EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

TRAIDOR E LADRÃO

"Foi, pois, Jesus seis dias antes da páscoa a Betânia, onde estava Lázaro, o que falecera, e a quem ressuscitara dentre os mortos." (João 12:1)

 Jesus tinha um carinho por essa família, e por tal motivo sempre que ia a Betânia os visitava. Agora, antes da páscoa, Jesus vai a Betânia e os visita, sendo que da última vez que ali esteve foi quando ressuscitou Lázaro, que tinha morrido havia quatro dias. Esse episódio é um dos mais lindos da Bíblia, porque, apesar de Jesus ser Deus, ali mostrou, confirmou que Ele era de carne como qualquer um de nós e provido de sentimentos humanos como nós todos, porque, quando Ele chegou, e sendo informado de que o seu amigo Lázaro estava morto, apesar de que Ele já sabia, naquele momento os sentimentos afloraram e Ele chorou. Mas, logo em seguida, mandou que tirassem a pedra da sepultura e deu a ordem, e então Lázaro saiu vivo e curado. O que aprendemos com esse relato é que Jesus tinha todos os sentimentos carnais que temos, mas Ele viveu e não se deixou dominar por nenhum. Jesus foi o Vencedor exatamente por isso, por estar em carne como nós e não permitir que a carne influenciasse a sua vida, não se permitindo viver pela carne. Ele viveu pelo Espírito. O apóstolo Paulo nos ensina a não viver pela carne, mas dominar os desejos, porque, enquanto estivermos aqui, viveremos em constante luta da carne contra o espírito. Temos que saber que Jesus, o tempo em que aqui esteve em carne, não teve descanso, ao contrário, passou por muita luta e trabalho, como Ele mesmo disse: "Meu Pai trabalha até agora eu também". Mas o fato é que temos que saber que, enquanto estivermos neste mundo, o combate, a luta, é constante, e não podemos relaxar, porque o nosso adversário vive ao nosso derredor. Aqui não é lugar de reinar, de descanso, ou de abundâncias, porque é campo de batalhas, e todos os que ensinam que aqui são encontradas felicidade e regalias estão enganados e enganando, porque a Promessa é de vida abundante e eterna, mas não aqui, nossa vitória, nosso lugar de descanso não é aqui. "Fizeram-lhe, pois, ali uma ceia, e Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com Ele." (João 12:2). Jesus, então, na casa dos seus amigos, estava ceando, porque Marta fizera o alimento e o servia, enquanto que Lázaro estava sentado à mesa junto com Ele. Marta sempre foi a mais ansiosa, aquela que ficava preocupada com os afazeres de casa e em servir, inclusive, certa feita, ela tinha falado com Jesus para chamar a atenção da sua irmã Maria que não estava ajudando, mas ouvindo os ensinos do Senhor. Jesus tinha dito a ela que não deveria se preocupar tanto, e, quanto à sua irmã, tinha escolhido o melhor, pois tinha escolhido ouvir, aprender a Palavra de Deus. Observamos aqui que Marta ainda continua preocupada com os afazeres de casa.
 "Então Maria, tomando um arrátel de unguento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do unguento." (João 12:3). Vemos que Maria, a que era mais espiritual, agora usada pelo Espírito Santo, unge Jesus para a páscoa, mesmo que ela mesma não tivesse pleno conhecimento do que estava fazendo. Quando ela pega aquele perfume caríssimo - que inclusive servia como moeda de troca de barganha na época -, unge os pés do Senhor, e usa o seu véu natural, seus cabelos, para enxugar, massagear os pés de Jesus, na verdade estava o preparando para a morte, além de estar demonstrando um profundo, um grande amor por Jesus, e isto em público, mostrando o respeito e adoração pelo Filho de Deus. "Então, um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, filho de Simão, o que havia de traí-lo, disse: Por que não se vendeu este unguento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres? Ora, ele disse isto, não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava." (João 12:4-6). Judas Iscariotes era um dos doze discípulos de Jesus, e era, digamos, tesoureiro do ministério de Jesus, era o responsável por todas as ofertas e doações que entravam. Esse discípulo era o que administrava as finanças, e também durante aproximadamente três anos andou com Jesus, viu quem Ele era, presenciou inúmeros milagres de toda a natureza, recebeu poder quando o Senhor os enviou para preparar onde Ele iria. Mas Judas era um ladrão, não muito diferente de inúmeros que estão em templos ou fora deles, roubando os ministérios, não muito diferente dos pastores que usam o Nome do Senhor para arrecadarem fundos. Mas, no final, sabemos que ele teve um fim terrível, morreu de maneira drástica e perdeu a sua salvação, sendo que poderia ter sido ao contrário. Judas Iscariotes foi quem traiu, entregou Jesus com um beijo para ser preso e crucificado. Judas foi quem traiu o Filho de Deus, foi o responsável pela prisão de Jesus Cristo - e olha que era um discípulo. Judas, quando viu Maria ungindo Jesus com um perfume tão caro, ficou incomodado, porque queria que tivesse vendido e dado o dinheiro ao ministério, porque ficaria sob seu cargo e ele, com certeza, roubaria a maior parte, porque, como a Palavra diz, ele era ladrão. Observamos a diferença entre ladrões, porque Jesus foi crucificado ao lado de dois ladrões, e um deles, arrependido, recebeu o perdão e alcançou a salvação, enquanto um dos que andavam com Jesus perdeu a vida, perdeu a salvação. Muitos que estão fora de templos denominacionais serão salvos, e muitos que estão dentro, inclusive, ou principalmente, no altar nos púlpitos, já perderam a salvação. Judas ainda tentou alegar que seria para ajudar os pobres, assim como muitos pastores pedem dinheiro dizendo que é para ajudar alguém, para fazer isto ou aquilo, dizendo que é para missões, mas na verdade é para os seus gastos pessoais. Esses são os Judas Iscariotes da nossa atualidade, são pessoas que citam o Nome de Jesus, mas não são seus discípulos verdadeiros, falam em caridade, misericórdia, mas só se preocupam com eles mesmos. "Disse, pois, Jesus: Deixai-a; para o dia da minha sepultura guardou isto; Porque os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes." (João 12:7-8). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 29 de novembro de 2016

FORTALECIMENTO

"No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder." (Efésios 6:10)

 Temos que aprender essa importante lição, que é simplesmente nos fortalecer no Senhor. Não importa o problema ou a luta pela qual estejamos passando, devemos sempre fazer o que Jesus mandou, ou seja, buscar primeiro o Reino de Deus e a sua Justiça, que o mais ele acrescenta. Não podemos ficar voltados para o problema ou em busca de solução e nos esquecendo do Senhor, porque, com certeza, não encontraremos o que buscamos, uma vez que todas as respostas e soluções quem as tem é o Senhor. Por isso, a melhor solução sempre é nos fortalecer no Senhor, nos revestir de Jesus, nos encher do Espírito Santo, sabendo que, se tiver solução, com certeza receberemos e glorificaremos o Senhor, caso contrário, nada receberemos e também glorificaremos o Senhor, porque Ele é Deus, é soberano e sabe o que é melhor para nós, enquanto nós mesmos não sabemos. Assim, a solução sempre é Jesus; temos que aprender a confiar e ser dependentes do Senhor em tudo, e pararmos de agir como se Jesus fosse um serviçal, um garçom sempre pronto a nos atender. Devemos aprender a amá-lo, a buscar a sua companhia, e simplesmente aguardar, porque, se Ele quiser, se for a vontade Dele e se for o melhor para nós, com certeza Ele fará. Mas não devemos ficar só pedindo bênçãos, socorro, misericórdias, querendo sempre receber algo Dele, porque o mais importante que recebemos Dele é o seu amor, sua companhia, isso devemos buscar de forma incansável. "Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo." (Efésios 6:11). Quando nos fortalecemos no Senhor, quando estamos cheios do Espírito Santo, cheios de Deus, não somos alcançados, não caímos nas armadilhas do diabo, porque as inteligentes e espertas armadilhas do diabo não têm como nos atingir, porque estamos protegidos pelo Criador do mundo e do próprio diabo. Revestir-se da armadura de Deus é se revestir da Palavra de Deus, do Evangelho de Jesus Cristo, e esse revestimento funciona quando estamos praticando. Não basta conhecer, ler, meditar na Palavra, é necessário colocá-la em prática; é preciso se unir a Jesus. Somos barro, pó, somos frágeis por nós mesmos e só nos fortalecemos no Poder de Deus, portanto devemos nos fortalecer Nele para que possamos resistir a todas as ciladas, setas e ataques malignos. Problemas sempre surgirão, mas não devemos idolatrá-los, nos preocupar com os problemas. Temos que aprender a entregar tudo nas mãos do Senhor e não nos desviar da atenção Dele por nada, porque, quando ficamos somente olhando para o problema, só pensando nele, então nos afastamos do Senhor, e assim o adversário faz um estrago enorme.
 "Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." (Efésios 6:12). A nossa luta não é contra pessoas ou objetos, e sim contra os espíritos malignos, contra os demônios. Não existe absolutamente ninguém que seja essencialmente mau, mas a maneira de a pessoa agir é provocada pelos espíritos malignos que nela habitam, os demônios que a dominam e a induzem a agir de maneira errada. Temos que compreender que todas as enfermidades são originadas através do pecado, das nossas desobediências e rebeldia à Palavra de Deus. Por isso, quando dedicamos o nosso tempo ao nosso problema para lutar, combater o efeito, o mau não acaba; devemos lutar contra a causa. Assim, não importa a natureza do problema pelo qual estamos passando, devemos buscar nos refugiar, nos esconder, nos revestir da Palavra de Deus, porque, se nos estivermos lá, com certeza não seremos atingidos, derrotados, envergonhados. Nossos inimigos não são carnais, mas espirituais, porque o que faz com que uma pessoa se levante contra nós são os espíritos malignos, e isto só acontece porque aquela pessoa deu legalidade para eles agirem na vida dele, e nós também, porque, se não fosse assim, com certeza não viriam a nós. Assim, devemos habitar no esconderijo do Altíssimo, à sombra do onipotente, isto é a Palavra de Deus, é o Evangelho de Jesus Cristo, e, estando lá, temos toda proteção necessária. "Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes." (Efésios 6:13). O dia mau existe e é real, e todos nós passaremos por ele, mas a diferença é como vamos passar, como vamos enfrentá-lo. Se estivermos firmes, protegidos, escondidos na Palavra, no Verbo, passaremos sem que nos cause dano; mas, se não estivermos, seremos derrotados e afligidos. A armadura de Deus é a prática de sua Palavra, é viver somente aquilo que a Palavra nos permite, é recusar tudo o que o Senhor assim determina, é não se permitir ser guiado pela vontade da carne, ou por sentimentos. Mas estar revestido pelo Evangelho, pela Palavra de Deus. Isso não quer dizer que vamos passar por todas as lutas sem sofrimento, e sim a certeza da nossa vitória. Somos discípulos de Jesus, e Ele sofreu horrores, mas foi vitorioso e hoje está sentado à direita de Deus, e todos os joelhos se dobram diante Dele, tanto no céu como na terra. "Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do Evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a Palavra com confiança, para fazer notório o mistério do Evangelho, Pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar. Ora, para que vós também possais saber dos meus negócios, e o que eu faço, Tíquico, irmão amado, e fiel ministro do Senhor, vos informará de tudo. O qual vos enviei para o mesmo fim, para que saibais do nosso estado, e ele console os vossos corações. Paz seja com os irmãos, e amor com fé da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo. A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade. Amém." (Efésios 6:14-24). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

QUEM É PASTOR

"Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei." (Tito 1:5)

Observamos com cuidado as determinações de Paulo a Tito, ou melhor, a missão que o encarregou de cumprir. A função de Tito era a de organizar, colocar as coisas em ordem nas igrejas em Creta, e, principalmente, escolher, nomear os pastores para aquelas congregações. Presbíteros, pastores, ou bispos, na Bíblia, é a mesma coisa, quer dizer simplesmente supervisores de igrejas, ou pastores. Paulo determina que Tito escolha e nomeie pastores para as congregações, mas o que nos chama atenção são as qualificações exigidas para estes, que são as mesmas que havia passado a Timóteo. Assim sabemos, aprendemos aqui quais as qualificações que são necessárias para alguém assumir a função de supervisor de igreja, ou melhor, de pastor. "Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes." (Tito 1:6). Paulo começa dizendo que tem quer irrepreensível, marido de uma mulher - e não esposa de um marido -, portanto, logo de início já está descartada a possibilidade de mulher vir a ocupar esse cargo. A função de pastor ou supervisor de igreja só pode ser exercida por homens, assim fica bem claro à luz da Palavra que não existem mulheres pastoras. E o homem que exercer a função de pastor ou supervisor de igreja tem que ser casado, solteiro ou viúvo, mas jamais casado com uma divorciada, ou estar casado pela segunda ou terceira vez, e muito menos estar divorciado ou separado. Também não pode, em hipótese alguma, ter filhos desobedientes, arruaceiros, viciados ou que causem vergonha aos seus pais, porque os filhos dos pastores têm que ser exemplos, educados para viverem como verdadeiros cristãos; logo, antes de ser pastor, antes de cuidar do rebanho do Senhor, é necessário que saiba cuidar, educar seus próprios filhos. Portanto, quando nos deparamos com pessoas que se dizem pastores, mas que têm filhos homossexuais, ladrões, violentos ou outra coisa qualquer sabemos que alguma coisa está errada, pois se está indo contra a Palavra de Deus. Infelizmente, observamos que, atualmente, encontramos todos os tipos de pessoas que se dizem pastores e criaram a função de pastoras, sendo que no Evangelho ela não existe. A única referência que a Bíblia faz a respeito de pastoras é de cuidadoras de cabras, ovelhas, animais quadrúpedes, e não de igreja ou do rebanho do Senhor. Muito pelo contrário, a Bíblia deixa claro que não existe mulher no comando ou direção da igreja do Senhor, assim como encontrarmos pessoas divorciadas em segundo e terceiro casamento nos púlpitos se dizendo pastores, bem como pais de filhos com o pior comportamento possível.
 "Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância; Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante." (Tito 1:7-8). O supervisor de igreja, que é o mesmo que presbítero e bispo, tem que ser um homem do qual todos tenham um bom testemunho, deve ser uma pessoa confiável como representante de Deus, porque é exatamente isto que é um pastor: um representante de Deus, porque o que ele tem que falar, ensinar, orientar é de acordo com a Lei, a Palavra de Deus. O pastor não pode estar expondo suas opiniões, e sim falando do Evangelho, falando do Reino, assim, obrigatoriamente, tem que viver de acordo com o Reino. Não pode ser pessoa que goste de bebida alcoólica, nem violento, nem viver com raiva, ou de mau humor, porque quem vive no Reino sempre está de bom humor, sempre tranquilo, porque vive sempre com o Senhor. Também não pode ser soberbo ou se julgar melhor ou superior aos demais, porque a simplicidade tem que ser o seu cartão de visita, porque sabemos que Jesus é simples. As coisas do Reino são simples, a maneira de o cristão viver é simples e sem qualquer complicação, portanto há incompatibilidade com a ganância. O pastor não pode viver preocupado em ganhar dinheiro, em adquirir bens materiais, mesmo porque a sua herança é o Senhor, e assim ele vive do Maná do Senhor, se mantém através da congregação. Mas viver é não se preocupar em ganhar dinheiro, comprar propriedades, nem mesmo deve ter uma outra atividade, porque tem que estar disponível para as ovelhas, para o povo de Deus sempre. Assim, esses que se dizem pastores, mas são empresários, comerciantes, pessoas que vivem em busca de ganhar dinheiro, ou que estão envolvidos com as coisas do mundo, estão totalmente contrários à Palavra de Deus e não são pastores legítimos, pelo menos não do Senhor. O pastor tem que ser pessoa tranquila, sempre disposta a ajudar a todos, mas de acordo com a Palavra de Deus; praticar a misericórdia e, fundamentalmente, viver em santidade"Retendo firme a fiel Palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes." (Tito 1:9). É necessário que o pastor seja um homem voltado exclusivamente para as coisas de Deus, conhecendo bem as leis do Reino e sempre pronto para expor de maneira clara as ordenanças do Senhor. Sempre em todo o tempo condenar o pecado e saber expor de maneira clara o Evangelho de Jesus Cristo para crentes e não crentes. "Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância. Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos. Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé." (Tito 1:10-13). Devemos estar sempre alertas, porque são muitos os pregadores que se dizem pastores, mas estão simplesmente a serviço do inferno, pois ensinam contra a própria Palavra, contra o Evangelho. São pessoas que utilizam um versículo fora de contexto para justificar os seus ensinos, que falam do que não conhecem e buscam simplesmente respostas materiais. Dizem-se pastores, mas estão preocupados somente com a lã das ovelhas; são os criadores de campanhas, desafios, votos, são os que pedem ofertas para tudo, e suas pregações são voltadas para questões materiais e físicas. "Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade. Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados. Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra." (Tito 1:14-16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

domingo, 27 de novembro de 2016

SENDO SERVO

"E havia em Damasco um certo discípulo chamado Ananias; e disse-lhe o Senhor em visão: Ananias! E ele respondeu: Eis-me aqui, Senhor." (Atos 9:10)

 O Senhor sempre terá um servo, um verdadeiro discípulo em toda a parte. Em lugares em que podemos imaginar que predominam a idolatria, o pecado, e onde não existe o menor conhecimento do Senhor, com certeza encontraremos um servo do Senhor. Elias, perseguido, ao receber a sentença de morte de Jezabel, fugiu para o deserto e achou que todos os profetas tinham sido mortos, mas o Senhor falou que ainda havia sete mil joelhos que não tinham se dobrado ao pecado. Assim também são regiões, congregações, templos que vivem e pregam uma total heresia, mas, se examinarmos bem, ali, naquele meio, com certeza haverá pelo menos um servo de Deus. E com os seus servos o Senhor fala de maneira clara, isto é, fala pela Palavra, e isso pode acontecer através de sonhos, visão, revelação, mas na Palavra, porque o Senhor jamais vai se revelar, quer em sonhos, profecias, ou visão contra a sua própria Palavra. Esses verdadeiros servos do Senhor, esses que não se corrompem sempre respondem ao Senhor dizendo: Eis-me aqui. São homens de Deus que estão sempre prontos a obedecer ao seu chamado, que sempre irão aonde o Senhor enviar, e falarão e farão o que Ele mandar. Não são como os mentirosos que, para irem ao Senhor, exigem condução, hotéis, dinheiro, e escolhem onde e com quem falar. Esses, apesar de citarem o Nome do Senhor, são servos do diabo. "E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à rua chamada Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo; pois eis que ele está orando; E numa visão ele viu que entrava um homem chamado Ananias, e punha sobre ele a mão, para que tornasse a ver." (Atos 9:11-12). Geralmente, quando o Senhor envia os seus servos em uma determinada missão, Ele já providenciou para que tudo ocorra segundo os seus planos. Mesmo que não estejamos vendo, não estejamos entendendo e aos nossos olhos é algo que é contrário, devemos obedecer, porque o nosso Senhor é Soberano. Jesus já tinha preparado Saulo para receber a Palavra, a mensagem, para receber a oração de Ananias e para ser iniciado no Evangelho por esse servo. Muitas vezes olhamos para alguém e já julgamos que é impossível aquela pessoa se converter, que é impossível ela abandonar o pecado, mas esquecemos que quem tudo faz é o Senhor. Saulo era um perseguidor da igreja, e, como conhecemos a sua história, sabemos que ele se transformou no maior defensor do Evangelho de Jesus Cristo, e que foi o maior missionário do Novo Testamento, fez muito mais missões, abriu mais igrejas do que qualquer um dos outros apóstolos.
 "E respondeu Ananias: Senhor, a muitos ouvi acerca deste homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém; E aqui tem poder dos principais dos sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu Nome." (Atos 9:13-14). Muitas vezes oramos, falamos de maneira errada com o Senhor a respeito de alguma pessoa, porque imaginamos que é impossível ela se transformar. Mas, quando fazemos isso, erramos de maneira séria, porque, além de estarmos limitando o Poder de Deus, estamos engrandecendo o nosso adversário, que age comandando a vida da pessoa. Assim, estamos dizendo que nem tudo o Senhor pode fazer, estamos afirmando que há coisas, pessoas e espíritos que são maiores do que Ele. Mas a verdade é que não existe absolutamente nada e nem ninguém que o Senhor não mude, não transforme, se assim quiser. Saulo era temido e até odiado pela comunidade cristã da época, ele tinha consentido com a morte de Estêvão e vivia perseguindo os irmãos para os prender e espancar, e, quando os pegava, os fazia negar o Senhor. E também tinha ido para Damasco em busca de pegar, prender e levar presos todos os irmãos que estivessem naquela cidade, inclusive Ananias. "Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu Nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu Nome." (Atos 9:15-16). Como está na própria Palavra, Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; assim Ele nos mostra que tudo é possível àquele que crê. E quando o Senhor nos chama, ou tira alguém do mundo para o servir, para viver de acordo com a sua Palavra, não oferece boa vida, não garante mordomia nem prosperidade aqui, como os falsos pregadores fazem crer. Observamos que o Senhor disse a Ananias que mostraria a Saulo o que seria sofrer pelo seu Nome, e também sabemos as inúmeras perseguições, fome, açoites, prisões, enfermidades pelas quais esse homem passou por causa do Evangelho de Jesus Cristo. Paulo, depois de convertido, sofreu inúmeras perseguições, inclusive pelos supostos irmãos, mas também foi o homem que viveu o Evangelho na plenitude, e também foi o mais usado pelo Senhor para escrever a maior parte do Novo Testamento. Saulo se converteu, e até hoje o Senhor o usa para nos ensinar o Evangelho de Jesus Cristo. Claro que não podemos nos esquecer daquele servo, do Ananias, que atendeu ao chamado, que obedeceu ao Senhor, apesar de que, se não obedecesse, com certeza o Senhor enviaria outro. Jesus, quando nos chama para ser um servo seu, Ele não promete mordomias aqui, e quem assim ensina não é Ele, mas o adversário. "E Ananias foi, e entrou na casa e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo." (Atos 9:17). Portanto, nós, os que somos servos do Senhor, quando Ele nos envia para pregar, orar, curar quem quer que seja, devemos simplesmente obedecer, e, principalmente, agradecer por nos ter escolhido, nos dado a missão. Não temos que avaliar nada de acordo com o nosso entendimento; temos que obedecer, porque servo serve e não fica esperando gratificações ou recompensas, pois a maior recompensa é servir ao nosso Senhor por toda a eternidade. "E logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi batizado. E, tendo comido, ficou confortado. E esteve Saulo alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco." (Atos 9:18-19). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

BENDITO SEJA DEUS.

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, Para uma herança incorruptível, incontaminável, e que não se pode murchar, guardada nos céus para vós." ( 1 Pedro 1:3-4)

 Deus, na sua grande misericórdia, nos gerou de novo para que pudéssemos ter vida, uma vez que estávamos mortos em nossos pecados. O Senhor nos criou, nos fez, mas por causa de Adão todos morreram e não havia salvação; então Deus, por meio de Jesus, nos gerou de novo, para podermos ter vida. Isso Ele fez por causa do seu grande amor, por sua grande misericórdia, e não por merecimento, porque não merecíamos nada, somente a morte. Eva pecou ao dar ouvido à serpente e induziu Adão ao pecado, e o pecado deste foi maior, porque o Senhor o tinha colocado como responsável, e Eva era somente a sua adjutora, sua ajudadora, portanto ele não poderia de forma alguma ouvi-la. Mas, infelizmente, ele deixou de ouvir Deus para ouvi-la, e, logo, tornou-se o culpado do pecado de toda a humanidade. Assim todos morreram em Adão. Mas Deus, no seu imenso amor, enviou seu Filho único para que saldasse essa dívida e em Jesus todos pudessem ter vida novamente. Por isso fomos recriados em Cristo, tivemos um novo nascimento em Jesus, porque Ele sofreu e morreu por nós, ocupou o nosso lugar. Assim, todos os que o aceitam e se submetem a Ele têm vida eterna, porque o Senhor nos recriou Nele para termos uma vida incorruptível, incontaminada, mas para recebermos, desfrutarmos desse renascimento, dessa recriação, é necessário viver em santidade. Temos que ser diferentes, temos que viver segundo os preceitos do Senhor, porque para isso fomos recriados. Não podemos jamais viver segundo os prazeres do mundo, viver na contaminação, porque estaríamos jogando fora a nossa vida. Devemos entender a misericórdia de Deus, que foi enviar o seu Filho para morrer e nos salvar, trazer vida para nós que estávamos mortos. Assim não é uma misericórdia eterna e disponível para tudo, Ele sempre vai nos salvar independentemente do que façamos, porque isso não é a sua Palavra.
 "Que mediante a fé estais guardados na virtude de Deus para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo, Em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações."(1 Pedro 1:5-6). Temos que observar que Deus não enviou o seu Filho amado para que pudéssemos desfrutar de regalias aqui, ou prosperar, ou desfrutar de felicidade plena aqui. Ele o enviou para nos resgatar e condenar o mundo, e não salvá-lo. O compromisso do Senhor é com as pessoas que o aceitam e se rendem a Ele. Jesus veio para nos dar vida, para nos recriar, assim fica claro que o compromisso de Deus é com a nossa salvação, e não em nos fazer alegres e felizes aqui, como muitos fazem crer. Aqui passamos por lutas e sofrimentos, mas devemos em tudo dar Graças, glorificar o Nome do Senhor, porque temos que ser moldados, aperfeiçoados em Jesus. Nosso objetivo é o Senhor, aqui estamos peregrinando, e damos Graças ao Senhor, por nos dar condição de sermos salvos Nele. Não podemos reclamar por causa de qualquer sofrimento, porque Jesus sofreu muito mais por nós e não reclamou. "Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo; Ao qual, não o havendo visto, amais; no qual, não o vendo agora, mas crendo, vos alegrais com gozo inefável e glorioso." (1 Pedro 1:7-8). Todas as nossas lutas e sofrimentos pelos quais passamos aqui não acontecem sem conhecimento do Senhor, muito pelo contrário, muitas vezes o que acontece é permitido e enviado por Ele, não por maldade ou vingança, mas para ensinamento e preparação, capacitação. É por esse aprendizado que nos fortalecemos e somos capacitados, para prosseguirmos em direção ao Senhor sem nos corromper. Temos que aprender a ser cristãos inteligentes e conscientes do Evangelho e do nosso chamado, porque muitos estão citando o Nome do Senhor, mas estão mortos em sua ignorância. Jesus está voltando, queremos subir com Ele, queremos desfrutar de vida, porque sabemos que o nosso descanso é com o Senhor, e não aqui. A nossa coroa está é com o nosso Deus, e não aqui com coisas perecíveis. Assim não importa o que estejamos passando aqui, porque sempre nos alegramos, uma vez que sabemos para onde estamos caminhando. "Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas. Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada, Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir." (1 Pedro 1:9-11). Muitos antes de Jesus vir ocupar o nosso lugar na cruz, Deus, através dos seus profetas, já tinha revelado, mostrado tudo. Ele não somente tinha revelado como seria a sua vinda, como também o seu nascimento e até a sua morte. O Senhor já tinha mostrado que Ele padeceria muitos sofrimentos por nossa causa, e assim aconteceu, para que ninguém ficasse no engano. O Senhor padeceu, morreu, mas ressuscitou ao terceiro dia e está sentado à direita de Deus, e prestes a vir nos buscar. Mas Ele não fez isto para que tivéssemos uma vida boa aqui, e sim para que fôssemos salvos Nele. "Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho; para as quais coisas os anjos desejam bem atentar."(1 Pedro 1:12). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

MANIFESTAÇÃO DE JESUS

"Depois disto manifestou-se Jesus outra vez aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e manifestou-se assim: Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, chamado Dídimo, e Natanael, que era de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos." (João 21:1-2)

 Jesus tinha sido crucificado e morto; tinha se entregado ali, na Cruz do Calvário, na sexta-feira, e José de Arimatéia solicitou o seu corpo e o sepultou. Mas Jesus ressuscitou no domingo e já tinha aparecido para alguns discípulos. Inclusive, um dos doze discípulos, por nome Tomé ou Dídimo, por não estar presente no momento em que Jesus tinha aparecido, duvidou e falou que só acreditaria se ele mesmo visse e tocasse em suas feridas. Jesus então apresentou-se outra vez e mandou-lhe tocar em suas feridas, e chamou-lhe a atenção pela incredulidade. Agora Jesus apareceu mais uma vez a vários discípulos junto ao lago de Genesare, ou lago de Tiberíades, para dar-lhes ensinamentos. Temos que observar que mesmo os discípulos que andaram com Jesus durante três anos presenciando todos os tipos de milagres ainda tinham dúvidas. Apesar de Jesus, quando em carne, ter-lhes alertado sobre tudo o que aconteceria, ter-lhes alertado, avisado que ressuscitaria, eles mesmo assim ainda não creram. Quando Jesus apareceu, desde o primeiro momento, desde a primeira vez, todos ficaram com medo, imaginavam que poderia ser um fantasma. Também assim são muitos os que se dizem crentes, mas não creem em nada, ou melhor, creem no mal, na enfermidade, e não creem na cura; creem na morte e não creem na vida. Creem em tudo, menos na Palavra de Deus, pois, se cressem, seriam praticantes e teriam medo de serem desobedientes e rebeldes. "Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Dizem-lhe eles: Também nós vamos contigo. Foram, e subiram logo para o barco, e naquela noite nada apanharam." (João 21:3). Pedro, que tinha como ofício, profissão ser pescador, resolveu ir pescar, e os colegas foram com Ele; assim todos os sete foram pescar. Não podemos condenar a atitude de Pedro, porque ele ainda estava triste e desolado com os últimos acontecimentos, e principalmente ainda não tinha recebido a convocação e nem o Poder de Deus para iniciar a sua missão. Muitas vezes nós, por sermos ansiosos, apressados, queremos fazer as coisas antes da hora, o que geralmente dá errado e nos traz somente sofrimentos. Antes de sairmos em missão, primeiramente temos que ser convocados pela Senhor, e irmos na hora em que Ele nos mandar, e só faremos alguma coisa se Ele estiver conosco.
 "E, sendo já manhã, Jesus se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus. Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não." (João 21:4-5). Logo pela manhã, após uma noite infrutífera, sem nada pescar, Jesus aparece na praia, mas eles não o reconheceram, somente viram um homem na praia que perguntava se eles tinham alguma coisa para comer. Apesar de ninguém comentar, citar, o fato é que Jesus, principalmente depois de ressurreto, tinha o hábito de mudar de aparência, e as pessoas não o reconheciam, como aconteceu quando Ele se apresentou a dois discípulos a caminho de Emaús. Ainda antes de morrer, vimos que várias vezes tentaram pegá-lo, e Ele escapava no meio dos seus perseguidores, e eles não conseguiam pegá-lo. Assim também aconteceu no dia da sua prisão, porque Judas Iscariotes teve, inclusive, que identificá-lo com um beijo. Acreditamos que Jesus somente se deixava ser reconhecido pelos seus discípulos e para quem queria, e no momento em que queria. Observamos agora que aqueles que o conheciam bem não o reconheceram, apesar de Ele falar com eles. "E ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes. Então aquele discípulo, a quem Jesus amava, disse a Pedro: É o Senhor. E, quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica (porque estava nu) e lançou-se ao mar." (João 21:6-7). Como os discípulos disseram que não tinham nada para comer, ou seja, não tinha pescado nada, então Ele manda que eles joguem a rede ao lado direito de onde estavam no barco. Após eles as lançarem, as redes se encheram de peixe; veio uma grande quantidade de peixes onde antes eles nada tinham conseguido pescar. Então João, o autor deste Evangelho, que é considerado e chamado como o discípulo amado, reconheceu Jesus e avisou Pedro. Vemos que eles reconheceram Jesus pelo milagre da pescaria, e não propriamente dito pela aparência, porque, ao perceberem o que havia acontecido, possivelmente se lembraram de uma outra pescaria. Temos que observar também a questão do respeito, do temor, que infelizmente está ausente hoje no meio denominado gospel, porque Pedro, ao saber que era Jesus, vestiu uma roupa, porque, como pescador, deveria estar somente de roupas de baixo, com uma espécie de cuecas, para que tivesse maior movimento para lançar as redes, além do grande calor que fazia na região mesmo à noite. Mas, ao saber que era Jesus, pulou na água, porque não queria, não se permitia que o Senhor o visse com trajes menores. Isto se chama temor, medo, respeito, o que todos nós devemos praticar. Mas hoje vemos nos templos denominacionais e também nos altares, nos púlpitos pessoas de bermudas, com chapéus, bonés, grandes decotes, saias e vestidos curtos, calças extremamente justas. Observamos o total desrespeito e a falta de temor com que se apresentam na presença do Senhor. Assim como vemos o respeito de Pedro quando ficou sabendo que era o Senhor, nós também devemos respeitar, temer o Senhor, porque Ele é Deus e não um nosso igual. Ele é a maior autoridade que existe no mundo. "E os outros discípulos foram com o barco (porque não estavam distantes da terra senão quase duzentos côvados), levando a rede cheia de peixes. Logo que desceram para terra, viram ali brasas, e um peixe posto em cima, e pão. Disse-lhes Jesus: Trazei dos peixes que agora apanhastes. Simão Pedro subiu e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes e, sendo tantos, não se rompeu a rede. Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. E nenhum dos discípulos ousava perguntar-lhe: Quem és tu? sabendo que era o Senhor. Chegou, pois, Jesus, e tomou o pão, e deu-lhes e, semelhantemente o peixe. E já era a terceira vez que Jesus se manifestava aos seus discípulos, depois de ter ressuscitado dentre os mortos." (João 21:8-14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 22 de novembro de 2016

O VERDADEIRO DISCÍPULO

"E, havendo escapado, então souberam que a ilha se chamava Malta. E os bárbaros usaram conosco de não pouca humanidade; porque, acendendo uma grande fogueira, nos recolheram a todos por causa da chuva que caía, e por causa do frio." (Atos 28:1-2)

 Vemos muitas pessoas falarem no IDE de Jesus; muitas se autointitulam missionários, pregadores do Senhor, e gostam de dizer que estão fazendo a "obra", mas não vemos nada positivo de acordo com a Palavra de Deus. Temos um grande exemplo no apóstolo Paulo, que realmente praticava o IDE de Jesus, de maneira legítima. Primeiramente, sabemos do chamado dele por Jesus, ele não se autoqualificou para esse trabalho, ele foi chamado, capacitado e enviado por Jesus. Observamos que passou por lutas, sofrimentos, perseguições, humilhações e prisões, mas nunca soubemos que ele reclamou, se lamentou ou chorou. Aqui ele está a caminho de Roma em uma viagem perigosa, complicada, e como prisioneiro, mas, ao contrário de se lamentar, ele está ajudando, fortalecendo a todos, principalmente os seus algozes. A preocupação de Paulo não era com as suas algemas, suas correntes, e sim em pregar o Evangelho, em mostrar o caráter de Cristo pelas suas ações. Após enfrentar uma tempestade, vão parar em uma ilha onde, sob orientação de Paulo, sob a direção do Espírito Santo, todos se salvam. Os habitantes da ilha de Malta os receberam bem, e ali providenciaram uma fogueira para se aquecerem, porque era tempo de chuva e estava muito frio. Incrível a capacidade desse grande missionário que foi Paulo, o qual dizia que sabia viver no muito e no pouco, mas o que era importante era o Senhor em sua vida. Paulo não perdia uma oportunidade de pregar o Evangelho de Jesus Cristo, mesmo doente, enfermo, ele usava a oportunidade, o tempo em que se encontrava acamado para pregar. Preso, pregava para os colegas e para todas as autoridades; ele não se preocupava em se defender, ou mostrar que era inocente, ele se preocupava em testemunhar como o Senhor apareceu na sua vida e o chamou. Por tal motivo, vemos o Espírito Santo sempre cooperar com ele, sempre o conduzir, às vezes o impedindo de pregar em determinado local naquele momento. Paulo muito sofreu, mas foi um dos apóstolos mais fiéis do Senhor, pois não se permitia abandonar a sua missão, ou fazer a sua vontade. Por isto, ele se identificava como prisioneiro em Cristo, ou seja, se sentia preso a Jesus.
 "E, havendo Paulo ajuntado uma quantidade de vides, e pondo-as no fogo, uma víbora, fugindo do calor, lhe acometeu a mão." (Atos 28:3). Tudo coopera para o bem daquele que ama Cristo, que não vive segundo a vontade da carne, mas do Espírito. Paulo, ao juntar lenha, gravetos, para colocar na fogueira, uma cobra o pica, e ainda fica presa pelos dentes a sua mão, o que para as outras pessoas seria motivo de reclamar, de se lamentar, afinal, estava enfrentando lutas e mais lutas e agora ainda era picado por uma cobra. Mas, na verdade, temos que entender que tudo o que acontece é vontade e permissão de Deus, portanto o Senhor permitiu que aquela cobra o picasse, e logo iremos descobrir o porquê. Quando Jesus enviou os seus, o IDE de Jesus - que muitos gostam de falar que fazem, mas não conhecem nem mesmo o que é o IDE -, Ele disse que, se alguma serpente os picasse, não lhes causaria dano algum, nem mesmo se bebessem alguma coisa envenenada lhes faria mal. Não através de uma ação deliberada buscar ser picado por uma cobra, ou tomar veneno, mas se, de alguma forma, isso viesse a lhes acontecer, nada aconteceria. "E os bárbaros, vendo-lhe a víbora pendurada na mão, diziam uns aos outros: Certamente este homem é homicida, visto como, escapando do mar, a justiça não o deixa viver. Mas, sacudindo ele a víbora no fogo, não sofreu nenhum mal. E eles esperavam que viesse a inchar ou a cair morto de repente; mas tendo esperado já muito, e vendo que nenhum incômodo lhe sobrevinha, mudando de parecer, diziam que era um deus." (Atos 28:4-6). Quando viram a cobra pendurada em sua mão, pensaram, julgaram que seria um castigo divino, e que logo ele cairia morto, isto porque conheciam aquela espécie de víbora e sabiam que era venenosa. Eles, porém, não sabiam que aquela era uma ação do Senhor, por amor a eles, para que através daquela ação Paulo pudesse mostrar-lhes o Poder de Deus e pregar o Evangelho a todos, que foi o que ele fez, como veremos. Ficaram aguardando a morte, algum mal a Paulo, e nada aconteceu, uma vez que o apóstolo nem mesmo deu confiança a esse fato, e viram que nem mesmo inchou o local picado, então começaram a julgar Paulo um deus. Isto porque eram religiosos e acreditavam em muitos deuses e não conheciam o Deus verdadeiro, o Senhor, Criador do Céu e da terra. Essa foi a deixa para Paulo iniciar o ensino e mostrar o Poder de Deus naquela ilha. Por causa desse fato, muitos se converteram. Portanto, sabemos que até mesmo o naufrágio foi obra do Senhor, para que eles ali aportassem e conhecessem o Senhor. Mas isso aconteceu porque o Senhor tinha em Paulo um fiel discípulo, um missionário comprometido com o Evangelho de Jesus Cristo. "E ali, próximo daquele lugar, havia umas herdades que pertenciam ao principal da ilha, por nome Públio, o qual nos recebeu e hospedou benignamente por três dias. E aconteceu estar de cama enfermo de febre e disenteria o pai de Públio, que Paulo foi ver, e, havendo orado, pôs as mãos sobre ele, e o curou. Feito, pois, isto, vieram também ter com ele os demais que na ilha tinham enfermidades, e sararam." (Atos 28:7-9). Paulo pregou, curou enfermos, libertou pessoas cativas de demônios, operou milagres e maravilhas, mostrou quem é Jesus. Tornou Jesus conhecido naquela ilha, e o Senhor providenciou para que eles recebessem acolhimento, suprimento e todos os cuidados necessários. Ser missionário, ou praticar o IDE do Senhor, não é ir de avião, ficar em hotéis de luxo, e exigir pagamento, ofertas, isto ou aquilo, porque esses que assim procedem não são missionários do Senhor e sim de outro. "Os quais nos distinguiram também com muitas honras; e, havendo de navegar, nos proveram das coisas necessárias." (Atos 28:10). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

O EVANGELHO QUE ANUNCIO

"Mas faço-vos saber, irmãos, que o Evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens." (Gálatas 1:11)

 São muitos os que discordam da nossa maneira de pregar, de ensinar o Evangelho, isto porque não apresentamos um evangelho de facilidades, de barganhas ou de aceitações de erros e pecados. Não aceitam porque falamos de santidade, de abandono de pecado; não falamos de prosperidade, falamos de conversão, de arrependimento, de salvação. E, infelizmente, as pessoas, por mais que digam que são cristãs e que amam o Senhor, ainda são muito carnais e estão comprometidas com o mundo e com a vontade da carne. Buscam o Senhor em prol de receber essa ou aquela bênção, e não o próprio Senhor - independentemente de Ele lhes dar alguma coisa, mas simplesmente porque Ele é o Salvador e já morreu por nós. Por isso, o Evangelho que pregamos não é terreno, mas de Cristo; falamos das coisas concernentes ao Reino, e não segundo os homens; falamos da bênção maior, que é a Salvação em Cristo. Assim, não pregamos para agradar ninguém, falamos da Verdade do Reino, quer as pessoas a ouçam e a aceitem quer não a ouçam e a rejeitem. Não podemos mudar a pregação, porque Cristo é imutável. Não trazemos afagos, nem uma demonstração hipócrita de amor, porque amar é querer que haja salvação, que haja vida. Fomos chamados para chamar todos ao arrependimento, à santificação, e por isso não nos comprometemos em opinar sobre as coisas do mundo."Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo." (Gálatas 1:12). Isto porque não recebemos ensinamento de homem algum, não nos submetemos a doutrinas e ensinamentos de homens, nós os recebemos diretamente do Senhor. Fomos incumbidos de levar a sua mensagem, a Palavra da verdade, sem nos preocupar em ajuntar muitas pessoas para nos ouvir, mas simplesmente para que a todo o tempo e lugar preguemos a verdade. Assim, não falamos e nada sabemos sobre campanhas, sobre prosperidades, desafios, propósitos e fogueiras santas. Mas sabemos sobre Jesus, sobre o Salvador, sobre Vida, sabemos sobre santidade, porque foi o que o Senhor nos mandou falar, nos ensinou. Ele não veio e foi humilhado, perseguido, espancado, crucificado e morreu na cruz para que alguém recebesse essa ou aquela bênção. Mas Ele passou por tudo e morreu em nosso lugar, e morreu para que pudéssemos ter vida Nele, morreu para que vivêssemos.
 "Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava. E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais."(Gálatas 1:13-14). Não que tenhamos nascido com esse entendimento, ou que sempre pensamos assim, muito pelo contrário, éramos do mundo. Vivíamos no pecado e rejeitávamos a verdade, exatamente por causa da grande hipocrisia e mentira que é praticada nesse meio denominado gospel. Mas o Senhor nos chamou, nos mostrou, se apresentou a nós e nos comissionou, e nos enviou para levar a sua verdade. Não tivemos que nos submeter a ensinos humanos de homens com as mentes cauterizadas pelo pecado; não nos submetemos a nenhuma teologia, mas aprendemos diretamente do Senhor. Por isso conseguimos entender os adultérios contra a Palavra que é ensinada em templos; observamos os incautos caminhando para a destruição, porque querem satisfazer a vontade da carne e se deparam com os vários pregadores de evangelhos humanos e demoníacos. As pessoas deveriam assistir menos novelas, ficar menos tempo em redes sociais, ou lendo romances que para nada servem, a não ser para a própria distração. Deveriam ler menos livros escritos por homens com as suas inúmeras teorias, deveriam assistir menos TV, menos filmes, e ler mais a Bíblia, deveriam a todo o tempo buscar conhecer mais a vontade do Senhor, que está expressa na sua Bíblia. Deus nos fala pela sua Palavra, e, se tivermos conhecimento dela, com certeza não seremos enganados; aprenderemos a fugir dos ensinos mentirosos. O Senhor será encontrado para os que o buscarem de coração, e buscar o Senhor é meditar em sua Palavra, é querer ouvi-lo. "Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça, Revelar seu Filho em mim, para que o pregasse entre os gentios, não consultei a carne nem o sangue, Nem tornei a Jerusalém, a ter com os que já antes de mim eram apóstolos, mas parti para a Arábia, e voltei outra vez a Damasco. Depois, passados três anos, fui a Jerusalém para ver a Pedro, e fiquei com ele quinze dias. E não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor. Ora, acerca do que vos escrevo, eis que diante de Deus testifico que não minto. Depois fui para as partes da Síria e da Cilícia. E não era conhecido de vista das igrejas da Judéia, que estavam em Cristo." (Gálatas 1:15-22). Temos que manter comunhão com os irmãos, mas temos que aprender do Senhor, porque, se observarmos que alguém está pregando uma mentira, é o nosso dever chamar essa pessoa e lhe mostrar o erro, porque quem sabe, assim, reconhece a sua falha e a conserta. E assim teremos conquistado inúmeras pessoas para o Reino. Por isso, sejamos sábios e pratiquemos a Palavra, porque o nosso manual, nossa carta magna é a Bíblia, e se queremos ser dirigidos pelo Espírito, então que a estudemos com afinco. Fomos chamados desde o ventre das nossas mães, mas a opção de aceitar e responder a esse chamado é nossa. "Mas somente tinham ouvido dizer: Aquele que já nos perseguiu anuncia agora a fé que antes destruía. E glorificavam a Deus a respeito de mim." (Gálatas 1:23-24). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

domingo, 20 de novembro de 2016

SEGUINDO O AMOR

"Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar. Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios." (1 Coríntios 14;1-2)

 Seguir o amor é seguir Jesus, porque a própria Bíblia nos mostra que um dos nomes do Senhor é Amor. Assim, para falarmos em amor verdadeiro, obrigatoriamente temos que falar no Senhor, então, para seguirmos o amor, é necessário agirmos, vivermos, praticarmos o Evangelho de Jesus Cristo. Amor é um dos principais dons, mas temos que saber que amor não é isso que se pratica por aí, e sim o que o Senhor nos mostra, porque quem ama perdoa, tolera, ajuda, socorre e exorta, admoesta e ainda pune. O que dizem ser amor, mas que é concordante com o pecado, com o erro, o que aceita as desobediências não é amor, é o contrário. Temos que amar, pois só com amor poderemos praticar qualquer um dos outros dons de Deus, inclusive o de profetizar, porque profeta é o que traz uma palavra clara da parte de Deus, que pode ser para consolação, exortação ou edificação. E como fala de maneira clara, as pessoas entendem e se convertem ou abandonam os erros, os pecados, e, sendo tementes a Deus, alcançam a salvação. A função da profecia não é entregar essa ou aquela bênção, e sim trazer uma palavra, uma revelação da parte de Deus, e a profecia tem que estar obrigatoriamente de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo. Não existe profecia, revelação que esteja em desacordo com a Palavra de Deus. Quando digo de acordo com o Evangelho, significa que ela tem que estar fundamentada no Novo Testamento e de maneira clara. Profecias em que as pessoas chegam falando, utilizando linguagem antiga, ou mudando até a maneira de falar, ou que chegam falando em línguas, nada têm com o Senhor, porque as coisas do Senhor são claras e transparentes, e assim os verdadeiros profetas do Senhor entregam a mensagem de maneira clara, sem mudar a voz, sem usar uma linguagem diferente, e não usam termos antigos."Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação. O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja." (1 Coríntios 14:3-4). O falar em línguas deve ser praticado quando se está sozinho falando com o Senhor, e jamais pode ser falado no púlpito se não há ninguém para traduzir, interpretar. A pessoa não pode ela mesma interpretar, porque não se saberia se é real o que ela está dizendo. Temos que compreender que falar em línguas é falar com o Senhor, ou falar um outro idioma conhecido como em Pentecostes, para que alguém seja edificado.
 "E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação." (1 Coríntios 14:5). Sim, desejamos que todos falem em línguas, mas digo línguas verdadeiras, dos anjos, e que sejam um sinal do batismo com o Espírito, porque são muitas as línguas que tem se praticado nos templos; muitas delas são somente uma decoreba; basta observarmos que veremos que sempre são as mesmas repetições. Ou tomar muito cuidado para não sermos enganados, porque pode se estar falando uma língua do nosso adversário. Mesmo os que foram batizados com o Espírito de Deus e, portanto, falam a língua dos anjos devem se ater a falar somente para si, ou falar onde haja mais pessoas quando se tem um intérprete. Também pode ser que fale em Espirito um outro idioma conhecido, para uma pessoa de outro país, para que ela seja edificada, consolada ou exortada. Os profetas falam para todos, não o enganador, que traz somente palavrinhas amenas, os profetas sim trazem o recado de Deus, e, se obedecido, há salvação. "E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina?" (1 Coríntios 14:6). Não adianta alguém ficar falando em línguas para uma plateia ou para alguém se essa nada entende, e, por mais que depois ela mesma se traduza, se interprete, não é convincente, pois não saberão se é verdade. Portanto, falar em línguas é somente com o intérprete, fora disso, é desobediência, é confusão, e o Senhor não habita no meio da desorganização e da bagunça. Devemos falar em línguas em nossas orações particulares, e não em público, na ausência de intérprete. Temos que prestar atenção na doutrina do Senhor; quando ensinada de maneira clara, observar e receber as profecias de acordo com a Palavra. Devemos sempre buscar aprender mais e mais sobre a Palavra de Deus, e jamais tentarmos modificar, trazer novidades, ou criar atalhos, porque isso é adultério da Palavra, e os adúlteros não herdarão o Reino de Deus. "Da mesma sorte, se as coisas inanimadas, que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara? Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha? Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar." (1 Coríntios 14:7-9). Apesar de vermos hoje nos templos - que se dizem pentecostais - um falar de línguas descontrolado, sem ordem e sem intérprete, devemos entender que não é isso que o Senhor fala, porque o falar em línguas pode e deve ser controlado, não existe essa questão de não conseguir parar, porque, se isso está acontecendo, deve se examinar para saber que espírito é, porque o Fruto do Espírito é domínio próprio e mansidão, além de outros sete. Se existe descontrole, então não é do Espírito de Deus. "Há, por exemplo, tanta espécie de vozes no mundo, e nenhuma delas é sem significação. Mas, se eu ignorar o sentido da voz, serei bárbaro para aquele a quem falo, e o que fala será bárbaro para mim. Assim também vós, como desejais dons espirituais, procurai abundar neles, para edificação da igreja. Por isso, o que fala em língua desconhecida, ore para que a possa interpretar. Porque, se eu orar em língua desconhecida, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto. Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. De outra maneira, se tu bendisseres com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto, o Amém, sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes? Porque realmente tu dás bem as graças, mas o outro não é edificado." (1 Coríntios 14:10-17). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.