenir José sobre a perseguição e intenção de Herodes, assim como preveniu os magos para que não voltassem e dessem informação a esse rei malvado, e que fossem por outro caminho. Vimos que Deus Pai enviou suprimentos, condições para que José tivesse meios para sobreviver no Egito durante a sua fuga e permanência naquele país. Enviou o anjo para avisar José sobre a intenção de Herodes. Esse cuidado se chama Maná do Senhor, porque Deus cuida de quem é seu filho, cuida em todos os sentidos, mas isto não quer dizer que Ele vai dar riquezas, luxo, porque isso Ele não deu para o seu Filho legítimo, como então daria para nós? Quem dá essas coisas é outro, e nós veremos que Jesus, depois de crescido e após o batismo, o diabo ofereceu tudo isso a Ele que recusou. Portanto, as pessoas que andam em busca de coisas materiais não estão buscando Deus, porque o Senhor nós o buscamos por Ele ser Deus, e não pelo que pode nos dar. "Morto, porém, Herodes, eis que o anjo do Senhor apareceu num sonho a José no Egito, Dizendo: Levanta-te, e toma o menino e sua mãe, e vai para a terra de Israel; porque já estão mortos os que procuravam a morte do menino. Então ele se levantou, e tomou o menino e sua mãe, e foi para a terra de Israel." (Mateus 2:19-21). O Senhor cuida em todos os sentidos, porque fez com que José permanecesse no Egito durante o tempo que era necessário até Herodes morrer, e após a sua morte avisa José e o manda retornar. Se Jesus, o Filho de Deus, tão logo nasceu, teve que fugir, teve que ir para o Egito, por que nós não aceitamos, por que discordamos de perseguições, reclamamos quando estamos no deserto, quando estamos no estrangeiro? Onde quer que estejamos, se formos verdadeiros adoradores, o cuidado do Senhor será real em nossas vidas, e assim com certeza seremos avisados, enviados de volta a nossa pátria, a nossa casa, ao nosso lugar. Temos que aprender que não somos turistas, mas peregrinos em uma terra estanha. "E, ouvindo que Arquelau reinava na Judéia em lugar de Herodes, seu pai, receou ir para lá; mas avisado num sonho, por Divina revelação, foi para as partes da Galiléia. E chegou, e habitou numa cidade chamada Nazaré, para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas: Ele será chamado Nazareno. (Mateus 2:22-23). 
Leia e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 25 de abril de 2017

A MANEIRA DE DEUS FALAR

"Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo." (Hebreus 1-2) 
Ouvimos tantas heresias, tantas mentiras em templos e no meio do povo denominado evangélico, crente, o que nos assusta, principalmente no meio que é conhecido como pentecostal, no qual existem algumas práticas que nada têm com o Evangelho de Jesus Cristo. Exemplo são pessoas, pregadores dizerem que estão vendo anjos com espadas, potes de ouro, que estão vendo muita coisa, o que não é verdade. O fato é que, se realmente eles estiverem vendo alguma coisa, é porque estão precisando de libertação, caso contrário, é simplesmente uma afirmação mentirosa, porque o Senhor Deus não mostra nada assim para ninguém, porque hoje Ele nos fala pela Palavra. Deus falou de várias maneiras: em visão, em sonhos, através de anjos e tudo mais, mas é como a Palavra diz, foi antigamente, agora, na época da Graça, só nos fala pela Palavra. Deus só nos fala atualmente através de Jesus, do seu Filho, do Verbo, da Palavra, isto é, toda revelação tem que estar obrigatoriamente de acordo com o seu Evangelho. Assim sabemos que todas as pessoas que falam que estão vendo coisas estão endemoniadas, precisando de libertação, ou estão mentindo, mesmo porque não existem visões assim como se fosse uma tv, que podemos mudar de canal na hora em que quisermos. Não estou dizendo com isso que não exista visão, mas a visão bíblica, do Senhor não é constante, e sim real e esporádica, e só acontece de maneira clara, e não confusa, como dizem por aí. A visão do Senhor é rara, e, quando acontece, geralmente é para algo que vai envolver várias pessoas, e não é alguma coisa para revelar, informar alguém sobre uma situação pessoal. Existe revelação por sonhos, mas não essas confusões em que as pessoas falam que Deus lhes mostrou algo por sonhos; na verdade isso faz parte da imaginação ou do desejo do coração. As revelações do Senhor por sonhos são claras, diretas e deixam paz, não trazem confusão, e quando a pessoa acorda, sabe exatamente o que o Senhor falou e, portanto, não precisa de ninguém para decifrar o sonho. O principal é que toda revelação do Senhor tem que estar obrigatoriamente de acordo com a Palavra, com o Evangelho, porque Jesus tem uma só Palavra, e não há nada diferente para ninguém, porque, antes de ser Amor, Ele é Juízo, Justiça. Se for alguma coisa que contradiz o Evangelho, então sabemos que não é do Senhor.
 "O qual, sendo o resplendor da sua Glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela Palavra do seu Poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas; feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente Nome do que eles." (Hebreus 1:3-4). Não existe ninguém superior a Jesus Cristo, não existem anjos, não existe nada, porque tudo emana do seu Tronco, a sua Palavra é Dele, Ele é o início e o fim, e diante Dele todos os joelhos têm que se dobrar. Assim fica bem claro que não existe voz que possa contradizer o que Ele fala, portanto, todas as revelações, sejam por sonhos, visões, profecias, têm que estar obrigatoriamente de acordo, fundamentadas em sua Palavra, seu Evangelho. Caso contrário, é mentira, é de procedência maligna, do enganador, do diabo, e, infelizmente, temos visto muito o ser humano, a carne, o diabo, falarem em templos onde entregam profecias mentirosas e contrárias a Jesus. Devemos atentar para o que estamos ouvindo, aceitando, dizendo amém, simplesmente porque citaram o Nome do Senhor; temos que ser sábios para compreender que o diabo não tem nenhum problema em usar o Nome de Cristo. Temos de examinar sempre na Palavra para compreender se o que estamos ouvindo está ou não de acordo com o Evangelho, porque sabemos que Deus só tem uma Palavra, o que passar disto é de procedência maligna. As pessoas fazem muita confusão dizendo que aquilo que Deus falou no Antigo Testamento é discordante do que se fala no Novo Testamento. O que temos que compreender é que vivemos na Nova Aliança, no Novo Testamento, feito no Sangue de Jesus, e não devemos viver mais na lei nem nos profetas, devemos viver em Jesus. Se o Antigo Testamento fosse a solução, não haveria necessidade de um Novo, e temos que saber que não existem dois Testamentos válidos, existe somente um, o Novo. O antigo Testamento, a antiga lei, serviu de aio até a vinda de Cristo, e ela se cumpriu integralmente em Jesus, e hoje o que vivemos é Jesus, o que Ele fala através do seu Evangelho é lei, à qual devemos obedecer. "Porque, a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai, E Ele me será por Filho? E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem. E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, E de seus ministros labareda de fogo. Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de equidade é o cetro do teu Reino." (Hebreus 1:5-8). Tudo é Jesus, assim temos que lhe obedecer, e não ficar buscando o que nos é favorável no Antigo Testamento ou na antiga lei, porque ela se cumpriu em Jesus, e hoje vivemos Nele, portanto temos que ser sábios sabendo que é Ele quem nos fala, sabendo que Ele não vai aparecer em uma figura corpórea para ninguém, que não vai se materializar para ninguém, que Ele nos fala pela sua Palavra. Temos que sempre observar essas manifestações muito comuns, em que falam que foi o Senhor, e ainda geralmente vêm com uma linguagem antiga e estranha, e dizem que é recado de Deus. Não se esqueça: Deus atualmente só fala pela Palavra, pelo Verbo, por Jesus. "Amaste a justiça e odiaste a iniquidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, E os céus são obra de tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; E todos eles, como roupa, envelhecerão, E como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão. E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha destra, até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?" (Hebreus 1:9-14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 24 de abril de 2017

OS QUE ESTÃO OUVINDO

"Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam." (Lucas 6:27:28)

         As pessoas têm o hábito de falar que estão orando para que Deus as faça perdoar quem as ofendeu, machucou, feriu. Mas, se observarmos essas mesmas pessoas, veremos que são carnais, porque elas não querem abrir mão do rancor, da mágoa, querem uma mágica que simplesmente faça esse sentimento desaparecer, porque continuam olhando o que a outra lhes fez, se é que foi feita alguma coisa. Ouvindo-as falar, tem-se a impressão de que Cristo é um servo delas, que está à sua disposição para tirar os sentimentos e lhes colocarem outros, porque essas pessoas são as mesmas que ficam pedindo para Deus fazê-las amar alguém ou, ao contrário, fazer alguém amá-las. O pior é que pessoas por aí que se dizem pastores e outras coisas andam incentivando e ensinando essa prática que é frontalmente contrária à Palavra do Senhor, uma vez que Ele fala de maneira clara aos que o ouvem, aos que escutam a sua Palavra, aos que o temem, aos que querem viver de acordo com os seus preceitos. Aqueles que não o ouvem é normal viverem de maneira totalmente contrária, mesmo porque estão no mundo, seguem as leis do mundo, mesmo que porventura citem o Nome do Senhor, que é Bendito para sempre, Amém. Mas eles não querem fazer o que Jesus manda, pois Ele diz: "amai os vossos inimigos". É imperativo, é uma ordem, uma determinação, portanto é algo que devemos fazer, é uma luta que tem que ser travada por nós. Jesus não diz: ore a mim que eu os farei perdoar seu inimigo; não diz: faça jejum para perdoar, ou clame a Deus para perdoar. Ele determina que nós perdoemos. Como Ele disse, só seremos perdoados por Deus da mesma maneira como perdoarmos, a proporção do perdão que recebermos é a mesma com que tenhamos perdoado. O Senhor nos manda abençoar os que nos maldizem, nos caluniam, que fazem fofocas a nosso respeito, os que falam mal de nós. Orar, abençoar, perdoar os que se colocam em uma posição de nossos inimigos é dever de todos os cristãos. Assim, se queremos ser vencedores em Cristo, se queremos ser perfeitos, temos que perdoar todos. Digo isso porque não existe nenhum erro ou ofensa que não possamos perdoar, não importa se alguém nos feriu ou feriu nossos filhos, nossos pais, nos deu prejuízo, não é o tamanho da ofensa que faz com que perdoemos. Perdoar é você ter consciência do que a pessoa fez, mas não querer revidar, ou ficar chateado ou com raiva dela por aquele ato. Nós temos de lutar contra nós mesmos, contra os nossos sentimentos, contra a nossa carne e nos obrigarmos a perdoar.
 "Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses; E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. " (Lucas 6:29-30). Aprendermos a não revidar, aprendermos a ser humildes e, principalmente, não nos importar com o que a pessoa pense a nosso respeito. Se acham que somos covardes, medrosos ou tolos, isto não pode nos afetar, o que realmente nos afeta é o que o Senhor pensa a nosso respeito. Não revidar, não questionar quando alguém nos dá um prejuízo, ser sempre manso e tardio em ofender o próximo, mas vigoroso na prática e no ensino da Palavra de Deus. Perdoar sempre. Temos que compreender que perdoar não é esquecer, pois quem tem esse dom de esquecer é somente Deus. Nós sempre lembraremos o que alguém nos fez, a não ser que tenhamos amnésia. Mas temos que lembrar do ocorrido sem aquilo nos causar tristeza, raiva ou humilhação. Temos que travar uma luta com nós mesmos, porque perdoamos não porque a pessoa mereça, uma vez que nenhum de nós merece coisa alguma. Mas é pela Graça que somos salvos, e Ele mandou, determinou que perdoemos; assim, se amamos o Senhor, só seremos amados e perdoados por Ele se amarmos e perdoarmos o próximo. Quando alguém nos fizer uma ofensa, devemos pensar no Senhor, saber que não podemos revidar, porque estaremos ofendendo a Deus e indo contra a sua Palavra."E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também. E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam." (Lucas 6:31-32). Como gostaríamos de ser tratados quando errarmos? Todos erramos em algum momento das nossas vidas, a própria Palavra nos mostra isso, e da maneira como desejamos que nos tratem é como devemos tratar o próximo. Temos que compreender que amar o que é bonito, perfeito, bom todos conseguem com facilidade, e isso não é virtude nenhuma. Mas amar o anormal, o feio, o doente, o sujo, socorrer, apoiar, tratar quem está contra nós é agir em conformidade com a vontade de Deus. Amar filhos, esposa, marido, pai, mãe é somente o nosso dever. Mas somos filhos de Deus - se formos, porque sabemos que filhos são aqueles que obedecem, e todo o resto é somente criatura, feitura Dele. Se somos filhos, então obedecemos, e a obediência nos obriga a amar a todos e a perdoar a toda e qualquer ofensa, porque temos a consciência de que o nosso perdão está vinculado ao perdão do nosso próximo, do nosso inimigo, porque sabemos que o cristão verdadeiro, o discípulo de Jesus não tem nenhum inimigo a não ser o diabo. Somos diferentes, somos luzes e, como tal, devemos agir, porque, caso contrário, seremos somente religiosos, e não cumpridores dos nossos deveres. Para sermos perdoados, devemos aprender a nos obrigar a perdoar a toda e qualquer ofensa. Perdoai as nossas ofensas assim como perdoamos a quem tenha nos ofendidos. "E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo. E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto. Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque Ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso. " (Lucas 6:33-36). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 20 de abril de 2017

ABRINDO A BOCA

"E, abrindo Pedro a boca, disse: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas; Mas que lhe é agradável aquele que, em qualquer nação, o teme e faz o que é justo." (Atos 10:34-35)

         Pedro estava na casa de um centurião romano por nome Cornélio, tinha ido até lá enviado pelo Espírito Santo, uma vez que Deus tinha mostrado para ele que não poderia fazer acepção de pessoas. Centurião era uma autoridade romana, ou seja, um capitão que era responsável por cem soldados. Esse capitão estava a serviço de Roma, mas era um homem que acreditava em Deus, e na verdade era muito mais crente do que os próprios judeus, os israelitas, porque esse homem, além de orar ao Senhor, procurava agir com justiça e ser caridoso, ajudava a quem precisava, mesmo porque, quando o anjo do Senhor apareceu para ele, disse que as suas ofertas, esmolas tinham chegado até o Senhor. Deus tinha enviado um anjo para dizer que ele deveria mandar buscar Pedro para lhe falar a respeito de Reino, e ao mesmo tempo o Senhor mostrava a Pedro que deveria ir até a sua casa, porque os judeus faziam discriminação e não entravam em casa dos que não fossem judeus, e até então não se pregava para quem não era judeu. Pedro chega e começa a pregar, a falar do Evangelho de Jesus Cristo, dizendo que o Senhor não faz acepção de pessoas, mas exige que todos o temam e pratiquem justiça. "A Palavra que Ele enviou aos filhos de Israel, anunciando a paz por Jesus Cristo (este é o Senhor de todos); Esta Palavra, vós bem sabeis, veio por toda a Judéia, começando pela Galiléia, depois do batismo que João pregou; Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com Ele." (Atos 10:36-38). Pedro pregava ensinando o centurião e os seus familiares, porque este, quando ficou sabendo que Pedro estava chegando, reuniu toda a família e ficou pronto para ouvir as Boas Novas. Pedro fala de Jesus, não fala de religião e nem dele mesmo, mas fala do Verbo, da Palavra que Deus enviou ao mundo, mostrando que Jesus Cristo é o Senhor de tudo, e que Deus Pai o enviou para trazer a paz não somente a Israel, mas ao mundo todo. Mas a paz de Jesus é unir todas as pessoas, todas as nações Nele. Onde quer que exista alguma pessoa que se submeta a Ele, passará a ser parte da sua família, a fazer parte da sua igreja. Mas, ao mesmo tempo que traz a paz, a união, traz também a guerra, pois, como o mundo é treva, não aceita, não concorda com Ele, e sabemos que treva e Luz não se dão, por isso, os que realmente são convertidos passam por perseguições. Fala então do início do ministério terreno de Jesus que ocorreu após o seu batismo com João Batista.
 " E nós somos testemunhas de todas as coisas que fez, tanto na terra da Judéia como em Jerusalém; ao qual mataram, pendurando-o num madeiro. " (Atos 10:39). O apóstolo Pedro fala do ministério de Jesus, que percorreu toda Israel pregando, ensinando o Evangelho, e ao mesmo tempo curando os enfermos e libertando os cativos. Falou como foi o ministério de Jesus, as suas ações, e que ele mesmo tinha presenciado e era testemunha ocular, uma vez que andou com Jesus durante os três anos do seu ministério. Fala de maneira clara, sem tentar esconder ou escolher palavras bonitas, diz que Jesus foi assassinado, fala que o mataram. Deveríamos observar as pregações de Jesus e as de seus apóstolos, que sempre foram diretas, verdadeiras, expositivas, e não esse lenga-lenga atual de oferecimento de bênção, em que se fala de um amor antibíblico. Hoje vemos pregações para agradar o povo, por isso não se condena mais o pecado, e tudo se aceita e se tolera, e assim o povo está sendo conduzido para o inferno. "A este ressuscitou Deus ao terceiro dia, e fez que se manifestasse, Não a todo o povo, mas às testemunhas que Deus antes ordenara; a nós, que comemos e bebemos juntamente com Ele, depois que ressuscitou dentre os mortos." (Atos 10:40-41). Fala que o povo conduziu Jesus ao sofrimento e à morte, mas a morte não teve poder sobre Ele, porque Deus Pai o ressuscitou ao terceiro dia, como já tinha predito. E que não aconteceu nada no anonimato, ou escondido, porque Jesus, depois de ressurreto, apareceu várias vezes e para várias pessoas, e sabemos que a última vez apareceu para quinhentas pessoas juntas. Jesus, depois de ressurreto, apareceu várias vezes e de várias maneiras, e se alimentou junto com os discípulos simplesmente para mostrar que Ele estava vivo e que não era um fantasma, além de dar novas ordenanças que seriam enviadas a nós. Pedro pode falar com total desenvoltura porque ele foi uma testemunha de todos os acontecimentos, então a sua pregação na verdade é somente um relato do que viu e do que o Senhor exige que façamos. "E nos mandou pregar ao povo, e testificar que Ele é o que por Deus foi constituído Juiz dos vivos e dos mortos. A estes dão testemunho todos os profetas, de que todos os que Nele creem receberão o perdão dos pecados pelo seu Nome." (Atos 10:42-43). Pedro continua falando, pregando, ensinando sobre o que Jesus lhe tinha ensinado e lhe mandado ensinar. Mostra que Ele, Jesus, é o Senhor e que comanda todo o universo, que todos os joelhos se dobram diante Dele, tanto no céu como na terra. Mostra que a lei dos judeus, a lei de Moisés e de todos os profetas já falava Dele, que Jesus Cristo é o esperado, o Messias. E todos os que creem Nele, todos os que o aceitam e se convertem abandonando os seus pecados são perdoados por Ele, e são novas criaturas Nele."E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a Palavra." (Atos 10:44). Pedro prega falando somente de Jesus, não oferece bênçãos, e nem mesmo pede nada, fala do Evangelho puro. E o Espírito Santo se manifestou e todos foram batizados por Ele. Vemos pessoas serem batizadas pelo Espírito Santo sem serem batizadas ainda nas águas, como alguns pregadores insistem em discordar. Quando existem pregações e ensino verdadeiro, o Senhor mesmo confirma com o batismo a manifestação do Espírito, e não são necessárias ações ritualísticas como se faz hoje nos templos. Também o batismo nas águas é a confissão da aceitação do Senhor, portanto não se pode demorar e ficar fazendo curso de batismo, porque isso não existe na Bíblia. Batismos têm que ser sempre quando as pessoas quiserem, quando concordarem, e não quando pastores ou líderes acharem que devem acontecer. Batismo tem que ser imediato, e não existe preparação ou curso algum para isso. "E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o Dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. Porque os ouviam falar línguas, e magnificar a Deus. Respondeu, então, Pedro: Pode alguém porventura recusar a água, para que não sejam batizados estes, que também receberam como nós o Espírito Santo? E mandou que fossem batizados em Nome do Senhor. Então rogaram-lhe que ficasse com eles por alguns dias." (Atos 10:45-48). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

ABANDONADO E TRAÍDO

"Então a coorte, e o tribuno, e os servos dos judeus prenderam a Jesus e o maniataram. E conduziram-no primeiramente a Anás, por ser sogro de Caifás, que era o sumo sacerdote daquele ano. Ora, Caifás era quem tinha aconselhado aos judeus que convinha que um homem morresse pelo povo." (João 18:12-14)

         Jesus foi preso e amarrado como se fosse um perigoso bandido; foi tratado como um facínora de alta periculosidade. Tão logo o prenderam, ainda agiram contra a própria lei, porque o levaram à noite para ser interrogado. Eles tinham pressa de acusá-lo e de condená-lo, tinham pressa de eliminar o Filho de Deus. Como o próprio Cristo tinha dito, era a hora das trevas. O príncipe deste mundo estava comandando as ações, e, portanto, as mentiras e as acusações falsas, e não havia ninguém para apoiar ou falar por Jesus. Sempre nos chama atenção neste relato é que Jesus Cristo, durante os três anos de ministério terreno, operou inúmeros milagres, curou cegos, aleijados, libertou pessoas endemoniadas, matou a fome de muitos multiplicando pães e peixes, ressuscitou mortos e pregou para muitos. Sabemos que em suas pregações havia multidões, ficava difícil até para Ele se locomover, e por isso pregava às vezes dentro de um barquinho. Mas desde o momento da sua prisão até a sua crucificação, não sabemos de uma só voz, de uma única pessoa se levantar em seu favor, nenhuma dessas pessoas que foram beneficiadas com os seus milagres. Não sabemos de um parente, de ninguém, não houve uma pessoa sequer que tenha se levantado em favor do Filho de Deus, e assim Ele foi preso, amarrado e conduzido ainda à noite para ouvir acusações falsas e depois ser espancado, humilhado e crucificado. Ele foi um inocente que simplesmente amou a todos e tudo fez para ajudar, socorrer e salvar a todos nós, inclusive entregando a sua vida, morrendo em nosso lugar, enquanto todos os culpados estavam calados, assistindo ao seu sofrimento de camarote. Nem mesmo os discípulos, que durante três anos viveram com Ele, nem mesmo esses que tinham dito que iriam com Ele até a morte se necessário fosse. Mas para Cristo não era novidade, porque Ele conhecia a natureza humana, a fraqueza, e por isso Ele mesmo tinha dito que seria abandonado, e foi. Os discípulos sabiam quem era Ele, pois tinham visto tudo o que Ele tinha feito e fazia, mas, naquele momento, todos estavam preocupados em salvar as suas próprias peles. Jesus foi traído e depois abandonado pelo seus, por aqueles que diziam amá-lo.
 "E Simão Pedro e outro discípulo seguiam a Jesus. E este discípulo era conhecido do sumo sacerdote, e entrou com Jesus na sala do sumo sacerdote. E Pedro estava da parte de fora, à porta. Saiu então o outro discípulo que era conhecido do sumo sacerdote, e falou à porteira, levando Pedro para dentro." (João 18:15-16). João, o autor deste mesmo Evangelho, seguia de longe Jesus, juntamente com Pedro, mas João era conhecido do sumo sacerdote, era bem relacionado e, portanto, não teve nenhuma dificuldade para entrar no recinto. Assim ele veio e falou com a mulher encarregada de tomar conta da porta para deixar Pedro entrar, ou seja, ele avalizou o seu companheiro. Pedro, que sempre estava com Jesus, sempre perguntando, curioso, naquele momento estava tímido e à distância, sem condições nem mesmo de adentrar o recinto em que o Senhor estava sendo interrogado. "Então a porteira disse a Pedro: Não és tu também dos discípulos deste homem? Disse ele: Não sou." (João 18:17). A moça encarregada da portaria reconheceu Pedro como um dos discípulos de Jesus, e o questionou, e no mesmo instante ele negou. Pedro negou Jesus, disse que não o conhecia e não andava com Ele, mas o que ele estava fazendo não era nada anormal, porque Jesus já sabia e tinha dito que naquela noite ele o negaria três vezes, e assim Pedro negou a primeira vez. Assim são muitos os que se dizem crentes, mas ao primeiro sinal de ameaça negam o Senhor, infelizmente é algo complexo, porque os supostos crentes estão negando Jesus por causa de uma pessoa, de um parente, por causa de emprego, dinheiro, diversão, amizades. Jesus é negado o tempo todo, mas o que torna a situação pior é que muitas dessas pessoas, para não dizer a maioria, não se arrependem. Pedro negou, mas depois se arrependeu e se converteu, e foi um grande homem de Deus. "Ora, estavam ali os servos e os servidores, que tinham feito brasas, e se aquentavam, porque fazia frio; e com eles estava Pedro, aquentando-se também. E o sumo sacerdote interrogou Jesus acerca dos seus discípulos e da sua doutrina. Jesus lhe respondeu: Eu falei abertamente ao mundo; eu sempre ensinei na sinagoga e no templo, onde os judeus sempre se ajuntam, e nada disse em oculto. Para que me perguntas a mim? Pergunta aos que ouviram o que é que lhes ensinei; eis que eles sabem o que eu lhes tenho dito. E, tendo dito isto, um dos servidores que ali estavam, deu uma bofetada em Jesus, dizendo: Assim respondes ao sumo sacerdote? Respondeu-lhe Jesus: Se falei mal, dá testemunho do mal; e, se bem, por que me feres? E Anás mandou-o, maniatado, ao sumo sacerdote Caifás. E Simão Pedro estava ali, e aquentava-se. Disseram-lhe, pois: Não és também tu um dos seus discípulos? Ele negou, e disse: Não sou." (João 18:18-25). Jesus estava sendo interrogado, acusado e esbofeteado, e Pedro estava sentado junto com os escarnecedores esquentando fogo. Pedro estava assistindo à humilhação, ao sofrimento e às acusações feitas àquele a quem ele tinha prometido ir junto até a morte. Mas agora preferiu o calor, o aconchego de uma fogueira, ser somente uma plateia, não se envolver. Ele não colocou a sua palavra em ação, porque tinha dito que estava pronto para morrer com Cristo, mas vemos que foram somente palavras vazias. Assim também muitas pessoas dizem amar a Cristo, obedecer-lhe até o final, mas logo em seguida com os seus atos estão negando tal fato. Pedro negou pela segunda vez, deixou bem claro que não era um dos discípulos de Jesus. Como Jesus disse, ele o negou três vezes, e aconteceu tudo como o Senhor tinha dito. Por isso devemos vigiar, para que nunca neguemos o Senhor, pois estaremos negando a Vida. "E um dos servos do sumo sacerdote, parente daquele a quem Pedro cortara a orelha, disse: Não te vi eu no horto com ele? E Pedro negou outra vez, e logo o galo cantou." (João 18:26-27). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 18 de abril de 2017

A CURA DO COXO

"E, apegando-se o coxo, que fora curado, a Pedro e João, todo o povo correu atônito para junto deles, ao alpendre chamado de Salomão." (Atos 3:11)

         Pedro e João em Nome do Senhor Jesus tinham curado um homem que era aleijado de nascimento, e, como era uma pessoa conhecida, pois todos os dias estava sempre na porta do templo esmolando, logo todos ficaram sabendo desse feito. Foi um grande fato, e logo todas as pessoas correram e se aproximaram dos dois discípulos, mas eles não estavam preocupados em ser glorificados, como os pregadores da atualidade, que simulam milagres para chamar a atenção, e muitas vezes roubam a glória do Senhor, porque apresentam o milagre como se fossem eles que tivessem realizado, esquecendo que o milagre é feito em Nome de Jesus, portanto é Jesus quem faz, e não nós. Somos somente instrumentos, ferramentas que o Senhor usa, e o fato de Ele nos usar não quer dizer que esteja aprovando a nossa conduta. Deus usa quem Ele quer na hora em que quer. Assim como Ele usa o servo fiel, também usa o pecador, pois tudo é para honra e Glória do seu Nome. Por isso não podemos em hipótese alguma ficar nos vangloriando por algo que o Senhor nos usou para realizar, mas sempre glorificar o seu Nome e usar toda a oportunidade que surgir para pregar o Evangelho de Jesus Cristo. Não o evangelho de bênçãos, ou de chamamento para receber milagres, mas para que as pessoas se arrependam e se convertam, e assim sejam salvas. "E quando Pedro viu isto, disse ao povo: Homens israelitas, por que vos maravilhais disto? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos andar este homem? O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos pais, glorificou a seu filho Jesus, a quem vós entregastes e perante a face de Pilatos negastes, tendo ele determinado que fosse solto." (Atos 3:12-13). Pedro se levanta para exortar o povo e inicia uma pregação maravilhosa expositiva, chamando o povo ao arrependimento. Veremos que Pedro não fica falando do milagre, mas fala de Jesus, e ainda mostra a esse mesmo povo que agora está atônito com o milagre que aconteceu que foram eles que entregaram Jesus para ser morto. Pedro procura saber o porquê de o povo estar atônito com o que aconteceu, porque Jesus fez maiores milagres do que aquele, e mesmo assim o crucificaram, o rejeitaram. Mostra que quem fez aquele milagre foi o próprio Jesus que eles tinham humilhado, e que mesmo um que não era hebreu tentou soltá-lo, mas os hebreus não permitiram, porque Pilatos, sendo governador e estando a serviço de Roma, tentou libertar Jesus, mas os hebreus, os judeus, as autoridades religiosas impediram e exigiram que fosse crucificado.
 "Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida. E matastes o Príncipe da vida, ao qual Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas." (Atos 3:14-15). Pedro não fez uma pregação com bajulação ou com palavras bonitas e carinhosas, ao contrário. Esse apóstolo começa a pregação confrontando, expondo, mostrando os fatos assim como eram. Pedro não disse que o povo deveria participar de campanhas, ou de frequentar o seu templo para receber bênçãos também, mas fez questão de mostrar o pecado e a culpa do povo para que eles pudessem abandoná-lo e se converterem. Lembra que os povos exigiram a morte de Jesus e pediram a liberdade de um homicida, de um assassino, que era Barrabás; optaram por libertar um bandido e matar um inocente. Temos que observar as palavras de Pedro, ele não escolheu palavras, mas acusou o povo de homicida, mostrou o erro, o pecado, e veremos que no final várias pessoas se converteram. Hoje em dia o que vemos são pregações mentirosas, voltadas para agradar pessoas e as conduzir aos seus templos, e assim eles criam campanhas e mais campanhas, shows, eventos, festas, e tudo mais. E por isto o povo está morto em seus pecados, porque não são confrontados e nem exortados, os templos estão cheios de adúlteros, viciados, mentirosos, fornicadores, desonestos, maldosos e de todos os pecadores contumazes, ou seja, que não se arrependeram. Isto porque não falaram, não exigiram que eles se arrependessem, mas simplesmente ofereceram bênçãos, milagres e prosperidade, estão fazendo a obra do diabo e citando o Nome do Senhor. "E pela fé no seu Nome fez o seu Nome fortalecer a este que vedes e conheceis; sim, a fé que vem por Ele, deu a este, na presença de todos vós, está perfeita saúde. E agora, irmãos, eu sei que o fizestes por ignorância, como também os vossos príncipes." (Atos 3:16-17). Pedro mostra que o milagre, a cura daquele aleijado de nascimento se deu por causa da fé no Nome de Jesus, daquele que eles tinham matado. Mas Pedro também fala que sabe que eles assim procederam por ignorância, por desconhecerem a Palavra de Deus, porque, se eles soubessem, tivessem certeza de que Jesus era o Filho de Deus, com certeza eles não o teriam matado. Mas assim como os templos grandes estão cheios de pessoas mortas espiritualmente, que estão à procura de prosperidade, de bênçãos e milagres, pessoas estão correndo atrás de campanhas, mas não abandonam os pecados, os erros, porque os líderes não lhes ensinam isso. Essas pessoas fazem isto por ignorância, porque são preguiçosas, não leem a Bíblia, portanto há um analfabetismo bíblico reinante, um desconhecimento das Escrituras e da vontade de Deus. Assim elas erram de igual maneira que aqueles que exigiram a morte de Jesus. Mas já é dia, a Luz já chegou, é hora de abandonar as trevas, abandonar os pecados. Hora de arrependimento e conversão, hora de praticar o Evangelho de Jesus Cristo para que alcancem a salvação e não pereçam por toda a eternidade. "Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado; que o Cristo havia de padecer. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, E envie ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado. O qual convém que o céu contenha até aos tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas, desde o princípio. Porque Moisés disse aos pais: O Senhor vosso Deus levantará de entre vossos irmãos um profeta semelhante a mim; a ele ouvireis em tudo quanto vos disser. E acontecerá que toda a alma que não escutar esse profeta será exterminada dentre o povo. Sim, e todos os profetas, desde Samuel, todos quantos depois falaram, também predisseram estes dias. Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus fez com nossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão benditas todas as famílias da terra. Ressuscitando Deus a seu Filho Jesus, primeiro o enviou a vós, para que nisso vos abençoasse, no apartar, a cada um de vós, das vossas maldades." (Atos 3:18-26). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.