EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

ESTAMOS LIVRES

"E ensinava no sábado, numa das sinagogas. E eis que estava ali uma mulher que tinha um espírito de enfermidade, havia já dezoito anos; e andava curvada, e não podia de modo algum endireitar-se." (Lucas 13:10-11)

            Jesus trabalhou e muito durante os três anos e pouco de seu ministério terreno. Enquanto os judeus procuravam descansar no sábado, Ele operava milagres e maravilhas, e acima de tudo pregava o Evangelho, ensinava a Palavra de Deus a todos os que queriam ouvi-la. Os judeus que ensinavam uma religião e viviam a mesma, claro não por inteiro, mas somente o que lhes era conveniente, criticavam Jesus pelo fato de Ele fazer as coisas no sábado, mas Ele tinha a melhor das respostas. "E por esta causa os judeus perseguiram a Jesus, e procuravam matá-lo, porque fazia estas coisas no sábado. E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também." (João 5:16-17). Deus Pai, Jesus, trabalha sempre atendendo os nossos pedidos, nos livrando, nos atendendo, e não se cansa, e nós também devemos seguir o seu exemplo e sermos trabalhadores, sermos incansáveis no ensino e pregação da Palavra de Deus,  testemunharmos o poder de Deus, ser exemplos. Jesus mandou operar os milagres e maravilhas no seu Nome, agir como verdadeiros discípulos Dele, e não como meros religiosos, não como preguiçosos e maldosos. Jesus estava no templo, na sinagoga, e depara com uma mulher que havia dezoito anos sofria de uma enfermidade que não permitia que ela andasse direito, por isto vivia encurvada, andava como uma corcunda; e a Palavra fala que ela de maneira nenhuma conseguia ficar normal. Ela era como muitos e muitos corcundas que vivem por aí, e, assim como os fariseus, todos daquela época simplesmente creditavam aquela enfermidade a algo normal. Quando nos deparamos com pessoas doentes, com as mais diversas enfermidades, buscamos uma explicação médica, científica, para justificar, para defender a enfermidade, e, como nesse caso citado, diríamos que seria normal. As pessoas têm a tendência de justificar a doença, a enfermidade, e não a tratam de forma espiritual, não importa se é câncer, Aids,lepra, diabete, depressão, uma simples alergia, enxaqueca, ou gripe,não podemos justificar nem concordar além da hereditariedade ou de outra coisa qualquer, nem mesmo o tempo. O que devemos fazer é agir como Jesus agiria, pois somos seus discípulos, e então condenamos e expulsamos no seu Nome.
            "E, vendo-a Jesus, chamou-a a si, e disse-lhe: Mulher, estás livre da tua enfermidade."(Lucas 13:12). Quando Jesus viu a mulher, Ele a chamou e informou que ela estava livre daquela enfermidade.Observemos que, quando Jesus assim disse, ela ainda estava enferma, ainda sentia  os sintomas da doença, ainda não podia ficar em pé direito,  e todos ainda a viam como enferma, como corcunda. Mas o Senhor já tinha dito que ela estava livre, porque toda enfermidade é uma prisão; pessoas são presas a um leito, a medicamentos, a muletas, cadeiras de rodas, a dietas, a dores. Mas Jesus já deu a ordem, Ele já nos informou que estamos todos livres de todas as enfermidades. Esse comunicado foi para ela e para todos nós, pois Ele já levou todas as nossas enfermidades. "Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças." (Mateus 8:17). Portanto, se Ele as levou, não podemos mais sentir ou ter quaisquer enfermidades, e se existe algum sintoma de enfermidade em nós, devemos orar, mandar embora, exigir a saída no Nome de Jesus. Se a nossa fé for pequena, devemos buscar homens de Deus para que orem por nós. Mas sabendo que não temos nenhuma enfermidade. "E pôs as mãos sobre ela, e logo se endireitou, e glorificava a Deus." (Lucas 13:13). Jesus somente impôs as mãos sobre ela depois que lhe tinha informado que ela estava livre. Não devemos buscar orações para ficarmos livres, mas buscar orações somente confirmando que já somos livres, pois Jesus nos livrou, nos libertou na cruz do calvário, e a oração  é para tomar posse, confirmação e expulsão do mal, é para expulsar as enfermidades que são uma ação diabólica. Todas as enfermidades de todas as naturezas são diabólicas, pois já somos livres em Jesus, Ele já levou todas as enfermidades."Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados." (Isaias 53:4-5). Antes de orarmos ou de recebermos orações, devemos saber que Jesus já nos libertou, e Ele já nos informou, já nos disse que estamos livres do mal, portanto vamos orar mandando o mal embora. Devemos praticar com todas as pessoas enfermas, informar-lhes que são livres e orar mandando embora a doença em Nome de Jesus Cristo.
            "E, tomando a palavra o príncipe da sinagoga, indignado porque Jesus curava no sábado, disse à multidão: Seis dias há em que é mister trabalhar; nestes, pois, vinde para serdes curados, e não no dia de sábado."(Lucas 13:14). Jesus recebeu na mesma hora acusação dos fariseus, ou seja,dos religiosos da época, pessoas que se permitiam serem usadas pelo maligno para acusar, pois ele é o acusador. Assim também, quando falamos, damos a Boa Notícia do Reino às pessoas, quando lhes informamos que elas estão curadas, estão livres, os religiosos se levantam contra,  e até a própria pessoa que está enferma. E por não receberem com o coração a Boa Notícia, o informe de que ela é livre, mesmo recebendo a oração, continuam enfermas, pois elas concordaram com a enfermidade, não aceitaram a liberdade. É como um prisioneiro que, após passar muitos anos preso, não quer sair, pois se acostumou a viver na prisão. Não importa o que os religiosos da nossa atualidade falam ou fazem, devemos sempre levar a Boa Notícia e orar impondo as mãos sobre os enfermos, libertando-os, e isto a todo momento e lugar, não podemos escolher dia nem local, somos discípulos de Jesus, portanto, trabalhadores em tempo integral. "Respondeu-lhe, porém, o Senhor, e disse: Hipócrita, no sábado não desprende da manjedoura cada um de vós o seu boi, ou jumento, e não o leva a beber? E não convinha soltar desta prisão, no dia de sábado, esta filha de Abraão, a qual há dezoito anos Satanás tinha presa?" (Lucas 13:15-16). Todas as enfermidades são prisões do diabo, portanto sempre que possível devemos libertar as pessoas. Se você está passando por alguma enfermidade, não importa se é recente ou já há anos, não importa se dizem que não tem cura, não importa o que a medicina diz, importa o que o Senhor Jesus diz. E Ele agora está dizendo que você está livre desse mal. Creia, a porta da prisão está aberta, está escancarada, saia, passe por esses portões, receba a cura do Senhor, receba a libertação, não olhe para os acusadores, para os que dizem que você não pode ou não vai conseguir, creia em Jesus, e Ele já lhe informou: você é livre. "E, dizendo ele isto, todos os seus adversários ficaram envergonhados, e todo o povo se alegrava por todas as coisas gloriosas que eram feitas por ele." (Lucas 13:17) 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Co 9:7 Doar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus.  
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

QUEM SOU?

"E saiu Jesus, e os seus discípulos, para as aldeias de Cesareia de Filipe; e no caminho perguntou aos seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens que eu sou?" (Marcos 8:27)

            Jesus já tinha operado inúmeros milagres, tinha multiplicadopães e peixes por duas vezes; tinha feito o que nunca ninguém tinha feito. Jesus tinha operado todos os tipos de milagres, curado todo tipo de doenças, e tinha acabado de curar um cego, ou seja, fez um cego voltar a enxergar normalmente e se dirige para as aldeias de Cesareia. De repente, Ele pergunta para os seus discípulos o que o povo, os homens dizem a respeito Dele, o que falam, o que acham que Ele é. Essa mesma pergunta deveríamos fazer a nós mesmos e às pessoas: o que ou quem é Jesus para nós e para elas, porque muitos  veem em Jesus uma figura abstrata, outros um santo, ou um profeta ou quem sabe alguém que tem a obrigação de nos ajudar, nos socorrer, nos salvar independentemente de qualquer coisa, quem sabe um Jesus bonzinho, bobinho, serviçal. Quem é Jesus para nós? Temos visto inúmeros milagres acontecerem no nome Dele, sabemos que somos salvos Nele, mas e daí? Quem é Jesus para nós?"E eles responderam: João Batista; e outros: Elias; mas outros: Um dos profetas." (Marcos 8:28). Os discípulos responderam que o povo achava que Ele era um dos profetas já falecidos, como Elias, que foi um grande e poderoso profeta, mas somente isto.Apesar de ter sido arrebatado em vida, Ele era somente um servo, um profeta de Deus, ou João Batista, que tinha vindo  para preparar o caminho do Senhor, o homem de pregação dura e que batizava as pessoas com o batismo do arrependimento ali no rio Jordão e que tinha sido assassinado havia pouco tempo a mando de Herodes. O povo, apesar de esperar o Messias, não tinha atentado para esse fato: que Ele, Jesus, era o messias, o Salvador, que Ele era o esperado. Esse povo que tinha as Escrituras, que todo sábado lia no templo, o povo de Deus, que sabia que todos os profetas tinham profetizado sobre a vinda de Jesus, o povo adorador de Davi, e que sabia que o próprio Davi tinha profetizado sobre Jesus, mesmo assim o povoestava cego. Nós temos os testemunhos, temos a Bíblia, temos tudo, mas quem é Jesus para nós, será que sabemos realmente quem Ele é em nossa vida? O que Ele significa? Quem é Jesus para nós que nos dizemos cristãos, que falamos que o amamos, será que realmente temos consciência de quem é Jesus?
            "E ele lhes disse: Mas vós, quem dizeis que eu sou? E, respondendo Pedro, lhe disse: Tu és o Cristo." (Marcos 8:29).Jesus agora faz a pergunta direta e dirigida aos seus discípulos, queria saber o que eles pensavam também, quem Ele era para eles que o estavam acompanhando e vendo tudo o que Ele fazia e falava. Pedro então, sem titubear, fala que Ele era o Cristo, o Messias, o Filho de Deus, o Esperado. A resposta de Pedro dizendo que Ele era o Cristo quer dizer exatamente tudo isso. Mas devemos entender o porquê. Pedro respondeu de maneira correta, porque sabia, tinha a certeza de que Ele era o Filho de Deus. Na verdade, quem tinha revelado para Pedro foi o Espírito Santo, que é quem nos guia e nos convence do Juízo e do pecado. "E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.(Mateus 16:17). O próprio Senhor Jesus afirma que não foi carne nem sangue, ou seja, que não foi ninguém, nenhum entendimento humano o que fez com  que ele tivesse tal conhecimento. Para que possamos discernir, entender quem é Jesus, devemos permitir que o Espírito Santo nos guie, nos dirija, nos mostre, e, para que isso aconteça, devemos buscar intimidade, viver de acordo com a Palavra de Deus, praticar, obedecer a seus preceitos. Quem adora imagens, ídolos, santos, santas ou outra coisa não sabe quem é Jesus, pois, se soubesse que Ele é o Cristo, o Filho de Deus, que Ele é Deus, não adoraria o que eles adoram, não tentaria dividir a Glória Dele com outra coisa. Se soubesse, seria obediente as suas ordenanças. "E admoestou-os, para que a ninguém dissessem aquilo dele." (Marcos 8:30). Quando  Pedro, usado pelo Espírito Santo, confessou quem Ele era, Jesus então pediu que não falasse para ninguém, e isso por vários motivos, mas o principal era que naquele momento só deveriam ter o conhecimento de quem era Ele aqueles a quem o Pai quisesse revelar, as pessoas que buscavam realmente entendimento, que buscavam o Senhor, porque Ele mesmo tinha afirmado que os que o buscassem de maneira nenhuma os lançaria fora, mas naquele momento,  até mesmo para que se cumprissem as Escrituras, não deveria falar com todos, chegaria o momento em que eles deveriam falar abertamente, mas não era a hora.
            "E começou a ensinar-lhes que importava que o Filho do homem padecesse muito, e que fosse rejeitado pelos anciãos e príncipes dos sacerdotes, e pelos escribas, e que fosse morto, mas que depois de três dias ressuscitaria." (Marcos 8:31). Uma vez que eles já sabiam quem realmente Ele era, Jesus começa a  revelar tudo o que iria acontecer nos próximos dias. Falou que iria ser preso, humilhado, abandonado, crucificado, mas que Deus Pai iria  ressuscitá-lo. Uma vez que eles sabiam que Ele era o Cristo, deveriam saber que as Escrituras iriam se cumprir totalmente Nele, tudo o que os profetas tinham dito iria acontecer totalmente. Mas devemos entender que o nosso adversário arma cilada e tenta até o último momento. O diabo tentou Jesus até o último momento, e agora vemos que ele usa Pedro, que tinha acabado de receber uma revelação do Espírito Santo. "E dizia abertamente estas palavras. E Pedro o tomou à parte, e começou a repreendê-lo." (Marcos 8:32). O diabo, usando Pedro, disse que isso não deveria acontecer, que Ele não iria sofrer,que nada daquilo iria acontecer, portanto estava negando as Escrituras, a Palavra de Deus. Da mesma maneira, muitos falam em um suposto amor, concordam com o adultério, o homossexualismo, a mentira, o divórcio, a desonestidade, com tudo o que Deus disse que abomina, e  criam histórias que alegam amor e que Deus é amor e vai tolerar isto ou aquilo, mesmo sabendo que Ele já disse pela Palavra que não aceita. Mas a resposta de Jesus foi somente uma repreensão e expulsão ao diabo. "Mas ele, virando-se, e olhando para os seus discípulos, repreendeu a Pedro, dizendo: Retira-te de diante de mim, Satanás; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas as que são dos homens." (Marcos 8:33). Jesus não falou com Pedro,mas  com o diabo que o estava usando naquele momento, e  ainda nos mostra que todas as vezes em que concordamos com o que é contrário à Palavra de Deus, estamos concordando com o mundo, as coisas do mundo, e o mundo jaz no maligno. O que muitos dizem ser amor para justificar as desobediências aos preceitos do Senhor nada mais é do que fazer a vontade do diabo. O nosso adversário sempre e em toda situação vai nos tentar, se Jesus ele tentou e não desistiu, com certeza também não vai desistir de nós, mas, se estivermos firmados na Palavra, venceremos, e sabendo que somos e seremos tentados por ele, Jesus sabia. "E, acabando o diabo toda a tentação, ausentou-se dele por algum tempo." (Lucas 4:13). O diabo tentou Jesus no deserto, no início do ministério, e o Senhor o expulsou, mas sabia que foi somente por algum tempo e que ele voltaria a atacar. Se somos discípulos de Jesus, devemos ficar alerta, pois ele vive ao nosso derredor. 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Co 9:7 Doar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus.  
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

sábado, 27 de setembro de 2014

A LEI E OS MANDAMENTOS

"Naquele tempo passou Jesus pelas searas, em um sábado; e os seus discípulos, tendo fome, começaram a colher espigas, e a comer." (Mateus 12:1)

            Jesus com os seus discípulos, em uma das suas inúmeras viagens, andanças, passa em um dia de sábado por uma plantação, e, como estavam com fome, os discípulos foram colhendo espigas e comendo-as, o que não era errado ou desonesto. Pelo mandamento do Senhor, todos, quando colhiam, deveriam deixar algumas espigas, grãos, para os que necessitassemos colhessem e comessem, portanto eles não estavam roubando. Deus sempre teve preocupação e cuidado com toda a população, e por esse motivo instituiu que todos os que plantavam na época da colheita não colhessem tudo, não rapassem tudo sem nada deixar, que sempre deixassem alguma coisa para que o pobre e o estrangeiro, os que não tinham posse pudessem se alimentar. "Quando também fizerdes a colheita da vossa terra, o canto do teu campo não segarás totalmente, nem as espigas caídas colherás da tua sega. Semelhantemente não rabiscarás a tua vinha, nem colherás os bagos caídos da tua vinha; deixá-los-ás ao pobre e ao estrangeiro. Eu sou o Senhor vosso Deus."(Levítico 19:9-10). Assim sendo, o que eles estavam fazendo era compreensível, lógico e esperado, mesmo porque, além de estarem com fome, por não terem comido ainda,  eles realmente eram pobres, uma vez que o ministério de Jesus foi constituído  na maioria por discípulos, ou melhor, homens desprovidos  de riquezas e bens  materiais; eram pessoas simples, pescadores que seguiam um carpinteiro. "E os fariseus, vendo isto, disseram-lhe: Eis que os teus discípulos fazem o que não é lícito fazer num sábado." (Mateus 12:2).Os religiosos, os fariseus, vieram questionar o Senhor pelo fato de os discípulos estarem recolhendo alimento e se alimentando em um  sábado. Vieram questionar Jesus por uma lei que nem eles mesmos entendiam ou praticavam. Realmente Deus tinha mandado Moisés determinar a lei do sábado sim, mas com a finalidade de proteção e cuidado. Isto porque o povo, que antes era escravo no Egito, e, portanto, trabalhava todos os dias, não estava acostumado com o descanso. Deus os obrigou a descansar para cuidado deles mesmos e também para que tivessem um dia  para dedicar mais ao Senhor. Além deeles  virem a praticar a obediência, o sábado dos judeus foi criado para ensino de descanso, obediência e preservação, assim como outras leis, inclusive a de comer algumas carnes, para que no deserto não passassem mal e viessem a padecer, e isso era na época da lei, que toda ela se cumpriu em Jesus.
            "Ele, porém, lhes disse: Não tendes lido o que fez Davi, quando teve fome, ele e os que com ele estavam? Como entrou na casa de Deus, e comeu os pães da proposição, que não lhe era lícito comer, nem aos que com ele estavam, mas só aos sacerdotes?" (Mateus 12:3-4). Todas as vezes em que Jesus foi tentado, provocado, tanto pelos fariseus como pelos escribas ou pelo diabo, Ele respondeu conforme a Palavra. Aqui Ele traz à memória quando Davi fugia de Saul, foi até o sacerdote, pediu, recebeu e comeu os pães da preposição, pegou para ele e os seus companheiros, e não era permitido comer, porque somente os sacerdotes poderiam comer daqueles pães. Não podemos esquecer que Davi foi o segundo rei de Israel, e na Bíblia o único que Deus disse que era um homem segundo o seu coração, não que ele nunca tivesse pecado, ao contrário, pecou e muito, e pecados gravíssimos, mas todas as vezes em que tomava conhecimento do seu erro, vinha ao Senhor e se arrependia, pedia perdão e aquele pecado não mais praticava. Davi não repetiu o mesmo pecado nem uma vez. Mas eles estavam com fome e comeram os pães da preposição,os quais não era lícito comer, a não ser o sacerdote. O Senhor Jesus traz à memória deles as inúmeras vezes em que eles violavam os mandamentos do Senhor e isso faziam sem arrependimento, e repetidas vezes. "Ou não tendes lido na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa?" (Mateus 12:5). Os próprios sacerdotes, as autoridades religiosas de Israel não respeitavam em vários casos os sábados e cometiam pecados sérios. Além de os repetir, não se sentiam culpados. Jesus mostra os inúmeros casos de desrespeito aos mandamentos do Senhor que se cometia em Israel, mas eles só estavam preocupados porque os seus discípulos estavam simplesmente matando a fome, se alimentando. O egoísmo era uma prática adotada pelos fariseus, o que é contrário à Palavra de Deus. Assim também existem ainda hoje religiões, pessoas, que gostam de ser religiosas e guardam os sábados, não trabalham ou fazem outra coisa qualquer construtiva, mas elas se alimentam e cuidam dos seus, elas tomam banho e fazem tudo o que acham que podem, e, se ficarem doentes ou se machucarem, procuram médicos e tratamento, hipócritas. As pessoas que escolhem o que praticar na lei, já que querem praticar uma antiga lei judaica, deveriam cumpri-lapor inteiro e oferecer holocausto, sacrifícios, vestirem-se de igual maneira e participarem de todas as festas judaicas.
            "Pois eu vos digo que está aqui quem é maior do que o templo." (Mateus 12:6). Jesus agora mostra que Ele é maior do que qualquer templo, qualquer lei, porque Ele é Deus, é o Criador de todas as coisas, e a antiga lei se cumpriu totalmente Nele, e o que Ele falar, autorizar, permitir, concordar, ou negar, bloquear é que é a lei. Ele, por cumprir toda a lei, transformou a lei na Graça, pois, assim como antes todos eram culpados, agora todos poderão ser livres Nele. Jesus é maior do que tudo e, inclusive, maior do que qualquer lei anterior, porque a lei falava Dele. A lei, a antiga aliança, era somente sombra do que haveria de vir, e tudo foi somente até Jesus, e depois desfrutamos da Graça. Ele é o Maior. "Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes."(Mateus 12:7). Jesus afirma que o que deseja é misericórdia e não sacrifícios, nem castigos. Não impunha ou impõe ainda uma lei arcaica, um castigo ao povo, não os obriga a não comer isto ou aquilo, não se vestir assim ou assado, não portar joias, a  tocar nisto ou naquilo. Mas o principal, o amor, não é praticado, a justiça, pois, apesar de pregarem,ensinarem  e obrigarem as pessoas a sacrificar, continuam pecando, errando, pois só em impor  duros castigos ou imposições já estão pecando, além de cometerem uma série de outros pecados e desobediências, pois a lei deveriam cumpri-la integralmente; como não a cumprem, mostram que  são somente hipócritas. "E ele lhes disse: Qual dentre vós será o homem que tendo uma ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não lançará mão dela, e a levantará?Pois, quanto mais vale um homem do que uma ovelha? É, por consequência, lícito fazer bem nos sábados."(Mateus 12:11-12).  Todos os que  dizem guardar o sábado estão vivendo, praticando uma mentira, um engano, e todos os que assim ensinam  não reconhecem e não aceitam Jesus, pois isso não é preceito Dele, os praticantes são religiosos somente."E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado."(Marcos 2:27).O que o Senhor diz aí sim é lei, e Ele diz. "Porque o Filho do homem até do sábado é Senhor. "(Mateus 12:8).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Co 9:7 Doar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus.  
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

PECADO ESCRITO

"O pecado de Judá está escrito com um ponteiro de ferro, com ponta de diamante, gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos vossos altares; Como também seus filhos se lembram dos seus altares, e dos seus bosques, junto às árvores frondosas, sobre os altos outeiros." (Jeremias 17:1-2)

            O primeiro mandamento foi não fazer, adorar ou se curvar a alguma imagem; foi não adorar ídolo algum, somente adorar o Senhor nosso Deus. Ele proibiu que se fizessem imagens à semelhança de qualquer coisa existente no céu ou na terra, mas infelizmente o povo preferiu ignorar esse mandamento. Fizeram e fazem cada dia novas imagens, ídolos, para tudo, e ainda esperam que o Senhor aceite qualquer dessas coisas junto com Ele. Não percebem que  simplesmente estão buscando  a derrota e a morte. Talvez pelo fato de não receberem o castigo imediato, pensam que Deus concorda, aceita e não se importa, mas deveriam saber que todos os adoradores de imagens, de ídolos, vivem na morte espiritual e, se não se converterem, padecerão por toda a eternidade. Deveriam entender que prosperidade material nem sempre é bênção de Deus, que o Reino de Deus não consiste disso. O pecado de adoração de ídolos e imagem fica gravado com um ponteiro de diamante, ou seja, mostra a gravidade, assim como o ponteiro de diamante é específico para marcar, cortar objetos duros, assim é Deus para com os desobedientes e duros de coração. "O meu monte no campo! a tua riqueza e todos os teus tesouros darei por presa, como também os teus altos, por causa do pecado, em todos os teus termos."(Jeremias 17:3). Às vezes as pessoas,por  se pautarem, confiarem em seus bens materiais, acham que, por terem alguma coisa, isso é aprovação de Deus, mas quando menos se espera vem a derrocada, porque Deus permite que venham a luta,  o sofrimento e a derrota, e isso em várias áreas: família, casamento, finanças, saúde, em várias áreas da vida das pessoas. E quando vem a derrocada as pessoas não entendem o porquê deas coisas,de repente,se complicarem."Assim por ti mesmo te privarás da tua herança que te dei, e far-te-ei servir os teus inimigos, na terra que não conheces; porque o fogo que acendeste na minha ira arderá para sempre." (Jeremias 17:4). Assim, enquanto não se convertem, vivem em sofrimento, não raro vemos pessoas passando por grandes batalhas, sofrimentos, perdas e mortes, mas mesmo assim não largam a prática do pecado, pois nos deparamos em suas casas com grande variedade de imagens e ídolos.
            "Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!" (Jeremias 17:5). Maldito, ou seja, recebe maldição todos os que preferem confiar mais no homem do que em Deus; preferem firmar a sua fé em instruções e conhecimentos humanos, deixam  de praticar o que o Senhor determina para seguir orientação de pessoas. Não importa se é um ancião, se é pai, mãe, tio, patrão, ou qualquer outra pessoa, por mais sábia que ela possa parecer, não se pode confiar nos seus conhecimentos se  forem conflitantes com o que o Senhor diz. Em todo o tempo temos que confiar no Senhor e viver de acordo com a sua Palavra, mesmo que para o mundo e para as pessoas pareçamos tolos, ou irresponsáveis, mas não devemos buscar maldição para a nossa vida. "Porque será como a tamargueira no deserto, e não verá quando vem o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável." (Jeremias 17:6). Todas as pessoas que preferem confiar no entendimento humano, em pessoas, ou em sua própria força, capacidade, só encontrarão derrota e sofrimentos aqui e depois padecerão por toda a eternidade. Aqui viverão em deserto, que é lugar de escassez,  sofrimento, morte e dores,  e muitas vezes as pessoas não percebem o porquê de nunca conseguirem realizar-se, nunca conseguirem desfrutar de paz, nunca serem felizes, não entendem que, enquanto não aprenderem a confiar somente no Senhor, padecerão. "Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR." (Jeremias 17:7). Bendito é receber bênçãos, ser abençoado, e bênçãos sabemos que somente o Senhor pode dar. Portanto, quem confia Nele recebe constantemente as bênçãos Dele e desfruta de felicidade e alegrias, e são pessoas que não vivem se lamentando, reclamando. Por conhecerem o Senhor, receberem sempre as suas bênçãos, não se preocupam, porque confiam nos cuidados do Pai; não são pessoas religiosas, mas simplesmente praticantes da Palavra; são pessoas que não se firmam no que o ser humano fala, mas no que o nosso Pai diz. "Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto." (Jeremias 17:8). Todos os que confiam no Senhor são dependentes Dele, desfrutam de paz na família, no casamento, na saúde, na vida financeira, profissional e tudo mais. Devemos saber que paz e felicidade não estão associadas a grandes coisas, ou a grandes fortunas, ou à intensidade de sentimentos, mesmo porque as coisas do Senhor são pacíficas, calmas, tranquilas.
            "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?" (Jeremias 17:9). Todos os que se deixam levar pelo coração, sentimentos, emoções vivem em sofrimentos e em derrotas, porque somos seres espirituais e temos que ser guiados pelo Espírito, porque Deus é Espírito, e devemos adorar, respeitar em Espírito, e não na emoção, que é destrutiva. Exemplo é o amor, que é pacífico, bondoso, tolerante e eterno; já a paixão é avassaladora, destruidora e de pouca duração. Sentimentos fazem as pessoas amar e respeitar, o que não devem é desrespeitar e desobedecer ao nosso Deus. Sentimentos fazem pessoas confiar em pessoas e ter dúvidas do Senhor. Crimes são cometidos por emoção, sentimentos geram pecados e afastamento do Senhor, enquanto que, se nos aplicarmos a viver segundo a Palavra, desfrutaremos de vitórias e paz em todo tempo. "Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração e provo os rins; e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações." (Jeremias 17:10). Deus conhece os nossos corações, nosso interior, e quando pensamos ou planejamos o que é contrário à Palavra de Deus, receberemos de igual maneira. É a emoção, o coração que faz pais concordarem com os pecados de homossexualismo dos filhos, com a separação e divórcio, com a fornicação e adultério; é a emoção que faz com que concordem e não denunciem os erros cometidos pelos seus dependentes. Portanto, eles não são corrigidos e crescem praticando o erro. É a emoção, o coração que permitem que pessoas sejam adoradoras de ídolos e imagens. "Como a perdiz, que choca ovos que não pós, assim é aquele que ajunta riquezas, mas não retamente; no meio de seus dias as deixará, e no seu fim será um insensato.Um trono de glória, posto bem alto desde o princípio, é o lugar do nosso santuário."(Jeremias 17:11-12). Quando não se aplica a Palavra de Deus, o conhecimento do Senhor, não existe realização plena; em todo tempo devemos ser guiados pelo Espírito de Deus, e  nós o encontramos não só na emoção, mas, em sua Palavra. Jesus é a PALAVRA, o VERBO, o que existe fora é mentira, enganação. "O SENHOR, esperança de Israel, todos aqueles que te deixam serão envergonhados; os que se apartam de mim serão escritos sobre a terra; porque abandonam o SENHOR, a fonte das águas vivas. Cura-me, SENHOR, e sararei; salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor."(Jeremias 17:13-14).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Co 9:7 Doar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus.  
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

PECADO ESCRITO

"O pecado de Judá está escrito com um ponteiro de ferro, com ponta de diamante, gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos vossos altares; Como também seus filhos se lembram dos seus altares, e dos seus bosques, junto às árvores frondosas, sobre os altos outeiros." (Jeremias 17:1-2)

            O primeiro mandamento foi não fazer, adorar ou se curvar a alguma imagem; foi não adorar ídolo algum, somente adorar o Senhor nosso Deus. Ele proibiu que se fizessem imagens à semelhança de qualquer coisa existente no céu ou na terra, mas infelizmente o povo preferiu ignorar esse mandamento. Fizeram e fazem cada dia novas imagens, ídolos, para tudo, e ainda esperam que o Senhor aceite qualquer dessas coisas junto com Ele. Não percebem que  simplesmente estão buscando  a derrota e a morte. Talvez pelo fato de não receberem o castigo imediato, pensam que Deus concorda, aceita e não se importa, mas deveriam saber que todos os adoradores de imagens, de ídolos, vivem na morte espiritual e, se não se converterem, padecerão por toda a eternidade. Deveriam entender que prosperidade material nem sempre é bênção de Deus, que o Reino de Deus não consiste disso. O pecado de adoração de ídolos e imagem fica gravado com um ponteiro de diamante, ou seja, mostra a gravidade, assim como o ponteiro de diamante é específico para marcar, cortar objetos duros, assim é Deus para com os desobedientes e duros de coração. "O meu monte no campo! a tua riqueza e todos os teus tesouros darei por presa, como também os teus altos, por causa do pecado, em todos os teus termos."(Jeremias 17:3). Às vezes as pessoas,por  se pautarem, confiarem em seus bens materiais, acham que, por terem alguma coisa, isso é aprovação de Deus, mas quando menos se espera vem a derrocada, porque Deus permite que venham a luta,  o sofrimento e a derrota, e isso em várias áreas: família, casamento, finanças, saúde, em várias áreas da vida das pessoas. E quando vem a derrocada as pessoas não entendem o porquê deas coisas,de repente,se complicarem."Assim por ti mesmo te privarás da tua herança que te dei, e far-te-ei servir os teus inimigos, na terra que não conheces; porque o fogo que acendeste na minha ira arderá para sempre." (Jeremias 17:4). Assim, enquanto não se convertem, vivem em sofrimento, não raro vemos pessoas passando por grandes batalhas, sofrimentos, perdas e mortes, mas mesmo assim não largam a prática do pecado, pois nos deparamos em suas casas com grande variedade de imagens e ídolos.
            "Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!" (Jeremias 17:5). Maldito, ou seja, recebe maldição todos os que preferem confiar mais no homem do que em Deus; preferem firmar a sua fé em instruções e conhecimentos humanos, deixam  de praticar o que o Senhor determina para seguir orientação de pessoas. Não importa se é um ancião, se é pai, mãe, tio, patrão, ou qualquer outra pessoa, por mais sábia que ela possa parecer, não se pode confiar nos seus conhecimentos se  forem conflitantes com o que o Senhor diz. Em todo o tempo temos que confiar no Senhor e viver de acordo com a sua Palavra, mesmo que para o mundo e para as pessoas pareçamos tolos, ou irresponsáveis, mas não devemos buscar maldição para a nossa vida. "Porque será como a tamargueira no deserto, e não verá quando vem o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável." (Jeremias 17:6). Todas as pessoas que preferem confiar no entendimento humano, em pessoas, ou em sua própria força, capacidade, só encontrarão derrota e sofrimentos aqui e depois padecerão por toda a eternidade. Aqui viverão em deserto, que é lugar de escassez,  sofrimento, morte e dores,  e muitas vezes as pessoas não percebem o porquê de nunca conseguirem realizar-se, nunca conseguirem desfrutar de paz, nunca serem felizes, não entendem que, enquanto não aprenderem a confiar somente no Senhor, padecerão. "Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR." (Jeremias 17:7). Bendito é receber bênçãos, ser abençoado, e bênçãos sabemos que somente o Senhor pode dar. Portanto, quem confia Nele recebe constantemente as bênçãos Dele e desfruta de felicidade e alegrias, e são pessoas que não vivem se lamentando, reclamando. Por conhecerem o Senhor, receberem sempre as suas bênçãos, não se preocupam, porque confiam nos cuidados do Pai; não são pessoas religiosas, mas simplesmente praticantes da Palavra; são pessoas que não se firmam no que o ser humano fala, mas no que o nosso Pai diz. "Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto." (Jeremias 17:8). Todos os que confiam no Senhor são dependentes Dele, desfrutam de paz na família, no casamento, na saúde, na vida financeira, profissional e tudo mais. Devemos saber que paz e felicidade não estão associadas a grandes coisas, ou a grandes fortunas, ou à intensidade de sentimentos, mesmo porque as coisas do Senhor são pacíficas, calmas, tranquilas.
            "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?" (Jeremias 17:9). Todos os que se deixam levar pelo coração, sentimentos, emoções vivem em sofrimentos e em derrotas, porque somos seres espirituais e temos que ser guiados pelo Espírito, porque Deus é Espírito, e devemos adorar, respeitar em Espírito, e não na emoção, que é destrutiva. Exemplo é o amor, que é pacífico, bondoso, tolerante e eterno; já a paixão é avassaladora, destruidora e de pouca duração. Sentimentos fazem as pessoas amar e respeitar, o que não devem é desrespeitar e desobedecer ao nosso Deus. Sentimentos fazem pessoas confiar em pessoas e ter dúvidas do Senhor. Crimes são cometidos por emoção, sentimentos geram pecados e afastamento do Senhor, enquanto que, se nos aplicarmos a viver segundo a Palavra, desfrutaremos de vitórias e paz em todo tempo. "Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração e provo os rins; e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações." (Jeremias 17:10). Deus conhece os nossos corações, nosso interior, e quando pensamos ou planejamos o que é contrário à Palavra de Deus, receberemos de igual maneira. É a emoção, o coração que faz pais concordarem com os pecados de homossexualismo dos filhos, com a separação e divórcio, com a fornicação e adultério; é a emoção que faz com que concordem e não denunciem os erros cometidos pelos seus dependentes. Portanto, eles não são corrigidos e crescem praticando o erro. É a emoção, o coração que permitem que pessoas sejam adoradoras de ídolos e imagens. "Como a perdiz, que choca ovos que não pós, assim é aquele que ajunta riquezas, mas não retamente; no meio de seus dias as deixará, e no seu fim será um insensato.Um trono de glória, posto bem alto desde o princípio, é o lugar do nosso santuário."(Jeremias 17:11-12). Quando não se aplica a Palavra de Deus, o conhecimento do Senhor, não existe realização plena; em todo tempo devemos ser guiados pelo Espírito de Deus, e  nós o encontramos não só na emoção, mas, em sua Palavra. Jesus é a PALAVRA, o VERBO, o que existe fora é mentira, enganação. "O SENHOR, esperança de Israel, todos aqueles que te deixam serão envergonhados; os que se apartam de mim serão escritos sobre a terra; porque abandonam o SENHOR, a fonte das águas vivas. Cura-me, SENHOR, e sararei; salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor."(Jeremias 17:13-14).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Co 9:7 Doar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus.  
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

JESUS E O SÁBADO

"E outra vez entrou na sinagoga, e estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada. E estavam observando-o se curaria no sábado, para o acusarem." (Marcos 3:1-2)

            Jesus foi em um dia de sábado à sinagoga, ao templo. Os judeus tinham a tradição de lerem todos os sábados o Torá (os cincos primeiros livros da Bíblia). Lá chegando, Elese depara com um homem que tinha um problema em uma das mãos, que era atrofiada. Como os milagres de Jesus já eram muito conhecidos, pois onde Ele chegava, se existisse alguém enfermo, imediatamente Ele o curava, por esse motivo, os sacerdotes, os fariseus ficaram observando se Jesus iria curá-lo, pois, se assim procedesse, poderiam acusar Jesus de descumprir a lei. Infelizmente, esses legalistas da época não entendiam de Deus, nem de amor ou Poder de Deus, não conheciam as Escrituras, apesar de todos os sábados as lerem, porque nelas estava escrito a respeito do Messias. O objetivo desses fariseus era somente destruir, matar Jesus. Também vemos esse tipo de legalismo nas igrejas, porque existem pregadores e denominações que não oram com imposição de mãos, mesmo com pessoas indo em busca, necessitando, eles se limitam a fazer oraçãozinha água com açúcar, e mandam elas frequentarem a igreja e participarem de correntes, mas se preocupam com as vestes das pessoas, com as joias, cabelos, com a oferta, com os dízimos, e não com o corpo e alma das pessoas. "E disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te e vem para o meio. "(Marcos 3:3). Jesus sabia o que eles estavam pensando, mas mesmo assim Ele manda aquele homem que tinha a mão atrofiada vir para o meio. O Senhor não iria deixar ninguém sofrer simplesmente porque o inimigo, o adversário, não queria ou tentaria impedir ou armar ciladas. Não podemos deixar de atender quem necessite porque alguém não quer, ou porque alguma denominação ou o líder não quer, todo o tempo devemos praticar a Palavra de Deus. "E perguntou-lhes: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? Salvar a vida, ou matar? E eles calaram-se." (Marcos 3:4). Jesus faz a pergunta a eles exatamente por conhecer a maneira como pensavam e o que desejavam. O questionamento é se é correto fazer o bem ou o mal no dia de sábado, porque, se não curasse aquele homem, estaria fazendo o mal. "Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17).Jesus, deixando de curar aquele homem, estaria fazendo o mal, por isto sabemos o que o Senhor vai fazer logo em seguida. Temos visto várias igrejas, denominações, líderes, pregadores errando, pecando, por não fazerem o que deveriam fazer.  
            "E, olhando para eles em redor com indignação, condoendo-se da dureza do seu coração, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e foi-lhe restituída a sua mão, sã como a outra." (Marcos 3:5).Jesus simplesmente curou o homem da mão atrofiada, porque Ele é amor, e segundo Ele não poderia ir contra a própria Palavra, independentemente de ameaças dos sacerdotes e fariseus. Devemos cumprir com a nossa obrigação, curar os enfermos, libertar os cativos, pregar o Evangelho, sempre e em toda parte, mas muitas vezes não o fazemos porque achamos que não é o lugar nem o momento propício; não queremos orar pelas pessoas na rua, no trabalho ou em qualquer lugar. E as pessoas ficam sofrendo. Quando assim procedemos, estamos pecando, estamos deixando de cumprir uma ordem direta do Senhor. "E enviou-os a pregar o reino de Deus, e a curar os enfermos." (Lucas 9:2). Mas por medo, vergonha, preguiça e maldades, a ordem do Senhor não é cumprida, ou pouco praticada, e as pessoas não têm conhecimento de que estão pecando, ao se omitirem. "E, tendo saído os fariseus, tomaram logo conselho com os herodianos contra ele, procurando ver como o matariam." (Marcos 3:6).Herodianos era uma facção que apoiava as ações, a política de Herodes, os que apoiavam o seu governo. Vemos que os fariseus foram tramar para tirar a vida de Jesus, porque ele tinha curado uma pessoa. Servir ao Senhor, ser discípulo de Jesus é andar no mesmo caminho que Ele, é não ter medo de fazer o bem em momento algum, é não arrumar desculpas ou pretextos para se omitir. É sempre fazer o bem, pois não precisamos fazer o mal para pecarmos, mas só em deixarmos de fazer o bem já incorremos no pecado. "E retirou-se Jesus com os seus discípulos para o mar, e seguia-o uma grande multidão da Galiléia e da Judéia, E de Jerusalém, e da Iduméia, e de além do Jordão, e de perto de Tiro e de Sidom; uma grande multidão que, ouvindo quão grandes coisas fazia, vinha ter com ele." (Marcos 3:7-8). Jesus simplesmente saiu dali e, claro, muita gente o seguia, pois ninguém nunca tinha visto tão grandes milagres acontecerem. Portanto, muitos queriam ouvi-lo, absorver suas palavras, seus ensinamentos, e outros buscavam cura e milagres, além dos curiosos e pessoas com os mais diversos motivos; mas o fato é que muitos estavam seguindo Jesus, assim como hoje, e pelos mais diversos motivos, uns legítimos outros nem tanto.
            "E ele disse aos seus discípulos que lhe tivessem sempre pronto um barquinho junto Dele, por causa da multidão, para que o não oprimisse, Porque tinha curado a muitos, de tal maneira que todos quantos tinham algum mal se arrojavam sobre ele, para lhe tocarem." (Marcos 3:9-10). Jesus ficava no meio da multidão sempre ensinando, pregando, curando, expulsando demônios, mas o povo apertava. É a mesma coisa quando um cantor, um ídolo, um artista qualquer aparece, e o povo fica ali no desespero, sufocando e apertando. Vendo isso, Jesus pediu os discípulos que aprontassem um barquinho, para que Ele tivesse uma escapatória, ou seja, entrar na embarcação, se necessário fosse, e ficar pregando, ensinando de dentro dele nas águas, onde o povo não poderia ir. O povo queria tocá-lo, porque achava que só de tocar Jesus receberia a cura, o mal sairia, assim como aconteceu com a mulher do fluxo de sangue. "E certa mulher que, havia doze anos, tinha um fluxo de sangue,E que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo apior;Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste.Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei.E logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal."(Marcos 5:25-29).  Diante de tudo isso, Jesus tinha necessidade de ter esse escape pronto, não que Ele não quisesse ficar com o povo e curá-lo, mas, quando a coisa complicava, era necessário Ele se ausentar um pouco, mesmo porque Ele era Deus, mas estava como homem. "E os espíritos imundos vendo-o, prostravam-se diante dele, e clamavam, dizendo: Tu és o Filho de Deus. E ele os ameaçava muito, para que não o manifestassem." (Marcos 3:11-12). Jesus expulsava todos os demônios e não permitia nenhum louvor deles, não os interrogava, nem queria nenhum reconhecimento da parte deles, como vemos muitos fazerem. Jesus, ao contrário, os proibia de falarem, simplesmente os mandava embora. Se somos seus discípulos, temos que fazer o mesmo. "E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira." (Lucas 10:37). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Co 9:7 Doar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus.  
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.