Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

MORTE E VIDA

“Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.” (Colossenses 3:1)

Quando falamos que somos convertidos, que somos de Jesus, devemos nos examinar se realmente isso é verdade, se realmente morremos com Cristo, se somos pessoas mortas para as coisas, para os prazeres do mundo, porque, se ainda os nossos desejos, pensamentos, estão nas coisas do mundo, nas coisas materiais, é porque ainda não morremos, não nos convertemos, pois o nosso batismo é na morte de Jesus. E se morremos com Ele, também ressuscitamos, e, se assim for, nossos pensamentos são sempre de acordo com as leis de Deus em que Jesus está sentado e reinando. Portanto, examinemos se realmente somos convertidos, se os nossos pensamentos e desejos são condizentes com o Reino de Deus, se o nosso prazer é servir o Senhor e fazer tudo o que Ele manda, se aniquilamos a nossa vontade carnal.“Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque…

OBSERVAR, PRESTAR ATENÇÃO

“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.” (Mateus 7:15)

            Jesus disse: acautelai, tomai cuidado, vigiai, prestai atenção, observe os falsos profetas que vêm fantasiados de ovelhas, geralmente têm fala mansa, falam muito em amor, em bênçãos, em vitórias, são carismáticos, demonstram uma espiritualidade muito grande e falam como se realmente fossem um homem ou uma mulher de Deus. Se observarmos com cautela, perceberemos a diferença, assim como muitos são enganados e recebem uma cédula, uma nota falsa e não percebem, só na hora em que vão comprar e pagar algo é que tomam conhecimento de que o papel que têm nas mãos não vale nada. Assim são as pessoas que não leem a Bíblia, não prestam atenção na Palavra de Deus e aceitam qualquer coisa; pessoas com pregações emotivas, ensinamentos vários, que são contrários à Palavra, passam a ser verdadeiras para elas. Mas, se estivermos atentos, veremos a dife…

GRANDES TEMPLOS

“E, saindo ele do templo, disse-lhe um dos seus discípulos: Mestre, olha que pedras, e que edifícios! E, respondendo Jesus, disse-lhe: Vês estes grandes edifícios? Não ficará pedra sobre pedra que não seja derrubada.” (Marcos 13:1-2)

            Os discípulos de Jesus estavam mostrando o templo, a sinagoga, igreja a Jesus e faziam isso com orgulho, pela bela construção, grandiosidade, suntuosidade, mas Jesus aproveita a oportunidade para nos trazer outro ensinamento.  O Senhor mostra que não está preocupado com grandes edifícios, grandes igrejas, templos, porque o principal templo com que Ele está preocupado somos nós, que somos a igreja verdadeira, e não grandes construções faraônicas, feitas por pastores megalomaníacos para satisfazer o ego, para mostrar poder. Mas esses grandes templos não são frequentados por ovelhas, porque ovelhas precisam de cuidados do pastor, e torna-se impossível o pastor conhecer todas em uma igreja com mais de mil membros, e sabemos que pastor que não conhe…

AS DÚVIDAS

“E os discípulos de João anunciaram-lhe todas estas coisas. E João, chamando dois dos seus discípulos, enviou-os a Jesus, dizendo: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?” (Lucas 7:18-19)

            João Batista, aquele que veio para preparar o caminho do Senhor, que anunciou que o Messias estava chegando e chamava todos ao arrependimento, e teve a honra, o privilégio de batizar o Senhor Jesus, agora preso no cárcere e já prevendo o seu fim, manda perguntar se realmente Jesus era o Messias. Não que ele estivesse duvidando, mas ele só queria ter a certeza de ter cumprido a sua missão. A única preocupação de João era se tinha executado a missão que o Deus Pai lhe tinha dado, e por isso envia seus discípulos a perguntar se Jesus era o Messias?“E, quando aqueles homens chegaram junto Dele, disseram: João o Batista enviou-nos a perguntar-te: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?”(Lucas 7:20).Os discípulos de João Batista perguntam então a Jesus se Ele era o Messias …

OS TRAIDORES

“E, quando estavam assentados a comer, disse Jesus: Em verdade vos digo que um de vós, que comigo come, há de trair-me.” (Marcos 14:18)

            Jesus, sabendo que a sua hora estava chegando, quis comer a última ceia com os seus discípulos, seus amigos, e também deixar esse novo mandamento. Jesus programou para que acontecesse essa ceia de acordo com tudo o que estava prescrito; mesmo porque Jesus veio para cumprir a lei, e principalmente para cumprir a Palavra, pois tudo o que os profetas tinham revelado a respeito do Messias se cumpriu fielmente no Senhor. Agora, em plena ceia, Ele traz a revelação de que um dos seus amigos, seus discípulos, um dos seus seguidores era um traidor e que o iria entregar. Veja a seriedade dessa revelação, pois o Senhor, mostrando que entre as doze pessoas mais chegadas a Ele, que viajavam, comiam, bebiam, e andavam juntos, um era um traidor. E mais, disse: um que agora come comigo é um traidor. Depois vimos isso se confirmar na pessoa de Judas Iscario…

QUEM SOU?

“E aconteceu que, estando ele só, orando, estavam com ele os discípulos; e perguntou-lhes, dizendo: Quem diz a multidão que eu sou?” (Lucas 9:18)

            Jesus questiona os seus discípulos sobre o que o povo falava a seu respeito, quem eles falavam que Ele era, mas essa pergunta de Jesus é exatamente para passar um ensinamento e mostrar a incredulidade deles, mesmo porque toda a Escritura apontava, conduzia de forma clara Ele como o Messias, o esperado. Apesar de todos os sinais e de tudo o que estava escrito e que foi profetizado e revelado pelos profetas centenas de anos antes, apesar de o povo dizer que estava aguardando a vinda do Messias, apesar de terem a promessa de Deus que enviaria o Redentor; Ele então pergunta aos seus discípulos quem eles achavam que Ele era.“E, respondendo eles, disseram: João o Batista; outros, Elias, e outros que um dos antigos profetas ressuscitou.” (Lucas 9:19).Observemos que, pela resposta deles, sabemos que esse povo não observava as Escrituras c…

COMO CONVÉM ANDAR

“Finalmente, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais.” (1 Tessalonicenses 4:1)

            Paulo ensinava o Evangelho de Jesus Cristo e a todo o tempo convocava aos irmãos a viverem uma vida de santidade. Mostrava que se deve abandonar os pecados, digo mostrava porque, além de falar, ele vivia dessa maneira. O Evangelho se fundamenta na obediência e santidade, e se queremos vencer na vida espiritual e em todos os setores da vida, é necessário nos santificar, nos aproximar do Senhor, e essa proximidade só se dá se abandonarmos os erros e pecados. Não basta falar, é necessário o abandono de toda impureza. Paulo não somente falava como vivia em santidade e exortava para que as pessoas imitassem o seu jeito de viver e assim agradar a Deus e serem vitoriosas. Para agradar a Deus, são necessários e fundamentais: santidade, santificação, abandono de er…

NOSSO ADVOGADO

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” (1 João 2:1)

  O apóstolo João sempre tinha uma maneira peculiar de tratar os irmãos, um jeito carinhoso: chamava-os de filhinhos. Isso demonstrava o amor que sentia por eles, um amor de pai. Queria conduzir todos a Jesus, por isto sempre foi incansável, e foi muito amado por Jesus. Inclusive, a Bíblia se refere a ele como o discípulo amado. João foi o discípulo a quem Jesus revelou o fim dos tempos, o que escreveu o apocalipse a mando do próprio Senhor Jesus Cristo. Aqui, João nos mostra que temos um Defensor, um Advogado de defesa, temos alguém que luta incansavelmente por nós, que pleiteia junto a Deus os nossos pedidos. Jesus, no momento, é nosso Defensor e sabemos que é o melhor dos advogados, e tendo Ele na defesa, não perdemos nenhuma causa. Mas isso é hoje, pois chegará o dia em que Ele será o juiz, será Ele que dará a sentença.“E ele é …