EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 30 de maio de 2018

NASCIDO DE DEUS

“Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo, é nascido de Deus; e todo aquele que ama ao que o gerou também ama ao que Dele é nascido.” (1 João 5:1)

          As pessoas citam constantemente o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém) e muitas vezes de maneira indevida. Falam que o amam, mas, a bem da verdade, nem mesmo têm fé, creem Nele, porque, quando cremos, acreditamos, obedecemos e, com certeza, o tememos, pois sabemos e conhecemos o seu imenso Poder, temos medo do Juízo Dele. Todos os que acreditam sabem realmente que Jesus é o Filho de Deus, não filho de José e de Maria, mas Filho de Deus, porque Maria só foi usada, abençoada por Deus para poder gerar para o mundo aquele que já existia antes de tudo, inclusive do seu nascimento. José foi usado, abençoado para que cuidasse do Filho de Deus, e isso foi uma bênção, um privilégio, mas Jesus é o Filho de Deus, e todos os que têm esse entendimento acreditam Nele e vivem segundo a sua Palavra. Jesus, para vencer o pecado, tinha que se apresentar como um humano, e isto só é possível surgindo através de um nascimento vaginal, e Maria foi a escolhida para receber e apresentá-lo, mas José foi usado somente para cuidar Dele. Todos os que amam Deus amam Jesus, por saberem que é seu Filho, e, consequentemente, é Deus, pois sabemos que Deus é constituído da Trindade, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Portanto, quem conhece e ama a Deus Pai, quem o teme, quem crê Nele automaticamente também crê no Filho, que é o próprio Deus. “Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos.” (1 João 5:2). Assim, sabemos que o amamos, e quem verdadeiramente o ama, obedece e pratica a sua Palavra, assim ama a todos, porque o maior mandamento é amar ao próximo como a nós mesmos. Como podemos falar que amamos a Deus se não amamos o seu Filho, não cremos Nele? Ou como podemos falar que o amamos se não amamos as pessoas que são imagem e semelhança Dele? A única maneira de demonstrarmos o nosso amor a Ele é vivendo segundo as suas diretrizes, é obedecendo a sua Palavra, não é por muito falar ou cantar, mas é crendo, e quem crê vive Nele e por Ele. A nossa obediência a Ele é a maior declaração de amor que podemos fazer, a nossa fé só é realmente demonstrada quando vivemos como Ele determina, porque sabemos que é a única maneira de sermos salvos, a única maneira de termos vida, porque Ele é a própria Vida.
 “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados.” (1 João 5:3). O amor que podemos demonstrar é a nossa obediência, é não vivermos no mundo estando nele, porque não há como sair do mundo, mas podemos não viver nele, porque sabemos que o mundo está morto no maligno. Não viver no mundo é não concordar com o erro, com o pecado, com a lógica humana, e sim viver segundo os preceitos do Senhor. Não é fácil viver e praticar a Palavra de Deus aqui, porque somos bombardeados por todos os lados, as tentações são inúmeras, mas, se temos Cristo como o centro da nossa vida, então resistimos, mortificamos a nossa carne. O mandamento do Senhor não é pesado se mortificarmos a nossa carne, porque, vivendo assim, não mais estaremos no mundo, mas no Reino e, consequentemente, desprezamos o que o mundo oferece. Mas até chegar ao ponto de viver em Cristo e desprezar o mundo, existe uma batalha, e ela só é vencida se realmente depositarmos toda a nossa confiança no Senhor. Portanto, temos falado, escrito, mostrado constantemente que somos salvos pela Graça, mas é necessário mostrarmos, demonstrarmos o nosso amor para com Cristo, caso contrário, não entraremos pela Porta, que é Ele. Devemos abandonar as religiões, os preceitos e doutrinas de homens, os rituais que para nada servem, e ir a Cristo, para a simplicidade do Evangelho, que é o próprio Cristo, e assim teremos vida. “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? ” (1 João 5:4-5). Todos os que são nascidos de Deus vencem o mundo. Jesus é o Filho de Deus e Ele venceu o mundo e hoje está sentado à direita de Deus. E todos os joelhos tanto no céu como na terra se dobram diante Dele. Todos nós nascemos criaturas, feituras Dele, e, para sermos filhos, temos que obedecer a Ele, temos que crer Nele, e, quando assim procedemos, também somos vencedores e, com certeza, teremos a vida eterna e estaremos com Jesus por toda a eternidade. Para sermos vencedores, temos que crer em Jesus como o Filho de Deus, temos que praticar os seus ensinamentos, a sua doutrina, caso contrário, seremos derrotados. Mas também temos que compreender bem o que é a vitória prometida, saber como e em que podemos ser vitoriosos, porque muitos pensam que a vitória é aqui, é ter bens materiais, é reinar aqui, mas nossa vitória é a salvação, é vida, porque essa é a Promessa. Assim, se somos autênticos discípulos de Jesus, corramos a corrida que nos está proposta sabendo que receberemos a coroa da vida. “Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade. Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num. Se recebemos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior; porque o testemunho de Deus é este, que de seu Filho testificou. Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu. E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.” (1 João 5:6-12).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 29 de maio de 2018

FIRMES NOS GLORIAMOS

“Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta Graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da Glória de Deus.” (Romanos 5:1-2)

          Sabemos que o pecado entrou no mundo através de Adão, e por tal motivo logo todos pecaram e foram destituídos do seu poder. Deus tinha dado poder a todos, mas, com a ação do pecado, o homem perdeu tudo, principalmente a sua salvação. Cristo, em seu imenso amor, aceitou assumir o pecado de toda a humanidade, e assim ficamos livres desse jugo pesado. Portanto, Deus enviou o seu Filho amado para que morresse em nosso lugar, assim estamos justificados, e, sabendo que fomos justificados, temos condições para assumir o poder que o Senhor já nos deu, e principalmente temos condições de caminhar com desenvoltura em direção a Ele, caminhar, peregrinarmos em direção à vida que Ele já nos outorgou através da sua morte. Temos que entender bem essa questão de vida e morte, primeiro, compreender que Jesus nos justificou, isto quer dizer que Ele abriu a porta e que temos a opção de entrarmos por ela ou podemos rejeitá-la. Não existe a obrigação de termos que entrar, porque Ele nos deu livre arbítrio, nos deu opção de escolher entre vida ou morte. Assim com a sua morte, nos justificou, mas, para alcançarmos a salvação, temos que concordar com Ele, caso contrário, padeceremos todos. Muitos acham que já estão salvos, já foram salvos somente pelo fato de Jesus ter morrido em nosso lugar, e que eles nada têm que fazer e podem viver regaladamente, aproveitando tudo o que o mundo oferece. Mas temos que saber que sim, Jesus morreu em nosso lugar, e só teremos vida, só seremos salvos se vivermos de acordo com os seus preceitos, seus mandamentos, e que, se não agirmos em conformidade com a sua vontade, iremos padecer por toda a eternidade no inferno, isto porque a sua morte, o seu sacrifício foi em vão para nós, já que não o aceitamos. Nós que temos esse conhecimento, esmurremos nossos corpos, nossa carne, mas temos que fazer tudo para vivermos em santidade, de acordo com a vontade de Deus, porque sabemos que somente assim poderemos obter vida Nele. Somente nos unindo a Ele em obediência a sua Palavra é que estaremos honrando, glorificando, aceitando o seu sacrifício.
 “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.” (Romanos 5:3-4). Portanto, se temos conhecimento de tão grandioso sacrifício, sabemos que qualquer luta, sacrifício, batalha por que passarmos não se compara ao que Cristo passou por nós. Assim, não podemos reclamar de nada que esteja acontecendo. Por mais que a nossa carne grite, nossas emoções queiram dominar, não aceitemos, e sim glorifiquemos o nosso Deus, porque nenhum sacrifício por que passarmos será comparado ao que Jesus inocente passou por nós, sabendo que, para levar nossos pecados, Ele assumiu a própria morte, portanto não podemos ser ingratos e sim reconhecer esse sacrifício, esse amor, e sempre em todas as situações glorificar o seu Nome. As tribulações produzem em nós paciência para continuarmos a nossa caminhada em direção a Cristo, em direção à vida. E com essa paciência adquirimos experiência para continuarmos e também para ensinarmos, apoiarmos quem está caminhando também em direção a Cristo. Nossa esperança tem Nome: Jesus Cristo, nosso Salvador, portanto, sabemos que não seremos enganados, e assim não nos permitimos aceitar, concordar com o pecado, porque isso seria discordar de Cristo, seria ir contra a Palavra Dele. “E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.” (Romanos 5:5). Nossa Esperança é Jesus, e Ele já nos deixou o seu Espírito que nos convence da Verdade, que nos mostra o Caminho, e que, quando estamos em erro, somos incomodados por Ele, porém temos a opção de continuar no erro ou não. Quando falamos que conhecemos Cristo, quando falamos o que temos em nossos corações, estaremos mentindo se perseverarmos no erro, se não vivermos segundo a sua vontade. Todos os que estão comprometidos com o mundo e com o que esse mundo oferece não conhecem Cristo ou, se o conhecem, o desprezam, desprezam o seu sacrifício, e assim, com certeza, o próprio Cristo é que os enviará para o sofrimento, desonra e morte eterna. As pessoas que vivem segundo as leis mundanas estão se declarando inimigas do Senhor. Portanto, receberão o tratamento dispensado aos inimigos, e ser inimigo de Deus é saber que já está derrotado, pois somente uma pessoa sem juízo é que se levanta contra o seu Criador, contra o Deus Pai soberano. “Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu Sangue, seremos por Ele salvos da ira.
Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação.” (Romanos 5:6-11).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 28 de maio de 2018

A CRUZ

“Ora, ia com Ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe: Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.” (Lucas 14:25-26)

          A multidão acompanhava Jesus à espera de receber algum milagre, alguma bênção, quem sabe alimento, pois Jesus podia multiplicar novamente pães e peixes para eles. Por tal motivo, eles tinham a intenção de o levantar como rei físico de Israel, porque achavam que o Messias ia ser somente um rei de Israel; não perceberam que Ele era o Rei dos reis. Mas Jesus se volta para trás e, olhando para esse povo, para essa multidão que o seguia, diz que, para segui-lo, é necessário largar pai e mãe, filhos, filhas e tudo o mais que amam. Jesus exige que seus discípulos o priorizem em tempo integral e que coloquem suas vidas à disposição Dele. Temos que refletir sobre o que Jesus disse e mais: devemos colocar em prática, porque, assim como naquela época, e agora muito mais, existe uma multidão de pessoas que pronunciam o seu Nome (que é Santo para sempre Amém), mas não o respeitam e nem o amam. Pessoas lotam templos, comparecem a reuniões, ajuntamentos de pregadores de bênçãos, de prosperidade, em busca de receber alguma coisa, assim como os daquele tempo. Mas, no coração dessas pessoas, outras estão em primeiro lugar, amam não somente pessoas como objetos, porque são muitos os que amam casa, carro, dinheiro ou qualquer coisa, até mesmo um animal de estimação, e ainda dizem orar para Deus os abençoar. Abandonar pai e mãe e filhos e filhas não é literalmente falando, e sim seguir Jesus, seguir a doutrina de Cristo, é praticar o Evangelho, com a concordância ou não de seus familiares. É não concordar com pecados dos filhos ou de outro parente qualquer, e sempre denunciar o pecado, a rebelião, amar sempre mais a Jesus do que a qualquer pessoa, porque o primeiro mandamento é amar a Deus acima de tudo e de todos, e o segundo, que é amar ao próximo como a si mesmo, só pode ser praticado se for praticado o primeiro, caso contrário, é engano, porque, se amamos os nossos filhos ou pais ou outro parente, amigo, queremos que eles sejam salvos, e, para eles serem salvos, é necessário que abandonem os pecados. E quando concordamos com o erro deles por um suposto amor, na verdade estamos odiando-os, porque padecerão por toda a eternidade, e nós também, por não termos seguido Jesus como deveríamos.
 “E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo.” (Lucas 14:27) Seguir Jesus não é fácil, exige renúncia, sacrifícios, isto porque temos que sacrificar, mortificar a nossa carne, temos que agir de modo contrário à lógica, ao entendimento humano. É saber que acusações, perseguições sempre virão, e que não seremos louvados, mas acusados, e que os primeiros a nos acusar, a escarnecer, a perseguir serão as pessoas mais próximas a nós. Quando falamos de santificação, quando condenamos todos os tipos de pecados, somos criticados por todos, nos chamam de alienados, de fanáticos, mas temos que simplesmente abaixar nossas cabeças e seguir em frente, pois é a nossa cruz que devemos carregar, assim como Jesus carregou a Dele. Sermos perseguidos por causa de Jesus, por causa do Evangelho é uma honra para nós, porque sabemos que estamos sendo discípulos de Jesus. A conversão a Jesus não é e não pode ser à espera de sermos bem tratados, respeitados, amados pelo mundo, ao contrário, é saber que seremos tratados mal em toda a parte, e que devemos sempre falar do Evangelho e condenar o pecado. Jesus não prometeu privilégios para ninguém aqui, não disse que seria fácil, ao contrário, disse que seria difícil, que teríamos aflições, que seríamos perseguidos, mas que, se nos mantivéssemos firmes, venceríamos Nele, pois a Promessa é Vida eterna, vida Nele. “Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele, Dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar.” (Lucas 14:28-30). Jesus chega ao ponto de contar uma parábola, de dar um exemplo mostrando que é melhor a pessoa não se converter, ou melhor, não tentar, esperando que tudo seja fácil, pois depois, quando vierem as lutas, se essa pessoa voltar atrás será motivo de chacota e risos, porque sempre irão dizer, comentar o porquê de essa pessoa se dizer crente e ter abandonado, ou se dizer crente, convertido, mas ainda continuar em práticas mundanas, continuar nos pecados. Sempre se vai questionar se a pessoa é crente por que continua fazendo o que não deveria, o que não é lícito. “Ou qual é o rei que, indo à guerra a pelejar contra outro rei, não se assenta primeiro a tomar conselho sobre se com dez mil pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil? De outra maneira, estando o outro ainda longe, manda embaixadores, e pede condições de paz.” (Lucas 14:31-32). É melhor que a pessoa que não tem firmeza para ser discípulo de Jesus, que não tem coragem, condições de seguir Jesus, de pegar a sua cruz para segui-lo, é melhor ficar no mundo mesmo, e não envergonhar o Evangelho, pois será esse o único prazer, paraíso que conhecerá, uma vez que depois irá padecer por toda a eternidade. Assim, é melhor fazer as pazes com o adversário, com o inimigo das nossas almas, porque com certeza irá padecer por toda a eternidade. “Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. Bom é o sal; mas, se o sal degenerar, com que se há de salgar? Nem presta para a terra, nem para o monturo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.” (Lucas 14:33-35).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 25 de maio de 2018

CONSIDERANDO

“Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos.” (Hebreus 12:1-3)

          Temos muitos testemunhos de pessoas que viveram o Evangelho. Há vários exemplos de pessoas que passaram pelas mais difíceis provas para levar o Evangelho a tantos lugares, mas o maior dos testemunhos é o do nosso Mestre, é o de Jesus Cristo, que tudo sofreu e padeceu para que pudéssemos ser salvos. Para que pudéssemos desfrutar de vida, Ele se propôs morrer em nosso lugar. Assim, sabemos que o Evangelho de Jesus Cristo não é voltado para as coisas materiais, nem é uma solução para a nossa pobreza, ou para nosso sofrimento terreno, mesmo porque Rei dos reis, o Senhor dos senhores veio ao mundo aparecendo em uma manjedoura, lugar feito para animais, e morreu sem deixar nenhuma herança material. E durante todo o tempo do seu Ministério foi perseguido, humilhado. Assim sendo, nós, sabendo, tendo conhecimento de tudo isto, não podemos ficar lamentando por qualquer coisa que nos aconteça, não podemos ficar pedindo socorro por qualquer dificuldade que surja, porque, procedendo assim, estaremos indo contra o nosso Mestre, contra o próprio Evangelho, porque o que Ele nos ensina não é isso. Não sou defensor de sofrimentos nem de pobreza, e sim do Evangelho, porque nada podemos contra a Verdade. Por isso é errado as pessoas buscarem o Senhor somente para receber bênçãos, é errado pregadores ficarem oferecendo prosperidade em Nome de Jesus, porque o Senhor não tem compromisso com essas coisas. Jesus morreu para nos dar vida, salvação, e não para termos dinheiro, luxo ou conforto. Devemos nos voltar para o Evangelho e o colocar em prática; devemos abandonar essas doutrinas e preceitos dos homens e viver em Jesus.
 “Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado. E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, E não desmaies quando por Ele fores repreendido; porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho.” (Hebreus 12:4-6). Nós não sofremos um por cento do que Jesus passou por nós, portanto, quando alguém se mostra desesperado porque está desempregado, ou passando por uma enfermidade, está com dívidas, ou problemas no casamento, essa pessoa mostra que não conhece o Senhor Jesus. O sofrimento é esperado na vida do verdadeiro cristão, porque estamos na carne e erramos constantemente, e por amor o Senhor nos corrige. A bem da verdade, devemos glorificar o Senhor sempre, principalmente em nossas lutas, porque, se Ele está nos corrigindo, é por amor. Se fosse somente para nos punir, Ele nos deixaria viver de acordo com a nossa vontade tranquilamente, porque, no final, iríamos para o inferno. Sabemos que a ira de Deus se manifesta permitindo que as pessoas vivam de acordo com a lógica humana, com seus desejos carnais, no pecado, para que sejam dignos de irem para o sofrimento e perdição eterna. Assim, quando somos corrigidos, quando passamos por lutas, devemos agradecer, porque temos um Pai que nos ama e quer que tenhamos vida Nele. Por mais difícil que seja a luta, devemos resistir e não reclamar, porque o povo andou durante quarenta anos no deserto e lá morreu por esse motivo. Se não queremos morrer no deserto, deixemos de ser crianças choronas e reclamonas. “Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos. Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos? Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade. E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela.” (Hebreus 12:7-11). Os que não recebem a devida correção não são filhos, e sim bastardos, portanto, não invejemos quem está no mundo, quem está no pecado e reinando aqui, porque são bastardos, são pessoas consideradas aptas para o inferno. Nós, quando estamos sendo corrigidos, devemos saber que erramos. O Pai nos corrige para que possamos abandonar o erro, nos fortalecer e sermos vasos de honra dignos da vida vindoura. Assim como os nossos pais terrenos nos corrigiam, como nós corrigimos os nossos filhos por amor, para que não errem mais e que cresçam, se fortaleçam, na verdade, assim também o nosso Pai age conosco, e, como somos inteligentes, não reclamamos, mas em tudo damos Glórias a Ele. Portanto, o que temos de fazer é nos examinar e abandonar todos os erros e pecados e vivermos de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo. “Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos esconjuntados, E fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado. Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor; Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem.” (Hebreus 12:12-15).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 24 de maio de 2018

TESTIFICANDO NO SENHOR

“E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.” (Efésios 4:17)

          As pessoas, quando entregam as suas vidas a Jesus, quando desejam viver o verdadeiro Evangelho, devem fazer uma mudança radical. Não falo de mudar de religião, falo de abandonar as religiões e ir para Jesus, começar a andar, a viver segundo os preceitos determinados pelo Evangelho. Mas essa mudança tem de começar de dentro para fora, a pessoa tem de se determinar a viver em santidade, que é viver segundo a Palavra de Deus, e abandonar todas as práticas erradas, todas as que a Palavra de Deus condena. Temos de ser verdadeiros, porque podemos enganar todos, mas não o Senhor, porque Ele conhece os nossos pensamentos e desejos antes de nós mesmos. Viver no Senhor é exatamente isto: abandonar o mundo, mortificar a nossa carne, não mais viver segundo a lógica humana, mas de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo. 
“Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.” (Efésios 4:18-19). A bem da verdade, são muitos os religiosos, são muitos os que citam o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), são muitos os que frequentam templos diariamente, mas que vivem totalmente contrários à Palavra de Deus, e sempre, quando questionados, têm uma resposta para justificar a sua rebeldia, geralmente falam que Deus quer que todos sejam felizes aqui, apesar de não conseguirem mostrar isto no Evangelho, na Bíblia. Assim procedem pela dureza do coração, por não quererem se dobrar, se renderem aos pés do Senhor. Eles, na verdade, são rebeldes, egoístas e soberbos, e por tal motivo, apesar de estarem em templos denominacionais, apesar de citarem o Nome do Senhor, vão padecer por toda a eternidade, porque muitos desejam ter uma religião, fazer parte de algo, mas não querem verdadeiramente servir ao Senhor, e ainda há outros que só buscam o Senhor em prol de uma bênção, de um socorro, nos momentos de desespero de aflição. Não têm temor do Senhor, não se preocupam com a vida futura, porque as suas preocupações, as suas prioridades são terrenas. Desejam ter o melhor, querem viver de maneira farta e feliz aqui, e ainda acham que o Senhor tem a obrigação de os abençoar. Não têm respeito pela Palavra de Deus, e por tal motivo não leem a Bíblia, buscam somente versículos que lhes são convenientes.
 
“Mas vós não aprendestes assim a Cristo, Se é que o tendes ouvido, e Nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus; Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; E vos renoveis no espírito da vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.” (Efésios 4:20-24). Mas não foi assim que aprendemos, também não é assim que ensinamos, e não é assim que vivemos, porque o que falamos é de Cristo crucificado e morto na Cruz do Calvário, mas ressuscitado pelo Pai, e hoje vive e Reina para sempre, e exige dos seus seguidores, seus discípulos, obediência. Não nos julgamos nem nos passamos por santos, porque sabemos que a nossa origem é o pecado, e também muitos de nós nos convertemos depois de desperdiçar a maior parte das nossas vidas no mundo no pecado. Por tal motivo, exortemos todos os que querem ser seguidores de Jesus a abandonarem todas as práticas mundanas, todos os vícios, a abandonarem tudo o que não está de acordo com o Evangelho da salvação. Temos que abandonar o velho homem, a velha mulher, temos que sepultar o nosso velho eu e passarmos a viver em Cristo, sabendo que o nosso batismo não é na vida, mas na morte de Jesus. Temos que ser diferentes e não somente pessoas que apregoam ou defendem uma placa de igreja, uma denominação, mas pessoas que mostrem o caráter de Cristo, pessoas que vivam na prática de santidade, santificação. “Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros. Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo.” (Efésios 4:25-27). Assim, se somos imitadores de Cristo, não fazemos uso da mentira por nada, sabemos que em todas as circunstâncias devemos ser verdadeiros, devemos sempre proclamar a verdade, mesmo que esta nos traga dor, sofrimento ou abandono. Somos todas criaturas de Deus, mas, para sermos filhos, a decisão é nossa, e isso só acontecerá com a nossa obediência a Ele. Irar, ficar com raiva é passível de todos os seres humanos, mas não podemos ir dormir com raiva, temos que aplacar a ira antes de dormir, não importa o que nos fez irar, devemos abandonar essa ira. Seria hipocrisia dizermos que não podemos irar, que jamais iramos, porque não é essa a verdade, mas, quando acontecer, procurar nos aclamar antes de dormirmos. Motivo para ficarmos irados é que não nos falta, principalmente vendo a maneira de os religiosos agirem, os falsos crentes, os que não respeitam a Palavra de Deus. Temos de nos acalmar, porque não podemos permitir que o diabo, satanás, aja em nossas vidas, não podemos dar brechas, por isto temos que mudar o nosso comportamento, temos de vigiar o que falamos e fazemos. Abandonar a mentira, a desonestidade, os maus pensamentos, a prostituição a maldade, temos que ser outra pessoa. “Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção. Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós, Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.” (Efésios 4:28-32).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 23 de maio de 2018

LIBERTAÇÃO DA CONDENAÇÃO

“Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (Romanos 8:1)

          Não existe mais sentença condenatória para todos os que estão vivendo de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, independentemente dos erros e pecados que tenham cometido anteriormente. Quer dizer que todos, independentemente de raça, cor ou origem, mesmo que tenham cometido o mais horrendo dos crimes, se realmente se arrependeram, se confessaram ao Senhor, se aceitaram de verdade Jesus como seu único e suficiente Salvador, se são praticantes do Evangelho de Jesus Cristo, então não são mais pecadores; se perseverarem no Senhor até o dia em que forem recolhidos ou Jesus voltar antes, estarão salvos. O que importa não é o que a pessoa fez no passado, mas sim como ela é no presente, porque se ela entregou a sua vida ao Senhor e estiver andando em Espírito, que é viver de acordo com o Evangelho, então com certeza ela estará salva, porque o próprio Evangelho garante isso, e o Evangelho é o próprio Senhor Jesus Cristo. A Palavra do Senhor é clara. Ele afirma que não leva em conta o tempo da ignorância, mas chama todos ao arrependimento, ou seja, o que fizemos antes de conhecermos a Verdade será esquecido, lançado no mar do esquecimento, se nos arrependermos e nos convertermos a Ele. Como eu sempre falo, arrependimento não é remorso, mas uma mudança de hábito, uma transformação, aquele que era adúltero deixa de ser, ou o que roubava, mentia, enganava outros passa a ter nojo do pecado, do erro, e não se permite nem mesmo pensamentos errados. Isto porque, conhecendo o Senhor, passa a temer, que é ter medo do Senhor, que pode o enviar para o sofrimento e morte eterna. “Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.” (Romanos 8:2). Essa libertação foi Cristo que nos trouxe, porque, até a sua vinda, quando prevalecia a lei, ela não podia salvar ninguém, na verdade, servia somente para apontar, mostrar os erros, mas era impossível salvar. Mas vindo Cristo, que ocupou o nosso lugar, assumiu os nossos pecados, que sofreu e morreu em nosso lugar, Ele comprou-nos com o seu precioso Sangue. Assim, todos os que o aceitam, que vão a Ele, que se submetem a Ele passam a ter vida Nele. Mas temos que entender que, apesar de Jesus ter morrido em nosso lugar, nós só nos livraremos da sentença de morte se o aceitarmos, e essa aceitação não pode ser somente labial, tem de ser de coração, temos de andar no Evangelho Dele.
 “Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne; Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (Romanos 8:3-4). A lei não tinha meios para sanar a questão do pecado, que vigorou desde Adão, mas vindo Jesus, que assumiu o nosso lugar, pagou a nossa dívida, temos hoje o direito em Jesus de rejeitar o pecado, a morte, e termos vida para sempre ao seu lado. Jesus condenou a carne estando na carne, porque Ele veio em carne e teve um nascimento vaginal como qualquer ser humano, apesar de ser Deus, mas era necessário Ele vencer na carne. Mas essa justiça, essa libertação do pecado, dessa sentença de morte só é aplicada aos que realmente vivem de acordo com a Palavra de Deus. Temos que entender que não é por muito falar, ou por orar, é fundamentalmente por andar em Espírito, por viver no Evangelho, por ter a sua vida pautada no Evangelho de Jesus Cristo, porque todo o resto são somente religiosos, e esses, apesar das práticas ritualísticas e citarem o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém) padecerão por toda a eternidade. Se realmente o amamos, se o tememos, andamos em Espírito, praticamos, vivemos em seu Evangelho, porque sabemos que é a única maneira de sermos salvos, de sermos libertos dos nossos pecados.“Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.” (Romanos 8:5-6). Mas os que vivem na carne, que estão preocupados com as coisas do mundo, que estão buscando prazeres, que querem obter coisas, que acham que têm o direito de ser felizes e desfrutar do melhor aqui padecerão por toda a eternidade. Todos os que pensam que o Senhor tem compromisso em os fazer felizes aqui, que acham que podem viver como querem aqui vão padecer na morte para sempre, porque devemos viver de acordo com o que Jesus manda. Temos de ser discípulos, seguir os seus passos, temos de pegar as nossas cruzes e segui-lo, se realmente o amamos. Caso contrário, amamos o mundo, que jaz no maligno, e o que ele oferece, e esses que assim procedem são inimigos de Deus, e sabemos que adversário não recebe favor, não recebe bênção, somente o castigo. “Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é Dele. E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça. E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.” (Romanos 8:7-11).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 22 de maio de 2018

REVELADO PELO ESPÍRITO

"Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. E fora-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor." (Lucas 2:25-26)


      Simeão, um homem justo e temente a Deus, vivia para ver a Promessa de Deus se cumprir sobre o povo de Israel. O Espírito de Deus já lhe tinha revelado que ele não iria partir, morrer, sem antes ver o Libertador de Israel e do mundo. Portanto, ele vivia aguardando esse momento que sabia que veria, apesar de já ser de certa idade. Temos que compreender que, quando o Senhor nos fala, nos revela algo, é porque com certeza vai acontecer. Mas muitas vezes não vemos a promessa se cumprir, porque não temos paciência, não sabemos esperar, aguardar, e deixamo-nos dominar pela ansiedade. Não sabemos quanto tempo Simeão ficou aguardando para ver o Senhor, ele sabia que o veria, e por isto aguardou, e foi recompensado. Nós temos inúmeras promessas de Deus para nossas vidas, e essas promessas estão claras na Bíblia, o Senhor inclusive nos mostra, ensina a maneira de nos portarmos, de nos comportarmos para aguardarmos a sua realização. Mas, por não querermos ficar longo tempo esperando, logo nos cansamos, desistimos, e achamos que já passou tempo demais. Devemos entender que o tempo de Deus não é o mesmo que o nosso, se Ele prometeu, se está em sua Palavra, com certeza acontecerá, pode até não acontecer para nós por nossa desobediência, por não sabermos nos portar, por não aguardarmos como deveríamos. Esse homem foi ao templo quando o Senhor falou, pois sabia que iria acontecer e aconteceu. "E pelo Espírito foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com Ele procederem segundo o uso da lei, Ele, então, o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse: Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, Segundo a tua Palavra; Pois já os meus olhos viram a tua Salvação, A qual tu preparaste perante a face de todos os povos; Luz para iluminar as nações, E para glória de teu povo Israel. E José, e sua mãe, se maravilharam das coisas que Dele se diziam. E Simeão os abençoou, e disse a Maria, sua mãe: Eis que este é posto para queda e elevação de muitos em Israel, e para sinal que é contraditado (E uma espada traspassará também a tua própria alma); para que se manifestem os pensamentos de muitos corações." (Lucas 2:27-35). Simeão viu, tocou, abençoou, agradeceu a Deus, e ainda revelou a Maria a dor que sentiria ao ver Jesus ser crucificado e morto na Cruz. A Palavra de Deus se cumpriu na vida desse homem, e agora ele pede que o Senhor o recolha, pois ele já vira tudo o que deveria.

  
  "E estava ali a profetisa Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Esta era já avançada em idade, e tinha vivido com o marido sete anos, desde a sua virgindade; E era viúva, de quase oitenta e quatro anos, e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia." (Lucas 2:36-37). Mas também existia ali uma serva do Senhor - quando falamos serva ou servo, é porque são pessoas que realmente servem ao Senhor e não a si mesmas ou ao mundo. Ana, apesar de idosa, tinha dedicado a maior parte da vida a servir ao Senhor, a viver de acordo com a sua Palavra. Tinha se casado virgem e, após sete anos de casada, ficou viúva e não quis casar mais. A bem da verdade, todos os viúvos deveriam não mais casar, tanto homens quanto mulheres, isto porque já tiveram a sua experiência como casados e deveriam, se o seu cônjuge falecer, dedicar-se à obra do Senhor, a serem verdadeiros homens e mulheres de Deus. Essa Senhora, que tinha quase oitenta e quatro anos, agora vivia sempre no templo, orando, jejuando e conversando com as pessoas. Era uma serva do Senhor, ela também sabia que o Senhor viria e que ela o veria também, assim como Simeão. Quando nos dedicamos inteiramente a viver de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, Ele nos revela, nos mostra o que acontecerá em breve, mas, para isto, devemos ser servos, dedicarmos nossas vidas a Ele. Escuto as pessoas falarem, reclamarem que não conseguem ouvir o Senhor, que nem mesmo lendo a Palavra têm alguma revelação, mas isto acontece porque não se dedicam a ser servos, não se dedicam a viver de acordo com a vontade de Jesus, porque, se estivermos vivendo Nele e Ele em nós, então tudo saberemos, porque o próprio Jesus que está em nós nos revelará. "E sobrevindo na mesma hora, ela dava graças a Deus, e falava Dele a todos os que esperavam a redenção em Jerusalém." (Lucas 2:38). Ana também, quando viu o menino Jesus, sabia que Ele era o Cristo, porque Deus já tinha revelado para ela. Então, dava graças e glorificava o Senhor. Podemos observar que somente Ana e Simeão tiveram essa revelação, nem os sacerdotes nem os príncipes do templo, nenhum a teve. Temos que abrir os nossos olhos e não ficarmos buscando revelação de outras pessoas, porque Deus fala conosco, basta vivermos em conformidade com a sua Palavra, basta sermos servos e servas Dele, basta sermos compromissados com a sua Palavra, porque Ele terá compromisso conosco. A revelação e a confirmação que esses dois tiveram foi algo grandioso, pois viram o Salvador do mundo quando ninguém sabia Dele ou Nele acreditava. "E, quando acabaram de cumprir tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para a sua cidade de Nazaré. E o menino crescia, e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a Graça de Deus estava sobre Ele." (Lucas 2:39-40).
 

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 21 de maio de 2018

OS QUE SABEM A LEI

"Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?" (Romanos 7:1)

          As pessoas citam a lei sem mesmo conhecer ou entender o que é a lei ou o que são leis, pois são várias as leis que regem os diversos assuntos da vida do ser humano. Temos leis civis, militares, temos leis urbanas e rural, temos leis para menores e para adultos, temos leis para homens e para mulheres, leis de trânsito. Enfim, são várias, todas originadas da nossa Carta Magna, da nossa Constituição, cada país tem a sua, e as leis são aplicadas a partir dela. Assim também temos a lei de Deus, porque hoje vivemos na Lei de Jesus Cristo, vivemos na Graça, e não na antiga lei de Moisés, que foi cumprida em Jesus. O fato é que, enquanto vivermos, estamos primeiramente sob a lei de Deus, e depois a dos homens, e elas estarão acima do nosso querer ou desejo. Temos somente que obedecer a elas para que possamos viver em paz, porque quem se rebela contra a lei se rebela contra o Senhor, porque Jesus, o Filho de Deus, veio para cumprir a lei e a cumpriu por inteira, por esse motivo que Ele agora é a lei, por isso que Ele é o Vencedor. Não existe ninguém, nenhuma pessoa que não esteja debaixo de leis, e por tal motivo faz-se necessário conhecermos as leis para não as infligirmos. Hoje vivemos debaixo da lei de Cristo, e se a desrespeitarmos, se nos rebelarmos contra ela, se decidirmos não obedecer a ela, com certeza iremos padecer por toda a eternidade, pois Ele mesmo nos enviará para o sofrimento e desonra eterna. Assim também, quando desrespeitamos as leis terrenas, pagamos um alto preço, somos multados, podemos ser presos e sentenciados a anos em uma prisão, podemos perder patrimônios, enfim, a desobediência gera punição de uma forma ou de outra, e assim também é com a lei de Cristo. Temos que entender que a lei só pode ter domínio sobre qualquer pessoa enquanto ela estiver viva, porque, depois que ela morrer, não há lei que possa alcançá-la, por exemplo, quando alguém morre, está livre de cumprir as leis terrenas e a de Deus, mas as consequências ainda perduram, porque se encerra a acusação das leis dos homens, mas a de Cristo prossegue, e então serão todos submetidos a julgamentos, e quem foi infrator será enviado para cumprir a sua sentença perpétua, eterna. Quando desobedecemos às leis de Cristo, cumpriremos a nossa sentença depois que partirmos daqui, quando ouviremos o Senhor nos chamar de benditos do meu Pai, ou malditos, esquerda ou direita, isso é o que ocorre com todos.
 "Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido." (Romanos 7:2)Como todos sabem, a mulher casada está ligada ao seu marido, e, enquanto ambos viverem, não pode casar novamente, nem se envolver com nenhum outro homem, mas, quando o marido morrer, ela estará livre para namorar, noivar e casar novamente, se esta for a sua vontade, desde que não seja com nenhuma outra pessoa casada, porque mesmo que a lei dos homens declare alguém divorciado, a lei de Cristo não acompanha essa decisão, e, diante Dele, a pessoa continua casada até que a morte os separe. Como a lei de Cristo é superior as nossas leis, superior à nossa Carta Magna, então sabemos que o casamento é um só até que a morte os separe, e quem não obedece e simplesmente resolve acatar as leis dos homens e ignorar as leis de Cristo vai pagar um alto preço, pois, depois que morrer, partir daqui, então é que começará a cumprir a sua sentença que não terá fim, pois é perpétua, eterna. "De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido." (Romanos 7:3). Mesmo a lei dos homens declarando que uma mulher está divorciada e livre para casar novamente, ela, se assim proceder, estará indo contra a lei de Cristo e, portanto, sabe que a condenação a espera. A lei de Cristo proíbe divórcio e recasamento, assim não existe meio termo, não se pode rebelar contra a lei porque a punição é certa. Temos que entender que a diferença da lei de Cristo para as leis dos homens é que para os que infligem as leis dos homens, as punições, desde multas a prisões, são variadas em modalidades e tempo, e sempre com um bom advogado se pode escapar impune da prisão. Já a lei de Cristo só tem uma sentença e ninguém absolutamente ninguém consegue escapar dela, e o único advogado capaz de apresentar uma defesa válida é o mesmo que será o Juiz, e este enviará todos os rebeldes desobedientes, todos os que infligiram a sua lei e não se arrependeram para o inferno. "Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus." (Romanos 7:4). Desta maneira, estamos todos mortos para a lei do pecado, estamos mortos para a antiga lei de Moisés, e ela já não tem poder sobre nós, uma vez que vivemos na lei de Cristo. Assim, todos os que teimam em viver, praticar a antiga lei estão em pecado, porque estão tentando praticar o que não vão conseguir, mesmo porque o único a cumprir toda a lei foi Cristo, e, ao fazer isto, aboliu a lei, que nada mais era do que rituais e normas impossíveis de serem cumpridas. Desta maneira, temos que proceder mortos para a lei de Moisés e para a lei do mundo, porque estamos vivos na lei de Cristo. "Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte. Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra." (Romanos 7:5-6).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 
 

sexta-feira, 18 de maio de 2018

QUEM MATA

"Portanto, não os temais; porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se. O que vos digo em trevas dizei-o em luz; e o que escutais ao ouvido pregai-o sobre os telhados. E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo." (Mateus 10:26-28)


      Não podemos jamais fazer uso da mentira para quem quer que seja ou em qualquer situação, porque mais cedo ou mais tarde ela será descoberta. Não podemos esquecer que podemos tentar esconder, omitir a mentira de todos, mas não do Senhor, que conhece o nosso interior e tudo sabe antes mesmo de nós. Tudo é revelado, é descoberto no tempo e momento exatos determinados por Deus, e como não podemos enganá-lo ou esconder as coisas Dele, seremos condenados pelas nossas omissões, mentiras, por sermos trevas, porque quem pratica a mentira, quem esconde as coisas é treva. Temos a obrigação de sermos luz, pois para isto fomos criados. Não temos que temer ninguém, somente ao Senhor. Quando digo temer, estou falando de ter medo, pois a única definição correta para a palavra temer é ter medo, e é isso que devemos ter de Deus, pois só Ele é capaz de nos matar e ainda lançar nossa alma no inferno. Temos que temer Deus porque todo o controle do universo está em suas mãos, e nada, absolutamente nada, acontece se não for por sua vontade; nada pode existir ou acontecer sem a permissão de Deus. Nossa obrigação é sermos autênticos cristãos, usarmos sempre a verdade, não temer nada nem ninguém, porque ninguém poderá atentar contra a nossa vida se não for o Senhor. Não podemos ter medo de proclamar o Evangelho aos quatros cantos e em toda parte para todas as pessoas, porque somos luzes e não trevas, portanto, levamos a verdade. Se acontecer alguma coisa conosco que entendemos ser ruim, se estivermos em dificuldades ou no deserto, creiam, existe a permissão de Deus, portanto, não podemos ficar reclamando ou lamentando, devemos procurar aprender com a situação e compreender o que o Senhor quer nos mostrar, ensinar, se estamos sendo punidos por desobediência, ou sendo capacitados por Ele para podermos desfrutar de algo grande que virá pela frente. Ninguém tem o poder de nos fazer mal se o Senhor não permitir. O diabo nada pode sem a permissão de Deus, e a permissão o Senhor só dará se estivermos em desobediência. Quem mata e dá vida é Deus, quem lança no inferno é Deus.

    "Não se vendem dois passarinhos por um ceitil? E nenhum deles cairá em terra sem a vontade de vosso Pai. E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos." (Mateus 10:29-31). Tudo está sob o controle de Deus, até um pardalzinho que morre isso acontece porque é a vontade do Senhor. Temos que compreender que o Senhor cuida de tudo, e, portanto, não podemos jamais reclamar porque, quando assim agimos, somente agravamos mais a situação para nós, porque estamos reclamando Dele, estamos chamando-o de injusto e dizendo que Ele não tem capacidade de cuidar de nós. Por isso, jamais reclame de qualquer coisa que esteja acontecendo, aprenda a dar Glórias a Deus em toda e em qualquer situação, sabendo que Ele é soberano e tem o controle. Deus sabe tudo a nosso respeito, e nos criou de maneira individual, basta observarmos que não existem duas pessoas com a mesma impressão digital, ou cuja íris seja semelhante; o Senhor nos criou como únicos, e Ele cuida de maneira individual de cada um. Por isto não é porque acontece alguma coisa a alguém que irá acontecer com outra. Nós mesmos não nos conhecemos, mas o Senhor conhece tudo, até mesmo nossos pensamentos antes de tomarmos ciência deles. Por isto é que devemos sempre saber que Ele está no controle e, portanto, louvar, exaltar e glorificar o seu Nome, que é Santo para sempre Amém. "Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus." (Mateus 10:32-33). Assim, quando estamos mentindo, escondendo algo, alguma coisa, estamos sendo trevas, estamos negando o Senhor, não estamos glorificando o seu Nome, e, portanto, Ele nos julgará e nos enviará para o inferno. Quem tem a chave do inferno, a prisão do diabo e de seus demônios, é Cristo, e Ele enviará para lá todos os que o negarem. Temos que compreender que negar Cristo não é abrir a boca e dizer que o rejeita, e sim as nossas atitudes. Todos os que não vivem de acordo com a Palavra de Deus são inimigos de Cristo e estão negando-o. Portanto, sabemos que o destino desses será o inferno. "Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; E assim os inimigos do homem serão os seus familiares. Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim. E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim." (Mateus 10:34-38). Jesus deixou bem claro que segui-lo não é fácil; é necessário mortificarmos a nossa carne; é necessário pegar a nossa cruz, ou seja, saber que nos esperam lutas, afrontas, agressões, humilhações por parte de todos, mas nós devemos olhar para Ele e segui-lo. Nem em nossa casa, nossos parentes aceitam a nossa maneira de viver, não aceitam a verdade, e por tal motivo se levantam contra nós. Simplesmente continuemos sendo verdadeiros, e na verdade apregoando a Luz, e não neguemos jamais o Senhor, porque, se tivermos medo e nos unirmos aos outros, com eles padeceremos por toda a eternidade. Temos que amar Cristo em primeiro lugar, Ele tem que estar acima de tudo e de todos, acima das nossas vontades, desejos e medo, temos que viver para Ele. "Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de mim, achá-la-á. Quem vos recebe, a mim me recebe; e quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou. Quem recebe um profeta em qualidade de profeta, receberá galardão de profeta; e quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá galardão de justo. E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão." (Mateus 10:39-42).
 

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 17 de maio de 2018

PROSTITUIÇÃO

"Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem possua a mulher de seu pai." (1 Coríntios 5:1)


          Infelizmente nos últimos tempos está normal, uma rotina constante ouvirmos falar de atos que são considerados absurdos sendo cometidos dentro de templos que se denominam cristãos. Nós nos deparamos com noticiários, mídias que retratam fatos horríveis sendo cometidos por supostos homens e mulheres de Deus. Mas tudo isto acontece porque são sinais dos últimos tempos, porque o amor de muitos esfriou, já não amam mais Cristo como deveriam, já não têm zelo pelo Evangelho, pois, se assim fosse, não cometeriam tais atos. E mais: quando alguém os cometesse, a igreja deveria estar apta, pronta para punir os culpados, e não concordar, aceitar, apoiá-los como se faz hoje. Vemos em muitos templos a prática de pecados cometidos e defendidos, tais como a negociação, a extorsão, o estelionato, o comércio desvairado. Esquecerem que Jesus proibiu terminantemente todo tipo de comércio dentro dos templos, é a única passagem na Bíblia em que deparamos com Jesus irado a ponto de agir com violência, pois Ele fez um chicote e expulsou todos os comerciantes; Jesus meteu o pé nas bancas dos cambistas. Mas hoje o comércio é livre, e os dirigentes desses templos denominacionais o fazem porque todos os povos apoiam, caso contrário, já teriam acabado esse pecado. Também há barganhas, criação de campanhas envolvendo dinheiro para isto ou para aquilo, dizendo que Deus vai multiplicar, mas também continuam e se proliferam, porque o povo não quer saber de abandonar os pecados, não quer se santificar, prefere o método mais fácil, quer comprar a bênção. Esquecem que Deus não é um ser corrupto, que não é humano e que Ele não aceita bajulações e nem dinheiro, Ele é o Senhor, Ele é quem dá aos que necessitam. São permitidos todos os tipos de pecados nas igrejas porque a preocupação dos dirigentes é manter o templo cheio para que haja bastantes dízimos e ofertas, para que sempre haja uma boa arrecadação. E hoje a preocupação é ter templos cada vez maiores, para receber um maior número de pessoas, o que, consequentemente, aumentará o número da arrecadação. Por esse motivo, o divórcio e o recasamento são permitidos e incentivados, porque não estão preocupados com a salvação das almas e sim em agradar as pessoas e dar-lhes o que elas querem, para assim se manterem fiéis a eles.
 "Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação." (1 Coríntios 5:2). Tanto ovelhas como os seus pastores, ou esses que estão se fazendo de pastores, são iguais, porque, caso contrário, o povo, as ovelhas, vendo que seu líder está agindo de modo errado, deveriam cobrar, exigir uma postura correta, ou então que o destituíssem do cargo de pastor, que colocassem outro que fosse comprometido com o Evangelho de Cristo. Templos hoje aceitam sem questionar o adultério, homens e mulheres casadas os frequentam com os amantes e ainda têm a desfaçatez de tomar a ceia do Senhor. Homens e mulheres estão em adultério exercendo cargos nesses templos, pastores, cantores estão em pecado, em segundo casamento, em adultérios no altar, e o povo aceita. Já está na hora de santificar a igreja; está na hora de sair ou exigir a saída dos pecadores; está na hora de adorar o Senhor em espírito e em verdade, e não somente com cantorias e rituais que para nada servem. Os membros dessas supostas igrejas devem exigir santidade, devem aprender a ler, pesquisar, meditar na Bíblia, conferir o que seus pastores fazem e falam, se está de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo. Se não estiver, exigir deles uma mudança, caso contrário, que saiam desse templo e procurem um outro que viva, ensine e pratique a Palavra de Deus. "Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou, Em Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo Poder de nosso Senhor Jesus Cristo, Seja, este tal, entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus." (1 Coríntios 5:3-5). Não importa se é um membro conceituado ou não, se é um ofertante ou um grande dizimista, o importante é santidade. Se a pessoa não estiver agindo em conformidade com o Evangelho de Jesus Cristo, devemos em Nome de Jesus expulsá-lo do templo. Da mesma forma, se os membros de um templo estão vendo que o pastor está no pecado, devem juntos fazer a mesma coisa, porque não podemos concordar com o erro, não podemos nos calar, porque prestaremos contas, se consentirmos com o pecado, com certeza iremos juntos padecer por toda a eternidade. Não podemos frequentar templos onde sabemos que o pecado é aceito e tolerado, porque estaremos nos unindo ao pecado. Se no templo aceitam-se o divórcio e o recasamento, se existe o comércio, as campanhas com pedição de dinheiro, devemos nos afastar e procurar uma que viva de acordo com o Evangelho. "Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa? Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade." (1 Coríntios 5:6-8). Voltemos ao Evangelho, à prática da Palavra de Deus, abandonemos o modernismo, pois a nossa Bíblia, o Nosso Evangelho é atual e se renova, e Ele é o bastante para nós. Sejamos cristãos verdadeiros e não permitamos que envergonhem o Evangelho, e nem partilharmos com quem o envergonha, não podemos estar em templos onde acontecem esses escândalos, e nem mesmo manter relações de amizades com esses falsos irmãos. "Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo." (1 Coríntios 5:9-13).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
r problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 16 de maio de 2018

GUERREANDO

"De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?" (Tiago 4:1)

          As pessoas vivem em guerras constantes, contra tudo e contra todos, e principalmente contra elas mesmas. As lutas para tentar se entender, autocompreender, lutas para conseguir vencer no trabalho, nos estudos, nos casamentos. Batalhas para conseguir ser próspero, ter independência financeira, conseguir um emprego, para se aposentar bem, para comprar um imóvel e sair do aluguel, ou lutas para conseguir pagar o aluguel, para ter um relacionamento, lutas com os filhos, com os pais, para conseguir se firmar em uma igreja, para conseguir ler a Bíblia, conseguir orar, são lutas e mais lutas diárias, constantes e intermitentes. Mas, se pararmos para analisar, nós mesmos somos os únicos culpados de vivermos nessas constantes lutas e guerras, por causa das nossas insatisfações crônicas. O problema do ser humano é que sempre ele quer mais, e não se contenta nunca, não percebe, não entende, ou não quer entender que a nossa vida aqui, neste mundo, é passageira, é rápida, e, portanto, não deveríamos nos estressar tanto, nos cansar tanto, pois assim ainda poderíamos ficar mais um pouco, mesmo porque todos nós fatalmente iremos partir, e sem levar absolutamente nada daqui. Deveríamos viver mais em paz com nós mesmos e com os nossos, mais em paz com o mundo e nos contentar em viver, e não em tentar adquirir bens, riquezas que não levaremos e da qual outros desfrutarão. O pior de tudo é que essas lutas nos afastam, nos distanciam do Senhor; as batalhas fazem com que erremos o Caminho e percamos o principal, que é a nossa salvação. A responsabilidade da propagação do mal é nossa, porque nos tornamos pessoas mesquinhas, ambiciosas e egoístas, pois olhamos exclusivamente para nós e nos esquecemos do nosso próximo, esquecemos que o segundo maior mandamento é amar o próximo como a nós mesmos, e só podemos praticar esse mandamento se praticarmos o primeiro, que é amar a Deus acima de todas as coisas. Quem ama obedece. Jesus nos ensina que precisamos de muito pouco para vivermos aqui, na verdade, peregrinamos, porque não fazemos parte deste mundo, o nosso destino é outro. As batalhas, as guerras são criadas por nós, portanto, se as abandonarmos e passarmos a dedicar a nossa vida a viver segundo os preceitos do Senhor, segundo os seus mandamentos, com certeza teremos paz, e possivelmente teremos muito mais do que lutando, pois aqui nada conseguimos, temos que aprender a descansar no Senhor.
 "Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis. Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." (Tiago 4:2-3). Vejo pessoas lotarem templos denominacionais participando de campanhas, de desafios, clamando, buscando bênçãos de prosperidade, de curas, de restauração e nada conseguem, ficam anos e anos nessa mesma pedição, sem, contudo, alcançar os seus objetivos. Isso porque, apesar de estarem pedindo, apesar de frequentarem templos, apesar de citarem o Nome do Senhor, que é Santo para sempre Amém, elas continuam nas guerras, nas batalhas, porque não baixam as armas, não abandonam os pecados, a religiosidade, não abandonam as desobediências, não abandonam a fome, o desespero de querer alcançar suas vitórias a todo custo. Não aprenderam a confiar no Senhor, a entregar realmente as suas batalhas, as suas causas nas mãos do Senhor, e não aprenderam a buscar com afinco a presença do Senhor em suas vidas. Só querem pedir, e pedir muitas vezes o que não é necessário, pedir para desperdiçar ou fazer mau uso, por isso não recebem. Temos de não aprender a confiar plenamente e viver em paz com Ele, desfrutar da paz que Jesus nos deu, nos deixou, pois Ele disse: "Eu vos dou a minha paz". "Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus." (Tiago 4:4). Temos que saber que Deus não vai nos dar, nos ajudar, nos atender em nada que possamos usar de alguma maneira contra um próximo, mesmo porque todos nós somos imagem e semelhança de Deus. As pessoas podem até conseguir, mas quem dá não é o Senhor, e claro que o diabo só age com a permissão Dele, e Ele permite exatamente para que essa ou essas pessoas venham padecer por toda a eternidade, por ignorar os seus preceitos. As pessoas estão muito preocupadas em viver de acordo com as leis e preceitos mundanos, e por tal motivo se transformam em religiosas, pois vão a templos pedindo, buscando coisas que o Senhor não prometeu e elas nem têm compromisso, uma vez que estão interessadas em receber o que chamam de bênçãos, mas para continuar no mundo. Vivem em adultérios, mentiras, fornicação, desonestidades, e ainda querem se justificar diante do Senhor. Não perceberam que estão longe da Verdade e o que fazem é somente participar de rituais que para nada servem. Todos os que amam o mundo e o que ele oferece são adversários de Deus, são inimigos de Deus, porque não existe harmonia entre este mundo e Deus, porque este mundo jaz, está morto no maligno. Está na hora de abandonarmos a guerra, se nos convertermos ao Senhor, entregarmos nossas vidas a Ele e permitir que Ele nos conduza. "Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes? Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e Ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações. Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza. Humilhai-vos perante o Senhor, e Ele vos exaltará." (Tiago 4:5-10).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
r problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.