EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

CONFORTO EM CRISTO

"Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa." (Filipenses 2:1-2)

         Falar que ama Deus, que é servo do Senhor ou que é discípulo de Jesus a maioria fala e é fácil. Ir a templos orar, rezar fazer preces, cantar ainda é mais fácil ainda; ficar falando de amor dizendo que tem o Espírito de Deus também, mas tudo isso sem conversão é simplesmente religião. As pessoas falam do amor de Deus, da sua fidelidade, e fazem questão de colocar adesivos em seus veículos exaltando a fidelidade do Senhor, o que todos sabem; mas ninguém mostra a infidelidade do povo. As pessoas falam da consolação, do amor e da comunhão do Espírito Santo, mas falam sem conhecer, sem viver e nem mesmo experimentar. Citam a palavra amor com muita facilidade, mas não conhecem e nem praticam o Amor de Deus, porque são pessoas pecadoras, que acobertam o pecado, o apoiam e o propagam. Vivemos em um mundo de pessoas religiosas, com templos dirigidos por pessoas hipócritas, mentirosas e comerciantes da fé alheia. Muitos estão abandonando a Verdade, estão excluindo a Bíblia dos seus cultos, das suas reuniões, e criando doutrinas diferentes. Fazem as pessoas irem às lágrimas, são reuniões emotivas, mas não existe arrependimento, não existe conversão, não existe decisão de abandonar o pecado. Os templos estão cheios dos falsos crentes que falam do amor de Deus, mas continuam em adultérios, fornicação, em desonestidades, em vícios, e são simplesmente pessoas que querem receber bênçãos, ou então se divertir, participar dos shows. Deveriam ter sim o mesmo amor que Cristo teve por nós, mas isso não existe nos templos, onde os dirigentes são simplesmente faladores, porque falam, mas não agem. Falam de amor, mas continuam criando campanhas mentirosas para tomarem o pouco que as pessoas têm. Templos estão cheios de pessoas passando por sérias necessidades, e os dirigentes, os pregadores, com verdadeiras fortunas aplicadas em bancos, gastando, esnobando. As pessoas falam do amor de Deus, mas não praticam esse amor, falam das consolações do Espírito, mas não as vivem. Falam de paz, mas nem mesmo sabem o que é isso. Não conhecem afetos, nem misericórdias, porque são pessoas mesquinhas, avarentas, gananciosas, que não amam a ninguém nem mesmo a si mesmas, porque, se fosse assim, teriam um outro comportamento e não caminhariam para o sofrimento e morte eterna como estão indo.
 "Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo." (Filipenses 2-3). Temos que aprender a viver o Evangelho de Jesus Cristo, temos que deixar de ser faladores, mas praticantes. E assim executar todos os preceitos do Senhor, realmente amar o próximo como a nós mesmos, aprender a dividir o nosso pão como quem está com fome. Mas temos que agir em conformidade com o Evangelho, obedecer a Jesus por amá-lo, e não por imposição, ou contrariados, chateados, porque, se fizermos de má vontade, não será recebido e nada ganharemos com isso. Devemos aprender a viver em humildade, sabendo que ninguém é superior ao outro, que somos todos iguais. Na verdade, quem conhece Cristo pratica e vive em humildade, isto é, não se ensoberbece, não se julga superior a quem quer que seja, e todo o tempo se coloca em posição inferior. Somos servos, e servos servem, assim trilhamos o mesmo caminho que o nosso Mestre Jesus Cristo. Não importa o que temos, ou nossa capacidade, sempre nos colocamos em posição inferior. Temos que amar Cristo não só com palavras, mas na prática, pois esse é o amor que é reconhecido por Ele."Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros." (Filipenses 2:4). Não temos que ficar preocupados com bens materiais, mesmo porque não sabemos a hora da nossa partida e não levaremos absolutamente nada daqui. Tudo o que temos, o que conseguimos é bênção do Senhor, não só para nós, mas para também abençoar o próximo, quem precisa, e, quanto mais abençoamos, mais somos abençoados. Assim, temos que nos preocupar não somente com o que é nosso, mas, principalmente, com o que é do próximo, devemos cuidar do alheio, pois somos todos iguais diante do Senhor. O mesmo cuidado que temos com o que é nosso devemos ter também para com o que é do próximo, o mesmo zelo, carinho, isso é amor."De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz." (Filipenses 2:5-8). Jesus era Deus, e veio ao mundo na fraqueza da carne por amor a nós. Veio para nos dar salvação e para isso se humilhou ao extremo, passou por mais atrozes sofrimentos e em nenhum momento se exaltou. Se Ele, por amor a nós, assim procedeu, nós, que dizemos ser seus servos, seus discípulos, também devemos agir de igual maneira. Se somos cristãos, que quer dizer aprendizes de Cristo, então realmente o imitamos não só com palavras. Não podemos ser soberbos, orgulhosos e falarmos que somos cristãos, porque isso são coisas totalmente incompatíveis. "Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um Nome que é sobre todo o nome; Para que ao Nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai." (Filipenses 2:9-11). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

PRONTO PARA OUVIR

"Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar." (Tiago 1:19)

         Ser sábio é ouvir mais e falar menos, porque, quando estamos falando, sempre estamos nos arriscando a errar, a falar, comentar o que não deveríamos, estamos sempre nos arriscando a ofender, ou desagradar alguém. Com a nossa fala podemos ofender, magoar alguém, porque não são todos os que compartilham as mesmas ideias nossas, ou que concordam com a nossa visão. Mas, quando estamos ouvindo, sempre estamos aprendendo algo, porque de uma maneira ou de outra obteremos conhecimento com o nosso silêncio. Portanto, devemos sempre falar menos e ouvir mais, porque isso é sabedoria. Assim, também devemos sempre estar vigilantes para não nos irarmos facilmente, porque a ira só causa dano a nós mesmos. Quando ficamos irados, quando estamos com raiva, estamos em descontrole e podemos fazer ou falar coisas das quais dentro de segundos podemos nos arrepender. Irados, ofendemos, magoamos, pecamos, e, muitas vezes, logo em seguida, observamos ou percebemos o quão tolo fomos. Geralmente o nosso adversário, o diabo, usa pessoas ou situações para nos levar à ira, à raiva, e assim procedermos de maneira impensada. Quando as pessoas estão iradas, cometem todos os tipos de violência contra pessoas queridas, e até mesmo contra si mesmas, isso porque ira é um descontrole. Quem tem a facilidade de irar são pessoas descontroladas, que não conseguem controlar as suas emoções, não conseguem dominar o seu corpo. Quem vive irado vive em guerra contra todos, contra si mesmo e contra Deus, e sabemos o final disso. Portanto, é inconcebível que alguém diga que conhece Jesus e viva irado, ou fique irado facilmente, porque devemos andar em espírito e não satisfazer a vontade da carne, temos que aprender a dominar o nosso corpo e jamais concordar com esse tipo de sentimento e descontrole. É nosso dever controlar nossas emoções e controlar o nosso corpo."Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus." (Tiago 1:20). Não é por estarmos irados, chateados, contrariados com determinada pessoa, ou com determinada situação, que isso fará com que ela mude. Não é a nossa ira que fará Deus agir em nosso favor, ou responder a nossos pedidos e anseios. Temos que aprender que tudo, absolutamente tudo o que acontece é vontade ou permissão do Senhor; então, antes de pensarmos, concordarmos com a ira porque algo aconteceu, algo nos aborreceu, devemos buscar conhecimento e entender o porquê de ter acontecido. A ira é uma demonstração de fraqueza, porque, quando os nossos argumentos acabam, quando não temos o que responder, então ficamos irados. Assim, fica claro que a ira é a falta de sabedoria, mas, se somos discípulos de Jesus, temos que ser sábios.
 "Por isso, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia, recebei com mansidão a Palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas." (Tiago 1:21). Assim, devemos nos livrar, nos libertar de todo tipo de imundície, de pecado, de carnalidade, e nos aproximar mais do Senhor. Temos que nos despir do que nos afasta do Senhor, temos que aprender a lutar, a combater contra nós mesmos, porque o pior inimigo que temos somos nós mesmos, porque somos nós que permitimos que o diabo aja, comande as nossas vidas. Somos nós que nos afastamos do Senhor ou nos aproximamos Dele. O nosso adversário só consegue agir em nós se estivermos em pecado, se estivermos sendo desobedientes à Palavra de Deus. Devemos ser mansos, sem maldade, sem malícia, ou arrogância para podermos receber a Palavra do Senhor e colocá-la em prática. Jamais podemos concordar com a nossa vontade, nossa carne, temos que saber que o nosso coração é enganoso, e por isso todo o tempo devemos nos deixar ser guiados pela Palavra de Deus, nos permitir ser guiados pelo Espírito Santo. Todo o Evangelho, a Palavra de Deus tem como função não nos agradar, mas nos salvar, nos conduzir para a vida. "E sede cumpridores da Palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da Palavra, e não cumpridor, é semelhante ao homem que contempla ao espelho o seu rosto natural; Porque se contempla a si mesmo, e vai-se, e logo se esquece de como era." (Tiago 1:22-24). Temos que compreender que temos que praticar o Evangelho e não somente conhecê-lo, não somente lê-lo. O Evangelho não é para o decorarmos e ficarmos repetindo-o de acordo com a nossa vontade ou em momentos que nos são convenientes. É para colocarmos em prática cem por cento do que aprendermos. Temos que a aprender mais e mais para que apliquemos em nossas vidas, porque o diabo, o adversário da nossa alma, é conhecedor, mas só não é praticante, por isso é o diabo. Assim, não é ler, carregar uma bíblia, não é frequentar um templo, uma denominação que nos transforma em servos do Senhor, e sim a prática do Evangelho. Jesus deixou bem claro que quem o ama não é quem fala que o ama, mas quem lhe obedece, e os que lhe obedecem é que são amados por Ele, e nos quais Ele se manifestará. O Evangelho é obediência, é prática, é renúncia, é viver não mais para si mesmo, mas para Aquele que o chamou para a salvação. "Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecediço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito." (Tiago 1:25). Para ser bem-sucedido, para ser vitorioso, para ser um servo exemplar, temos que ser obedientes à Palavra de Deus. Assim, temos que mortificar a nossa carne, a nossa vontade, para vivermos a vontade de Deus, porque isso sim é que é ser cristão. Não é ficar vivendo em prol de bênçãos, correndo atrás de milagres, mas devemos correr atrás de Jesus, buscar viver, fazer a sua vontade em todo o tempo. "Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes enganar o seu coração, a religião desse é vã.
A religião pura e imaculada para com Deus e Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo." (Tiago 1:26-27).
 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

IDOLATRIA E AVAREZA

"Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade." (1 Timóteo 6:3)

         Infelizmente, hoje são várias as doutrinas ensinadas por supostos pregadores do Evangelho. São as mais variadas denominações que exigem que os seus líderes preguem com o objetivo de atrair pessoas e aumentar a arrecadação, e, se isso não acontece, os envia para congregações menores distantes e tiram as suas regalias. Muitas das grandes denominações trabalham, ou comandam como se comanda uma empresa, exigindo produção dos seus funcionários, exigindo que batam e ultrapassem cotas, e, quando estes conseguem alcançar as cotas, recebem prêmios, bonificações e também recebem congregações maiores. Mas, quando não conseguem, são punidos e perdem regalias, reconhecimento e diminuição no salário. Por tal motivo é que vemos os pregadores ficarem criando campanhas e mais campanhas, desafios, carnês e tudo mais, e vemos o comércio desenfreado dentro dos templos. Há todo tipo de criação de eventos para atrair pessoas, além de pregarem somente o que o povo quer ouvir, pois estão com a única preocupação de agradar as ovelhas, pois ovelhas alegres e satisfeitas são mais fáceis, estão mais propensas a ofertar. Por esse motivo é que vemos pouco o Evangelho de Jesus Cristo ser pregado, ensinado nos templos, uma vez que a preocupação não é com a salvação das almas, mas com o bater metas. A concordância com o pecado, ou pelo menos a tolerância, acontece porque os líderes têm que manter os templos cheios e com o povo propenso a ofertar, e com esperança de conseguirem receber em dobro, triplo o que dão. Assim, os pregadores de prosperidade, na verdade, oferecem uma barganha, dizendo que o povo tem que dar para receber várias vezes mais. Mas a cegueira espiritual do povo é tão grande que não percebem que estão sendo simplesmente usados, sendo tratados como mercadoria, que estão se transformando em religiosos e não em servos do Senhor, são pessoas que não conhecem Jesus Cristo. Pessoas emotivas, que vão às lágrimas, mas continuam em seus pecados e fracassos, iludindo e sendo iludidas. "É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas." (1 Timóteo 6:4). Mas esses que assim procedem não conhecem o Senhor e vivem de acordo com o príncipe das trevas, indo para o sofrimento e derrota eternos e conduzindo muitos com eles, porque vivem para si. Apregoam e ensinam sobre as coisas do mundo e querem transformá-las em ensinamentos, doutrinas do Evangelho. Temos que ser sábios, aprender a meditar e fazer uso da nossa Bíblia, pois a Verdade está é nela.
 "Perversas contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais." (1 Timóteo 6:5). Esses se dizem entendidos, fazem questão de utilizar parte da Antiga Lei, da antiga Aliança, do Antigo Testamento que se cumpriu em Jesus. Usam a história de Israel para tentar infundir na mente das pessoas que Deus fará o mesmo com as pessoas aqui. Mas praticamente não usam, não ensinam a Nova Aliança, o Novo Testamento, que foi feito no Sangue de Jesus. Fazem isso porque buscam simplesmente uma maneira de fazer as pessoas crerem em seus ensinamentos. Mas, se nós buscarmos a sabedoria que vem do alto, iremos entender, compreender que vivemos na Graça, e que a lei se cumpriu em Jesus, e, portanto, hoje só acontecerá conosco o que Jesus diz. E em nenhum momento Jesus promete bem-estar, riquezas, mordomias aqui, ao contrário, Ele mostra a impossibilidade de ricos entrarem no Reino. Mostra a incompatibilidade entre riquezas e o Reino de Deus. As pessoas têm que saber que devem se apartar, se afastar desses pregadores de heresias, de mentiras, e buscarem congregações, pregadores da Verdade dos que são praticantes e ensinadores de Jesus Cristo. "Mas é grande ganho a piedade com contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes." (1 Timóteo 6:6-8). Nada trouxemos para este mundo e nada levaremos dele, temos o exemplo em Jesus, que nasceu em uma família pobre, nasceu em uma manjedoura, um local para animais, e viveu toda a sua vida sem adquirir nenhum bem, nenhum patrimônio, e, quando morreu na Cruz do Calvário, ali mesmo deixou a sua herança, seu patrimônio, que eram as suas vestes, que foram divididas entre os soldados. Tudo o que conseguirmos de coisas materiais ficará aqui, mas o que obtivermos espiritualmente nos conduzirá para a vida ou morte eterna. A vida está em Jesus, e não em patrimônio, ou dinheiro, e Ele nunca nos prometeu fortuna aqui, e todos os pregadores que falam o contrário são mentirosos. Se formos sábios, buscaremos sempre praticar o Evangelho assim como Ele é e não tentaremos trazer novidades e moldá-lo à nossa vontade. Nós temos que ir ao Senhor e não ao contrário. "Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína." (1 Timóteo 6:9). As pessoas que estão preocupadas em ganhar dinheiro, ficarem ricas, estão simplesmente se afastando do Senhor. Sejamos discípulos verdadeiros de Jesus e fujamos das coisas do mundo, porque, se nos envolvermos com as coisas do mundo, nos afastaremos do Senhor, porque o mundo jaz no maligno. Nossa riqueza, nossa abundância é com o Senhor, e não aqui. "Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores." (1 Timóteo 6:10) 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

TOMANDO CONHECIMENTO

"Então Félix, havendo ouvido estas coisas, lhes pôs dilação, dizendo: Havendo-me informado melhor deste Caminho, quando o tribuno Lísias tiver descido, então tomarei inteiro conhecimento dos vossos negócios." (Atos 24:22)

 Paulo tinha sido preso em Jerusalém; tinha sido espancado, e, para não ser morto, o comandante o transferiu. Isto porque os judeus tinham feito um juramento de que não comeriam e nem beberiam nada enquanto não matassem Paulo, e para isso criaram ardil dizendo que deveriam levá-lo novamente para ser ouvido. Mas graças a um sobrinho de Paulo, que ouviu essa jura e comunicou ao comandante, este ainda à noite tomou providências para transferir o prisioneiro. Assim, Paulo foi transferido para Cesaréia, para que não morresse, e sabemos que dali ele foi transferido preso para Roma, onde depois veio a ser executado. O ponto principal é que tudo o que aconteceu com Paulo, as perseguições, os inúmeros espancamentos que sofreu, as enfermidades, os apedrejamentos, as prisões, tudo isso não foi porque ele estava em pecado ou em desobediências. Muito pelo contrário, era por pregar, ensinar o Evangelho, era por viver a Palavra de Deus e exigir que os convertidos realmente fossem discípulos de Jesus. Paulo em nenhum momento parou para se lamentar, ou se defender clamando misericórdias, dizendo que era inocente e o que ele estava sofrendo era injusto; ele praticava o mesmo que o Mestre, que foi um Cordeiro mudo. Tudo aconteceu com Paulo com permissão de Deus, mesmo porque, quando Paulo se converteu, quando Jesus apareceu para ele a caminho de Damasco e o convocou, foi para o sofrimento. Jesus o chamou para viver, pregar o Evangelho e sofrer por causa do Evangelho. "Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu Nome." (Atos 9:15-16). Paulo recebeu o seu chamado e foi um fiel discípulo do Senhor, assim também Pedro, juntamente com os irmãos, quando foram espancados por causa do Evangelho, ficaram felizes por terem sofrido por causa do Nome de Jesus. "E concordaram com ele. E, chamando os apóstolos, e tendo-os açoitado, mandaram que não falassem no Nome de Jesus, e os deixaram ir. Retiraram-se, pois, da presença do conselho, regozijando-se de terem sido julgados dignos de padecer afronta pelo Nome de Jesus. E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo." (Atos 5:40-42). Ao contrário, a pregação moderna diz que o crente tem que desfrutar de todos os tipos de vitórias, que Jesus os quer felizes. Criaram evangelhos diferentes, abandonaram Cristo e somente citam o seu Nome e vivem de maneira contrária a sua Palavra. Deveriam olhar mais para a vida dos fiéis apóstolos de Cristo.
 "E mandou ao centurião que o guardasse em prisão, tratando-o com brandura, e que a ninguém dos seus proibisse servi-lo ou vir ter com ele." (Atos 24:23). Paulo não ficou pedindo para ser solto alegando inocência, não pediu privilégios e nem ofereceu dinheiro para que fosse favorecido em alguma coisa, apesar de que naquela época a corrupção imperava na corte de Cesar. Mas Deus Nosso Pai providenciou para que tudo acontecesse de acordo com a sua vontade, como Ele tinha planejado, porque Paulo tinha sido escolhido para levar a Palavra, o Evangelho aos reis e autoridades. Mas a maneira de Paulo pregar para eles não foi em festas ou reuniões sociais nem no templo, mas algemado, acorrentado como prisioneiro diante deles. Ele não ficava falando nada para agradar, nem pedindo brandura em relação ao seu caso ou julgamento, e sim dava testemunho de Jesus Cristo, pregava a Palavra a todos, e assim o Evangelho foi levado às autoridades de César. Devemos atentar para o tipo de Evangelho que estamos vivendo, se realmente somos cristãos, porque, se somos, não ficamos cobrando felicidade plena aqui e nem exigindo vitórias aqui, porque sabemos que não é essa a promessa de Cristo. Mas a sua Promessa para todos nós foi Vida Eterna e abundante. Ele sofreu e morreu na Cruz não foi para nos dar bens materiais aqui, mas para que tivéssemos vida. Aqui é lugar de peregrinação, da nossa caminhada, somos estrangeiros, estamos de passagem, e aqui é lugar de sofrimento. Se somos discípulos de Jesus, falamos somente de acordo com a sua vontade. Essa bobagem de ficar somente pedindo bênçãos e mais bênçãos, ou ficar alegando que sofrem, que são injustiçados serve somente para mostrar que não conhecem Cristo, porque, quando as lutas, os sofrimentos nos sobrevêm por causa do Evangelho, devemos nos alegrar e glorificar o Nome do Senhor. "E alguns dias depois, vindo Félix com sua mulher Drusila, que era judia, mandou chamar a Paulo, e ouviu-o acerca da fé em Cristo. E, tratando ele da justiça, e da temperança, e do juízo vindouro, Félix, espavorido, respondeu: Por agora vai-te, e em tendo oportunidade te chamarei." (Atos 24:24-25). Quando Felix com a sua esposa e corte foram ouvir Paulo, ele simplesmente pregou, falou sobre conversão, deu testemunho do Evangelho. Quando ouviu a pregação de Paulo sobre justiça, domínio próprio e o juízo vindouro, Felix ficou apavorado e disse: "Basta", e adiou, e deixando para ouvi-lo em outra época e circunstâncias. Paulo, preso, mesmo sabendo o que poderia lhe acontecer, não parou de pregar e mostrar quão maravilhoso é o Senhor. Esse é o Evangelho que devemos imitar, pregar, simplesmente ser comprometidos com Jesus Cristo, e não com mentiras, enganos, não ser comprometido com o mundo. Temos que assumir a morte de Cristo, temos que mortificar a nossa carne, nossa vontade e viver a vida de Cristo. "Esperando ao mesmo tempo que Paulo lhe desse dinheiro, para que o soltasse; pelo que também muitas vezes o mandava chamar, e falava com ele.27 Mas, passados dois anos, Félix teve por sucessor a Pórcio Festo; e, querendo Félix comprazer aos judeus, deixou a Paulo preso." (Atos 24:26-27). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

domingo, 25 de dezembro de 2016

TRAZENDO A MEMORIA

"Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam e são para perversão dos ouvintes." (2 Timóteo 2:14)

         Como servos do Senhor, como discípulos de Jesus, não podemos entrar em debates com quem quer que seja para justificar a nossa fé. Não podemos travar discussões com incrédulos ou com os falsos irmãos para defender o Evangelho, mesmo porque Deus não precisa da nossa ajuda. Assim, fica claro que não podemos tentar obrigar, convencer alguma pessoa, por quaisquer meios, a se converter ao Senhor, ou a aceitar Jesus como seu Salvador. Temos que aprender que o nosso dever é pregar o Evangelho, as pessoas que aceitarem, permitirem ouvir, e se concordarem, aceitarão e se renderão aos pés do Senhor. Não podemos esquecer que isso não acontece por força nem violência, e sim através do Espírito de Deus. Quando vemos pessoas teimando, discutindo o Evangelho, sabemos que ali não está presente o Espírito de Deus. Se pessoas vêm até nós com o objetivo de denegrir, desmerecer o Evangelho, devemos simplesmente nos calar, e, em oração, pedir perdão pela vida dela e nos retirar. Não temos e nem precisamos tentar mostrar, provar que ela está errada, mas, ao contrário, nos calar e retirarmos. O Evangelho tem que ser falado, pregado, mostrado, vivido, mas não se pode obrigar ninguém a aceitá-lo, porque Jesus não obriga ninguém. Ele disse: "Eis que estou à porta e bato, e se alguém ouvir e a abrir, eu entrarei, e com ele cearei"; assim vemos que tem que haver aceitação, concordância. "Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Palavra da Verdade." (2 Timóteo 2:15). Ser obreiro do Senhor é um cargo de alta responsabilidade, porque somos servos do Senhor, do Deus altíssimo, do Criador de tudo, somos servos do Deus Todo Poderoso, da maior autoridade do mundo. Ser obreiro do Senhor é ser embaixador do Reino, é viver e apresentar as leis do Reino, a constituição, a carta Magna do Reino de Deus. Assim nós temos não somente que apresentar as leis do Reino, mas viver por elas, e elas dizem que não podemos entrar em discursos com ninguém para tentar provar que Deus existe, ou que Jesus é bom. Devemos simplesmente falar, mostrar, apresentar o Evangelho. Se as pessoas discordarem, temos que nos afastar somente e não travar discussões ou tentar provar nada. Manejar bem a Palavra da Verdade é conhecer bem o nosso manual de vida, que é a Bíblia, e estarmos sempre prontos para falar dela, e não discutirmos, não colocarmos a nossa opinião, mas mostrar o que nela está registrado, porque Jesus é o Verbo, a Palavra.
 "Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade. E a palavra desses roerá como gangrena; entre os quais são Himeneu e Fileto; Os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns." (2 Timóteo 2:16-18). Jamais podemos entrar em debates, discussões com supostos irmãos que tentam trazer novidades para o Evangelho, nem com os que procuram trazer entendimentos diferentes do que o Senhor já nos mostrou. Temos que falar a verdade, mas, se não quiserem aceitar, nos calamos, porque não temos que convencer ninguém. Temos que, por palavras, atitudes, pelo nosso caráter apresentar Jesus a todos. Não podemos trazer facilidades, ou dificuldades, mas simplesmente apresentar o Evangelho de maneira clara, simples como Ele é. Quem aceitar a Palavra de Deus e se converter será salvo, mas quem não aceita já está condenado como está no Evangelho. Assim somos nós sem contendas, sem debates, sem discussões, a todo o tempo falando, pregando a verdade, mas jamais obrigarmos ninguém. Simplesmente pregamos, se não aceitarem, o nosso o papel, a nossa obrigação está cumprida. Se alguém quiser permanecer no erro, não seremos nós que vamos obrigá-lo a abandonar esse erro, simplesmente mostramos, falamos, condenamos o erro."Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o Nome de Cristo aparte-se da iniquidade." (2 Timóteo 2:19). Jesus conhece o coração de todos, não somos nós quem decidimos quem deve ser salvo ou não. Assim, quem é do Senhor sabemos que é quem busca viver de acordo com a sua Palavra. Quem quer, quem busca o Senhor abandona a iniquidade, as rebeldias, os pecados e toda desobediência, porque sabe que a única maneira de demonstrar amor ao Senhor é guardando os seus mandamentos. Jesus conhece os que o amam e o temem, Jesus conhece os que o buscam, e com certeza estes o encontrarão e serão salvos. Mas buscar o Senhor é exatamente isso: buscá-lo, e não buscar bênção ou milagres, mas buscá-lo somente, porque Ele é Cristo. Viver o Evangelho não é somente frequentar algum templo evangélico, ou orar nem ficar cantando ou dançando, é viver a Palavra, praticar o Evangelho de Jesus Cristo é obedecer a sua Palavra. "Ora, numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra. De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra." (2 Timóteo 2:20-21). Sabemos que em toda comunidade, todo ajuntamento toda congregação há os verdadeiros cristãos e os falsos, os espirituais e os mundanos, mas nós temos que ser espirituais e praticantes do Evangelho. Assim, quem está em erro deve urgentemente abandoná-lo, abandonar todo pecado, tudo o que é contrário, para que possa ser encontrado como obreiro aprovado e digno de entrar no Reino de Deus. "Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor. E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas. E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade, E tornarem a despertar, desprendendo-se dos laços do diabo, em que à vontade dele estão presos." (2 Timóteo 2:22-26). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

MEMBROS QUE GUERREIAM.

"De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?" (Tiago 4:1)

 As pessoas vivem se lamentando, reclamando da saúde, da crise, da família, do casamento, do emprego, das finanças, do clima, do cansaço e de tudo o mais. A bem da verdade, as pessoas que não conhecem Cristo vivem em constantes reclamações sobre os muitos problemas, lutas, sofrimentos que são provenientes delas mesmas. A ausência de Cristo na vida das pessoas faz com que vivam sempre se lamentando, e com isso pecando cada vez mais. Existem pessoas que vivem a ponto de explodir, estão estressadas, doentes, com problemas cardíacos sérios, mas mesmo assim continuam nos erros, esquecendo que, para vivermos, precisamos de tão pouco. Existe uma luta desenfreada para obter, prosperar, enriquecer, ter, esquecendo que não sabemos a hora da nossa partida. Todas as lutas, as guerras que enfrentamos são de nossa responsabilidade, por vivermos de maneira carnal, por não praticarmos o Evangelho de Jesus Cristo. Muitos são os que se dirigem a templos religiosos não em busca de Cristo, mas em busca exclusivamente de uma solução de um problema criado por eles mesmos. Querem que o Senhor as atenda, que lhes dê o que desejam, mas não param para analisar se essa é a vontade do Senhor, se realmente é o melhor. Encontramos pregadores que somente são espertos em usar o Nome do Senhor para oferecer coisas que o Senhor condena. "Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis." (Tiago 4:2). Vivem desejosos de ter isso e aquilo, e muitos trabalham a maior parte da sua vida para obter; economizam, tornam-se avarentos, gastam a sua saúde, sua vida, porque, quando conseguem o que querem, às vezes já estão enfermos e não podem desfrutar, e outro ocupará o seu lugar. Muitos vivem ou vegetam, guerreiam toda a sua existência aqui e falecem sem nada conseguir, e ainda vão para a vergonha, para a morte eterna. Economizam muito, trabalham muito e não têm tempo para colocar em prática a Palavra de Deus e, quando menos se espera, partem para a morte eterna. Outras estão comprometidas em querer ser felizes aqui, e, portanto, buscam nas bebidas, nas baladas, nos vícios, na prostituição, no adultério uma maneira de curtir, mas nunca encontram a paz. Muito pelo contrário, sempre se sentem infelizes, solitárias e vazias, também partirão para o sofrimento e vergonha eterna, sendo que o que precisamos para vivermos bem e em paz é tão somente ouvir Cristo.
 "Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus." (Tiago 4:3-4). Essas pessoas que lotam templos em busca de suas bênçãos, que participam de todos os tipos de campanhas, que vivem mendigando esse ou aquele milagre, mas não se convertem, não vivem de acordo com a Palavra de Deus, jamais recebem qualquer coisa do Senhor, porque elas pedem o que o Senhor não prometeu, querem para gastar com o que o Senhor condena, pedem e esperam receber, usando o Nome do Senhor, aquilo que Ele condena. Querem ser amigas do mundo, querem desfrutar do que o mundo oferece, mas querem receber do Senhor, esquecendo que quem não vive de acordo com os preceitos estabelecidos por Deus está na posição de inimiga Dele. São adúlteros em duplo sentido, primeiro porque estão adulterando a Palavra de Deus, criando doutrinas, e querem que o Senhor as honre e as cumpra. São adúlteras porque traem seus cônjuges, traem os seus amigos e parentes, traem todos, porque os que deveriam ouvir, aprender essa Verdade, a Palavra de Deus, são ensinados a viverem, ou melhor, padecerem no mundo. As pessoas estão preocupadas em frequentar um templo qualquer, simplesmente para justificar-se diante da própria sociedade em que vivem, mas não querem abrir mão de viver no mundo, não querem abrir mão dos seus prazeres. E assim surgem as baladas gospel, os shows evangélicos, as campanhas, as músicas, as danças que nada têm com o Senhor, a liberdade no vestir, e, inclusive, a liberdade de ingerir álcool. Liberdade em descasar e casar de novo, em manter relacionamentos sexuais sem ser casado, a cobrança do Senhor, as determinações, as ordens que são dirigidas a Deus como se fosse possível. Tolos, vivem em sofrimentos, lutas, derrotas, e depois padecerão por toda a eternidade. "Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes? Antes, Ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes." (Tiago 4:5-6). Mas nós fomos comprados e pagos com a moeda mais alta que existe, pois o pagamento foi o Sangue do Filho de Deus, e, portanto, Ele não permite, não perdoa quem brinca ou desmerece o sacrifício da Cruz. Assim, todos os que rejeitam viver de acordo com o Evangelho Daquele que morreu por todos nós, todos os que preferem o mundo são excluídos da sua presença por toda a eternidade. E conhecem a dor, o sofrimento, a vergonha e a derrota por toda a eternidade. Mas os humildes, os que se submetem a Ele e vivem de acordo com a sua vontade recebem Graça, Poder, Virtude e Vida para sempre."Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e Ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações." (Tiago 4:7-8). Assim, temos a obrigação de resistir à vontade da nossa carne, temos que aprender a andar em espírito, temos que rejeitar a vontade do diabo e aceitar concordar com a vontade de Deus para as nossas vidas. Chegar a Deus é chegar ao seu Evangelho, é simplesmente praticar o Evangelho de Jesus Cristo. Ainda há tempo, abandone o pecado, o erro, a desobediência, o mundo, e venha para o Reino, para que possa ter vida em abundância. "Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza. Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará." (Tiago 4:9-10). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

NÃO SABEM

"Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?" (Romanos 7:1)

         Fico assustado com tantos pregadores que, para justificarem os seus ensinos heréticos, suas pregações de promessas mentirosas, se fundamentam na antiga lei. Vejo pregações e cultos inteiros ser apresentados através de versículos ou mandamentos de levíticos ou Deuteronômio. Querem praticar, ou melhor, querem receber o que Deus prometeu para os hebreus, mas não querem obedecer, como o Senhor exigia e determinava. São muitos os que amam fazer campanhas, estudos, promessas através de Deuteronômio 28, mas da primeira parte, é claro, até o verso 14, e jamais passam disso. Querem falar de bênção e não de maldições, o que ali é promessa de Deus a todos os desobedientes. Também querem buscar na lei a oportunidade, a chance de se divorciarem e casarem de novo, mas não querem ser apedrejados quando são pegos em adultérios. Uma raça de hipócritas tem dominado o mundo denominado gospel evangélico, onde as pessoas não buscam o Senhor, e sim pregações mentirosas para alisarem os seus egos. Não buscam ser servos, mas querem ser servidos, querem que Deus seja o servo deles para estar somente atendendo a seus pedidos. Não procuram a verdade, desejam somente ouvir alguém dizer que vão receber alguma coisa, que vão ser abençoados, que o milagre vai chegar, que vão prosperar. Não querem saber de renúncia, de abandono de pecado, de conversão, de entrega, de vida, de salvação. Falam em avivamento, que nada mais é do que festa e diversão nos templos; são danças, músicas, campanhas, shows, são eventos em clubes sociais, e não a verdade. Mas esses pregadores, os mestres desse engano fazem isso não por desconhecimento, mas porque são hereges e buscam somente bens materiais, são homens que não temem o Senhor; são pessoas perdidas, que, a bem da verdade, são mortas espiritualmente. São servos do diabo, porque, apesar de falarem, citarem o nome do Senhor, o compromisso que têm é com o mundo, por isso têm a preocupação de conduzir o povo a seus templos, mas que pratiquem os seus ensinamentos, e não o de Jesus Cristo. Paulo faz referência e dá um exemplo claro do que é a lei, mostrando que ela tem poder sobre a pessoa enquanto ela vive. Da mesma maneira, na época da lei de Moisés, todos os hebreus deveriam obedecer e, se desobedecessem, eram mortos a pedrada. A bênção vinha através da obediência, vinha através de obra, mas essa lei se cumpriu em Jesus, e hoje o que vivemos é a Graça de Jesus Cristo. Paulo aqui ainda mostra como é o casamento diante do Senhor, e olha que não é mandamento novo.
 "Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido." (Romanos 7:2). Muito antes da lei, Deus já tinha determinado que o casamento jamais seria dissolvido, que não existe separação, não existe divórcio, pois são uma só carne. Assim, sabemos que a mulher casada, a esposa, jamais conseguirá se livrar, se libertar do marido, a não ser pela morte, não importa onde estejam e o que estejam fazendo. Já na época de Moisés, para aliviar, pela dureza do coração do povo, Moises autorizou, permitiu o divórcio, mas Jesus deixou bem claro que isto, essa ação, leva as pessoas à morte espiritual, porque quem pratica o divórcio não tem salvação pela dureza do coração. Deus só irá nos perdoar se perdoarmos o nosso semelhante, assim, em caso de adultério, a pessoa pode até se divorciar que não peca, mas não pode casar novamente, pois assim perde a salvação. Portanto, não adianta tentar justificar, qualquer que seja a ação, ato, através da antiga lei, porque ela se cumpriu, e hoje vivemos Jesus, e o que Ele fala é Lei, e é impossível mudá-la. Também temos que observar que a questão é tão séria que Paulo faz referência entre a lei e a Graça como entre um casamento; assim como no livro de Efésios ele faz referência entre o casamento e a igreja, entre Jesus e a noiva, a sua igreja. Vemos a seriedade do casamento, a aliança indissolúvel que é, mas que muitos estão tentando desfazer a seu bel prazer; vemos supostos pastores trocarem de esposas, mulheres trocarem de marido, e ainda falam que é bênção do Senhor. "De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido." (Romanos 7:3).Portanto, sabemos que todas mulheres, todos os homens que se divorciaram, separam e se aventuraram em novos relacionamentos, que casaram de novo estão em adultério. E que as pessoas que estiverem envolvidas com estes também estão em adultério, e sabemos que os adúlteros não herdarão a vida eterna. Paulo mostra isso pra que não haja dúvidas, porque quem também deseja viver na antiga lei e não na Graça está recusando o Sangue precioso de Jesus, está desconhecendo o sacrifício da Cruz. Assim como os adúlteros são mortos espiritualmente, os que adulteram a Palavra de Deus e querem viver na lei e não em Jesus também estão mortos. "Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus. Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte." (Romanos 7:4-5). Temos que saber que a lei se cumpriu e vivemos na Graça salvífica de Jesus Cristo. Não mais a lei, somos mortos para a ela e vivos para Cristo. Portanto, não praticamos, mas obedecemos em tudo a Cristo, pois Ele é Vida. A lei não dava vida, não salvava ninguém, pois era impossível que ritos e outras coisas pudessem salvar, mas veio o Filho de Deus e nos resgatou. Portanto, somos obedientes a Ele, a sua Palavra é Lei. "Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra." (Romanos 7:6). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

RESISTINDO NA CARA

"E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível. Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão." (Gálatas 2:11-12)

         Atualmente, vemos um bando de pessoas que se autointitulam pastores fazendo coisas horríveis, e mais: pregando, ensinando o erro a muitos. Mas mesmo sabendo o quão erradas estão, as pessoas não têm coragem de falar, exortar ou mostrar o seu erro. Existe uma conversa tola de que não se pode falar, criticar as atitudes de um ungido, apesar de que isso é uma citação e criação do próprio povo, porque a Palavra de Deus nos manda corrigir todos os que estejam andando em erro; todos os que, por ignorância ou deliberadamente, estiverem agindo contra a Palavra de Deus. Paulo não andou com Jesus como fez Pedro; ao contrário, foi um perseguidor da Igreja e só se converteu tempos depois. Pedro andou, viveu com o Senhor durante aproximadamente três anos do seu ministério terreno e bebeu diretamente da Fonte que era Jesus. E, mesmo tendo o melhor Mestre, ainda tinha atitudes erradas, mostrando, assim, que todos nós somos falhos, mas Paulo, ao deparar com essas atitudes erradas, chamou-lhe a atenção em público. Paulo não ficou preocupado por causa da posição de Pedro e ficou orando dias, semanas, para saber o que fazer, ao contrário, ele viu a maneira errada de Pedro se portar e viu que essas atitudes estavam influenciando outros. Paulo não chamou Pedro em particular, ao contrário lhe resistiu diante de todos. "E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação. Mas, quando vi que não andavam bem e diretamente conforme a verdade do Evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus? Nós somos judeus por natureza, e não pecadores dentre os gentios." (Gálatas 2:13-15). O apóstolo Paulo chamou-lhe atenção, para que se consertasse e deixasse de fazer o que era errado. Vemos hoje muitos errando, e os que sabem que estão errando também erram, porque estão se calando, estão consentindo com as más obras. Quando nos calamos diante do erro, do pecado, é porque estamos concordando, e são muitos os que dizem não concordar com as atitudes dos seus supostos pastores, líderes espirituais, mas, além de nada falarem, continuam frequentando os seus templos e participando do erro dos que condenam.
 "Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada." (Gálatas 2:16). Muitos falam que conhecem Cristo, mas, na verdade, estão presos a rituais, à religião, a preceitos e doutrinas de homens, porque são pessoas que, apesar de frequentarem templos, de viverem com uma Bíblia nas mãos, não a leem para colocá-la em prática. Não conhecem Cristo e não sabem que Ele é Luz, e não aceitam, permitem nenhuma sombra de trevas, assim como vemos pessoas que se dizem católicas e falam que não concordam e não aceitam e não adoram imagens, mas isso é algo impossível, porque não existe catolicismo sem imagens. Pessoas se dizem crentes, evangélicas, conhecedoras da Palavra de Deus, mas vivem em templos adorando homens, pastores, cantores, beijando pés de supostas bispas, comprando vassouras, sal, água, tolhas ungidas. Participam de todos os tipos de campanhas, cobram de Deus, negociam com o Senhor, desafiam. Compram e vendem todos os tipos de coisas dentro dos templos, colocam mulheres como pastoras, fazem jejuns com propósitos materiais. Dizem que sabem que estão errados, que o pastor ou a liderança está errando, mas elas continuam lá, participando, isto é apologia, é participar do erro. Falta coerência na fala dessas pessoas, porque elas agem como crianças quando são flagradas em erro e negam e procuram culpar quaisquer outras coisas ou pessoas. Mas esquecem que o Senhor a tudo assiste e percebe que esse povo não o ama, porque quem ama guarda os seus mandamentos. Não importa quem seja: se estão errando, é nosso dever, obrigação mostrar-lhes o erro, resistir aos que estiverem em desobediências, independentemente do cargo que ocupem. Nosso compromisso é com Jesus, pois Ele é que é o Autor da nossa salvação, e não um templo qualquer, uma denominação, uma congregação, e muito menos uma pessoa qualquer. Não que devamos nos afastar, abandonar a congregação, nós devemos buscar congregar onde a Palavra, o Evangelho de Jesus Cristo seja ensinado e vivido. Temos que nos congregar e ter como nosso líder um legítimo discípulo de Jesus, um verdadeiro representante do Reino de Deus. "Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma. Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor. Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus." (Gálatas 2:17-19). Assim, sabemos que Cristo não é ministro de trevas, de escuridão, de desobediências, ou um atalho. Só existe uma única maneira de agradá-lo, de servi-lo, que é andando, vivendo segundo o seu Evangelho. Jesus é o Único Caminho, e temos que passar por Ele para alcançar a Vida, e Ele é a Única Verdade, porque todo o resto é mentira e engano. Não importa que esteja errando, devemos confrontar, devemos nos afastar, temos que buscar viver em todo o tempo a santidade, pois sem ela ninguém verá Deus. Se somos conhecedores de Cristo, então não vivemos de acordo com a nossa vontade, mas é Ele que vive em nós."Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde." (Gálatas 2:20-21). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

A SENHORA ELEITA

"O ancião à senhora eleita, e a seus filhos, aos quais amo na verdade, e não somente eu, mas também todos os que têm conhecido a verdade, Por amor da verdade que está em nós, e para sempre estará conosco: Graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo, o Filho do Pai, seja convosco na verdade e amor." (2 João 1:1-3)

         O ancião, ou o presbítero, como gosta de se identificar, é o próprio João, autor desta carta que é endereçada a todos os cristãos. João se identificava não como apóstolo, mas como presbítero, que é o mesmo que pastor, bispo ou qualquer outro título que quer dizer somente supervisor de igreja. João é o autor do Evangelho com o seu nome, e é conhecido como o discípulo amado, além de ser o que mais prega, fala e escreve sobre o Amor, que é Jesus, e, principalmente, como devemos a amar Deus e o próximo. Esse discípulo mostra de forma clara que quem não ama o próximo, não ama Deus, e isto independentemente do que esteja fazendo ou falando. Nesta carta, João se dirige à Igreja como um todo, e a chama de senhora eleita, porque, se somos realmente praticantes da palavra de Deus, então somos a sua Igreja e já fomos eleitos em Jesus para sermos salvos e vivermos com Ele por toda a eternidade. João faz questão de dizer que ama os cristãos na verdade, e esse sentimento é o que todos nós devemos ter uns para com os outros, e jamais deixar, permitir que questões denominacionais interfiram, porque quem não ama o seu irmão não ama Deus. Se todos os crentes legítimos são o corpo de Cristo, quando não amamos o próximo, não amamos parte do Corpo de Cristo, e, se não o amamos, não somos amados por Cristo. Quando falo sobre questões denominacionais, não falo de religiões ou seitas, pois são centenas que existem pelo mundo, e cada uma apresenta uma maneira de adorar um deus de maneira diferente. Falo dos cristãos, dos que praticam a Palavra de Deus, não os falsos, os enganadores, porque destes devemos nos afastar, não os odiar, mas nos afastar deles, para que não sejamos contaminados com as suas doutrinas heréticas. Não existe comunhão de luz com as trevas, portanto falamos da Igreja de Cristo, a que é pura e imaculada. Não dos que citam o Nome do Senhor somente, mas dos que vivem de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, a estes os nossos cumprimentos, assim como João os saúda. Não podemos ser hipócritas, mas autênticos e verdadeiros sabendo que o Senhor é Luz e, para sermos, fazermos parte do seu Corpo, temos que ser luzes também.
 "Muito me alegro por achar que alguns de teus filhos andam na verdade, assim como temos recebido o mandamento do Pai. E agora, senhora, rogo-te, não como escrevendo-te um novo mandamento, mas aquele mesmo que desde o princípio tivemos: que nos amemos uns aos outros." (2 João 1:4-5). João se alegrava por saber que muitos irmãos eram verdadeiros, autênticos discípulos de Cristo, pois se conduziam de acordo com o Evangelho. Nesta carta ele faz um pedido, não uma nova ordem ou novo mandamento, mas que obedeçam, cumpram o Mandamento de amar o próximo como a nós mesmos. Temos o dever de amar o nosso semelhante como a nós mesmos, e, se realmente somos convertidos ao Senhor, conhecemos o Amor de Deus e o praticamos. Não amamos e nem toleramos o pecado, pois isto não é amor, na verdade é ódio disfarçado, pois quem concorda com o pecado está induzindo o outro à morte eterna. Quem pratica o Amor de Deus confronta, exorta, admoesta e não permite sombra de variações. Se alguém prefere, escolhe o pecado, viver de maneira contrária à Palavra de Deus, se é uma ação deliberada, então devemos nos afastar totalmente deste. Mas se alguém está em erro, em desobediência por ignorância, sem realmente saber as consequências de seus erros, devemos não só nos aproximar, como mostrar o Caminho, a Verdade, para que essa pessoa possa enxergar a verdadeira Luz, que é Jesus, e assim ter vida. Falar em amor é fácil, mas o que devemos é praticá-lo, e praticá-lo de acordo com a Palavra de Deus e não de acordo com os nossos corações. "E o amor é este: que andemos segundo os seus mandamentos. Este é o mandamento, como já desde o princípio ouvistes, que andeis nele." (2 João 1:6). O Amor é andar, viver de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, porque fora da Palavra, do Evangelho, não existe amor, existem engano e morte. Não se pode deixar, se permitir ser guiado por sentimentos humanos, relevando o Evangelho e achando que existe aprovação ou concordância do Senhor. Jesus é o Caminho pelo qual todos devem passar para alcançar a Vida, é a única Verdade, e não existem atalhos, e nem nenhuma outra maneira de alcançar vida, nem de amar se não for como Ele determinou. Quem fala que ama e aceita, concorda, tolera o pecado não viu e nem conhece Cristo."Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo." (2 João 1:7). São muitas as denominações, muitos pregadores que citam o Nome do Senhor e que dizem amá-lo, mas pregam, ensinam e vivem totalmente contrários à sua Palavra. Temos que saber que Jesus veio ao mundo em carne e osso, veio igual a qualquer um e não tinha nada a mais do que nós, mas, por ter agido, vivido em total obediência ao Pai, foi vencedor. E Ele nos ensinou o que é o Amor e como vivê-lo, pois Ele sempre dizia: " vá e não peques mais". Por esse motivo devemos sempre viver o Evangelho e não ficarmos concordando com qualquer pregação. "Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganho, antes recebamos o inteiro galardão. Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.Tendo muito que escrever-vos, não quis fazê-lo com papel e tinta; mas espero ir ter convosco e falar face a face, para que o nosso gozo seja cumprido. Saúdam-te os filhos de tua irmã, a eleita. Amém." (2 João 1:8-13). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.