EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

O QUE FOI DITO

"Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo. Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno." (Mateus 5:21-22)

         Devemos todo o tempo ouvir Jesus Cristo; não podemos ficar preocupados com uma lei que se cumpriu em Cristo. Devemos simplesmente ouvi-lo e praticar as suas ordenanças. Na Antiga Lei, que foi passada por Moisés, não se podia matar, e todos os que matavam, tiravam a vida de outrem, também eram mortos, perdiam a sua vida, era olho por olho e dente por dente. Mas agora, na época da Graça em Jesus, não houve a facilitação do homicídio, ao contrário, ficou ainda muito mais séria essa questão, porque não é necessário tirar a vida de ninguém, somente em se pensar, desejar esse ato já se perde a salvação, já se perde a vida eterna. E se a pessoa não se arrepender, pode passar toda a eternidade no sofrimento e morte eterna. Veja o que Jesus fala, porque a expressão"Raca" quer dizer tolo, louco, e Ele diz que só de alguém chamar, taxar o seu semelhante com algo assim já é réu. O Senhor Jesus diz que só pelo fato de ficarmos com raiva, de ficarmos coléricos com alguém sem motivo, já nos transformamos em réus. As pessoas entendem que vivemos na Graça e tudo podemos, e assim não percebem que estão sendo enganadas pela religião e caminhando a passos largos para a morte eterna. Hoje devemos nos ater à Palavra de Jesus, porque não podemos permitir o engano, uma vez que o sofrimento será eterno, e não mais uma morte física somente, não mais um apedrejamento, mas o eterno castigo. Sabemos que o nosso Deus conhece não somente os nossos atos, mas também os nossos pensamentos e desejos, e por eles seremos julgados."Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil." (Mateus 5:23-26). Assim, enquanto estivermos aqui nesta peregrinação, devemos sempre nos examinar, para ver se estamos em falha contra quem quer que seja, porque de nada adianta ir somente a templos orar, ofertar, mas cometer erros. Assim temos que nos consertar antes, porque a qualquer momento podemos ser chamados, a nossa hora chegará, e para onde iremos?
 "Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela." (Mateus 5:27-28). Na época da lei, já era condenado o adultério, e a punição era morte por apedrejamento, tanto para o homem como para a mulher que tivesse sido flagrado nesse ato. A traição, o adultério, sempre foi condenado pelo Senhor, e não existe nenhum momento em que Senhor consente com tal coisa, apesar de que, infelizmente, esse pecado tem se tornado algo quase comum no meio do povo que se diz cristão. Mas o que antes era condenado à morte por apedrejamento, agora é ainda mais sério, porque falamos de morte eterna e definitiva, porque para Jesus somente o fato de um homem olhar com desejos para uma mulher, ou uma mulher olhar, desejar outro homem que não seja seu marido, isso já é pecado e é digno de morte eterna, e a única maneira de se libertar desse castigo e punição é se arrependendo e pedindo perdão a Deus em Nome de Jesus. Não é preciso cometer o ato em si, só de imaginar cometendo o ato já é responsável e considerado culpado por Jesus, e a única maneira de se libertar é com um arrependimento verdadeiro. Portanto, devemos compreender que não é pelo fato de não vermos as pessoas sendo apedrejadas, ou queimadas, que estamos livres de castigo, porque temos que ter a compreensão de que esse castigo aqui não é nada comparado ao sofrimento eterno. "Portanto, se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno. E, se a tua mão direita te escandalizar, corta-a e atira-a para longe de ti, porque te é melhor que um dos teus membros se perca do que seja todo o teu corpo lançado no inferno." (Mateus 5:29-30). Vejamos o que o Senhor Jesus nos diz: é melhor ficarmos amputados, aleijados fisicamente do que padecer por toda a eternidade. Cristo nos mostra que, se estivermos pensando em algo contrário aos seus ensinamentos, podemos estar caminhando para a desonra e sofrimento eterno. Assim, sabemos que se, em algum momento, os nossos olhos, os nossos pensamentos estiverem nos conduzindo por caminhos que são contrários à Palavra de Deus, devemos imediatamente barrarmos, nos arrependermos e procurar pensarmos em outra coisa. Temos que compreender que ser tentado não é pecado, assim, se olhamos para algo que não devemos, temos que tirar nossos olhos antes que aquilo venha habitar nossos corações. Sempre dominar a nossa carne, nossa vontade, nossos desejos de vingança, de retaliação, desejos sexuais, porque podemos estar caminhando ou já estarmos mortos e não percebermos. Portanto, volte ao Evangelho, à prática da Palavra de Deus, porque só existe Salvação em Jesus. Sejamos sábios e tomemos muito cuidado com ensinamentos que trazem o jeito de ser de piedade, mas são contra a Palavra de Deus. Temos de saber que adultério é o ato cometido por todos os que, sendo casados, por qualquer motivo se relacionam sexualmente com outra pessoa de maneira permanente ou esporádica. "Também foi dito: Qualquer que deixar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de fornicação, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério." (Mateus 5:31-32). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 30 de maio de 2017

FANTASIADOS

"Então falou Jesus à multidão, e aos seus discípulos, dizendo: Na cadeira de Moisés estão assentados os escribas e fariseus." (Mateus 23:1-2)

         São muitos os que se intitulam pastores, missionários, evangelistas, apóstolos, bispos, irmãos e seguidores de Jesus, mas, ao observá-los, vemos que são somente faladores profanos. Muitos são os que dizem ser cristãos, viverem de acordo com os preceitos bíblicos, mas, na verdade, não passam de simples religiosos, porque falam, mas não fazem. Muitos dos que gostam de falar que são homens e mulheres de Deus, na verdade, com o seu comportamento envergonham o Evangelho, porque são hereges. Grandes templos, pregadores famosos, com suas doutrinas e ensinos estranhos, que têm a aparência de piedade, mas tudo não passa de engano e mentiras. Falar que são pessoas salvas e comprometidas com Jesus não é sinal da verdade, porque Jesus nos ensinou que devemos identificar, conhecer a árvore pela fruta. Assim, quando observamos o comportamento das pessoas, se estiverem de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, sabemos então que realmente são do Senhor, porque não podemos dar crédito somente a suas falas, porque sabemos que o nosso adversário é astucioso e, se não vigiarmos, seremos enganados. "Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem e não fazem; Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com seu dedo querem movê-los; E fazem todas as obras a fim de serem vistos pelos homens; pois trazem largos filactérios, e alargam as franjas das suas vestes, E amam os primeiros lugares nas ceias e as primeiras cadeiras nas sinagogas, E as saudações nas praças, e o serem chamados pelos homens; Rabi, Rabi."(Mateus 23:3-7). Esses pregadores, irmãos que falam uma coisa e fazem outra, não podemos imitá-los, porque, se seguirmos os seus exemplos, com certeza estaremos caminhando junto com eles para a desonra eterna. Colocam fardos pesados sobre os irmãos, pois criam doutrinas e preceitos próprios, proibindo os irmãos de tudo, proibindo-os de usar isto ou aquilo, de ir a tais e tais lugares, de comer determinado alimento ou de possuir algo ou assistir a alguma coisa, enquanto eles mesmos com os seus familiares fazem muito pior. São pessoas que querem ser vistas pelo povo como homens ou mulheres de Deus, mas é só aparência. Isto porque os verdadeiros filhos de Deus, os discípulos de Jesus, são pessoas simples e conhecidas não pelo seu falar, mas pelo comportamento, pelo amor e pela justiça que fazem parte de sua vida. Os verdadeiros cristãos não querem ser reconhecidos ou julgados como superiores, ao contrário, se julgam inferiores a todos.
 "Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, e todos vós sois irmãos. E a ninguém na terra chameis vosso pai, porque um só é o vosso Pai, o qual está nos céus. Nem vos chameis mestres, porque um só é o vosso Mestre, que é o Cristo. O maior dentre vós será vosso servo. E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado." (Mateus 23:8-12). Temos que saber que todos nós somos ovelhas de um Pastor, que é Jesus Cristo, o Filho de Deus, e que temos aqui pastores terrenos, irmãos que Ele instituiu e deixou para nos ensinar e conduzir a Ele. Mas somente o Senhor é o nosso Mestre, nosso Pastor verdadeiro, e somente a Ele devemos seguir. Devemos praticar tudo o que Ele disse, e se algum dos pastores terrenos não estiver ensinando, falando ou vivendo exatamente de acordo com Ele, devemos nos afastar dessa pessoa, porque o verdadeiro discípulo de Jesus é conhecido pela simplicidade e humildade, e não por viver alardeando ser homem ou mulher de Deus. Se somos convertidos, se somos legítimos, então reconhecemos que somos falhos, somos pecadores e glorificamos o Senhor o tempo todo por seu Amor, por ter nos achado quando estávamos perdidos, por ter nos chamado quando não o buscávamos. Conhecemos os verdadeiros pela simplicidade e pela verdade, porque são autênticos e verdadeiros no seu modo de viver, e não encontramos nada neles que seja contrário ao Evangelho. Devemos observar Jesus, o Evangelho de Jesus Cristo, para não sermos enganados com essas doutrinas e evangelhos estranhos que são pregados e ensinados em templos modernos. "Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que fechais aos homens o Reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando." (Mateus 23:13) Sim, esses pregadores de prosperidade e bênçãos desmedidas não ensinam a verdade, não apresentam o Caminho do Reino de Deus. Esses que prometem várias coisas como sendo promessa do Senhor levam as pessoas ao engano e à idolatria, e desta maneira estão nos templos, mas longe do Senhor. São pregadores com as suas teologias locais, que citam o Nome do Senhor, que é Bendito para sempre, Amém, mas que ensinam mentiras e engano, e assim o povo se afasta da verdade e se converte a um templo, a uma religião que não é Jesus. Esses pregadores dessas doutrinas estranhas estão longe do Senhor, estão perdidos e estão conduzindo muitos à perdição. Pessoas que buscaram um templo para aprender a conhecer mais do Senhor foram desviadas por esses pregadores. "Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que devorais as casas das viúvas, sob pretexto de prolongadas orações; por isso sofrereis mais rigoroso juízo. Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós." (Mateus 23:14:15). Vemos religiões e templos fazerem um evangelismo, irem em busca de fiéis que trazem para eles, e não para o Senhor, porque os trazem para as suas doutrinas e ensinamentos, e com esse gesto acabam afastando essas pessoas definitivamente do Caminho verdadeiro, porque passarão a viver e a praticar uma religião mentirosa que cita somente o Nome do Senhor. Observamos muitas orações vazias e tolas, e nenhuma prática do Evangelho; isso não é seguir Jesus. "Ai de vós, condutores cegos! Pois que dizeis: Qualquer que jurar pelo templo, isso nada é; mas o que jurar pelo ouro do templo, esse é devedor. Insensatos e cegos! Pois qual é maior: o ouro, ou o templo, que santifica o ouro?" (Mateus 23:16-17) 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 29 de maio de 2017

PROSPERIDADE

"Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas, perversas contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais." (1 Timóteo 6:3-5)

         Infelizmente, vivemos uma época, uma geração de pessoas que se dizem cristãs, crentes, e outros tantos adjetivos, para tentarem se identificar como pessoas salvas em Jesus Cristo. Mas, como disse, para tentarem somente, porque, a bem da verdade, estão muito longe, são pessoas comprometidas com o mundo e com a vontade da carne. São frequentadoras de templos, denominações, igrejas que vivem e ensinam qualquer coisa, só não ensinam o Evangelho de Jesus Cristo. São pessoas que citam o Nome do Senhor, que é Bendito para sempre, amém, mas somente com o objetivo de usá-lo como um trampolim, um atalho, para alcançarem os seus desejos carnais. Prova tal basta observarmos as inúmeras pregações sobre prosperidade, falando que Deus dará dinheiro, riqueza para alguém, mesmo sabendo que o Evangelho fala o contrário. Os templos, os grandes e famosos pregadores simplesmente estão usando a Palavra de Deus para se enriquecerem, isto porque seus templos são os maiores comércios de todo tipo de material, além dos inúmeros pedidos de ofertas, desafios, fogueiras santas, campanhas e mais campanhas, em que a solicitação de dinheiro, de ofertas é obrigatória. Assim, o que vemos são pedidos e mais pedidos de ofertas nos templos, nas Tvs, em seus programas de rádios. Oferecem bênçãos, oferecem milagres, oferecem de tudo, mas o que fazem são somente barganhas. Pessoas que lotam estes templos, que vivem participando dessas reuniões em busca de bênçãos e milagres não viram e não conhecem o Senhor, porque são carnais e comprometidas com o mundo. Os absurdos são tantos que muitos chegam a desafiar Deus, exigem bênçãos, esquecendo o seu lugar de criatura, de servo. Devemos saber que o Evangelho não é fonte de riquezas, de coisas materiais, não promete essas coisas, e sim vida eterna, vida abundante. Mas a vida abundante não é aqui, porque aqui, na verdade, é lugar de lutas e batalhas.
 "Mas é grande ganho a piedade com contentamento.
Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele." (1 Timóteo 6:6-7).
 Dos que se dizem cristãos, mas que vivem em busca de riquezas e para isso usam o Nome do Senhor, ou dos que são pregadores dessas teorias, a Palavra diz que devemos nos afastar deles. Temos que voltar ao Evangelho, ler, meditar, aprender e colocá-lo em prática, e não viver na prática de ensinamentos contrários à Palavra. Temos que tomar muito cuidado com a religiosidade, pois tem a aparência de santidade, mas não passa de ritos sem nenhum proveito. Devemos parar de viver uma emoção, de nos emocionar com uma música bonita ou com um pregador carismático fluente no falar. O que é preciso para sermos vitoriosos segundo o Evangelho é tão somente reconhecer Jesus como o nosso único Salvador e colocar em prática a sua Palavra, e não buscar luxo, conforto, ou vida mansa aqui, pois Ele não prometeu nada disso. Temos que entender que o Senhor deixou bem claro que não se deve ter compromisso com dinheiro, com riqueza, inclusive Ele mesmo disse que é impossível um rico entrar no Reino dos Céus. Assim, quem anda em busca de riqueza está fechando as portas do céu para si, e por mais que cite o Nome do Senhor, sabe que Jesus não tem compromisso com eles. Devemos contentar em viver de maneira honesta e modesta, viver para o Reino, sabendo que aqui estamos somente peregrinando em direção à vida ou à morte. Quando nascemos, nada trouxemos para este mundo e nada levaremos, a não ser o que vivemos e praticamos aqui; temos que seguir o exemplo do nosso Mestre, que nasceu em uma manjedoura e partiu sem nada levar, pois até a sua túnica (roupa) foi dividida entre os soldados. Ser discípulo é seguir os mesmos passos, temos que dar um basta a esses ensinamentos mentirosos; devemos nos afastar desses crentes carnais; devemos voltar ao Evangelho. "Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.
 Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores." (1 Timóteo 6:8-10).Todos os que vão a um templo, a uma denominação, ou que procuram o Senhor em busca de prosperidade, de se enriquecer, de resolver os seus problemas financeiros estão em erro. Jesus deixou bem claro que devemos juntar, reunir riquezas no céu, e não aqui, temos que viver de maneira sábia, honesta e misericordiosa atendendo a quem necessita e sempre confiando na provisão do Senhor. O fim se aproxima e observamos o crescimento desenfreado dos religiosos e o distanciamento de Jesus, basta ouvirmos os que se dizem evangélicos falando. São pessoas que acham que Deus tem a obrigação de os abençoar com prosperidade porque ofertam, ou porque são dizimistas fiéis, e não entendem que estão simplesmente cumprindo o mandamento do Senhor quando dizimam, e quando ofertam. Mas não existe nenhuma promessa de nada em troca a não ser vida, a Promessa para todos é somente vida eterna. Pregadores dizem que Deus vai dar em dobro, vai multiplicar, porque as pessoas estão ofertando, ou dizimando, mas eles são simplesmente mentirosos. Volto a insistir, voltemos ao Evangelho, à prática da Palavra."Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas. Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos deu o testemunho de boa confissão, Que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo; A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e Único Poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores; Aquele que tem, Ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja Honra e Poder sempiterno. Amém." (1 Timóteo 6:11-16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 26 de maio de 2017

EXPLICANDO A ORAÇÃO.

"E no dia seguinte, indo eles seu caminho, e estando já perto da cidade, subiu Pedro ao terraço para orar, quase à hora sexta." (Atos 10:9)

         Pedro, como todos os apóstolos, tinha a prática da oração, isto é, eles sempre estavam em oração, estavam sempre falando, conversando com o Senhor, porque a oração não é como muitos imaginam ficar pedindo isto ou aquilo a Deus. A oração é uma via de mão dupla, é quando nos dedicamos a falar com Deus, conversar, dialogar e ouvir as respostas. Assim como conversamos, falamos com o nosso pai terrestre, ou como gostamos que os nossos filhos nos procurem para conversar e não somente para pedir alguma coisa, Deus também quer que o procuremos para dialogar e não somente para pedir. Quando nos dirigimos a Ele somente para pedir, para clamar por este ou por aquele assunto em busca de solução, estamos, na verdade, querendo usá-lo, e não demonstramos com isso nenhum amor. Amar a Deus, confiar Nele é sempre, e em qualquer situação, conversar, dialogar e levar ao conhecimento do Senhor tudo o que estivermos vivendo, fazendo, comunicando, desabafando, porque Ele é o único amigo que temos a certeza de que jamais nos trairá. Não importa a situação, a luta pela qual estivermos passando, devemos ir ao Senhor até mesmo para comentar sobre a situação, mas não para ficar pedindo solução, não para ficar pedindo respostas, somente para falar o que estivermos vivendo, falar das nossas dúvidas, medo, falar das derrotas e das vitórias, e até mesmo comentar sobre um fato engraçado ou triste que tivermos vivido. Deus tem que ser o nosso amigo mais querido, temos que ter prazer em dialogar com Ele, expor os nossos pensamentos, sentir prazer em sua presença, porque todos os que vão a Deus somente na hora da necessidade, somente para pedir, são tolos, são religiosos, e não conhecem Deus, e quase sempre nunca encontram as respostas que buscam. Deus atende os seus amigos. Jesus disse: "não vos chamareis mais de servos, mas de amigos, porque os servos não sabem o que o seu Senhor faz". Jesus fala, responde, conversa e nos informa sobre tudo, basta estarmos sensíveis para ouvir, mas, principalmente, para ouvir e colocar em prática os seus conselhos e orientações. Muitas vezes as pessoas procuram o Senhor como se Ele fosse o seu vingador particular, ou como se Ele fosse um servo, um lacaio que podemos mandar fazer isso ou aquilo. Devemos saber que Ele é Deus, e nós somos privilegiados por termos um amigo tão poderoso, mas, para Ele ser nosso amigo, devemos ser seu amigo primeiramente, devemos confiar e agir como amigo. Todos devem aprender a orar, porque o que estão fazendo são somente rituais que para nada servem ou valem, e com certeza o nosso Pai, o nosso amigo não ouvirá.
 "E tendo fome, quis comer; e, enquanto lho preparavam, sobreveio-lhe um arrebatamento de sentidos, e viu o céu aberto, e que descia um vaso, como se fosse um grande lençol atado pelas quatro pontas, e vindo para a terra." (Atos 10:10-11). Pedro estava dialogando com o Pai, estava em oração, e como estava com fome, com certeza, deve ter também falado ao Pai sobre esse fato, e o Amigo, o Pai Amado, aproveita essa situação para trazer ensinamentos, trazer revelações a ele. Temos que observar que Pedro não estava pedindo, buscando revelações alguma do Senhor, estava somente dialogando, mas o Pai trouxe o ensinamento para ele além de revelações do que haveria ser. Deus mostra uma espécie de lençol com todas as espécies de animais que desciam do céu. Como Ele sabia que Pedro estava com fome, mostrou-lhe a comida, e aproveitou esse momento e situação para ensinar-lhe sobre algo do qual até então ele não tinha conhecimento, e agia ainda como religioso, discriminando os não judeus."No qual havia de todos os animais quadrúpedes e feras e répteis da terra, e aves do céu. E foi-lhe dirigida uma voz: Levanta-te, Pedro, mata e come." (Atos 10:12-13). Esse ensinamento não é somente sobre discriminação, mas também sobre o que nós, os cristãos, podemos ou não comer, porque à época da lei havia vários tipos de carnes de animais que não era lícito comer, exemplo é que não se podia comer carne de porco. Então Deus manda Pedro matar e comer os vários tipos de animais que lhe eram mostrados através daquela visão. Como sabemos que o nosso Amigo não está de brincadeira, não é contraditório, sabemos que Ele mandou Pedro agir assim porque realmente poderia fazê-lo, mostrando que não era proibido comer qualquer tipo de carne. Mais tarde esse assunto foi debatido, discutido em Jerusalém sob o comando de Tiago e com os principais discípulos, e todos entenderam que tudo é lícito, que qualquer carne, alimento, poderia ser ingerido, comido, exceto o sangue de qualquer animal, porque a vida está no sangue. Assim foi determinado e enviadas cartas a toda parte informando que só não se pode comer o sangue de animais e se prostituir. "Mas Pedro disse: De modo nenhum, Senhor, porque nunca comi coisa alguma comum e imunda. E segunda vez lhe disse a voz: Não faças tu comum ao que Deus purificou. E aconteceu isto por três vezes; e o vaso tornou a recolher-se ao céu." (Atos 10:14-16). Vemos que Pedro diz que não come nada impuro, mas o Senhor lhe fala que tudo o que Ele faz é puro. Observamos que Deus trouxe esse assunto e o repetiu por três vezes, para que ficasse claro e que o apóstolo entendesse. Pedro no início se defende dizendo que não come nada impuro, isto só mostrava a religião, mas o Senhor estava mostrando que Nele há liberdade e purificação. Assim, o Senhor estava mostrando que não é a raça que separa as pessoas do seu amor, mas a obediência e a desobediência a sua Palavra, Pedro ainda estava meditando sobre tudo quando o Senhor envia pessoas para que ele as acompanhe e entre em uma casa de pessoas que eram consideradas impuras para os judeus. E elas foram batizadas pelo Espírito Santo antes mesmo do batismo nas águas. "E estando Pedro duvidando entre si acerca do que seria aquela visão que tinha visto, eis que os homens que foram enviados por Cornélio pararam à porta, perguntando pela casa de Simão. E, chamando, perguntaram se Simão, que tinha por sobrenome Pedro, morava ali. E, pensando Pedro naquela visão, disse-lhe o Espírito: Eis que três homens te buscam. Levanta-te pois, desce, e vai com eles, não duvidando; porque eu os enviei." (Atos 10:17-20). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 25 de maio de 2017

BOA ORDEM.

"Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei: Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes." (Tito 1:56)

         O apóstolo Paulo já tinha dado instruções semelhantes a Timóteo sobre como organizar as igrejas, e sobre quais deixar como pastores à frente dos ministérios. Agora dá essas instruções a Tito, sobre como organizar a igreja em Creta, lembrando que em relação a esse assunto já lhe tinha dado ordens. Não podemos esquecer que, quando a Bíblia fala ou cita presbíteros, bispos, está se referindo simplesmente a pastores ou supervisores de igreja, e não existe a diferença entre esses cargos, porque são somente nomes diferentes, e podemos afirmar que são somente pastores. Essas definições colocando bispos acima de pastores ou presbíteros inferiores são somente os modernismos que tentam trazer para o Evangelho. Paulo orienta Tito que ele deveria escolher bem os pastores, como ele já tinha ordenado. Vejamos as qualificações que Paulo exigia que fossem observadas para alguém ser pastor ou supervisor de igreja, para administrar uma congregação. Tinha que ser irrepreensível, ou seja, as pessoas não podiam encontrar nada com que lhe pudessem acusar de algum erro, ou maneira de portar e viver; que fosse marido de uma só mulher, que fosse casado somente uma vez, portanto fica claro que não poderia estar em um segundo ou terceiro relacionamento, e nem poderia estar casado com uma mulher divorciada. Tinha que ser homem, e não mulher, mesmo porque em nenhum momento a Bíblia autoriza ou concorda ou cita mulher como sendo pastora, porque não existe - a Bíblia se refere a pastora como cuidadora de animais, quadrúpedes. Sendo casado, esse homem não poderia ter filhos que vivessem de maneira errada, não poderia ter filhos viciados, ou que vivessem de maneira desordenada, porque a família do pastor tem que ser referência. E quando o pastor tem filhos que são desobedientes e vivem de maneira errada, isso mostra que não soube educá-los, não exerceu a autoridade devida, não foi sacerdote do lar de acordo com a Palavra de Deus. Os filhos, a família do pastor tem que viver de acordo com a Palavra de Deus, portanto, pastor não pode ter filhos divorciados, ou que vivam em fornicação, nem em práticas homossexuais.
 "Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância; Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante; retendo firme a fiel Palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes." (Tito 1:7-9). É necessário que o pastor, ou supervisor de igreja, o responsável por uma congregação seja irrepreensível, isto quer dizer que nem os de fora, os que não são crentes, os que não professam a mesma fé, nem os que são crentes, ou que dizem ser ou fingem ser não tenham como acusá-lo, não podem ter nada que possa se firmar para criticar ou comentar sobre algo que possa desabonar o pastor ou algum membro da sua família. A função do pastor é representar Deus, é ensinar e falar das coisas do Reino, é um professor das leis de Deus, portanto é necessário que seja um praticante em todos os sentidos. Assim não pode ser alguém que ande de mau humor, de cara fechada, brigando, reclamando, ou tratando mal o seu semelhante, independentemente de qualquer coisa. Não pode jamais ser alguém que goste de tomar qualquer espécie de bebida alcoólica, e não existe nenhuma quantidade tolerável, ou seja, simplesmente não pode ingerir álcool de maneira nenhuma. Não pode ser alguém que reaja ou aja com violência em nenhuma situação, nem em casa ou na rua, e sempre agir com paz; jamais agredir quem quer que seja, mesmo porque não existe motivo que possa justificar uma agressão física a alguém, e principalmente por parte de um pastor. Não pode também ser um homem que tenha preocupações em adquirir bens, patrimônio material, porque são incompatíveis com o ministério do Reino de Deus. Não pode estar voltado, preocupado em ganhar dinheiro, e que seja dedicado em tempo integral ao ministério, dependendo exclusivamente dele para viver e manter a sua família. É necessário que seja um homem sempre pronto a receber todos os que o buscam, sempre pronto para socorrer todos os que necessitam de alguma ajuda ou socorro. Precisa ser amigo, calmo, praticar justiça e viver de acordo com a Justiça de Deus, ensinando todos não somente com palavras, mas principalmente com exemplos. Principalmente, que conheça bem a Palavra de Deus, para que possa ensinar, responder e orientar sempre todos os que o buscarem, não permitindo que ninguém saia sem resposta ou crie resposta, explicação, por não ter o conhecimento da sã doutrina. "Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância." (Tito 1:10-11). Tomar muito cuidado com os falsos pastores, pregadores, pessoas que pregam e ensinam outros evangelhos, porque são muitos os que citam o Nome do Senhor, mas que vivem e ensinam contra Jesus Cristo, porque apresentam um evangelho distorcido e tolerante com o pecado; são pessoas que trazem novidades e modernismo para a igreja. São pessoas que têm a preocupação de ganhar dinheiro e transformam igrejas em negócio, e as ovelhas do Senhor em mercadoria; são os criadores de campanhas, de desafios, os apresentadores de carnes, envelopes, os que falam mais em ofertas do que em obediência e conversão. "Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos. Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé. Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade. Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados. Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra." (Tito 1:12-16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 24 de maio de 2017

FAÇO SABER

"Mas faço-vos saber, irmãos, que o Evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens." (Gálatas 1:11)

         Para a nossa infelicidade e derrota, encontramos vários evangelhos sendo pregados nos templos modernos. São evangelhos da bênção, da prosperidade, da tolerância, dos desafios, da provocação, dos amuletos, das trocas, das ofertas. Enfim, são vários os que buscam algo confortável para ouvir, que buscam um evangelho estilo autoajuda. Mas muito poucos buscam realmente o Evangelho de Jesus Cristo, que é o da renúncia, da santificação, do arrependimento e da Salvação. Mas nós, os que cremos no Senhor, que conhecemos o Senhor Jesus, que somos os seus discípulos, só podemos pregar, ensinar, falar sobre esse Evangelho de Jesus Cristo, porque sabemos que é o único autêntico, e todo o resto é simplesmente adultério, falsificação. Assim, dedicamos as nossas vidas a falar do Evangelho de Jesus Cristo, sem compromisso de agradar a quem quer que seja, mas simplesmente de transmitir a Verdade única a todos. Quer nos aceitem ou rejeitem, quer ouçam ou deixem de nos ouvir, sempre iremos falar a Verdade, a todo o tempo vamos condenar o pecado, as trevas. E mais: não temos a preocupação de criar situações favoráveis para que venham ouvir e aceitar Jesus, porque nós só oferecemos o Evangelho de Jesus Cristo, oferecemos a Vida, e não é nenhum favor alguém aceitar o Senhor, ao contrário, é receber um grande favor, é receber a Graça, é receber a vida. Portanto, sejamos diretos e falemos de maneira clara sobre Jesus, e não douremos a pílula, falemos de morte, de Vida, falemos de trevas e Luz, falemos de escolhas. "Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo." (Gálatas 1:12).O nosso aprendizado não foi com homem algum, não foi em nenhuma escola, ou curso de teologia, foi do próprio Jesus, porque Ele nos chamou, nos escolheu e nos ensinou e nos enviou para pregar o seu Evangelho, e, acima de tudo, vivê-lo. Portanto, o que falamos não é deste mundo, falamos do Reino porque somos cidadãos do Reino, e não temos nenhuma habilidade com as coisas mundanas; não falamos em prosperidade ou coisas materiais, porque nada sabemos e nem queremos saber. O Evangelho que falamos é o que Jesus manda, o que exige arrependimento, santificação, perseverança, porque, para nos aproximarmos de Deus, é necessário que estejamos limpos, e Ele mesmo nos limpa se quisermos, se permitirmos, se formos até Ele. Não são palavras que nos conduzem à salvação, à Vida, mas o arrependimento verdadeiro, que é a mudança de comportamento, de hábitos. É uma entrega completa a Ele, é submissão total ao Senhor.
 "Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava. E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais." (Gálatas 1:13-14). Não queremos galardear, como se sempre fôssemos pessoas voltadas para Cristo, porque não é verdade. Nascemos no pecado, erramos muito e de várias maneiras, e, a bem da verdade, todos somos pecadores, mas devemos sempre esmurrar os nossos corpos para não cedermos à vontade da carne. Procuramos todos os instantes mortificar a nossa carne, para que possamos viver em espírito. Estávamos perdidos, cegos, mas o Senhor nos chamou e mostrou o Caminho da vida que era Ele, ou o caminho da morte, das trevas, e assim nós nos entregamos a Ele e procuramos ser os mais fiéis possíveis. A diferença é que não viemos ao Senhor em busca de prosperidade, ou de alguma bênção, viemos em busca Dele, viemos em busca de Salvação, da Vida, portanto, a nossa fidelidade e dedicação. Por isso não nos preocupamos com coisas materiais, uma vez que sabemos que estamos simplesmente peregrinando, caminhando em direção à Vida abundante. Assim temos orgulho de falar que somos discípulos do Senhor, porque não buscamos bênçãos, e sim Ele, a sua presença; e se estivermos bem e na fartura, estamos adorando-o; se estivermos na fome e na miséria, continuamos adorando-o e pregando o Evangelho; se tivermos saúde, glorificamos o seu Nome, e se estivermos enfermos, continuamos exaltando o seu Nome, porque sabemos que tudo é a sua vontade, e em tudo Ele tem um propósito. "Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua Graça, Revelar seu Filho em mim, para que o pregasse entre os gentios, não consultei a carne nem o sangue, Nem tornei a Jerusalém, a ter com os que já antes de mim eram apóstolos, mas parti para a Arábia, e voltei outra vez a Damasco." (Gálatas 1:15-17). Antes agíamos errado por ignorância, mas depois que a Luz brilhou em nossas vidas, depois que conhecemos o Senhor, nos rendemos a Ele, e a cada dia, a cada momento Ele se revela mais e mais em nossas vidas, e as trevas estão passando, porque a Luz já brilha em nossas vidas. Quando olhamos para trás, sentimos vergonha das nossas atitudes, dos nossos erros, e por isso não nos cansamos de sempre pedir perdão, porque sabemos que só estamos vivos graças às misericórdias do Senhor, que são infinitas. Não nascemos em berços evangélicos, não fomos criados conhecendo a verdade, vivíamos nos enganos, nas tradições antigas, assim como muitos. Acreditávamos nas mentiras, nos ídolos, nas imagens e em demônios, mas o Senhor no tempo certo enviou a sua Palavra e nos curou, e hoje nos usa para enviar a mensagem da Verdade, para que creiam que Jesus é o único Salvador. Enviamos a mensagem direta, sem rodeios, para que as pessoas não se enganem com os vários evangelhos que não conduzem à vida. Hoje Jesus está chamando, e se as pessoas o ouvirem, podem encontrar a Salvação, portanto, devem buscar a maior bênção, que é a vida eterna. Devemos buscar o Evangelho verdadeiro, buscar o Evangelho de Jesus Cristo. "Depois, passados três anos, fui a Jerusalém para ver a Pedro, e fiquei com ele quinze dias. E não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor. Ora, acerca do que vos escrevo, eis que diante de Deus testifico que não minto. Depois fui para as partes da Síria e da Cilícia. E não era conhecido de vista das igrejas da Judéia, que estavam em Cristo; Mas somente tinham ouvido dizer: Aquele que já nos perseguiu anuncia agora a fé que antes destruía. E glorificavam a Deus a respeito de mim." (Gálatas 1:18-24). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 23 de maio de 2017

QUEM AUTORIZOU

"E aconteceu num daqueles dias que, estando ele ensinando o povo no templo, e anunciando o Evangelho, sobrevieram os principais dos sacerdotes e os escribas com os anciãos, e falaram-lhe, dizendo: Dize-nos, com que autoridade fazes estas coisas? Ou, quem é que te deu esta autoridade?" (Lucas 20:1-2)

         Jesus estava sempre ensinando e divulgando o seu Evangelho, mesmo porque, como Ele mesmo afirmou, Ele veio para ensinar, apesar de que sempre as pessoas iam até Ele em busca de um milagre. Da mesma maneira, hoje a maioria das pessoas buscam o Senhor para receberem um milagre imediato. Querem uma solução imediatista, e na maioria das vezes não querem ouvir o que Ele tem a dizer sobre obediência e perseverança, porque desejam tão somente resolver, solucionar o problema que as aflige no momento. Observamos que os templos, as denominações, quando fazem divulgações de reuniões de curas e milagres, elas ficam cheias, ficam lotadas. E muitos pregadores utilizam-se desse expediente para atraírem pessoas aos seus templos, pois oferecem todos os tipos de bênçãos, mas não ensinam o Evangelho de Jesus Cristo, sendo que a nossa função é falar a verdade, condenar o pecado; fomos chamados para desfazer as obras das trevas, assim como Jesus fazia e nos ensinou. Quando Jesus estava ensinando o Evangelho, estava condenando as obras das trevas, estava mostrando o erro, o pecado do povo, então a nata das autoridades religiosas foi questioná-lo. Eles questionaram com que autoridade Ele condenava o pecado e exortava o povo a se converter realmente a Deus. Esses mesmos que questionaram Jesus são equivalentes às autoridades religiosas, eclesiásticas da nossa época, são os que estão à frente de grandes templos, grandes denominações, estão na mídia, são televisivos e pregam qualquer coisa. São os que apoiam o pecado, os que concordam com o divórcio e recasamento, os que chamam o povo para os seus templos com oferecimento de bênçãos e curas. São os criadores de campanhas cujo objetivo é arrecadar fundos e encher seus templos, mas não ensinar a Verdade. Esses, quando falamos sobre o Evangelho, sobre a Verdade, eles nos questionam e perguntam quem nos deu autoridade para questionar e para falar desse jeito. Isto porque são teólogos, são pessoas conhecidas, são pessoas que têm ministérios há anos. Querem saber quem somos nós para questioná-los, porque são conhecidos há anos e têm grandes ministérios e seguidores. Mas devem saber que toda autoridade vem do Senhor e que falamos somente a Palavra de Deus, pois é o que Ele nos manda.
 "E, respondendo ele, disse-lhes: Também eu vos farei uma pergunta: Dizei-me pois: O batismo de João era do céu ou dos homens?" (Lucas 20:3-4). Jesus então responde a eles com uma pergunta, um questionamento, diz-lhes que eles sabiam, mas deveriam confessar em público, e, se eles confessassem, então assumiriam publicamente que estavam indo contra a Palavra, que eles sabiam ser verdadeira. Todos sabiam que João Batista era um profeta de Deus, foi um homem enviado por Deus para preparar o caminho do Senhor. Veio para pregar a Verdade e chamar o povo ao arrependimento e foi ele quem batizou Jesus nas águas do rio Jordão. João Batista pregava e falava diretamente contra o pecado, era destemido e foi morto exatamente por condenar o adultério continuado, porque Herodes tinha se casado com a ex-esposa do seu irmão Felipe. E Herodias, sua cunhada, que agora vivia como sua esposa, tramou e conseguiu pedir a cabeça do profeta João Batista, porque ele dizia a Herodes que não era lícito possuir a mulher do irmão. Profetas como João Batista são difíceis de se encontrar, porque nos templos modernos não se condena mais o adultério, nem o pecado, e por isto estão cheios de pessoas mortas-vivas, e quando falamos, condenamos o pecado, logo surge a pergunta: quem nos deu autoridade? Geralmente citam a grandiosidade do ministério, o patrimônio, o número de seguidores ou membros e o tempo em que estão com seus ministérios. Esquecem que para Deus não é pela grandeza, pela prosperidade, pelo número de pessoas que são avaliados, e sim pela fidelidade à Palavra. Mas assim como Jesus os questionou, os atuais, quando são questionados, se calam, criam desculpas, fogem da verdade, e com jeito político, porque têm medo de falarem o que desagrada o povo, os seus seguidores, e eles estão dispostos a perderem tudo, só não podem perder membros, pois diminuiria a sua arrecadação. "E eles arrazoavam entre si, dizendo: Se dissermos: Do céu, Ele nos dirá: Então por que o não crestes? E se dissermos: Dos homens; todo o povo nos apedrejará, pois têm por certo que João era profeta. E responderam que não sabiam de onde era." (Lucas 20:5-7)Os líderes religiosos, a nata da Igreja, os principais foram tramar o que responder, eles sabiam a verdade, mas tinham medo de confessar, e, portanto, optaram por mentir. Eles não queriam ficar em situação difícil com o povo, e não queriam ser desmascarados diante de todos, e assim agiram de maneira política e hipócrita. Quando lemos esse trecho, vemos o quão atual é o Evangelho, porque é exatamente o que acontece hoje, pois a desculpa continua sendo a mesma por parte de uma nata eclesiástica. Temos que aprender diretamente com o Senhor, devemos aprender a pesquisar em nossas bíblias, deixarmos de ser carnais e passarmos a viver o Evangelho de Jesus Cristo. Temos que aprender a condenar o pecado, não o aceitar, não o tolerar, mas viver e ensinar o Evangelho que Jesus ensinava e ensina. "E Jesus lhes disse: Tampouco vos direi com que autoridade faço isto." (Lucas 20:8). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 22 de maio de 2017

MANDADO DE DEUS

"Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, segundo o mandado de Deus, nosso Salvador, e do Senhor Jesus Cristo, esperança nossa, a Timóteo meu verdadeiro filho na fé: Graça, misericórdia e paz da parte de Deus nosso Pai, e da de Cristo Jesus, nosso Senhor." (1 Timóteo 1:1-2)

         Paulo era um grande e abnegado apóstolo de Cristo; como Ele mesmo afirmava, um apóstolo chamado e ungido por Cristo e não por homens. Paulo, apesar de não ter andado com Jesus durante o seu Ministério terreno, foi chamado por este para levar a sua mensagem, o Evangelho, a toda parte, e ainda hoje é um dos maiores pregadores do Evangelho de Jesus Cristo. Esse apóstolo não foi chamado para ser rico, nem nenhum superapóstolo, mas para sofrer pelo Nome de Jesus, e sabemos como foi o seu ministério. Ele constantemente sofria perseguições, prisões, surras, apedrejamento, enfermidades, fome, acusações, de todos e, inclusive, dos falsos irmãos. Mas nada disso foi o suficiente para o fazer desistir de cumprir a missão que tinha recebido, e a executou até o seu último dia de vida aqui na terra. Nessa carta que envia a Timóteo, seu filho na fé, faz severas recomendações para que o mesmo permaneça firme nos ensinamentos dele, e que não se desvie do Evangelho de Jesus Cristo, porque, infelizmente, assim como antigamente, hoje são muitos os que estão no templo citando o Nome do Senhor, mas ensinando e pregando contra o Evangelho de Jesus Cristo. Então a preocupação de Paulo é para que Timóteo não seja corrompido com as falsas doutrinas ensinadas e vividas por muitos que se dizem cristãos. "Como te roguei, quando parti para a macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina, nem se deem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora." (1 Timóteo 1:3-4). Paulo pede a Timóteo que fique alerta e não caia no engano de muitos pregadores, muitos que se dizem mestres, mas que utilizam a Bíblia de maneira errada, pois fazem questão de se prenderem ao Velho Testamento citando a história de Israel e querendo que as pessoas creiam que aquilo que aconteceu aos hebreus acontecerá com elas atualmente. Temos que ensinar sobre Jesus, sobre os seus preceitos, porque a lei se cumpriu Nele, e as histórias do povo de Israel servem somente para delas termos conhecimento, e não esperar que nos aconteça o mesmo. Assim como havia os livros dos profetas, hoje temos o maior dos Profetas, que é Jesus, e a Ele ouvimos. Não podemos buscar resposta em outro se temos o Caminho, a Verdade e a Vida diante de nós.
 "Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida." (1 Timóteo 1:5). Temos que ensinar, e principalmente viver, que Jesus é o centro das nossas vidas e que devemos permitir ser comandados por Ele. Esse comando se dá quando entregamos realmente nossas vidas em suas mãos, quando aprendemos a andar em espírito, e andar em espírito é viver na prática do Evangelho. Para andar na prática do Evangelho, temos de estar na fé, andar, viver, praticar a fé, porque sem ela é impossível agradar a Deus, uma vez que, para andar com fé, é necessário que creiamos que Ele exista e é galardoador daqueles que o buscam. Se não tivermos fé, se não crermos que Ele existe e irá nos abençoar com vida abundante e eterna, então não conseguiremos obedecer-lhe. E sem obediência não existe salvação, porque a salvação depende da nossa obediência a Ele, e, para obedecermos, é necessário crermos, e, se cremos, logo temos fé, uma fé não fingida, uma fé autêntica, verdadeira, em que vivemos sabendo que Cristo é tudo em nossas vidas e em toda parte, que Ele é o Senhor. "Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas; querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam." (1 Timóteo 1:6-7). São muitos os pregadores, os inovadores que têm uma pregação diferente do Evangelho de Jesus Cristo. São os pregadores de bênçãos, os criadores de campanhas várias, os pregadores de facilidades e tolerância ao pecado, os que estão muito mais preocupados em agradar pessoas do que a Cristo. Dizem-se muito sábios e conhecedores, mas, na verdade, são criadores de doutrinas, que outros carnais assim como eles difundem, criando assim a classe de cristãos mortos, ou seja, dos religiosos que não conhecem Cristo. Não o conhecem, apesar de citarem o seu Nome, vivem uma religião totalmente contrária aos seus ensinamentos. Paulo tinha a preocupação de que Timóteo não caísse nessa cilada, porque são muitos os que caem, pessoas que vieram para um templo em busca de Cristo, em busca da Verdade, mas foram enganados e caíram e hoje são simplesmente religiosos. "Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, Conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado."(1 Timóteo 1:8-11).Todos nós nascemos no pecado, somos pecadores por nascimento, e vivemos no pecado, e só nos libertamos desse jugo, quando conhecemos Cristo, quando o assumimos em nossas vidas, quando confessamos e nos arrependemos; e todos sabem que arrependimento é mudança de direção; é abandono das velhas práticas. Portanto, quando não pregamos, não mandamos as pessoas abandonarem os pecados, estamos errando, porque o Senhor só aceita o pecador arrependido. As leis de Deus, os preceitos de Jesus são para nós obedecermos, porque somos pecadores. "E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus Senhor nosso, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério; a mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso; mas alcancei misericórdia, porque o fiz ignorantemente, na incredulidade. E a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo." (1 Timóteo 1:12-14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.