Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2018

O QUE OUÇO

"E dizia também aos seus discípulos: Havia um certo homem rico, o qual tinha um mordomo; e este foi acusado perante ele de dissipar os seus bens. E ele, chamando-o, disse-lhe: Que é isto que ouço de ti? Dá contas da tua mordomia, porque já não poderás ser mais meu mordomo." (Lucas 16:1-2)
          Jesus tinha o hábito de pregar, ensinar através de parábolas, e aqui Ele usa uma dessas parábolas para mostrar a impossibilidade de amar dois senhores. Conta Jesus que existia um homem que trabalhava de administrador para um homem muito rico, e este descobriu que o seu administrador estava furtando, desviando recursos, e por tal motivo chamou-o para uma prestação de contas, e logo em seguida o despediu. Todos nós devemos entender que somos servos do Senhor, e tudo o que temos, o que possuímos não é nosso, simplesmente está sob a nossa responsabilidade, e de tudo vamos prestar contas depois. Vamos prestar contas de como amamos e educamos os nossos filhos, ou do nosso patrimônio, que…

ENSINANDO O POVO

"Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras. E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com Ele, e, assentando-se, os ensinava." (João 8:1-2)
          Ao contrário do que muitos pensam, principalmente os religiosos, Jesus não veio para ficar operando milagres, ou abençoando a todos, curando, libertando, Ele veio para nos salvar, nos libertar da escravidão do pecado; veio para dar a sua vida em lugar da nossa; veio para ocupar o lugar que deveria ser ocupado por nós. Quem deveria ser morto e crucificado seríamos nós, porque nós que somos pecadores. Ele era inocente e ocupou o lugar dos pecadores para que, através do derramamento do seu Sangue, todos os que desejassem pudessem ser salvos. Jesus sempre estava pregando, ensinando sobre o Reino de Deus, para que as pessoas compreendessem, soubessem que Ele era o Messias, que Ele era o salvador de Israel, mas não salvador físico, não alguém que fosse brigar, lutar contra César ou outro inimigo, e sim libertá…

TENDO DITO

"Tendo Jesus dito isto, saiu com os seus discípulos para além do ribeiro de Cedrom, onde havia um horto, no qual ele entrou e seus discípulos. E Judas, que o traía, também conhecia aquele lugar, porque Jesus muitas vezes se ajuntava ali com os seus discípulos." (João 18:1-2)
         Jesus, depois de ter orado pelos seus discípulos, orado por todos os crentes do mundo, sai com os seus discípulos para o horto, onde sempre ia. Todos os discípulos conheciam seu hábito, pois várias vezes Ele passava as noites ali. Jesus, depois que iniciou o seu Ministério, Ele não tinha uma residência fixa: às vezes pernoitava na casa de algumas pessoas, outras vezes nos montes, e uma quantidade enorme de vezes no horto, no jardim do Getsêmani. Esse fato era conhecido de todos os seus discípulos, porque a maioria das vezes eles passavam ali com Ele, e o traidor Judas faz uso desse conhecimento para entregá-lo. Jesus tinha conhecimento de que seria traído e até do momento em que isso ocorreria, a…

LAVRADORES MAUS

"E começou a falar-lhes por parábolas: Um homem plantou uma vinha, e cercou-a de um valado, e fundou nela um lagar, e edificou uma torre, e arrendou-a a uns lavradores, e partiu para fora da terra." (Marcos 12:1)
         Jesus tinha o hábito de falar, de se referir a muitos assuntos utilizando-se de parábolas, que nada mais são do que uma maneira ilustrada de expor um tema. Aqui Ele conta a parábola que ficou conhecida como a parábola dos lavradores maus. Essa parábola serve para nós, porque nada temos ou trouxemos para este mundo, mas o Senhor providencia meios, condições, para que possamos viver com dignidade, além de ajudar, socorrer o próximo, porque tudo o que temos não é nosso, é do Senhor, que deixou para que administrássemos de maneira correta. Mas nos tornamos gananciosos, idólatras e agimos de maneira errada e contrária à Palavra de Deus, ao propósito do Senhor para com as nossas vidas. O Senhor nos dá um lar, pois nascemos e encontramos pais amorosos que tudo faze…

ESCAPANDO.

"E, havendo escapado, então souberam que a ilha se chamava Malta. E os bárbaros usaram conosco de não pouca humanidade; porque, acendendo uma grande fogueira, nos recolheram a todos por causa da chuva que caía, e por causa do frio." (Atos 28:1-2)
         O apóstolo Paulo estava preso e sendo conduzido a Roma, onde seria julgado. Durante a sua viagem enfrentou tempestade, e o navio em que ele estava foi destruído pelas ondas, mas todos se salvaram, dando em uma ilha por nome Malta. Nessa ilha foram bem recebidos e fizeram uma fogueira para que eles se aquecessem, porque estavam molhados de água do mar, ainda por cima estava chovendo e extremamente frio. Durante a viagem, Paulo tinha sido usado por Deus para falar que ninguém se perderia, ou seja, que ninguém morreria na tempestade, e vimos isso acontecer. O apóstolo Paulo estava indo a Roma para ser julgado, e como ele tinha também a cidadania romana, ao perceber que os judeus queriam submetê-lo a um julgamento injusto e deso…

HIPOCRISIA RELIGIOSA.

"Ajuntando-se, entretanto, muitos milhares de pessoas, de sorte que se atropelavam uns aos outros, começou a dizer aos seus discípulos: Acautelai-vos primeiramente do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia." (Lucas 12:1)
         Jesus observou a aglomeração do povo ao seu redor, a multidão que procurava estar perto Dele, o desespero deles e, como Deus, Ele sabia o que ia no coração daquele povo. Portanto, Ele aproveita a oportunidade para fazer um comentário, trazer mais ensinamento aos seus discípulos. Temos que observar que Ele não está falando para todos, mas somente para os seus discípulos. Manda que eles tenham cuidado com o fermento dos fariseus, com os ensinamentos, com o modo de vida e procedimento dos fariseus, porque eram hipócritas. A hipocrisia é o ato de representar, ser como um ator, falar uma coisa, mas fazer ou pensar em fazer outra, esconder a verdade, a real intenção, agir de maneira falsa. Jesus está falando isso porque observou que o povo que ali estav…