Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

AS LUTAS

Ora, pois, já que Cristo padeceu por nós na carne, armai-vos também vós com este pensamento, que aquele que padeceu na carne já cessou do pecado; (1 Pedro 4:1)
Jesus se despiu do seu Poder, e veio ao mundo como qualquer pessoa, nasceu como todos, e viveu de igual maneira, teve necessidades fisiológicas, vontades humanas, mas, venceu todas, padeceu todo tipo de sofrimento e humilhação, foi testado em tudo e aprovado, foi humilhado, nasceu na pobreza, em um curral (manjedoura) foi perseguido, pois ainda recém nascido José teve que fugir com Ele para o Egito, uma vez que Herodes queria mata-lo. Viveu uma vida normal, trabalhou foi carpinteiro e passou pelo batismo nas águas como todos os cristãos devem passar, porém durante todo o seu ministério foi perseguido, humilhado e depois traído e preso, novamente foi motivo de piada, e espancado, sentenciado, crucificado e morreu na cruz, para nos dar a vitoria, para que pudéssemos ser salvos; portanto se temos este conhecimento, e reconhecemos e…

O ADVOGADO

"Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo." (1 João 2:1)

  O apóstolo João sempre tinha uma maneira peculiar de tratar os irmãos, um jeito carinhoso: chamava-os de filhinhos. Isso demonstrava o amor que sentia por eles, um amor de pai. Queria conduzir todos a Jesus, por isto sempre foi incansável, e foi muito amado por Jesus. Inclusive, a Bíblia se refere a ele como o discípulo amado. João foi o discípulo a quem Jesus revelou o fim dos tempos, o que escreveu o apocalipse a mando do próprio Senhor Jesus Cristo. Aqui, João nos mostra que temos um Defensor, um Advogado de defesa, temos alguém que luta incansavelmente por nós, que pleiteia junto a Deus os nossos pedidos. Jesus, no momento, é nosso Defensor e sabemos que é o melhor dos advogados, e tendo Ele na defesa, não perdemos nenhuma causa. Mas isso é hoje, pois chegará o dia em que Ele será o juiz, será Ele que dará a sentença…

AS MUITAS TENTAÇÕES

"Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações; Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência." (Tiago 1:2-3)
 Somos tentados constantemente e de várias maneiras, durante todo o tempo, mas a virtude está exatamente em resistir às tentações. Todos, sem exceção, são tentados, a diferença é que muitos cedem às tentações e se deixam levar por elas. Não há alguém que não seja tentado; a verdade é que todos são tentados e nas mais variadas áreas. Claro que as tentações não são iguais para todos, uns são tentados em uma área, outros em outra, o que pode ser forte em uma pode ser fraco em outra, alguém pode não se influenciar nessa, mas pode se desesperar por outra. Mas o cristão se fortalece no Senhor e resiste às tentações, porque sabe que ser tentado não é pecado. Pecado é quando se permite ser seduzido pela tentação e de fato comete o ato, o pecado. As pessoas são tentadas a mentir, mas a decisão final de mentir ou não é delas. São tentadas a adulterar, fo…

MUDANÇA E CONVERSÃO

"E logo nas sinagogas pregava a Cristo, que este é o Filho de Deus." (Atos 9: 20)
 Paulo de Tarso era um fariseu convicto, um perseguidor da igreja de Jesus Cristo, um homem de confiança dos sacerdotes e dos defensores da lei. Era um perseguidor que corria atrás dos que seguiam a doutrina de Jesus Cristo e os arrastava aos tribunais. Também concordava com as suas mortes, como foi no caso de Estevão. Mas o procedimento desse fariseu durou somente até seu encontro com Jesus Cristo, pois a partir dali foi um outro homem, uma nova criatura. A sua convicção caiu por terra, e veio a ser um dos mais ferrenhos defensores do que ele perseguia. Quando Saulo teve um encontro com Jesus, tudo mudou, inclusive o seu nome: era Saulo, o perseguidor, e passou a ser Paulo, o pregador, o defensor do Evangelho de Jesus Cristo. O Evangelho é transformação, é mudança, por esse motivo não acreditamos quando alguém diz que teve um encontro com o Senhor, que se arrependeu, mas continua nas mesmas prá…

OS QUE OUVEM

"Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam." (Lucas 6:27-28)
 Todo o tempo devemos analisar com calma, com sabedoria a Palavra de Deus para colocá-la em prática. Não podemos agir de forma emotiva, ou impulsiva, porque isso seria rejeitar a sabedoria. São muitas as pessoas fazendo orações vazias e tolas, porque ficam orando e pedindo a Deus que tire as mágoas, os rancores, o ódio do seu coração. Muitos são os pregadores que ensinam essa prática, o que é errado, uma vez que Jesus não prometeu em momento algum nos fazer amar ou perdoar alguém. Muitos tentam ensinar a Palavra contra a própria Palavra; são doutrinas e ensinamentos estranhos ao Evangelho de Jesus Cristo. Observemos que Jesus disse "a vós que ouvis digo". Portanto, a todos os que estão lendo a Bíblia, que estão ouvindo a Palavra ou tomando conhecimento dela de alguma maneira. A todos os que querem a Ver…

VIVENDO EM MISSÕES

"E o anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai para o lado do sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserta." (Atos 8:26)
 Devemos sempre praticar o que o apóstolo Paulo nos ensinou, que é andar em espírito e não satisfazer a vontade desenfreada da carne, porque, quando estamos em espírito, somos sensíveis para ouvir a voz de Deus, conseguimos entender a voz do Senhor e fazer o que Ele nos manda. Mas andar em espírito é viver em santidade, viver meditando na Palavra de Deus, viver em conformidade com o Evangelho de Jesus Cristo, e não com a lei do mundo. Filipe, por estar em espírito, foi sensível e ouviu a voz do Senhor, e compreendeu a sua missão. Somente estando em espírito conseguimos discernir a voz, o comando do Senhor, e, quando a ouvimos, devemos obedecer imediatamente, porque a desobediência gera dores e sofrimentos. Temos que estar em espírito para não sermos enganados por nossa emoção, desejo ou outra coisa. Também ter consciênc…

OUTRA VEZ

"E alguns dias depois entrou outra vez em Cafarnaum, e soube-se que estava em casa." (Marcos 2:1)
 Jesus volta a Cafarnaum. Como era uma figura pública, o povo andava sempre a sua procura, uns em busca de uma bênção, uma cura, querendo ouvir os seus ensinos, aprender o Evangelho, mas também havia os que, por não conhecerem a Palavra, queriam levantá-lo como rei físico de Israel. Claro, havia os fariseus, os sacerdotes, os religiosos, os escribas, os doutores da lei, que o buscavam, o perseguiam com intenções malignas. O povo ficou sabendo que Ele havia chegado a Cafarnaum e, é claro, todos se dirigiram para lá pelos mais variados motivos, como citamos. Onde Jesus estava as pessoas o buscavam, e Ele sempre estava disposto a atender, a ensinar, a libertar um oprimido de enfermidades e de demônios. Jesus foi um trabalhador incansável durante os seus três anos aproximados de ministério terreno. Certa feita Ele mesmo disse: "meu Pai trabalha até agora e eu também". Porta…

PALAVRA FIEL

"Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja." (1 Timóteo 3:1)
Almejar o episcopado é desejar ser exemplo em tudo e não só no falar; é estar disposto a ser um modelo de ensino em tempo integral. A palavra "episcopado" significa pastorado, dado que as palavras gregas "epíscopos", "poimen" e "presbítero" são de significado idêntico - bispo, pastor, presbítero ou ancião. Portanto, essa palavra é para os que querem ser pastores ou supervisores de igrejas, templos, porque aqui ela engloba os vários títulos, tais como apóstolos, presbíteros, bispos, pastores, anciãos, e outros criados recentemente. Mas, na verdade, são simplesmente pastores, e a função de pastores primeiramente é ser ovelha, pois, se não forem ovelhas ao pastoreio do grande pastor, Mestre Jesus, não servem como pastores aqui. Assim, quem deseja ser um pastor, cuidar de ovelhas está desejando algo excelente, pois está desejando praticar a Pala…