EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

CREIA E DEPOIS CONFESSE

"Irmãos, o bom desejo do meu coração e a oração a Deus por Israel é para sua salvação. Porque lhes dou testemunho de que têm zelo de Deus, mas não com entendimento." (Romanos 10:1-2)

O apóstolo Paulo diz que o desejo dele e a oração que ele faz em prol de Israel, do seu povo, do povo escolhido de Deus,são pela salvação deles, porque falavam o nome de Deus e diziam que o amavam, e até faziam e lhe ofereciam sacrifícios, mas isso sem entendimento, sem conhecimento da verdadeira justiça de Deus. Falam em nome de Jesus, mas sem realmente conhecê-lo, sem viver ou praticar a Palavra Dele. Assim é o povo que se diz do Senhor, que fala em seu nome, que canta, ora, mas não com entendimento, pois não conhece a justiça e o amor de Deus. Povo que procura o Senhor somente em busca de bênçãos, de socorro, de milagres; povo que o adora de boca, mas cujo coração está longe; chora em sua presença, mas não lhe obedece. "Porquanto, não conhecendo a justiça de Deus, e procurando estabelecer a sua própria justiça, não se sujeitaram à justiça de Deus." (Romanos 10:3). O povo hebreu não conhecia a justiça de Deus, simplesmente tentou criar adendos, justificar ações, trazendo novidades, e praticar obediências, não a Palavra de Deus,e sim a vontade dele. O que esse povo fez não é muito diferente do que os nossos compatriotas fazem hoje. Vemos e ouvimos o povo que se diz povo de Deus desafiá-lo, exigir bênção ou milagres, exigir que Ele vingue os seus inimigos, ou que socorra esse mesmo povo. Na verdade eles querem mandar, determinar, exigir que o Senhor faça assim ou assado, querem dar ordens, mandar no Criador. Por frequentarem um templo qualquer, ou ofertar, devolver o dízimo, já se acham no direito de exigir do Senhor; entendem que podem determinar bênçãos. É difícil compreender como funciona essa questão de determinar alguma coisa a Deus, porque, se temos um Deus no qual podemos mandar, este não poderá nos ajudar, pois outra pessoa também poderia determinar que nos destruíssem."Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê." (Romanos 10:4). Nossa justiça, lei, mandamento, é Jesus Cristo. Conseguimos nos aproximar do Pai por Ele, pela Graça. Tudo se encerra Nele, e é por Ele, para Ele. Somos salvos pela Graça, e não pela lei, ou por força, mas pelo favor, e, portanto, a Justiça é Ele, e Dele, e assim simplesmente nos cheguemos a Ele em amor, com amor.
"Ora Moisés descreve a justiça que é pela lei, dizendo: O homem que fizer estas coisas viverá por elas." (Romanos 10:5).Pela lei de Moisés, só se poderia obter salvação se toda a lei fosse cumprida, o que ninguém conseguia e,consequentemente, não se obtinha a salvação, ou seja, o perdão dos pecados. O único que cumpriu toda a lei foi Jesus Cristo. Nem mesmo Moisés, que trouxe a lei, cumpriu toda ela, portanto morreu sem entrar na terra prometida. "Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém." (Deuteronômio 27:26). Mas com Jesus veio a Graça, porque Ele cumpriu a lei, que se encerrou Nele, portanto a Graça, a misericórdia é Jesus. Ele recebeu todo o poder sobre tudo e todos. Mas não podemos falar ou exigir coisa demais que não foi falada pelo Senhor para não incorrermos em erro. "Mas a justiça que é pela fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu? (isto é, a trazer do alto a Cristo) Ou: Quem descerá ao abismo? (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo)." (Romanos 10:6-7). Na Graça vivemos pela fé na Palavra, no Evangelho, em Jesus Cristo, e pela fé lhe obedecemos e praticamos a sua justiça. Pela fé sabemos quando erramos e pedimos perdão, e temos certeza do seu perdão. Não é cobrado sacrifício nosso, na verdade nem podemos fazer nenhum, porque estaríamos pecando, uma vez que o único sacrifício aceito foi o de Jesus, o Cordeiro de Deus, que se entregou por todos nós. Não podemos determinar, exigir que alguém se salve ou que pereça, pois vivemos na Graça, e todos sem exceção têm direito de serem salvos, basta buscar o Senhor Jesus Cristo. "Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo." (Romanos 10:8-9).Temos de confessar Jesus como o nosso Salvador, mas, para isso, devemos ter essa certeza, crermos realmente que Ele nos salvou; os nossos corações devem estar voltados para Ele, para a sua Palavra. Nada adianta confessarmos de boca somente se não crermos, se no nosso coração não existir essa confissão. É necessário crer em Jesus, crer que Ele veio, sofreu, foi crucificado e morreu na cruz do Calvário, foi enterrado e depois de três dias ressuscitou e está assentado à direita de Deus Pai. Se crermos de coração, se tivermos essa certeza em nós e confessarmos com os nossos lábios, então pela fé viveremos em obediência a sua Palavra e seremos salvos.
"Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação." (Romanos 10:10). Não conseguiremos nada se somente falarmos sem realmente crermos,e a fé nasce em nosso coração, a nossa boca a usamos somente para expressar o que há dentro de nós, em nossa mente e coração. A confissão sem fé é pecado, e, para ter fé, é necessário conhecer, ouvir a Palavra, para que se possa entender a grandiosidade do Reino de Deus e da Graça. A confissão sem fé não é confissão, e a Palavra nos diz que tudo o que fazemos, se não for de fé, é maldição. Portanto, creia e depois confesse. "Porque a Escritura diz: Todo aquele que Nele crer não será confundido." (Romanos 10:11).Os que crerem não serão confundidos, a Palavra não fala os que confessam, mas sim os que creem, a boca é somente para confissão da nossa fé. Quando a fé nasce em nossos corações, tudo fazemos sem sofrimentos ou dores, mas com prazer, porque conhecemos a Verdade, conhecemos a Graça, conhecemos Jesus. E já não determinamos, marcamos prazo ou exigimos nada, porque sabemos que tudo acontecerá, sabemos que a Palavra se cumpre e que Jesus Cristo é real. E isto é para todos. "Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo." (Romanos 10:12-13). Todos os que invocarem, clamarem ao Senhor crendo que Ele existe e é galardoador dos que o buscam receberão a salvação. Não importa nacionalidade, cor ou qualquer coisa, o que é exigido é somente a fé e a confissão, porque, existindo a fé em Jesus, existe a prática do Evangelho, existe salvação. Ninguém pode dizer que crê no Senhor, que tem fé Nele, e agir com rebeldia a sua Palavra, porque a obediência é resultado da fé, na verdade provém da fé. "Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?"(Romanos 10:14). Não há condições de se clamar, pedir socorro a alguém em quem não acreditamos, não confiamos. Pedimos socorro a quem sabemos que pode nos socorrer. Mas, para crermos, é necessário conhecermos, ser apresentados, mas como poderemos crer se não conhecemos, se ninguém nos apresentou, nunca nos falou a Verdade de Cristo? Como alguém pode ouvir falar do amor verdadeiro de Jesus, como poderá crer no Evangelho se não tem quem fale, ensine, pregue, mostre a Verdade? Muitos perecem por falta de pregadores verdadeiros, que ensinem o Evangelho de Cristo, não as mentiras que proliferam por aí. "E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas." (Romanos 10:15). São muitos os que pregam qualquer coisa e não a Verdade única, porque não foram enviados, eles mesmos se enviaram e têm enganado muitos. Mas os verdadeiros evangelistas do Senhor, os que plantam a boa semente do Evangelho são conhecidos de todos e, principalmente, do Senhor que deles cuida. "Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação?" (Romanos 10:16).Muitos têm preferido ouvir outro tipo de pregação, a de facilidades, de engano e a não verdade. "De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." (Romanos 10:17).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

PRATICA DA SANTIFICAÇÃO

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." (Romanos 12:1)

O apóstolo Paulo nos ensina que,à medida que compreendemos a obra de Cristo no Calvário e as misericórdias do altíssimo em nosso favor, devemos ter somente uma reação: entregar-nos completamente em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus. Isso quer dizer que o cristão deve viver em completa consagração ao Senhor, na busca de uma vida santa, o que inclui também o corpo, pois esse deve ser o instrumento de justiça, e não de pecado. É necessário que exista uma entrega total ao Senhor, não só com os lábios, mas consagrar toda a existência a Ele, isto é, viver de acordo com os preceitos estabelecidos por Deus. Nosso corpo tem que ser local de cultuar o Senhor; somos templos do Espírito Santo; morada, casa Dele, portanto é nosso dever manter a sua casa limpa e adornada, sem sujeira ou impurezas. Oferecer-se em sacrifício é não atender a vontade da carne, mas fazer a vontade do espírito, é se santificar, mas a santificação aqui exigida não é fazer sacrifícios comuns, mesmo porque o único sacrifício aceitável foi o do Senhor Jesus, o Cordeiro de Deus. O sacrifício do nosso corpo é simplesmente viver de acordo com a Palavra de Deus, é não ceder às tentações, ao pecado, é fugir das tentações. A nossa diversão e o nosso prazer têm que ser servir e agradar a Deus, e não satisfazer a nossa carne. "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus."(Romanos 12:2). De igual maneira, a mente do servo de Deus precisa ser renovada, a fim de rejeitar os padrões do mundo. Isso ocorre quando damos ouvidos ao que o Senhor declara em sua Palavra, pois somente ela tem o poder de fazer a mudança necessária em nosso entendimento. Desse modo, poderemos experimentar a vontade divina, a qual é boa, agradável e perfeita em todos os sentidos. "Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um." (Romanos 12:3). A Graça que nos foi dada é a origem de todo o nosso relacionamento com o Pai, pois fomos salvos por meio dela. Sem a Graça estaríamos perdidos para sempre, e nada do que fizéssemos poderia nos salvar.
"Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros." (Romanos 12:4-5). Por essa mesma Graça, recebemos os dons, que são as habilidades para o serviço no Reino de Deus e que operam segundo a medida da nossa fé. Esses dons são vários, e todos com uma função específica, que deve ser aplicada para o engrandecimento do Reino, e não para uso particular. Na verdade são ferramentas, instrumentos que devemos usar na grande obra de Evangelização. "De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria. O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem." (Romanos 12:6-9). Neste trecho, são listados alguns dons (profecia, ministério, ensino, exortação, contribuição, liderança e misericórdia), assim como recomendações para os que os exercem. Somos diferentes quanto aos talentos, à personalidade e história de vida, mas, apesar disso, somos um só corpo em Cristo, porque temos o mesmo Espírito habitando em nós, o mesmo Evangelho, a mesma Palavra de esperança. É necessário que cada um de nós use suas aptidões, a fim de que o Reino do Senhor e o seu amor se manifestem na igreja e no mundo. "Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor; Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração."(Romanos 12:10-12). Neste trecho, encontram-se recomendações quanto ao viver em comunidade. Primeiro, o apóstolo Paulo tratou do convívio entre os crentes. A essência de suas palavras é o amor sem fingimento, o qual tem origem no próprio Deus. De fato, amar o próximo é o segundo maior mandamento mais importante, é a base para a prática das virtudes cristãs ensinadas neste capítulo.
"Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade; Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis." (Romanos 12:13-14).Sinceridade, discernimento, afeição, honra, entusiasmo no serviço, paciência, generosidade, bênção(e não maldição), harmonia e humildade. Em seguida, Paulo ensinou que o cristão deve viver em paz com todos os homens, quando depender dele. Porém, se isso não for possível, a postura correta é amar o inimigo e bendizer quem o maldiz, fazer o bem a quem o odeia e orar por aquele que o maltrata. "Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram; Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos; A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens.Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens."(Romanos 12:15-18). Agindo assim, estará sendo realmente um cristão e apresentando o corpo em sacrifício vivo ao Senhor, e,consequentemente, conhecendo qual é a vontade perfeita e agradável do Senhor. Oferecer-se como sacrifício vivo é exatamente isto: praticar o amor ao próximo, é imitar esse sentimento Divino, amando sem distinçãoas pessoas, amando quem quiser destruí-lo. Santificar é mais do que somente orar e jejuar, é viver segundo os preceitos estabelecidos pelo Senhor, porque nada valem jejum, orações, misturados com práticas erradas, com o pecado. "Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao meu povo a sua transgressão, e à casa de Jacó os seus pecados. Todavia me procuram cada dia, tomam prazer em saber os meus caminhos, como um povo que pratica justiça, e não deixa o direito do seu Deus; perguntam-me pelos direitos da justiça, e têm prazer em se chegarem a Deus, Dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos as nossas almas, e tu não o sabes? Eis que no dia em que jejuais achais o vosso próprio contentamento, e requereis todo o vosso trabalho. Eis que para contendas e debates jejuais, e para ferirdes com punho iníquo; não jejueis como hoje, para fazer ouvir a vossa voz no alto.Seria este o jejum que eu escolheria, que o homem um dia aflija a sua alma, que incline a sua cabeça como o junco, e estenda debaixo de si saco e cinza? Chamarias tu a isto jejum e dia aprazível ao Senhor?Porventura não é este o jejum que escolhi, que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo e que deixes livres os oprimidos,e despedaces todo o jugo? Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres abandonados; e, quando vires o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne? Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do Senhor será a tua retaguarda.Então clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o estender do dedo, e o falar iniquamente;E se abrires a tua alma ao faminto, e fartares a alma aflita; então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.E o Senhor te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam.E os que de ti procederem edificarão as antigas ruínas; e levantarás os fundamentos de geração em geração; e chamar-te-ão reparador das roturas, e restaurador de veredas para morar."(Isaías58:1-12).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

domingo, 28 de dezembro de 2014

COMO RESTAURAR O CASAMENTO

"E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?" (Mateus 19:5)

A palavra de Deus não é somente para ser ouvida ou repetida, mas praticada; é necessário crer no que Jesus fala,crer é tomar posse, acreditar. Se o Senhor disse que, quando se casam, transformam-se em uma só pessoa, que não são mais duas pessoas, mas uma, então assim é, portanto não existe separação se estiver vivendo de acordo com a Palavra de Deus. Mas, quando não estão vivendo, existe permissão para que o diabo entre no casamento, então acontece o afastamento, não a separação, pois continuarão a ser uma só carne enquanto ambos viverem. Houve esse desligamento, ou melhor, afastamento, mas se uma parte se converter, clamar e buscar, com certeza a situação mudará, mas é preciso viver segundo os preceitos do Senhor; é necessário se santificar, purificar, abandonar os pecados e entregar o casamento, a esposa, o marido nas mãos do Senhor e nada fazer de maneira humana, carnal, para restaurá-lo. Crer na palavra de Deus é entregar o marido,ou a esposa, nas mãos Senhor, e somente buscar no Senhor, é não concordar com o adultério, com a prostituição, pois assim é concordar com o pecado. "Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem." (Mateus 19:6). Muitos casamentos não são restaurados porque, no desespero, na ansiedade, o marido, ou a mulher, fica ligando, insistindo, declarando amor, implorando para voltar, e, mesmo sabendo que ele, ou ela, tem outra pessoa, concorda, aceita e dá carinho, beija, faz sexo, mesmo sabendo que ele, ou ela, vai ao encontro de outra pessoa. Isso é concordância com o pecado, e Deus não trabalha e nem está presente nisto. Para ter o marido, ou a esposa, de volta, é necessário aprender a dizer não; é lutar pela salvação do cônjuge, pela libertação. Se lutar de acordo com a Palavra, isso acontecerá, porque, sendo uma só carne, existe um só espírito. "E não fez ele somente um, ainda que lhe sobrava o espírito? E por que somente um? Ele buscava uma descendência para Deus. Portanto guardai-vos em vosso espírito, e ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade."(Malaquias 2:15).Sendo um só espírito, então, se uma parte se santificar e tirar a mão, entregar nas mãos do Senhor, com certeza será restaurado qualquer casamento, independentemente do que a outra parte diz. É preciso aprender a ouvir o Senhor e não o homem, por mais que ele,ou ela, diga que não ama mais, que não volta, que odeia, simplesmente devemos crer na Palavra do Senhor e praticar.
"Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;
E assim os inimigos do homem serão os seus familiares. Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim." (Mateus 10:35-38).
 Quando se começa uma luta para a restauração de um casamento, é saber que começa uma batalha contra o mundo, contra os amigos, a família, pois, por não conhecerem a Verdade, não conhecerem a Palavra, usando de um sentimento humano, aconselham o divórcio, e muitas vezes acusam e condenam. Viver a Palavra de Cristo é morrer para o mundo, não que se tenha que discutir ou brigar com ninguém; é simplesmente ouvir somente a Jesus. Lutar pelo casamento é lutar contra si próprio, é não correr atrás, e nem mesmo o marido, ou a esposa, saber que a outra parte está lutando pela restauração. Lutar pelo casamento é tratar com indiferença, com frieza quem você ama, e lutar por ele, ou ela. Lutar pelo casamento é ver a outra parte com uma outra pessoa e não esboçar nenhum sentimento. Lutar pela restauração de um casamento é dizer não para o marido, ou a esposa, estando ele, ou ela, no pecado. Lutar pela restauração de um casamento é simplesmente praticar a Palavra de Deus, é seguir Jesus. "E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho."(Marcos 10:29). Para restaurar um casamento, é necessário deixar ir. Se a outra parte quer ir para o pecado, não adianta tentar forçá-la a ficar, declarando amor, implorando, o melhor é deixar. Mas isso não quer dizer concordância com o divórcio, digo concordar com o afastamento, e, enquanto isso, usar o tempo para buscar o Senhor, para se santificar,corrigir os pecados e permitir que o Senhor trabalhe na vida de ambos, porque a restauração que é feita pelo Senhor é trabalhada na vida de ambos, não só de um. Quando é o Senhor quem restaura, nunca mais haverá separação, porque, quando se casa, quem escolhe o marido, ou a a esposa, somos nós mesmos, mas, quando se busca a restauração pelo Senhor, é Ele quem o faz, e o que Ele faz é para sempre, o que Ele une o homem não separa.
"Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna." (Marcos 10:30). Quando se busca no Senhor, deixa-se ir, e não se clama ao homem, mas ao Senhor; quando existe a entrega real,não se busca saber,acompanhar nada pelas redes sociais, ou por amigos e parentes, e se recusa a ouvir ou saber o que está fazendo a outra parte. Assim acontecem a restauração e a paz. Sim, deve-se evitar por todos os meios saber o que está acontecendo para não haver mágoas, dores, sofrimentos, e, consequentemente, a fraqueza, o desânimo e a derrota. Quando existe a entrega verdadeira, quando se confia no Senhor, quando se busca primeiro o Reino de Deus, então tudo acontece, recebe-se um novo marido, sendo o mesmo homem, uma nova esposa, sendo a mesma mulher, um novo casamento, porém com a mesma pessoa, agora liberta e mudada. Cem vezes mais felizes, alegres e firmes na presença do Senhor, cem vezes mais difícil de se separar. "Mas, buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." (Mateus 6:33). Para restaurar um casamento, é necessário buscar primeiro o Senhor, porque, para recebermos algo Dele, é necessário concordarmos com Ele e com a sua Palavra, portanto buscá-lo pelo que Ele é, e não somente pelo casamento. É saber que a sua Palavra se cumprirá, buscar servi-lo, e assim,garanto, o casamento é restaurado, porque não existe casamento que não seja restaurado se viver a Palavra de Deus. Os que ainda não foram restaurados assim acontece porque quem buscava desistiu ou não está vivendo a Palavra de Deus. Não importa se está vivendo com amante, se tem outra, ou outro, se a outra está grávida, se nasceu um filho, isto simplesmente é consequência do pecado. Busque o Senhor que o casamento será restaurado, independentemente de qualquer situação. "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." (Hebreus 11;6).Mas se não acreditar no Senhor, na sua Palavra, se não abrir mão da vontade própria, senão se entregar realmente nas mãos do Senhor, nada acontece. Acontecem dor, tristeza, sofrimento, desespero e pecado, que culminam com sofrimento e morte eterna. Acreditar na Palavra de Deus, entregar tudo em suas mãos é o que faz com que tudo aconteça e que tudo fique em paz. Se quiser restaurar seu casamento, trazer de volta seu marido, sua esposa, então pratique a palavra de Deus. "E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra." (2 Crônicas 7:14). Converta-se a Deus que Ele sarará sua terra, que é o seu casamento, e então poderá dizer que você e a sua casa servem ao Senhor, e assim Deus estará abençoando para sempre a sua casa. "Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar. Porque agora escolhi e santifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela perpetuamente; e nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias." (2 Crônicas 7:15-16).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

O QUE É IMPORTANTE PARA NÓS

"E, pondo-se a caminho, correu para ele um homem, o qual se ajoelhou diante Dele, e lhe perguntou: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?" (Marcos 10:17)

O homem que se ajoelhou diante de Jesus querendo saber o que deveria fazer para herdar a vida eterna é semelhante a tantos homens e mulheres que lotam as igrejas, os templos de denominações e doutrinas diferentes. Muitos se perdem por não encontrarem a resposta certa, ou por não aceitarem a resposta correta, uma vez que querem ir para o Reino de Deus, mas exigem conforto, sem abrir mão de nada. Ajoelhar diante de Jesus a maioria o faz, mas somente como um gesto religioso, porque o que Ele exige de nós é ajoelhar diante Dele em espírito; é se submeter a sua vontade; é viver de acordo com o seu Evangelho. As pessoas querem herdar a vida eterna, mas não querem abrir mão dos prazeres mundanos, das vontades carnais. Acham que o simples fato de falar o nome de Jesus ou orar, ir à igreja é o bastante para salvá-las. "E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus." (Marcos 10:18). Jesus chama a atenção desse homem pelo fato de ele estar reconhecendo a divindade de Jesus, pois bom, perfeito, somente é o Senhor, e esse homem, ao chamar Jesus de Bom Mestre, reconhecia Nele Deus, e, ao procurar a resposta para a salvação, Nele confirma isso. Talvez ele tenha assim falado sem plena consciência, portanto Jesus o faz perceber isso. Assim também somos nós que sabemos quem é Deus, quem é Jesus, e clamamos a Ele, mas muitas vezes sem ter o pleno conhecimento de quem é Deus, porque, se o tivéssemos, obedeceríamos a Ele e o temeríamos. "Tu sabes os mandamentos: Não adulterarás; não matarás; não furtarás; não dirás falso testemunho; não defraudarás alguém; honra a teu pai e a tua mãe."(Marcos 10:19). Jesus afirma que ele sabe os mandamentos, ou seja, que deveria cumpri-los. Todos nós também o sabemos, mas, ao contrário desse jovem, nós não o praticamos, porque essa geração não respeita os mandamentos do Senhor e sempre procura justificar as desobediências de alguma maneira. Sabemos que não podemos mentir, porque a mentira é filha do diabo, mas mentimos e ainda dizemos que é uma mentirinha branca, e que por tal motivo não há problema, ou dizemos que mentimos porque era necessário e que o Senhor entenderia. Tolos e tolas, porque o Senhor não entende e não aceita.
"Ele, porém, respondendo, lhe disse: Mestre, tudo isso guardei desde a minha mocidade." (Marcos 10:20). Esse homem afirma que guardava todos os mandamentos. Vejam que isso é maravilhoso, mas não é tudo ainda. Na verdade encontramos pessoas das mais diversas religiões que praticam os mandamentos do Senhor, pessoas extremamente honestas, caridosas, sérias, bons pais, bons filhos, boas filhas, bons maridos, boas esposas, mas que não honram o Senhor como deveriam. São religiosas somente, e por tal motivo não herdarão o Reino eterno. "E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Falta-te uma coisa: vai, vende tudo quanto tens, e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, toma a cruz, e segue-me." (Marcos 10:21). Jesus amou esse homem porque ele guardava os preceitos do Senhor, assim também Jesus ama todos os que guardam os seus mandamentos, que procuram viver de acordo com os preceitos estabelecidos por Ele. Mas, como a própria Palavra diz, sem amor nada podemos, nada conseguimos, porque devemos amá-lo acima de qualquer coisa, e muitas vezes não fazemos isso. Esse homem amava o dinheiro, os bens materiais, e Jesus viu que isso o estava atrapalhando. Era um bom homem, mas estava ligado às coisas materiais, e por tal motivo o Senhor mandou que ele se desfizesse de seus bens e os desse aos pobres e o seguisse. Da mesma maneira, muitos lotam os templos atuais, pois guardam os mandamentos, mas ainda estão ligados a bens materiais, ao dinheiro, e ainda acham que devem buscar mais, pois é bênção do Senhor. "Mas ele, pesaroso desta palavra, retirou-se triste; porque possuía muitas propriedades." (Marcos 10:22). Esse homem preferiu ficar com os bens materiais a ficar com o Senhor, ele não quis seguir Jesus, abriu mão da vida eterna em prol de riquezas aqui. Assim são muitos que estão abrindo mão de Jesus em prol de riquezas, de bens materiais, de pessoas, de filhos, de maridos, de esposas, de qualquer coisa; muitos estão abrindo mão do Reino por causa do que acham que é bênção. Devemos saber que Jesus em nenhum momento defende a riqueza ou em algum momento dá margem a esse entendimento, mesmo porque existe a incompatibilidade entre riquezas aqui e no Reino de Deus. "Então Jesus, olhando em redor, disse aos seus discípulos: Quão dificilmente entrarão no Reino de Deus os que têm riquezas!" (Marcos 10:23).Jesus disse que é muito difícil os portadores de riquezas entrarem no Reino de Deus. Aqui Ele está falando somente de dificuldades, mas veremos mais à frente que Ele já fala da impossibilidade. Portanto, fica claro que essa pregação de prosperidade nas igrejas não passa de mentiras e engano, e todos os que caminham por esse engano não são seguidores de Jesus, por mais que guardem os mandamentos. "E os discípulos se admiraram destas suas palavras; mas Jesus, tornando a falar, disse-lhes: Filhos, quão difícil é, para os que confiam nas riquezas, entrar no Reino de Deus! "(Marcos 10:24). Os próprios discípulos ficaram admirados, assustados com essa afirmação de Jesus, mas Ele diz que todos os que confiam nas riquezas, por mais que busquem o Reino de Deus, Ele se distanciará deles. Todos os que buscam riquezas confiam nela, caso contrário não a buscariam e não a teriam. Sabendo da incompatibilidade com o Reino de Deus, abririam mão dela. Jesus promete o Maná, promete cuidar de todos, e jamais deixar-nos em falta. Temos condições de viver e educar os nossos filhos, mas riquezas, luxo não é bênção de Deus. "É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no Reino de Deus." (Marcos 10:25). O camelo aqui não é o camelo animal, mas um fio, uma corda tecida à mão pelos judeus da época, que o usavam na cintura como uma espécie de cinto. Camelo é um erro de impressão grego.Kamêlos ("camelo") seria a versão errada de kamilos ("corda" ou "cabo"). Assim como uma corda é impossível passar pelo fundo de uma agulha de costura, assim também é impossível um rico entrar no Reino de Deus. Assim, todos os que pregam ou buscam riquezas como sendo bênçãos de Deus estão enganados e enganando, pois não existe incoerência na Palavra do Mestre Jesus. Seria contraditório, incoerente se Deus desse riquezas e condenasse quem fosse rico. Jesus então estaria impedindo a salvação se abençoasse com riquezas, pois Ele mesmo daria riquezas e os condenaria ao inferno por serem ricos. Portanto, devemos nos ater à Palavra de Deus e observar, deixarmos de ser guiados pela emoção. Devemos buscar ouvir a verdade, e não palavras consoladoras somente, que satisfaçam nossos desejos carnais. "E eles se admiravam ainda mais, dizendo entre si: Quem poderá, pois, salvar-se? Jesus, porém, olhando para eles, disse: Para os homens é impossível, mas não para Deus, porque para Deus todas as coisas são possíveis." (Marcos 10:26-27). O que é impossível aos homens é possível a Deus,porque o Senhor pode tocar em um coração de um milionário, adorador de bens materiais, e o converter, e ele abrir mão de tudo o que tem e segui-lo. O dinheiro é um deus, e por isso a incompatibilidade entre ele e Deus. Isso é o que muitos não entendem e buscam em Deus o que Ele não prometeu e não vai dar. "E Pedro começou a dizer-lhe: Eis que nós tudo deixamos, e te seguimos. E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho, Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna."(Marcos 10:28-30).Devemos abrir mão de tudo para seguir Jesus, e descansemos, pois receberemos muito mais, principalmente vida em abundância. "Porém muitos primeiros serão derradeiros, e muitos derradeiros serão primeiros." (Marcos 10:31).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 



quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

COMO TOMAR ÁGUA VIVA

"Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede; Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna." (João 4:13-14)

Jesus se depara com uma mulher samaritana à beira de um poço onde ela tinha ido buscar água. Ele aproveita para pregar e lhe ensinar o Evangelho, apresentar-lhe a verdadeira Água. Jesus fala para essa mulher da Água Viva, a que produz vida, explicando-lhe de forma clara, porque ela a desconhecia, ela não tinha conhecimento da existência da Água Viva, da Verdade. Essa mulher, por ser de Samaria, não tinha diálogo com os hebreus, mas isso pela arrogância e soberba dos judeus, porque os judeus não se davam com os samaritanos desde a época em que Roboão, neto de Salomão, tinha permitido a divisão de Israel em dois reinos: o do norte e o do sul."Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).(João 4:9). Mas o Senhor Jesus não faz distinção de pessoas e chama todas ao arrependimento. Ele não somente conversou com a mulher samaritana, como pregou. Veremos ao final o resultado dessa pregação. Deveríamos aprender com o nosso Mestre que é Jesus, e não escolhermos para quem falar do Evangelho. Deveríamos falar em todo tempo e lugar, independentemente de qualquer situação. Se tivermos a Água Viva, eu disse se tivermos, não podemos negá-la a ninguém, ela é abundante e, quanto mais se dá, mais se recebe, é uma fonte inesgotável. "Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la."(João 4:15). A mulher, pela ignorância a respeito da Palavra, mas com sede de saber, pede dessa Água. O povo anda com sede da verdadeira Água Viva;as pessoas pedem, clamam, mas infelizmente poucos têm para dar. As pessoas vivem em erros, pecados, no sofrimento, por desconhecerem a Verdade, e como não têm quem as oriente, as ensine, elas continuam no erro, mas querem aprender, querem acertar, e como são muitos os enganadores que ensinam a mentira, que adulteram o Evangelho, que não têm Água Viva para oferecer, o povo continua indo às cisternas buscar água suja.
"Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá." (João 4:16). Jesus é Deus e tudo sabe, mas, para nos livrarmos do fardo do pecado, é necessário confessarmos, trazer a luz. Jesus tudo sabia a respeito dessa mulher e mesmo assim manda buscar seu marido. Na verdade está confrontando, está dando uma oportunidade para que ela confesse o seu pecado, o seu erro. "A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido." (João 4:17). Ela então confessa que não tem marido, ela se limita a dizer que não tem marido, que não é casada, ou melhor, não está casada naquele momento. As pessoas sempre pensam que podem enganar o Senhor, esquecendo que Ele tudo sabe. Essa mulher simplesmente falou uma meia verdade, não falou tudo. Assim somos nós, vamos diante do Senhor em oração e não confessamos os nossos pecados por inteiro, às vezes por vergonha, outras por maldade, mas devemos entender que, enquanto existirem trevas, mentiras, engano em nossas vidas, o Senhor não tem condições de nos socorrer, para tomar da Água Viva é necessário jogar a sujeira para fora. "Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade."(João 4:18). Mas como o Senhor tudo sabe, então a confronta agora e fala que ela viveu em adultério continuado por cinco vezes e agora vive a prostituição, porque vive com alguém que não é o marido. O Senhor sempre nos dá oportunidade de confessarmos os nossos pecados. Quando Jesus pediu-lhe que buscasse o seu marido, Ele sabia que ela não tinha marido e que vivia no adultério, que já casara cinco vezes, mas queria que ela confessasse. Ela limitou-se a dizer que não tinha marido, então o Senhor teve que mostrar a ela que já sabia de tudo. Devemos sempre diante do Senhor rasgar os nossos corações e confessar toda a verdade, nada esconder, porque Ele já sabe de tudo, e, quando o confessamos, Ele tira as impurezas das nossas vidas e nos dá Água Viva, que nos purifica e nos conduz à salvação. "Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta."(João 4:19). A mulher começa a reconhecer o Senhor, começa a beber da Água. Diante da revelação e exortação do Senhor, ela não reclama, mas veremos que procura saber mais. Assim é o povo carente da verdade, querendo matar a sua sede com a Água Viva, e, quando acha que a encontrou, vai a ela com toda ânsia, porém na maioria das vezes são cisternas rotas, com águas sujas, são enganadoras. Esta teve sorte, pois encontrou a Água Viva, encontrou o dono da fonte.
"Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar." (João 4:20).Agora ela quer saber mais, quer mais Água Viva. Questiona onde e como adorar o Senhor. Comenta que os samaritanos adoravam ali naquele monte, mas os judeus diziam que o único lugar correto era em Jerusalém. O que ela sabia é exatamente a mesma coisa que muitas igrejas afirmam: que o lugar correto para adorar é nas suas denominações, nos seus templos. Porém eles falam assim com outros interesses, porque querem receber ofertas e fidelizar o povo as suas religiões, sim, religiões, pois não passam disto. Vivemos uma geração em que no suposto mundo evangélico existem centenas, milhares de religiões, ou sub-religiões. Assim o povo fica no engano e não sabe onde e nem como adorar ao Senhor. "Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai."(João 4:21). Jesus mostra para a mulher que o tempo que viria já tinha chegado, que a verdadeira adoração ao Senhor não aconteceria em Samaria ou Jerusalém; em outras palavras, que nem pessoas nas igrejas adoram o Senhor. Temos visto isso, porque tudo acontece nos templos, nas denominações, muito blá, blá, blá, mas nada de adoração legítima, nada da Água Viva,nada do Evangelho de Jesus Cristo. As igrejas, os pastores não têm coragem de falar a verdade, de confrontar quem vive na fornicação, no adultério,em recasamentos, muito pelo contrário, simplesmente dizem que devem ir adorar em suas igrejas. Hipócritas."Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus."(João 4:22).Assim como essa mulher que achava que adorava Deus sem ter conhecimento da Verdade, muitos estão nos templos levantando mãos, participando de campanhas, de missas, rezas, subindo montes, oferecendo sacrifícios, ofertando o que não têm sem saber quenão conhecem o Senhor, e Ele não recebe esse tipo de adoração. "Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem." (João 4:23). Adorar em espírito e em verdade, não em emoção, com sacrifícios, mas de acordo com a Palavra. O Senhor só recebe a nossa adoração se o adorarmos segundo a sua Palavra, não com entendimento humano, trazendo novidades para o Evangelho, não praticando algo que se fala que é amor, mas que não passa de concordância com os pecados. Não aceitando adultério, fornicação ou prostituição dentro dos templos. "Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade." (João 4:24). Deus é Espírito, ninguém o viu, e somente o vimos na Palavra, no Evangelho, e a adoração a Ele tem que ser praticada de acordo com a sua Palavra, fora disso não é adoração, é mentira e engano. Emoção, bagunça, desordem nada têm a ver com adoração legítima a ele. Quando se prega a Verdade, muitos se convertem e tomam da Água Viva. "A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo. Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo. E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; todavia nenhum lhe disse: Que perguntas? ou: Por que falas com ela? Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens: Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo? Saíram, pois, da cidade, e foram ter com ele." (João 4:25-30).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

COMO PRATICAR O EVANGELHO

"Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão." (1 Timóteo 6:11)

Paulo fala com seu filho na fé como ele deveria proceder, mas a bem da verdade esse ensino é para todos nós que dizemos amar a Deus e que buscamos salvação. Ele orienta, ensina, manda que busque uma vida de santidade e de prática da Palavra de Deus, que se fundamenta em seis pilares: Justiça, Piedade, Fé, Amor, Paciência e Mansidão. Não se pode falar que se vive o Evangelho sem ser justo, mas a justiça de que falamos não é a justiça humana, e sim a Justiça Divina, a que não faz exceção de pessoas, a todos trata por igual. Ser justo é não fazer distinção entre pessoas, mas tratar todos por igual, é praticar o direito de todos na medida justa. Ser piedoso, ou agir com piedade, é sempre amar o próximo como a nós mesmos, é socorrer, entender a situação do próximo como gostaríamos que fôssemos socorridos e entendidos. Sempre procurar enxergar a situação das outras pessoas como gostaríamos que enxergassem a nossa, ter pena das almas, encaminhar, orientar de acordo com a Palavra de Deus, conduzir com atos, ações e palavras para a salvação. A fé é a base, sem fé é impossível agradar a Deus, ou militar no Evangelho, porque, para buscar o Senhor e viver a sua Palavra, temos que crer que Ele existe e é galardoador dos que o buscam. Amor é Deus, visto que esse é um dos nomes de Deus, mas não o amor permissivo e concordante com o pecado, e sim o verdadeiro, aquele que confronta o pecado, que não aceita o erro e tudo faz, mesmo contra a vontade da pessoa amada, com o objetivo de conduzi-la à salvação. Não podemos esquecer que quem ama corrige. Paciência é o ato de saber aguardar, esperar, descansar no Senhor, na sua vontade, sabendo que todas as coisas lhe obedecem, e que cooperam para o bem daqueles que amam o Senhor. Paciência é a ciência da paz; é ter o conhecimento de que não adiantar ficar ansioso, nervoso, agitado, mas saber descansar no Criador sabendo que a seu tempo o que tiver que vir virá e não tardará, mas, se demorar, espera, porque virá. Mansidão é saber que nada podemos resolver com brigas, agitação, nervosismo, correria, que devemos procurar ensinar e viver com energia, vigor, mas sermos mansos. Não é com brigas que conseguiremos solucionar nada, mas sendo até mesmo enérgicos, tratando com amor, conduzindo todos os assuntos e questões com sabedoria Divina, porque, se aplicarmos esses ensinamentos, estaremos agindo em espírito, e com certeza seremos vencedores em tudo.
"Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas." (1 Timóteo 6:12). Militar, lutar, praticar a palavra, o Evangelho da fé, viver exclusivamente pela fé no Senhor, em tudo aplicarmos a fé bíblica,seja no trabalho, no labor diário, na escola, na igreja, no convívio social,viver segundo as ordenanças do Senhor. Fazer tudo como se fosse para o Senhor, sabendo que caminhamos em direção à eternidade, que estamos em lutas, portanto nos mantermos vigilantes para não sermos enganados, caminharmos firmes em direção à salvação em Jesus Cristo. Devemos dar bons testemunhos; todos devem nos reconhecer como verdadeiros homens e mulheres de Deus;devemos ser reconhecidos como cidadãos e cidadãs do Reino. Que a mentira, a maldade, o erro, os pecados não façam parte da nossa vida; que sejamos pessoas apontadas como exemplos a ser seguidos; que todos queiram servir o nosso Deus pelo nosso testemunho. "Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos deu o testemunho de boa confissão, Que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo."(1 Timóteo 6:13-14). Jesus Cristo, quando apresentado ao governador Pôncio Pilatos, ficou calado,não se exasperou e nem se preocupou em se defender, mostrou o que são mansidão, fé, amor, paciência, piedade e justiça. Assim devemos proceder até a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo, sem permitir mácula, sujeira, erro, porque, se somos discípulos de Jesus, temos que andar como Ele andou. Deus a tudo dá vida, porque somente Ele tem poder para vivificar(dar vida novamente), somente Ele pode nos fazer renascer em Cristo, somente Ele pode nos fazer ressuscitar em Cristo, assim como Ele fez com o seu Filho amado. "A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores."(1 Timóteo 6:15). No momento certo, no tempo certo, já determinado pelo Pai, então Jesus, seu Filho amado, surgirá para vir buscar a sua igreja, os escolhidos, os que perseverarão na prática do Evangelho. No momento certo, o Deus Todo Poderoso mostrará o seu Poder.
 "Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém." (1 Timóteo 6:16). Deus é que tem a imortalidade. Ele resgatou o seu Filho amado,o ressuscitou ao terceiro dia. Jesus foi o primogênito, ou seja, o primeiro, e todos os que lhe obedecerem e o amarem o seguirão, e a morte não terá  mais poder sobre os escolhidos do Senhor. A imortalidade é do Senhor. Ele é a Luz verdadeira que ilumina o mundo e todos os que o amam. Ele habita na Luz, porque Ele é luz, e na sua Luz nós veremos a Luz. Ninguém jamais viu Deus a não ser na Palavra, no Evangelho, mas os que forem dignos de serem salvos o verão assim como Ele é. Deus é autoexistente, ou seja, sempre existiu e existirá para todo o sempre. Ele é a eternidade, e, se queremos viver, devemos nos submeter a Ele, pois somente Ele é digno de toda nossa honra, adoração e louvor, porque Ele é Deus. "Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos." (1 Timóteo 6:17).Que os ricos, os mais favorecidos materialmente não sejam soberbos, nem autoconfiantes, porque tudo vem do Senhor, só Ele pode permitir e autorizar qualquer coisa. Por isso não se pode colocar a fé em dinheiro ou em bens, mas saber que são uma dádiva de Deus para desfrutar e ajudar a socorrer o seu semelhante. Os bens materiais, as riquezas, o dinheiro, em um momento podem acabar, mas o amor de Deus permanece para sempre, e somente Nele teremos paz e alegria. Nele teremos tudo. "Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis." (1 Timóteo 6:18). Que se apliquem a riqueza, os bens materiais que Deus permitiu que se tivessem em fazer justiça, em ajudar, em socorrer quem necessita; que se pratiquem a misericórdia, a piedade, amor e a justiça e que se use o que se tem para praticar o Evangelho. Por mais que tenha, não coloque a confiança nessas coisas perecíveis, coloque no Senhor, sabendo que tudo o que nos vem à mão simplesmente são ferramentas, armas para utilizarmos na nossa militância no Evangelho, para usarmos em prol do Reino, e, agindo assim, quanto mais dermos, mais receberemos. "Que entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a vida eterna." (1 Timóteo 6:19). A nossa preocupação não pode ser juntar tesouro aqui, não pode ser acumular riquezas aqui, pois não sabemos a hora em que seremos chamados. A nossa preocupação deve sempre ser viver de acordo com a vontade de Deus, para, quando chegar a nossa hora de partir, estarmos prontos sabendo que iremos ao encontro do Pai para desfrutar da vida em sua companhia por toda a eternidade. "O Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e ás oposições da falsamente chamada ciência." (1 Timóteo 6:20).Devemos tomar muito cuidado com os ensinos mentirosos, falsos, porque Deus não tem compromisso com essa prosperidade muito apregoada por aí. Devemos simplesmente nos ater ao ensino do Senhor, as suas Escrituras, e fugir de revelações novas e novos ensinos convenientes a nossa vontade e desejo. Temos simplesmente que viver o Evangelho e não buscar facilidades, para não caminharmos a passos largos em direção ao sofrimento e à morte eterna. "A qual, professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja contigo. Amém." (1 Timóteo 6:21).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique lino 
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.