EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

FORTES E FRACOS

“Mas nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos.” (Romanos 15:1)

 Nós, os que nos julgamos fortes espiritualmente, devemos sempre nos julgar, nos examinar à luz do Evangelho para ver se realmente estamos fortes em Cristo e se estamos fazendo o que Ele assim determinou. Devemos nos examinar para ver se estamos cuidando das pessoas que são fracas na fé, das que têm dificuldades de se firmarem no Evangelho, apesar dos seus esforços e tentativas; se estamos cuidando das ovelhas do Senhor, e digo que isso não é só para pastores ou líderes, mas para todos nós, que fomos chamados para viver em comunhão, para todos nós que compomos a igreja de Cristo, para todos nós que achamos, imaginamos que conhecemos o Senhor, que estamos firmados no Evangelho. Temos o dever de ajudar, socorrer, orientar, ensinar a todos os que ainda não têm um entendimento completo. Se somos a igreja de Cristo, se fazemos parte da noiva do Senhor, então somos conscientes das nossas responsabilidades, porque, se não estivermos cumprindo as suas ordens, então somos mentirosos e estamos longe do Senhor. Muitas vezes não passamos de religiosos, somos somente faladores, frequentadores de templos, mas não somos convertidos, pois os que são convertidos ao Senhor não agem pela própria vontade, e sim a de Cristo. “Portanto cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação. Porque também Cristo não agradou a si mesmo, mas, como está escrito: Sobre mim caíram as injúrias dos que te injuriavam.”(Romanos 15:2-3). Assim, se somos realmente a igreja do Senhor, se somos discípulos de Cristo, então não temos a preocupação de nos agradar, mas de agradar ao nosso Senhor, porque, como discípulos Dele, aprendemos que Ele mesmo não se preocupou em se agradar, mas a agradar ao Pai, portanto, foi obediente até a morte, e morte de cruz. Sabemos disso, e tendo as suas determinações, sabemos que devemos obedecer a elas de todas as maneiras, isto é, cuidando do seu povo, das suas ovelhas, porque, a bem da verdade, não somos superiores a ninguém, muito pelo contrário, e sabemos que, quando estamos cuidando do nosso irmão, estamos agradando ao Pai, e Dele receberemos o galardão. Jesus determinou que amássemos o próximo como a nós mesmos, assim como temos a preocupação se sermos fiéis ao Senhor para que possamos alcançar a salvação, assim também temos que ter a mesma preocupação com o próximo.
 “Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança.” (Romanos 15:4). Devemos sempre e todo o tempo analisar, pesquisar nas Escrituras, pois é dela que tiramos conhecimento, sabendo que tudo o que foi escrito, tudo o que está escrito ali serve para que tenhamos conhecimento, para aprendermos com exemplos e obedecermos às ordens do Senhor. Temos que entender que hoje, se quisermos ver Jesus, o veremos na sua Palavra, pois Ele é a própria Palavra, Ele é o Verbo. Não vemos Jesus hoje de outra maneira a não ser na Palavra, portanto, o que Ele nos manda fazer pela sua palavra devemos obedecer-lhe, pois seremos cobrados se ignorarmos, se lhe desobedecermos. Nossa esperança está em Jesus, portanto, está na sua palavra. Sabemos que todas as promessas que estão nos Evangelhos são para nós e fatalmente acontecerão se obedecermos à Palavra, e não podemos esquecer que a maior Promessa é vida eterna, vida abundante Nele. “Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus, Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.”(Romanos 15:5-6). Devemos, portanto, louvar o Senhor com os nossos lábios, cantando hinos de louvores a Ele. Devemos amá-lo demonstrando esse amor em nossas orações, porque as pessoas pensam que oração é só ficar pedindo, mas, na verdade, temos muito mais para agradecer do que para pedir, temos que agradecer porque Ele tem cuidado e cuida de nós. Temos que louvar com as nossas atitudes obedecendo, cuidando uns dos outros, mas temos que entender que cuidar é ajudar, socorrer quem precisa, necessita e quer ajuda. Não podemos obrigar ninguém a seguir Jesus, o que devemos é simplesmente apresentar Jesus e a sua vontade a todos, e isto fazemos apresentando o seu Evangelho. Assim, se somos sábios, se conhecemos o Senhor, procuramos levar Jesus, que é o Evangelho, a todos os religiosos, aos que estão tateando às cegas buscando encontrar o Caminho. Somos cristãos, o que quer dizer aprendizes de Cristo, portanto, devemos agir como Ele agiu, como Ele determinou, caso contrário, somos mentirosos e pecadores, e sabemos que os pecadores não herdarão o Reino dos Céus. “Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus. Digo, pois, que Jesus Cristo foi ministro da circuncisão, por causa da verdade de Deus, para que confirmasse as promessas feitas aos pais; E para que os gentios glorifiquem a Deus pela sua misericórdia, como está escrito: Portanto eu te louvarei entre os gentios, e cantarei ao teu Nome.” (Romanos 15:7-9). Assim, sabemos que é a nossa obrigação orientarmos, ensinarmos a todos os que não conhecem o Senhor, devemos entregar a Água Viva a todos os que têm sede, pois é ordem direta do Senhor a todos nós, Não nos esqueçamos jamais do que Ele disse: devemos perdoar para sermos perdoados, e também amar o próximo como a nós mesmos. “E outra vez diz: Alegrai-vos, gentios, com o seu povo. E outra vez: Louvai ao Senhor, todos os gentios, e celebrai-o todos os povos. Outra vez diz Isaías: Uma raiz em Jessé haverá, e naquele que se levantar para reger os gentios, os gentios esperarão. Ora o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo.”(Romanos 15:10-13).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

CRESCIMENTO NA FÉ

“Paulo, e Silvano, e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses, em Deus nosso Pai, e no Senhor Jesus Cristo: Graça e paz a vós da parte de Deus nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo. Sempre devemos, irmãos, dar graças a Deus por vós, como é justo, porque a vossa fé cresce muitíssimo e o amor de cada um de vós aumenta de uns para com os outros.” (2 Tessalonicenses 1:1-3)

         Paulo, juntamente com mais dois pastores, escreve essa carta aos da igreja em Tessalônica, e, como sempre, inicia com a saudação cristã, abençoando e clamando a Deus pela vida deles. A bem da verdade, todos nós, cristãos, devemos sempre cumprimentar os irmãos, os da mesma fé com esse cumprimento ou essa saudação que o Senhor Jesus nos mandou, com a paz do nosso Senhor Jesus Cristo, que às vezes muda conforme a denominação, umas dizem somente a paz do Senhor, outras dizem a paz do Senhor Jesus Cristo, além de algumas que fazem como Paulo fez, dando Graça e paz. Nenhuma dessas saudações é superior ou inferior, é simplesmente o cumprimento cristão, mas claro que digo entre cristãos, porque não fazemos isso com as pessoas que são profanas ou que não conhecem o Senhor, porque não entenderiam. Jesus disse que nas casas em que entrarmos devemos saudá-las com a sua paz, e se ali não existir ninguém de paz, que a paz voltará para nós. Muito bem, nesta carta, Paulo, juntamente com os seus dois colegas, exalta a fé, a maneira de se portar dos irmãos da igreja em Tessalônica, e nós de igual maneira devemos proceder quando nos depararmos com irmãos fiéis ao Senhor, mas, assim como Paulo, quando existir relaxamento e não estiverem praticando o Evangelho de Jesus Cristo, devemos sim falar, apontar, exortar, admoestar para que eles reconheçam seus erros e voltem ao primeiro amor. O ideal é que sempre tenhamos motivo para exaltar pelo comportamento dos irmãos nas várias congregações espalhadas pelo mundo, o que infelizmente, atualmente, está muito difícil, pois muitas congregações, denominações deixaram, permitiram que o mundo entrasse em seus templos, e eles agora têm um procedimento mundano, a tal ponto que muitas vezes somos impedidos de saudar com um cumprimento cristão, pois vemos que há muito apostataram da fé.
         “De maneira que nós mesmos nos gloriamos de vós nas igrejas de Deus por causa da vossa paciência e fé, e em todas as vossas perseguições e aflições que suportais.” (2 Tessalônica 1:4). Veja a alegria, a satisfação desses apóstolos ao falarem dos irmãos da igreja de Tessalônica, pois eles, apesar de estarem passando por lutas, perseguições, por dificuldades de um modo geral, permanecem firmes. Sabemos que nós, como cristãos, como discípulos de Jesus, sofremos todos os tipos de afrontas, mas temos que suportar e perseverar, porque isso é esperado de nós, uma vez que somos estrangeiros aqui. Este mundo não nos pertence, somos cidadãs e cidadãos do Reino, aqui somos peregrinos, portanto, são normais e esperadas as perseguições e afrontas, porque este mundo está morto no maligno. Infelizmente, hoje, muitos pregam contra o Evangelho, ao afirmarem que as pessoas aqui terão luxo, conforto, riquezas, mordomias, porque o Senhor não prometeu nada disso a ninguém, o que Ele nos prometeu foi a vida eterna. Jesus deixou claro que aqui teríamos aflições, teríamos lutas, portanto, devemos perseverar e sempre glorificar o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), porque sabemos que Ele nos prometeu uma vida em sua companhia por toda a eternidade, quando não teremos necessidade de nada e não passaremos por qualquer espécie de sofrimentos, mas isso acontecerá se nós realmente formos perseverantes. “Prova clara do justo juízo de Deus, para que sejais havidos por dignos do Reino de Deus, pelo qual também padeceis; Se de fato é justo diante de Deus que dê em paga tribulação aos que vos atribulam.” (2 Tessalonicenses 1:5-6). Deus é Amor, mas, antes disso, Ele é Juízo, é Justiça, portanto, sabemos que a sua Palavra é verdade, e ela se cumpre, mesmo porque Jesus é a própria Verdade. Assim, todos os que não vivem de acordo com a Palavra de Deus com certeza padecerão por toda a eternidade, mas os que perseveram em meio às lutas, às perseguições, às afrontas, com certeza receberão a coroa da vida Os que nos perseguem e nos trazem sofrimento deixamos nas mãos do Senhor. Devemos continuar cada vez mais buscando o Senhor, sem nos preocupar com as coisas do mundo e as suas afrontas, porque sabemos a quem seguimos, e o próprio Jesus suportou a maior afronta e sofrimentos, morreu crucificado para que pudéssemos ser vivos, portanto, se somos seus discípulos, se somos seus seguidores, temos que saber que são esperadas as lutas em nossas vidas. Jesus nos manda apanhar a nossa cruz e segui-lo, por isso sabemos o que nos espera, mas seguimos sempre glorificando, e quando nos deparamos com irmãos sérios e fiéis a Deus, nos gloriamos pelas suas vidas. Mas também desprezamos todos os que querem viver um evangelho diferente, que querem viver como se aqui fosse o Paraíso, tentando fazer as pessoas crerem que Jesus tem compromisso com riquezas aqui. “E a vós, que sois atribulados, descanso conosco, quando se manifestar o Senhor Jesus desde o céu com os anjos do seu Poder, Com labareda de fogo, tomando vingança dos que não conhecem a Deus e dos que não obedecem ao Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo; Os quais, por castigo, padecerão eterna perdição, longe da face do Senhor e da Glória do seu Poder, Quando vier para ser glorificado nos seus santos, e para se fazer admirável naquele dia em todos os que creem (porquanto o nosso testemunho foi crido entre vós). Por isso também rogamos sempre por vós, para que o nosso Deus vos faça dignos da sua vocação, e cumpra todo o desejo da sua bondade, e a obra da fé com poder; Para que o Nome de nosso Senhor Jesus Cristo seja em vós glorificado, e vós Nele, segundo a Graça de nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.”(2 Tessalonicenses 1:7-12).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 16 de outubro de 2018

O REI DOS JUDEUS

“Pilatos, pois, tomou então a Jesus, e o açoitou. E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram sobre a cabeça, e lhe vestiram roupa de púrpura. E diziam: Salve, Rei dos Judeus. E davam-lhe bofetadas.” (João 19:1-3)

 Pilatos tinha antes pedido para o povo escolher entre soltar, libertar Jesus ou o bandido Barrabás, e o povo gritou desesperado pedindo que soltassem o Bandido, o homicida, e que crucificassem, que matassem Jesus. Rejeitaram a vida e pediram a morte. Então Pilatos manda açoitar Jesus, isto é, deram-lhe quarenta chicotadas, ou seja, trinta e nove, menos uma, e os soldados ainda fizeram chacotas, piadas com Nosso Senhor, pois fizeram uma coroa de espinhos e colocaram em sua cabeça, e os espinhos cravaram em seu crânio. Também lhe vestiram uma roupa púrpura e faziam piadas, chamando-o de rei, cumprimentando-o, ao mesmo tempo em que lhe batiam, que lhe davam bofetadas. Submeteram Jesus a todos os tipos de humilhação, maldades, e isto sendo Ele inocente, nada tendo feito para que pudesse receber qualquer castigo, muito menos tão grande maldade. Isso estava acontecendo porque Ele estava assumindo o nosso lugar, pois quem merecia e merece esses castigos somos nós que somos pecadores, mas a Deus Pai aprouve nos salvar dessa maneira. Por tal motivo, todos os que, conhecendo Jesus, conhecendo o seu sacrifício, ainda continuam nos pecados, nos erros, vão direto para o inferno, porque não estão reconhecendo o sacrifício do Filho de Deus para nos salvar. Assim como os soldados riram, escarneceram de Jesus, todos os que estão em pecado, em erro, sabendo a verdade, estão fazendo a mesma coisa, todos os que escolhem viver em rebelião à Palavra de Deus são iguais, idênticos aos judeus que rejeitaram Jesus e pediram a sua morte; escolheram Barrabás, escolheram o bandido. “Então Pilatos saiu outra vez fora, e disse-lhes: Eis aqui vo-lo trago fora, para que saibais que não acho nele crime algum. Saiu, pois, Jesus fora levando a coroa de espinhos e roupa de púrpura. E disse-lhes Pilatos: Eis aqui o homem.” (João 19:4-5). Pilatos tentou libertar Jesus porque ele não via motivos para acusá-lo, para prendê-lo, ele deixou isso claro aos judeus, aos religiosos, mas esses insistiram que Jesus fosse morto. Temos que compreender que tudo aconteceu com Jesus por vontade do Pai, todo o seu sofrimento foi porque Deus Pai assim decidiu, e não foi para corrigir ou punir Jesus, mas por amor a Ele e a nós, e depois entregou tudo em suas mãos, tudo o que está no céu e na terra.
             “Vendo-o, pois, os principais dos sacerdotes e os servos, clamaram, dizendo: Crucifica-o, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Tomai-o vós, e crucificai-o; porque eu nenhum crime acho nele. Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei e, segundo a nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus.” (João 19:6-7). Quando a liderança religiosa dos judeus e os seus servos viram Jesus com a coroa de espinhos, vestido de púrpura e praticamente desfigurado, sagrando, pois tinha acabado de ser espancado, chicoteado e esbofeteado, eles simplesmente, como impiedosos que eram, gritaram em histeria pedindo que o crucificassem. O povo pedia a morte de Jesus, queria a crucificação, queria um espetáculo digno de horror. É triste quando percebemos que foi o povo, aqueles que diziam amar Deus, os que conheciam as Escrituras, que foram esses que pediram, exigiram a morte de Jesus, escolheram um bandido, escolheram a morte para estar solta e exigiram a morte da vida, só que eles não sabiam que não se tira a vida da Vida. Esse povo era tão covarde que não teve coragem de eles mesmos o crucificarem, o matarem, pois, alegando motivos religiosos, exigiram que Pilatos mandasse matá-lo, mas eles não queriam sujar as suas mãos. Os religiosos exigiram que o governador mandasse crucificar o Filho de Deus. Eles pensavam que com isto não estariam se sujando, mas na verdade eles foram os assassinos, foram eles que mataram o Filho de Deus, e com certeza há muito estão prestando contas ao Senhor, e prestarão por toda a eternidade, e todos nós que concordarmos e aceitarmos o pecado, que escolhermos os erros também infalivelmente pagaremos. “E Pilatos, quando ouviu esta palavra, mais atemorizado ficou. E entrou outra vez na audiência, e disse a Jesus: De onde és tu? Mas Jesus não lhe deu resposta. Disse-lhe, pois, Pilatos: Não me falas a mim? Não sabes tu que tenho poder para te crucificar e tenho poder para te soltar?” (João 19:8-10). Pilatos, tentando uma maneira de soltar Jesus, se volta para Cristo e pergunta de onde Ele era. Como não obteve resposta, diz então que Ele tem autoridade para soltar e para prender Jesus, então por que Ele não lhe respondia? O próprio governador estava assustado e aterrorizado com a atitude dos religiosos, e ainda mais ficou quando Jesus não abriu a boca para se defender ou pedir clemência. Mas Ele não sabia que tudo era plano de Deus, e Jesus depois vai mostrar-lhe que ele só tem poder porque Deus lhe deu, uma vez que todas as autoridades emanam do Poder de Deus, se o Pai não quisesse, Pilatos não seria governador. “Respondeu Jesus: Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado; mas aquele que me entregou a ti maior pecado tem. Desde então Pilatos procurava soltá-lo; mas os judeus clamavam, dizendo: Se soltas este, não és amigo de César; qualquer que se faz rei é contra César. Ouvindo, pois, Pilatos este dito, levou Jesus para fora, e assentou-se no tribunal, no lugar chamado Litóstrotos, e em hebraico Gabatá. E era a preparação da páscoa, e quase à hora sexta; e disse aos judeus: Eis aqui o vosso Rei. Mas eles bradaram: Tira, tira, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Hei de crucificar o vosso Rei? Responderam os principais dos sacerdotes: Não temos rei, senão César. Então, consequentemente entregou-lho, para que fosse crucificado. E tomaram a Jesus, e o levaram.” (João 19:11-16).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

DESPERTANDO COM FÉ

“Amados, escrevo-vos agora esta segunda carta, em ambas as quais desperto com exortação o vosso ânimo sincero; para que vos lembreis das palavras que primeiramente foram ditas pelos santos profetas, e do nosso mandamento, como apóstolos do Senhor e Salvador.” (2 Pedro 3:1-2)

 Nesta segunda carta do apóstolo Pedro, ele exorta para que confiem na Palavra, na Promessa de Deus, para que fiquem firmes no que Jesus Cristo falou e prometeu a todos nós. Sim, porque a Promessa é para todos nós, e é claro que se cumprirá independentemente das nossas vontades, pois a Palavra do Senhor jamais falha. Sabemos que, milhares de anos antes de Jesus vir, Deus já tinha afirmado como Ele viria, e tudo está registrado nos profetas, nas Escrituras, assim também como Ele disse que o povo hebreu ficaria preso como escravos mais de quatrocentos anos no Egito e que depois os libertaria com seu Poder. E assim aconteceu. Tudo o que aconteceu já tinha sido revelado antes por Deus, através dos seus profetas, assim como a vinda do preparador do caminho do Senhor, que foi João Batista, o primeiro mártir, aquele que morreu, ou melhor, foi assassinado por defender a Palavra de Deus, por pregar contra o divórcio e o recasamento. Jesus também deixou claro tudo o que acontecerá nos últimos tempos, o esfriamento, as heresias, a apostasia. Pelo que sabemos, a tendência de tudo o que vemos é piorar, pois o Senhor assim afirmou: até a sua volta ainda haverá muitas lutas, e dificuldades virão sobre os verdadeiros cristãos, os seguidores de Jesus. Vemos os anticristos, os falsos profetas, e logo a besta virá também, pois o próprio Senhor Jesus disse, e vai enganar muitos, como temos visto falsos pregadores que com as suas falsas pregações estão induzindo as pessoas. “Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação. ” (2 Pedro 3:3-4). Os escarnecedores estão aí e fazendo coro aos profanos. Existe uma classe, ou uma religião, que se autointitula evangélica, mas que, na verdade, ensina contra o Evangelho de Jesus Cristo. Estão escarnecendo do Evangelho, pois levam o povo ao delírio, à emoção, dizendo ser ação do Espírito, quando vemos que o que está falando, agindo nada mais é do que a carne. Temos que saber que o que o Senhor disse que aconteceria acontecerá, e está acontecendo, e, creia, a volta está próxima, o fim logo virá.
         “Eles voluntariamente ignoram isto, que pela Palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.” (2 Pedro 3:5)Essas pessoas não entendem que a Palavra de Deus é real, é mais real do que qualquer coisa que possamos ver ou tocar. Não pararam, não meditaram na Criação, pois tudo passou a existir somente pela Palavra do Senhor, e continua a existir por causa dos seus cuidados, é uma máquina que continua em funcionamento, porque Deus está no controle. Devemos entender que o mar continua no seu lugar reservado pelo Senhor, e que a Lua e o Sol mantêm-se em suas posições determinadas por Deus, que a noite, o dia, tudo está como foi planejado por nosso Pai. Se não fosse assim, há muito já teria tudo desmoronado. Devemos compreender o ser humano, saber que Deus nos fez de maneira única, prova tal que no meio de tantos bilhões de pessoas não existe uma única que tenha a mesma digital de outra, ou a íris, muito menos o DNA. Basta analisar tudo à luz do Evangelho para percebermos o quanto somos amados por Deus e o quanto somos rebeldes e desobedientes, o quanto somos ignorantes e caminhamos para a derrota e sofrimento eterno, porque queremos, devido a nossa ignorância, pois somos avisados o tempo todo para fazermos o que é certo e nos rendermos ao Senhor. “Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio, mas os céus e a terra que agora existem pela mesma Palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.” (2 Pedro 3:6-7). Este mundo que vemos, tudo o que foi criado por Deus será destruído no grande dia, porque Ele mesmo assim disse, as estrelas cairão, a terra se fundirá, a destruição vai imperar, porque o Senhor assim disse, portanto, não cairá, não será destruído nada antes do Dia. Temos que saber que a destruição virá para o mundo todo, no momento determinado por Deus, e não antes, e não sabemos quando isso acontecerá, porque somente Deus Pai tem essa informação, mas sabemos que virá. Os que forem achados vivendo em conformidade com o Evangelho, os que o amam e demonstram isto pela obediência aos seus preceitos, não temem, porque sabem que viverão por toda a eternidade na nova Sião. “Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.” (2 Pedro 3:8-9). As pessoas querem saber datas e tempos de Deus, só que não percebem que nós, os seres humanos, vivemos no fator tempo, e o Senhor na eternidade, assim há muita diferença: um dia nosso significa para Deus mil anos, e mil anos é a mesma coisa que um dia. É difícil entendermos isto, mas basta saber que somos limitadíssimos, e Deus está muito além, mas, creia, a sua Promessa acontecerá, e Jesus está voltando, a sua Promessa em breve se cumprirá, basta observar os sinais, portanto, ainda está em tempo, converta-se ao Senhor, mas faça isto hoje, agora, pois não sabemos se teremos o dia de amanhã. “Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.” (2 Pedro 3:10-14).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço.
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

OS ÚLTIMOS DIAS

“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.” (2 Timóteo 3:1)

 Paulo, há quase dois mil anos, já avisava, recomendava cuidados, porque nos últimos tempos aconteceriam muitas dificuldades e lutas para os verdadeiros cristãos. Aqui, falando através de uma carta ao jovem pastor Timóteo, ele recomenda cuidados, porque, infelizmente, muitos tentam atrapalhar a obra do Senhor. Hoje vemos isso acontecer de maneira rotineira e comum nos interiores dos templos denominados evangélicos, porque são muitos os que de maneira disfarçada ensinam heresias e pregam contra Cristo. Observamos a mudança comportamental das pessoas que se dizem religiosas, porque já aderiram aos costumes do mundo, aos hábitos mundanos, e percebemos pelas vestes, pela maneira de se portar e falar, pelas conversas, que são idênticas às dos profanos. Os que se dizem cristãos, ou evangélicos, já não aceitam mais a pregação do Evangelho puro como ele é. Querem facilidades, querem coisas e não o Senhor, buscam diversões e ajuntamentos alegres, que sirvam para distraí-los, e não para aprender. Não querem o Senhor, querem bênção e ainda acham que o Senhor tem a obrigação, o dever de abençoá-los, e, quando dizemos o contrário, se revoltam contra nós. “Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” (2 Timóteo 3:2-5). Algumas pessoas, apesar de se identificarem como crentes, evangélicas, de fazerem parte do mundo gospel, muitas são desonestas, adúlteras, fornicadoras, violentas, fofoqueiras, e muito mais. Querem viver igual às pessoas que estão no mundo, a bem da verdade, o mundo já influenciou muitas denominações, muitas congregações, e o que não vemos é a igreja influenciar o mundo, porque vemos, a cada dia que passa, os censos afirmarem, demonstrarem o crescimento de pessoas que se identificam como evangélicas, mas também vemos as estatísticas mostrarem que o número de violências, roubos, assaltos, mortes crescem mais ainda. Se realmente essas pessoas que se dizem evangélicas fossem praticantes do Evangelho de Jesus Cristo, então com certeza influenciariam o mundo, e o número de criminalidade diminuiria, por causa do aumento de pessoas que não praticariam esses atos, mas infelizmente vemos nas reportagens muitos desses crimes cometidos por pessoas que se dizem crentes.
        “Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.” (2 Timóteo 3:6-7). Mas isto acontece exatamente por causa das pregações light muito comuns hoje nos templos, onde não ensinam, não cobram santidade, não se fala em arrependimento, pouco ou quase nunca se fala em salvação. Falam de um amor que com certeza não é o Amor de Cristo. O evangelismo praticado por eles, na verdade, são só convites para as pessoas virem para os seus templos, para um show, ou para uma campanha, para receberem uma bênção, e nunca chamam as pessoas para nascerem de novo. Muitos que se dizem evangelistas e missionários(as) que ficam visitando as pessoas o que eles menos falam é sobre Cristo. Falam de bênçãos, falam de tudo, das coisas do mundo, mas nunca chamam as pessoas ao arrependimento. Convidam as pessoas para os seus templos para mudarem de religiões e fazem ofertas de bênçãos, mas se esquecem de falar que há chegado o Reino de Deus e que têm que se esforçar para entrarem Nele, caso contrário, irão padecer por toda a eternidade. “E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.” (2 Timóteo 3:8). Esses líderes dessas congregações, dessas denominações e seus seguidores não aceitam a nossa pregação, muito pelo contrário, nos criticam, perseguem e isolam, porque eles não querem ouvir a verdade, assim como os magos de Faraó, que não aceitavam os sinais que Moisés fazia como sendo de Deus, mas, no final, tiveram que se render. A mesma coisa acontecerá com essas pessoas que são amantes de si mesmas, que vivem em busca de alegrias e prazer, que acham que elas têm direito de viver da melhor maneira aqui, e que não podem jamais passar por lutas, sofrimentos ou infortúnios. Entendem que Cristo tem a obrigação de dar felicidade plena para elas aqui, que podem desafiar o Senhor, colocá-lo na parede, que podem exigir alguma coisa. São pecadores que estão conduzindo o povo à morte, por desconhecerem a vontade de Deus. “Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles. Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência, Perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio, e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou; E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições.” (2 Timóteo 3:9-12). Temos que seguir o modo de vida de Jesus Cristo e o que Ele mandou, e não ficarmos querendo novidades, ou atualizar o Evangelho porque Ele é atual. Não podemos querer mudar qualquer coisa nem buscar facilidades, porque o Senhor nos disse que teríamos aflições e lutas aqui, Ele nos disse que o caminho é apertado, que a porta é estreita, e que temos que nos esforçar muito para entrar por ela. O Evangelho não é de facilidade, mas de lutas, porém de vitória eterna para quem praticá-lo.“Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” (2 Timóteo 3:13-17).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

CHORANDO E PRATEANDO

“Eia, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai, por vossas misérias, que sobre vós hão de vir.” (Tiago 5:1)

          Fico observando as contradições dos pregadores modernos, dos que gostam de afirmar que o Senhor tem compromisso com enriquecer as pessoas. Essas pessoas gostam de pregar sobre a famigerada prosperidade que, da maneira como eles explicam, não é bíblica, e com certeza o Senhor não tem compromisso. Na verdade, vemos o tempo todo a Bíblia, os Evangelhos mostrarem de maneira clara que, na verdade, Deus, Jesus Cristo, afirma que os ricos não entrarão no Reino de Deus. Temos que entender que Jesus veio ao mundo para ser humilhado, chicoteado, espancado, crucificado e morto, não foi para dar riquezas a ninguém, e sim para dar vida eterna. Jesus chega ao ponto de afirmar a impossibilidade de os ricos herdarem o Reino dizendo que é mais fácil o camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus. Também diz que devemos juntar riquezas no céu, onde a traça e a ferrugem não consomem e não há ladrão. Tiago manda que eles chorem por causa das suas misérias, porque, apesar de terem tudo aqui, não têm vida, e quando padecerem, quando partirem daqui, irão para o sofrimento sem fim. Jesus nos deu um exemplo quando um jovem rico foi perguntar-lhe o que deveria fazer para herdar o Reino. Jesus então lhe manda vender tudo o que tem e dar aos pobres, e só depois o seguir. Temos que atentar para a Bíblia e não somente para o que esses pregadores ensinam, porque muitos não estão a serviço do Reino, esses são os falsos profetas, os anticristos. “As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas de traça. O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias.” (Tiago 5:2-3). As pessoas passam a vida lutando para conseguirem enriquecer, querem ter cada vez mais esquecendo que nada levarão daqui. Elas na verdade são idólatras, pois idolatram o dinheiro, o poder, idolatram as coisas e esquecem que o Senhor é Deus sobre tudo. As pessoas colocam a sua confiança em coisas, e não no Senhor, não percebendo qual é a vontade do Senhor. Por isso se transformam em simples religiosos, que citam o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), mas vivem de maneira contrária a Ele, pois se preocupam em ganhar cada vez mais dinheiro e esquecem ou não têm tempo para fazer o que Deus manda, por isso sabemos que ocupam o lugar de Deus com dinheiro, objetos e outras coisas, são idólatras, são avarentos, e a avareza é pior do que feitiçaria.
        “Eis que o jornal dos trabalhadores que ceifaram as vossas terras, e que por vós foi diminuído, clama; e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor dos exércitos.” (Tiago 5:4). Os ricos fazem questão de pagar um salário que aos seus olhos é justo, mas, na verdade, poderiam estar pagando bem melhor àquelas pessoas que os ajudam, que contribuem para o seu crescimento, a sua expansão e a manutenção dos seus negócios, mas não fazem isso por mesquinharia e avareza. Esquecem que tudo o que vem às nossas mãos é para sermos abençoados e para abençoar, porque aqui estamos só de passagem, estamos somente peregrinando. Temos o nosso exemplo em Jesus, do qual afirmamos que somos seus discípulos, pois, quando falamos que somos cristãos, estamos dizendo que somos aprendizes de Cristo. Devemos atentar para o Evangelho e saber que, se temos com o que nos vestir, nos alimentar e pagar as nossas contas, que estejamos felizes com isto, pois partiremos sem nada levar. Não temos que nos preocupar em deixar herança material para os nossos filhos, mas em deixar herança espiritual, temos que lhes ensinar a buscar em primeiro lugar o Reino de Deus, e ensinarmos não só com palavras, mas principalmente com exemplos. “Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes; cevastes os vossos corações, como num dia de matança. Condenastes e matastes o justo; ele não vos resistiu.” (Tiago 5:5-6). Os ricos gostam de se colocar em um patamar inacessível aos pobres, e eles mesmos não têm sequer conhecimento das necessidades dos seus funcionários, simplesmente pagam o salário que a lei terrena determina, e não se preocupam com a lei de Deus. Eles se preocupam em cumprir as leis trabalhistas, e assim mesmo nem sempre, e, quando o fazem, é por medo de multas e sanções, esquecendo que maior castigo quem lhes dará será o Senhor, por não ter amado o próximo como a eles mesmos. Assim, ficamos estarrecidos quando ouvimos algum pregador ou alguma denominação afirmar que Deus irá transformá-los, que deixarão de ser pobres, mas serão ricos e milionários. Há denominações cujas propagandas nem mesmo citam o Nome do Senhor, convidam as pessoas a assistirem a seus cultos, que o empregado passará a ser patrão. “Sede, pois, irmãos, pacientes até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima.” (Tiago 5:7-8). Temos que ser pacientes e perseverarmos em nossa peregrinação, porque, no momento certo, seremos chamados e então desfrutaremos das riquezas espirituais. Temos que aguardar porque, com certeza, se formos fiéis ao Senhor aqui, não passaremos pela vergonha e desonra eterna, mas desfrutaremos de vida ao seu lado. Não podemos desanimar, mas, ao contrário, saber que a cada dia que passa se aproxima mais o dia da nossa vitória, por isso não podemos nos corromper com o mundo e nem com o que ele oferece, pois sabemos que ele está morto no maligno. “Irmãos, não vos queixeis uns contra os outros, para que não sejais condenados. Eis que o juiz está à porta. Meus irmãos, tomai por exemplo de aflição e paciência os profetas que falaram em Nome do Senhor. Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso.” (Tiago 5:9-11).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

A CONVERSÃO

“E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com Ele.” (João 3:1-2)

          Jesus nos mostra aqui como devemos nos converter e não sermos somente religiosos, o que, infelizmente, é o que mais acontece atualmente. Nicodemos era um judeu conhecido, líder na sua seita, porque era fariseu, mas, ouvindo falar de Jesus, ele acreditou, e durante a calada da noite foi procurá-lo para que ninguém o visse falando com Jesus. Ele tinha sede de saber, queria aprender, queria compreender a Palavra de Deus, assim como muitos também, que procuram uma igreja denominacional, uma congregação ou um pastor, pedindo informações, querendo saber mais sobre o Evangelho de Jesus Cristo. Mas, geralmente, não encontram a resposta certa, o que a maioria ensina é uma baboseira, pois simplesmente convida essas pessoas a irem a suas congregações, ou então manda-lhes repetir uma oraçãozinha qualquer e levantarem a mão dizendo que aceitam Jesus como seu único salvador, como se tudo se resumisse a isso. Nicodemos foi a Jesus reconhecendo quem Ele era e o chama de Mestre. Ainda esclarece, explica o porquê de ele achar que Jesus é o Mestre, o porquê de ele entender que Jesus veio de Deus Pai. Isso mostra que ele estava atento a tudo o que acontecia, tinha observado os sinais e a fala de Jesus, sabia que era impossível não ser de Deus, apesar da maioria de seus compatriotas, os da sua religião, combatê-lo ferozmente; ele sabia que Jesus era de Deus. Portanto, vai até Jesus no intuito de conhecer mais de Deus, de aprender mais a como servir ao Senhor, a como andar de acordo com a vontade do Senhor. Observamos que ele não foi em busca de uma bênção qualquer, ele queria conhecer mais do Pai, ele queria ser um seguidor fiel de Jesus. “Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus.” (João 3:3). Jesus lhe responde de maneira direta, diz-lhe que é impossível alguém conhecer o Reino de Deus, servir ao Senhor se não nascer de novo, se não mudar totalmente, tornar-se uma pessoa diferente, para passar a viver pela fé. Novamente observo que Jesus não fez nenhuma oração por ele na hora, ou lhe mandou levantar a mão afirmando que iria viver para o Senhor.
         “Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?” (João 3:4) Nicodemos está com sede, com fome da Palavra, quer aprender, quer conhecer, entender o que ele pode fazer para entrar no Reino de Deus. A única coisa que Nicodemos está pedindo é conhecimento, e não bênçãos, como a maioria das pessoas que vão até o Senhor pedindo bênção ou milagres. Ainda de forma natural, pois não conhece, não está discernindo as coisas espirituais, Nicodemos pergunta como é esse nascer de novo, pois ele, como um homem velho, teria que nascer novamente. O que precisa nos templos lotados é explicar para as pessoas que elas precisam nascer de novo, que elas não estão convertidas somente porque um dia levantaram as mãos em um templo e repetiram a oração que um pastor ou outra pessoa mandou repetir. As pessoas que se dizem crentes, evangélicas, muitas delas não nasceram de novo, pois, apesar de citarem jargões evangélicos, ainda continuam nas mesmas práticas erradas do passado. Portanto, temos que entender o que Jesus quis dizer com o novo nascimento, temos que sepultar o velho homem, a velha mulher, temos que nascer de novo em Cristo Jesus, temos que sepultar a nossa natureza adâmica. Não adianta nada falarmos que aceitamos Jesus se continuamos com as mesmas práticas, porque assim simplesmente nos transformamos em pessoas religiosas como os fariseus, como era antes Nicodemos. “Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.” (João 3:5-8). Jesus então passa a explicar o que é o renascimento, um novo nascimento Nele, porque é necessário nascermos em Espírito, nascer Nele, ter a natureza Dele, e não mais a terrena, e não mais a adâmica. Temos que nascer de novo Nele, é preciso uma mudança radical, não mais vivermos para atender às vontades da nossa carne, das nossas emoções, e sim nos deixar ser guiados por Cristo. Não nos preocuparmos com nada a não ser com viver praticando o Evangelho Dele, não podemos sequer nos preocupar com as nossas vidas, mas nos preocuparmos exclusivamente com viver o Evangelho com o seu Nome, que na verdade é Ele mesmo. Temos que deixar de ser religiosos e sermos guiados pelo seu Espírito, pois não estamos sós, Ele já deixou o seu Espírito para nos consolar, assim é necessária uma conversão urgente. “Nicodemos respondeu, e disse-lhe: Como pode ser isso? Jesus respondeu, e disse-lhe: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto? Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos, e testificamos o que vimos; e não aceitais o nosso testemunho. Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais? Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu. E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; Para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem crê Nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no Nome do Unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a Luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal odeia a Luz, e não vem para a Luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a Luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.”(João 3:9-21).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 9 de outubro de 2018

AOS DISCÍPULOS

“E dizia também aos seus discípulos: Havia um certo homem rico, o qual tinha um mordomo; e este foi acusado perante ele de dissipar os seus bens.” (Lucas 16:1)

         Jesus usa a história, uma parábola que fala de um administrador desonesto para nos ensinar que devemos ser ágeis no ensino, na pregação do Evangelho. Isto porque, a bem da verdade, os cristãos, ou melhor, os que se identificam como crentes, evangélicos, são naturalmente preguiçosos e não usam a inteligência, o conhecimento que Deus lhes deu para expandir o Evangelho. Muitos falam e citam o Ide de Jesus, mas só ficam nisso, nada fazem de verdade, pois se limitam uma vez ou outra a falar com alguém dizendo que Jesus o ama. Infelizmente, os crentes atuais, e falo principalmente do nosso país, são covardes e medrosos, além, é claro, de preguiçosos, pois eles não se esforçam para levar ao conhecimento das pessoas quem é Jesus e o que Ele espera de nós. Temos que ser audazes, temos que aprender a evangelizar em tempo integral, sempre falar do Reino, mostrar a Verdade para todos, e não ficarmos somente convidando as pessoas para as nossas congregações ou denominações, mas convidá-las a buscar a salvação. Os líderes de congregações somente mandam os seus membros convidarem as pessoas para as suas congregações, chamá-los para os visitar. Fazem shows, campanhas, festas para com isso atrair as pessoas não a Cristo, mas a eles. “E ele, chamando-o, disse-lhe: Que é isto que ouço de ti? Dá contas da tua mordomia, porque já não poderás ser mais meu mordomo.” (Lucas 16:2). As pessoas têm que compreender que serão cobradas pela inércia, pelas suas omissões, pelas suas mentiras, porque dizem estar evangelizando, mas não estão fazendo isso para o Reino, estão simplesmente divulgando, fazendo propaganda de uma denominação qualquer, de um templo, e também falando de um Jesus que não é real, pois falam em barganhas, chamam as pessoas para receberem bênçãos e tudo mais. Temos de apresentar Jesus Cristo crucificado, o Jesus que morreu na cruz para que pudéssemos ser salvos, o Jesus que cobra obediência a sua Palavra, o Jesus que, se vivermos em desobediência, em rebelião a sua Palavra, nos enviará para o inferno, para o sofrimento, desonra e morte eterna. Temos que parar de dourar a pílula, temos que parar de tentar amenizar o Evangelho, mas apresentá-lo como Ele é, sem mentiras, pois todos os que falam o que Jesus não mandou falar estão mentindo, e, com certeza, irão prestar contas disso.
 “E o mordomo disse consigo: Que farei, pois que, o meu senhor, me tira a mordomia? Cavar, não posso; de mendigar, tenho vergonha. Eu sei o que hei de fazer, para que, quando for desapossado da mordomia, me recebam em suas casas.” (Lucas 16:3-4). Devemos nos preparar para quando formos chamados para partir, para quando for a hora de deixarmos este mundo, para onde formos. Será que usamos todos os nossos conhecimentos, força, estratégia para viver o Evangelho e somos dignos de ser salvos e vivermos com Cristo, ou iremos para a prisão e sofrimento eterno? Nessa parábola, Jesus nos mostra como esse administrador infiel, após ser pego roubando, foi despedido, e ele usou de artimanhas para que, após ser despedido, pudesse ser recebido pelas pessoas, pois ele furtou ainda mais do seu patrão. Jesus não está elogiando a sua maneira desonesta e sim mostrando como ele foi precavido providenciando uma maneira de viver no futuro após ser despedido. Nós deveríamos estar usando nossa habilidade, conhecimento, esforços e tudo o mais para vivermos, praticarmos a Palavra de Deus, pois, quando partirmos daqui, poderemos ser recebidos por Ele. Mas a maioria está negligenciando, pensando que sempre terão tempo, esquecendo que não sabemos a hora em que seremos chamados, não sabemos quando partiremos, por isto é nosso dever estar vigilantes, assim como Jesus manda. “E, chamando a si cada um dos devedores do seu senhor, disse ao primeiro: Quanto deves ao meu senhor? E ele respondeu: Cem medidas de azeite. E disse-lhe: Toma a tua obrigação, e assentando-te já, escreve cinquenta. Disse depois a outro: E tu, quanto deves? E ele respondeu: Cem alqueires de trigo. E disse-lhe: Toma a tua obrigação, e escreve oitenta.” (Lucas 16:5-7). Esse administrador infiel, desonesto, foi hábil para lutar e conseguir o que desejava, assim como na parábola do juízo iníquo, eles perseveraram, usaram de estratégias e alcançaram os seus objetivos. Devemos aprender com eles, pois, se quisermos ser salvos, devemos nos esmerar em fazer tudo o que Cristo nos manda para que possamos alcançar a salvação, porque ela está disponível a todos os que amarem Jesus, e a única maneira de demonstrarmos o nosso amor para com Ele é pela nossa obediência aos seus preceitos, como Ele mesmo fala. Assim, ser inteligente é lutar de todas as maneiras para viver o Evangelho de Jesus Cristo, porque a qualquer momento podemos ser mandados embora, podemos ser despedidos deste mundo, então, para onde iremos, vai depender de como vivermos aqui, do quanto nos esforçarmos para fazer a vontade de Cristo. “E louvou aquele senhor o injusto mordomo por haver procedido prudentemente, porque os filhos deste mundo são mais prudentes na sua geração do que os filhos da luz. E eu vos digo: Granjeai amigos com as riquezas da injustiça; para que, quando estas vos faltarem, vos recebam eles nos tabernáculos eternos. Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito. Pois, se nas riquezas injustas não fostes fiéis, quem vos confiará as verdadeiras? E, se no alheio não fostes fiéis, quem vos dará o que é vosso? Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” (Lucas 16:8-13).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

CUIDAR DA FAMÍLIA

“NÃO repreendas asperamente o ancião, mas admoesta-o como a pai; aos moços como a irmãos; as mulheres idosas, como a mães, às moças, como a irmãs, em toda a pureza.” (1 Timóteo 5:1-2)

         Se as pessoas observassem sempre as recomendações bíblicas, com certeza viveríamos em um país melhor, em um mundo mais civilizado. Basta prestar atenção nessas recomendações que Paulo, há mais de dois mil anos, dava para o pastor Timóteo, que exigisse de todos os pastores os cuidados que deveriam ter nos templos. Vemos hoje em dia as pessoas tratarem mal os idosos, as crianças, enfim, a todos. Nem mesmo dão preferência em lugares públicos aos idosos. Paulo mandou que Timóteo não deixasse nenhum pastor chamar atenção dos idosos de maneira dura, que fosse cauteloso e atencioso, que tratasse todos com a mesma atenção, como se fossem o próprio pai. Que chamasse a atenção dos jovens quando errassem, não com ódio, ou de outra maneira, mas como se estivesse falando com os próprios irmãos. De igual modo, tratassem as mulheres idosas como se trata a própria mãe, e as mulheres mais jovens como irmãs, quando elas errassem. Paulo dá recomendações sobre como tratar as pessoas no templo quando elas errarem, que elas, principalmente, devem receber atenção, cuidado e respeito. Mas, infelizmente, vemos hoje as pessoas agirem de maneira contrária, não digo no mundo, mas dentro dos templos, onde vemos supostos pastores destratarem as pessoas, quando elas não agem ou fazem o que eles querem.“Honra as viúvas que verdadeiramente são viúvas. Mas, se alguma viúva tiver filhos, ou netos, aprendam primeiro a exercer piedade para com a sua própria família, e a recompensar seus pais; porque isto é bom e agradável diante de Deus. Ora, a que é verdadeiramente viúva e desamparada espera em Deus, e persevera de noite e de dia em rogos e orações; Mas a que vive em deleites, vivendo está morta. Manda, pois, estas coisas, para que elas sejam irrepreensíveis.”(1 Timóteo 5:3-7). Paulo mostra como é o cuidado e respeito com que as igrejas devem tratar as pessoas, os membros, os frequentadores. Cuidar das pessoas que necessitam, apoiar os desvalidos, mas os comprovados. Quanto aos outros, que tenham uma vida normal, trabalhando para se manter e também ajudar a igreja, porque sabemos que a igreja vive da ajuda dos irmãos.
      “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” (1 Timóteo 5:8). Quando dizemos que somos cristãos, que somos discípulos de Jesus, estamos afirmando que somos da família de Jesus, que pertencemos a Ele. Portanto, é nosso dever cuidar uns dos outros. As pessoas imaginam que só têm compromisso com os seus familiares consanguíneos, mas temos obrigações com os que têm a mesma fé nossa. Quando Paulo se refere aqui aos seus familiares, está falando da família cristã, portanto, sabemos que temos obrigações com todos os que frequentam a nossa congregação. Se alguém estiver passando por necessidade, por lutas, é nosso dever ajudar, socorrer, é obrigação do pastor, do líder da congregação cuidar dos desvalidos, de todos os que estão passando por necessidades. Quando não fazemos isto, somos piores do que os infiéis, na verdade, estamos negando a fé, porque, se temos fé, confiamos no Senhor, fazemos o que Ele manda e cuidamos uns dos outros. Mas, infelizmente, o que vemos são pastores, líderes milionários, cada vez mais extorquindo as ovelhas, e os seus templos cheios de pessoas necessitadas, e o máximo que fazem é lhes dar uma cesta básica. Se somos cristãos, discípulos de Jesus, então as mulheres idosas são como nossas mães, os jovens como irmãos ou filhos, os idosos como nossos pais. “Nunca seja inscrita viúva com menos de sessenta anos, e só a que tenha sido mulher de um só marido; Tendo testemunho de boas obras: Se criou os filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés aos santos, se socorreu os aflitos, se praticou toda a boa obra. Mas não admitas as viúvas mais novas, porque, quando se tornam levianas contra Cristo, querem casar-se; Tendo já a sua condenação por haverem aniquilado a primeira fé.” (1 Timóteo 5:9-12). Mas é claro que devemos sempre observar, verificar sempre antes de ajudar, para que não sejamos enganados, pois são muitos os espertinhos que dizem estar passando por dificuldades, não sendo verdade. A igreja tem o compromisso de ajudar, socorrer a todos os que necessitam, digo todos os irmãos de fé, todos os que congregam junto, e essa ajuda tem que ser encabeçada pelo líder, pelo pastor. Temos que discernir, examinar, pois são muitas as pessoas que procuram um templo, uma denominação somente em busca de uma ajuda, querendo somente ser ajudadas, mas não têm compromisso com o Senhor. As pessoas com parentes em dificuldades têm a obrigação de socorrê-los, para que não fique pesado para a igreja. Fazemos parte da igreja de Cristo, somos da família de Jesus Cristo e temos a obrigação de ajudarmos uns aos outros, as congregações devem cuidar dos seus membros em todos os sentidos. “E, além disto, aprendem também a andar ociosas de casa em casa; e não só ociosas, mas também paroleiras e curiosas, falando o que não convém. Quero, pois, que as que são moças se casem, gerem filhos, governem a casa, e não deem ocasião ao adversário de maldizer; Porque já algumas se desviaram, indo após Satanás. Se algum crente ou alguma crente tem viúvas, socorra-as, e não se sobrecarregue a igreja, para que se possam sustentar as que deveras são viúvas. Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na Palavra e na doutrina; Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário.” (1 Timóteo 5:13-18).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

SABER AMAR

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.” (1 Coríntios 13:1)

         As pessoas confundem muito o Amor de Deus com esse sentimento terreno, humano. A bem da verdade, poucos sabem o que realmente é o amor, e os que o praticam são criticados e acusados de falta de amor. As pessoas pensam que amar é atender, fazer as vontades de outras, concordar com tudo o que a outra está pedindo, exigindo ou querendo. Mas temos que entender, compreender à luz do Evangelho, de acordo com a Palavra de Deus, para que possamos aplicá-lo em nossas vidas e então sermos dignos de receber o tão grande Amor de Deus. Não importa se eu estou falando em línguas, pulando, dançando e dizendo que é ação do Espírito, não importa se estou todos os dias nos templos, se passo a minha vida toda de joelhos, pois, se eu não tiver amor pelo próximo, eu nada sou. Observamos pessoas religiosas dizerem que sentem muito amor pelos animais, pelas criações, mas não sentem amor pelo próximo, esquecendo que a ordem do Senhor foi amar o próximo como a nós mesmos, e não amar o animal de estimação como a nós mesmos. Não importa se vivemos declarando amor a Deus, pois, se não mostramos isto na prática, somos simplesmente mentirosos e estamos acumulando pecados sobre pecados, que fatalmente irão nos conduzir à morte eterna. Nada somos se não praticarmos o amor de Deus, por isto temos que aprender a amar como Deus determina. “E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.” (1 Coríntios 13:2). Mesmo que as pessoas estivessem nos templos profetizando, revelando, não seriam nada, ou nada são se não viverem no Amor de Deus, se não praticarem o amor, porque as pessoas entendem que amar é a pessoa estar com fala mansa, com sorrisos, com carinhos dizendo que amam, que sofrem por amor. Mas isso não é amor, temos que nos basear por Jesus, pois não vimos em nenhum momento Jesus sendo gentil, carinhoso com ninguém, ao contrário, Ele chamava sempre as pessoas ao arrependimento, confrontando-as, chamando-as de fariseus, de hipócritas, mas isso Ele o fazia por amor. Não adianta falarmos que temos fé, agirmos até com fé em determinada situação. Se não praticarmos o amor como nos foi mandado, estaremos mentindo. Amar é mais do que dar o peixe, além de dar o peixe, é ensinar, fazer a vara e ensinar a pescar.
 “E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.” (1 Coríntios 13:3). Não é pelo fato de fazermos uma caridade qualquer que estamos demonstrando amor com esse gesto, porque caridade todos fazem e por vários motivos, mas, se não tiver amor, nada vale. As pessoas de várias religiões fazem caridade, distribuem sopas, roupas e outras coisas para os necessitados, mas isto não demonstra o amor de Deus. As pessoas podem viver visitando os presos, os enfermos em hospitais, ou fazendo outra coisa qualquer, se não tiverem amor, isso de nada vale. As pessoas podem, inclusive, propor morrer por outra ou outras, podem tomar as dores de outra, mas, se não tiverem amor, isso de nada vale. Como eu disse, há vários motivos que levam as pessoas a fazerem as coisas que aos olhos do mundo são um gesto de amor, mas, na verdade, elas fazem com outros intuitos. Temos que entender a maneira como amamos o nosso próximo, que espécie de amor é esse, se somos egoístas, se somos ciumentos, se estamos preocupados com a nossa felicidade, se dizemos amar uma pessoa porque isso nos faz bem... Enfim, são vários os motivos que devemos analisar à luz do Evangelho antes de dizermos que realmente praticamos o Amor de Deus. “O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1 Coríntios 13:4-7). O amor é sofredor, quem ama sofre não pelo desejo de ver a outra pessoa alegre, feliz, mas por ver que ela não será salva com a vida que está levando, que perderá a vida porque está envolvida com as coisas do mundo e não com o Senhor. Quem ama sofre ao negar alguma coisa, ou ajuda alguém que implora algo, ou até mesmo uma permissão, por saber que aquilo somente satisfaria o desejo da carne. Quem ama não tem inveja de nada ou de ninguém, ao contrário, deseja o bem a todos, especialmente que todos sejam salvos em Cristo Jesus. “O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.” (1 Coríntios 13:8-10). Não importa se é um grande pregador, se é um profeta, se é alguém que se diz homem de Deus, se não amar, nada vale. Quando estamos preocupados com nós mesmos, quando nos preocupamos em socorrer o próximo esperando que com esse gesto ele também esteja junto de nós, que venha testemunhar o que fizemos, não estamos amando. Se choramos ou lamentamos por alguém que se foi, ou nos deixou simplesmente porque sentimos a sua falta, isso não é amor pelo próximo, mas amor a nós mesmos. Amor não é esse sentimento humano em que queremos agradar as pessoas, amar com o Amor de Deus é fazer o que Ele mandou.“Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.” (1 Coríntios 13:11-13).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

SÃS PALAVRAS

“Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade.” (1 Timóteo 6:3)

         Há muitos templos, denominações, igrejas físicas, pastores, pregadores, profissionais que estão ensinando uma doutrina diferente, melhor dizendo, doutrinas diferentes da que o Senhor Jesus Cristo nos deixou. Citam o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), mas, ao mesmo tempo, falam contra o Evangelho. São campanhas, desafios, barganhas, comercialização de objetos supostamente consagrados, ou não, e muitas outras coisas que vemos que não têm nenhum fundamento bíblico. Infelizmente, o mundo entrou em certos templos, e o procedimento desde os líderes até a última ovelha é pior do que o mundano. Falam o Nome do Senhor, mas não vivem e nem ensinam o seu Evangelho, assim como pregadores que ensinam e pregam a famigerada teologia da prosperidade, que somente serve de argumentação da barganha, para extorquir, tomar dinheiro do povo, pedir ofertas, e assim enriquecê-los cada vez mais. Pregam qualquer coisa que agrade o povo, que os alegre e conforte, para que assim eles se fidelizem em seus templos, ofertando cada vez mais. Esses pregadores aceitam e concordam com os pecados desde que as pessoas continuem nos seus templos ofertando e dizimando. Assim eles incentivam o divórcio e o recasamento, aceitam e apoiam o homossexualismo, a mentira é algo normal e rotineiro, a fornicação é compreensível, e a desonestidade é praticada por eles mesmos como exemplos. “É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas, perversas contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.” (1 Timóteo 6:4-5). Esses pregadores, esses líderes desses templos que assim procedem estão correndo para o sofrimento e a destruição eterna, e todos os que os acompanham, todas as ovelhas, os frequentadores desses locais, se não abrirem os olhos, se não voltarem para o Evangelho de Jesus Cristo, serão também destruídos por toda a eternidade. A bem da verdade, essas pessoas que frequentam esses templos não estão buscando o Senhor, elas querem somente as bênçãos, querem somente prosperidade, e não se voltam para Jesus, que é o Verbo, que é a Palavra, e que eles têm, pois a Bíblia nos mostra qual é a vontade do Senhor para nós, e com o que Ele se comprometeu, e temos a certeza de que não foi com riquezas.
         “Mas é grande ganho a piedade com contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.” (1 Timóteo 6:6-8). Temos que compreender e aceitar que Jesus em nenhum momento prometeu riquezas a nós, não prometeu prosperidade, e sim o seu Maná, ou seja, o sustento ou seu cuidado. Jesus não morreu para que tivéssemos dinheiro, casas, carros ou luxo, Ele morreu para que pudéssemos ter vida em abundância, isso é vida eterna. Assim, o Senhor determinou que devemos buscar em primeiro lugar o Reino Dele, que as demais coisas Ele acrescentará. Portanto, é nosso dever buscar cada vez mais conhecer, nos envolver mais com as coisas do Reino, sabendo que Ele é quem nos sustenta, que é Ele quem nos mantém, tudo provém Dele. Só o fato de estarmos vivos, de estarmos respirando neste momento é motivo de alegrias e júbilo, por termos algo para comer, por não estarmos pelados, tudo é motivo para agradecermos ao Senhor. Não devemos buscar riquezas terrenas, e sim buscar as riquezas que duram para toda a eternidade, pois as daqui são passageiras. “Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.” (1 Timóteo 6:9). Esses pregadores que estão tentando fazer o povo crer que Deus irá enriquecê-los estão mentindo e pregando contra Jesus Cristo, porque a única riqueza prometida é a nossa vida, nossa salvação. Portanto, temos que ser sábios, temos que ser inteligentes e colocar em prática o Evangelho, pois a nossa vida depende Dele. As pessoas que vivem em busca de riquezas, de prosperidades são pessoas carnais, pessoas que estão no mundo, apesar de estarem frequentando algum templo, porque não buscam o Senhor, querem somente uma realização qualquer, e toda riqueza nos afasta, nos distancia do Senhor. Não podemos esquecer que a avareza é idolatria, e os que tudo fazem para se tornarem ricos são avarentos naturalmente. As pessoas se perdem, cometem crimes, pecados vários para conseguirem conquistar bens materiais, para progredirem materialmente, e não fazem nada para crescerem espiritualmente, para conhecerem mais o Senhor, por isto sofrem, se perdem e depois padecem por toda a eternidade. “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” (1 Timóteo 6:10). Todos os que amam o dinheiro, todos que tudo fazem para terem boa vida, conforto, luxo, ou quem sabe estão preocupados com a aposentadoria, com o futuro não conhecem o Senhor e não confiam Nele, pois é Ele quem nos mantém e nos sustenta. Templos denominacionais, que fazem questão de ter aplicações, poupanças, aposentadoria para os seus pastores, ao contrário de socorrer quem precisa, os necessitados, estão frontalmente contra a Palavra de Deus. Não podemos esquecer que quem nos sustenta, quem nos mantém é o Senhor. “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas. Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivificam, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos deu o testemunho de boa confissão, que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo; A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores; Aquele que tem, Ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém.” (1 Timóteo 6:11-16).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr. Henrique Lino

 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

TODA ALMA

“Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus.” (Romanos 13:1)

          Escuto as pessoas falarem muitas coisas e ainda tentando justificar com a Palavra de Deus, mas, na verdade, elas criam teorias estranhas que fogem totalmente ao Evangelho de Jesus Cristo. Isto porque as pessoas têm dificuldade para entender, para compreender que só existe um Senhor, que todas as coisas foram criadas por Deus, e que Ele tem Poder sobre tudo e todos. Digo isto porque vejo as pessoas darem um poder ao diabo como se ele tivesse tanto poder quanto Deus. As pessoas tendem a colocar uma luta ferrenha entre o bem e o mal, entre Deus e o diabo, que Deus só consegue vencer no finalzinho, como em filmes. Devemos entender que tudo vem de Deus e que só Ele tem Poder, o diabo só pode fazer alguma coisa com a permissão Dele, caso contrário, nada acontece. O mal, os problemas, as dificuldades, os desertos, as tempestades em nossas vidas têm a permissão e a vontade de Deus. Isto porque o Senhor tem compromisso com a sua Palavra, e Ele já disse que, se fizermos o mal, se lhe desobedecermos, o castigo, a destruição viriam, e por tal motivo Ele envia o destruidor, porque, a bem da verdade, o diabo não passa de uma espécie de anjo vingador do Senhor. O diabo e seus demônios todos foram criados por Deus, tudo é Deus. Temos que combater com toda energia o mal que habita em nós. Temos que lutar contra os nossos desejos, nossos pensamentos, lutar contra a nossa carne, para não fazer o que queremos e sim o que o Senhor manda. Temos que aprender a mortificar a nossa carne. “Por isso quem resiste à potestade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.” (Romanos 13:2). Assim também todos nós devemos obedecer às autoridades, porque se elas estão no cargo, na posição em que se encontram foi porque o Senhor as colocou lá. Deus tem o comando, a direção de tudo, assim tanto os espíritos como todos os seres estão debaixo do seu controle. Ele levanta quem quiser e abate quem deseja. Todos os que estão ocupando cargos de destaques – ou não – só o estão porque o Senhor permitiu ou concordou com isso, uma vez que nada acontece a sua revelia. Se temos maus governantes, maus juízes, creia, a culpa é nossa, porque o Senhor envia o que merecemos. Se as nossas autoridades são corruptas, creia, somos nós os culpados, mas nós devemos obedecer-lhes, porque foi o Senhor quem as levantou e as colocou nos postos que estão ocupando.
         “Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela. Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal.” (Romanos 13:3-4). As pessoas criticam os juízes, criticam as suas sentenças, mas devemos nos examinar para não sermos passiveis de enfrentar os seus julgamentos, que inevitavelmente acontecerão se errarmos, se desrespeitarmos as leis. Dessa maneira, com certeza iremos a juízo e teremos que explicar as nossas rebeliões. As pessoas falam muito em autoridades corruptas, ou injustas, mas, na verdade, injustos somos nós, porque se nos submetemos a Deus, submetemo-nos a todas as autoridades porque é ordem, mandamento Dele, se assim procedemos, não damos chance de ser chamada a nossa atenção, sermos criticados e muito menos sermos julgados por esses magistrados. Quando fazemos o mal, quando desobedecemos ao Senhor e infligimos alguma lei terrena, com certeza estamos indo contra as determinações do Senhor, porque não podemos esquecer que Jesus veio para cumprir a lei, e a cumpriu por inteiro, e, sem reclamar, submeteu-se a um julgamento injusto, foi condenado e morreu de maneira injusta, porque era inocente. Se somos seus discípulos, então devemos fazer o mesmo, e, sendo injustiçados, não reclamarmos e nem condenarmos nenhuma autoridade, mas sempre glorificarmos o Nome do Senhor.“Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência. Por esta razão também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo sempre a isto mesmo.” (Romanos 13:5-6).Devemos sempre obedecer a todos os que têm autoridade sobre nós, mas não por medo da punição, e sim por temor a Deus, por obediência as suas ordenanças. Saber que todos os que exercem autoridades elas são constituídas por Deus, portanto, cabe a nós obedecer, porque senão estaremos  desobedecendo a uma ordem direta do Senhor. Se nos cobram impostos que achamos caro, ou se entendemos que estamos sendo furtados, não podemos reclamar, porque temos os impostos que merecemos, assim devemos simplesmente pagar, porque, se somos cobrados, é porque Deus permitiu. Devemos sempre nos examinar se realmente estamos andando na fé ou se somos somente religiosos, que falamos uma coisa, mas fazemos outra, se somos pessoas que vivem dizendo que Jesus é o nosso Senhor, mas vivemos em desobediência aos seus mandamentos e ordenanças.“Portanto, daí a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra. A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor. E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.” (Romanos 13:7-11). 

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
 

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 2 de outubro de 2018

COM ELE A MESA

“E, ouvindo isto, um dos que estavam com Ele à mesa, disse-lhe: Bem-aventurado o que comer pão no Reino de Deus.” (Lucas 14:15)

 Jesus tinha acabado de pregar, de ensinar sobre humildade quando um homem faz esse comentário dando a oportunidade a Jesus de falar, explicar sobre o Reino. Temos que observar que em nenhum momento Jesus perde a oportunidade de estar sempre ensinando, orientando, expondo o Reino de Deus. As pessoas, atualmente, fazem uma tremenda confusão com os propósitos do Senhor, com a sua Promessa, com bênçãos e milagres. Promessa é vida eterna, é salvação, e em nenhum momento Jesus prometeu riquezas, prosperidade, conforto, luxo ou qualquer outra coisa aqui. Mas, infelizmente, os carismáticos pregadores ficam criando expectativas em crentes analfabetos de Bíblias, crentes leigos dizendo que Deus vai fazê-los prosperar, vai os abençoar nessa ou naquela área, e não falam de arrependimento, de conversão, de salvação. Devemos lutar para podermos viver e desfrutar do Reino de Deus, temos que caminhar, peregrinar, para que sejamos considerados limpos para entrarmos no Reino. E isso só será possível se vivermos na prática do Evangelho de Jesus Cristo, se realmente vivermos em concordância com Jesus. “Porém, Ele lhe disse: Um certo homem fez uma grande ceia, e convidou a muitos. E à hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: Vinde, que já tudo está preparado.” (Lucas 14:16-17). Jesus, como sempre, gostava de ensinar utilizando alguma parábola, e agora cita uma, ou seja, conta uma história para ilustrar sobre o Reino de Deus. Deus Pai preparou tudo, enviou o seu Filho para sofrer e morrer em nosso lugar, para que pudéssemos ser salvos, para que pudéssemos ter a oportunidade de alcançarmos a salvação através Dele. Assim Ele veio e abriu a Porta, uma vez que Ele é a Porta, o Caminho pelo qual todos devem passar para alcançar a vida. Deus Pai preparou tudo, libertando-nos de todos os pecados, e nos chamou para participar do banquete, para participarmos da festa, das bodas do seu Filho. O convite foi feito a todos nós, homens e mulheres de todas as raças e cores, foi feito a todos os que querem banquetear no céu, os que querem festejar, mas não aqui. A festa, as bodas, não é aqui, o que fazemos aqui é tomar posse desse convite, é aceitarmos esse chamado para que possamos entrar, porque sem o convite ninguém entrará, e o convite é a maneira como vivemos aqui, como respeitamos e amamos o Senhor.
    “E todos à uma começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro: Comprei um campo, e importa ir vê-lo; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-los; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Casei, e, portanto, não posso ir.” (Lucas 14:18-20). A maioria das pessoas rejeitaram e rejeitam o convite, pois elas sempre têm outras prioridades e não querem abrir mão das coisas do mundo, dos prazeres mundanos, ou os compromissos materiais. As pessoas não querem saber de se preocupar com salvação, o que desejam imediato é o deus Mamom, é dinheiro, é conforto, é diversão, alegrias, querem acumular patrimônios, querem tudo, só não querem servir ao Senhor. Querem uma religião que prometa conforto, mas que não cobre santidade, que não exija o abandono de pecados, que não exija que se tenha um comportamento diferente. Assim sempre estão recusando o convite do Senhor, pois, apesar de citar com as suas bocas o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), elas não abrem mão das coisas do mundo. Têm muito trabalho para fazer, estão cansadas, têm compromisso, com a família, com tudo, só não têm com o Senhor, por isto irão padecer por toda a eternidade, pois com a recusa estão escolhendo o lugar de morte para passar toda a eternidade. “E, voltando aquele servo, anunciou estas coisas ao seu senhor. Então o pai de família, indignado, disse ao seu servo: Sai depressa pelas ruas e bairros da cidade, e traze aqui os pobres, e aleijados, e mancos e cegos.” (Lucas 14:21). Por esse motivo os sábios deste mundo, os inteligentes, os cultos, estudados não aceitam o convite e o rejeitam sempre, mas o Senhor manda chamar a todos, e nós, os que nada somos, que não temos compromisso com as coisas do mundo, recebemos o convite e o aceitamos. Mas também aceitamos porque não temos para onde ir, nada temos a perder, somos pobres, mas espiritualmente somos ricos, porque a nossa fonte de riqueza é o Senhor. Assim, quando recebemos o convite, vamos imediatamente, vamos correndo nos alimentar, comer pão na presença do Senhor. Nós somos os aleijados, os mancos e cegos deste mundo que jaz no maligno, somos os desprezados do mundo, e por isto vamos rapidamente às bodas do Senhor. Nós buscamos o Senhor com inteireza de coração, com sinceridade, com verdade, porque sabemos que Ele é a nossa única proteção. Por esse motivo os templos sérios, os que pregam e ensinam o Evangelho estão repletos de pessoas simples, que não são abastadas financeiramente, porque os ricos estão no mundo e não querem nada com o Senhor. São pessoas que não abrem mão das coisas do mundo, já nós, os simples, os mancos e cegos do Senhor, temos confiança, pois sabemos que as nossas estão é Nele. 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.