Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2018

SEGUNDO SÁBADO

“E aconteceu que, no segundo sábado após o primeiro, passou pelas searas, e os seus discípulos iam arrancando espigas e, esfregando-as com as mãos, as comiam. E alguns dos fariseus lhes disseram: Por que fazeis o que não é lícito fazer nos sábados?” (Lucas 6:1-2)

          Sabemos que uma das desculpas que os judeus, os fariseus, as autoridades religiosas acharam na época para acusar Jesus foi o fato de Ele operar milagres nos dias de sábados. Aqui vemos o relato de um dia de sábado. Jesus e os seus discípulos estavam andando, como sempre Ele fazia, indo de uma cidade a outra pregando o Evangelho do Reino, quando passaram por uma plantação. Como estavam com fome, os discípulos foram até a plantação, pegaram espigas e começaram a comê-las ali, in natura. Quero deixar bem claro que eles não estavam fazendo nada de errado, não estavam furtando, porque, segundo a lei, na época da colheita, as pessoas deveriam colher, mas sempre deixar um pouco para que, se alguém quisesse, pudesse pegar e …

CORPOS NA CRUZ

“Os judeus, pois, para que no sábado não ficassem os corpos na cruz, visto como era a preparação (pois era grande o dia de sábado), rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados.” (João 19:31)

         Os judeus já tinham prendido Jesus e o submetido a um julgamento ilegal, pois aconteceu à noite, o que era ilegal pelas leis romanas da época, e Israel vivia sob o domínio dessas. Já tinham submetido Jesus a todos os tipos de humilhações, já o tinham açoitado, crucificado, e Ele tinha entregado a sua vida ali por nós, na cruz do Calvário. Agora os judeus vão a Pilatos, o governador, pedindo-lhe tirar das cruzes os corpos de Jesus e dos outros dois ladrões que foram crucificados junto com Ele, para que não ficasse feia a exposição, pois o sábado era um dia importante para eles. Esse povo tinha a preocupação de cumprir uma lei que lhes favorecia, mas não aceitavam a Verdade que era Jesus, porque não aceitavam e não aceitam até hoje tanto Jesus quanto o Evangelho, mes…

VENDO O SEPULCRO

“E, no fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro.” (Mateus 28:1)

         As Marias foram logo nas primeiras horas do domingo, que é o primeiro dia da semana, até o sepulcro onde tinha sido colocado o corpo de Jesus, a fim de levar perfumarias para colocar no corpo do Senhor. Nas primeiras horas porque no sábado, até a meia-noite, não se podia fazer nada segundo a lei. Elas, para não arrumarem confusão e serem perseguidas ou até mortas a pedradas pelos fariseus, esperaram passar o sábado para fazerem o que queriam. Essas mulheres, apesar de andarem com Jesus e terem sido discípulas Dele, ainda não tinham uma fé completa, porque ainda esperavam encontrar o seu corpo no sepulcro, apesar de Jesus ter-lhes dito que no terceiro dia ressuscitaria, então o correto seria simplesmente aguardar para ver o que aconteceria. Mas elas vão ficar tristes e decepcionadas por não encontrarem um corpo para cuidar, para colocar os pro…

NÃO ESCANDALIZAR.

“Tenho-vos dito estas coisas para que vos não escandalizeis. Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus. E isto vos farão, porque não conheceram ao Pai nem a mim.” (João 16;1-3)

         Jesus há mais de dois mil anos já nos tinha preparado, já tinha nos avisado o que aconteceria nestes tempos. É o que vemos acontecendo, o que enfrentamos e vivemos, porque distorceram o Evangelho e hoje muitas seitas, religiões que se dizem cristãs ensinam contra Jesus Cristo. Mas isso não pode nos escandalizar nem assustar, porque sabíamos que isso aconteceria e sabemos que a tendência é piorar até a volta do Nosso Senhor Jesus Cristo. É normal hoje os verdadeiros cristãos serem desprezados nos templos, serem criticados por não aceitarem o modernismo que estão implantando nos templos, uma vez que as preocupações dos templos modernos e de seus pregadores é simplesmente enchê-los, não importa como as pessoas venham ou continuem frequenta…

DE CIDADE EM CIDADE

“E aconteceu, depois disto, que andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o Evangelho do Reino de Deus; e os doze iam com Ele.” (Lucas 8:1)

          Jesus foi o primeiro pregador itinerante da Bíblia, isto porque vemos vários pregadores na Bíblia, mais precisamente no Antigo Testamento, mas que ficavam em uma determinada região. Por exemplo, muitos pregavam contra várias nações, mas eles mesmos ficavam em uma cidade somente, como é o caso de Ezequiel, Jeremias, Isaías, tantos outros que geralmente estavam em Israel ou em Judá. Mas Jesus não ficava parado, Ele estava em constante movimento, levando a mensagem, levando o seu Evangelho, viajando por toda parte, tanto para Israel quanto para Samaria, Judá, Jerusalém. Muitos acham que Jesus veio para fazer milagres, que Ele veio para abençoar somente, mas, a bem da verdade, a missão de Jesus foi de nos comprar de volta com o seu Sangue, com a sua vida. Jesus veio para ser preso, crucificado e morto em nosso l…

VENDO JESUS VINDO

“No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” (João 1:29)

 João Batista foi o preparador do caminho Senhor, aquele que veio antes para avisar que o Senhor, o Messias, estava vindo, aquele que foi escolhido e enviado por Deus para batizar o seu Filho ali nas águas do Jordão. João Batista pregava o arrependimento e chamava todos para deixarem os seus pecados e se renderem ao Senhor. Ele não tinha medo de confrontar e condenar o pecado. Jesus disse que profeta maior do que João Batista não existiria, e esse homem foi morto por condenar o pecado do adultério, pois confrontou o rei Herodes e Herodias, que tinha sido casada com o rei Filipe, irmão de Herodes, e tinha divorciado de Filipe e se casado com Herodes. João Batista quando o via dizia: “não te é lícito possuir a mulher do teu irmão”. Isso irritava Herodias, o que fez com que, no dia do aniversário de Herodes, a sua filha Salomé pedisse a cabeça desse profeta em u…

COMO PESCAR

“Depois disto manifestou-se Jesus outra vez aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e manifestou-se assim: Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, chamado Dídimo, e Natanael, que era de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos.” (João 21:1-2)

         Jesus, após a sua morte na cruz do Calvário, ressuscitou e apareceu treze vezes em um espaço de quarenta dias para várias pessoas. Em uma dessas vezes apareceu para mais de quinhentas pessoas, tudo para mostrar, comprovar, deixar testemunhas de que Ele estava Vivo, que tinha ressuscitado em um corpo glorificado. Na maioria das vezes em que Jesus apareceu, Ele se alimentou com as pessoas, para mostrar-lhes que não era um fantasma, e sim Ele no corpo glorificado, pois todos sabem que fantasma não pode comer nada ou fazer qualquer coisa. Nas vezes em que Jesus apareceu aos seus discípulos, Ele passou-lhes ensinamentos, exortou, admoestou e consolou, além de reafirmar a Promessa de Salvação. Aqui neste relato, …

COMO AMAR

“Se pedirdes alguma coisa em meu Nome, eu o farei. Se me amais, guardai os meus mandamentos.” (João 14:14-15)

         Jesus promete aos obedientes a sua Palavra, que naquilo que eles pedirem serão atendidos. Mas devemos entender esse versículo, pois muitos acham que nele Jesus está prometendo atender a todo e qualquer pedido feito a Deus no seu Nome. A verdade é que Ele explica que atenderá todos os que conhecerem a sua Palavra, os que forem obedientes, o que nos mostra que somente serão atendidos pedidos feitos de acordo com a sua Palavra. Se guardamos os seus mandamentos, sabemos que não podemos pedir qualquer coisa, e todos os nossos pedidos serão sempre de acordo com o que Ele disse; nossos pedidos serão poucos, e muitos serão os nossos agradecimentos e louvor. Guardar os mandamentos é muito mais do que não mentir, roubar ou adulterar, é viver em tempo integral de acordo com os seus ensinamentos, é praticar tudo o que Ele disse que devemos praticar, é mais do que ir a igrejas, tem…

ERA DEUS.

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus.” (João 1:1-2)

         As pessoas falam muito, citam o Nome do Senhor Jesus Cristo (que é Santo para sempre Amém), mas sem terem noção da seriedade do que estão falando. Na verdade, muitos usam o Nome do Senhor em vão por total desconhecimento da verdade, muitos chegam ao ponto de imaginar que Jesus é um amiguinho, que podem falar com Ele como quiserem e a hora que bem entenderem. Na verdade, estão chegando ao ponto de vulgarizarem o Nome do Senhor, isto porque imaginam que é somente um nome qualquer, mas não param para pensar que estão falando do próprio Deus, do Criador de tudo. Temos que compreender que Jesus Cristo não é um amiguinho particular de ninguém, e muito menos um servo, um empregado que está à disposição de todos para atender a seus pedidos insanos. Vemos pessoas fazerem todos os tipos de pedidos sem parar, analisar se estão ou não de acordo com a Palavra Dele, e is…

INSISTINDO

Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras. E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com Ele, e, assentando-se, os ensinava.” (João 8:1-2)

         Como sempre faço questão de frisar, Jesus não veio ao mundo só para fazer milagres, não veio só para curar os enfermos, mas sim para trazer o Evangelho. Mesmo porque Ele é o Evangelho, Jesus veio ao mundo para nos resgatar da maldição da lei, para nos libertar do pecado, dando-nos a oportunidade de sermos salvos Nele. Assim Ele iniciou o seu Ministério pregando, ensinando o seu Evangelho, e durante aproximadamente três anos do seu Ministério terreno, Ele esteva sempre pregando, sempre ensinando, na verdade tudo o que Ele fez foi para nos trazer ensinamentos. Esse trecho mostra um momento em que Jesus se dirige ao monte das oliveiras para passar a noite, porque isto já era uma prática Dele. Todas as vezes em que Ele estava ali em Jerusalém, ia passar as noites no horto, e pela manhã retornava ao templo onde ensinava …

UM DECRETO

“E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria). E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade.” (Lucas 2:1-3)

          Na época em que Roma dominava sobre Israel e toda aquela região, foi então determinado por César um recenseamento, isto é, uma contagem de todos para saber qual a quantidade de pessoas de cada região, além de sexo e idade. Quando esse recenseamento aconteceu, o presidente da Síria era Quirino, que tinha a fama de ser um homem duro, enérgico. O alistamento, ou censo, era feito assim: cada pessoa tinha que se dirigir a sua cidade, pois só podia participar dessa contagem em seu local de nascimento. Devemos observar que tudo tinha o controle de Deus, pois, como sabemos, já tinham sido revelados pelos profetas o nascimento de Jesus, do Messias, o local onde nasceria, como nasceria, e quem seria a sua mãe, e de qual tribo Ele descender…

PESCANDO

“E aconteceu que, apertando-o a multidão, para ouvir a Palavra de Deus, estava Ele junto ao lago de Genesaré; e viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes.” (Lucas 5:1-2)

          Quando Jesus estava andando ou pregando, sempre havia uma multidão de pessoas que o cercavam com o objetivo de ouvi-lo, de aprender mais sobre a Palavra de Deus. É evidente que nem sempre todos os que estavam ali queriam aprender, conhecer a vontade de Deus, porque no meio havia os religiosos com o intuito de pegá-lo em alguma contradição, ou de lhe armar ciladas, armadilhas, para o pegarem. Também havia os que estavam ali simplesmente à espera de um milagre, querendo uma bênção somente para si, e outros, os curiosos, que queriam ver algum milagre, algum sinal, além dos que queriam levantá-lo com rei físico de Israel. Mas aqui a nossa atenção está toda voltada para as pessoas que estavam ali para ouvir a Palavra de Deus, e era uma multidão tr…

ELE APARECECEU

“E falando eles destas coisas, o mesmo Jesus se apresentou no meio deles, e disse-lhes: Paz seja convosco.” (Lucas 24:36)

          Jesus tinha sido preso, humilhado, crucificado, tinha sofrido e morrido ali na cruz do Calvário, e ao terceiro dia Ele ressuscitou. Já tinha aparecido para as mulheres quando elas foram ao sepulcro. Já tinha, inclusive, conversado com elas, mas, quando elas contaram, relataram isto para os discípulos, eles não acreditaram. Mas, mesmo assim, João e Pedro saíram correndo e foram ao sepulcro para constatar o fato, e encontraram o sepulcro vazio. Somente o lençol que cobria Jesus lá estava, assim como o lenço que tinha sido posto sobre a sua cabeça, como era costume do povo, principalmente naquela época. O fato interessante é que o lençol simplesmente tinha sido esvaziado, e não desenrolado, era como se simplesmente tivesse murchado, mas mesmo assim eles não creram por inteiro. Jesus também já tinha aparecido a dois seguidores que estavam a caminho de Emaús e …