EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

FALANDO COM UMA MULHER

"E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; todavia nenhum lhe disse: Que perguntas? Ou: Por que falas com ela?" (João 4:27)

         Jesus, passando por território samaritano, dá uma parada enquanto seus discípulos vão até uma cidade onde havia comércio para comprar comida. Nesse ínterim, o Senhor se aproxima de um poço, onde havia uma mulher samaritana tirando água. Chegando-se a ela, pede-lhe água. Ela acha estranho, principalmente pelo fato de vê-lo, que era de Jerusalém, pois existia inimizade entre eles desde a época de Roboão, neto de Davi, quando o Senhor tinha dividido Israel e Judá, ficando reino do norte e do sul, consequentemente. Entre eles houve muitas brigas, guerras e muitas mortes, mas o que chamou a atenção da mulher foi um homem judeu se dirigir a ela e ainda lhe pedir água. Na verdade, ela não conhecia o Senhor, e através desse encontro Jesus prega para ela e ainda lhe chama a atenção pelo fato de ela viver na prostituição, ter vários homens, inclusive viver com um que não era seu marido. Após esse fato, Jesus se declara, fala que Ele é o Messias, o Cristo de Deus. Assim que os discípulos voltam, ao vê-lo conversando com uma mulher, ficam assustados e não entendem, mas nenhum deles tinha condições de questionar o Senhor, ficaram observando o que viria acontecer. Vamos entender depois que Jesus estava em missão, e devido a esse diálogo com essa mulher várias pessoas se converteram e passaram a crer Nele. Temos todo o tempo que observar como Jesus ensinava, pois em nenhum momento vemos Ele afagando o ego de ninguém. Nesse caso, Ele chamou atenção para a maneira como ela vivia, ela admitiu e ainda trouxe toda a cidade para ouvi-lo, e depois todos creram Nele. "Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens: Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo? Saíram, pois, da cidade, e foram ter com Ele." (João 4:28-30). Essa mulher, que tinha ido buscar água, após conversar, ouvir Jesus, ela esquece até da água, pois deixa o cântaro, a vasilha que trouxe para levar água para trás e corre de volta à cidade para anunciar que tinha encontrado o Cristo. Ela agora já é uma missionária, pois correu em missão para avisar que tinha encontrado o Cristo, e as pessoas ouviram e voltaram com ela. Isto que devemos aprender é falar de Cristo, do que conhecemos, não com floreios, mas diretamente, avisar que temos Jesus e conduzir todos a Ele. Isso é o que fazemos hoje: conduzimos as pessoas à Bíblia, ao Novo Testamento, à Nova Aliança feita no Sangue de Jesus. Quando fizermos assim como essa mulher cujo nome a Bíblia não cita, saberemos que as pessoas irão encontrar o Senhor por Ele ser Deus, e não por quererem receber alguma coisa.
 "E, entretanto, os seus discípulos lhe rogaram, dizendo: Rabi, come. Ele, porém, lhes disse: Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis. Então os discípulos diziam uns aos outros: Trouxe-lhe, porventura, alguém algo de comer? Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra." (João 4:31-34). Os discípulos de Jesus agora o convidam para comer, afinal, estavam viajando e não tinham comido nada, com certeza Ele estava com fome, prova tal que os discípulos tinham ido até a cidade comprar alimento. Mas Jesus diz que o alimento, a comida Dele é uma que eles não conhecem, que ainda não entendem, porque o alimento de Jesus era cumprir a Palavra de Deus, era obedecer ao Pai, era cumprir a missão pela qual Ele viera ao mundo. Os discípulos estão falando de maneira natural, carnal, enquanto Jesus fala de maneira espiritual. Eles estão preocupados se alguém trouxe alimento para Ele, enquanto Jesus fala que o seu alimento é a obediência ao Pai. Jesus é vencedor porque foi obediente até a morte, e morte de Cruz, e se quisermos ser vencedores Nele, temos que o imitar, temos que ser obedientes a Ele. Nosso principal alimento tem que ser obedecer-lhe, praticar a sua Palavra, não podemos ficar presos a alimentos ou a coisas materiais; não podemos ficar presos a coisas do mundo, a bens, a dinheiro ou a outra coisa qualquer, nem mesmo a pessoas, devemos seguir Jesus. Sabendo que Ele é o nosso alimento, sabemos que de nada teremos falta, nos alimentaremos Nele e Dele pela obediência. Jesus falou que tinha um alimento que eles não conheciam, e sabemos que o seu alimento foi pregar o Evangelho, ser perseguido, preso, humilhado, espancado, crucificado e morrer na cruz do Calvário, mas, ao terceiro dia, o Pai o ressuscitou, e hoje Ele está sentado à direta de Deus e reina para todo o sempre, pois Deus Pai lhe entregou tudo, o que há no céu e na terra, e pelo seu Nome todos os joelhos se dobram."Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa. E o que ceifa recebe galardão, e ajunta fruto para a vida eterna; para que, assim o que semeia como o que ceifa, ambos se regozijem. Porque nisto é verdadeiro o ditado, que um é o que semeia, e outro o que ceifa. Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho." (João 4:35-38). Jesus responde mostrando que o campo de evangelização é enorme; as pessoas têm que conhecê-lo, e que Ele enviou os seus discípulos para pregar, para ensinar, para apresentar Jesus. Não podemos desfrutar de coisas ou prazeres do mundo, temos que aproveitar o tempo e ir a toda parte levando Jesus, não importa se é algum território onde nos consideram inimigos. O Senhor tem nos dado pessoas, lugares para levarmos a sua Palavra, a sua mensagem, levarmos a Verdade, o Verdadeiro Alimento. Basta querermos, basta sermos verdadeiros e obedientes, assim como Ele foi, que veremos o resultado. "E muitos dos samaritanos daquela cidade creram Nele, pela palavra da mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito. Indo, pois, ter com Ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficasse com eles; e ficou ali dois dias. E muitos mais creram Nele, por causa da sua Palavra. E diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo, o Salvador do mundo. E dois dias depois partiu dali, e foi para a Galiléia." (João 4:39-43). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

FINGINDO-SE JUSTO

"E, observando-o, mandaram espias, que se fingissem justos, para o apanharem nalguma palavra, e o entregarem à jurisdição e poder do presidente." (Lucas 20:20)

         Durante todo o tempo de duração do ministério terreno de Jesus Cristo, ou seja, aproximadamente três anos, Ele sofreu uma perseguição sistemática pelos israelitas. Antes do seu nascimento como homem, já o buscavam para matá-lo. José teve que fugir com Ele para o Egito para protegê-lo de Herodes. E com trinta anos de idade aproximadamente, quando assumiu o ministério, após o Batismo nas águas do Jordão e quando veio sobre Ele o Espírito, Ele não teve mais descanso. Sempre os religiosos da época procuravam alguma maneira de pegá-lo, mas eles não entendiam, não sabiam que nenhum plano de Deus pode ser frustrado, tudo deveria acontecer assim como o Senhor determinara, e nenhuma cilada armada por eles poderia alterar alguma coisa, poderia frustrar o que já há muito estava planejado. Vejam aqui eles, os fariseus, os religiosos, os que diziam conhecer a lei e a defender enviarem pessoas como espiões para se passarem como interessados em ouvir e aprender a Palavra, mas com o objetivo de, por meio de perguntas, fazer Jesus errar e cair em alguma contradição, ou falar mal do governo de César, rebelando-se de alguma maneira, pois assim Ele seria denunciado, preso e morto. Só que eles não sabiam que Jesus era Deus, a Luz verdadeira, e não trevas, Luz é a Verdade, portanto, não existe possibilidade de se achar mentira na Verdade. O que Jesus falava era o que todos sabiam, apesar de não quererem lhe obedecer, por isso Ele pregava sobre arrependimento e conversão, pois somente assim poderiam se aproximar e obter a salvação. Queriam armar uma armadilha, uma cilada para Jesus, mas vemos que o Senhor os deixou desconcertados. "E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, nós sabemos que falas e ensinas bem e retamente, e que não consideras a aparência da pessoa, mas ensinas com verdade o caminho de Deus. É-nos lícito dar tributo a César ou não?" (Lucas 20:21-22). Eles perguntaram-lhe sobre a questão de pagar os impostos a César, porque, naquela época, Israel vivia sob o domínio de César. Se Jesus dissesse que não, então eles o denunciariam como rebelde, uma vez que estaria se rebelando contra a autoridade. As pessoas, muitas vezes com aparência de piedade, de bondade ou inocência, estão armando armadilhas, e sempre fazem isso quando se permitem ser guiadas pelo adversário das nossas almas. Vejam que eles chegam com elogios e palavras enganadoras, mas com o objetivo de pegá-lo.
 "E, entendendo Ele a sua astúcia, disse-lhes: Por que me tentais? Mostrai-me uma moeda. De quem tem a imagem e a inscrição? E, respondendo eles, disseram: De César.Disse-lhes então: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus." (Lucas 20:23-25). Jesus, conhecendo a real intenção deles, pergunta logo de cara o porquê de eles o estarem tentando, testando, dando uma de espertos, e os coloca em uma situação difícil, calando-os de uma vez por todas, mostrando-lhes que as coisas do mundo são do mundo, e as de Deus de Deus. Que deveriam sim pagar os impostos a César, mas que deveriam viver em conformidade com a Palavra de Deus, obedecer aos seus mandamentos, dar honra, exaltar o seu Nome. Assim, vemos muitas pessoas que dizem conhecer o Senhor, dizem amá-lo, estão dentro de templos, nos púlpitos, mas são ladrões, sim, ladrões, pois sonegam imposto alegando que o que o governo cobra é desonesto. Mas fazem isso por mesquinharia, por desonestidade, uma vez que sabemos que, se eles estão cobrando pouco ou muito, se estão sendo desonestos, disto prestarão contas ao Senhor, mas a nossa função é obedecer. Não podemos esquecer que não existe nenhuma autoridade que não seja emanada por Deus, pois tudo é Ele. Não estaremos sendo honestos com o Senhor, não estaremos sendo fiéis ao Senhor, não estaremos dando o que é de Deus, que é obediência, se não estivermos agindo em conformidade com as leis terrenas de onde vivemos. Não podemos sonegar imposto, independentemente de o acharmos exagerado; não podemos deixar de registrar funcionários e arcar com todas as obrigações que as leis exigem, não podemos nos omitir ou mentir, pois estaremos indo contra a Palavra de Deus. Se estamos sofrendo algum abuso por parte do governo, das autoridades, então clamemos ao Senhor, busquemos Nele as respostas, temos que nos espelhar em Jesus. Vemos que Jesus nunca se envolveu com questões políticas, mas somente com as coisas do Pai, e tinha zelo pela casa do Pai. "E não puderam apanhá-lo em palavra alguma diante do povo; e, maravilhados da sua resposta, calaram-se." (Lucas 20:26). Assim eles ficaram desconcertados e logo tiveram que se afastar, pois nada conseguiram com o Senhor. Mas vamos observar que logo em seguida vem outro grupo de religiosos tentando pegá-lo em outra cilada, desta vez queriam vê-lo contradizer a lei, a Torá, e trazem à tona a questão do casamento e da lei do Levirato. "E, chegando-se alguns dos saduceus, que dizem não haver ressurreição, perguntaram-lhe, Dizendo: Mestre, Moisés nos deixou escrito que, se o irmão de algum falecer, tendo mulher, e não deixar filhos, o irmão dele tome a mulher, e suscite posteridade a seu irmão. Houve, pois, sete irmãos, e o primeiro tomou mulher, e morreu sem filhos; E tomou-a o segundo por mulher, e ele morreu sem filhos. E tomou-a o terceiro, e igualmente também os sete; e morreram, e não deixaram filhos. E por último, depois de todos, morreu também a mulher. Portanto, na ressurreição, de qual deles será a mulher, pois que os sete por mulher a tiveram?" (Lucas 20:27-33). Querem saber sobre a vida futura, querem saber como será, então Jesus responde não negando a lei, mas complementando, revelando sobre o futuro, o seu Reino, e como será, porque Deus não é Deus dos mortos, nem de coisas mortas e inanimadas, mas dos que vivem, e só existe Vida Nele." E, respondendo Jesus, disse-lhes: Os filhos deste mundo casam-se, e dão-se em casamento; Mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dentre os mortos, nem hão de casar, nem ser dados em casamento; Porque já não podem mais morrer; pois são iguais aos anjos, e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição. E que os mortos hão de ressuscitar também o mostrou Moisés junto da sarça, quando chama ao Senhor Deus de Abraão, e Deus de Isaque, e Deus de Jacó. Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos; porque para ele vivem todos." (Lucas 20:34-38). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

PELA COMPAIXÃO DE DEUS

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." (Romanos 12:1)

         Quando eu medito na Palavra de Deus, nos ensinamentos dos apóstolos que, guiados pelo Espírito, nos falam de maneira clara sobre como devemos nos portar, e faço um parâmetro com o evangelho que é pregado nos templos, percebo que são totalmente distintos. Veja que o apóstolo Paulo pede para apresentarmos os nossos corpos como sacrifícios vivos, santos e agradáveis a Deus, mas hoje os pregadores, os templos, estão ensinando que as pessoas devem exigir o melhor de Deus, que eles têm o direito de desfrutar do melhor que existe. Pregam que temos liberdade de viver de forma alegre e fazendo o que queremos, pois Deus abençoará. Só por isto vemos que é um outro evangelho, que não é o Evangelho de Jesus Cristo, uma vez que não existe santificação, não existe a exigência de abandono de pecados, de conversão, de arrependimento e de buscar incansavelmente pela união plena com o Senhor. Nós somos a igreja, o templo do Senhor, devemos cultuar o Senhor com o nosso corpo, ou seja, com as nossas falas, nossos gestos, nossos pensamentos, enfim, com tudo, porque não pertencemos a nós mesmos, e sim ao Senhor. Oferecer em sacrifício é não se importar com as lutas, com as dificuldades, com as batalhas pelas quais tenhamos que passar, e jamais desviar os nossos pensamentos do Senhor; é compreender que Jesus é o Senhor e que nós somos servos, somos nós que devemos servir, e não sermos servidos. Temos que entender que sem santidade ninguém verá Deus, que é dever, obrigação daqueles que buscam o Senhor praticá-la durante toda a sua existência."E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12:2). Não podemos concordar com este mundo, não podemos aceitar esses ensinamentos heréticos, não podemos concordar com esse mundo dentro das igrejas, dos templos. Mas temos que transformá-lo pelo entendimento da Palavra; é necessário voltarmos ao Evangelho e colocá-lo em prática, temos que ser luzes, fazer a diferença e tirar muitos do engano, das trevas, pois essa é nossa obrigação. Não podemos simplesmente nos unir ao que sabemos, que não é o Evangelho, mas transformá-lo, porque só assim poderemos conhecer, experimentar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus, que não é de dar dinheiro, casa, carros para ninguém, mas é a demonstração do seu amor, do seu cuidado e a vida eterna.
 "Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um." (Romanos 12:3). Temos que pensar e agir como servos de Cristo, e se somos servos, nós somos os que servimos e não os que são servidos, assim, jamais poderemos nos exaltar como superiores a quem quer que seja, porque temos o nosso exemplo em nosso Mestre que é Jesus, então sabemos que Ele como Deus se destituiu do seu Poder e veio ao mundo como homem, simples mortal para nos salvar. Assim também devemos agir e não nos julgar melhores ou superiores a ninguém; devemos conhecer o Senhor pela sua Palavra e procurar transmiti-la a todos não só com as nossas bocas, mas, principalmente, com a nossa maneira de viver. Temos que colocar a nossa fé em ação, ser produtivos, pois todos nós temos a fé suficiente, uma vez que o próprio Senhor Jesus disse que, se tivermos fé, mesmo pequenina como um grão de mostarda, é o suficiente para mudarmos os montes de lugar. A obediência vem pela fé, que gera o temor, e assim caminhamos com o Senhor. Seguir Jesus é uma entrega total, e enquanto estivermos ligados, preocupados com as coisas do mundo, estamos longe Dele. Podemos até ser religiosos, mas não estamos no Senhor se não deixarmos tudo para segui-lo, principalmente os nossos entendimentos, nossa lógica, o conhecimento mundano. "Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros." (Romanos 12:4-5). Não importa a nossa cor, idioma, nacionalidade, o que importa é nossa maneira de viver, de praticar o Evangelho, não somos iguais, mesmo porque somos o corpo de Cristo, que é formado por vários membros, e nenhum é igual ao outro. Mas só devemos ter o Sangue de Cristo, que percorre todo o corpo, até o coração, porque o que nos dá vida é o Sangue de Cristo, que já foi derramado por nós. Temos que ser um em Cristo, o que significa andar e viver segundo os seus preceitos, e sabemos que nem todos andam igual, uns são mais rápidos, outros andam devagar, uns correm, mas o fato é que todos devem andar seguindo o Senhor, e não os seus desejos e vontades pessoais. "De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria. O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem." (Romanos 12:6-9) Devemos procurar nos moldar no Evangelho de Jesus e saber que não somos super-homens, mas temos as nossas limitações, que nos são impostas pelo próprio Senhor. Portanto, não precisamos querer fazer tudo, mas somente executar de maneira perfeita o dom ou os dons que o Senhor nos deu. Por exemplo, muitos são chamados para socorrer, ajudar os necessitados, ou ser coluna, ajudar a manter um ministério, outros para pregar, ensinar, cantar, louvar, interceder, orar, aconselhar, enfim, são vários os dons, mas devemos fazer tudo da melhor maneira possível, pois sabemos que estamos fazendo para Cristo, e não para nós mesmos. Todo o tempo fazer tudo com amor e por amor, com a preocupação de ajudar, socorrer e conduzir o próximo a Cristo, para que todos sejam salvos e não se percam nas trevas do mundanismo. "Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor; Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração; Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade; Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis. Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram; Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos; A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens. Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens." (Romanos 12:10-18). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

DOMANDO O JUMENDO

"E, logo que se aproximaram de Jerusalém, de Betfagé e de Betânia, junto do Monte das Oliveiras, enviou dois dos seus discípulos, E disse-lhes: Ide à aldeia que está defronte de vós; e, logo que ali entrardes, encontrareis preso um jumentinho, sobre o qual ainda não montou homem algum; soltai-o, e trazei-mo." (Marcos 11:1-2)

Chegando a Jerusalém, Jesus envia dois discípulos à frente para apanhar um jumentinho, para que Ele montasse e adentrasse Jerusalém, e tudo aconteceria como já estava revelado. "Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta." (Zacarias 9:9). Tudo o que aconteceu com Jesus desde o seu nascimento, há muitos anos, foi revelado por diversos profetas, e um deles, o que mais falou, foi Isaías, que, inclusive, é chamado de profeta Messiânico. Tudo o que ocorreu: nascimento, perseguição, prisão, crucificação e morte já estava previsto. Deus Pai já tinha revelado como seria, e a cegueira, a teimosia dos hebreus não os deixaram perceber, apesar de terem a lei, a torá em mãos. Jesus até o último momento tudo fez para que os acontecimentos ocorressem de acordo com a Palavra, e vemos que no final Ele já se apressa para cumprir. Aqui devemos prestar atenção que Ele mandou os dois discípulos trazerem um jumentinho que ninguém jamais tinha montado, ou seja, um animal ainda bravio, não domesticado, não domado, e sabemos que esses animais, quando se monta neles a primeira vez, eles esperneiam, pulam e procuram de todos os meios jogar, atirar a pessoa ao chão. Esses animais não aceitam, não permitem que se monte neles a primeira vez sem reagir, todos os que conhecem esses animais sabem disso. Mas Jesus mandou trazer esse animal para ser o primeiro a montar. Observo que nunca escutei ninguém falar, pregar, ensinar sobre esse fato. "E, se alguém vos disser: Por que fazeis isso? Dizei-lhe que o Senhor precisa dele, e logo o deixará trazer para aqui. E foram, e encontraram o jumentinho preso fora da porta, entre dois caminhos, e o soltaram. E alguns dos que ali estavam lhes disseram: Que fazeis, soltando o jumentinho? Eles, porém, disseram-lhes como Jesus lhes tinha mandado; e deixaram-nos ir." (Marcos 11:3-6). Jesus manda os dois discípulos apanharem o jumentinho e diz-lhes que, se alguém questionasse, dissessem simplesmente que o Senhor precisava dele. Veja que Jesus já está assumindo a sua natureza Divina, já está declarando que Ele é o Senhor, e vemos que assim aconteceu: as pessoas entenderam e liberaram o jumentinho. Aconteceu exatamente tudo como Jesus tinha falado.
"E levaram o jumentinho a Jesus, e lançaram sobre ele as suas vestes, e assentou-se sobre ele." (Marcos 11:7). Trouxeram o jumentinho e colocaram-lhe as roupas, e Jesus montou no jumentinho. Observem que a Bíblia nos fala que Jesus simplesmente montou, não se fala que o animal tenha se rebelado, pulado ou tentado derrubar Jesus; aparentemente aconteceu de maneira dócil e tranquila, e mesmo com várias pessoas ao lado fazendo movimentos, gritando, esse animal não se assustou. Temos que atentar para esse detalhe, porque também isso é um milagre, Jesus montou em um animal bravio, e este se portou como se já fosse domesticado e acostumado a ser montado. A bem da verdade, se observarmos, veremos ver que tudo o que Jesus fez ou falou foram milagres e ações de Deus, para nos dar ensinamentos, nos preparando e mostrando que Ele era Deus. "E muitos estendiam as suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos das árvores, e os espalhavam pelo caminho. E aqueles que iam adiante, e os que seguiam, clamavam, dizendo: Hosana, bendito o que vem em Nome do Senhor; bendito o reino do nosso pai Davi, que vem em Nome do Senhor. Hosana nas alturas. E Jesus entrou em Jerusalém, no templo, e, tendo visto tudo em redor, como fosse já tarde, saiu para Betânia com os doze." (Marcos 11:8-11). As pessoas naquele momento em que o acompanhavam o reconheciam como Senhor, mas a intenção aqui era levantá-lo, conduzi-lo como rei físico, era fazer Dele o rei de Israel. Eles viam o Poder de Deus, sabiam que Ele era o Messias, mas não entendiam que Jesus era o Rei dos reis e não um rei humano, rei de um país. Eles louvavam, exaltavam Jesus, mas não de maneira correta, pois queriam que Ele assumisse uma posição de rei de Israel e libertasse Israel do domínio de Cesar, isto porque não conheciam a Palavra de Deus, que falava que Jesus seria o libertador do jugo do pecado, e não outra coisa. Por isto a necessidade de sempre meditarmos bem na Palavra de Deus, para podermos entendê-la, compreendê-la. Temos que permitir que o Espírito Santo nos guie para que não incorramos em erros semelhantes, porque são muitos os que, mesmo com a Bíblia na mão, falam contra o Evangelho, ensinam contra Jesus. "E, no dia seguinte, quando saíram de Betânia, teve fome. E, vendo de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se nela acharia alguma coisa; e, chegando a ela, não achou senão folhas, porque não era tempo de figos. E Jesus, falando, disse à figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E os seus discípulos ouviram isto. E vieram a Jerusalém; e Jesus, entrando no templo, começou a expulsar os que vendiam e compravam no templo; e derrubou as mesas dos cambiadores e as cadeiras dos que vendiam pombas. E não consentia que alguém levasse algum vaso pelo templo." (Marcos 11:12-16). Jesus somente entrou no templo, deu uma olhada e foi logo para Betânia, porque Ele sempre passava as noites nos jardins, no horto, e no dia seguinte, depois que acordou, estava com fome, pois, apesar de ser Deus, Ele estava como homem e tinha as mesmas necessidades físicas que qualquer um de nós. Então foi até uma figueira, que estava bonita, com muitas folhas verdes, em busca de um fruto, mas não encontra nenhum, apesar de que também não era tempo de ter fruto. Mas mesmo assim Ele amaldiçoa a figueira. Esse é um ensinamento para nós, mostrando que não podemos aparentar o que não somos, tentar ser o que não é verdadeiro, pois a figueira estava bonita, com folhas verdes, mas não tinha frutos. Jesus agora volta ao templo para fazer a limpeza. Expulsa todos os comerciantes, todos os que praticavam qualquer atividade comercial no templo, o que é muito comum nos templos atuais. Jesus exigiu ordem e decência, não permitia nem mesmo que se ficasse andando no meio do templo carregando coisas. Jesus exigiu respeito; expulsou da igreja os que não tinham respeito pela casa de Deus. "E os ensinava, dizendo: Não está escrito: A minha casa será chamada, por todas as nações, casa de oração? Mas vós a tendes feito covil de ladrões. E os escribas e príncipes dos sacerdotes, tendo ouvido isto, buscavam ocasião para o matar; pois eles o temiam, porque toda a multidão estava admirada acerca da sua doutrina." (Marcos 11:17-18). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

COMO CONSEGUIR A VIDA ETERNA.

"E eis que, aproximando-se Dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem-farei para conseguir a vida eterna?" (Mateus 19:16)

         Assim como esse jovem, são muitos os que se aproximam de Jesus querendo herdar a vida eterna, mas para isso querem simplesmente cumprir um ritual qualquer de oração, ou jejum, mas não querem realmente obedecer a Ele. Veremos que esse jovem amava mais as coisas materiais, as coisas do mundo do que o Senhor. Vemos muitas pessoas que lotam templos querendo conseguir a atenção do Senhor, querendo bênção, e até a vida eterna, simplesmente por participarem de ato meramente ritualístico. Vão a templos muitas vezes, participam de inúmeras campanhas, ofertam, fazem sacrifícios, devolvem o dízimo, oram e leem a Bíblia como uma oração, mas não para aprender. E essas pessoas acham que fazerem isso já é o bastante. Esquecem que devemos simplesmente obedecer ao Senhor e não adianta chegar para Deus falando que Ele é bom, que é maravilhoso, que é fiel, se nós não formos fiéis a sua Palavra. "E Ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos. Disse-lhe ele: Quais? E Jesus disse: Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho; Honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo." (Mateus 19:17-19). Devemos saber que bom mesmo é Deus, é Jesus, mas não basta saber isso, é necessário colocar em prática suas ordenanças, porque isso é mostrar que acredita Nele. As pessoas lotam os templos e ficam cantando, orando, rezando, fazendo preces e outros tipos de suposta comunhão com o Senhor, mas continuam em seus pecados e não querem abrir mãos deles. Continuam nas mentiras, nas prostituições, tais como adultérios e fornicação; continuam ambicionando o que não lhes pertence, continuam com maldades, desejando o mal para o seu semelhante, continuam de corações duros sem se preocupar em ajudar, socorrer seus semelhantes. E acham que o Senhor vai ouvi-los, por isso Jesus disse que são poucos os que se salvarão, porque o povo está simplesmente praticando uma religião, não querem segui-lo, não abrem mão das coisas do mundo, querem servir ao Senhor e a si mesmos. "Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado desde a minha mocidade; que me falta ainda?" (Mateus 19:20). Assim como esse jovem, as pessoas gostam de se identificar como pessoas boas e cumpridoras de suas obrigações e se dizem praticantes da Palavra de Deus, mas não querem abrir mão de muita coisa que impede a entrada delas no Reino, pode ser um trabalho, um parente, um amigo, um objeto ou outra coisa qualquer que está sendo um empecilho. Temos que saber que para o Senhor não existe exceção.
 "Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me." (Mateus 19:21) Jesus fez questão de falar, de mostrar o que estava atrapalhando aquele jovem, porque, como o jovem disse anteriormente, ele vivia de maneira honesta e decente, mas o amor dele estava no dinheiro, nas coisas materiais. As pessoas atualmente ficam acreditando em pregadores charlatões, mentirosos, que dizem que Deus vai dar riquezas para o seu povo, o que não está na Palavra, não está no Evangelho, é algo que Jesus nunca disse. Mas, ao contrário, sempre mostrou que a riqueza impede a salvação, porque o dinheiro é um deus, é Mamom, e as pessoas abandonam o Senhor para segui-lo. Jesus sempre nos mandou juntar tesouro no céu e não aqui, mas, infelizmente, as pessoas, por amarem o mundo, preferem acreditar no que lhes é mais conveniente, e assim buscam esses pregadores de prosperidade e ficam pedindo bênção de riquezas ao Senhor, mas não percebem que Senhor está longe delas. Jesus mandou esse jovem vender tudo o que tinha e dar aos pobres, e não dar para Ele, ou trazer para o seu ministério, não lhe pediu oferta, mas mandou dá-la aos pobres, ajudar quem precisasse, e segui-lo, porque, para seguir Jesus, não precisamos de dinheiro, uma vez que Ele cuida de nós, Ele é o Bom Pastor e cuida do seu rebanho, que de nada sentirá falta. "E o jovem, ouvindo esta Palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades." (Mateus 19:22). O jovem, quando viu que tinha que abrir mão de tudo o que tinha, que tinha que abrir mão de suas propriedades, de sua fortuna, não quis seguir mais Jesus, ou seja, optou pelo dinheiro, pelas coisas materiais. Esse jovem que chegou chamando Jesus de bom e pedindo ajuda, orientação para alcançar a vida eterna, agora vira as costas, pois amava mais o dinheiro. E são muitas as pessoas que têm o mesmo procedimento, são muitos os que querem Jesus, mas não abrem mão de querer ter muito dinheiro aqui, e fazem isso justificando-se de inúmeras maneiras, dizendo que é para a aposentadoria, que é para deixar para os filhos, e muito mais, mas se esquecem de que devemos nos preocupar em obedecer ao Senhor, que é a melhor herança que podemos deixar para os nossos. Todos os que estão indo a templo em busca de prosperidade estão virando as costas para o Senhor. "Disse então Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no Reino dos céus. E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus." (Mateus 19:23-24). Vejam que Jesus chega ao ponto de mostrar de maneira clara a impossibilidade de um rico entrar no Reino de Deus, portanto, como podemos buscar o que nos impede de estarmos com o Senhor, de desfrutarmos de Vida? Veja que com essa comparação Jesus está dizendo que é impossível um rico entrar no Reino de Deus, e faço questão de esclarecer aqui que camelo nesse contexto não se refere ao animal quadrúpede, mas a um tecido que as pessoas usavam na cintura, uma espécie de cinto, por isso a comparação, pois seria difícil fazer aquele tecido largo, enorme, passar pelo furo de uma agulha. Vamos voltar ao Evangelho, vamos seguir Jesus, porque Ele é Deus e nos dará a salvação, e nada aqui no mundo pode nos salvar, tudo aqui é passageiro, Jesus é eterno. "Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá pois salvar-se? E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível. Então Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que nós deixamos tudo, e te seguimos; que receberemos? E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, por amor de meu Nome, receberá cem vezes tanto, e herdará a vida eterna. Porém, muitos primeiros serão os derradeiros, e muitos derradeiros serão os primeiros." (Mateus 19:25-30). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

FAZENDO O MESMO

"Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo." (Romanos 2;1)

         Um fato que me chama muito a atenção é as pessoas sempre se defenderem dizendo que não podemos julgar ninguém. Esse jargão é muito usado no meio gospel por pessoas que se dizem cristãs, que dizem conhecer a Palavra de Deus. Na verdade, sabemos que isso não passa de uma desculpa para se defenderem, para não serem exortadas, para não serem confrontadas por estarem em erro. Primeiro devemos não errar, e sim nos santificar, nos modelar de acordo com a Palavra de Deus, de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, porque não podemos ser hipócritas e ficar apontando erros dos outros, quando nós mesmos estamos praticando os mesmos erros, ou outros similares, porque não adianta não cometermos determinado pecado e cometermos outros, e ainda assim condenar, apontar alguém, porque, na verdade, estaremos pecando ainda mais. Somos indesculpáveis quando acusamos, julgamos alguém sendo que também estamos errando, estamos cometendo outro pecado, porque sabemos que para Deus não existe pecado menor ou maior, é simplesmente pecado. O pecado nada mais é do que a rebeldia à Palavra de Deus, a desobediência; não importa a gravidade ou o tamanho, a desobediência é simplesmente pecado, e por ele seremos lançados no sofrimento e morte eterna. Tanto faz uma pequena mentira como um estupro ou homicídio, adultério, tudo é pecado, é desobediência, e para o Senhor todos são iguais. A gravidade, a separação de pecados é coisa do ser humano e não de Deus, portanto, antes de julgarmos, acusarmos alguém, devemos nos examinar para vermos se estamos limpos, porque, caso contrário, é melhor nos calarmos para evitar de estarmos acrescentando ainda mais pecado sobre o que já temos. "E bem sabemos que o Juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem. E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?" (Romanos 2:2-3). O Juízo de Deus é para todos e não faz acepção de pessoas, e não é por eu exortar, acusar, julgar outras pessoas que estão no erro que os meus erros serão encobertos. Posso, inclusive, fazer pessoas se converterem ao Senhor, abandonarem seus pecados, se arrependerem, mas, se eu estiver em erro, de nada servirá, pois padecerei da mesma maneira. Nossa função é julgar todos os que estiverem em erro, mas, antes disto, temos a obrigação de viver em santidade, de estarmos de mãos limpas, para assim podermos agir de maneira clara, sem sermos hipócritas.
 "Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?" (Romanos 2:4). A bondade, o amor de Deus nos conduz ao arrependimento, isto é, todas as pessoas que têm um mínimo de inteligência sabem quem é Deus e sabem sobre o seu amor, mas também sobre o Juízo. Portanto, pelo seu amor, sabemos que podemos ser salvos e vivermos eternamente, podemos desfrutar de vida longa e abundante, porque Ele enviou seu Filho único e amado para morrer em nosso lugar. Assim, a salvação está ao nosso alcance, mas isto não quer dizer que já somos salvos e podemos viver da maneira que nos aprouver, como quisermos, porque não é assim. Temos a oportunidade de sermos salvos, a Porta está diante de todos, e podemos entrar por ela ou não, porque o Senhor não nos obriga a entrar, não nos obriga a obedecer, a sermos salvos. Temos o livre arbítrio, podemos escolher entre a vida e a morte, e o Senhor não vai interferir em nossas escolhas. Mas, se somos inteligentes, nos arrependeremos dos nossos erros e viveremos de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, porque a vida está Nele, na Verdade, Ele é a Vida. Apresentemos o nosso amor ao Senhor, e isto só pode ser feito obedecendo à sua Palavra. "Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus." (Romanos 2:5). Quando teimamos em viver de acordo com a nossa vontade, de acordo com o entendimento humano, de acordo com os padrões do mundo, com certeza iremos pagar um preço muito alto, e, possivelmente, quando vier o arrependimento, será tarde demais, porque depois que partirmos daqui não existirá mais lugar para arrependimento nem mudança, somente o Juízo. Portanto, quando concordamos com o mundo que jaz no maligno, que está morto no diabo, e achamos que devemos ser felizes aqui, que temos o direito de desfrutar do melhor, que Deus nos quer ver felizes aqui, então sabemos que o nosso fim será triste, porque a Promessa é Salvação, vida eterna, e não felicidade plena aqui, e todos os que querem o melhor aqui receberão o pior na eternidade. O que o Senhor tem para nós é o que Ele nos dá quando vivemos segundo a sua Palavra, mas, quando amamos os prazeres do mundo, então estamos contra Ele e receberemos a devida punição por desprezarmos o Sacrifício da Cruz. "O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber: A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção; Mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade e obedientes à iniquidade; Tribulação e angústia sobre toda a alma do homem que faz o mal; primeiramente do judeu e também do grego; Glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem; primeiramente ao judeu e também ao grego; Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas."(Romanos 2:6-11). Todos nós receberemos a devida recompensa, a maneira como vivemos aqui, como praticamos ou desobedecemos à Palavra de Deus é que servirá de argumento em nossa defesa ou acusação. Seremos julgados pela própria Palavra, que é o Senhor, assim, se queremos viver, desfrutar de vida, então que nos moldemos ao Evangelho ou então padeceremos por toda a eternidade. Não existe separação, para Deus todos nós somos iguais diante Dele, e a única coisa que faz a diferença é a nossa obediência a Ele. "Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados. Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados. Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os; No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho." (Romanos 2:12-16).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

COMO CONGREGAR

"Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação." (1 Coríntios 14:26)

         Devemos observar sempre a Bíblia e meditar para que possamos compreendê-la e assim aplicá-la em nossas vidas no dia a dia. Digo isto porque vemos muitos templos que se dizem evangélicos com comportamentos similares a outras religiões e seitas, porque assistimos às pessoas pularem, se jogarem, gritarem, se estrebucharem, dizendo que é uma ação do Espírito Santo. Pessoas pulam, gritam e falam uma língua estranha, dizendo que Deus está mandando dizer isto e aquilo, e geralmente o que falam é totalmente contrário ao Evangelho. Também assistimos a pessoas fazerem supostas revelações para várias pessoas ao mesmo tempo, mas a mesma revelação, sempre coisas boas, palavras confortadoras e de promessas de vitórias. Muitas vezes há várias pessoas pelos templos ao mesmo tempo, gritando, profetizando, cantando, orando, uma confusão terrível, e ainda dizem que é uma ação do Espírito Santo. Sabemos que o fruto do Espírito é domínio próprio, mansidão, entre outros, portanto, sabemos que algo está errado pelo comportamento dessas pessoas, porque a profecia, de acordo com a Palavra de Deus, deve ser entregue no templo, na presença de outros profetas, para que eles julguem a profecia, e se virem que não está de acordo com a Palavra, devem então pedir às pessoas que não a considerem e mandem então o suposto profeta sentar e calar. Assim como o falar em línguas deve ser praticado nos templos, nos púlpitos somente quando estiver presente um intérprete, e na sua ausência, que não se fale em línguas. E quando alguém estiver profetizando, pregando, cantando, ou testemunhando, os outros devem permanecer calados. "E, se alguém falar em língua desconhecida, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete. Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus. E falem dois ou três profetas, e os outros julguem." (1 Coríntios 14:27-29). O que acontece hoje nos templos é totalmente contrário à Palavra de Deus, porque pregadores, pastores ficam falando em uma língua estranha no púlpito, dizem orar em língua estranha, sem intérprete, e ninguém entende, mas, por ignorância, o povo fica dizendo amém e concordando com algo que não sabe e desconhece. Mas esses que ficam falando em línguas nos púlpitos geralmente querem demonstrar uma espiritualidade que não têm, querem demonstrar uma intimidade com o Senhor que não é verdadeira.
 "Mas, se a outro, que estiver assentado, for revelada alguma coisa, cale-se o primeiro. Porque todos podereis profetizar, uns depois dos outros; para que todos aprendam, e todos sejam consolados." (1 Coríntios 14:30-31). Profetas no templo devem falar um de cada vez e na presença de todos, e falar de maneira audível para que todos possam ouvi-los, e tem de haver outros profetas no templo para que possam julgar a profecia, para saberem se ela procede de Deus ou da carne. Há muita enganação nos templos onde dizem que fizeram trabalho de macumba, que as pessoas estão passando por lutas e dificuldades por causa de trabalhos de macumba, de feitiçaria. Mas não dizem que o povo está sofrendo por causa do pecado, da desobediência à Palavra do Senhor. As profecias atuais desses supostos profetas não exortam, não admoestam, não edificam ninguém, querem somente agradar, querem somente consolar e ainda incentivar o que não vem da Palavra. É necessário que haja ordem nos cultos, nas reuniões, para que todos possam aprender, e, principalmente, para que seja avaliado o que é feito e assim comprovar a ação do Senhor, e então tirar o joio do meio do trigo. Toda profecia tem que estar de acordo com a Palavra de Deus, e o que o profeta falar tem que acontecer, e, se não acontecer, não foi Deus quem falou. Antigamente, quando a profecia não se cumpria, o profeta era apedrejado até a morte. "E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas. Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos." (1 Coríntios 14:32-33). E a profecia do Senhor fala do futuro, fala do que vai acontecer, e não de fatos já ocorridos, porque Deus não está preocupado com o nosso passado, mas com o presente e o futuro. O nosso passado todos conhecemos, nós sabemos o que fizemos, e o Senhor também, se erramos, devemos nos arrepender e pedir perdão a Deus. Mas a profecia tem que falar sobre o que vai acontecer, e quem fala do passado é o diabo, nosso adversário, que anda ao nosso derredor e tudo o que acontece ele vê e sabe. Assim, quando o espírito enganador vem falando do que aconteceu, mesmo que seja algo que ninguém sabe, creia, ele sabe, pois ele é espírito e tudo vê, só não sabe o futuro, só não sabe o que vai acontecer. Por isso devemos sempre estar alertas e não deixarmos nos impressionar por ninguém que venha falando sobre o passado. "As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é vergonhoso que as mulheres falem na igreja." (1 Coríntios 14:34-35). Há mulheres que se levantam dizendo-se pastoras e sobem ao púlpito, teimam em pregar em culto misto, sabendo que isso está indo totalmente contra a Palavra de Deus, porque não existem mulheres pastoras na Bíblia, somente pastoras de animais, de quadrúpedes. O máximo que uma mulher pode fazer é pregar, ensinar outras mulheres, fazer culto só para mulheres, mas jamais culto misto, em que há homens e mulheres. Os templos que, para agradar, uma vez que a maioria das ovelhas são mulheres, levantam mulheres como pastoras, estes estão pecando e conduzindo o rebanho à morte. Não existem mulheres pastoras, e isto é fato, e não podemos seguir Jesus de qualquer jeito, mas somente como Ele determina. Não são todos os caminhos que nos conduzem à salvação, mas só um Caminho, que é Jesus, e este seguimos pela obediência. "Porventura saiu dentre vós a Palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós? Se alguém cuida ser profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor. Mas, se alguém ignora isto, que ignore. Portanto, irmãos, procurai, com zelo, profetizar, e não proibais falar línguas. Mas faça-se tudo decentemente e com ordem." (1 Coríntios 14:36-40). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.