EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

CHEIO DO ESPÍRITO

“E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto; E quarenta dias foi tentado pelo diabo, e naqueles dias não comeu coisa alguma; e, terminados eles, teve fome.” (Lucas 4:1-2)

         Jesus era Deus, mas veio como homem, como um ser humano comum, porque Ele se despiu da sua Glória, do seu Poder, e veio como uma pessoa comum para que pudesse vencer. Portanto, sabemos que Jesus teve uma vida comum, foi uma criança, um adolescente, um jovem comum, inteligente, esperto, mas comum como tantos outros. Claro que, assim como outros, deve ter brincado com seus irmãos e irmãs, uma vez que Ele foi o primogênito de Maria, ou seja, o primeiro, pois depois ela teve filhos e filhas, como a Bíblia fala. Também deve ter corrido, trabalhado. Sabemos que era carpinteiro, pois aprendeu o ofício com José, marido de Maria, e assim a sua profissão depois de adulto era carpinteiro. Também sabemos que Ele não fez nenhum milagre antes dos seus trinta e três anos aproximadamente, ou seja, antes de ser batizado, e o seu primeiro milagre foi transformar água em vinho, como a Bíblia nos fala. Jesus só começou o seu Ministério após ser batizado nas águas por João Batista, e primeiro Deus, através do Espírito Santo, o conduziu, o levou ao deserto para ser tentado pelo diabo. Ele primeiro foi testado para depois ser aprovado. Mas isto só aconteceu porque, apesar de ser Deus, Ele estava como homem, como ser humano, e a carne é fraca. O Senhor primeiro o testou no deserto. Era necessário, porque o primeiro, aquele que foi feito pelas mãos de Deus, Adão, foi derrotado no Paraíso. Jesus, como homem, como ser humano, passou quarenta dias no deserto sendo tentado pelo diabo, e nesses dias teve fome, pois durante todo esse tempo nada tinha comido. Temos que compreender que Deus testou o seu Filho antes de aprová-lo, e nós queremos ir a Deus recebendo bênçãos, não queremos ser provados, não queremos passar por lutas, esquecendo que o objetivo do Evangelho é salvação e não bênção, mordomias, luxos, confortos ou realizações pessoais. As pessoas estão distorcendo o Evangelho, porque o chamamento não é mais para o arrependimento, mas para receber esta ou aquela bênção, falam que são seguidores de Cristo, mas não querem passar pelo deserto, não querem passar por lutas ou por alguma espécie de dificuldades, pois logo começam a reclamar.
          “E disse-lhe o diabo: Se tu és o Filho de Deus, dize a esta pedra que se transforme em pão.” (Lucas 4:3). Quando o diabo viu que Jesus estava há quarenta dias sem comer e fraco de fome, veio trazer a sua sugestão. Observamos que ele não traz nada, só traz sugestão, pois queria que Jesus se inflamasse em seu Poder e mandasse que as pedras se transformassem em pão, e se Ele mandasse, poderia até se transformar, mas Ele teria saído do propósito do Pai, e assim o diabo venceria. Mas temos que observar a resposta de Jesus, a qual todos nós deveríamos dar, temos que seguir o exemplo de Jesus quando estivermos no deserto, porque os cristãos passam pelo deserto de uma forma ou de outra. “E Jesus lhe respondeu, dizendo: Está escrito que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a Palavra de Deus.” (Lucas 4:4). Jesus estava esfomeado, pois quarenta dias sem comer é muito difícil de alguém suportar, mas mesmo assim Ele não caiu na cilada, na sugestão do diabo e respondeu de acordo com a Palavra dizendo que nem só de pão, de alimento, de comida natural vive o ser humano, que vive sim da Palavra de Deus. O nosso principal alimento tem que ser a Palavra de Deus, tem que ser o Evangelho, portanto, devemos buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e saber que do restante o Senhor cuida. Jesus tinha essa certeza e por isto foi vitorioso, e hoje tem Todo Poder no Céu e na Terra e todos os joelhos se dobram diante Dele. “E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo. E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu.”(Lucas 4:5-7). O diabo tem o poder de levar as pessoas ao monte, a lugares altos, pois vemos que levou Jesus a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos, as coisas boas, as riquezas, o que enche os olhos, e ofereceu-os a Jesus deixando bem claro que ele poderia dá-los para quem quisesse, pois ele os tinha recebido. Só desejava que o adorassem, e muitos o têm adorado em troca de receberem poder e riquezas, e com certeza ele pode dar-lhes e junto com isto também destruição e sofrimento, e no final a morte, porque as pessoas acham que Jesus é o príncipe deste mundo, mas não o é, e sim o diabo, e Deus Pai deu esse poder ao diabo exatamente para testar a fé dos que dizem amá-lo, pois muitos são os que buscam somente prosperidades, riquezas e realizações pessoais. “E Jesus, respondendo, disse-lhe: Vai-te para trás de mim, Satanás; porque está escrito: Adorarás o Senhor teu Deus, e só a Ele servirás.” (Lucas 4:8). Jesus respondeu na Palavra e não se deixou seduzir pelo oferecimento de satanás, e da mesma maneira deveríamos todos nós responder aos oferecimentos do diabo e não ir atrás, pois os cristãos dessa geração já não estão esperando o diabo oferecer, mas, ao contrário, estão pedindo, estão implorando ao diabo as suas ofertas. “Levou-o também a Jerusalém, e pô-lo sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; Porque está escrito: Mandará aos seus anjos, acerca de ti, que te guardem, E que te sustenham nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra.” (Lucas 4:9-11). O diabo não desistiu de Jesus e não vai desistir de nós, sempre estará tentando, e inclusive na Palavra, como fez, usando versículos aleatórios do salmo noventa e hum, mas na Palavra direta Jesus rebateu. Vemos hoje pessoas e supostos pastores usarem parte de versículos para mentirem, enganarem nos púlpitos. Encontramos templos, igrejas que são administradas por servos do diabo e cheias de adoradores. Todos aceitando, implorando as suas ofertas, mas se realmente somos fiéis, então seguimos Jesus e sempre rejeitamos todas as ofertas do diabo, passamos por lutas e tentações, mas com Jesus. “E Jesus, respondendo, disse-lhe: Dito está: Não tentarás ao Senhor teu Deus. E, acabando o diabo toda a tentação, ausentou-se Dele por algum tempo. Então, pela virtude do Espírito, voltou Jesus para a Galileia, e a sua fama correu por todas as terras em derredor.” (Lucas 4:12-14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

ORDEM

"Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei: Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes." (Tito 1:56)

         O apóstolo Paulo já tinha dado instruções semelhantes a Timóteo sobre como organizar as igrejas, e sobre quais deixar como pastores à frente dos ministérios. Agora dá essas instruções a Tito, sobre como organizar a igreja em Creta, lembrando que em relação a esse assunto já lhe tinha dado ordens. Não podemos esquecer que, quando a Bíblia fala ou cita presbíteros, bispos, está se referindo simplesmente a pastores ou supervisores de igreja, e não existe a diferença entre esses cargos, porque são somente nomes diferentes, e podemos afirmar que são somente pastores. Essas definições colocando bispos acima de pastores ou presbíteros inferiores são somente os modernismos que tentam trazer para o Evangelho. Paulo orienta Tito que ele deveria escolher bem os pastores, como ele já tinha ordenado. Vejamos as qualificações que Paulo exigia que fossem observadas para alguém ser pastor ou supervisor de igreja, para administrar uma congregação. Tinha que ser irrepreensível, ou seja, as pessoas não podiam encontrar nada com que lhe pudessem acusar de algum erro, ou maneira de portar e viver; que fosse marido de uma só mulher, que fosse casado somente uma vez, portanto fica claro que não poderia estar em um segundo ou terceiro relacionamento, e nem poderia estar casado com uma mulher divorciada. Tinha que ser homem, e não mulher, mesmo porque em nenhum momento a Bíblia autoriza ou concorda ou cita mulher como sendo pastora, porque não existe - a Bíblia se refere a pastora como cuidadora de animais, quadrúpedes. Sendo casado, esse homem não poderia ter filhos que vivessem de maneira errada, não poderia ter filhos viciados, ou que vivessem de maneira desordenada, porque a família do pastor tem que ser referência. E quando o pastor tem filhos que são desobedientes e vivem de maneira errada, isso mostra que não soube educá-los, não exerceu a autoridade devida, não foi sacerdote do lar de acordo com a Palavra de Deus. Os filhos, a família do pastor tem que viver de acordo com a Palavra de Deus, portanto, pastor não pode ter filhos divorciados, ou que vivam em fornicação, nem em práticas homossexuais.
       "Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância; Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante; retendo firme a fiel Palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes." (Tito 1:7-9). É necessário que o pastor, ou supervisor de igreja, o responsável por uma congregação seja irrepreensível, isto quer dizer que nem os de fora, os que não são crentes, os que não professam a mesma fé, nem os que são crentes, ou que dizem ser ou fingem ser não tenham como acusá-lo, não podem ter nada que possa se firmar para criticar ou comentar sobre algo que possa desabonar o pastor ou algum membro da sua família. A função do pastor é representar Deus, é ensinar e falar das coisas do Reino, é um professor das leis de Deus, portanto é necessário que seja um praticante em todos os sentidos. Assim não pode ser alguém que ande de mau humor, de cara fechada, brigando, reclamando, ou tratando mal o seu semelhante, independentemente de qualquer coisa. Não pode jamais ser alguém que goste de tomar qualquer espécie de bebida alcoólica, e não existe nenhuma quantidade tolerável, ou seja, simplesmente não pode ingerir álcool de maneira nenhuma. Não pode ser alguém que reaja ou aja com violência em nenhuma situação, nem em casa ou na rua, e sempre agir com paz; jamais agredir quem quer que seja, mesmo porque não existe motivo que possa justificar uma agressão física a alguém, e principalmente por parte de um pastor. Não pode também ser um homem que tenha preocupações em adquirir bens, patrimônio material, porque são incompatíveis com o ministério do Reino de Deus. Não pode estar voltado, preocupado em ganhar dinheiro, e que seja dedicado em tempo integral ao ministério, dependendo exclusivamente dele para viver e manter a sua família. É necessário que seja um homem sempre pronto a receber todos os que o buscam, sempre pronto para socorrer todos os que necessitam de alguma ajuda ou socorro. Precisa ser amigo, calmo, praticar justiça e viver de acordo com a Justiça de Deus, ensinando todos não somente com palavras, mas principalmente com exemplos. Principalmente, que conheça bem a Palavra de Deus, para que possa ensinar, responder e orientar sempre todos os que o buscarem, não permitindo que ninguém saia sem resposta ou crie resposta, explicação, por não ter o conhecimento da sã doutrina. "Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância." (Tito 1:10-11). Tomar muito cuidado com os falsos pastores, pregadores, pessoas que pregam e ensinam outros evangelhos, porque são muitos os que citam o Nome do Senhor, mas que vivem e ensinam contra Jesus Cristo, porque apresentam um evangelho distorcido e tolerante com o pecado; são pessoas que trazem novidades e modernismo para a igreja. São pessoas que têm a preocupação de ganhar dinheiro e transformam igrejas em negócio, e as ovelhas do Senhor em mercadoria; são os criadores de campanhas, de desafios, os apresentadores de carnes, envelopes, os que falam mais em ofertas do que em obediência e conversão. "Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos. Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé. Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade. Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados. Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra." (Tito 1:12-16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

TEMPLO

"E, quando Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se Dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo. Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada." (Mateus 24:1-2)

 Jesus estivera no templo como era seu costume e, na saída, os seus discípulos o chamaram para lhe mostrar a estrutura, a suntuosidade do templo, pois era o orgulho do povo. A construção era bonita, grande, e para a época era não somente confortável, mas até mesmo luxuosa. Era um grande templo, com capacidade para muitas pessoas, e com várias divisões. Mesmo sendo discípulos de Jesus, eles não tinham aprendido sobre o que realmente importava para o Senhor, por isso é que quiseram com orgulho falar daquele templo de pedras e areia. Da mesma maneira, vemos pessoas se orgulharem de frequentar determinados templos faraônicos, templos enormes, com capacidade para milhares de pessoas. Muitas vezes essas pessoas vêm até nós falando dos seus templos, dos estacionamentos e do que têm dentro, que são pequenosshoppings, porque eles têm cantinas, lanchonetes, livrarias e outras coisas mais. As pessoas não se preocupam com o que realmente se prega ou se ensina nesses templos, se estão ou não vivendo, ensinando a Palavra de Deus. Estão preocupadas com os eventos, os cantores que lá se apresentam, os artistas que são convidados para cantar, os pregadores famosos que lá vão. As pessoas gostam de dizer que frequentam essa ou aquela denominação por causa da estrutura do templo; fazem questão de colocarem em seus veículos adesivos desses templos. Mas deveriam primeiro examinar se estão vivendo e aprendendo a Palavra de Deus, porque Jesus disse que não ficaria pedra sobre pedra. Todos nós temos que ter a preocupação com o templo do Senhor, que somos nós, temos que manter limpo e adornado é o nosso corpo, nossa mente, estar sempre nos purificando, pois somos a casa do Senhor. Templos de tijolos e pedras todos cairão, e devemos saber que eles somente são um lugar para nos reunirmos, para adorarmos, exaltarmos e glorificarmos o Nome do Senhor. Saber que o Senhor não habita em templos feitos por mãos humanas, e, portanto, não é em um prédio qualquer, por mais luxuoso que seja, que Deus mora. Ele mora em nós, e não podemos nos enganar, por mais luxuoso que seja o templo, o diabo, os demônios não têm nenhuma dificuldade para entrar, mesmo porque basta vermos quando eles se manifestam.
 "E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a Ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?" (Mateus 24:3). Agora os discípulos vêm até Jesus perguntar-lhe quando Ele voltará, quando essas coisas acontecerão, quando os templos e tudo mais serão destruídos. Eles querem saber quando será o fim, porque eles entenderam o que Jesus disse sobre a destruição do templo e ficaram preocupados com o fator tempo. Mas nós não temos que ficar preocupados com o tempo, devemos estar sempre atentos, sempre vigilantes, estar sempre buscando nos santificar e vivermos no Evangelho, porque pode ser que, quando menos se espera, Jesus volte. Assim não podemos nos preocupar com os templos de tijolos, mas com o templo que somos nós, porque se estes não estiverem limpos e adornados, prontos, com certeza também serão destruídos. Assim como os templos de tijolos e pedras serão destruídos como todas as coisas, se não estivermos vivendo na Palavra de Deus, também seremos destruídos. Portanto, que sejamos cuidadosos em como vivemos, porque Jesus está voltando, e os sinais estão se cumprindo. "E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu Nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos." (Mateus 24:4-5). Jesus nos manda tomar cuidado, prestar atenção, vigiar para não sermos enganados, porque muitos já estão por aí se dizendo falar em seu Nome. São muitos em seus templos luxuosos que dizem ser lá a casa de Deus, e falam e pregam contra a própria Palavra, ensinam contra o Evangelho de Jesus Cristo, isto porque criam doutrinas próprias e preceitos de homens, e muitos são os seus seguidores. O povo está sendo destruído por falta de conhecimento, por causa do analfabetismo bíblico, por causa da preguiça e por querer encontrar facilidades e palavras amenas. Quando observamos pessoas que dizem conhecer Jesus, mas que idolatram pregadores, cantores, templos, e não têm a preocupação de praticar o Evangelho, mas de obedecer e seguir estes sem buscar a verdade, sabemos então que estão totalmente afastados de Cristo. Buscam um evangelho diferente, de facilidades, de bênçãos e de felicidade plena aqui, mas esqueceram que o tempo está se acabando, os sinais estão todos se cumprindo, e a qualquer momento soará a última trombeta. "E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores." (Mateus 24:6-8).Tudo isso já vimos e todos os dias vemos guerras, destruição, terremotos, maremotos, tsunamis, e sabemos que a tendência é somente se agravar, piorar, e tudo isso é somente o início, o começo dos sofrimentos, das dores. Muita coisa acontecerá, mas não existe nenhuma promessa ou garantia de Jesus de que os cristãos não as enfrentarão, ao contrário, a certeza é de que também sofreremos, mas, se permanecermos firmes, receberemos a coroa da Glória, receberemos a vitória Nele."Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu Nome. Nesse tempo, muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. E este Evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim." (Mateus 24:9-14).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

BUSCANDO

“Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.” (Colossenses 3:1)

         Vejo muitas pessoas falarem que se converteram ao Senhor, ou outras dizerem que estavam desviadas, mas que se reconciliaram com Deus. O que chama a atenção é que elas falam isso, porém, conversando com elas, observamos que não houve mudança de vida, continuam sendo pessoas carnais, materialistas, mudaram de religião ou assumiram uma nova religião, mas continuam buscando a satisfação, a realização carnal, pois afirmam e acham que têm o direito de viverem o melhor aqui, que têm o direito de reinar, acham que, por terem se batizado, assumido uma nova religião, Deus tem o compromisso, a obrigação de fazê-las felizes e de realizar todos os seus desejos, e vão além, colocam Deus como o seu vingador pessoal. Temos que saber é que se realmente conhecemos Cristo, se entregamos as nossas vidas a Ele, se nos batizamos em seu Nome – e o batismo se dá na morte de Cristo –, então ressuscitamos Nele, renascemos Nele, temos que como novas criaturas, como agora cidadãos e cidadãs do Reino, temos que viver e pensar como tais, pensar nas coisas do alto, temos que ser espirituais, devemos andar em espírito e não mais como terrenos, mundanos. Temos que pensar em tudo de acordo com a mente de Cristo, e não nos preocuparmos com as coisas daqui, pois sabemos que estamos de passagem, estamos peregrinando em direção ao nosso Mestre, portanto, nada pode nos prender. Quando realmente nos convertemos, vivemos de maneira a agradar ao Senhor, a nossa fala, os nossos pensamentos, as nossas ações são condizentes com o Reino e não de maneira comum. Se somos realmente do Senhor, temos a sua mentalidade, portanto, não ficamos pedindo a Ele bênçãos sem fim, mas, ao contrário, queremos mais de Jesus. “Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com Ele em Glória.”(Colossenses 3:2-4). Assim nossos pensamentos são todos de acordo com a vontade do nosso Mestre, que é Jesus Cristo, e por isto sabemos que estamos mortos para o mundo e para os desejos carnais. Sabemos que só teremos vida no Senhor, e aqui nada nos atrai a não ser viver a vontade do Senhor e sempre apresentar o seu Evangelho.
     “Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas.” (Colossenses 3:5-7). Mortificar nossos corpos, isto é, mortificar as nossas vontades, não nos deixar ser dominados pelas emoções, pelas vontades carnais, pelo desejo. Sempre em tudo o que fizermos, pensar, analisar primeiro de acordo com o Evangelho se podemos fazer ou não, e como fazer, se podemos pensar sobre determinada situação ou não. Não importa se algo é permitido pela lei dos homens, se não é crime, temos que verificar se para o Senhor é ou não pecado, e se for, não devemos nem nos aproximar. Para o mundo é normal a relação sexual entre namorados, noivos, entre solteiros, mas para Deus é pecado a fornicação, portanto, o cristão não pode praticar e nem muito pensar em sexo sendo solteiro, assim como os casados só podem se relacionar sexualmente com os seus cônjuges, e nem pensar em outros. É motivo de orgulho e até de louvor quando alguém se dedica desde cedo a trabalhar, economizar, ser avarento para se tornar uma pessoa rica, abastada, mas para o Senhor é pecado, pois isso é pecado de idolatria, uma vez que está idolatrando o dinheiro (Mamom), está adorando coisas. As pessoas muitas delas não sabem o que falam quando dizem que são cristãs, pois cristãos são os aprendizes de Jesus, os que realmente mortificaram a sua carne. “Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo, e em todos.”(Colossenses 3:8-11). Agora, sabendo dessa verdade, que possamos assumir a nossa conversão, que abandonemos o erro, a mentira e nos convertamos verdadeiramente ao Senhor, vivamos como cidadãos e cidadãs estrangeiros que somos, mas caminhando em direção a nossa pátria que está em Cristo. Sejamos transformados pelo Evangelho e mudemos a nossa maneira de falar, pensar e agir para que possamos escapar da ira de Deus que vem sobre todos os desobedientes. Não existe separação entre brancos ou pretos, nem entre homens ou mulheres, não existe acepção de pessoas, tanto pobres como ricos, todos que realmente se converterem ao Senhor serão salvos, mas digo conversão, não mudança de religião.“Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos. A Palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração. E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em Nome do Senhor Jesus, dando por Ele graças a Deus Pai.”(Colossenses 3:12-17).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

domingo, 10 de fevereiro de 2019

A COMPAIXÃO DE DEUS

“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” (Romanos 12:1)

         Temos que ler sempre a Bíblia, temos que meditar e procurar sempre compreender o que ela está nos falando. Infelizmente, muitas pessoas leem a Bíblia como uma obrigação, fazem uma espécie de ritual de ler tantos versículos ou capítulos por dia, semana, mas, quando perguntamos o que leram, o que sabem, descobrimos que são pessoas totalmente analfabetas de Bíblia. Essa verdade comprovamos quando nos deparamos com templos, igrejas denominacionais lotadas, onde pregadores profissionais pregam contra Cristo, uma vez que ensinam e falam o que o Senhor jamais falou; pregadores fazem pregações emotivas, mas não bíblicas, e o povo aplaude, principalmente se forem pregações sobre bênçãos e prosperidades. Mas a Palavra de Deus nos manda oferecer nossos corpos como sacrifícios vivos, só por isso já sabemos que não são facilidades que essa verdade nos oferece. Temos que saber que ser cristão é andar na contramão do mundo, é estar em território inimigo, uma vez que o mundo jaz no maligno, e nós, se formos cristãos verdadeiros, se formos discípulos de Jesus, somos então cidadãos e cidadãs do Reino. Por isto, é normal e esperado que sejamos maltratados, perseguidos aqui, e temos que saber que estamos em guerra, portanto, somos atacados, mas prevaleceremos se realmente estivermos firmes Nele, porque quem vence é o Senhor, que é quem opera, uma vez que usamos o seu nome (que é Santo para sempre Amém). Apresentar os nossos corpos em sacrifício vivo é não estarmos preocupados em sentir alegria ou prazer aqui, mas simplesmente obedecer ao Senhor, pois a nossa recompensa não se encontra aqui, mas Nele. “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:2). Não podemos ficar assistindo, concordando com pregadores que ficam dizendo, oferecendo realizações aqui, porque, como já disse, isso não é o Evangelho, devemos conhecer mais Cristo e então descobriremos que a vontade boa, perfeita e agradável do Senhor é que sejamos salvos, que possamos alcançar a Vida Nele. Temos que renovar o nosso entendimento e não ficarmos presos a coisas materiais, pois isto nos afasta do Senhor.
      “Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.” (Romanos 12:3). Portanto, antes de aceitarmos ensinos, orientações de que devemos ter isto ou aquilo, que Deus está comprometido em nos dar algo, temos que compreender que somos servos, por isto nossas orações devem ser sempre que seja feita a sua vontade, e não o que eu determino ou fico pedindo incessantemente. Temos que aprender sobre humildade com Cristo e ter o conhecimento verdadeiro de que não somos mais do que ninguém nem materialmente falando ou espiritualmente, porque cada um tem a função com a qual Cristo capacitou, e todos nós procuramos servir o Senhor com inteireza de coração e somos usados para evangelizar, ensinar, abençoar e conduzir pessoas, almas a Cristo, não a nosso ministério, não a nossa denominação, mas a Cristo. A fé que temos é o suficiente, por menor que seja, basta a aplicarmos, colocá-la em ação e veremos quão grandes coisas faremos em Nome do Senhor.“Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.” (Romanos 12:4-5). As pessoas fazem uma confusão muito grande quando se deparam com os dons espirituais, porque muitos esperam que uma pessoa faça tudo, seja profeta, mestre, disciplinador, coluna, intérprete, e que fale em línguas. Mas não é assim, claro que uma pessoa pode ter mais de um dom, mas sempre tem um que sobressai e que deve ser usado no ministério de Cristo. Por exemplo, em sua maioria, o que fala em línguas geralmente não as interpreta, ou seja, não sabe o que está falando, e é preciso um outro para interpretar. Também os profetas do Senhor não precisam e não devem estar falando em línguas na hora de profetizar, pois não são eles falando com Deus, mas ao contrário, Deus falando com eles. Já o que ministra, que ensina, ou o doutrinador, tem que falar, ensinar a Palavra de Deus, e não ficar preso a outra coisa qualquer. De igual maneira o que tem o dom de louvar tem que louvar o Senhor, e suas músicas não podem ser para exaltar o homem ou uma situação, nem devem tentar pregar, ensinar, pois esse não é o seu chamado. Temos que fazer tudo com ordem e decência, assim como a Palavra de Deus manda, pois temos que oferecer culto, santos ao Senhor. Quando fazemos um culto ao Senhor, não pode ser de qualquer jeito, ou como acharmos melhor, mas fazer segundo a direção do Senhor, e a nós não importa, o que importa em tudo é o Senhor. “De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria. O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.”(Romanos 12:6-10).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

LIÇÃO DE HUMILDADE

“Ora, antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim.” (João 13:1)

         Jesus, apesar de estar como homem, era Deus, e exatamente por ser obediente ao Pai, por fazer e falar somente o que Deus Pai tinha determinado é que foi vencedor. Antes da comemoração da páscoa judaica, Jesus já sabia que a sua missão estava chegando ao fim, que tinha feito tudo o que Deus tinha determinado que Ele fizesse, sabia que era a hora de retornar para o Pai, de subir para onde estava antes de vir e de se apresentar ao mundo. Jesus sabia tudo o que ia lhe acontecer antes mesmo que de fato ocorresse, porque Deus Pai lhe revelara. E Ele fazia isso por causa da sua obediência, assim, já sabia que estava prestes a ser traído, preso, humilhado, espancado e vir a morrer na cruz, porque, afinal, foi para isso que Ele veio ao mundo. Não podemos esquecer que Jesus veio ao mundo com a missão de ser preso, crucificado e morrer em nosso lugar, e Ele sempre soube disso. Se Jesus não morresse em nosso lugar, nós não teríamos condições de ser salvos, mas Ele veio e ocupou o lugar que era destinado a nós. Jesus sabia tudo o que ia lhe acontecer, e Ele amava os seus seguidores, os seus discípulos, e continuou amando-os, pois sabia que eles continuariam a sua Boa Obra, eles continuariam levando o seu Evangelho, assim como o levaram. Jesus amou os seus até o final. Temos que observar que Ele amou os seus, e não a todos, basta observar as orações de Jesus. Quando ora ao Pai, Ele ora pelos seus e não pelos do mundo. “E, acabada a ceia, tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse, Jesus, sabendo que o Pai tinha depositado nas suas mãos todas as coisas, e que havia saído e Deus e ia para Deus, Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se.” (João 13:2-4). Jesus sabia que iria ser traído e mais: sabia quem era o traidor, mas sabia que Ele estava recebendo tudo do Pai e que teria todo Poder no Céu assim como na terra. Judas Iscariotes esteve com Jesus durante três anos e o viu operar todos os tipos de milagres, que também recebeu poder quando o Senhor os enviou a pregar, mas Ele nunca foi ovelha, era um bode, pois ele era um ladrão e roubava no próprio Ministério e por isso ele deu legalidade para o diabo agir na sua vida.
        “Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido. ” (João 13:5). Jesus, sabendo que tudo tinha se cumprido, que a sua missão estava no final, que o traidor já estava prestes a lhe entregar, Ele então resolve dar mais um ensinamento, deixar mais um grande aprendizado. Então o Mestre Jesus se prepara, pega uma toalha e, apanhando água em uma vasilha, se agacha de maneira servil diante dos seus discípulos. E então, para a surpresa de todos que estavam observando o que Ele iria fazer, começa a lavar os pés dos discípulos. O Mestre dos mestres, Jesus Cristo, o Messias, agora lava os pés dos seus discípulos, que nada entendiam, mas o Senhor estava ensinando uma grande lição a todos nós. Estava nos ensinando sobre humildade, mostrando que, sendo Ele Deus, estava fazendo o trabalho de um servo, de um serviçal, e que nós também deveríamos fazer o mesmo. Não podemos em nenhum momento nos colocar em posição superior a ninguém, inclusive Ele fala que quem quiser ser grande no Reino que seja o menor aqui. “Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim? Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois. Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo. Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça.”(João 13:6-9). Jesus, quando vai lavar os pés de Pedro, este não quer aceitar, e, é claro, seria a reação de qualquer um de nós, pois não iríamos deixar o nosso Mestre lavar os nossos pés, muito pelo contrário, sabemos que nós é que deveríamos lavar os Dele. Mas Jesus lhe diz que depois é que ele entenderia, e que naquele momento Pedro deveria simplesmente obedecer-lhe, deixá-lo lavar-lhe os pés. Mas, quando Pedro insiste que não deixaria Jesus se humilhar para lhe lavar os pés, o Senhor então diz que, se isso não acontecer, então Pedro não teria parte com Ele. Então Pedro diz que então lavasse não seus pés, mas também as suas mãos, sua cabeça. Isso mostra o amor, a sede que Pedro tinha de estar com Jesus, de fazer parte do Senhor. Pedro amava Jesus e tudo fazia para aprender mais, para estar mais com o Senhor, e foi por esse motivo que, quando Jesus morreu, foi o que mais sofreu, até ter a certeza da ressurreição do Senhor.“Disse-lhe Jesus: Aquele que está lavado não necessita de lavar senão os pés, pois no mais todo está limpo. Ora vós estais limpos, mas não todos.” (João 13:10). Jesus então explica que a maioria deles estavam limpos, mas um não estava, que era Judas Iscariotes, o traidor. Assim também no meio dos discípulos de Jesus há muitos traidores, há muitos que não estão limpos. Isto porque, apesar de estarem em templos, congregações citando o nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), continuam nos erros, nos pecados, e precisam ser limpos, para que não venham padecer por toda a eternidade, assim como Judas. “Porque bem sabia Ele quem o havia de trair; por isso disse: Nem todos estais limpos. Depois que lhes lavou os pés, e tomou as suas vestes, e se assentou outra vez à mesa, disse-lhes: Entendeis o que vos tenho feito? Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes.” (João 13:11-17).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

POTESTADES

“Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus.” (Romanos 13:1)

         A Bíblia é tão maravilhosa, tão esplêndida que nos ensina tudo, inclusive como controlar nossas finanças, para que não fiquemos fazendo dívidas, além de nos ensinar como nos portar diante das autoridades e situações controversas como a corrupção, muito comum em nosso país. Vejamos o que a Palavra de Deus fala em relação a ficarmos criticando as autoridades e não acatarmos e desrespeitarmos as suas ordens, porque se tudo o que acontece é por vontade ou permissão do Senhor, sabemos então que todas as autoridades são constituídas pelo Senhor. Temos essa certeza porque, como está claro no versículo acima, não temos como duvidar ou questionar; sendo assim, temos a obrigação, o dever, de obedecer a todas as autoridades, porque estaremos obedecendo ao próprio Senhor. Quando nos deparamos com autoridades corruptas ou maldosas, não devemos usar isso como pretexto para não obedecer, e sim questionar as nossas atitudes diante do Evangelho, porque se temos uma autoridade sobre nós que está nos causando dores, sofrimentos ou incômodo, a culpa é nossa, porque quem a colocou naquela posição foi o Senhor, e só a colocou porque era o que merecíamos. O que não pode acontecer é usarmos desculpas para sermos desobedientes, porque é rebelião contra Deus se formos desobedientes tanto com as autoridades federais, estaduais, municipais, como com o nosso chefe, nosso gerente, com aquela pessoa que tem poder sobre nós, porque tudo está sob o comando do Senhor.“Por isso quem resiste à potestade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.” (Romanos 13:2). Todos nós temos a obrigação de respeitarmos e acatarmos as determinações das lideranças, quando nos deparamos com um líder, uma autoridade que tudo faz para nos prejudicar, nos atrapalhar, não devemos brigar nem questionar, mas irmos diante do Senhor clamar a Ele. Isto para que o Senhor nos mostre onde estamos errando e como devemos proceder, porque, se nos humilharmos diante do Senhor, Ele mesmo nos exaltará no momento certo. A serva de Sarai tentou fugir da presença dela, mas Deus a mandou de volta e determinou que ela se submetesse a ela, da mesma forma Ele nos manda, porque assim como teve o momento apropriado para que a serva Agar saísse da presença de Sarai, terá o momento certo de sairmos debaixo da má autoridade.
        “Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela. ” (Romanos 13:3).Também não podemos ter medo de juízes, promotores, ou autoridades da segunda instância tais como desembargadores ou procuradores, porque eles simplesmente fazem com que a lei seja cumprida e somente cometendo falta é que iremos a sua presença. Não podemos temer a justiça, nem os seus representantes, mesmo porque são cumpridores das ordens que são provenientes do Senhor, uma vez que o nosso Deus é Juízo, ou seja, é Justiça, sendo Ele Justiça, Ele fez com que a justiça seja feita em todas as esferas. Temos que aprender a temer é o erro, a desobediência, o pecado, porque se não nos rebelarmos contra as autoridades, contra a justiça dos homens, e principalmente contra a Justiça de Deus, então com certeza não teremos problema algum. “Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal. Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência.” (Romanos 13:4-5). Assim, os que são desobedientes enfrentam os rigores da lei, e não se pode culpar as autoridades, culpar a si mesmo, uma vez que foi a desobediência que gerou o castigo, porque, quando estamos fazendo o que é certo, temos as autoridades a nosso favor, temos as leis que nos defendem e apoiam, por este motivo devemos estar sempre debaixo das autoridades, do seu poder, porque estaremos debaixo da autoridade de Deus. Assim devemos nos examinar antes de criticar, rebelar, fazer greves e outros atos se realmente estamos sendo servos do Senhor, se o que estamos fazendo é correto. Sejamos sábios e obedeçamos a Deus, e todo o resto irá bem, basta sermos autênticos cristãos e não só de fachada. “Por esta razão também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo sempre a isto mesmo. Portanto, daí a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.”(Romanos 13:6-7). De igual maneira é a questão de pagar impostos, pois muitos são os que sonegam impostos alegando que o governo rouba, que os impostos são ilegais. Mas nós, como cristãos, não podemos, porque o Senhor nos manda devolver os impostos, os tributos a quem é de direito, e temos o exemplo em Cristo, que pagou os impostos Dele e de Pedro quando foi cobrado no templo. Assim também o Senhor nos orienta a não ficarmos fazendo dívidas, pois poderemos passar por momentos ainda piores e não termos condições de pagar, e aí sim seremos difamados, ficaremos com nome sujo e até poderemos ser processados. A solução é seguirmos Jesus, praticarmos a sua Palavra. “A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.” (Romanos 13:8-10).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

DEIXANDO A MALÍCIA

“Deixando, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo; se é que já provastes que o Senhor é benigno.” (1 Pedro 2:1-3)

 
        Não basta falarmos que somos cristãos, evangélicos, religiosos, frequentarmos templos, denominações nem orarmos ou rezarmos muito se não mudarmos o nosso comportamento, se não existir uma mudança completa. Temos que deixar a malicia, procurar sermos simples e inocentes diante do Senhor. Devemos parar de esperar maldade nas pessoas, mas, ao contrário, aguardarmos sempre coisas boas, mesmo porque Deus usará qualquer uma para nos abençoar, nos ajudar, orientar, aconselhar. Vemos pessoas que se autodefinem cristãs, mas vivem em malícias, porque não confiam, não creem em Jesus. Pessoas dizem ser de Jesus, mas são falsas, são hipócritas, mentirosas, invejosas, e mesmo assim usam jargões evangélicos, citam versículos bíblicos, vão a templos. Essas são as pessoas mais difíceis de lidar, pois se acham convertidas e não pretendem abrir mão da condição religiosa em que vivem. Temos que tomar muito cuidado, porque os que são verdadeiros discípulos de Jesus têm um caráter diferenciado, vivem segundo os preceitos do Senhor, praticam a verdade e não vivem em murmuração. Sim, porque são muitos os que vivem reclamando de uma coisa ou de outra, esquecendo que essas lamentações são contra o Senhor, uma vez que devemos agradecer, louvar, exaltar o Nome do Senhor todo o tempo e não só em situação de fartura e abundância, porque devemos nos despir de toda maldade, de todo mundanismo, de toda lógica humana e nos entregar ao Senhor, isto é, viver de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo. Temos que nos despir do nosso conhecimento e nos tornarmos crianças, sermos inocentes confiando, crendo somente em nosso Pai Celestial. Não basta falarmos que Deus é bom, devemos mostrar a bondade de Deus refletida em nós, temos que mostrar o amor de Deus através das nossas atitudes. Se confiamos em Cristo, se cremos em sua Palavra, vamos simplesmente viver um comportamento adequado ao Evangelho, e mesmo estando bem ou mal na situação em que estivermos vivendo, estaremos sempre confiando no Senhor.
        “E, chegando-vos para Ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.” (1 Pedro 2:4-5). Não importa o julgamento do mundo, não importa o que o mundo, as pessoas pensam a nosso respeito por causa do nosso comportamento, por sermos pessoas sem maldades, temos que nos preocupar com o que Deus pensa a nosso respeito, porque é a Ele que devemos satisfação, é Ele que tem Poder sobre nossas vidas, tem poder de nos salvar ou de lançar nossas almas no inferno. Na verdade, sabemos que, se quisermos agradar o mundo, as pessoas, com certeza estaremos desagradando a Deus, mas, como queremos agradar a Deus, desagradamos o mundo. Temos um Mestre que desagradou o mundo e por isto foi perseguido, humilhado, crucificado e morreu em nosso lugar. Como seus seguidores, devemos percorrer o mesmo caminho, pois, assim como Ele venceu, nós também venceremos se o estivermos seguindo. Temos que ser luzes, temos que iluminar, fazer a diferença, trazer conhecimento, temos que ser sal, temperar, dar gosto, uma vez que somos cidadãos e cidadãs do Reino, e não cidadãos deste mundo que jaz, está morto no maligno. Fomos chamados, escolhidos para vivermos de maneira santa e separada para o Senhor, assim, deixamos a religião de lado e caminhamos em direção ao nosso alvo, que é Jesus Cristo. “Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; e quem nela crer não será confundido.” (1 Pedro 2:6). Quem crê em Jesus Cristo não é confundido, porque sabe que não tem outra alternativa a não ser segui-lo. Quem crê em Jesus lhe obedece, porque sabe o preço da desobediência, do castigo, mas os incrédulos lhe desobedecem porque não creem em Jesus e acham que tudo se resolverá aqui, não acreditam que exista uma vida para ser vivida, ou uma morte para ser sentida, sofrida. Como irão obedecer a Cristo se não creem Nele? E como irão crer se os que dizem conhecer e temê-lo levam uma vida totalmente contrária aos seus ensinamentos? Infelizmente, os culpados de muitas almas estarem se perdendo são exatamente os religiosos, os falsos crentes, pois falam uma coisa e fazem outra. Citam o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), mas vivem de maneira contrária, e então os ímpios, vendo esse comportamento, não acreditam e não querem viver no Senhor. Façamos a diferença e sejamos autênticos e verdadeiros, sejamos homens e mulheres de Deus assim como somos chamados, para que possamos estar influenciando as pessoas, o mundo, pois é somente a nossa obrigação. “E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram, essa foi a principal da esquina, e uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na Palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados. Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia. Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma; Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem.”(1 Pedro 2:7-12).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

CONFORTO EM CRISTO

“Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa.” (Filipenses 2:1-2)

         É normal as pessoas falarem que Deus é bom, que Jesus é maravilhoso, e de fato o é, mas o fato que nos preocupa é ver as pessoas falarem isso de uma maneira superficial, porque, apesar de falarem isso, elas não conhecem e nunca desfrutaram do amor e do cuidado de Deus, pelo menos de forma consciente. Como religiosos, falam de algo que não vivem, que não conhecem, porque também não vivem o Evangelho, não vivem Jesus, e, por não o viverem, ficam somente citando, repetindo o que muitos falam, mas sem terem uma experiência pessoal com o Senhor. E por falarem o que não conhecem, não vivem, acabam pecando, pois estão mentindo, por isto entendo que devemos ser inteligentes e ferrenhos lutadores, porque, se Cristo é bom, então vamos desfrutar dessa bondade, desse amor de que todos falam. Uma vez que falo o que não conheço, então sou um hipócrita, mas se sou uma pessoa da verdade, então vou buscar essa verdade, vou desfrutar, vou viver o que apregoo. Se existe consolação, se existe misericórdia em Cristo, então vou viver e demonstrar isso a todos, não somente recebendo como também, principalmente, praticando na vida do próximo para que eles também possam receber esse amor e serem divulgadores do Evangelho da Graça. O fato é que Deus é Bom, é o próprio Amor, nos consola, nos conforta, nos protege, mas, para percebermos o Amor de Cristo, devemos estar vivendo Nele. Por isto tenhamos comunhão não só de boca, não só por frequentarmos o mesmo templo, e sim por sermos da mesma família, que é a de Jesus Cristo, por desfrutarmos desse grande amor. “Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.” (Filipenses 2:3). Para vivermos em Cristo, fazer parte dessa família, ter plena comunhão com Ele, é necessária nossa submissão a Ele, e que obrigatoriamente possamos ser humildes, sabendo que nada somos, que vivemos dependendo das misericórdias do Senhor, que temos que aprender a ser humildes com Cristo, e sempre nos julgarmos para que possamos aperfeiçoar nossa fé em Cristo.
       “Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” (Filipenses 2:4-8). Nosso Mestre, que sabemos que é Bom, se humilhou até a morte, e, se somos seus discípulos, temos que aprender a ser humildes, temos que jogar fora a nossa arrogância, a nossa soberba, sabendo que nada somos. Somos simplesmente dependentes do Amor de Cristo, devemos nos humilhar assim como Ele que, sendo Deus, se destituiu do seu Poder e veio ao mundo na fraqueza da carne e sofreu todo tipo de afronta, mas venceu, e hoje está assentado à direita do Pai. Não podemos ser arrogantes como muitos pregadores ensinam, pois não podemos e nem temos direito de exigir nada do Senhor, mas depender da sua misericórdia, que as nossas orações sejam sempre que seja feita a vontade do Senhor, e não a nossa vontade. Que possamos sempre estar nos examinando e vendo o quão pecadores somos, e que não merecemos a salvação que o Senhor providenciou para os que o seguem. Saber que, quanto mais nos aproximamos de Cristo, mais percebemos que nada somos, viver o Amor de Deus que nos salva da morte e abriu-nos a porta dando a oportunidade de termos vida Nele. Não podemos falar em Amor de Deus se vivemos pedindo bênção, prosperidade, socorro o tempo todo, mas, se conhecemos o Amor de Deus, vivemos em estado de Graça, louvando o Senhor por tudo o que Ele faz e fez por nós. Agradecemos pelo que temos, pelo que não temos, pelo que somos, e principalmente pelo que seremos, e essa gratidão nos conduz cada vez mais perto do Senhor. “Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um Nome que é sobre todo o nome; Para que ao Nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para Glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:9-11). Jesus veio e viveu como homem na humildade, mas recebeu todo o Poder, foi exaltado pelo Pai, e a promessa para nós é a mesma se formos obedientes, se formos humildes; se seguirmos a mesma caminhada de Jesus, seremos também exaltados. Temos que entender que não existe promessa de Deus para que tenhamos uma vida boa, alegre, tranquila aqui, mesmo porque o mundo jaz no maligno, e nosso território, nossa pátria não é aqui. Portanto, somos vistos como inimigos, assim vivamos em humildade, continuemos nossa peregrinação olhando para o Alvo, que é Cristo. “De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor; Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade. Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo; Retendo a Palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão.” (Filipenses 2:12-16).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

domingo, 3 de fevereiro de 2019

MANDAMENTO COM PROMESSA

“Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.” (Efésios 6:1-3)

         Vivemos em uma época em que, mesmo no meio denominado cristão, evangélico, o desrespeito, a falta de atenção com os pais é aceita e considerada normal. Infelizmente, essa nova geração trata os seus pais como um qualquer, um igual, e muitas vezes como alguém inferior, julgando-os ultrapassados e alienados. Filhos consideram seus pais um peso, muitas vezes estão preocupados somente com herança, com o que podem desfrutar dos seus genitores, e, aproveitando a velhice dos mesmos, dão ordens e jamais lhes obedecem. Vemos jovens, adolescentes gritarem com os seus pais e, por que não dizer, xingarem, ofenderem aqueles que foram responsáveis pela sua vinda ao mundo, pela sua criação. Filhos não querem cuidar dos pais, quando estes ficam mais idosos, são colocados em casas de repousos, são abandonados e passam a ser considerados como peso. Filhos assumem a aposentadoria dos pais e os deixam passando necessidades, enquanto usam o dinheiro deles para si próprios. Mas eles não entendem, não compreendem que é mandamento do Senhor obedecer, respeitar os pais, e, quando assim procedemos, temos a promessa do Senhor de vivermos bem e durante muitos anos. Quem não honra os seus país desobedece a Deus, e os desobedientes com certeza não herdarão o Reino de Deus. Todos nós um dia ficaremos velhos, idosos, se não partirmos antes, e, com certeza, quando estivermos idosos, gostaremos de ser respeitados e honrados, mas somos incapazes de honrar os nossos pais hoje. Se cremos em Cristo, se acreditamos na Palavra de Deus, somos obedientes a Ele e respeitamos e honramos os nossos pais, pois sabemos que essa é a vontade do Senhor.“E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.” (Efésios 6:4). Mas também os pais devem ter sabedoria para agir com os seus filhos, devem procurar ensiná-los, educá-los de acordo com a Palavra de Deus e não de acordo com os preceitos humanos. Não podemos educar, ensinar os nossos filhos de acordo com o mundo, porque, se assim agirmos, com certeza estaremos indo contra a Palavra de Deus e sofreremos as consequências.
       “Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo; Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; Servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre.”(Efésios 6:5-8). Todos os que são servos, os que são empregados, funcionários, trabalham para alguém, que tem pessoas que os lidera. Devemos ser bons trabalhadores, funcionários, procurando fazer sempre o melhor, primeiro porque somos pagos para trabalhar, e não fazendo como deveríamos, estamos sendo desonestos. Isto porque o que os nossos patrões nos pagam é pelo tempo que vendemos, portanto, se não exercermos o que propomos, somos desonestos e mentirosos e quem é assim não herda o Reino de Deus. Todo o tempo devemos exercer nossas atividades, como se o nosso patrão fosse o Senhor, e assim fazermos sempre o melhor, porque qualquer recompensa vem é do Senhor e não do ser humano. Devemos fazer a diferença, sermos exemplos de bons funcionários, sempre fazendo a nossa obrigação com alegria e prazer, sabendo que é simplesmente a nossa obrigação, e não estamos fazendo nada a mais. Temos que ser autênticos, verdadeiros, temos que ser luzes, temos que ser reconhecidos como filhos de Deus, temos que ser exemplos, temos que influenciar, temos que ser pessoas confiáveis e admiradas, pois isso agrada a Deus. “E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas.” (Efésios 6:9). Agora Ele fala para os que exercem cargos de chefias, os que têm poder de mandar ou comandar, os que são patrões e devem entender que não são superiores aos subalternos, aos seus comandados. Independentemente da posição, do cargo que exercemos em nosso dia a dia, todos somos filhos do mesmo Deus, e não existe nenhuma diferença ou privilégio. Deus trata todos por igual, o que faz a diferença é a nossa obediência ou desobediência aos seus preceitos. Portanto, devemos tratar todos bem, com respeito, atenção, principalmente sobre os quais temos algum poder, porque não podemos jamais esquecer que todo o Poder é de Deus. Se estamos em uma posição privilegiada, é porque o Senhor assim quis, mas, se não formos fiéis, podemos perder tudo em um momento que não esperamos e ficarmos em posição inferior àqueles que um dia foram nossos subalternos. “No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu Poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.”(Efésios 6:10-12).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

RECEBENDO O SENHOR

“Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai Nele, Arraigados e sobreedificados Nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, nela abundando em ação de graças.” (Colossenses 2:6-7)

         As pessoas geralmente procuram um templo, uma denominação evangélica, uma congregação e, após ouvirem uma pregação, um louvor, resolvem se entregar a Jesus. Mesmo que essa entrega tenha acontecido em um momento de emoção, ou por outro motivo qualquer, o fato é que elas agora têm que compreender que assumiram um compromisso sério. E esse compromisso não foi com um templo ou com um líder qualquer, mas com o Senhor Jesus, portanto, tem de ser cumprido. Quando abrimos as nossas bocas para afirmar que aceitamos o Senhor Jesus como nosso único e suficiente Salvador, estamos fazendo uma entrega da nossa vida a Ele, e isso não é algo que podemos mudar como bem quisermos, mesmo porque, quando não cumprimos com a nossa palavra, só nos resta um lugar para ir, que é para a prisão junto com o diabo. Quando entregamos nossas vidas a Ele, estamos realmente nos colocando em suas mãos, logo, a partir daí devemos andar, viver segundo as suas diretrizes, seus mandamentos, caso contrário, fizemos uma entrega somente labial, e vamos pagar por isso. Ao entregarmos nossas vidas a Ele, devemos andar no mesmo caminho, ter a mesma comunhão para que possamos desfrutarmos juntos da Glória da salvação. “Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo.” (Colossenses 2:8). Mas devemos tomar muito cuidado para não sermos enganados, porque entregamos as nossas vidas a Cristo e não a uma religião, a uma denominação qualquer, portanto, a doutrina que temos que praticar é a do Senhor Jesus Cristo e não outra qualquer. Por tal motivo a necessidade de sempre estarmos lendo a Bíblia, sempre pesquisando, meditando, para não sermos enganados por qualquer doutrina. Não podemos nos transformar em religiosos que somente cumprem ritos denominacionais, nós devemos simplesmente seguir Jesus, praticar os seus ensinamentos, viver o seu Evangelho, porque Ele é o próprio Evangelho. Temos que ser como os Bereanos e sempre conferir na Bíblia, ver o que nos ensinam ou estejam pregando para sabermos se é realmente assim.
 “Porque Nele habita corporalmente toda a Plenitude da Divindade; E estais perfeitos Nele, que é a Cabeça de todo o principado e potestade.” (Colossenses 2:9-10). Não podemos esquecer que Jesus é tudo, Ele é o Senhor, Ele é quem tudo comanda. Assim sendo, não podemos nos submeter a nenhuma outra doutrina que não seja a Dele, não podemos nos colocar debaixo de nenhum jugo, pois somos Dele, fomos comprados com o seu precioso Sangue. Assim, não podemos simplesmente falar que somos cristãos de maneira emocional, mas devemos amar, adorar, obedecer ao Senhor a todo o tempo em espírito e em verdade. Jesus é o nosso Senhor e não podemos trai-lo. Todas as vezes em que aceitamos ensinamentos, doutrinas estranhas, emotivas, estamos traindo-o, e os traidores de Cristo receberão o mesmo castigo que Judas Iscariotes. Tudo absolutamente está sob o comando, a autoridade de Cristo, portanto, se somos inteligentes, nós simplesmente o seguimos, lhe obedecemos.“No qual também estais circuncidados com a circuncisão não feita por mão no despojo do corpo dos pecados da carne, pela circuncisão de Cristo; Sepultados com Ele no batismo, Nele também ressuscitastes pela fé no Poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos.”(Colossenses 2:11-12). Antigamente as pessoas, os judeus circuncidavam a sua carne, mas agora que Jesus veio e nos comprou, agora que vivemos a Nova Aliança feita no Sangue de Jesus, nós temos que circuncidar os nossos corações, isto é, ter um coração voltado, circuncidado com a Palavra de Deus, vivermos em função de servir o Senhor. Nosso batismo é na morte de Cristo, e se levamos o batismo a sério, temos que saber que também ressuscitaremos com Ele, e, quando nos convertermos a Ele, não é para receber bênção alguma aqui, ou sairmos em busca de realizações materiais, mas em busca de vida, para que possamos alcançar a vida vindoura, para que possamos desfrutar da eternidade junto com o Senhor, adorando-o. Somos novas criaturas, não mais pertencemos a este mundo, pertencemos a Cristo, e por isto devemos andar em novidade, sabermos que somos cidadãos e cidadãs do Reino. “E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com Ele, perdoando-vos todas as ofensas, Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.” (Colossenses 2:13-14). Antes estávamos mortos em nossos pecados, não tínhamos condições de nos salvar, mas o Senhor Jesus veio e nos comprou, pagou com o seu precioso Sangue, portanto, hoje somos Dele, pertencemos a Ele. A cédula, a nota que havia contra nós foi rasgada, agora somos livres se estivermos Nele. “E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo. Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo. Ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, E não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus.” (Colossenses 2:15-19).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

O QUE CONTEMPLAMOS

“O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida.” (1 João 1:1)

         João é o autor deste livro, ou melhor, quem foi usado pelo Senhor para escrever esse livro, além de já ter escrito o Evangelho, que leva o seu nome. Aqui ele inicia falando de Jesus, que foi visto, ouvido e tocado por ele, isto prova inegavelmente que o Senhor veio em carne e habitou em nosso meio, vivendo como um ser humano normal. Não somente João esteve com Ele, mas todos os outros discípulos, os quais conviveram e estiveram com Jesus, especialmente esse discípulo, que é conhecido como o discípulo amado. João é aquele que na hora da ceia descansou, inclinando a cabeça no peito de Jesus, assim suas mãos o tocaram, e os seus ouvidos ouviram os ensinamentos de Jesus, suas orientações, além de ter ouvido Jesus inúmeras vezes orar, falar com o Pai. Esse homem, Jesus, que foi visto, ouvido e tocado por muitos era e é o Autor da Vida, o Filho de Deus, o esperado, o Salvador do mundo, quem habitou em nosso meio de maneira simples. Sim, o Criador de tudo, Deus, simplesmente habitou em nosso meio de maneira simples e viveu de igual maneira, portanto, é inegável a sua existência como carne, e não se pode falar que Ele habitou como um fantasma ou um espírito, porque Jesus Cristo, o Filho de Deus, veio como homem. "Porque a vida foi manifestada, e nós a vimos, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada.” (1 João 1:2). A vida, o autor da vida se manifestou, e João, além de vários outros discípulos, ou melhor, todos os outros discípulos, todos foram testemunhas da vinda e vida do nosso Mestre. Todos sem exceção que o conheceram e que tiveram alguma convivência com Ele são simplesmente testemunhas da sua vinda. Também existe uma quantidade considerável de testemunhas da sua ressurreição, primeiro os discípulos para quem Ele apareceu após a sua ressurreição, e depois de certa feita apareceu para mais de quinhentas pessoas juntas. Quando alguém diz não acreditar em Jesus, na sua vinda, ou na sua morte, na sua ressurreição, sabemos que estamos lidando com alguém que é totalmente cego, pois não acredita no que seus olhos veem, pois a história confirma tudo o que a Bíblia relata. Temos um Salvador que viveu como qualquer um de nós, na fraqueza da carne, mas Ele venceu e não pecou, mostrando que é possível vivermos também longe dos pecados e sermos vencedores Nele. 
         “O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo.” (1 João 1:3). João ainda faz questão de frisar que anuncia, fala do que viu e conhece, e de igual maneira faz isso para que todos conheçam a verdade e todos tenham comunhão, porque todos os que vivem na Palavra, no Evangelho, que vivem na prática dos ensinamentos de Jesus têm comunhão com os santos homens de Deus e com o próprio Deus, e, consequentemente, com o seu Filho Jesus Cristo. E a única maneira de termos comunhão com o Pai, com o Filho e com o Espírito Santo é vivendo de acordo com os seus preceitos, suas ordenanças. A única maneira de nos unirmos a Ele é pela obediência ao Evangelho. “Estas coisas vos escrevemos, para que o vosso gozo se cumpra. E esta é a mensagem que Dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há Nele trevas nenhumas.” (1 João 1:4-5). O que está escrito no Evangelho é simplesmente a vontade do Senhor, portanto, João foi usado para escrever, e aqui transcrevemos simplesmente para que todos possam conhecer a vontade do Senhor, submeter-se a Ele, e assim desfrutar de alegria, de gozo Nele. Temos que compreender que o que está no Evangelho não é para nos dar alegrias mundanas, e sim alegria da salvação em Cristo Jesus. O que ouvimos de Cristo é que Ele é Luz e não existe nenhuma treva Nele, portanto, não existe nada escondido, nada que não possa ser visto, explicado. Não existem segredos em Cristo, tudo é mostrado às claras, assim, se somos seus seguidores, se somos seus discípulos, se queremos a salvação, então temos que agir igual a Ele, temos que ser luzes também. O que pensamos, falamos ou fazemos não pode ser nada de que possamos nos envergonhar, ou tentar esconder, porque do Senhor nada escondemos, uma vez que o Senhor conhece os nossos pensamentos. Temos que ser pessoas transparentes, pois sabemos que somos examinados constantemente pelo Senhor, e ter a certeza de que não seremos recriminados pelo que fazemos ou pensamos, enfim, temos que ser luzes. Devemos procurar constantemente viver em comunhão com Ele, e essa comunhão obrigatoriamente passa pela obediência. “Se dissermos que temos comunhão com Ele e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade. Mas, se andarmos na luz, como Ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o Sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso”. (1 João 1:6-10).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

SE DEFENDENDO

“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu Poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.” (Efésios 6:10-11)

          Fortalecer no Senhor é sermos totalmente dependentes Dele, não buscarmos solução ou recursos fora Dele. Buscarmos forças somente no Senhor, sabermos que, não importa o problema, com certeza a solução existe e está no Senhor, pode não ser como queremos, mas, creia, com certeza é a melhor. Mesmo porque nós mesmos não sabemos o que é melhor para nós, por isto temos que depender do Senhor e do seu Poder, depender do seu cuidado, pois Ele tem cuidado de nós. Todo Poder só Deus tem, e se nós estivermos nos fortalecendo Nele, também teremos todo poder e poderemos solucionar, entender, compreender, discernir quaisquer situações. Revestir com a armadura de Deus é nos vestir com a sua Força, seu Poder, nos vestir com Jesus, porque, se assim procedermos, com certeza, por mais espertas, inteligentes que sejam as armadilhas do diabo, ele não conseguirá nos enganar. As astutas, as espertas ciladas do diabo só conseguirão enganar quem não está revestido com o Senhor, porque, se estivermos Nele, com certeza discerniremos e escaparemos com segurança. A nossa segurança está em Cristo, temos que aprender a nos revestir Dele, e isso acontece quando nos submetemos a sua vontade, quando andamos, vivemos segundo a sua Palavra, seus preceitos e ordenanças. A Armadura de Deus não é algo físico, material ou visível a olho nu, e sim um comportamento, uma entrega, uma submissão a Jesus Cristo, pois só assim receberemos a proteção total do Senhor. “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” (Efésios 6:12). A nossa guerra não é contra pessoas, não é contra nenhum ser humano, mas contra o diabo e seus demônios. Temos que entender que o que faz as pessoas agirem com maldade, desonestidade ou perversidade são simplesmente os demônios. Sabendo disso, não briguemos com ninguém, entremos em guerra espiritual e oremos, e assim expulsamos os demônios no Poder e na autoridade que há no Nome do Senhor Jesus. Não podemos cair nas ciladas do diabo e acusar ou culpar as pessoas, devemos saber que a nossa luta é espiritual, e só venceremos se estivermos revestidos de Jesus.
       “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.” (Efésios 6:13). Revestirmos com a Palavra de Deus, com o Evangelho de Jesus Cristo, e esse revestimento não é só conhecer, mas fundamentalmente praticar, sabendo que o dia mau virá, acontecerá, e só poderemos vencê-lo se estivermos firmados na Rocha. O dia mau pode ser enfermidade, dívida, desemprego, problemas na família, no casamento, com os filhos, enfim, pode vir de inúmeras maneiras, mas, se estivermos revestidos com o Senhor, nada poderá nos derrotar. Confiamos no Senhor e no seu Poder e sabemos que a resposta, o refrigério, a solução vêm Dele. Depois que estivermos revestidos com o Senhor, devemos ficar firmes e não ceder, não desanimar, não sermos ansiosos, apressados, mas simplesmente aguardar, confiar, perseverar, porque são muitos os que até estão no Senhor, mas, por serem apressados, por buscarem mágicas, não conseguirem esperar, desistem e são derrotados. Devemos aprender a descansar no Senhor, saber que não temos outro caminho, que não temos para onde ir, portanto, devemos permanecer firmes, por mais que a tempestade, o vento esteja batendo em nossa casa, sabemos que, se estivermos firmes na Rocha, ficaremos bem. Estar revestidos no Senhor não quer dizer ausência de lutas, mas sim a certeza da vitória, porque, se não tivéssemos lutas, não teríamos armadura, porque armadura é proteção para nos defender dos ataques. “Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; e calçados os pés na preparação do Evangelho da Paz; tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.” (Efésios 6:14-16). Devemos estar sempre vestidos com a Verdade e sabermos que a Verdade é Jesus, pois Ele disse: “Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida”. Portanto, a todo o tempo devemos fazer uso da verdade. Independentemente da situação, por mais que nos pareça desfavorável, devemos falar a verdade, mesmo que sejamos prejudicados. Ser justos é viver, praticar a Justiça de Deus, não tentarmos ser justos segundo parâmetros humanos ou nossos, mas sim de acordo com a Justiça e o Justo Juízo, calcando o Evangelho da Paz, que é o Evangelho de Jesus Cristo, na verdade o próprio Jesus. Portanto, a todo o tempo, devemos praticá-lo, vivê-lo e, acima de tudo, pregar não somente com os nossos lábios, mas, principalmente, com os nossos exemplos. Tudo isto faremos pela fé em Cristo, e se a colocarmos em prática, com certeza seremos vencedores, e o maligno não poderá nos vencer, porque teremos o próprio Jesus morando, habitando em nós. “Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do Evangelho, Pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar.” (Efésios 6:17-20).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.