EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

OS PECADORES

"Pois quê? Somos nós mais excelentes? De maneira nenhuma, pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado; como está escrito: Não há um justo, nem um sequer." (Romanos 3:9-10)

         Não existe nenhuma pessoa que seja santa, não existe nenhuma religião que possa santificar uma pessoa, porque todos nós somos pecadores e nascemos no pecado. Não é o fato de sermos crentes, evangélicos que nos torna santos ou superiores às demais pessoas de outras religiões, o que nos santifica é Jesus. E para recebermos a santificação por Jesus, é necessário primeiro reconhecermos que Ele existe e é real para aqueles que o buscam. Segundo, nos entregarmos a Ele, isto é, nos submetermos a sua vontade, fazermos somente o que Ele autoriza, e não fazermos em hipótese alguma o que Ele proíbe. Terceiro, reconhecer que todos somos pecadores e necessitamos da Graça para viver, que necessitamos do Amor de Cristo para termos vida. Sabendo que somos miseráveis pecadores, ao nos humilharmos diante do Senhor, Ele se compadece de nós, e então alcançamos vida Nele. Mas é necessário arrependimento, conversão, ou seja, mudança, transformação na nossa maneira de pensar e agir. Portanto, não podemos de maneira alguma nos justificar a nós mesmos, não podemos afirmar que somos justos ou pessoas sem pecado, não podemos falar que somos santos. Essa afirmação é muito comum no meio de certas religiões que dizem que determinada pessoa é santa, ou virou santa após a sua morte somente porque fez algumas boas obras, ou viveu de determinada maneira. Não devemos santificar, canonizar, endeusar uma pessoa porque, com certeza, ela é ou era uma pecadora como qualquer outra. Podemos viver para cuidar dos pobres e enfermos, podemos passar a nossa vida dentro de templos orando, rezando, mas, com certeza, não somos santos, santo só há um, que é Deus. "Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus." (Romanos 3:11). Todos de uma forma ou de outra buscam na religião uma maneira de receber alguma coisa, vão em busca de bênçãos, e não buscam verdadeiramente Deus, porque o correto é as pessoas irem em busca do Senhor porque Ele é Deus, e não pelo que Ele pode lhes dar. Só o fato de irmos ao Senhor em busca de algo já nos transforma em pecadores, sem levar em consideração que que temos a herança adâmica, porque em Adão somos todos pecadores. Não existe homem, ou melhor dizendo, pessoa alguma que não peque, o que temos que fazer é reconhecer os nossos erros, nossos pecados, e irmos ao Senhor e pedir perdão.
 "Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. A sua garganta é um sepulcro aberto; com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios; cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria; E não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos." (Romanos 3:12-18). Infelizmente, vemos o pecado de uma maneira rotineira no meio denominado religioso, porque as pessoas, apesar de estarem dentro de um templo denominacional, continuam a pensar e a executar obras que são contrárias à Palavra de Deus. Temos que entender que não é por obras que somos salvos, mas sim pela fé, que gera a obediência à Palavra de Deus. Quando cremos no Senhor, temos temor, e temor nada mais é do que medo, portanto, sabemos que devemos obedecer, fazer o que Ele determina para evitarmos ser enviados para o sofrimento e morte eterna. Mas, se não cremos, se não temos fé, não temos temor, não temos medo, e assim pecamos e nos rebelamos contra a Palavra de Deus, porque não acreditamos que Ele possa fazer algo contra nós. Assim também são os que pensam que Deus é um deus bonzinho que sempre vai perdoar e está preocupado com o nosso bem-estar aqui. Por causa desse engano, por causa dessa mentira diabólica tão difundida pelos que não conhecem a Palavra de Deus, pelos que não conhecem o Evangelho de Jesus Cristo é que existem tantos pecados no meio gospel. Assim, adultérios, prostituições, mentiras, desonestidade e mais todos os pecados são comuns na vida de muitos que se dizem crentes. Estes não têm temor, medo de Deus, ou não o conhecem e julgam que Ele sempre vai perdoar, concordar com o pecado, que sempre Ele vai salvar. Falam de um amor incondicional como sendo de Cristo, mas esse amor não é o de Jesus, porque o Amor Dele é condicional a nos rendermos a Ele, a nos convertermos, nos arrependermos, pois somente assim desfrutaremos do seu Amor e alcançaremos vida eterna. O Senhor não tem o compromisso com o estilo de vida que levamos aqui, mas, ao contrário, quer que sejamos obedientes e vivamos segundo os seus preceitos. "Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus. Por isso nenhuma carne será justificada diante Dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado. Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas; Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que creem; porque não há diferença." (Romanos 3:19-22). Ninguém se autojustifica diante de Deus, porque quem nos justifica é o Senhor Jesus Cristo, e sendo Ele a nossa justificação, sabemos que seremos justificados por Ele mediante o amor, a obediência que dedicarmos a Ele. Não é por ficarmos falando que o amamos ou indo a templos, se nós estivermos obedecendo a seu Evangelho, então Ele nos justiçará, apagará os nossos pecados quando houver arrependimento verdadeiro. Não praticamos a lei, mas vivemos na Graça, e somos dependentes dela, sem Jesus nada do que fizermos nos salvará. Não são as boas obras, nem caridade, somente Jesus tem condições de nos libertar do pecado que temos como herança e que todos os dias aumentamos mais. "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua Graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu Sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus; Para demonstração da sua Justiça neste tempo presente, para que Ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus." (Romanos 3:23-26). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

CONSTRANGIMENTO

"E constrangeram um certo Simão, cireneu, pai de Alexandre e de Rufo, que por ali passava, vindo do campo, a que levasse a cruz. E levaram-no ao lugar do Gólgota, que se traduz por lugar da Caveira. E deram-lhe a beber vinho com mirra, mas Ele não o tomou." (Marcos 15:21-23)

        Tinham interrogado, humilhado, cuspido, surrado, escarnecido, feito piadas de Jesus, e agora o conduzem para ser crucificado, e como Ele estava muito fraco e ferido, obrigaram Simão a carregar parte da cruz em que iriam crucificar Nosso Senhor. Lembramos que antes Pilatos havia tentado soltar Jesus, queria libertá-lo, mas o povo, os religiosos da época, orientados pelos seus líderes, pelos sacerdotes, pediram-lhe que soltasse um assassino, Barrabás, e que matasse crucificado Jesus. Por três vezes Pilatos tentou libertar Jesus, e cada vez que perguntava, o povo, mais enfurecido e com veemência, pedia a crucificação do Senhor. Por tal motivo ele lavou as suas mãos e o entregou para a crucificação. Também quero lembrar que não foi somente esse Simão que conduziu ou levou toda a cruz para crucificar o Senhor, na verdade ele levou somente o mastro principal, porque o travessão já estava sobre os ombros de Jesus. A cruz era conduzida desmontada até o local da crucificação, e o condenado levava a parte onde se prendem os braços, as mãos. No local então prendiam a madeira central, como um poste, e nela era erguida a pessoa. Todos os tipos de covardia fizeram com o Senhor, com o nosso Salvador. Depois de prenderem as duas partes da cruz e de o levantar, ofereceram ou deram a Ele vinho misturado com mirra, com o objetivo de sedá-lo, embebedá-lo, porque, como naquela época não existia anestesia, ou outra maneira para relaxar, as pessoas utilizavam bebida, como vinho, misturado com mirra, o que era um poderoso relaxante. A função dessa bebida era para que a pessoa crucificada, quando bebesse, relaxasse e assim morresse mais rápido, porque o que mata é a sufocação e não o fato de estar pregado em uma cruz. Como a pessoa se firma em seus braços e pernas que estão presos por pregos na madeira, assim se mantém viva o máximo que puder resistir, mas, quando relaxa, sufoca. Portanto, a intenção de dar essa bebida misturada a Jesus não foi para agradá-lo, mas para fazer com que morresse logo, o mais depressa possível. O povo estava com pressa de ficar livre de Cristo, as pessoas queriam permanecer na escuridão, queriam expulsar a Luz do mundo. As trevas sempre vão contra a luz, e nesse caso vimos de maneira clara, pois fizeram toda a maldade possível e estavam com pressa de ficarem livres do Filho de Deus, do nosso Salvador.
            "E, havendo-o crucificado, repartiram as suas vestes, lançando sobre elas sortes, para saber o que cada um levaria. E era a hora terceira, e o crucificaram. E por cima Dele estava escrita a sua acusação: O REI DOS JUDEUS. E crucificaram com ele dois salteadores, um à sua direita, e outro à esquerda. E cumprindo-se a escritura que diz: E com os malfeitores foi contado." (Marcos 15:24-28).Jesus foi crucificado seminu, porque a roupa Dele, ou seja, todo o seu patrimônio material foi lhe tirado e dividido entre os soldados que o crucificaram. Quando Jesus foi crucificado, Ele estava somente com uma espécie de cueca da época, e através de sorte dividiram a sua roupa. Jesus veio ao mundo em uma manjedoura, lugar onde se coloca comida para os animais, espécie de coxo, que geralmente fica no curral de animais. Nasceu no meio da pobreza, mas foi mantido pelo Pai e perseguido tão logo nasceu. José teve que fugir com Ele para o Egito, para que Ele não fosse morto por ordem de Herodes. Quando morreu, aos trinta e três anos de idade, quase completando trinta e quatro, a única coisa que conseguiu juntar, o seu patrimônio material se resumia a suas vestes que os soldados tomaram. Jesus foi crucificado às nove horas da manhã, e Pilatos tinha mandado escrever sobre sua cabeça O Rei dos Judeus, e Ele não era somente o rei dos judeus, mas o Reis dos reis. Jesus foi crucificado ao lado de dois ladrões, pois queriam com esse gesto igualá-lo aos bandidos, aos marginais, tudo fizeram para menosprezar, desprezar o Senhor, e isto foi até a morte. Mas essas coisas aconteceram porque já estava previsto, os profetas, tais como Isaías, Jeremias, Ezequiel, Moisés e até mesmo Davi já tinham falado sobre esses fatos. Isaías já tinha falado tudo, até mesmo como seria a sua morte. Jesus cumpriu as Escrituras, assim como cumpriu a lei, e foi pendurado em uma madeira para nos dar vida, para nos salvar. O Santo se fez culpado por nós, ocupou o lugar que caberia a nós. "E os que passavam blasfemavam Dele, meneando as suas cabeças, e dizendo: Ah! Tu que derrubas o templo, e em três dias o edificas, Salva-te a ti mesmo, e desce da cruz. E da mesma maneira também os principais dos sacerdotes, com os escribas, diziam uns para os outros, zombando: Salvou os outros, e não pode salvar-se a si mesmo. O Cristo, o Rei de Israel, desça agora da cruz, para que o vejamos e acreditemos. Também os que com Ele foram crucificados o injuriavam." (Marcos 15:29-32). Mesmo estando em pleno sofrimento, naquela agonia, o povo em sua maldade não parou de escarnecer, não parou de fazer chacota, piadas com o Filho de Deus. Vemos que a maldade humana chega às raias da loucura. Quando Jesus foi preso no horto, no jardim de Getsêmani, Ele disse que tinha chegado a hora das trevas. Vemos isso quando o prendem, quando o povo esquece os inúmeros milagres que Ele fez e pede para crucificá-lo, para o matarem, e pede a soltura de um assassino. Vemos isso quando se divertem com o seu sofrimento. Sabemos que o diabo não tem poder para agir sozinho, por si só, que depende da natureza e das ações humanas. Vemos isso quando as pessoas se divertem com o sofrimento de Jesus, vemos isso quando lhe são proferidas acusações, mas também vemos o Poder de Deus, quando vemos que é a sua Palavra se cumprindo, e mais quando tudo se fez trevas, quando a escuridão dominou. "E, chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra até a hora nona. E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz, dizendo: 'Eloí, Eloí, lamá sabactâni?' Que, traduzido, é: 'Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?' E alguns dos que ali estavam, ouvindo isto, diziam: Eis que chama por Elias. E um deles correu a embeber uma esponja em vinagre e, pondo-a numa cana, deu-lho a beber, dizendo: Deixai, vejamos se virá Elias tirá-lo. E Jesus, dando um grande brado, expirou. E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo." (Marcos 15:33-38). Ao meio dia tudo escureceu, a escuridão tomou conta e isso aconteceu até as três horas da tarde, ou quinze horas, ou seja, houve três horas de intensa escuridão sobre a terra. Nessa hora em que Jesus tinha tomado os nossos pecados, o Pai se afastou, porque Deus não gosta, não aceita o pecado, e por tal motivo houve escuridão, e Jesus, sentindo o afastamento do Pai, grita. "E o centurião, que estava defronte Dele, vendo que assim clamando expirara, disse: Verdadeiramente este homem era o Filho de Deus." (Marcos 15:39). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

domingo, 29 de outubro de 2017

COMPAIXÃO DE DEUS

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." (Romanos 12;1)

         Ouvimos muitas pregações e ensinos em que os pregadores afirmam que Deus tem o melhor para os seus, que Deus quer dar riqueza, prosperidade, alegria e felicidade plena a todos os que lhe obedecem. Mas não é isso que a Palavra nos fala, mesmo porque a felicidade plena, segundo a Bíblia, é a vida eterna, e da alegria e felicidade plena desfrutarão aqueles que forem achados dignos de herdar a vida eterna. Aqui diz que devemos nos apresentar ao Senhor, nos entregar ao Senhor para que Ele faça o que achar melhor conosco para a divulgação do Evangelho e engrandecimento do Reino. Não existe promessa de felicidade plena aqui para nós, mas, como seguidores de Cristo, as lutas, os desertos, as tempestades nos esperam, e devemos enfrentá-los com humildade e dando Glória a Deus, sentindo-nos honrados por sermos considerados dignos de sofrer em seu Nome. Nosso corpo não nos pertence e não podemos usá-lo de qualquer maneira, não podemos utilizá-lo de maneira que não seja para honrar e agradar a Deus. Somos morada e templo do Senhor, e, portanto, não nos pertencemos, assim temos que combater a nossa vontade carnal e vivermos em espírito. E andar em espírito é viver de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo e não deixarmos nossos pensamentos, entendimentos ou lógica humana nos dominar. Temos que nos oferecer a Deus, e esse oferecimento não é labial, não é só de palavras, mas uma entrega verdadeira, é viver exclusivamente para o Evangelho e no Evangelho. "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12:2). Não podemos ser simplesmente mais um religioso, não podemos ficar concordando com pregações e ensinos mentirosos, não podemos ficar dizendo amém, assim seja, para tudo o que esses pregadores profissionais falam. Sejamos sábios, temos que andar em espírito, temos que examinar tudo no Evangelho, para sabermos qual é realmente a nossa função como crentes, como evangélicos, que são discípulos de Jesus. Devemos conhecer a Promessa do Senhor para cada um de nós, e não nos deixar sermos enganados por toda sorte de doutrinas. Devemos conhecer a boa e agradável vontade de Deus e nos submeter a ela, e não ficar nos rebelando dando murros em ponta de faca buscando realizações materiais aqui como se fosse promessa Dele.
 "Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um." (Romanos 12:3). Devemos nos ater ao Evangelho e não nos julgar mais sábios dos que os outros, devemos nos orgulhar de sermos obedientes ao Senhor, de sermos praticantes da sua Palavra. Orgulharmos de sermos servos do Senhor, de viver em obediência a Ele, e não nos engrandecer por sermos alguma coisa ou termos algo, e sim o contrário, por sermos servos. Aplicar a nossa fé em tudo o que fizermos e nos colocar à disposição do Senhor, tanto para a vida como para a morte, porque sabemos que a morte não poderá nos reter, nos segurar, nos vencer se estivermos em Cristo. Evidentemente que ninguém é igual ao outro, mesmo porque o Senhor nos fez seres individuais e únicos, mas todos fomos criados com um propósito do Senhor, para servi-lo, para que a sua Palavra se cumpra. Até o ímpio, o pecador, o errante foi feito com esse propósito, pois, através das suas más ações, veremos a Palavra de Deus se cumprindo. "Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria."(Romanos 12:4-8). Temos que entender que somos seres únicos, e cada um é responsável por si mesmo, prova que Deus nos fez únicos, basta observar que não existe uma única pessoa que tenha o mesmo DNA de outra, ou que tenha as impressões digitais similares a outro, ou a íris dos olhos. Por isso também a nossa individualidade, devemos estar juntos no mesmo propósito, nos transformarmos na Igreja de Cristo, da qual Ele é o cabeça. Mas essa igreja é Santa e Imaculada, e nela não há mentirosos, enganadores, pecadores, porque todos nós nascemos no pecado, mas temos a obrigação de nos arrepender e de nos convertermos a Ele. Abandonar o pecado é uma exigência do Senhor, assim devemos viver aqui para o Senhor e temos que nos entregar totalmente a Ele. Não podemos ficar preocupados em obtermos bens materiais, conforto, luxo aqui, porque assim não estamos adorando Cristo, mas a nós mesmos. Ser cristão é amar Cristo em primeiro lugar e ao próximo como a nós mesmos, e se estivermos amando o próximo como amamos a nós mesmos e esse amor for diferente do amor de Cristo, então não estamos amando e iremos perecer por toda eternidade. "O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros." (Romanos 12:9-10). O amor não pode ser esse sentimento carnal que dizem ser amor, que concorda com o pecado, com o erro dos outros, porque isso na verdade é ódio. Temos que aborrecer, discordar, negar, rejeitar o erro, mesmo que a outra pessoa fique no primeiro momento chateada, mas fazemos isso por amor. Amar o próximo é discordar e condenar o pecado, é exortar, chamar a atenção quando vemos que o que se está fazendo é contra a Palavra de Deus. Oferecermo-nos para o Senhor, não nos preocupar com ofensas, mas viver o Evangelho de Jesus Cristo, viver na Verdade. "Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor; Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração; Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade; Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis. Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram; Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos; A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens. Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens." (Romanos 12:11-18). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

MAR E DESERTO.

"Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar. E todos foram batizados em Moisés, na nuvem e no mar, e todos comeram de uma mesma comida espiritual, e beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo. Mas Deus não se agradou da maior parte deles, por isso foram prostrados no deserto." (1 Coríntios 10:1-5)

         Tenho sempre falado e explicado que o fato de alguém receber uma bênção ou várias bênçãos do Senhor não quer dizer aprovação de conduta por parte de Deus, porque vejo pessoas dizerem que Deus as ama, porque estão conseguindo prosperar nessa ou naquela área, e mesmo assim continuam em pecado. Não percebem que o Senhor só considera como filho quem lhe obedece, e todo o resto é criatura, feitura Dele. Ele abençoa todos, até mesmo para que reconheçam que Ele é o Senhor e se arrependam dos seus pecados, rendam-se aos seus pés. Temos os exemplos dos israelitas, que foram tirados por Deus da escravidão do Egito. O Senhor os tirou com a Mão Poderosa, operando milagres e maravilhas, sinais como nunca haviam sido vistos. Abriu o Mar Vermelho e cuidava deles no deserto, enviando o alimento diário, maná. Fornecia água, que saía da Rocha que simbolizava Jesus; durante o dia, mantinha uma nuvem para os guiar e para lhes dar sombra, e à noite o fogo, para iluminar e aquecer. Cuidou desse povo de maneira integral, pois nada lhes faltou, as suas roupas não se estragaram e as sandálias duraram também durante todo aquele tempo, que foi de quarenta anos. Vimos que eles viveram debaixo de milagres e cuidados do Senhor, mas, como não respeitaram a Palavra de Deus, como não lhe obedeceram, Ele os matou no deserto. "E estas coisas foram-nos feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram." (1 Coríntios 10:6)Tudo isso o Senhor fez questão que ficasse registrado para que pudéssemos ter conhecimento e aprendêssemos a não desejar viver igual a eles, porque o Senhor pode estar cuidando de nós, nos abençoando com toda a sorte de bênçãos, mas, se nós não o amarmos, se não lhe obedecermos, com certeza seremos destruídos. Não existe amor sem obediência, e não existe adoração sem obediência ao Senhor, porque tudo é obediência, o Evangelho de Jesus Cristo é obediência.
 "Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar. E não nos forniquemos, como alguns deles fizeram; e caíram num dia vinte e três mil." (1 Coríntios 10:7-8). Não podemos seguir o exemplo daquelas pessoas, porque também seríamos destruídos; temos que agir com sabedoria, viver de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo. Não podemos estar dentro de templos denominacionais, dentro de igrejas, e viver em idolatrias; não podemos adorar pastores, objetos, rosas, sal, palitos e toalhas, não podemos adorar imagens, não importa quais sejam elas, pois isto é rebeldia à Palavra de Deus, e os rebeldes com certeza desfrutarão de morte por toda a eternidade. Também não podemos pensar que templos, igrejas são lugares de diversão, e ficarmos pulando, dançando, nos divertindo, e até mesmo nos prostituindo. O cristão verdadeiro, o seguidor de Cristo, não se prostitui de maneira nenhuma, não frequenta lugares que podem induzir a esse pecado, porque a adoração errada, o mundanismo afasta a pessoa de Cristo, e, por mais que esteja falando o Nome do Senhor (que é Santo para todo o sempre amém), estando no pecado, com certeza será destruído. Temos que entender o que é pecado, pois muitos o ignoram. Todos devem saber que pecado é tudo o que é contrário à Palavra de Deus; tudo o que o Senhor diz que não devemos fazer, quando o fazemos, estamos pecando; e tudo o que o Senhor diz que devemos fazer, quando não fazemos, estamos pecando, e os pecadores não herdarão o Reino de Deus. Deus operou inúmeros milagres para resgatar o povo do Egito, mas como eles não o amaram, não lhe obedeceram, Ele os matou todos no deserto, deixando com vida somente os dois que foram obedientes: Josué e Calebe. "E não tentemos a Cristo, como alguns deles também tentaram, e pereceram pelas serpentes. E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor." (1 Coríntios 10:9-10). Não podemos tentar Cristo, temos de compreender, saber, que Ele é o Filho de Deus, é o nosso salvador, e que Ele é Deus, e, se vivermos em desarmonia com Ele, iremos perecer, e não existe ninguém que possa nos salvar, porque quando o nosso adversário, o diabo, nos ataca, temos Cristo para nos defender, nos proteger. Podemos recorrer a Ele, mas, quando Cristo decide, não existe ninguém que possa nos defender Dele e do seu castigo. Assim, temos que aprender a glorificar o Senhor todo o tempo, temos que aprender a agradecer por tudo o que temos e pelo que não temos, e por tudo o que nos acontece e por tudo o que não acontece, porque Deus é soberano, e tudo o que nos acontece é por vontade ou permissão Dele, e quando resmungamos, reclamamos, as nossas reclamações são contra Ele. "Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos. Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia. Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar." (1 Coríntios 10:11-13). Temos esses exemplos exatamente para que possamos aprender a viver de acordo com a Palavra de Deus e não o desagradar, pois quem sofrerá as consequências seremos nós. Não existe super-homem na presença do Senhor, todos nós, se não vigiarmos, poderemos cair, portanto, temos que estar sempre atentos. Todas as tentações, as provocações, as setas são de origem humana, porque o nosso adversário trabalha essencialmente com as emoções, que são sentimentos puramente humanos. Devemos andar em espírito e resistir aos desejos da carne, resistir ao diabo, assim ele fugirá de nós. "Portanto, meus amados, fugi da idolatria. Falo como a entendidos; julgai vós mesmos o que digo. Porventura o cálice de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo?" (1 Coríntios 10:14-16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

EXORTAÇÃO

"Finalmente, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais. Porque vós bem sabeis que mandamentos vos temos dado pelo Senhor Jesus." (1 Tessalonicenses 4:1-2)

         Nós devemos ser exemplo de vida em Cristo para que possamos falar, pedir, exigir que as pessoas andem e vivam de acordo com a nossa maneira de viver. Temos que ter a tranquilidade, a consciência em paz ao pedir que as pessoas vivam como nós vivemos; temos que ter a certeza de que realmente estamos vivendo assim como o Senhor determinou. Temos que dedicar cada dia, cada momento de nossas vidas a viver para a agradar a Deus, sempre nos examinando à luz do Evangelho, porque não podemos falar uma coisa e fazer outra; não podemos pregar o que não vivemos, mas, ao contrário, ensinar a praticarem aquilo que praticamos. Não podemos esquecer que as maiores pregações, os maiores ensinos nós os passamos através das nossas ações e não através de palavras. Nós temos o Manual de vida, a Constituição do Reino, que é a nossa Bíblia, e nela está tudo o que podemos e não podemos fazer. Por ela vivemos ou morremos, assim não é difícil viver de acordo com a vontade de Deus. O que temos dado, o que temos ensinado é somente Bíblia, é somente a Palavra de Deus, o Evangelho de Jesus Cristo, e quem o pratica obtém vida para todo o sempre. Tudo aquilo que o Evangelho condena é pecado, e a sua prática é rebelião contra Deus, e os rebeldes não herdarão a vida eterna."Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da fornicação; que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus." (1 Tessalonicenses 4:3-5). A vontade de Deus é que ninguém absolutamente se envolva com o pecado de prostituição, que engloba adultério, que é quando pessoas casadas se envolvem em relações sexuais ou sentimentais com outras pessoas que não os seus maridos, as suas esposas. Fornicação é quando pessoas solteiras se relacionam sexualmente com outros solteiros. Mas quando um solteiro se envolve com casado, é adultério. Temos que aprender a viver em santidade, cuidar dos nossos corpos, que são templo, morada do Espírito Santo, assim não vivemos atendendo aos desejos da carne. Temos que saber que sexo é um direito, um privilégio exclusivo dos casados, e que de outra maneira é pecado.
 "Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação." (1 Tessalonicenses 4;6-7). Devemos praticar a honestidade todo o tempo, devemos ter pensamentos honestos e jamais pensarmos em enganar, passar para trás uma outra pessoa. Temos que aprender a ser justos e não nos aproveitarmos de uma situação para extorquir ou comprar algo bem abaixo do preço, porque a outra pessoa está necessitada. Não podemos ser espertos e nos aproveitarmos de uma situação e depois dar a desculpa dizendo que é negócio, porque isto é aproveitar de quem necessita, portanto sejamos justos e paguemos o preço justo, e se não tivermos condições, não compramos, não fazemos negócios. Temos que aprender a pagar salários justos para os nossos colaboradores empregados, também sermos trabalhadores honestos e não enrolarmos em nosso horário de expediente, porque os nossos patrões compram o nosso tempo, e assim temos que todo o tempo viver de acordo com o Evangelho, amar o próximo como a nós mesmos. Não basta ir a templos, orar, jejuar, devolver dízimos, ofertar, cantar hinos, é necessário amar Cristo, e amar é obedecer, fora é somente religião. Não podemos esquecer que o Senhor examina o nosso interior e conhece todos os nossos pensamentos e desejos e que seremos julgados por eles. Não podemos ser sepulcros caiados, por fora limpos e adornados, mas por dentro com todos os tipos de imundícies. "Portanto, quem despreza isto não despreza ao homem, mas sim a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo. Quanto, porém, ao amor fraternal, não necessitais de que vos escreva, visto que vós mesmos estais instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros; Porque também já assim o fazeis para com todos os irmãos que estão por toda a macedônia. Exortamos-vos, porém, a que ainda nisto aumenteis cada vez mais." (1 Tessalonicenses 4;8-10). Quando desprezamos, ignoramos esses pequenos preceitos e agimos segundo o nosso entendimento, quando achamos que estamos certos, então com certeza estamos nos posicionando na qualidade de adversários de Deus. E todos os seus adversários serão destruídos pelo sopro da sua boca. Amar ao próximo como a nós mesmos, que é mandamento de Jesus, é fazer para o próximo aquilo que gostaríamos que fizessem conosco se estivéssemos na situação dele. Assim, por menor que seja a determinação do Senhor, não podemos ignorá-la, porque estaríamos ignorando o próprio Cristo. "E procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado; para que andeis honestamente para com os que estão de fora, e não necessiteis de coisa alguma." (1 Tessalonicenses 4:11-12). Temos que aprender a cuidar das nossas vidas e não nos intrometer na vida e nos negócios dos outros. Temos que dedicar o nosso tempo aqui para viver de maneira que agrade não a nós mesmos, mas a Deus, porque estamos peregrinando aqui em direção à vida ou à morte, e essa escolha é feita da maneira como nos portamos em nossa peregrinação, e se estivermos em obediência ao Senhor, com certeza desfrutaremos de vida eterna, mas, se a ignorarmos, se formos desobedientes, se optarmos pelos prazeres da carne do mundo, então com certeza seremos enviados para o sofrimento e desonra eterna, e quem nos enviará não é o diabo, mas o Senhor, uma vez que o diabo nada tem, e o inferno é somente a prisão onde ele permanecerá, e todos os desobedientes também serão enviados para o mesmo lugar. "Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com Ele. Dizemos-vos, pois, isto, pela Palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras." (1 Tessalonicenses 4:13-18). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 24 de outubro de 2017

TRANSFIGURAÇÃO

"E seis dias depois Jesus tomou consigo a Pedro, a Tiago, e a João, e os levou sós, em particular, a um alto monte; e transfigurou-se diante deles; e as suas vestes tornaram-se resplandecentes, extremamente brancas como a neve, tais como nenhum lavadeiro sobre a terra as poderia branquear." (Marcos 9:2-3)

         Jesus chama os três discípulos, os conduz ao alto do monte e se transfigura diante deles (transfiguração:substantivo feminino 1.ato ou efeito de transfigurar(-se); transformação, metamorfose. 2.alteração da figura, das feições, da forma). Jesus então muda, se transforma diante deles; as suas roupas ficam resplandecentes, extremamente brancas, como nada jamais visto, impossível alguém conseguir tanta brancura. Aconteceu algo fora do comum, impossível de acontecer aos olhos humanos, principalmente porque naquela época não existiam os recursos de hoje, portanto foi algo, para quem presenciou, inesquecível. Jesus chamou e levou esses três discípulos com Ele com o objetivo de eles serem testemunhas do que iria acontecer e assim poderem relatar para nós. Muitos não entendem o real significado da transfiguração, acham que foi um milagre somente, mas o que temos que aprender é exatamente a lição que Jesus quis nos passar, porque não foi somente para que eles vissem essa transformação, para verem o seu Poder que Ele os chamou, mas principalmente para que eles entendessem que agora não era mais a lei, e sim a Graça. A transfiguração foi de Jesus já se mostrando com o corpo glorificado, o mesmo corpo com que Ele estaria depois da sua morte, o corpo com que depois que morreu veio a aparecer. Da mesma maneira, todos os que morrerem em Cristo também terão um corpo glorificado semelhante, os que forem salvos em Jesus também terão um corpo glorificado e serão como anjos. "E apareceu-lhes Elias, com Moisés, e falavam com Jesus." (Marcos 9:4). Jesus surge no corpo glorificado e junto com Ele, ou próximo a Ele, dois homens, duas figuras masculinas, que foram identificadas pelos discípulos como Elias e Moisés. Tanto Moisés quanto Elias tinham vivido centenas de anos antes e nenhum dos discípulos tivera a oportunidade de conhecê-los, e como naquela época não existia máquina fotográfica ou filmadora, eles não tinham foto para saber como eram os dois, mas sabiam que eram eles, porque o Espírito de Deus lhes tinha revelado, assim eles simplesmente sabiam, tinham a certeza de que eram Moisés e Elias, como de fato era.
 "E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Mestre, é bom que estejamos aqui; e façamos três cabanas, uma para ti, outra para Moisés, e outra para Elias." (Marcos 9:5) Moisés era o representante da lei, pois através dele a lei foi entregue aos judeus, aos hebreus. Elias é o representante dos profetas, pois foi o profeta mais poderoso que existiu em Israel na época do Antigo Testamento, e ele subiu em um redemoinho vivo para o Senhor, foi arrebatado em vida, grande privilégio. Não foi Josué, Davi, Jacó nem Abraão ou outra pessoa qualquer que apareceu, mas exatamente Elias e Moisés, para mostrar que até aquele momento tinham prevalecido a lei e os profetas. Assim, tanto Moisés quanto Elias apareceram nos corpos glorificados, para que ali estivessem reunidos a lei, os profetas e a Graça. Encontro maravilhoso, algo grandioso aconteceu diante dos olhos daqueles discípulos, que tiveram o privilégio de ser testemunhas de uma nova época. Pedro e os outros dois discípulos estavam fascinados, assombrados, extasiados, pois estavam vendo algo que jamais imaginaram que veriam. Por isso eles falaram em fazer cabanas, tendas, para Moisés, Elias e Jesus, porque, a bem da verdade, eles não sabiam o que estava acontecendo. "Pois não sabia o que dizia, porque estavam assombrados." (Marcos 9:6). Vemos o reconhecimento de Pedro dos dois acompanhantes de Jesus, mas agora iremos descobrir o que muitos rejeitam. Há muita religião, seitas, muitas igrejas que se identificam como evangélicas, pregadores fazem pregações apresentando estudo, sermão, com base no Antigo Testamento. Estão pregando a lei e os profetas, esquecendo que todas essas coisas já aconteceram, já passaram, e hoje vivemos na Graça, não vivemos nem em Elias nem em qualquer dos outros profetas - e muito menos em Elias -, não existem mais dez mandamentos, somente dois, pois agora só ouvimos Jesus. Se a lei, se os profetas ainda estivessem em vigor, se o Antigo Testamento estivesse valendo, não haveria a necessidade de um Novo Testamento, porque testamento só existe um, quando se faz um novo, o antigo torna-se inválido. O Antigo Testamento se cumpriu em Jesus, isto é, ele esteve em vigor até a vinda do Senhor Jesus, depois disso vivemos na Graça, em Jesus. "E desceu uma nuvem que os cobriu com a sua sombra, e saiu da nuvem uma voz que dizia: Este é o meu filho amado; a ele ouvi." (Marcos 9:7). Olha que Deus fala: "este é meu Filho amado" e este é quem devemos ouvir, não temos que ouvir Moisés e nem Elias, somente Jesus Cristo, o Filho de Deus. O próprio Deus Pai teve que falar de maneira clara para que não ficassem dúvidas, portanto, sabemos que não vivemos e nem praticamos nada do Antigo Testamento, que vivemos o Novo Testamento, a Nova Aliança feita no Sangue de Jesus Cristo, o Filho de Deus. Temos que ouvir Jesus, as bênçãos que recebemos são procedentes Dele, e não de Elias ou de Moisés, por isso não adianta ficarmos querendo, desejando bênçãos, ou fazendo campanhas com base no passado, porque vivemos em Jesus, e Nele já fomos abençoados com todas as bênçãos no mundo espiritual. "E, tendo olhado em redor, ninguém mais viram, senão só Jesus com eles. E, descendo eles do monte, ordenou-lhes que a ninguém contassem o que tinham visto, até que o Filho do homem ressuscitasse dentre os mortos. E eles retiveram o caso entre si, perguntando uns aos outros que seria aquilo, ressuscitar dentre os mortos." (Marcos 9:8-10). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

VANTAGEM.

"Qual é logo a vantagem do judeu? Ou qual a utilidade da circuncisão?" (Romanos 3:1)

Apesar de os judeus se vangloriarem de serem judeus, de serem circuncidados, de conhecerem a lei - mas não a praticarem - eles, ao contrário, a transgrediam. De igual modo são muitos os religiosos, os que se identificam como cristãos, como crentes, evangélicos que vivem em templos, sempre carregando uma Bíblia, mas não colocam em prática o Evangelho. Qual a vantagem de dizer que é religioso, que é cristão se não vive como cristão, se não pratica a Palavra de Deus? Digo isto porque são muitos os ajuntamentos, muitos os templos que são designados como cristãos, mas pregam e ensinam uma outra coisa; há pessoas que têm o comportamento pior do que um profano, do que um mundano declarado, que não conhecem e não querem conhecer o Senhor. Pessoas gostam de se identificar como crentes - no Brasil, dizem que chegam a mais de quarenta por cento -, mas não os vemos influenciarem em nada. Sabemos que o Evangelho de Jesus Cristo é Luz, e se há tantos que são aprendizes Dele, que vivem na prática da sua Palavra, então era para vermos mudanças, transformações. Se existem tantos crentes, tantas pessoas que conhecem o Senhor e lhe obedecem, então era para o nosso país ser influenciado, e assim o índice de violência baixar, era para ser sentido em todos os setores da sociedade. Mas o que vemos é um crescimento desordenado da violência, da desonestidade, do mau-caratismo, da prostituição e do desrespeito, o que vemos é um maior desrespeito à Palavra de Deus. Infelizmente, o mau comportamento de supostos evangélicos, de religiosos influencia as pessoas de maneira negativa, e assim aumenta o pecado, e elas acabam fazendo propaganda invertida. Sim, porque as pessoas sérias não querem conhecer o deus de supostos crentes que vivem na prostituição, no adultério, nas confusões, nas brigas, nos roubos. No passado, ser crente era uma referência positiva, era sinônimo de honestidade e de boa índole, mas agora não mais. Temos que voltar ao Evangelho, abandonar a religião e voltar à prática da Palavra de Deus; temos que ser Luz, temos que fazer a diferença, temos que ser modelo a ser seguido, temos que influenciar e não sermos influenciados. Temos que aprender a mostrar o caráter, a face de Cristo através das nossas vidas, devemos nos espelhar Nele, se realmente Ele for o nosso Mestre, se formos os seus seguidores. As igrejas denominacionais, os templos têm que parar de ficarem apregoando bênçãos e alegrias e começarem a chamar o povo ao arrependimento, começarem a ensinar o evangelho de Jesus Cristo, têm que começar a combater o pecado dentro da própria casa.
 "Muita, em toda a maneira, porque, primeiramente, as palavras de Deus lhe foram confiadas. Pois quê? Se alguns foram incrédulos, a sua incredulidade aniquilará a fidelidade de Deus?" (Romanos 3:2-3). Temos a obrigação de mudar a nossa casa, bairro, cidade, estado e país, porque nós conhecemos a Palavra de Deus, nós temos o Evangelho e é isso que muda o mundo. Quando conhecemos a verdade, somos os responsáveis por sua divulgação e prática. Uma vez que não mais estamos na ignorância, devemos também tirar todos os que estão na escuridão, na ignorância, como um dia também estivemos. Quando não agimos, não executamos, estamos nos unindo ao errado, estamos nos omitindo, então estamos concordando passivamente ou ativamente, e isto com certeza nos faz duplamente culpados, e não escaparemos do castigo Divino. Nós, quando dizemos que somos cristãos, crentes, evangélicos, estamos afirmando que somos seguidores de Cristo, que somos seus aprendizes, portanto temos a obrigação, o dever de agir em conformidade com a sua Palavra. Nós temos o Evangelho, nós o conhecemos e, portanto, devemos agir igual a Ele, e não importa a que preço devemos ser luz, influenciar de maneira positiva. "De maneira nenhuma; sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso; como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras, e venças quando fores julgado. E, se a nossa injustiça for causa da justiça de Deus, que diremos? Porventura será Deus injusto, trazendo ira sobre nós? (Falo como homem)" (Romanos 3:4-5). Não podemos falhar, não podemos negligenciar a Palavra de Deus, porque de todas as maneiras a sua Palavra se cumpre. Se continuarmos agindo de maneira irresponsável, com certeza a sua Palavra se cumprirá sobre nós e receberemos o merecido castigo, que Ele prometeu aos que lhe desobedecessem. Temos o compromisso de mudar, de transformar, porque Jesus nos mandou. Ele disse: "Ide"; e esse ide não é sair passeando pelo mundo afora fazendo turismo, é mudar, e essa mudança começa em nossa casa, em nossa cidade, em nossa igreja. Templos têm que começar a combater o pecado, o adultério, o liberalismo, mas exigir a prática do Evangelho, exigir um comportamento de acordo com o Evangelho e não com prática de doutrinas próprias. Preceitos de homens, doutrinas próprias simplesmente conduzem o povo, o rebanho para a destruição, e por tal motivo vemos a degradação aumentar dia a dia em nossas cidades. Não há diferença entre o cristão, o crente, o evangélico e o profano, todos os que estão no erro, no pecado pagarão, pois essa é a Promessa do Senhor. "De maneira nenhuma; de outro modo, como julgará Deus o mundo? Mas, se pela minha mentira abundou mais a verdade de Deus para glória sua, por que sou eu ainda julgado também como pecador? E por que não dizemos (como somos blasfemados, e como alguns dizem que dizemos): Façamos males, para que venham bens? A condenação desses é justa. Pois quê? Somos nós mais excelentes? De maneira nenhuma, pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado; como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. A sua garganta é um sepulcro aberto; Com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios; Cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria; E não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos." (Romanos 3:6-18) 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

domingo, 22 de outubro de 2017

FALANDO COM SABEDORIA

"Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam; Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória." (1 Coríntios 2:6-7)

 Quando falamos do Evangelho de Jesus Cristo, estamos falando da Verdade, que é Vida e salva todos os pecadores arrependidos, porque devemos saber que todos nós somos pecadores e somos salvos graças ao amor de Deus, que enviou seu Filho amado para morrer em nosso lugar. Se alguém merecia as humilhações que Jesus sofreu somos nós, se alguém deveria ter sido castigado e crucificado somos nós, mas o Senhor ocupou o nosso lugar. Portanto, o que temos que fazer, aliás o mínimo que podemos fazer, é louvar, exaltar, glorificar o seu Nome, é sermos fiéis a Ele, que é fiel, temos que ser fiéis à sua Palavra. Ser fiel é viver o que Ele ensinou e mandou, e não podemos trazer novidades ou acrescentar nada, porque Ele já deu tudo o que precisamos saber e ensinar. Por isso, quando falamos, criticamos todos os que não agem de acordo com os seus mandamentos, estamos sendo zelosos e preocupados com a salvação de todos. Não nos preocupamos em agradar quem quer que seja e nem a nós mesmos, e sim ao Senhor, por esse motivo temos uma maneira diferenciada de agir e pregar. Não aceitamos comercialização em templos, porque Jesus combateu esse ato de maneira feroz, chegando ao ponto de expulsar os que comercializavam qualquer coisa. Portanto, não existe desculpa para venderem bíblias, cds, dvds, livros, viagens a Israel, acampamentos ou quaisquer outras coisas. Também condenamos todos os tipos de campanhas realizadas em templos em que entregam envelopes para as pessoas colocarem valores, porque isso é barganhar com Deus, é tentar comprar bênçãos, é pecado de quem faz e de quem participa. Assim, não aceitamos ou concordamos com mulheres pastoras, porque biblicamente não existem mulheres liderando em templos sobre homens, ao contrário, a Bíblia condena isso de forma clara, por isso não reconhecemos as mulheres que se dizem pastoras ou outra coisa qualquer. De igual maneira, não aceitamos ou permitimos em nossos templos o falar em línguas se não houver intérpretes, e também todas as profecias têm que ser julgadas pelos profetas. Assim essas em que irmãozinhos ficam falando, entregando revelações dizendo que vieram de Deus, mas estão fora da Palavra, são proibidas. Não agimos na emoção, mas de acordo com o Evangelho, uma vez que o nosso entendimento não importa, o que importa é Jesus, pois Ele é tudo.
 "A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória." (1 Coríntios 2:8). Não buscamos ser conhecidos ou famosos, queremos sim fazer a vontade de Deus; procuramos praticar o Evangelho de Jesus Cristo, por isso o que muitos acham que é bênção analisamos de acordo com o Evangelho. Também não procuramos encher templos, mas povoar o céu, queremos que as pessoas sejam salvas e, portanto, discordamos de muitas coisas que se faz hoje em templos denominacionais. Não concordamos em fazer shows ou outros eventos com cantores e pregadores famosos para atrair pessoas a templos; não concordamos em contratar, pagar cantores pregadores, porque o Evangelho não pode ser vendido. As pessoas têm que vir para buscar conhecer mais do Senhor, têm que vir por causa de Jesus, da Palavra, e não por causa de qualquer coisa que façamos para disfarçar, e aí então apresentar o Evangelho, porque isso é engano, e quem pratica o engano não é o Senhor. Também não concordamos com a questão de curso de batismos, porque a Palavra diz que quem crê e for batizado será salvo. Quando estamos adiando o batismo de alguém, podemos estar impedindo a sua salvação. Também não fundamentamos as nossas pregações no Velho Testamento, que foi cumprido por Jesus, mas no Novo Testamento, porque vivemos na Graça, e não na Antiga Lei de Moisés. Não procuramos ser melhores do que ninguém, mas desejamos viver uma vida de fidelidade a Cristo, a quem nos salvou, a quem nos libertou da morte eminente."Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus." (1 Coríntios 2:9-10). Portanto, não agimos emocionalmente, mas em espírito, e andar em espírito é viver no Evangelho e do Evangelho, por isso, antes de dar valor a animais de estimação, damos valor ao ser humano. Jesus morreu para o ser humano ser resgatado. Também não ficamos falando, prometendo prosperidades, riquezas a ninguém porque Jesus em nenhum momento prometeu isso, muito pelo contrário, Ele combateu. Não falamos ou ensinamos o que as pessoas querem e desejam ouvir, falamos a Verdade, somos Atalaias de Deus, falamos o que ouvimos Dele, querendo as pessoas ou não. Falamos de vida, de salvação, não temos compromisso com coisas materiais e não as buscamos, porque sabemos que o nosso lugar não é aqui. Discordamos de muitos ensinos de templos modernos que estão conduzindo o povo para longe de Cristo. Falamos das coisas do Reino porque somos cidadãos e cidadãs do Reino, e não daqui. "Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo." (1 Coríntios 2:11-16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço, 
Pr. Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.