EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

ATENTANDO

“Portanto, convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas.” (Hebreus 2:1)

          Devemos observar com toda a atenção as verdades que temos ouvido e lido no Evangelho de Jesus Cristo, porque somente Ele é a salvação para todos. Não podemos nos desviar da sua Palavra, da sua Verdade, porque estaríamos nos desviando Dele, estaríamos nos desviando da Vida, estaríamos optando pela vergonha, pela desonra e morte eterna. Não podemos ficar preocupados com o bem-estar aqui, nem viver em prol deste mundo. Devemos buscar cada vez mais conhecer o Evangelho de Jesus Cristo, conhecer a sua vontade para cada um de nós. Não podemos escolher o que nos convém no Evangelho, mesmo porque não é um self-service, e sim um prato cheio, que nos alimenta e dá força para alcançarmos a vida e o descanso eterno. Temos que tomar muito cuidado com as pregações e ensinos melosos, aqueles que servem somente para agradar os homens e oferecem apenas coisas boas aqui como se o Paraíso fosse aqui. Temos que buscar o Evangelho que rasga, que sangra, o Evangelho expositivo que nos conduz à vida ao lado do Nosso Senhor. “Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande Salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram; Testificando também Deus com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuídos por sua vontade? ” (Hebreus 2:2-4). Não podemos ignorar o sacrifício da Cruz, não podemos fugir de Jesus Cristo, mesmo porque Ele é Deus, e sem Ele nada existe. Devemos observar que no passado Deus enviou várias vezes e a várias pessoas, em várias situações, os seus anjos, para levar mensagens, para alertar as pessoas, e aqueles que desobedeciam à ordem dos anjos padeciam. Então, como podemos ignorar a ordem de Jesus, o Filho de Deus? Todos os que tentam ignorar o Filho de Deus pagam um alto preço, pagam com a vida, pois a perdem e viverão por toda a eternidade na vergonha e no sofrimento eterno. Mas os que creem em Jesus, no Filho de Deus, recebem sabedoria e dons, para que não somente vivam, mas preguem e ensinem o Evangelho verdadeiro, o Evangelho do Filho de Deus. O próprio Jesus pregou o Evangelho e iniciou seu Ministério terreno dizendo: “Arrependei porque há chegado o Reino de Deus”.
              “Porque não foi aos anjos que sujeitou o mundo futuro, de que falamos. Mas em certo lugar testificou alguém, dizendo: Que é o homem, para que dele te lembres? Ou o filho do homem, para que o visites? Tu o fizeste um pouco menor do que os anjos, de Glória e de honra o coroaste, e o constituíste sobre as obras de tuas mãos; Todas as coisas lhe sujeitaste debaixo dos pés. Ora, visto que lhe sujeitou todas as coisas, nada deixou que lhe não esteja sujeito. Mas agora ainda não vemos que todas as coisas lhe estejam sujeitas.” (Hebreus 2:5-8). Não foi nenhum anjo que teve condições de nos libertar, somente o Filho de Deus, que veio e morreu em nosso lugar, que se entregou por nós, para ser humilhado e morto. Anjo nenhum poderia salvar, somente o Filho de Deus, e por isto, quando as pessoas estão adorando anjos, anjos de guarda, sabemos que estão no engano, que não conhecem a verdade, que não conhecem Jesus Cristo, porque só existe um Salvador, e este é Jesus Cristo, o Filho de Deus. Não podemos negligenciar a Palavra de Deus, não podemos agir segundo as nossas vontades, emoções, ou de acordo com os pensamentos mundanos, devemos nos pautar pelo Evangelho, pois Ele é o próprio Jesus nos falando. Deus Pai entregou tudo ao seu Filho, e todas as coisas estão submetidas a Ele, e todos os joelhos na terra e no céu se curvam diante Dele, porque Ele é o Senhor. Ainda estamos no mundo, e por isto não vemos as coisas como elas são, ainda não vemos, não enxergamos, não discernimos o mundo espiritual como deveríamos, e por isto não vemos o Poderio eterno do Senhor. Ainda não compreendemos com exatidão o mundo vindouro, não entendemos com clareza a vontade do Senhor, por isto devemos viver pela fé, simplesmente crer na sua Palavra e colocá-la em prática sabendo que o Senhor tem o melhor para nós. O desejo, o pensamento do Senhor para cada um de nós é de salvação, pois Ele não deseja que ninguém se perca, mas como somos descrentes e não lhe obedecemos, então seremos enviados para a desonra eterna por Ele, porque nos recusamos a viver seguindo a sua vontade. “Vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela Graça de Deus, provasse a morte por todos. Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da Salvação deles.” (Hebreus 2:9-10). Jesus foi feito um pouco menor do que os anjos, porque Ele tinha que sofrer e morrer em nosso lugar, e sabemos que anjos são espíritos e, portanto, nunca morrem. Mas Jesus veio, sofreu e morreu em nosso lugar, por isto foi feito um pouco menor do que os anjos, mas recebeu todo Poder, e hoje Reina para sempre, e quem quer viver tem que segui-lo, caso contrário, padecerá por toda a eternidade. “Porque, assim o que santifica, como os que são santificados, são todos de um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos, Dizendo: Anunciarei o teu Nome a meus irmãos, cantar-te-ei louvores no meio da congregação. E outra vez: Porei nele a minha confiança. E outra vez: Eis-me aqui a mim, e aos filhos que Deus me deu. E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo; E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão.” (Hebreus 2:11-15).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 30 de outubro de 2018

QUEM BATIZOU.

“E quando o Senhor entendeu que os fariseus tinham ouvido que Jesus fazia e batizava mais discípulos do que João (Ainda que Jesus mesmo não batizava, mas os seus discípulos), Deixou a Judéia, e foi outra vez para a Galiléia. E era-lhe necessário passar por Samaria. Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José. E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta.” (João 4:1-6)

          As pessoas sempre querem idolatrar alguém, elas têm necessidade de, mesmo em coisas espirituais, agirem como carnais. Vemos que as pessoas já comentavam que Jesus estava batizando mais do que João Batista, mas, na verdade, isso não importava, e sim o fato de que as pessoas estavam sendo batizadas, para Honra e Glória do Senhor. Como sempre as pessoas sempre omitem a verdade ou acrescentam alguma coisa, porque, nesse caso, falavam que Jesus estava batizando mais pessoas do que João Batista, mas, na verdade, quem fazia isso era a sua equipe, eram seus discípulos, uma vez que Ele mesmo não batizou ninguém. Quando Jesus ficou sabendo disso, Ele deixou a Judeia e foi novamente para a Galileia, mesmo porque Ele não tinha interesse de criar ciúmes ou discórdias, ciumeiras, portanto, Ele se retira, se afasta. Todos nós deveríamos seguir seu exemplo, mas vemos o contrário, pois líderes gostam de falar, de apregoar quantas pessoas estão batizando, ou quantas pessoas são membro das suas congregações. Estão mais preocupadas com números do que com as almas das pessoas. “Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.” (João 4:7-8). Jesus teve que passar por Samaria, e, já cansado, parou próximo a um poço, enquanto os seus discípulos iam à cidade para comprar alimento. Quando estava ali sentado, aproxima-se uma mulher samaritana e Ele lhe pede um pouco de água para matar a sua sede. Ao contrário do que muitos fantasiam, Jesus era um homem, estava revestido de carne, portanto, tinha as mesmas necessidades que qualquer um de nós, tais como sede, fome, e se cansava também.
     “Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (Porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).” (João 4:9). Essa samaritana, não sabendo quem era Jesus, o questiona primeiro pelo fato de ele ser um judeu e dirigir-se a ela pedindo água, uma vez que os samaritanos e os de Jerusalém não se davam, desde a época de Roboão, neto de Davi, filho de Salomão, quando se dividiu Israel em reino do norte e reino do sul. Esse é o problema: nós nos fixamos nas aparências, gostamos de sempre agir como essa samaritana, porque, se alguém que achamos que não gosta de nós se dirigir a nós, achamos estranho, e se nos fizer uma gentileza, logo achamos que é uma armadilha. Não era normal um homem se dirigir a uma mulher para conversar, e principalmente por serem de reinos que se consideravam inimigos. “Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e Ele te daria água viva.” (João 4-10). Jesus responde mostrando-lhe a sua ignorância, principalmente em relação a Ele, e diz que, se fosse o contrário e ela lhe pedisse, Ele lhe daria sem questionar a Água Viva. Nós temos o hábito de ficar muito preocupados com as coisas terrenas, físicas, naturais, e muito pouco olhamos para espirituais, não examinamos as coisas que nos acontecem, porque, se fôssemos inteligentes, sábios, saberíamos que tudo o que ocorre no mundo físico tem a sua origem no espiritual. Nós devemos nos preocupar mais em conhecer a Deus e a sua vontade, temos que aprender a viver de acordo com a sua vontade, assim como Jesus disse a essa mulher samaritana. “Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva? És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado? Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede; Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.” (João 4:11-14). A mulher continua falando, pensando de maneira natural, carnal, mas Jesus lhe fala de maneira espiritual e explica, fala de vida eterna. Mostra a ela que a água comum nada é, assim como o alimento e tudo mais, o que realmente importa é Jesus e recebê-lo, pois Ele nos conduzirá para a vida eterna. Ele, somente Ele pode nos dar vida, pode nos dar da Água Viva, que saciará para sempre a nossa sede. Agora, ao ouvir isso, essa mulher que era uma pecadora pede ao Senhor dessa Água Viva. “Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la. Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá. A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido; Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade. Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo. Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo.” (João 4:15-26).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

DOIS BARCOS

“E aconteceu que, apertando-o a multidão, para ouvir a Palavra de Deus, estava Ele junto ao lago de Genesaré; E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes.” (Lucas 5:1-2)

 Jesus estava pregando seu Evangelho como sempre fazia, mas uma multidão, uma grande quantidade de pessoas o apertava, tirando-lhe todos os movimentos. Tentando pregar o Evangelho e sem espaço para se movimentar, como estava próximo ao lago de Genesare, ou mar de Tiberíades, como também era conhecido, Ele vê dois barcos que se aproximam das margens. Os pescadores, que tinham trabalhado toda a noite, estavam retornando para casa, para a terra firme. Como sempre, os pescadores, após desembarcarem, lavam as suas redes e deixam tudo pronto para a próxima noite, a próxima jornada. Assim, esses desceram dos seus barcos e agora estavam lavando suas redes, seus instrumentos de trabalho. Veremos que esses pescadores terão uma surpresa muito grande, pois o que acontece a seguir é algo que eles não estavam esperando. Antecipando, eu faço questão de frisar que eles estavam frustrados e tristes, porque, apesar de terem trabalhado toda a noite, eles nada tinham pescado, ou seja, foi uma noite infrutífera. Assim também sabemos que muitas vezes estamos olhando para as circunstâncias, olhando para o que a nossa visão limitadíssima vê e não acreditamos que a situação possa mudar de uma hora para outra, ou melhor, para o Senhor mudar qualquer situação, Ele não gasta nem mesmo segundos. Gostamos de falar que temos fé, mas, na verdade, não a temos, porque ficamos presos, dependentes do que estamos vendo ou vivendo, e achamos que o Senhor nada pode mudar. Na verdade, ficamos presos a critérios humanos, pois a nossa fé, que dizemos ter, é guiada por critérios meramente humanos, a famosa lógica humana, que para nós de nada serve, uma vez que o Senhor age de maneira inesperada. Temos que entender que temos um Deus que é o Criador de tudo o que existe, portanto, Ele pode modificar qualquer coisa ou situação a hora que Ele bem entender. Nós é que somos presos a uma rotina humana e nem mesmo praticamos o Evangelho como deveríamos, pois Jesus disse que, se tivéssemos fé, operaríamos milagres e sinais maiores do que Ele operou, e nada fazemos por falta de fé.
         “E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão.” (Lucas 5:3). Jesus então entra em um dos barcos, que por sinal era de Pedro, que depois veio a ser um dos mais conhecidos discípulos, apóstolos de Jesus. Jesus entra no barco e pede a Pedro que se afaste um pouco das margens, e ali, com uma visão maior de todo o povo, e sem ser incomodado, apertado pela multidão, começou a pregar, a ensinar o seu Evangelho. Jesus do barco de Pedro ensina, fala sobre o Reino, enquanto Pedro, ali, no barco com Ele, fica só escutando, aprendendo. Temos que aprender que nada foi por acaso: o Senhor ter colocado Pedro naquela hora, ali com o seu barco, ou ele ter trabalhado toda a noite e não ter conseguido pescar nada. A bem da verdade, tudo foi plano de Deus, nós, como falei anteriormente, somos limitados e não conseguimos alcançar as grandezas dos planos do Senhor para as nossas vidas. Isto porque inúmeras vezes o Senhor nos tira algo que achamos que Deus jamais faria, ou quando Ele fecha uma porta, quando perdemos o emprego ou um membro da família, quando algo que denominamos tragédia acontece. Queremos que Deus seja sempre bonzinho, nos dando tudo como queremos, e não suportamos a ideia de que Ele pode nos tirar algo, por isto geralmente culpamos o diabo, mas nunca nos examinamos, e, principalmente, nunca examinamos a Bíblia para conhecer com profundidade a vontade de Deus para as nossas vidas.“E, quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar. E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua Palavra, lançarei a rede.” (Lucas 5:4-5). Após Jesus ensinar o Evangelho, explicar sobre o Reino, manda que Pedro adentre o mar, que vá mais para o meio, que ele lance as redes para pescar. Observamos a obediência de Pedro, pois ele afirma que trabalhou toda a noite e nada pescou, mas, como Jesus estava mandando, ele simplesmente obedece. Pedro não imaginava, não tinha esperança de pescar nada, pois a noite inteira ele tinha tentado e nada conseguiu, tinha sido um fracasso, mas ele iria obedecer ao Senhor, ia fazer o que ele mandava. Temos que entender que Pedro era um pescador profissional, experiente, e Jesus era um pregador. O seu único trabalho foi na carpintaria com José, portanto, Ele era carpinteiro, e não pescador. Pedro poderia ter dito que ele era profissional e sabia que nada iria pescar, e que Jesus não entendia disto, mas ele foi humilde e simplesmente afirmou que sabia que não havia peixes ali, mas sob a Palavra de Jesus faria o que Ele mandou. Nós deveríamos ouvir sempre o Senhor, pois Ele já falou, já nos mandou pela sua Palavra, e se lhe obedecermos, se não olharmos as circunstâncias, com certeza venceremos, teremos sucesso. Pedro ouviu e foi vitorioso em todos os sentidos, e nos deixou esse testemunho, portanto, sabemos que todo o tempo devemos obedecer ao Senhor. “ E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede. E fizeram sinal aos companheiros que estavam no outro barco, para que os fossem ajudar. E foram, e encheram ambos os barcos, de maneira tal que quase iam a pique. E vendo isto Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, que sou um homem pecador. Pois que o espanto se apoderara dele, e de todos os que com ele estavam, por causa da pesca de peixe que haviam feito. E, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens. E, levando os barcos para terra, deixaram tudo, e o seguiram.” (Lucas 5:6-11).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

ENTREGUES A IDOLATRIA

“E, enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu espírito se comovia em si mesmo, vendo a cidade tão entregue à idolatria. De sorte que disputava na sinagoga com os judeus e religiosos, e todos os dias na praça com os que se apresentavam.” (Atos 17:16-17)

         Paulo, que foi um dos maiores missionários bíblicos, tendo viajado por toda parte levando o Evangelho de Jesus Cristo a todos, chega a Atenas e se depara com a idolatria, e quando ele percebe que os atenienses eram, em sua maioria, idólatras, fica preocupado e extremamente chateado com esse fato. Então, como ele sempre fazia, começa a pregar falando de Jesus, apresentando a salvação a todos. Temos que observar que Paulo não ficava tentando agradar o povo para ouvi-lo, ou fazendo teatros, shows ou algo similar para atrair as pessoas; também não está prometendo riquezas, nem alegrias ou prosperidade, ele oferece salvação, fala do Reino de Deus. Ele faz isso debatendo, combatendo com os religiosos. Mostrava que agora viviam na Graça e que todos podiam ser salvos em Jesus Cristo. Paulo pregava, ensinava sobre o Evangelho de Jesus Cristo nas praças, nas sinagogas, ou seja, em templos e por onde passava. E como ele confrontava, pregava um Evangelho expositivo, as pessoas se convertiam ou então se tornavam seus perseguidores, o odiavam. Os que tinham raiva dele eram os religiosos, eram os que amavam o mundo, os que não conheciam Deus, assim como muitos dos religiosos que hoje se identificam como crentes, evangélicos, cristãos, mas, na verdade, são somente religiosos, pois falam de um deus diferente do Evangelho, falam de um Jesus que não é o nosso Cristo, o Salvador, pois falam de um Jesus bonzinho, que está preocupado em agradar as pessoas. “E alguns dos filósofos epicureus e estóicos contendiam com ele; e uns diziam: Que quer dizer este paroleiro? E outros: Parece que é pregador de deuses estranhos; porque lhes anunciava a Jesus e a ressurreição. ” (Atos 17:18). Quando Paulo prega, ao falar de Jesus, os atenienses, que não conheciam esse Jesus que salva, que liberta, que nos dá vida eterna, se questionam, querem saber quem é esse de quem ele está falando. No início até falavam, chamavam Paulo de falador, mas o fato é que queriam entender, queriam compreender o que ele estava dizendo. As pessoas sempre vão querer saber, conhecer mais de Jesus. Elas ficam tentando entender, quando pregamos sobre Jesus, como Ele é, e falamos da sua Promessa, que é a vida eterna e não outra, como os pregadores ficam tentando fazer as pessoas acreditarem.
      “E tomando-o, o levaram ao Areópago, dizendo: Poderemos nós saber que nova doutrina é essa de que falas? Pois coisas estranhas nos trazes aos ouvidos; queremos pois saber o que vem a ser isto (Pois todos os atenienses e estrangeiros residentes, de nenhuma outra coisa se ocupavam, senão de dizer e ouvir alguma novidade).”(Atos 17:19-21). Assim, esse povo, que tinha sede e fome de conhecimento, pega Paulo e o conduz a um lugar apropriado para que ele pudesse expor, falar mais sobre Jesus. As pessoas, os atenienses queriam saber mais sobre a doutrina de Jesus Cristo que Paulo estava ensinando, estava defendendo. Assim também acontece quando falamos com algumas pessoas que não conhecem o Senhor, elas vêm até nós para esclarecermos as suas dúvidas, querem conhecer mais sobre o Evangelho. Quando expomos o Evangelho de Jesus Cristo, puro como Ele é, as pessoas sentem que precisam aprender, precisam conhecer Jesus, não digo todas, somente as sinceras de coração, aquelas que realmente buscam o Senhor. Na verdade, são muitos, na verdade, a maioria busca não Jesus, mas um lugar para se reunir, como um clube social, ou está em busca de bênçãos e milagres, em busca de alegrias. Mas as que querem, quando ouvem a verdade, percebem uma oportunidade de aprender mais do Senhor, elas percebem que foram enganadas a maior parte das suas vidas com pregadores mentirosos. “E, estando Paulo no meio do Areópago, disse: Homens atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos; Porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio. O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois Ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas; E de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação; Para que buscassem ao Senhor, se porventura, tateando, o pudessem achar; ainda que não está longe de cada um de nós; Porque Nele vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração. Sendo nós, pois, geração de Deus, não havemos de cuidar que a divindade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida por artifício e imaginação dos homens. Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam; Porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos. E, como ouviram falar da ressurreição dos mortos, uns escarneciam, e outros diziam: Acerca disso te ouviremos outra vez. E assim Paulo saiu do meio deles.”(Atos 17:22-33). Paulo explica que eles adoram um Deus que eles mesmos não conhecem, pois, apesar de terem boas intenções no coração, apesar da sinceridade, eles estão agindo de maneira errada, por desconhecerem a vontade do Senhor para eles. Assim são muitos os frequentadores de templos, os buscadores, os caçadores de bênçãos, que não conhecem Jesus, e os seus líderes os conduzem com palavras amáveis, afáveis para cada vez mais longe do Senhor. Mas Deus chama todos nós agora ao arrependimento, nos convida a nos arrepender, pois Ele nos receberá e nos dará vida eterna.“Todavia, chegando alguns homens a ele, creram; entre os quais foi Dionísio, areopagita, uma mulher por nome Damaris, e com eles outros.” (Atos 17-34).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
 

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

FALANDO OUTRA VEZ

“Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Eu retiro-me, e buscar-me-eis, e morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, não podeis vós vir.” (João 8:21)

         Jesus, falando com os judeus, dizia que ia se retirar, e eles não poderiam acompanhá-lo, e iriam morrer nos seus pecados. Jesus falava isso mostrando que Ele era a Salvação, a libertação e o perdão dos pecados, e quem não o seguisse iria padecer nos seus pecados. Em uma outra feita, Jesus disse aos seus discípulos que ia preparar lugar, os seus se reuniriam com Ele e teriam descanso. Onde Jesus está não existe lugar para pecadores, não existe a menor possibilidade de alguém que vive no pecado estar com Ele, e isto já ficou muito claro, portanto, sabemos que, se queremos seguir Jesus, se queremos ser seus discípulos, temos que abandonar todos os nossos pecados, caso contrário, morreremos neles. As pessoas têm o hábito de dizer que Deus ama os pecadores mas odeia o pecado, isso não é verdade, porque Deus ama os pecadores arrependidos, e não os que vivem na prática do pecado. Temos que entender que o pecado é uma escolha, e não outra coisa, quem escolhe viver ou não no pecado somos nós. Por isso, não adianta ficar orando, pedindo a Deus para tirá-lo do pecado, porque é necessário tomar a decisão, rompermos com ele, caso contrário, iremos morrer nele. Ninguém que está no pecado pode ir aonde Jesus foi e está, pois a exigência é santidade, e esse é o passaporte carimbado para entrar, para seguir Jesus.“Diziam, pois, os judeus: Porventura quererá matar-se a si mesmo, pois diz: Para onde eu vou não podeis vir? ” (João 8:22). Os judeus não queriam entender o que Jesus estava falando, porque eles estavam pensando só de maneira racional, física, e não espiritual. Muitos acham que vida é estar aqui com os olhos abertos, mas ainda não pararam para pensar que este mundo que está morto no maligno está cheio de mortos vivos. Isso mesmo: mortos vivos, porque todos os que estão na prática do pecado estão mortos para Deus, e quando falamos de vida, falamos de vida eterna, vida abundante ao lado de Jesus. Por esse motivo tudo fazemos para segui-lo, porque queremos estar com Ele, queremos ter vida, queremos sair da morte, pois este mundo, como Ele mesmo disse, está morto no diabo. Assim, a nossa prioridade tem que ser Ele, segui-lo, e não bens materiais, coisas que vão perecer e que não poderemos levar quando partirmos. Temos que nos dedicar à santidade, a viver de acordo com o Evangelho, pois Ele nos conduzirá à vida eterna.
            “E dizia-lhes: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo. Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados, porque se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados.”(João 8:23-24). Os judeus não aceitavam Jesus falar que era o Filho de Deus, que não era deste mundo, achavam que Ele estava falando palavras tolas. Mas Jesus fala que Ele não é terreno, que não é daqui e sim do alto, e eles, os judeus, eram de baixo, estavam preocupados com as coisas naturais e físicas, estavam preocupados com o mundo, por isso Jesus disse que eles morreriam em seus pecados e que não poderiam segui-lo. Jesus vai além e diz que, se eles não acreditarem, não crerem que Ele era e é o Filho de Deus, com certeza vão morrer nos seus pecados, na incredulidade e maldade. Isso é para todos os que não acreditam que Jesus é o Filho de Deus, que veio ao mundo para sofrer e morrer em nosso lugar, esses com certeza morrerão em seus pecados. Não existe uma fórmula mágica. Temos que saber que não é por obra, não são campanhas, desafios ou frequência em templos, congregações, que nos darão vida, mas sim Jesus Cristo, o Filho de Deus, e só o receberemos se tivermos abandonado os pecados, se estivermos vivendo na prática do seu Evangelho. Não basta ser religiosos, não basta orar muito, é necessário se converter totalmente ao Senhor; o segredo é santificação, porque os judeus eram e são religiosos, e se reuniam para ler a Torá, mas Jesus disse que eles iriam morrer em seus pecados. “Disseram-lhe, pois: Quem és tu? Jesus lhes disse: Isso mesmo que já desde o princípio vos disse. Muito tenho que dizer e julgar de vós, mas Aquele que me enviou é Verdadeiro; e o que Dele tenho ouvido, isso falo ao mundo. Mas não entenderam que Ele lhes falava do Pai.” (João 8:25-27). Jesus já tinha dito muitas vezes quem Ele era, mas os judeus, os religiosos, não queriam acreditar, não queriam aceitar, e Ele novamente afirma que quem o enviou é verdadeiro, porque sabemos que Jesus é Deus e, consequentemente, é a Verdade, como Ele já nos afirmou várias vezes. Todos nós sabemos quem é Jesus, e quando nos recusamos a entender que Ele é Deus, que tudo foi formado por Ele e que Ele tem todo o comando, então já estamos mortos no pecado, porque só a dúvida por si só já é pecado que nos conduz à morte, e o fato de não querermos aceitar Jesus como o Filho de Deus, como o Salvador, é porque a morte já está entalhada em nós. Mas, se somos da vida, então deixamos a religião de lado e nos santificamos, abandonamos os pecados, pois somente assim seguiremos Jesus aonde Ele for, e teremos vida em abundância. “Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do homem, então conhecereis que EU SOU, e que nada faço por mim mesmo; mas isto falo como meu Pai me ensinou. E aquele que me enviou está comigo. O Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que lhe agrada. Dizendo Ele estas coisas, muitos creram Nele. Jesus dizia, pois, aos judeus que criam Nele: Se vós permanecerdes na minha Palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; E conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará. Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém; como dizes tu: Sereis livres? Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” (João 8:28-36).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
 


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

O PECADO E A LEI

“Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.” (Romanos 7:7)

         Vejo muitas seitas, muitas pessoas tentarem se justificar através de partes da lei, buscarem o que lhes interessa em versículos, mas esquecem que a própria lei diz que aquele que não a cumprir totalmente é maldito. Devemos procurar compreender, entender a lei, porque foi através dela que o pecado se manifestou, mas só em Jesus houve a libertação. Não que a lei seja ou tenha sido pecado, mas foi ela que nos mostrou o quanto somos pecadores, porém não mostrou como nos libertar dele, por isto veio Jesus, o Filho de Deus, que cumpriu toda a lei (foi o único) e trouxe a libertação a todos os que o aceitarem. Se não houvesse a lei que diz que é pecado cobiçar, ou que mentir é pecado, ou outra coisa, não saberíamos, mas a lei veio com a função de mostrar, de apresentar o que é pecado e determinar que todos os que praticassem qualquer um desses atos seriam mortos. A lei veio para mostrar os erros nossos e dizer que não podemos mais praticá-los, porque, se praticarmos, a condenação é certa, e, segundo a lei, não existia o perdão; errou, pecou, então estava morto, porque a lei era olho por olho e dente por dente. A lei não podia e nem pode salvar ninguém, mesmo porque, se houvesse salvação através da lei, não haveria necessidade de Jesus vir. Mas a lei foi como lacaio que serviu até a vinda de Jesus, e hoje vivemos na Graça, vivemos em Jesus, pois Ele já cumpriu toda a lei, e nós vivemos a Nova aliança feita em seu Sangue. “Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei estava morto o pecado. E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri.” (Romanos 7:8-9). Quando a lei veio e apresentou, mostrou o que é pecado, então as pessoas morreram por ela, porque ela mostrou os erros, mas não apresentou meios de solucioná-los. Antes da vinda da lei, não existia o pecado, porque não existia quem dissesse que isto ou aquilo era pecado, e assim ele não existia, mas, com a vinda da lei, deu-se vida ao pecado e nós morremos, e a única maneira de revivermos foi através de Jesus Cristo, o Filho de Deus, que veio e assumiu os pecados em nosso lugar. Todos nós estaríamos mortos se Jesus não tivesse vindo, se só existisse a lei, portanto, todos os que vivem na lei e não em Jesus estão mortos.
       “E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte. Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou. E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.”(Romanos 7:10-12). O mandamento, a lei era para a vida, pois ela diz que todos os que a praticarem totalmente viverão, mas como é impossível alguém vivê-la por inteiro, então veio a morte e predominou sobre toda a humanidade. Aquilo que era para a vida trouxe morte, pois, ao apontar os erros, e não a solução, nos mostrou que estávamos todos mortos, portanto, a lei, que era para dar vida, trouxe a morte, e não somente a humana como a de animais, porque era cobrado o sacrifício constante de animais. O sacerdote tinha de sempre estar aspergindo o sangue dos sacrifícios e holocaustos. Mas isto não quer dizer que a lei é maldita, nem ruim, mesmo porque Jesus a cumpriu por inteiro, foi através dela que Jesus veio, só que não mais vivemos nela e nem por ela, aquele mandamento foi cumprido, agora vivemos em Jesus Cristo. “Logo tornou sê-me o bom em morte? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno.” (Romanos 7:13). Não quer dizer que o que era bom se tornou morte, não é isto, mas como carnais que somos, como a nossa origem é o pó, terra, barro, então somos todos falhos, e a lei serviu para nos mostrar isto, assim, o que era para nos dar vida nos trouxe a morte, porque pela lei o pecado se manifestou, se mostrou, ficou conhecido, e, para que isto acontecesse, foi necessário que morrêssemos, pois foi comprovado que somos pecadores, mas não havia como nos libertar desse fardo, a não ser com a vinda do Filho de Deus, que assumiu o nosso lugar. O pecado nos matou, porque a lei assim diz, portanto, quando alguém foge do que Jesus afirma em seu Evangelho e tenta buscar amparo na lei, está buscando a morte e desprezando a Vida. “Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.” (Romanos 7:14). A lei é espiritual, foi dada por Deus a Moisés para que pudéssemos conhecer o que é pecado, para que todos saibam viver em santidade, e ela foi entregue para que fosse preparada a vinda de Cristo, porque sem a lei que mostrava o pecado não haveria necessidade de Cristo vir, porque não existia o pecado, não existia nada que nos dissesse que isto ou aquilo é pecado. “Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.” (Romanos 7:15-25).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

AS DÚVIDAS

“E de todos se apoderou o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta se levantou entre nós, e Deus visitou o seu povo. E correu dele está fama por toda a Judéia e por toda a terra circunvizinha. E os discípulos de João anunciaram-lhe todas estas coisas.” (Lucas 7:16-18)

         Jesus estava operando inúmeros milagres, e essas notícias chegaram até João Batista, que se encontrava preso por ordem de Herodes. Herodias, mulher do seu irmão Filipe, mãe de Salomé, tinha deixado seu marido e casado com Herodes, e porque João Batista sempre o acusava de adultério e dizia que não era lícito possuir a mulher do seu irmão, Herodias não gostava de João Batista e tudo fazia para que ele fosse preso e morto. Jesus tinha passado por Naim e lá tinha ressuscitado o filho de uma viúva. Os discípulos de João Batista foram imediatamente falar com ele sobre tudo o que o povo estava falando a respeito de Jesus, qualificando-o como um grande profeta, mas não como o Messias, não como o Filho de Deus que era esperado de acordo com as Escrituras. João Batista sabia tudo, pois ele tinha batizado Jesus, e quando isto aconteceu, ele ouviu Deus Pai confirmar que aquele era o seu Filho amado, e antes mesmo disto tinha o visto, e Deus tinha lhe revelado que Jesus era o Messias. Mas agora, como todos estavam somente qualificando-o como um grande profeta e influenciado pelos seus discípulos, ele teve dúvidas e pediu a seus discípulos que fossem até Jesus perguntando-lhe se realmente Ele era o Messias ou se havia de vir outro. “E João, chamando dois dos seus discípulos, enviou-os a Jesus, dizendo: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?” (Lucas 7:19). Mesmo João Batista sendo um grande homem de Deus, um dos maiores profetas, inclusive o próprio Senhor Jesus disse que maior do que Ele não existiria outro nascido de mulher, mesmo assim, ele teve dúvidas, portanto, devemos saber que nós todos, por maior que seja a nossa fé, se olharmos para o lado, se ficarmos observando as coisas de maneira natural, entrarão as dúvidas em nossos corações. João Batista sabia quem Ele era, e Deus Pai já lhe tinha mostrado que ele fora enviado para preparar o caminho de Jesus, para anunciar que Jesus estava chegando e também para batizá-lo, afinal, era necessário que em Jesus se cumprisse tudo, e mesmo assim João teve dúvidas.
            “E, quando aqueles homens chegaram junto Dele, disseram: João o Batista enviou-nos a perguntar-te: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro? ” (Lucas 7:20).Então, quando os discípulos de João Batista fazem a pergunta a Jesus, veremos que o Senhor não se preocupou em responder somente, preferiu mostrar os sinais. Jesus ficou calado uns instantes, durante os quais se dedicou a curar os enfermos, libertar as pessoas endemoniadas, possessas de espíritos malignos. Simplesmente fala com eles que é para voltarem e falar com João Batista que milagres nunca antes vistos estavam acontecendo, então era para ele compreender, porque somente com o Poder de Deus é que se poderia operar aqueles sinais. Nós devemos aprender com esse relato que não podemos ficar olhando para as coisas tentando entendê-las, ou compreender as coisas de maneira natural se o Senhor já nos revelou pela sua Palavra. Não podemos nos deixar influenciar pelos fatos naturais, porque, se estamos em Cristo, sabemos que a maneira de Ele agir é sobrenatural, porque Ele é Deus, é o Criador de tudo e faz qualquer coisa e na hora em que quiser. Quando ficamos ouvindo as pessoas, temos dúvidas e começamos a acreditar que as coisas não acontecerão como o Senhor nos falou, porque o mundo fala de maneira diferente e ao contrário da Palavra de Deus. Mas nessa hora, se isso acontecer, temos que olhar para os testemunhos, para tudo o que Jesus fez com outras pessoas, suas maravilhas, seus inúmeros sinais. “E, na mesma hora, curou muitos de enfermidades, e males, e espíritos maus, e deu vista a muitos cegos. Respondendo, então, Jesus, disse-lhes: Ide, e anunciai a João o que tendes visto e ouvido: que os cegos veem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e aos pobres anuncia-se o Evangelho. E bem-aventurado é aquele que em mim se não escandalizar.”(Lucas 7:23). Feliz é aquele que não se escandaliza em Jesus, que não tem dúvidas, que o conhece e o ouve, que não se permite ter dúvidas a seu respeito, que pregue o Evangelho com firmeza, que mostre através dos sinais, das maravilhas quem é Jesus Cristo, o Filho de Deus. Devemos ter fé firme e jamais duvidar de qualquer promessa do Senhor, porque Ele é a Verdade, é a salvação para todos, mas, para obtermos a Salvação através Dele, é necessário crermos, confiarmos. Portanto, não tenhamos dúvidas, creiamos no Senhor, porque sabemos que a sua Palavra é a Verdade, e que toda ela se cumprirá no momento exato. “E, tendo-se retirado os mensageiros de João, começou a dizer à multidão acerca de João: Que saístes a ver no deserto? uma cana abalada pelo vento? Mas que saístes a ver? Um homem trajado de vestes delicadas? Eis que os que andam com preciosas vestiduras, e em delícias, estão nos paços reais. Mas que saístes a ver? Um profeta? Sim, vos digo, e muito mais do que profeta. Este é aquele de quem está escrito: Eis que envio o meu anjo diante da tua face, O qual preparará diante de ti o teu caminho. E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele.”(Lucas 7:24-28).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

GANHAR SEM PALAVRAS

“Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas aos vossos próprios maridos; para que também, se alguns não obedecem à Palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra; considerando a vossa vida casta, em temor.” (1 Pedro 3:1-2)

 Infelizmente, com o modernismo, as mulheres, na verdade, querem usurpar o lugar dos homens, pois estão invertendo os papéis, já que muitas acham que podem mandar em seus lares e os liderar. São muitas as mulheres que acham que elas é que devem mandar em seus maridos, eles é que devem obedecer-lhes e fazer-lhes as vontades. Conclusão: vemos muitos lares desfeitos ou em total desorganização, isto porque estão invertendo os papéis, não estão obedecendo à Palavra de Deus. A ordem natural das coisas é assim: primeiro Deus, pois todos nós, para vivermos, para desfrutarmos de paz, devemos obedecer-lhe, vivermos segundo a sua Palavra. Assim, tanto o homem quanto a mulher, se forem obedientes à Palavra de Deus, saberão que quem lidera o lar, a família, o casamento é o marido, porque Deus assim determinou. Mas há muitos homens que se omitem, não têm voz ativa, são preguiçosos e deixam tudo para as esposas, o que sempre resulta em confusão e desorganização, isto pelo simples fato de estarem indo contra a Palavra de Deus. Mas quando a esposa é obediente ao seu marido, quando este lidera a sua casa e família, quando é temente a Deus e eles vivem segundo os seus preceitos, então tudo corre de acordo com a vontade do Senhor. Se as esposas forem sábias, mesmo que seus maridos não sejam convertidos, se converterão com o procedimento pacífico e obediente da esposa. Todas as mulheres, não só as casadas, mas, principalmente, aquelas que pensam em se casar, devem acima de tudo obedecer ao Senhor, isto é, viver de acordo com a Palavra de Deus, sendo assim, darão bons exemplos, e os homens casados admirarão as suas esposas, e as solteiras serão vistas como futuras ótimas esposas. Com esse procedimento, os homens, os maridos vão se converter, para aprenderem a ser pacíficos e amorosos como as esposas. Não é necessário as esposas ficarem chamando seus maridos para igrejas, não é necessário ficar mandando-os ler a Bíblia ou orar, pois com essa atitude estão sendo simplesmente autoridades e causarão confusão, elas devem convencê-los pelo seu comportamento, pela sua atitude, sendo verdadeiras mulheres cristãs.
                  “O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de joias de ouro, na compostura dos vestidos; Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus.” (1 Pedro 3:3-4). As mulheres devem se preocupar mais em ser verdadeiras esposas, mães, companheiras, ser servas do Senhor, e não se preocupar tanto em se maquiar, ou andar sempre na moda. As mulheres devem se preocupar em servir o Senhor, e não tanto em usar enfeites, bijuterias, ou joias, procurando viver de uma maneira saudável, sendo verdadeiros exemplos para as mais jovens. Muitas são as mulheres que passam mais tempo no salão arrumando os cabelos, as unhas, ou em lojas comprando roupas, calçados, para saírem com as amigas, para se mostrarem para os outros, e assim negligenciam o seu marido, o casamento, o lar. Sabemos que as mulheres se arrumam não para o homem, ou marido, mas para as outras colegas, assim deixam de cumprir as suas obrigações como esposas. Por isso é necessário viver de acordo com a Palavra de Deus, para que possamos desfrutar de um lar de paz. Assim também os homens, os maridos, devem sempre ser guiados pela Palavra de Deus, respeitando suas esposas, sendo calmos, atenciosos, carinhosos, cuidando e protegendo sempre as suas companheiras, procurando entender sempre as mulheres, sabendo que são diferentes dos homens, compreender o ciclo menstrual, entender a TPM para que possam não somente ser felizes, mas as fazerem felizes. Que os maridos possam sempre estar observando as suas esposas para que possam sempre elogiá-las, pois elas têm a necessidade de receber elogios, de ser observadas. Que não as sobrecarreguem, mas que as ajudem em tempo integral, pois ambos têm que compreender que são uma só carne, e a mulher, como a parte frágil, necessita de proteção, cuidado e amor do marido. “Porque assim se adornavam também antigamente as santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam sujeitas aos seus próprios maridos; Como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor; da qual vós sois filhas, fazendo o bem, e não temendo nenhum espanto.” (1 Pedro 5:6). Temos que buscar exemplos nas mulheres bíblicas, naquelas que foram vitoriosas e vencedoras, devemos procurar imitar o procedimento do respeito e amor que os homens dedicavam as suas esposas. Temos que buscar os verdadeiros exemplos de vitórias de pessoas que alcançaram a Graça e o Amor de Deus, porque não adianta sermos religiosos, irmos a templos, fazermos cultos, e vivermos contrários à Palavra de Deus, porque todos os que vivem de acordo com as suas vontades, todas as mulheres que acham que podem dominar os homens, que podem ser a coluna da casa estão em desobediência, e os desobedientes não herdarão o Reino de Deus. Portanto, jamais esqueçamos que o cabeça de toda casa, de toda família, é Cristo, portanto, devemos obedecer-lhe, e assim sabemos que quem lidera é o marido, o homem, isto não é questão de machismo ou de feminismo, mas sim de obediência à Palavra de Deus.“Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.” (1 Pedro 3:7).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

FORTES E FRACOS

“Mas nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos.” (Romanos 15:1)

 Nós, os que nos julgamos fortes espiritualmente, devemos sempre nos julgar, nos examinar à luz do Evangelho para ver se realmente estamos fortes em Cristo e se estamos fazendo o que Ele assim determinou. Devemos nos examinar para ver se estamos cuidando das pessoas que são fracas na fé, das que têm dificuldades de se firmarem no Evangelho, apesar dos seus esforços e tentativas; se estamos cuidando das ovelhas do Senhor, e digo que isso não é só para pastores ou líderes, mas para todos nós, que fomos chamados para viver em comunhão, para todos nós que compomos a igreja de Cristo, para todos nós que achamos, imaginamos que conhecemos o Senhor, que estamos firmados no Evangelho. Temos o dever de ajudar, socorrer, orientar, ensinar a todos os que ainda não têm um entendimento completo. Se somos a igreja de Cristo, se fazemos parte da noiva do Senhor, então somos conscientes das nossas responsabilidades, porque, se não estivermos cumprindo as suas ordens, então somos mentirosos e estamos longe do Senhor. Muitas vezes não passamos de religiosos, somos somente faladores, frequentadores de templos, mas não somos convertidos, pois os que são convertidos ao Senhor não agem pela própria vontade, e sim a de Cristo. “Portanto cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação. Porque também Cristo não agradou a si mesmo, mas, como está escrito: Sobre mim caíram as injúrias dos que te injuriavam.”(Romanos 15:2-3). Assim, se somos realmente a igreja do Senhor, se somos discípulos de Cristo, então não temos a preocupação de nos agradar, mas de agradar ao nosso Senhor, porque, como discípulos Dele, aprendemos que Ele mesmo não se preocupou em se agradar, mas a agradar ao Pai, portanto, foi obediente até a morte, e morte de cruz. Sabemos disso, e tendo as suas determinações, sabemos que devemos obedecer a elas de todas as maneiras, isto é, cuidando do seu povo, das suas ovelhas, porque, a bem da verdade, não somos superiores a ninguém, muito pelo contrário, e sabemos que, quando estamos cuidando do nosso irmão, estamos agradando ao Pai, e Dele receberemos o galardão. Jesus determinou que amássemos o próximo como a nós mesmos, assim como temos a preocupação se sermos fiéis ao Senhor para que possamos alcançar a salvação, assim também temos que ter a mesma preocupação com o próximo.
 “Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança.” (Romanos 15:4). Devemos sempre e todo o tempo analisar, pesquisar nas Escrituras, pois é dela que tiramos conhecimento, sabendo que tudo o que foi escrito, tudo o que está escrito ali serve para que tenhamos conhecimento, para aprendermos com exemplos e obedecermos às ordens do Senhor. Temos que entender que hoje, se quisermos ver Jesus, o veremos na sua Palavra, pois Ele é a própria Palavra, Ele é o Verbo. Não vemos Jesus hoje de outra maneira a não ser na Palavra, portanto, o que Ele nos manda fazer pela sua palavra devemos obedecer-lhe, pois seremos cobrados se ignorarmos, se lhe desobedecermos. Nossa esperança está em Jesus, portanto, está na sua palavra. Sabemos que todas as promessas que estão nos Evangelhos são para nós e fatalmente acontecerão se obedecermos à Palavra, e não podemos esquecer que a maior Promessa é vida eterna, vida abundante Nele. “Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus, Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.”(Romanos 15:5-6). Devemos, portanto, louvar o Senhor com os nossos lábios, cantando hinos de louvores a Ele. Devemos amá-lo demonstrando esse amor em nossas orações, porque as pessoas pensam que oração é só ficar pedindo, mas, na verdade, temos muito mais para agradecer do que para pedir, temos que agradecer porque Ele tem cuidado e cuida de nós. Temos que louvar com as nossas atitudes obedecendo, cuidando uns dos outros, mas temos que entender que cuidar é ajudar, socorrer quem precisa, necessita e quer ajuda. Não podemos obrigar ninguém a seguir Jesus, o que devemos é simplesmente apresentar Jesus e a sua vontade a todos, e isto fazemos apresentando o seu Evangelho. Assim, se somos sábios, se conhecemos o Senhor, procuramos levar Jesus, que é o Evangelho, a todos os religiosos, aos que estão tateando às cegas buscando encontrar o Caminho. Somos cristãos, o que quer dizer aprendizes de Cristo, portanto, devemos agir como Ele agiu, como Ele determinou, caso contrário, somos mentirosos e pecadores, e sabemos que os pecadores não herdarão o Reino dos Céus. “Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus. Digo, pois, que Jesus Cristo foi ministro da circuncisão, por causa da verdade de Deus, para que confirmasse as promessas feitas aos pais; E para que os gentios glorifiquem a Deus pela sua misericórdia, como está escrito: Portanto eu te louvarei entre os gentios, e cantarei ao teu Nome.” (Romanos 15:7-9). Assim, sabemos que é a nossa obrigação orientarmos, ensinarmos a todos os que não conhecem o Senhor, devemos entregar a Água Viva a todos os que têm sede, pois é ordem direta do Senhor a todos nós, Não nos esqueçamos jamais do que Ele disse: devemos perdoar para sermos perdoados, e também amar o próximo como a nós mesmos. “E outra vez diz: Alegrai-vos, gentios, com o seu povo. E outra vez: Louvai ao Senhor, todos os gentios, e celebrai-o todos os povos. Outra vez diz Isaías: Uma raiz em Jessé haverá, e naquele que se levantar para reger os gentios, os gentios esperarão. Ora o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo.”(Romanos 15:10-13).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

CRESCIMENTO NA FÉ

“Paulo, e Silvano, e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses, em Deus nosso Pai, e no Senhor Jesus Cristo: Graça e paz a vós da parte de Deus nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo. Sempre devemos, irmãos, dar graças a Deus por vós, como é justo, porque a vossa fé cresce muitíssimo e o amor de cada um de vós aumenta de uns para com os outros.” (2 Tessalonicenses 1:1-3)

         Paulo, juntamente com mais dois pastores, escreve essa carta aos da igreja em Tessalônica, e, como sempre, inicia com a saudação cristã, abençoando e clamando a Deus pela vida deles. A bem da verdade, todos nós, cristãos, devemos sempre cumprimentar os irmãos, os da mesma fé com esse cumprimento ou essa saudação que o Senhor Jesus nos mandou, com a paz do nosso Senhor Jesus Cristo, que às vezes muda conforme a denominação, umas dizem somente a paz do Senhor, outras dizem a paz do Senhor Jesus Cristo, além de algumas que fazem como Paulo fez, dando Graça e paz. Nenhuma dessas saudações é superior ou inferior, é simplesmente o cumprimento cristão, mas claro que digo entre cristãos, porque não fazemos isso com as pessoas que são profanas ou que não conhecem o Senhor, porque não entenderiam. Jesus disse que nas casas em que entrarmos devemos saudá-las com a sua paz, e se ali não existir ninguém de paz, que a paz voltará para nós. Muito bem, nesta carta, Paulo, juntamente com os seus dois colegas, exalta a fé, a maneira de se portar dos irmãos da igreja em Tessalônica, e nós de igual maneira devemos proceder quando nos depararmos com irmãos fiéis ao Senhor, mas, assim como Paulo, quando existir relaxamento e não estiverem praticando o Evangelho de Jesus Cristo, devemos sim falar, apontar, exortar, admoestar para que eles reconheçam seus erros e voltem ao primeiro amor. O ideal é que sempre tenhamos motivo para exaltar pelo comportamento dos irmãos nas várias congregações espalhadas pelo mundo, o que infelizmente, atualmente, está muito difícil, pois muitas congregações, denominações deixaram, permitiram que o mundo entrasse em seus templos, e eles agora têm um procedimento mundano, a tal ponto que muitas vezes somos impedidos de saudar com um cumprimento cristão, pois vemos que há muito apostataram da fé.
         “De maneira que nós mesmos nos gloriamos de vós nas igrejas de Deus por causa da vossa paciência e fé, e em todas as vossas perseguições e aflições que suportais.” (2 Tessalônica 1:4). Veja a alegria, a satisfação desses apóstolos ao falarem dos irmãos da igreja de Tessalônica, pois eles, apesar de estarem passando por lutas, perseguições, por dificuldades de um modo geral, permanecem firmes. Sabemos que nós, como cristãos, como discípulos de Jesus, sofremos todos os tipos de afrontas, mas temos que suportar e perseverar, porque isso é esperado de nós, uma vez que somos estrangeiros aqui. Este mundo não nos pertence, somos cidadãs e cidadãos do Reino, aqui somos peregrinos, portanto, são normais e esperadas as perseguições e afrontas, porque este mundo está morto no maligno. Infelizmente, hoje, muitos pregam contra o Evangelho, ao afirmarem que as pessoas aqui terão luxo, conforto, riquezas, mordomias, porque o Senhor não prometeu nada disso a ninguém, o que Ele nos prometeu foi a vida eterna. Jesus deixou claro que aqui teríamos aflições, teríamos lutas, portanto, devemos perseverar e sempre glorificar o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), porque sabemos que Ele nos prometeu uma vida em sua companhia por toda a eternidade, quando não teremos necessidade de nada e não passaremos por qualquer espécie de sofrimentos, mas isso acontecerá se nós realmente formos perseverantes. “Prova clara do justo juízo de Deus, para que sejais havidos por dignos do Reino de Deus, pelo qual também padeceis; Se de fato é justo diante de Deus que dê em paga tribulação aos que vos atribulam.” (2 Tessalonicenses 1:5-6). Deus é Amor, mas, antes disso, Ele é Juízo, é Justiça, portanto, sabemos que a sua Palavra é verdade, e ela se cumpre, mesmo porque Jesus é a própria Verdade. Assim, todos os que não vivem de acordo com a Palavra de Deus com certeza padecerão por toda a eternidade, mas os que perseveram em meio às lutas, às perseguições, às afrontas, com certeza receberão a coroa da vida Os que nos perseguem e nos trazem sofrimento deixamos nas mãos do Senhor. Devemos continuar cada vez mais buscando o Senhor, sem nos preocupar com as coisas do mundo e as suas afrontas, porque sabemos a quem seguimos, e o próprio Jesus suportou a maior afronta e sofrimentos, morreu crucificado para que pudéssemos ser vivos, portanto, se somos seus discípulos, se somos seus seguidores, temos que saber que são esperadas as lutas em nossas vidas. Jesus nos manda apanhar a nossa cruz e segui-lo, por isso sabemos o que nos espera, mas seguimos sempre glorificando, e quando nos deparamos com irmãos sérios e fiéis a Deus, nos gloriamos pelas suas vidas. Mas também desprezamos todos os que querem viver um evangelho diferente, que querem viver como se aqui fosse o Paraíso, tentando fazer as pessoas crerem que Jesus tem compromisso com riquezas aqui. “E a vós, que sois atribulados, descanso conosco, quando se manifestar o Senhor Jesus desde o céu com os anjos do seu Poder, Com labareda de fogo, tomando vingança dos que não conhecem a Deus e dos que não obedecem ao Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo; Os quais, por castigo, padecerão eterna perdição, longe da face do Senhor e da Glória do seu Poder, Quando vier para ser glorificado nos seus santos, e para se fazer admirável naquele dia em todos os que creem (porquanto o nosso testemunho foi crido entre vós). Por isso também rogamos sempre por vós, para que o nosso Deus vos faça dignos da sua vocação, e cumpra todo o desejo da sua bondade, e a obra da fé com poder; Para que o Nome de nosso Senhor Jesus Cristo seja em vós glorificado, e vós Nele, segundo a Graça de nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.”(2 Tessalonicenses 1:7-12).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 16 de outubro de 2018

O REI DOS JUDEUS

“Pilatos, pois, tomou então a Jesus, e o açoitou. E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram sobre a cabeça, e lhe vestiram roupa de púrpura. E diziam: Salve, Rei dos Judeus. E davam-lhe bofetadas.” (João 19:1-3)

 Pilatos tinha antes pedido para o povo escolher entre soltar, libertar Jesus ou o bandido Barrabás, e o povo gritou desesperado pedindo que soltassem o Bandido, o homicida, e que crucificassem, que matassem Jesus. Rejeitaram a vida e pediram a morte. Então Pilatos manda açoitar Jesus, isto é, deram-lhe quarenta chicotadas, ou seja, trinta e nove, menos uma, e os soldados ainda fizeram chacotas, piadas com Nosso Senhor, pois fizeram uma coroa de espinhos e colocaram em sua cabeça, e os espinhos cravaram em seu crânio. Também lhe vestiram uma roupa púrpura e faziam piadas, chamando-o de rei, cumprimentando-o, ao mesmo tempo em que lhe batiam, que lhe davam bofetadas. Submeteram Jesus a todos os tipos de humilhação, maldades, e isto sendo Ele inocente, nada tendo feito para que pudesse receber qualquer castigo, muito menos tão grande maldade. Isso estava acontecendo porque Ele estava assumindo o nosso lugar, pois quem merecia e merece esses castigos somos nós que somos pecadores, mas a Deus Pai aprouve nos salvar dessa maneira. Por tal motivo, todos os que, conhecendo Jesus, conhecendo o seu sacrifício, ainda continuam nos pecados, nos erros, vão direto para o inferno, porque não estão reconhecendo o sacrifício do Filho de Deus para nos salvar. Assim como os soldados riram, escarneceram de Jesus, todos os que estão em pecado, em erro, sabendo a verdade, estão fazendo a mesma coisa, todos os que escolhem viver em rebelião à Palavra de Deus são iguais, idênticos aos judeus que rejeitaram Jesus e pediram a sua morte; escolheram Barrabás, escolheram o bandido. “Então Pilatos saiu outra vez fora, e disse-lhes: Eis aqui vo-lo trago fora, para que saibais que não acho nele crime algum. Saiu, pois, Jesus fora levando a coroa de espinhos e roupa de púrpura. E disse-lhes Pilatos: Eis aqui o homem.” (João 19:4-5). Pilatos tentou libertar Jesus porque ele não via motivos para acusá-lo, para prendê-lo, ele deixou isso claro aos judeus, aos religiosos, mas esses insistiram que Jesus fosse morto. Temos que compreender que tudo aconteceu com Jesus por vontade do Pai, todo o seu sofrimento foi porque Deus Pai assim decidiu, e não foi para corrigir ou punir Jesus, mas por amor a Ele e a nós, e depois entregou tudo em suas mãos, tudo o que está no céu e na terra.
             “Vendo-o, pois, os principais dos sacerdotes e os servos, clamaram, dizendo: Crucifica-o, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Tomai-o vós, e crucificai-o; porque eu nenhum crime acho nele. Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei e, segundo a nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus.” (João 19:6-7). Quando a liderança religiosa dos judeus e os seus servos viram Jesus com a coroa de espinhos, vestido de púrpura e praticamente desfigurado, sagrando, pois tinha acabado de ser espancado, chicoteado e esbofeteado, eles simplesmente, como impiedosos que eram, gritaram em histeria pedindo que o crucificassem. O povo pedia a morte de Jesus, queria a crucificação, queria um espetáculo digno de horror. É triste quando percebemos que foi o povo, aqueles que diziam amar Deus, os que conheciam as Escrituras, que foram esses que pediram, exigiram a morte de Jesus, escolheram um bandido, escolheram a morte para estar solta e exigiram a morte da vida, só que eles não sabiam que não se tira a vida da Vida. Esse povo era tão covarde que não teve coragem de eles mesmos o crucificarem, o matarem, pois, alegando motivos religiosos, exigiram que Pilatos mandasse matá-lo, mas eles não queriam sujar as suas mãos. Os religiosos exigiram que o governador mandasse crucificar o Filho de Deus. Eles pensavam que com isto não estariam se sujando, mas na verdade eles foram os assassinos, foram eles que mataram o Filho de Deus, e com certeza há muito estão prestando contas ao Senhor, e prestarão por toda a eternidade, e todos nós que concordarmos e aceitarmos o pecado, que escolhermos os erros também infalivelmente pagaremos. “E Pilatos, quando ouviu esta palavra, mais atemorizado ficou. E entrou outra vez na audiência, e disse a Jesus: De onde és tu? Mas Jesus não lhe deu resposta. Disse-lhe, pois, Pilatos: Não me falas a mim? Não sabes tu que tenho poder para te crucificar e tenho poder para te soltar?” (João 19:8-10). Pilatos, tentando uma maneira de soltar Jesus, se volta para Cristo e pergunta de onde Ele era. Como não obteve resposta, diz então que Ele tem autoridade para soltar e para prender Jesus, então por que Ele não lhe respondia? O próprio governador estava assustado e aterrorizado com a atitude dos religiosos, e ainda mais ficou quando Jesus não abriu a boca para se defender ou pedir clemência. Mas Ele não sabia que tudo era plano de Deus, e Jesus depois vai mostrar-lhe que ele só tem poder porque Deus lhe deu, uma vez que todas as autoridades emanam do Poder de Deus, se o Pai não quisesse, Pilatos não seria governador. “Respondeu Jesus: Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado; mas aquele que me entregou a ti maior pecado tem. Desde então Pilatos procurava soltá-lo; mas os judeus clamavam, dizendo: Se soltas este, não és amigo de César; qualquer que se faz rei é contra César. Ouvindo, pois, Pilatos este dito, levou Jesus para fora, e assentou-se no tribunal, no lugar chamado Litóstrotos, e em hebraico Gabatá. E era a preparação da páscoa, e quase à hora sexta; e disse aos judeus: Eis aqui o vosso Rei. Mas eles bradaram: Tira, tira, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Hei de crucificar o vosso Rei? Responderam os principais dos sacerdotes: Não temos rei, senão César. Então, consequentemente entregou-lho, para que fosse crucificado. E tomaram a Jesus, e o levaram.” (João 19:11-16).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

DESPERTANDO COM FÉ

“Amados, escrevo-vos agora esta segunda carta, em ambas as quais desperto com exortação o vosso ânimo sincero; para que vos lembreis das palavras que primeiramente foram ditas pelos santos profetas, e do nosso mandamento, como apóstolos do Senhor e Salvador.” (2 Pedro 3:1-2)

 Nesta segunda carta do apóstolo Pedro, ele exorta para que confiem na Palavra, na Promessa de Deus, para que fiquem firmes no que Jesus Cristo falou e prometeu a todos nós. Sim, porque a Promessa é para todos nós, e é claro que se cumprirá independentemente das nossas vontades, pois a Palavra do Senhor jamais falha. Sabemos que, milhares de anos antes de Jesus vir, Deus já tinha afirmado como Ele viria, e tudo está registrado nos profetas, nas Escrituras, assim também como Ele disse que o povo hebreu ficaria preso como escravos mais de quatrocentos anos no Egito e que depois os libertaria com seu Poder. E assim aconteceu. Tudo o que aconteceu já tinha sido revelado antes por Deus, através dos seus profetas, assim como a vinda do preparador do caminho do Senhor, que foi João Batista, o primeiro mártir, aquele que morreu, ou melhor, foi assassinado por defender a Palavra de Deus, por pregar contra o divórcio e o recasamento. Jesus também deixou claro tudo o que acontecerá nos últimos tempos, o esfriamento, as heresias, a apostasia. Pelo que sabemos, a tendência de tudo o que vemos é piorar, pois o Senhor assim afirmou: até a sua volta ainda haverá muitas lutas, e dificuldades virão sobre os verdadeiros cristãos, os seguidores de Jesus. Vemos os anticristos, os falsos profetas, e logo a besta virá também, pois o próprio Senhor Jesus disse, e vai enganar muitos, como temos visto falsos pregadores que com as suas falsas pregações estão induzindo as pessoas. “Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação. ” (2 Pedro 3:3-4). Os escarnecedores estão aí e fazendo coro aos profanos. Existe uma classe, ou uma religião, que se autointitula evangélica, mas que, na verdade, ensina contra o Evangelho de Jesus Cristo. Estão escarnecendo do Evangelho, pois levam o povo ao delírio, à emoção, dizendo ser ação do Espírito, quando vemos que o que está falando, agindo nada mais é do que a carne. Temos que saber que o que o Senhor disse que aconteceria acontecerá, e está acontecendo, e, creia, a volta está próxima, o fim logo virá.
         “Eles voluntariamente ignoram isto, que pela Palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.” (2 Pedro 3:5)Essas pessoas não entendem que a Palavra de Deus é real, é mais real do que qualquer coisa que possamos ver ou tocar. Não pararam, não meditaram na Criação, pois tudo passou a existir somente pela Palavra do Senhor, e continua a existir por causa dos seus cuidados, é uma máquina que continua em funcionamento, porque Deus está no controle. Devemos entender que o mar continua no seu lugar reservado pelo Senhor, e que a Lua e o Sol mantêm-se em suas posições determinadas por Deus, que a noite, o dia, tudo está como foi planejado por nosso Pai. Se não fosse assim, há muito já teria tudo desmoronado. Devemos compreender o ser humano, saber que Deus nos fez de maneira única, prova tal que no meio de tantos bilhões de pessoas não existe uma única que tenha a mesma digital de outra, ou a íris, muito menos o DNA. Basta analisar tudo à luz do Evangelho para percebermos o quanto somos amados por Deus e o quanto somos rebeldes e desobedientes, o quanto somos ignorantes e caminhamos para a derrota e sofrimento eterno, porque queremos, devido a nossa ignorância, pois somos avisados o tempo todo para fazermos o que é certo e nos rendermos ao Senhor. “Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio, mas os céus e a terra que agora existem pela mesma Palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.” (2 Pedro 3:6-7). Este mundo que vemos, tudo o que foi criado por Deus será destruído no grande dia, porque Ele mesmo assim disse, as estrelas cairão, a terra se fundirá, a destruição vai imperar, porque o Senhor assim disse, portanto, não cairá, não será destruído nada antes do Dia. Temos que saber que a destruição virá para o mundo todo, no momento determinado por Deus, e não antes, e não sabemos quando isso acontecerá, porque somente Deus Pai tem essa informação, mas sabemos que virá. Os que forem achados vivendo em conformidade com o Evangelho, os que o amam e demonstram isto pela obediência aos seus preceitos, não temem, porque sabem que viverão por toda a eternidade na nova Sião. “Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.” (2 Pedro 3:8-9). As pessoas querem saber datas e tempos de Deus, só que não percebem que nós, os seres humanos, vivemos no fator tempo, e o Senhor na eternidade, assim há muita diferença: um dia nosso significa para Deus mil anos, e mil anos é a mesma coisa que um dia. É difícil entendermos isto, mas basta saber que somos limitadíssimos, e Deus está muito além, mas, creia, a sua Promessa acontecerá, e Jesus está voltando, a sua Promessa em breve se cumprirá, basta observar os sinais, portanto, ainda está em tempo, converta-se ao Senhor, mas faça isto hoje, agora, pois não sabemos se teremos o dia de amanhã. “Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.” (2 Pedro 3:10-14).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço.
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

OS ÚLTIMOS DIAS

“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.” (2 Timóteo 3:1)

 Paulo, há quase dois mil anos, já avisava, recomendava cuidados, porque nos últimos tempos aconteceriam muitas dificuldades e lutas para os verdadeiros cristãos. Aqui, falando através de uma carta ao jovem pastor Timóteo, ele recomenda cuidados, porque, infelizmente, muitos tentam atrapalhar a obra do Senhor. Hoje vemos isso acontecer de maneira rotineira e comum nos interiores dos templos denominados evangélicos, porque são muitos os que de maneira disfarçada ensinam heresias e pregam contra Cristo. Observamos a mudança comportamental das pessoas que se dizem religiosas, porque já aderiram aos costumes do mundo, aos hábitos mundanos, e percebemos pelas vestes, pela maneira de se portar e falar, pelas conversas, que são idênticas às dos profanos. Os que se dizem cristãos, ou evangélicos, já não aceitam mais a pregação do Evangelho puro como ele é. Querem facilidades, querem coisas e não o Senhor, buscam diversões e ajuntamentos alegres, que sirvam para distraí-los, e não para aprender. Não querem o Senhor, querem bênção e ainda acham que o Senhor tem a obrigação, o dever de abençoá-los, e, quando dizemos o contrário, se revoltam contra nós. “Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” (2 Timóteo 3:2-5). Algumas pessoas, apesar de se identificarem como crentes, evangélicas, de fazerem parte do mundo gospel, muitas são desonestas, adúlteras, fornicadoras, violentas, fofoqueiras, e muito mais. Querem viver igual às pessoas que estão no mundo, a bem da verdade, o mundo já influenciou muitas denominações, muitas congregações, e o que não vemos é a igreja influenciar o mundo, porque vemos, a cada dia que passa, os censos afirmarem, demonstrarem o crescimento de pessoas que se identificam como evangélicas, mas também vemos as estatísticas mostrarem que o número de violências, roubos, assaltos, mortes crescem mais ainda. Se realmente essas pessoas que se dizem evangélicas fossem praticantes do Evangelho de Jesus Cristo, então com certeza influenciariam o mundo, e o número de criminalidade diminuiria, por causa do aumento de pessoas que não praticariam esses atos, mas infelizmente vemos nas reportagens muitos desses crimes cometidos por pessoas que se dizem crentes.
        “Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.” (2 Timóteo 3:6-7). Mas isto acontece exatamente por causa das pregações light muito comuns hoje nos templos, onde não ensinam, não cobram santidade, não se fala em arrependimento, pouco ou quase nunca se fala em salvação. Falam de um amor que com certeza não é o Amor de Cristo. O evangelismo praticado por eles, na verdade, são só convites para as pessoas virem para os seus templos, para um show, ou para uma campanha, para receberem uma bênção, e nunca chamam as pessoas para nascerem de novo. Muitos que se dizem evangelistas e missionários(as) que ficam visitando as pessoas o que eles menos falam é sobre Cristo. Falam de bênçãos, falam de tudo, das coisas do mundo, mas nunca chamam as pessoas ao arrependimento. Convidam as pessoas para os seus templos para mudarem de religiões e fazem ofertas de bênçãos, mas se esquecem de falar que há chegado o Reino de Deus e que têm que se esforçar para entrarem Nele, caso contrário, irão padecer por toda a eternidade. “E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.” (2 Timóteo 3:8). Esses líderes dessas congregações, dessas denominações e seus seguidores não aceitam a nossa pregação, muito pelo contrário, nos criticam, perseguem e isolam, porque eles não querem ouvir a verdade, assim como os magos de Faraó, que não aceitavam os sinais que Moisés fazia como sendo de Deus, mas, no final, tiveram que se render. A mesma coisa acontecerá com essas pessoas que são amantes de si mesmas, que vivem em busca de alegrias e prazer, que acham que elas têm direito de viver da melhor maneira aqui, e que não podem jamais passar por lutas, sofrimentos ou infortúnios. Entendem que Cristo tem a obrigação de dar felicidade plena para elas aqui, que podem desafiar o Senhor, colocá-lo na parede, que podem exigir alguma coisa. São pecadores que estão conduzindo o povo à morte, por desconhecerem a vontade de Deus. “Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles. Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência, Perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio, e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou; E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições.” (2 Timóteo 3:9-12). Temos que seguir o modo de vida de Jesus Cristo e o que Ele mandou, e não ficarmos querendo novidades, ou atualizar o Evangelho porque Ele é atual. Não podemos querer mudar qualquer coisa nem buscar facilidades, porque o Senhor nos disse que teríamos aflições e lutas aqui, Ele nos disse que o caminho é apertado, que a porta é estreita, e que temos que nos esforçar muito para entrar por ela. O Evangelho não é de facilidade, mas de lutas, porém de vitória eterna para quem praticá-lo.“Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” (2 Timóteo 3:13-17).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.