EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 30 de junho de 2015

ORAÇÃO PELO POVO DE DEUS

"Irmãos, o bom desejo do meu coração e a oração a Deus por Israel é para sua salvação." (Romanos 10:1)

 Paulo orou a Deus pela salvação de Israel (povo de Deus). O desejo de seu coração era que todo Israel fosse salvo, e por isso ele clamava, apesar dos inúmeros males cometidos pelos judeus a Jesus. Assim também devemos orar pela salvação de Israel, e principalmente por todo o povo de Deus, por todo o Israel de Deus espalhado pelo mundo. Independentemente da maneira como se portem, temos que clamar a Deus por eles, para que se arrependam e se convertam ao Senhor e recebam o perdão e sejam salvos. Não podemos ser egoístas, e pensar somente em nós e nas pessoas da nossa família, amigos ou da nossa congregação, devemos orar, clamar por todos, principalmente por aqueles que nos perseguem. Os perseguidores de Paulo eram judeus, e foi por eles que esse apóstolo mais orou. Muitos estão em templos, igrejas, denominações, mas não têm o entendimento correto, assim não praticam a Palavra do Senhor como deveriam, porque os seus mestres deram-lhes um ensinamento errado. "Porque lhes dou testemunho de que têm zelo de Deus, mas não com entendimento." (Romanos 10:2). Os hebreus defendiam a lei de Moisés e iam contra o Evangelho de Jesus Cristo, não por maldade, mas por falta de entendimento. Vemos muitas pessoas buscando templos, igrejas, denominações e fazendo tudo o que os líderes, os seus mestres mandam fazer, ensinam a praticar, porém, na maioria das vezes, é um ensinamento errado, pois são baseados em emoções humanas. Pessoas têm amor por Deus, buscam-no, mas o buscam de maneira errada, porque lhes ensinaram assim. Têm amor por Deus, mas não têm entendimento que se deve buscar o Senhor, adorá-lo em espírito e em verdade, e não em emoções. Não em negociações ou desafios, penitências ou outra maneira qualquer. "Porquanto, não conhecendo a justiça de Deus, e procurando estabelecer a sua própria justiça, não se sujeitaram à justiça de Deus." (Romanos 10:3). As pessoas traçam um caminho, um método como sendo o correto para agradar a Deus, e seguem por ele. Esquecem que só existe uma única maneira de agradar o Senhor, de servi-lo, que é pela sua Palavra. Não temos que fazer nada além do que Ele estabeleceu pela sua Palavra, não precisamos fazer sacrifícios, pois Jesus foi o único sacrifício aceitável, Não temos que usar emoções, pois Jesus é Espírito e importa que o adoremos em Espírito. 
 "Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê." (Romanos 10:4). Só existe uma lei que nos conduz à salvação, só existe uma única maneira de agradar a Deus, e é por Jesus. Todo mandamento, tudo se encerra em Jesus, a lei, os profetas se encerram, terminam em Jesus. Portanto, temos que ouvir, acatar somente Jesus, não podemos tirar um regulamento da lei para se aplicar as nossas vidas se for contrário ao que Jesus ensina. A nossa salvação é pela fé, e não pela prática de uma lei, ou por obras, sacrifícios, mas somente por Jesus. Tudo se encerra em Jesus, e o encontramos de forma clara falando-nos, respondendo-nos a todos os questionamentos no Novo Testamento, na nova Aliança. Não existe validade de dois testamentos, pois um substitui o outro, o novo ocupa o lugar do antigo. "Ora, Moisés descreve a justiça que é pela lei, dizendo: O homem que fizer estas coisas viverá por elas." (Romanos 10:5).Todos os que tentam viver, praticar a antiga lei, estão invalidando a Graça, e o Sacrifício da Cruz, além de confirmarem a posição de perdição, pois a Palavra diz: "maldito todo aquele que não cumprir toda a lei". Assim, para se fazer uso da antiga lei, devem praticar ela por inteiro, o que é impossível, e só Jesus a cumpriu por inteiro. Vivemos na Graça, vivemos em Jesus, e assim temos que fazer somente o que Ele manda. A antiga lei serve de exemplo, de obediências, para mostrar o Poder de Deus, mas o que temos que praticar é Jesus. "Mas a justiça que é pela fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu? (isto é, a trazer do alto a Cristo.) Ou: Quem descerá ao abismo? (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo.) Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos," (Romanos 10:6-8). Ninguém por obras poderá dizer que subirá aos céus, ou que será salvo pelo que faz, também não poderá decidir quem vai ao inferno por não praticar a lei, porque, como tudo se encerra em Jesus Cristo, ao pensar ou proceder dessa maneira, está trazendo Cristo novamente para sofrer inúmeras vezes o mesmo castigo pelos nossos pecados. Mas a nossa resposta, a solução, está diante de todos nós, está na sua Palavra. Somos salvos pela fé em Cristo, e essa fé nos exime de qualquer sacrifício, porque a fé em Jesus é o que faz praticarmos a sua Palavra e por ela alcançarmos vida. 
 "A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo." (Romanos 10:9). Se confessarmos ao Senhor Jesus como o Nosso Salvador, temos que entender bem isto aqui. Confessar Jesus como o nosso Salvador, e não confessar Deus, pois só vamos a Deus Pai pelo seu Filho, então a confissão tem que ser em nome do Filho. Crer que Deus Pai o ressuscitou de entre os mortos, ou seja, reconhecermos a morte sacrificial do Senhor. Saber que Ele morreu pelos nossos pecados, mas na morte Deus Pai o resgatou, o ressuscitou e lhe deu o lugar de mais alta honra. Mas não basta falarmos isto, é necessário crermos, é preciso ter essa certeza cravada em nossos corações e confessar com a nossa boca, e procedendo assim seremos salvos. Se cremos, vivemos o seu Evangelho. "Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação." (Romanos 10:10). A fé nesta verdade, em Jesus Cristo, é que nos conduz à Justiça de Deus e à sua prática. A fé é que nos empurra para agir em semelhança, já a confissão verbal, labial é somente do que está cheio o nosso coração, portanto nos conduz à salvação. A confissão sem fé não nos leva a lugar algum, portanto, antes de insistirmos para alguém confessar o nome do Senhor, é necessário ensinar o Evangelho, apresentar Jesus para que possa crer, e assim a obra é completa. Para fazer a confissão, é necessário crer, confessar, falar sem crer não produz efeito algum, pois não tem a Justiça de Deus. "Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido." (Romanos 10:11).A Escritura não fala, não diz que todos os que citarem o nome de Jesus serão salvos, mas todos os que crerem, e, como dissemos, a crença conduz à obediência. Quem crê em Jesus jamais é confundido e tem a vida eterna. "Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam." (Romanos 10:12). O Senhor não faz exceção de pessoas, não importa a cor da pele, nem a nacionalidade, o que faz toda a diferença é a fé. Deus é um abençoador por sua natureza e quer abençoar todos através do seu Filho Jesus Cristo. Para recebermos a bênção maior, a vida em abundância, basta crermos Nele e confessarmos. "Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?"(Romanos 10:13-14).
 
Infelizmente, faltam pregadores de Cristo, porque, apesar de inúmeros templos, apesar de citar o nome de Jesus, ensinam e vivem um evangelho diferente. E assim procedem porque não foram enviados pelo Senhor, se fizeram, e por isto falam qualquer coisa. "E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas."(Romanos 10:13-14). Mas os que ensinam e pregam a Verdade única, a fé em Jesus Cristo, estes sim são servos, filhos de Deus. Os que pregam e ensinam as Boas Novas, as Boas notícias do Reino são agraciados com a salvação em Cristo. "Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus."(Romanos 10:16-17). 
 Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 29 de junho de 2015

SACERDOTE DA ORDEM DE MELQUISEDEQUE

"Porque todo o sumo sacerdote, tomado dentre os homens, é constituído a favor dos homens nas coisas concernentes a Deus, para que ofereça dons e sacrifícios pelos pecados; E possa compadecer-se ternamente dos ignorantes e errados; pois também ele mesmo está rodeado de fraqueza." (Hebreus 5:1-2)

 O sacerdote, pastor que foi chamado por Deus para representar o povo diante de Dele e mostrar a Sua vontade diante do povo, não pode ser qualquer um, somente aquele que realmente é chamado pelo Senhor. A função do pastor é ensinar as leis de Deus, é apresentar o Reino, mostrar o Caminho, que é Jesus. Também interceder em prol das suas ovelhas, apresentar os pedidos do povo ao Senhor, é clamar, rogar por perdão pelos pecadores. Pastores têm que pedir perdão constantemente por suas vidas e, principalmente, pelas vidas de cada ovelha que recebeu para cuidar e proteger. Pastor sacerdote não é um homem intocável, mas uma pessoa como qualquer outra, sujeita às mesmas aflições e lutas, passando por dificuldades como qualquer outro, e até mais. Ser sacerdote ou pastor é receber a qualificação do Senhor, não de uma escola de teologia, ou denominação, mas ser preparado pelo Pai para o representar. O Senhor escolhe, capacita e envia. Mas é claro que nos deparamos com muitos que se fizeram sacerdotes, pastores com objetivos e intenções gananciosas, pessoas que usam do carisma, cultura, pessoas que se preparam para usar as emoções, tudo com o objetivo de levar vantagens. Essas pessoas que se fazem sacerdotes e pastores são mercenários que não cuidam das ovelhas, muito pelo contrário, as enganam e extorquem, e o pior: as conduzem à perdição eterna. "E por esta causa deve ele, tanto pelo povo, como também por si mesmo, fazer oferta pelos pecados." (Hebreus 5:1). A função do sacerdote é clamar, rogar sempre ao Senhor por perdão por ele e pelo povo, porque a obrigação do sacerdote é oferecer sacrifícios pelo povo. Não sacrifício físico, material, mas clamar por perdão pelo povo, pois Deus cobrará cada alma que se perder do sacerdote. Portanto, o sacerdote ou pastor tem que ter a consciência disso, sabendo que não é número o que conta, mas o ensino verdadeiro, a conversão de suas ovelhas.
 "E ninguém toma para si esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Arão." (Hebreus 5:4). Ninguém pode ser sacerdote, pastor do Senhor se não for realmente chamado, os que se assim fazem por conta própria ou por engano são conhecidos pelas suas pregações e ensinos emotivos e tolerantes. Os vários que estão à frente de ministérios grandes e pequenos, que se fizeram sacerdotes, apesar de falarem ou citarem o nome do Senhor, nada têm com Deus, e não representam Cristo. Os representantes de Cristo são conhecidos por agir, atuar igual a Ele, seguir a sua doutrina em todos os sentidos. Cantar, orar, rezar, fazer campanhas, dirigir igrejas nada disso é sinônimo de aprovação de Deus. Mas o representante do Reino vive o Evangelho, e nos seus templos nada é pregado, ensinado, que seja contrário ao Evangelho, à Bíblia, à Palavra de Deus. Deus não destruirá nenhum templo, igrejas que tenham esses falsos sacerdotes, pastores, assim como não destruirá nenhum templo de outra religião ou seita. Mas esses no momento certo prestarão contas por si e por todos os que fizeram errar. Sacerdotes do Senhor, legítimos, são poucos, digo os realmente chamados por Deus, os que pregam e ensinam a Verdade, os que são representantes do Reino e que representam suas ovelhas com legitimidade. "Assim também Cristo não se glorificou a si mesmo, para se fazer sumo sacerdote, mas aquele que lhe disse: Tu és meu Filho, Hoje te gerei."(Hebreus 5:5). Deus foi quem elegeu Cristo, seu Filho amado, como o nosso Sumo Sacerdote, mesmo sabendo as implicações, os sofrimentos e as lutas que este teria que sofrer. Deus não escolheu nenhum anjo, ou arcanjo, e sim seu Filho amado para sofrer e morrer em nosso lugar. Não foi o próprio Jesus que se escolheu ou se levantou como nosso Pastor, Sacerdote; foi escolhido por Deus. Assim, o sacerdote tem que ser escolhido por Deus e não por homens. "Como também diz, noutro lugar: Tu és sacerdote eternamente, Segundo a ordem de Melquisedeque." (Hebreus 5:6). Deus colocou seu Filho como nosso eterno Sacerdote, a ordem de Melquisedeque, rei de paz que recebe o seu povo após a luta para coroá-los. Melquisedeque, o sacerdote primeiro que Deus enviou para receber o dízimo de Abrão. O verdadeiro sacerdote do Senhor recebe o dízimo do Senhor, que é a obediência e adoração, compromisso com o Senhor, assim como o patriarca. Sacerdote e pastor não são feitos ou fabricados em curso de teologias, mas enviados pelo Pai.
 "O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia." (Hebreus 5:7).Jesus, o nosso eterno Sacerdote, foi escolhido por Deus Pai e enviado para cumprir a missão. E durante o tempo em que viveu como homem, na sua carne, experimentou todo tipo de lutas, sofrimentos e perseguições. Deus não enviou seu Filho para ser sacerdote eterno, desfrutando de privilégios, muito pelo contrário, foi enviado para suportar sofrimentos, os quais a maioria de nós não conseguiríamos suportar. Jesus chorou, clamou ao Pai, tamanha foi a dor que seu suor se transformou em sangue, fenômeno explicado diante de grande sofrimento. Jesus clamava sempre pelo povo, intercedia pedindo perdão por eles; no final, fez o relatório dizendo ao Pai que nenhuma das ovelhas que o Pai tinha lhe dado, nenhuma se perdeu, somente o filho da perdição, que já era esperado. Sacerdote, pastor, tem obrigação de sofrer pelo povo, clamar e jamais perder ovelhas, também desmascarar os bodes, lobos, ursos, os hipócritas que procuram se infiltrar no meio das ovelhas. "Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu.
E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem; Chamado por Deus sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.
"(Hebreus 5:8-10). 
Jesus era Filho de Deus e foi enviado como Sacerdote para sofrer, padecer por nós, pecadores. Jesus é o primogênito em tudo, e nós devemos segui-lo, imitá-lo, tanto no sacerdócio como também na ressurreição. Ser pastor, sacerdote é receber um chamado para lutar, interceder e sofrer pelo povo, pelas ovelhas que o Senhor envia para cuidar. Ser sacerdote não é viver de forma esplêndida e maravilhosa, pois quem assim vive não é sacerdote do Senhor, pode ser sacerdote, mas do adversário, e simplesmente cita o nome do Senhor. "Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes para ouvir."(Hebreus 5:11).Possivelmente muitos não têm esse entendimento e não aceitam essa Palavra, por serem ainda imaturos na fé, não digo em tempo de igreja. Devemos abrir os nossos olhos para compreender com exatidão o Evangelho de Jesus Cristo, e não sermos enganados pelos falsos sacerdotes. "Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento." (Hebreus 5:12).Sejamos adultos na fé, não vivamos por emoções, sejamos verdadeiros adoradores do Senhor, sejamos praticantes do Evangelho, amemos o Senhor não só de palavras, mas em espírito e em verdade. Cresçamos no Evangelho. "Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na Palavra da Justiça, porque é menino.Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal." (Hebreus 5:13-14). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sábado, 27 de junho de 2015

ALEGRAR NAS TENTAÇÕES

"Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações;Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência." (Tiago 1:2-3)

 Não existe nenhuma pessoa que não seja tentada, e tentação é desejo da carne, que é pecado. Todos são tentados, uns em uma área, outros em outras, mas todos, por mais firmes que estejam na presença do Senhor, são tentados pelos desejos da carne. Raiva, ira, desejos sexuais, ganância, mágoas, desonestidades, mentiras, vingança, fofocas, enfim são vários de uma lista muita extensa. Mas o que temos que saber é que devemos lutar, para não cair nessas tentações, e se em algum momento cairmos, que imediatamente busquemos o Senhor, peçamos perdão e não pequemos mais. Da mesma maneira que caímos, poderemos nos revestir de fortaleza e fugir da tentação. Não existem super-homens ou supermulheres que possam enfrentar e brincar com o pecado, o que se tem de fazer é fugir, correr. O diabo, nós enfrentamos, repreendemos, amarramos e expulsamos em nome de Jesus, mas do pecado a solução é correr, fugir. Também devemos saber, estar preparados, porque as tentações sempre vão existir, enquanto estivermos vivos, enquanto estivermos neste mundo. Podemos vencer uma tentação, mas sempre virão várias outras, por isso há necessidade de sempre nos consagrar, sempre viver na presença do Senhor, viver no combate. Quando somos tentados, provados, nos fortalecemos, praticamos a nossa fé, e o combate pela fé produz e opera a paciência. A paciência nos conduz à presença do Senhor, pois, sabendo que no momento certo o socorro chegará, não somos tentados mais do que podemos resistir. "Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma." (Tiago 1:4). Quando resistimos, lutamos, estamos sendo pacientes, pois aguardamos o novo mundo, um novo céu, sabendo que lá é o nosso descanso eterno. Essas tentações a que resistimos produzem exatamente a confiança na vitória, sabendo que devemos aguardar para receber a nossa coroa de vitória, porque não sabemos o momento em que seremos chamados pelo Senhor, assim perseveremos em resistir, fugir das tentações, não fujamos à luta. As lutas são como as ondas do mar, após uma sempre vem outra, ou várias ao mesmo tempo, mas, se perseverarmos, lutarmos, as venceremos. A paciência nada mais é do que a prática de lutas constantes em todas as áreas.
 "E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada." (Tiago 1:5). Para viver na prática do Evangelho, para praticar a santidade, é necessário ser sábio, e para ser sábio é necessária a fé no Senhor. Crer no invisível sabendo que devemos esperar o que não vemos ou tocamos. Sabedoria é o princípio da obediência, e, para sermos obedientes, sermos sábios, é necessário crer no Senhor, Criador do céu e da terra. Mas, para crer, é preciso ter fé, e para ter fé devemos orar pedindo ao Senhor, assim como os discípulos oraram: "Senhor, aumente a nossa fé". Mas, para orar ao Senhor pedindo para aumentar a fé, temos que ter fé de que Ele existe e que nos ouve e vai responder a nossa oração, a nosso pedido. Se temos fé para orar, para que Ele aumente a nossa fé, temos então a fé necessária, e simplesmente devemos praticá-la. Jesus disse que se tivermos fé como um grão de mostarda já é o bastante. Ser sábio é compreender o plano de Deus e colocá-lo em prática, executar as suas ordenanças. "Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte." (Tiago 1:6). Pedir ao Senhor sabedoria, clamar para ser sábios no Senhor é praticar a fé, e a fé produz prática da Palavra, que consequentemente produz sabedoria e a transforma em obediência aos preceitos do Senhor e em salvação. Mas quando vamos ao Senhor clamar por sabedoria, temos que ir com vontade, sabendo que Ele poderá nos atender se crermos Nele, porque, se tivermos dúvidas, nem devemos tentar, pois nada receberemos. O primeiro passo para se adquirir a sabedoria é a fé em Deus, e a sabedoria produz fé. Ser sábios é compreender que temos que nos unir ao Senhor, a Deus Todo Poderoso para vencermos e termos vida eterna, e essa união se dá pela prática do Evangelho de Jesus Cristo. "Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa. O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos." (Tiago 1:7-8). Quando não temos fé para pedir sabedoria ao Senhor, se pedirmos por pedir, sem a certeza de recebê-la, então não a receberemos, pois é necessário confiança, fé. Coração pobre e tolo é o que às vezes tenta crer no Senhor, mas tem dúvida, pois acredita mais no mundo e nas coisas palpáveis. Este não recebe nada, pois temos que crer para ver e não o contrário.
 "Mas glorie-se o irmão abatido na sua exaltação,
E o rico em seu abatimento; porque ele passará como a flor da erva." (Tiago1:9-10).
 Estamos passando por lutas, mas estamos perseverando, combatendo, resistindo, então devemos nos gloriar. A nossa Glória é o Senhor, por isto, quando passamos por lutas, sabemos que estamos nos aproximando cada vez mais e mais. Sendo sábios, sabemos que a nossa casa, nosso lugar de descanso, não é aqui e assim não nos preocupamos em ajuntar bens materiais aqui. Mas dedicamo-nos em ajuntar bens duradouros, que servem para toda a eternidade onde não há ladrões e nem traças. Já o rico, no seu abatimento momentâneo por coisas perecíveis, passará junto com o seu aborrecimento, porque quando se coloca a confiança no visível palpável, está se transformando também semelhantemente ao seu patrimônio. O nosso patrimônio é aquilo pelo que lutamos, o que guardamos, ajuntamos, e, sendo bens materiais, é só isso que temos, e assim eles perecerão e nós pereceremos. "Porque sai o sol com ardor, e a erva seca, e a sua flor cai, e a formosa aparência do seu aspecto perece; assim se murchará também o rico em seus caminhos." (Tiago 1:11). Infelizmente existem muitos pregadores e ensinos contrário à Palavra de Deus, são muitos os mestres e discípulos dos defensores da famigerada teologia da prosperidade, mas Jesus nos fala sobre isso várias vezes, em uma delas disse que é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus. A riqueza passa e acaba aqui, e seus adoradores também acabam aqui. "Bem-aventurado o homem que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam." (Tiago 1:12). Tentação de ser rico, de possuir muitos bens, de praticar adultério, fornicação, de agir segundo as leis do mundo, mas, se resistir às tentações, se chegará a Deus. Somos provados, para sermos aprovados, e as pessoas de ânimo doblé não passam pela provação, porque mostram o seu caráter e onde está o seu coração. Mas quando resistimos às tentações, passamos pela provação, somos fortalecidos e vencemos o mal e tomamos posse da coroa da vida. "Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta." (Tiago 1:13). Deus não manda a tentação, mas ela é desenvolvida por nós mesmos, pelos nossos desejos carnais, pela nossa natureza pecaminosa. Ao contrário, Deus nos dá o escape, nos dá condições de nos safar, mas para isto é necessário ser sábios, e sabedoria temos que receber de Deus e a recebemos somente pela fé."Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Não erreis, meus amados irmãos. Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas." (Tiago 1:14-18) 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 26 de junho de 2015

COMO QUE DEUS FALA

"Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho." (Hebreus 1:1)

 Deus, no Antigo Testamento, falou, mostrou-se de várias maneiras e oportunidades. Deus falava com Adão no Jardim do Éden, apesar de não sabermos como Ele se apresentava, ou em qual forma. Falou a Abraão também e se apresentou como um homem, quando anunciou, confirmou a bênção (nascimento de Isaque), o cumprimento da promessa e a destruição de Sodoma e Gomorra. Falou a Moisés na sarça ardente, apresentou-se como fogo que não queimou o mato, o capim, e se identificou como o Deus de Abraão, Deus de Isaque, Deus de Jacó. Também se apresentou como nuvem, como fogo, como uma figura com os pés brilhantes no monte Horébe, onde Moisés só o via de costas. Apresentou-se a vários profetas, como Ezequiel, de maneiras e figuras diferentes, mostrando que Ele era Deus e podia tomar a forma que quisesse, pois Ele pode tudo e Criou tudo. Deus falou de várias maneiras, chegando até a falar através de um animal, um jumento para repreender um profeta (Balaão) ganancioso. Falou das nuvens, do ar, do céu, falou de inúmeras maneiras, mostrou-se também, para dar entendimento, para repreender ou para consolar. Mas, depois de Jesus, Ele só fala de uma única maneira, pelo Filho, pelo Verbo, por Jesus Cristo, que é a Palavra. Antes Ele usava anjos para falar, exortar e anunciar sentenças, mas nesses últimos tempos somente através de Jesus Cristo. "A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo." (Hebreus 1:2). Jesus foi constituído por Deus como seu herdeiro, e sujeitou tudo aos seus pés. Assim como a lei e os profetas se cumpriram em Jesus, agora a única voz que ouvimos é a Dele. Portanto, pessoas que falam que anjos ou Deus se apresentaram a Elas é mentira, mesmo porque Ele não se mostra mais com uma forma, ou figura. Quando alguém diz que está vendo anjos, figuras ou formas, essa pessoa está precisando de libertação, pois o Senhor fala pela palavra, e isto de maneira peculiar com cada um de forma individual. Não existe nenhuma revelação do Senhor que seja contrária a sua Palavra, contrária a Jesus, contrária ao que está de forma clara no Evangelho de Jesus Cristo.
 "O qual, sendo o resplendor da sua Glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela Palavra do seu Poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas." (Hebreus 1:3). Jesus é tudo, e tudo está sob o seu comando, Deus entregou nas suas mãos, assim não podemos ficar esperando uma revelação nova, pois ela não virá, porque não existe. Todas as nossas respostas estão Nele, estão na Palavra, e se alguém nos fala algo que contradiz a Palavra e a Bíblia, que seja contrário ao que Jesus disse uma vez, essa pessoa está falando por si mesma ou por demônios. Deus através do seu Filho amado nos revelou toda a sua vontade em relação a tudo, e por isto não tem mais a necessidade de se apresentar, mas Jesus que está Vivo, uma vez que a Palavra é Viva e eficaz, tudo revela e mostra de forma indiscutível. "E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça. E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão Ele mesmo. E estava vestido de veste tingida em sangue; e o nome pelo qual se chama é A Palavra de Deus." (Apocalipse 19:11-13). O Nome de Jesus é a Palavra de Deus, e para ouvi-lo é necessário aceitar a sua Palavra e praticá-la. Jesus se apresenta pela Palavra, na Palavra, e Ele é o Caminho, ou seja, a sua Palavra, o Evangelho, é a Palavra, é o Caminho que devemos percorrer, que nos levará à Vida. Não existe amor, misericórdia, tolerância fora da Palavra, pois Jesus é a Palavra e Ele é o Senhor, e isso não muda. Quando alguém profetiza ou revela sobre um recasamento - sobre esse assunto Ele fala claro que é pecado -, essa pessoa que falou está mentindo, pecando, ou é servo do diabo, profeta do inferno. Jesus, sendo a Palavra, não pode mudar, e, se fosse mutável, não teria condições de ser o nosso Deus, pois não seria justo, seria um deus injusto que mudaria de acordo com a situação, para ajudar, socorrer. A palavra Dele, que é Ele, está revelada para todos, portanto tudo que alguém falar, aconselhar, profetizar, tem que ser fundamentado na Palavra, tem que ser mostrado de maneira clara na Bíblia, no Novo Testamento, que é o Evangelho de Jesus Cristo, e o próprio Jesus. Não se pode fundamentar nenhuma ação no Antigo Testamento se Ele contradisser a Palavra no Novo Testamento, que é Jesus, uma vez que o Antigo se cumpriu no Novo, que é Jesus.
 "Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. Porque, a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, Hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai, E ele me será por Filho?" (Hebreus 1:4-5). Jesus não era e não é um anjo de Deus, mas é o Filho, o único gerado por Ele, herdeiro único de tudo, através de seu Filho nós somos co-herdeiros Nele. O Senhor entregou o comando geral para seu Filho. Ele silenciou os anjos que agora somente lhe obedecem, mas não mais para falar, porque quem fala é somente Jesus. Todo o Poder vem do Senhor, e o Senhor fala com os seus profetas, não mais fala através de anjos, não mais se apresentando para que possa ser visto. "Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?"(1 João 4:20).A Palavra de Deus nos fala de maneira clara que não vemos Deus, a não ser através da sua obra, portanto se nos depararmos com pessoas que dizem ver o Senhor, devemos tomar cuidado. "Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. Porque, a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, Hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai, E ele me será por Filho?" (Hebreus 1:4-5). Jesus não foi e nunca será um anjo, pois Ele é Deus, assim sabemos que todos os anjos receberam a incumbência de o adorar e lhe servir. Os anjos recebem ordens Dele para nos proteger e servir, também os anjos não recebem ordens e nem pedidos nossos, pois eles só podem fazer qualquer coisa se o Senhor mandar. Jesus é o Único Senhor no céu e na terra, Ele é o Filho de Deus. Jesus é o Verbo, e sabemos que o Verbo é a Palavra. "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus.Todas as coisas foram feitas por ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a Vida, e a Vida era a Luz dos homens. E a Luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam." (João 1:1-5).Jesus, que estava com Deus no início da Criação, Jesus que era a Rocha que deu água para os hebreus no deserto, que era o Maná que alimentou durante quarenta anos, Jesus que é o Verbo, a Palavra, é quem nos fala, e nós só o vemos pela Palavra. Fora da Palavra vemos a carne falando, vemos os demônios falando. Os anjos são somente ministradores da parte de Deus, e nem eles se apresentam mais de forma visível, os que se apresentam são anjos caídos, os demônios. Eles se disfarçam de anjos de luz e têm enganado muitos, trazendo mentiras e revelações novas. "E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem. E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, E de seus ministros labareda de fogo. Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu Trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de equidade é o cetro do teu Reino." (Hebreus 1:6-8). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 25 de junho de 2015

SENDO REPETITIVO POR AMOR

"Resta, irmãos meus, que vos regozijeis no Senhor. Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas, e é segurança para vós." (Filipenses 3:1)

 Paulo inicia sua carta aos irmãos de Filipos dizendo que deseja que eles se regozijem no Senhor. Regozijar é se alegrar, manter-se em estado de alegria no Senhor, e, por ser no Senhor, independe do que estejamos vendo, passando, enfrentando. Para se alegar no Senhor, é necessário estar Nele, e para estar Nele, é pela sua Palavra, pois não o vemos com olhos carnais. Paulo então está dizendo que devem se alegrar no Senhor independentemente da situação que estejam enfrentando, não olhar para as suas lutas e tribulações, para as suas fraquezas, mas manter-se em estado de alegria vivendo no Senhor. O apóstolo ainda faz questão de frisar que não fica aborrecido, chateado de sempre escrever a mesma coisa, sempre alertando, cobrando vigilância e santidade, porque os seus ensinamentos são segurança para eles, uma vez que, estando no Senhor, estão em segurança. Esse alerta incansável repetitivo de Paulo é no sentido de não ficar olhando para as limitações humanas ou problemas, mas todo o tempo se alegrar no Senhor, pois todas as respostas vêm Dele. "Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da circuncisão; Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne." (Filipenses 3:2-3). Cães, palavra dura em referência aos adversários de Paulo, demonstrando a oposição agressiva deles ao Evangelho e a gravidade dessa heresia. Paulo adverte para que tomem cuidado com os falsos irmãos, falsos ensinamentos, falsos mestres com ensinamentos emotivos, mas contrários ao Evangelho. Da mesma maneira se proliferam templos e mestres que ensinam tudo, mas não ensinam santificação, não cobram a prática da Palavra de Deus. São pessoas praticantes de uma religião, que amam fazer campanhas, orar, subir montes, fazer desafios, chorar, se emocionar, cantar, mas não abandonam os erros e pecados. Mestres que têm uns ensinamentos que mostram o Senhor como se ele tivesse compromisso de fazer a vontade de todos. Por isso eles não somente permitem como concordam, aceitam o divórcio e recasamentos, a fornicação continuada, a mentirinha, a desonestidade, vícios e tantos outros erros que a Palavra de Deus nos mostra que são desobediência, que são pecado. Proliferam os cães nos templos dessa geração com ensino herético, conduzindo milhares ao total afastamento de Cristo.
 "Ainda que também podia confiar na carne; se algum outro cuida que pode confiar na carne, ainda mais eu:
Circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fui fariseu; Segundo o zelo, perseguidor da igreja, segundo a justiça que há na lei, irrepreensível."(Filipenses 3:4-6).
 Não é por ser evangélico há anos, ou ter sido batizado há dezenas de anos, frequentar uma igreja, um templo, que alguém se transforma em um verdadeiro servo do Senhor. Não é por ter feito cursos de teologias, ou ser de família cristã, que faz com que alguém seja um discípulo de Jesus. Isso é confiar na fraqueza da carne, porque o nosso Deus não precisa de templo ou meios humanos para capacitar alguém para ser servo Dele. Paulo era um fariseu, perseguidor da igreja, do Caminho, mas, quando Jesus apareceu para ele e o chamou, foi batizado e logo imediatamente começou a pregar o Evangelho sem ter sido ensinado por homem algum. Vemos pessoas que vêm de uma religião qualquer em que foram criadas, mas, após ouvirem o Evangelho de Jesus Cristo, se convertem imediatamente e se transformam em um verdadeiro servo. Ao contrário também vemos os hereges que estão em templos se identificando como cristãos, evangélicos, crentes, mas que são uma vergonha pelo seu comportamento. A precação, os ensinos de barganha, os desafios, o oferecimento de bênçãos, a fantasiosa prosperidade que proliferam em templos e denominações conduzem à morte. A busca por realizações materiais e não espirituais tem feito cristãos mortos espirituais. "Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo." (Filipenses 3:7). Para nos manter alegres, regozijantes no Senhor, é necessário olhar para Ele e não para as coisas terrenas ou físicas. Paulo abriu mão do seu conhecimento teológico, que aprendeu com o mestre da época, Gamaliel. Ele não quis usar esse conhecimento baseado em lógica humana, não quis saber nada para em Cristo saber tudo. Assim como Paulo que abriu mão de bens materiais, conhecimento humano, abriu mão da própria vida, para se entregar por inteiro a Jesus e recebeu grande galardão, e Deus por amor permitiu que, mesmo em vida, conhecesse o Paraíso. Algo fora do comum, e esse apóstolo foi o único humano que teve esse privilégio.
 "E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo." (Filipenses 3:8). Perdeu tudo e passou de perseguidor a perseguido, de caçador a fugitivo, essa foi a transformação, onde batia, espancava, prendia, passou a sofrer isso em sua carne. Isso é amor, é conversão, não o que se fazem hoje nos templos, onde se pede às pessoas aceitarem Jesus de maneira labial, mas não ensinam a santificação. Para a nossa vergonha, cremos que mais de cinquenta por cento dos supostos cristãos que proliferam templos evangélicos não conhecem Jesus. Vão à igreja (não a Cristo) em busca de bênção, de soluções imediatas, mas não querem conhecer o Senhor, não querem saber o que Cristo exige de cada um, preferem o caminho mais fácil, o da barganha e desafios, e como são muitos os que oferecem isso, eles encontram forças e ainda levam outros incautos. Entregar-se ao Senhor, converter-se é descansar Nele, é entregar tudo a Ele, mas que essa entrega seja real e verdadeira. Não ir a uma igreja entregar os seus bens, mas simplesmente colocá-los à disposição do Senhor e ouvi-lo. Ouvimos o Senhor só pela Palavra, praticando o que Ele manda, e não nos permitir nem pensar o que Ele diz que nos é proibido. "E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé." (Filipenses 3:9). Paulo entendeu que o que antes ele sabia, do qual tinha conhecimento, seu modo de vida, e até mesmo tudo que tinha era simplesmente lixo. Rejeitou todo conhecimento e lógica humana para viver na dependência exclusiva do Senhor. Não buscava justificação ou compreensão humana, mas a aceitação do Senhor. Assim devemos aprender com esse abnegado servo do Senhor a nos entregar por inteiro ao Senhor, viver na Palavra, no Evangelho, e não ficar buscando bênçãos, e sim comunhão plena com Ele. Deus é especialista em cuidar dos seus, como Ele mesmo diz: "pode até uma mãe esquecer-se do seu filho que amamenta, mas Ele jamais se esquecerá de nós". Isto é uma promessa de seus cuidados, portanto devemos aplicar a nossas vidas o que Jesus mandou: buscar primeiro o Reino de Deus. "Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte; Para ver se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dentre os mortos."(Filipenses 3:10-11). É necessário nos despirmos de nós mesmos, amortecer a nossa carne, e buscar nos santificar na Palavra do Senhor, é preciso que nos regozijarmos no Senhor. Saber que aqui teremos lutas, mas, se perseverarmos, venceremos, e, portanto, continuemos, pois é isso que Cristo espera de cada um. "Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus.Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,
Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus."(Filipenses 3:12-14).
 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 24 de junho de 2015

BUSCANDO ALIMENTO

"E, achando-o no outro lado do mar, disseram-lhe: Rabi, quando chegaste aqui? Jesus respondeu-lhes e disse: Na verdade, na verdade vos digo que me buscais, não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes." (João:25-26)

 Jesus tinha feito vários milagres e multiplicado pães e peixes e alimentado uma multidão de cinco mil pessoas somente com cinco pãezinhos de cevada e dois peixinhos, e ainda haviam sobrado doze cestos cheios. Naquela mesma noite, Jesus manda os seus discípulos para Cafarnaum. Eles enfrentam tempestade no meio do mar de Tiberíades, e o Senhor chega andando por cima das águas. Mas no dia seguinte, vendo que Jesus não voltava, vários homens tomaram barcos e foram atrás de Jesus, e depois que o encontraram na outra margem perguntaram como Ele veio, pois não o viram entrar em barco algum. Jesus então responde não explicando a maneira e quando tinha feito a travessia, mas chamando a atenção deles, dizendo que o procuravam não por Ele ser o Filho de Deus. Não por Ele pregar e ensinar a Verdade, mas simplesmente por causa dos milagres, por causa do alimento, dos pães e peixes que Ele tinha lhes dado. Assim é a maioria dos supostos crentes da atualidade, que não buscam o Senhor em busca de vida, salvação, somente querem milagres. Querem bênçãos, socorro imediato para esta ou aquela área das suas vidas. Algumas pessoas estão preocupadas em receber bênçãos aqui, querem somente isso, não querem o Senhor e não estão preocupadas com a vida e nem em agradar a Deus, querem somente receber bênçãos. "Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; porque a este o Pai, Deus, o selou." (João 6:27). Jesus chama atenção e os repreende, porque não buscavam a vida, somente comida perecível, que para nada serve espiritualmente falando. Nós temos que buscar o Senhor, buscar o Alimento verdadeiro que é Jesus, este que nos alimenta e sustenta, fortalece, dando condições de vivermos por toda a eternidade. Não podemos em hipótese alguma buscar o Senhor somente por causa de bênçãos de uma cura física, prosperidade, restauração, devemos buscá-lo de coração. Se o Senhor nos abençoar, ótimo, se não abençoar, devemos continuar o adorando, buscando cada vez mais, pois Ele é Deus.
 "Disseram-lhe, pois: Que faremos para executarmos as obras de Deus? Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou." (João 6:28:29). Quando questionado, repreendido, o povo quer saber o que fazer. Assim também a pergunta continua, e vamos encontrar pessoas dizendo que já fazem isso, pois vão a templos, a igrejas denominacionais, que oram e jejuam, que ofertam, dizimam, acham que já fizeram tudo. Pessoas acham que fizeram as suas obrigações, e agora Deus tem que abençoá-las, e fazê-las felizes. Mas o principal é que elas não acreditam em Jesus, não acreditam na vida eterna, pois, se assim fosse, viveriam em busca da vida abundante e não em prol de desfrutar de vida abundante aqui. Não querem saber ou entender que Jesus não prometeu felicidade aqui, Ele disse que aqui teríamos aflições. Ele mesmo, Jesus, foi o maior exemplo, porque não teve vida de felicidade aqui, muito pelo contrário, sofrimentos, dores e morte. Crer em Jesus é buscar primeiro o seu Reino, é procurar se moldar ao seu Evangelho, independentemente de estar recebendo alguma bênção ou não, de estar em sofrimento ou não. Se cremos Nele, não buscamos novidade e nem um evangelho paliativo bonzinho e tolerante, buscamos somente a Verdade, que é Jesus."Disseram-lhe, pois: Que sinal, pois, fazes tu, para que o vejamos, e creiamos em ti? Que operas tu? Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer o pão do céu." (João 6:30-31). Pergunta, questionamento semelhante é feito a todo o momento quando falamos da verdade única. As pessoas querem saber por que dizemos isso, se várias pessoas são abençoadas, muitas participam de campanhas e recebem bênçãos e milagres, que Jesus fazia milagres e prodígios e deu condições e poderes para os seus servos também os fazerem. Como podemos dizer que Ele não quer que sejamos felizes aqui, que Ele não quer nos abençoar? Mas nós não falamos que Ele não quer abençoar, mesmo porque as bênçãos só Ele pode dar. O que falamos é que isso não pode ser a nossa prioridade, não podemos buscá-lo somente por causa de qualquer bênção. Falam que fulano ou beltrano recebeu esta ou aquela bênção em tal e tal lugar, mas primeiro quem abençoa é somente Ele, o resto é engano, magias, porque a bênção maior é a salvação e só Jesus pode nos conduzir a ela. Jesus é o Único Caminho, é o Único alimento verdadeiro.
 "Disse-lhes, pois, Jesus: Na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro Pão do céu." (João 6:320). Não foi Moisés que deu o Maná para os hebreus e nem deu água da rocha, a todo tempo quem dá é o Senhor. Deus usa os seus servos para entregar os seus cuidados, proteção e alimento ao povo, usa os seus servos para entregar o principal alimento que é a Palavra, a Verdade é o Pão da vida, que é Jesus. Se temos o mínimo de inteligência, devemos buscar o Pão verdadeiro, O Alimento, buscar Jesus, e não bênçãos. O Senhor nos ensinou sobre isto, pois Ele disse: "buscai primeiro o Reino de Deus", e as demais coisas seriam acrescentadas. Não buscar primeiro as bênçãos, os milagres, não tentar fazer Dele um trampolim para alcançar os seus desejos terrenos. Mas buscar o Senhor de coração e se entregar a Ele, sendo a sua vontade, e se as nossas vontades estiverem de acordo com a sua Palavra, com certeza as receberemos. O alimento verdadeiro é Jesus. "Porque o Pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo." (João 6:33). Deus está preocupado em nos dar alimento sólido, verdadeiro, que é Jesus, e para se alimentar desse Pão, desse alimento, é necessário mais do que orar. É preciso praticar, se submeter a Ele, sem se importar com o que esteja nos acontecendo, a preocupação tem que ser sempre obedecer-lhe. Viver o Evangelho, praticá-lo, isso é alimentar-se de Jesus, isso é comer o Pão verdadeiro, e isso não pode ser feito de forma emocional, mas de maneira constante. "Disseram-lhe, pois: Senhor, dá-nos sempre desse Pão."(João 6:34). Muitas vezes as pessoas ficam pedindo a presença do Senhor, ficam pedindo o Espírito Santo, e não percebem que não precisam pedir, pois está disponível a todos, basta comer o alimento verdadeiro, basta praticar o Evangelho de Jesus Cristo. Sem prática do Evangelho não existe salvação, não existe vitória, nem vida abundante. Praticar é mais do que somente orar e ir a igrejas, é viver vinte e quatro horas por dia fazendo o que o Senhor mandou fazer, e não praticar o que Ele disse que nos é proibido. "E Jesus lhes disse: Eu sou o Pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede." (João 6:35). Todos os que vão ao Senhor e se submetem a sua Palavra alcançam a vida Nele. Ninguém é rejeitado, mesmo porque somente os que são chamados por Deus vão até Ele. Jesus mata a fome e a sede para sempre, a Fonte é Ele, a nossa dispensa é Ele, não podemos querer algo da dispensa, mas temos que querer a dispensa, viver nela. "Mas já vos disse que também vós me vistes, e contudo não credes. Tudo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora."(João 6:36-37).Todos sabem a verdade, mas muitos não acreditam e nem aceitam, preferem ser religiosos, preferem viver no eterno lenga-lenga de ficar pedindo bênçãos. Temos que saber que os que são escolhidos, chamados por Deus, são os praticantes do Evangelho de Jesus Cristo. "Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia." (João 6:38-39). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 23 de junho de 2015

NÃO EXISTE CORPO

"Homens irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi, que ele morreu e foi sepultado, e entre nós está até hoje a sua sepultura." (Atos 2:29)


 Pedro pregava, ensinava quem era Jesus, que tinha vivido com eles durante três anos. Falava e fazia comparações, pois todos tinham conhecido ou ouvido falar Dele, dos seus milagres e da sua morte. Todos em Israel sabiam que Jesus tinha morrido e ressuscitado, e era comentário corrente em toda parte. E mais ainda, sabiam que Pedro juntamente com os outros dez eram discípulos Dele, que tinham andado e vivido com Ele. Pedro está pregando, falando de Jesus, de arrependimento, conversão, salvação, e como os judeus sempre foram adoradores do rei Davi, ele mostra que Davi morreu, foi enterrado e permaneceu enterrado, seus restos mortais ainda estavam lá, na cova onde tinha sido colocado. Davi foi um grande rei, foi um pecador como qualquer outro, e foi extremamente abençoado e usado por Deus, mas foi somente isso, morreu e experimentou a corrupção, a destruição do corpo carnal. Já para o Senhor Jesus, a morte não teve poder sobre Ele, pois, após se entregar na Cruz do Calvário e ser sepultado, foi ressuscitado por Deus, e seu corpo não conheceu a corrupção, a destruição. Ele está vivo para sempre. Essa pregação de Pedro é para os que de alguma forma conheciam esses fatos e sabiam que era verdade, e só não aceitavam por teimosia e por cegueira plena espiritual. "Sendo, pois, ele profeta, e sabendo que Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto de seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar sobre o seu trono." (Atos 2:30). Davi foi usado por Deus para falar de Jesus, que seria o Rei eterno, para mostrar que através dos descendentes dele viria o Messias. Davi foi rei, profeta, foi um homem que Deus disse que ele era segundo o seu coração, não que ele não pecasse, muito pelo contrário, pecou muito, e pecados considerados sérios. Mas, quando era advertido, se arrependia, pedia perdão e abandonava o pecado. Davi não repetiu nenhum pecado, o arrependimento dele era verdadeiro. O rei Davi era segundo o coração de Deus, porque, quando pecava e tinha conhecimento disso, se arrependia e não mais pecava. Davi não repetiu o mesmo pecado nenhuma vez.
 "Nesta previsão, disse da ressurreição de Cristo, que a sua alma não foi deixada no inferno, nem a sua carne viu a corrupção." (Atos 2:31). Davi, profetizando, disse que Jesus viria e que a sua alma não ficaria no inferno, que não experimentaria a morte, mostrando que Ele venceria a morte. O último inimigo a ser derrotado foi a morte. A carne, o corpo de Cristo não foi destruído na terra como a de todos os seres humanos; já ele morreu, e a sua sepultura se encontra até hoje em Israel, onde os seus restos foram consumidos, do pó ao pó. Pedro está mostrando quem é Cristo, aquele que viveu no meio deles e que era Deus, que é superior ao rei Davi e a todos. "Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas." (Atos 2:32).Deus Pai ressuscitou o seu Filho Jesus Cristo, mas não ressuscitou Davi, e este que foi ressuscitado foi conhecido de todos ali, pois tinha andado, comido, dormido com eles, tinha vivido como um homem, como ser humano e operado inúmeros milagres jamais vistos. Portanto, o que Pedro está mostrando é que é impossível não crer em Jesus como o Filho de Deus, como o Messias, como o nosso Salvador. "De sorte que, exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis." (Atos 2:33). Deus exaltou seu Filho amado, e por Ele a sua Palavra se cumpriu, porque Ele tinha prometido o Consolador, o Espírito da Verdade. E no dia de Pentecostes aconteceu o primeiro batismo da história, e os discípulos receberam e foi algo visível para que servisse de testemunho do cumprimento da Palavra. Quando aconteceu o Batismo, todos ficaram abismados por nunca terem visto algo assim, e estrangeiros de várias partes do mundo que lá estavam pela festa ouviram falar no seu idioma por pessoas leigas, simples pescadores. Deus através do Espírito Santo tinha capacitado os discípulos para que falassem em línguas, mas línguas conhecidas para que se pregasse o arrependimento e a salvação a todos e em todos os idiomas. Esse foi um grande sinal, e todos eles foram se aproximando para tentar entender o que estava acontecendo, e como iam se chegando, o Espírito de Deus ia os convencendo e eles já estavam com sede e queriam conhecer mais, queriam se salvar da morte e da destruição.
 "Porque Davi não subiu aos céus, mas ele próprio diz: Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, Até que ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés." (Atos 2:34-35). Davi chama Jesus de Senhor, e ele fala olhando para o futuro, o rei pronuncia o que é falado pelo Espírito de Deus, profetiza a respeito de Jesus. Os judeus gostavam de afirmar que Jesus era filho de Davi, mas o próprio Davi chama Jesus de Senhor, o que era impossível: o judeu chamar o seu filho de meu Senhor. Davi se referia a Jesus em tom respeitoso, chamando-o de Senhor, mostrando quem era Jesus. "Saiba pois com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo." (Atos 2:36). Pedro prega, fala de forma clara e sem rodeios, afirmando que eles, os judeus, mataram o Filho de Deus, que eles o tinham assassinado, Deus o tinha honrado, colocado em posição mais alta. A pregação de Pedro foi somente um relato, mostrando de maneira clara a ação de Deus, mostrando quem foi, quem é Jesus. Não houve qualquer outro oferecimento, a não ser a confrontação, e depois o chamamento para a conversão. Não houve oferecimento de bênçãos, de curas, ou de prosperidade, e sim testemunho sobre o Poder de Deus. "E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?" (Atos 2:37). Essa pregação legítima, verdadeira, essa demonstração do Poder de Deus, sem rodeios ou meias palavras, foi o suficiente para tocar na maioria. Pessoas de várias partes que ouviram essa exposição queriam saber o que tinham que fazer, queriam o Reino. Vemos que não foi necessário fazer campanhas, eventos, festas, oferecer bênçãos, fazer inúmeras promessas para que as pessoas procurassem saber o que fazer. Não foi preciso fazer apelo ou chamamento para aceitar Jesus, não foi preciso ficar insistindo, não foi preciso mentir, enganar, mas simplesmente deixar o Espírito Santo conduzir, e as pessoas queriam se salvar, após conhecerem a verdade. Elas queriam saber o que deveriam fazer. "E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar." (Atos 2:38-39). A resposta de Pedro é direta, é necessário primeiro se arrependerem de todo erro, receberem o batismo em nome de Jesus e depois então receberiam o dom da salvação. Observemos que não foi mandado fazer curso de batismo, nem muitas outras coisas como são exigidas atualmente, porque as coisas do Senhor são simples. A oferta foi uma exigência, arrependimento e batismo imediato. "E com muitas outras palavras isto testificava, e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa. De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas." (Atos 2:40-41). Falando de arrependimento, de conversão e salvação, quase três mil pessoas aceitaram e imediatamente foram batizadas e se converteram realmente ao Senhor, pois elas depois perseveraram em viver de acordo com os preceitos do Senhor. "E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.
E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos." (Atos 2:42-43).
 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.