EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 31 de março de 2017

AS DÚVIDAS

"E os discípulos de João anunciaram-lhe todas estas coisas. E João, chamando dois dos seus discípulos, enviou-os a Jesus, dizendo: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?" (Lucas 7:18-19)

         Temos que buscar todos os dias mais comunhão com o Senhor, buscar nos santificar mais, obedecer ao Senhor em tudo. Mas isso não quer dizer que nos transformaremos em super seres humanos, porque ainda estamos todos revestidos de carne, e a nossa natureza terrena e corrupta está presente, e o nosso Deus sabe disso. Muitas vezes somos traídos por ela, e quando percebermos os nossos erros, as nossas falhas, devemos ir ao Senhor, confessar, pedir perdão, nos acertar. Por isso, quando alguém se julga um supercrente, alguém que nunca erra, nunca cai, devemos saber que só por essa atitude já está em erro. Temos um exemplo em João Batista, que foi um homem de Deus, um profeta elogiado por Jesus, e este também teve momentos de dúvidas, de insegurança. Quando João Batista, o preparador do caminho do Senhor, estava preso, em um momento de fragilidade, de dúvidas, ele enviou os seus discípulos a Jesus em busca de confirmação se Jesus era realmente o Messias, o Esperado. Sabemos que João Batista sabia, e, antes mesmo de Jesus vir, ele já pregava, já avisava que Jesus viria, e foi ele mesmo quem batizou o Senhor nas águas, e na hora viu o Espírito Santo vir sobre Cristo em forma corpórea de uma pomba. Mesmo sabendo de tudo isso, ele teve dúvidas e enviou discípulos para perguntar a Jesus, para confirmar se realmente ele era o Messias. João queria ter a certeza de que a sua missão tinha sido cumprida. Assim somos todos nós, por mais que estejamos na presença do Senhor, há momentos em que nos bate a dúvida, o medo, a insegurança, e nesses momentos devemos recorrer ao Senhor. Devemos orar, clamar, buscar resposta no Senhor, na Palavra: "E, quando aqueles homens chegaram junto Dele, disseram: João o Batista enviou-nos a perguntar-te: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?" (Lucas 7:20). Os discípulos de João foram a Jesus e perguntaram se Ele era o esperado, se Ele era o Messias, o nosso Salvador. Muitas vezes, quando estamos atravessando um deserto muito longo, quando estamos em meio a uma tempestade que parece que não ter fim, às vezes parece que estamos agindo errado. Por mais que estejamos vivendo o que a Palavra determina, temos dúvidas, por causa das lutas e do sofrimento. Mas nessa hora, nesse momento é que devemos buscar a resposta no Senhor, e não no mundo, e não tentar justificativas pelas nossas fraquezas. Temos que tomar muito cuidado nesse momento para não sermos enganados pelas facilidades propostas pelo nosso adversário.
 "E, na mesma hora, curou muitos de enfermidades, e males, e espíritos maus, e deu vista a muitos cegos. Respondendo, então, Jesus, disse-lhes: Ide, e anunciai a João o que tendes visto e ouvido: que os cegos veem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e aos pobres anuncia-se o Evangelho." (Lucas 7:21-22). Não podemos ter medo, se estamos com dúvidas, devemos ir ao Senhor esclarecê-las, e só encontramos o esclarecimento correto em sua Palavra, no seu Evangelho, porque Ele é o Verbo. Quando nos dirigimos a Ele, obtemos a resposta. Assim como João Batista, olharemos e veremos o Poder de Deus em ação, os milhares de testemunhos do seu Poder, o que Ele faz e fez por nós. Vemos como Ele cura, liberta, transforma. Não podemos nos deixar ser dominados por nossa mente, ou aceitar as setas, os dardos inflamados do diabo; não podemos deixar o nosso adversário colocar pensamentos de engano em nossa mente. Qualquer dúvida, devemos ir ao Senhor, e no mesmo instante Ele nos responderá. João Batista estava preso, não saiu dessa prisão, pois foi morto, degolado por defender o Evangelho, por condenar o adultério. Jesus sempre nos responderá mostrando o seu Poder, portanto não olhemos para nossa fraqueza, olhemos para o Poder, olhemos para Jesus e as suas realizações. "E bem-aventurado é aquele que em mim se não escandalizar. E, tendo-se retirados os mensageiros de João, começou a dizer à multidão acerca de João: Que saístes a ver no deserto? uma cana abalada pelo vento?" (Lucas 7:23-24). Jesus deu a resposta aos discípulos de João Batista, mas não se esqueceu daquele assunto, não se esqueceu de João, e falou que os felizardos, os felizes, os vencedores são os que não se escandalizarem Nele. São muitos os que falam em amar Cristo, mas se escandalizam Nele, não aceitam pegar a sua cruz e carregá-la; são pessoas que têm um entendimento diferente, acham que aqui é o Paraíso. Temos que saber que estamos no mundo e que aqui é lugar de lutas, de desertos, principalmente para os cristãos, porque, se somos discípulos de Jesus, então sabemos que vamos passar por todos os tipos de lutas, assim como Ele. Mas, se somos seus discípulos, sabemos que receberemos a sua força e o seu Poder e seremos vencedores no seu Nome. "Mas que saístes a ver? um homem trajado de vestes delicadas? Eis que os que andam com preciosas vestiduras, e em delícias, estão nos paços reais. Mas que saístes a ver? um profeta? Sim, vos digo, e muito mais do que profeta. Este é aquele de quem está escrito: Eis que envio o meu anjo diante da tua face, O qual preparará diante de ti o teu caminho. E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele." (Lucas 7:25-28). Jesus elogia João e fala sobre a sua missão bem-sucedida, e ainda mostra que o povo foi ao seu encontro em busca da verdade, e não em busca de luxos ou bênçãos, porque João Batista vivia no deserto e tinha uma maneira peculiar de se vestir e de se alimentar, ao contrário dos que eram financeiramente realizados. As pessoas têm que aprender a buscar o Senhor não em prol de bênçãos, mas por Ele ser Cristo, elas têm que aprender a buscar os seus discípulos em busca de ensinamentos do Evangelho e não de outra coisa."E todo o povo que o ouviu e os publicanos, tendo sido batizados com o batismo de João, justificaram a Deus. Mas os fariseus e os doutores da lei rejeitaram o conselho de Deus contra si mesmos, não tendo sido batizados por ele. E disse o Senhor: A quem, pois, compararei os homens desta geração, e a quem são semelhantes? São semelhantes aos meninos que, assentados nas praças, clamam uns aos outros, e dizem: Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamos-vos lamentações, e não chorastes. Porque veio João o Batista, que não comia pão nem bebia vinho, e dizeis: Tem demônio; Veio o Filho do homem, que come e bebe, e dizeis: Eis aí um homem comilão e bebedor de vinho, amigo dos publicanos e pecadores. Mas a sabedoria é justificada por todos os seus filhos."(Lucas 7:29-35). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 30 de março de 2017

ESPÍRITOS ENGANADORES

"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios." (1 Timóteo 4:1)

         A Palavra de Deus é maravilhosa e ela se cumpre totalmente em tudo, tanto para o bem como para o mal. Observamos que o Espírito Santo, através de seu servo Paulo, falou há dois mil anos, e vemos e vivemos isso hoje. Quando observamos o que acontece no meio denominado evangélico, gospel, nos assustamos, mas nos mantemos firmes na Palavra, sabendo que isso é esperado, e coisas piores virão. Assistimos a pessoas que se dizem pastores, apóstolos, bispos, e outros tantos títulos eclesiásticos, e existem também os tais de conferencistas evangélicos, que trazem doutrinas próprias e totalmente contrárias ao Evangelho de Jesus Cristo. São doutrinas de demônios, porque são contrárias à Palavra de Deus, além de aprisionarem as pessoas em suas redes. São barganhas, comercialização, sacrifícios, determinações, amuletos, empolgação com campanhas estranhas. Muitos que um dia buscaram o Senhor com sinceridade abandonaram a fé e vivem agora com fé em uma toalha, tocando pés de supostas bispas, com fé em um carnê, em um boleto de patrocínio; acreditam no sal, na rosa, no palito, na aliança e em várias coisas, mas não têm fé em Jesus. As pessoas estão sendo enganadas e se desviam dentro de templos. Deixam de adorar ao Senhor para adorar e praticar doutrinas de demônios. Estão dando ouvidos a espíritos enganadores, a mentirosos, estão se desviando do Senhor e continuam como religiosos, mas que creem em objeto e em tantas coisas, só não creem no Senhor. Templos que se denominam evangélicos estão estimulando a idolatria a objeto e a pessoas, e o que é pior: citam o Nome do Senhor, que é Santo. "Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças." (1 Timóteo 4:2-3). Os mentirosos lotam os púlpitos, criam regras, doutrinas e preceitos próprios dos homens, fazendo com que todo povo acredite que é a vontade de Deus. Estão ajudando a destruir famílias, banalizaram o casamento, ajudam e provocam a separação, o divórcio e novos casamentos, pregando um suposto amor antibíblico, incentivando a destruição familiar. Trazem proibições várias, liberando, concordando, aceitando o que o Senhor proibiu. Estão trazendo a mixórdia, o anarquismo para confundir e agradar aos incautos, e por preguiça de ler, de meditar o povo está sendo destruído.
 "Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. Porque pela Palavra de Deus e pela oração é santificada." (1 Timóteo 4:4-5). Atualmente, vemos pessoas que se intitulam religiosas dizerem que não podem comer isto ou aquilo, não podem fazer determinada coisa, ou têm costume disto ou daquilo, alegando que é proibido por Deus. Mas essas pessoas não meditam na Palavra de Deus para saberem que tudo o que Deus fez é bom. Outras fazem separações entre dias, que determinado dia é mais santo do que outros, esquecendo a Palavra de Jesus. Muitos teimam em viver uma lei que se cumpriu em Jesus, mas, é claro, querem somente o que lhes é conveniente. Se temos compromisso com o Senhor, se buscamos a salvação, então devemos tão somente praticar o Evangelho de Jesus Cristo. Mas, para praticá-lo, é necessário o conhecermos, e, portanto, temos que aprender a tirar tempo para ler e meditar na Bíblia, porque a única maneira de não sermos enganados com essas doutrinas demoníacas é conhecendo a Palavra de Deus. "Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo, criado com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido. Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em piedade; Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a Promessa da vida presente e da que há de vir." (1 Timóteo 4:6-8). Temos que viver o Evangelho de Jesus Cristo e não mais a lei, e não mais os profetas, e, principalmente, não podemos querer que a história de Israel, dos hebreus, se repita em nossas vidas. A história de Israel e as de vários personagens de pessoas que viveram, praticaram a fé estão na Bíblia somente para mostrar o Poder de Deus, a resposta dos que perseveraram na fé, na obediência. Não podemos esperar que essas histórias irão se repetir conosco, não podemos ficar pedindo unção de Davi, ou fazendo campanhas querendo a bênção de Ana e o sacerdócio de Samuel. Vivemos na Graça, portanto, falamos de Jesus, vivemos a Nova Aliança feita no Sangue de Jesus. A nossa pregação tem que ser no Novo Testamento, devemos cumprir, obedecer a Jesus e não aos profetas, porque não é Jeremias nem Isaías que podem nos salvar, somente Jesus Cristo, o Filho de Deus. "Esta Palavra é fiel e digna de toda a aceitação; Porque para isto trabalhamos e somos injuriados, pois esperamos no Deus Vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis. Manda estas coisas e ensina-as. Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na Palavra, no trato, no amor, no Espírito, na fé, na pureza." (1 Timóteo 4:9-12). O Evangelho é perfeito e o Único Caminho que conduz à salvação. Portanto, devemos praticá-lo e não nos permitirmos ser seduzidos, enganados por sentimentos humanos ou por doutrinas demoníacas e pregadores carnais. Ao concordarmos com qualquer coisa fora do Evangelho, estamos concordando com a adversário e desejando a nossa própria morte, portanto sejamos crentes adultos na fé, e não bebês."Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá. Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem." (1 Timóteo 4:13-16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 29 de março de 2017

DIVISÕES

"Rogo-vos, porém, irmãos, pelo Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer." (1Corintios 1:10)

         Não me refiro aqui aos falsos irmãos, aos religiosos, mas aos que realmente buscam o Senhor, aos que tudo fazem para praticar as ordenanças do Senhor. Infelizmente, existe um engano muito grande que faz com que as pessoas generalizem e acabem condenando todos. Assim como em outro setor qualquer, no meio cristão existem os verdadeiros e os falsos; assim também são os templos, as denominações. Muitos são sérios, mas existem muitos que são comprometidos com o mundo. E a única maneira correta de os identificarmos é olhando através do Evangelho de Jesus Cristo; é fazermos a avaliação de acordo com a Palavra, porque não conseguiremos identificá-los com os olhos naturais, porque não é pelo tamanho, nem pelo número de membros ou pela inexistência deles. Não é pelo poder econômico, nem pelo número de cultos ou reuniões, e sim pela prática do Evangelho. Assim também não reconhecemos os irmãos verdadeiros e os falsos olhando com os olhos naturais quando todos estão dentro de um templo citando o Nome do Senhor, porque citar o Nome do Senhor todos fazem, todos cantam hinos ou outra música com referência ao Senhor, todos oram, rezam, fazem preces. Ir de maneira rotineira a um templo, ou carregar uma Bíblia, cumprimentar com paz do Senhor, ou graça e paz é fácil, é normal. Subir ao monte, fazer jejum, participar de campanhas, ciclos de orações, fazer orações bonitas e prolongadas tudo isso é comum. Mas temos que avaliar se estão realmente praticando o Evangelho, se são pessoas que estão buscando o Senhor, porque muitos podem até estar errando por ignorância, por desconhecerem a verdade e serem influenciados por outras pessoas. Mas, se forem pessoas que têm como objetivo a salvação e que lutam, mesmo na ignorância, para alcançarem o objetivo, então essas pessoas nós devemos ter comunhão com elas, independentemente de qual templo ou denominação frequentem. E não podemos jamais discriminá-las por frequentarem uma outra denominação, ou por estarem em um templo que todos conhecem pela ausência do compromisso com o Senhor. Infelizmente, por causa da preguiça, pela falta de hábito de ler e meditar na Bíblia, por causa do analfabetismo bíblico, muitos estão perecendo, por acreditarem em pregações e ensino mentirosos.
 "Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós. Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo." (1 Coríntios 1:11-12). Quando alguém se identifica como sendo desta ou daquela denominação, sabemos que está em erro. Por se desconhecer a verdade, vemos essa prática ser muito comum. As pessoas vêm até nós e, para falar que são crentes, são evangélicas, citam o nome de uma denominação qualquer. E muitas vezes essa identificação acaba fazendo mais dano do que a pessoa possa imaginar; por conhecermos algumas práticas ou pessoas daquela denominação a que se referem, que não têm um comportamento cristão, automaticamente em nossa mente já generalizamos e olhamos de forma negativa para todos os que frequentam os seus templos. Também quando alguém faz questão de alardear que pertence a essa ou àquela denominação, é porque acha que a sua denominação é mais santa, mais perfeita, e seus membros serão salvos. Só por ter esse tipo de pensamento, de sentimento, vemos que são ignorantes do Evangelho de Jesus Cristo. Por isso, sempre fazemos questão de alertar todos para que não defendam nenhuma denominação, que não se identifiquem como sendo de denominações, que se realmente são do Senhor, então que se identifiquem como tal. Identifiquem-se como sendo de Jesus, como homens e mulheres de Deus, identifiquem-se como filhos de Deus, como servos do Deus Altíssimo. "Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo? Dou graças a Deus, porque a nenhum de vós batizei, senão a Crispo e a Gaio, Para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome. E batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se batizei algum outro. Porque Cristo enviou-me, não para batizar, mas para evangelizar; não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã."(1 Coríntios 1:13-17). Não importa onde começamos a nossa caminhada, e muito menos onde foi que levantamos as nossas mãos aceitando o Senhor. Não importa onde tomamos a decisão de servir ao Senhor e confessamos os nossos pecados e nos rendemos aos pés de Jesus. Também não importa em qual denominação fomos batizados nas águas, ou qual pastor ou pessoa nos conduziu às águas batismais, porque simplesmente obedecemos aos preceitos do Senhor, e quem nos batizou também. Não importa o templo onde casamos, ou apresentamos nossos filhos, nem onde fomos apresentados quando crianças, ou qualquer outra coisa, o que temos que buscar é crescimento espiritual e saber que templos, denominações não são nada, e que só o Senhor é tudo. Não existe obrigatoriedade de ficarmos ou permanecermos neste ou naquele templo, nem de sermos membros dessa ou daquela denominação. Não existe obrigatoriedade de ficarmos com esse ou com aquele pastor, porque, se descobrirmos que o pastor que tanto admirávamos e nos guiou durante muito tempo está errando, saindo fora do Evangelho, então devemos também abandoná-lo e buscar uma outra direção ou outro líder, outra cobertura espiritual. Sabendo que ele está em erro, se permanecermos com ele, estaremos apoiando, concordando com o erro, e junto com ele padeceremos por toda a eternidade. Nosso compromisso é com o Senhor e não com templos ou homens. "Porque a Palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o Poder de Deus. Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes. Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? Visto como na Sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação." (1 Coríntios 1:18-21). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 28 de março de 2017

PROVEITO DO EVANGELHO

"E quero, irmãos, que saibais que as coisas que me aconteceram contribuíram para maior proveito do Evangelho; De maneira que as minhas prisões em Cristo foram manifestas por toda a guarda pretoriana, e por todos os demais lugares; E muitos dos irmãos no Senhor, tomando ânimo com as minhas prisões, ousam falar a Palavra mais confiadamente, sem temor." (Filipenses 1:12-14)

         Nós gostamos de falar que queremos testemunhar as nossas vitórias, que temos que receber bênçãos, milagres, para podermos mostrar que Deus é bom. Fazemos isso porque somos carnais e comprometidos com nós mesmos e com as coisas do mundo, e não com o Evangelho de Jesus Cristo, porque, como sempre falo, devemos mortificar a nossa carne e agir todo o tempo em prol do Reino de Deus, da divulgação do Evangelho de Jesus Cristo. Devemos permanecer na presença do Senhor vivendo o seu Evangelho, e os problemas, as mazelas que enfrentarmos devem servir para que possamos falar do Reino de Deus e da sua Promessa de vida para todos nós. Quando ficamos limitados a falar do amor de Deus somente se recebermos vitórias, então não falamos do Reino, falamos de nós mesmos. Paulo testemunhava sobre seus sofrimentos, suas lutas, suas prisões, e tudo usava para a divulgação do Evangelho de Jesus Cristo, porque, independentemente das situações que enfrentava, era sempre fiel ao Senhor, mesmo sendo apedrejado, ou perseguido por falsos irmãos. O evangelho que se ensina hoje não é o Evangelho de Jesus Cristo, porque Jesus desde o seu nascimento foi perseguido, José teve que correr com Ele ainda recém-nascido para o Egito, e depois durante todo o seu ministério sabemos de acusações, perseguições, traições, e tudo serviu somente para engrandecer o Reino e para honrar o Nome do Pai. Quando somos perseguidos e permanecemos fiéis ao Senhor, estamos testemunhando, mostrando quem é Deus, e pessoas passam a querer conhecer esse Deus a quem servimos, porque, mesmo sendo perseguidos, não o negamos, e assim querem também conhecê-lo. "Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros de boa vontade; Uns, na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente, julgando acrescentar aflição às minhas prisões." (Filipenses 1:15-16). Não importa o que estejamos passando, sofrendo, se estivermos contribuindo para a divulgação do Evangelho, mesmo que pessoas por inveja da nossa fé também comecem a falar de Cristo com o objetivo de nos fazer ficar desacreditados. O fato é que todo o tempo devemos testemunhar o Poder de Deus e seu amor.
 "Mas outros, por amor, sabendo que fui posto para defesa do Evangelho. Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda." (Filipenses 1:17-18). O Evangelho é testemunho, e para pregá-lo, para ensiná-lo, é necessário estar testemunhando, falando o que Deus fez na vida das pessoas. Falamos de Jesus e de sua vida como homem; falamos de todos os apóstolos, falamos dos seus mandamentos, falamos de todas as determinações de Jesus. Falamos do que Jesus determinou que se fizesse e também sobre o que Ele impediu que realizássemos. Temos que testemunhar com as nossas vidas e com tudo; devemos lembrar que a Bíblia de Gênesis, apocalipse, são somente testemunhos. Deus nos fala sobre o testemunho de Abrão, Isaque, Jacó, sobre o testemunho de José de Davi e de tantos outros, fala-nos através do testemunho dos hebreus, quando Deus os libertou da escravidão do Egito. Fala-nos sobre o sofrimento e a morte deles no deserto. Temos que aprender que todos os sofrimentos, todas as nossas lutas devem ser usados como testemunhos para a divulgação do Evangelho de Jesus Cristo. Por isso, temos que aprender a glorificar o Nome do Senhor todo o tempo, e, se estivermos sofrendo, que seja para honra e Glória do Senhor. "Porque sei que disto me resultará salvação, pela vossa oração e pelo socorro do Espírito de Jesus Cristo, Segundo a minha intensa expectação e esperança, de que em nada serei confundido; antes, com toda a confiança, Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte." (Filipenses 1:19-20). Tudo o que nos acontece serve somente para engrandecer o Nome do Senhor, e não podemos ficar na dependência de o Senhor nos abençoar ou nos dar alguma coisa para testemunharmos. Temos que aproveitar as oportunidades que nos acontecem diariamente para mostrar, apresentar o Reino, as nossas mazelas são grandes testemunhos se formos fiéis a Ele. Mesmo que formos ameaçados de morte, ou melhor, mesmo que tenhamos que a nossa ação resultará em morte, se soubermos que servirá para o engrandecimento e a divulgação do Evangelho, então que continuemos com toda alegria e felicidade, porque Jesus disse que aquele que amar a sua vida perderá, mas aquele que perder a sua vida por amor a Ele viverá. Devemos compreender que não existe nenhuma promessa de Cristo para que sejamos sempre felizes e alegres aqui. "Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho. Mas, se o viver na carne me der fruto da minha obra, não sei então o que deva escolher. Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor. Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne." (Filipenses 1:21-24). Se vivemos, ou se morremos, devemos estar em Cristo, temos que viver praticando o Evangelho. Temos a obrigação de pregar o Evangelho de Cristo todo o tempo, testemunharmos, e quem se omite, se nega a fazer assim, a viver como devemos, com certeza, padecerá e conhecerá a verdadeira morte. "E, tendo esta confiança, sei que ficarei, e permanecerei com todos vós para proveito vosso e gozo da fé, Para que a vossa glória cresça por mim em Cristo Jesus, pela minha nova ida a vós. Somente deveis portar-vos dignamente conforme o Evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos veja, quer esteja ausente, ouça acerca de vós que estais num mesmo espírito, combatendo juntamente com o mesmo ânimo pela fé do Evangelho. E em nada vos espanteis dos que resistem, o que para eles, na verdade, é indício de perdição, mas para vós de salvação, e isto de Deus. Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer Nele, como também padecer por Ele, Tendo o mesmo combate que já em mim tendes visto e agora ouvis estar em mim." (Filipenses 1:25-30). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 27 de março de 2017

PROCURAR COM ZELO

"Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar. Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios." (1 Coríntios 14:1-2)

         Existe uma prática no meio denominado gospel, evangélico, principalmente no que chamam de pentecostais, que é o de ficar falando em línguas estranhas, e muitas vezes uma língua realmente muito estranha. Algumas pessoas no púlpito que não sabem falar, orar, cantar, sem intermediar com partes de uma língua estranha, na maioria das vezes percebe-se que é uma repetição, sempre as mesmas palavras, uma decoreba; outras não compreendemos bem, mesmo porque soam estranhas aos nossos ouvidos. O que mais é estranho são pessoas que não entendem e nada compreendem o que se está dizendo e ficam gritando dando glórias, dizendo amém. Esses faladores de línguas estranhas, que supostamente são línguas dos anjos, digo supostamente, porque, como não há intérprete, ninguém realmente sabe que língua é e nem o que se está dizendo. Pode ser somente um decoreba, como vemos muito, e também podem ser línguas do nosso adversário, porque não podemos esquecer que ele imita bem. Pode ser que se está amaldiçoando, e o povo está recebendo e dizendo amém. Por isso a necessidade de conhecermos o manual da nossa fé, conhecer bem a Bíblia, meditar constantemente para entender, discernir e praticar o Evangelho de maneira espiritual e não emocional. A bem da verdade, não se pode falar em línguas se não há intérprete, e o intérprete nunca pode ser a mesma pessoa, porque como o povo, os ouvintes saberão que ele está falando a verdade ou não? Assim, todos os que estão em púlpitos orando, cantando, mas que estão falando em línguas sem intérprete, estão errando. Mesmo porque o falar em línguas deve ser feito de maneira reservada com o Pai, pois somente Ele entende o que falamos em mistério, uma vez que nem mesmo quem está falando entende."Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação." (1 Coríntios 14:3). A profecia deve ser praticada na igreja, mas também com ordem e de acordo com a Palavra, porque como o espírito dos profetas está sujeito aos próprios profetas, então, quando alguém for profetizar na igreja, no templo, tem que haver outros profetas para julgar. Não pode acontecer de pessoas se levantarem para revelar, profetizar sem que haja outro profeta para julgar. A profecia é para edificar a igreja, consolar, e sempre o Senhor fala de futuro, e não de passado.
 "O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja." (1 Coríntios 14:4). Quando estamos falando em línguas estranhas, estamos falando com o Senhor, e na maioria das vezes não entendemos o que falamos, mas somos edificados. Mesmo porque o falar em línguas é algo pessoal, é para crescimento e edificação própria, de nenhuma pessoa a não ser nós mesmos. Portanto, falar em línguas o correto é quando se está sozinho, é quando se está falando somente com o Pai, e não quando se está em um púlpito, exatamente porque ninguém entende o que é dito, nem mesmo quem fala. Como alguém pode ser beneficiado com palavras que não entende? A profecia é para todos, mas também temos de estar atentos para não cairmos em engano, porque muitos têm saído por aí dizendo-se profetas, porém estão falando da carne, ou de outro espírito que não o Senhor. Temos que entender que toda profecia tem que estar rigorosamente de acordo com a Palavra do Senhor, porque Deus não é Deus de confusão, que fala uma coisa e depois fala outra. O que Ele fala é definitivo, portanto qualquer suposta profecia que for contrária a sua Palavra sabemos que não é o Senhor quem está falando. Nos templos sempre hão de existir profetas para julgar o que outro profeta estiver falando. E toda profecia da parte do Senhor tem que se cumprir, e, se não cumprir, não foi o Senhor quem disse. "E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação." (1 Coríntios 14:5). Devemos buscar o batismo com o Espírito Santo, devemos buscar o dom de falar em línguas, e que fique bem claro que o falar em línguas não é sinal de que a pessoa foi batizada. Que busquem o falar em línguas para ter mais intimidade com o Senhor, que busquem o falar em línguas para edificação própria e não para trazer confusão nas igrejas. Busquem o dom de falar em línguas não para demonstrar uma espiritualidade maior, ou para se ensoberbecer, porque assim estarão fazendo mau uso dos dons de Deus, e terão que prestar contas depois. O falar em línguas em púlpito, ou em público, deve ser falado quando há um intérprete, caso contrário que se cale. "E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina? Da mesma sorte, se as coisas inanimadas, que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara? Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha? Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar. Há, por exemplo, tanta espécie de vozes no mundo, e nenhuma delas é sem significação. Mas, se eu ignorar o sentido da voz, serei bárbaro para aquele a quem falo, e o que fala será bárbaro para mim. Assim também vós, como desejais dons espirituais, procurai abundar neles, para edificação da igreja. Por isso, o que fala em língua desconhecida, ore para que a possa interpretar. Porque, se eu orar em língua desconhecida, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto. Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. De outra maneira, se tu bendisseres com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto, o Amém, sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes? Porque realmente tu dás bem as graças, mas o outro não é edificado. Dou graças ao meu Deus, porque falo mais línguas do que vós todos. Todavia eu antes quero falar na igreja cinco palavras na minha própria inteligência, para que possa também instruir os outros, do que dez mil palavras em língua desconhecida. Irmãos, não sejais meninos no entendimento, mas sede meninos na malícia, e adultos no entendimento."(1 Coríntios 14:6-20). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 24 de março de 2017

O JULGAMENTO

"E quando o Filho do homem vier em sua Glória, e todos os santos anjos com Ele, então se assentará no Trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante Dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda." (Mateus 25:31-33)

         Jesus está voltando, isto é fato, apesar de que muitos não acreditam. Não acreditavam na vinda do Messias e também não acreditavam na sua morte e ressurreição, mas aconteceu, e hoje temos a oportunidade de sermos salvos Nele. Jesus, Ele mesmo prometeu, garantiu que voltaria para buscar a sua Igreja, e sabemos que a sua volta já está às portas. Todos nós seremos submetidos ao seu julgamento, todos os que estiverem vivos e também todos os que já morreram; na verdade os que já partiram antecederão os que estiverem ainda vivos, que serão arrebatados. O fato é que ninguém escapará do julgamento, e nesse momento não haverá mais advogado, porque o nosso advogado será o Juiz. Não existirá mais oportunidade de pedir perdão, clemência, alegar desconhecimento, ignorância, ouviremos somente a sentença: vida ou morte, perdição ou salvação. E seremos julgados pela Palavra, pelo Verbo, que é Jesus Cristo, seremos julgados pelo Evangelho de Jesus Cristo, como o tratamos, se o praticamos ou se o desprezamos, se fomos obedientes ou se criamos desculpas para não praticá-lo, para não obedecer-lhe. Quando Jesus se sentar no Trono e todos nós estivermos diante Dele, então as ovelhas, os que obedeceram a suas ordenanças, irão para a sua direita, e os desertores, os desobedientes, os religiosos irão para a esquerda. Não importa se nascemos dentro de uma denominação qualquer, ou se fomos criados dentro de lares evangélicos, assim como não importa se dançamos, cantamos, pregamos, o que importa é se fomos obedientes a Ele. Se procuramos pautar a nossa vida pelo Evangelho, porque ir a templo participar de campanhas e ficar pedindo bênçãos não é ser convertido. "Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo." (Mateus 25:34).Os que foram obedientes, os que o buscaram por Ele ser Deus e não ficaram buscando bênçãos, esses ouvirão o Senhor os chamar de "benditos de meu Pai". Esses receberão autorização de entrar, assumir o seu lugar no Reino. Se formos realmente pessoas comprometidas com o Evangelho de Jesus Cristo, se formos obedientes a sua Palavra, com certeza ouviremos Ele nos chamar de benditos.
 "Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver." (Mateus 25:35-36). Os praticantes da Palavra de Deus são aqueles que obedecerão ao Senhor; são aqueles que amarão o próximo como a si mesmos. São aqueles que sempre se preocuparam com o bem-estar de todos, os que sempre estão prontos para ajudar, socorrer a quem necessita. São pessoas que preferiram abrir mão de alguma coisa em prol do seu semelhante e têm a consciência de que o seu semelhante é uma pessoa e não um cachorro, gato ou outro animal. São pessoas que não sentem vergonha de estarem conversando, ajudando um mendigo, que não se sentem ameaçadas de abrir o vidro do carro em um semáforo para ajudar um mendigo, mesmo que seja somente com uma palavra. São pessoas que têm consciência de que tudo o que têm é do Senhor, e que, portanto, é seu dever procurar abençoar o próximo assim como Ele é abençoado. São pessoas honestas, não furtam e não pagam salários desonestos aos seus colaboradores, também não mentem, não traem, não são adúlteras, nem fornicadoras, elas respeitam e obedecem ao Senhor. "Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes."(Mateus 25:37-40). Os malditos de Deus irão padecer por toda a eternidade; sim, porque o que não é bendito é maldito, e todos os que forem excluídos do Reino são malditos de Deus. Esses malditos são os desobedientes à Palavra de Deus, são os que são materialistas, soberbos, orgulhosos, mentirosos, adúlteros, maldosos, os que são comprometidos com este mundo que jaz no maligno. São pessoas incapazes de ajudar, de socorrer o próximo, não se preocupam com quem está passando por necessidades, preocupam-se somente com elas mesmas. São pessoas que gastam fortunas cuidando de animais de estimação, mas não se preocupam com o ser humano, que é a imagem e semelhança de Deus. São pessoas que gastam com luxo, com supérfluos, mas não se preocupam com quem não tem o básico para viver, não cuidam das feridas de quem necessita. São pessoas voltadas para elas mesmas, apesar de estarem constantemente em templos pedindo bênçãos, mas são incapazes de abençoar o seu próximo. "Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes." (Mateus 25:41-43). Todas as vezes em que negamos ajudar, socorrer alguém, que sabemos que é a imagem e semelhança de Deus, estamos negando o próprio Senhor Jesus. Todas as vezes em que achamos que nós temos direito ao melhor, que Deus nos quer superiores aos demais, que somos escolhidos para vencer aqui materialmente falando, estamos indo contra a própria Palavra de Deus, e somos malditos de Deus. O lugar onde os malditos irão passar a eternidade é terrível. "Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna." (Mateus 25:44-46). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino.
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 23 de março de 2017

ANUNCIANDO O EVANGELHO

"E aconteceu, depois disto, que andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o Evangelho do Reino de Deus; e os doze iam com ele, E algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios; E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com seus bens. E, ajuntando-se uma grande multidão, e vindo de todas as cidades ter com Ele, disse por parábola." (Lucas 8:1-4)

         Jesus, como Ele mesmo afirmava, não veio só para fazer milagres, Ele veio ensinar o seu Evangelho, veio dar vida ao que estava morto. Por esse motivo estava sempre andando de um lugar para outro, sempre levando a mensagem de salvação a todos. Os fariseus, os saduceus, os sacerdotes e os doutores da lei ensinavam uma doutrina diferente, e ainda adulteravam a própria lei de acordo com a vontade deles; eram invejosos, mentirosos, gananciosos, hipócritas, como tantos que estão em púlpitos de templos por aí. Jesus, ao contrário, mostrava que a lei se cumpria Nele, e que agora deveriam praticar o Evangelho da Graça, deveriam viver o Amor de Deus. Jesus percorria as várias aldeias levando a mensagem de salvação, e era sempre acompanhado pelos seus doze discípulos. Devemos entender que o número doze não foi por acaso, Jesus escolheu esse número exatamente por ser doze o número das tribos de Israel. Além dos doze discípulos, andavam com Ele também algumas mulheres que tinham sido libertas por Ele: de algumas expulsou demônios e outras as curou de enfermidades. Mas, como sabemos, Jesus não tinha riquezas ou patrimônios, e o seu ministério era mantido fundamentalmente por essas mulheres caridosas, porque Jesus, após o batismo nas águas com João Batista, e durante todo o seu Ministério, que durou aproximadamente três anos, não fez outra coisa, não executou nenhum trabalho remunerado, não trabalhou mais de carpinteiro ou ajudou José em sua carpintaria. Portanto, para Ele sobreviver juntamente com os seus discípulos, dependia das ofertas das pessoas e, principalmente, dessas mulheres piedosas. Sabemos que Ele não tinha dinheiro nem mesmo para pagar os impostos do templo, porque, quando foi cobrado, enviou Pedro a pescar um peixe e tirar o dinheiro da boca do peixe e pagar por eles.
 "Um semeador saiu a semear a sua semente e, quando semeava, caiu alguma junto do caminho, e foi pisada, e as aves do céu a comeram; E outra caiu sobre pedra e, nascida, secou-se, pois que não tinha umidade." (Lucas 8:5-6). Jesus gostava muito de ensinar usando parábolas, que, como já explicamos, é uma maneira ilustrada de ensinar, de apresentar um determinado assunto. É contar, ou melhor, abordar um determinado assunto usando uma história para ficar de mais fácil entendimento para quem a ouve. Jesus, ensinando, pregando de região a região, passando pelas aldeias, acompanhado dos seus discípulos e das mulheres que o mantinham, começa então a contar essa parábola que é bastante conhecida. Ele fala de um semeador, alguém que semeava plantando sementes, grãos de alguma planta, assim como soja, milho, feijão ou outra semente qualquer. E durante a semeadura, algumas sementes não caíram na cova certa, mas na beira do caminho por onde as pessoas passavam e até mesmo o próprio semeador, portanto foram pisadas, e como ficaram expostas, as aves vieram e as comeram. Outras sementes caíram em uma região onde havia pedras, cascalho, e quando brotaram, nasceram, as suas raízes não puderam se aprofundar na terra, e consequentemente morreram. Portanto, nenhuma dessas sementes teve proveito algum para o semeador, foi simplesmente um desperdício de semente e de tempo. "E outra caiu entre espinhos e crescendo com ela os espinhos, a sufocaram." (Lucas 8:7).Uma outra parte da semente caiu onde havia espinhos, galhos, portanto, ao nascerem, não puderam se desenvolver, porque esses espinhos, esses galhos as oprimiram, sufocaram, e acabaram morrendo. Assim vimos que essas três sementes que caíram fora do planejado, que seria a cova, a terra certa, preparada, não foram de nenhuma utilidade. Tudo o que sai fora do planejado, que age à rebeldia nunca dá certo, e mesmo que no início tenha-se a impressão de que algo acontecerá de maneira produtiva, logo veremos que não é assim, essas sementes, no início, alguma delas chegaram a brotar, a nascer, mas depois foram mortas. "E outra caiu em boa terra, e, nascida, produziu fruto, a cento por um. Dizendo Ele estas coisas, clamava: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça." (Lucas 8:8). As que caíram, que foram plantadas no lugar certo, na terra certa, produziram cem por uma, ou seja, cada semente produziu cem vezes mais. Com isso o Senhor está mostrando como muitas pessoas recebem a Palavra de Deus: umas produzem e outras são simplesmente um desperdício. Pessoas vão a templos, oram, cantam, dançam, fazem tantas coisas, mas não colocam o Evangelho de Cristo em ação. Conhecemos pessoas que há anos frequentam templos, são filiadas, membro de determinada denominação, mas não se converteram, pois nada produzem de útil. Temos que sempre nos analisar à luz do Evangelho, à luz da Bíblia, e saber que tipo de sementes nós somos, que tipo de terreno somos e se estamos produzindo ou se somos um desperdício. A resposta está na Palavra. Por isso leiam e pratiquem a Bíblia. 
Que Deus os abençoe. Um abraço,
Pr.Henrique Lino  
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 22 de março de 2017

SALVAÇÃO E FÉ

"Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?" (Tiago 2:14)

            Ouvimos constantemente as pessoas falarem da sua fé, pessoas das mais variadas religiões afirmarem categoricamente serem pessoas de fé. Também observamos que essas mesmas pessoas que afirmam ter fé muitas vezes são as que mais lamentam, reclamam de problemas e dificuldades pelos quais estão passando. Temos que entender o que é fé e saber que fé não é sinônimo de inércia, ou de ausência de ação, ao contrário.  Fé quer dizer confiança, e se temos confiança, cremos na Palavra do Senhor, então agimos em conformidade com ela. Quando alguém diz que está passando por determinado problema, determinada situação e lamenta por não ver a solução, ela com essa fala deixa claro que não tem fé em Deus, porque, para termos fé, é necessário conhecer a Palavra, conhecer o Evangelho, é necessário saber a vontade de Deus, porque a partir daí saberemos se podemos acreditar, esperar uma solução para este ou para aquele problema ou se vai ser o contrário. Quando alguém diz que tem fé que o Senhor vai curá-lo de determinada enfermidade, mas vive se lamentando, vive correndo atrás de médicos, correndo atrás de remédios e falando da sua enfermidade para todos, essa pessoa mostra que não tem fé. Quando alguém desempregado lamenta com amigos, parentes e conhecidos a sua situação como desempregado, é porque não tem fé de que o Senhor abrirá uma porta de emprego, ou que dará condições de ele viver dignamente. Fé quer dizer ação, atividades, obras, obediências. Quando cremos que o Senhor vai fazer alguma coisa e temos esse respaldo na sua Palavra, quando entendemos que o Senhor fala de maneira clara em sua Palavra que fará algo acontecer, então não nos preocupamos com aquele assunto mais porque sabemos que acontecerá inevitavelmente. Sabemos que devemos nos moldar ao Senhor, viver o Evangelho, e não ficar fazendo orações repetitivas, ou pedindo sempre a mesma coisa, mas nos preocuparmos em viver o Evangelho, praticar a Verdade. "E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano, E algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?" (Tiago 2:15-16). As pessoas afirmam que conhecem Deus, que sabem que Ele é amor e que são semelhança Dele, mas são incapazes de agir com amor. Falam que têm fé, mas não são dignas de socorrer um semelhante, porque estão preocupadas com os seus próprios problemas. Se realmente elas tivessem fé em Deus, saberiam que os seus problemas seriam solucionados, e, portanto, elas se dedicariam a socorrer, a ajudar a solucionar os dos outros.
            "Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma. Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras." (Tiago 2:17-18). As pessoas que mais fazem questão de afirmar que são pessoas de fé são as mais egoístas, as que mais sabem lamentar, as que mais fazem orações, preces ou rezas repetitivas. Falam que têm fé, que creem em Deus, mas não vivem, não praticam os seus mandamentos, não vivem o Evangelho de Jesus Cristo. Infelizmente, tenho vergonha de uma parcela de pessoas que se dizem crentes, evangélicas, cristãs, pessoas que falam que conhecem o Senhor, mas vivem de maneira egoísta e miserável. Elas se preocupam com elas mesmas e não com o seu semelhante, falam em amor, mas são incapazes de socorrer quem necessita, são incapazes de dedicar tempo e amor a alguém que não seja um seu. São pessoas que acham que são o centro, portanto vivem pedindo a Deus solução para tudo em suas vidas, mas elas não se preocupam em ser a solução de problema de ninguém, porque, se eu tenho fé, eu sei que devo obedecer ao Senhor e viver no seu Amor, praticando amor e colocando em prática sua Palavra, para que Ele mesmo não me destrua. Quando eu não tenho fé, eu não creio em sua Palavra e nem creio que Ele poderá me enviar para o sofrimento e morte eterna. Quando não tenho fé, eu sempre vou me defender dizendo que Deus é amor e que, portanto, Ele jamais vai me enviar para a morte eterna, porque Ele é misericordioso. Fé nós mostramos com as nossas obras, e obras são a prática do Evangelho. "Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o creem, e estremecem. Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta?" (Tiago 2:19-20). O diabo sabe que existe um Deus Todo Poderoso que vai aprisioná-lo, que o colocará sobre correntes no inferno, e o teme. Mas o ser humano não crê, pois não tem medo, não teme o Senhor, porque, se o temesse, viveria na prática do Evangelho e tudo faria para herdar a salvação e não ser enviado pelo Senhor para o lugar de tormento e dor juntamente com o diabo. Se realmente tivesse fé, saberia qual é o fim dos desobedientes, dos miseráveis e egoístas, dos soberbos, mentirosos e hipócritas, dos adúlteros e ladrões. Se soubesse, amaria mais o próximo e gastaria recursos para ajudar, socorrer quem necessita e não os seus animais de estimação, porque muitos que dizem ser cristãos, que dizem ter fé, amar a Deus, gastam mensalmente valores altos com seus cachorros, gatos e outros animais, e nada fazem para ajudar o próximo. Muitas vezes gastam fortunas com animais e com prazeres e pagam um salário desonesto a seus funcionários. Tolos, não sabem que o seu fim será de tormento e dor por toda a eternidade, e quem o enviará para esse lugar é o Senhor."Porventura o nosso pai Abraão não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque? Bem vês que a fé cooperou com as suas obras, e que pelas obras a fé foi aperfeiçoada. E cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus. Vedes então que o homem é justificado pelas obras, e não somente pela fé. E de igual modo Raabe, a meretriz, não foi também justificada pelas obras, quando recolheu os emissários, e os despediu por outro caminho?" (Tiago 2:21-25). Fé sem obras não existe, e a obra é a prática do Evangelho de Jesus Cristo, fé é obediência à Palavra de Deus. Fé é saber que aquilo que o Senhor fala pela sua Palavra acontecerá tanto para o bem como para o mal.  Fé é se entregar totalmente ao Verbo, à Palavra e só agir em conformidade com a mesma. "Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta." (Tiago 2:26). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.