NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 23 de julho de 2013

O MENINO JESUS.

Ora, anualmente iam seus pais a Jerusalém, para a Festa da Páscoa. Quando Ele atingiu os doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume da festa. (Lucas 2:41,42)

        Os pais carnais de Jesus, ou seja, José e Maria, segundo o costume judaico, se, deslocavam de onde estivesse a Jerusalém, para participarem da festa de páscoa; e, isto faziam todos os anos. Na época que Jesus completou doze anos, os seus pais como sempre, foram à festa; e segundo o costume judaico um rapaz de doze anos já se preparava para ser legalmente incorporado à comunidade religiosa. A incorporação oficial acontecia com a idade de treze anos. Não sabemos se os pais de Jesus o encaminharam, pois, a Bíblia se cala a este respeito. "Terminados os dias da festa, ao regressarem, permaneceu o menino Jesus em Jerusalém, sem que seus pais o soubessem.” (Lucas 2:43) Jesus, quando criança era uma criança normal como qualquer outra criança judia, somente devemos ressaltar que era um menino inteligente também como vários outros; e, possivelmente, sempre brincando com os colegas, amigos, e parentes da sua idade, pois, os seus pais nem mesmo perceberam que a mais de um dia de viagem não o tinham visto. "Pensando, porém, estar Ele entre os companheiros de viagem, foram caminho de um dia e, então passaram a procurá-lo entre os parentes e os conhecidos.”(Lucas 2:44) Vemos que só depois de um dia inteiro de viagem é que foram notar a ausência do menino Jesus.
            "E, não o tendo encontrado, voltaram a Jerusalém a sua procura.” (Lucas 2:45) A Bíblia não relata o desespero, medo, preocupação de Maria por não saber onde o filho estava, possivelmente se culpando, por não ter prestado mais atenção onde Ele estava, enfim, o fato, é que  regressaram a cidade de Jerusalém, e, creio, procurando  nos mesmos lugares onde estiveram. "Três dias depois, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os.” (Lucas 2:46)Por desconhecermos o fato se seus pais  já tinham preparado a  incorporação, ou, não Dele, a religião judaica; apesar que  acredito que não, pois, Ele foi sozinho, e nem mesmo eles sabiam onde encontrá-lo. E como uma criança, um adolescente, inteligente, e sabendo que tinha um Ministério a ser cumprido, foi então buscar conhecimento, e também, para que se cumprisse a lei. "E todos os que ouviam muito se admiravam da sua inteligência e das suas respostas” (Lucas 2:47) Como um garoto inteligente, e consciente da missão que o esperava, pois, com certeza, sua mãe já deveria ter falado com Ele,  então, era esforçado, e queria aprender muito, assim já sabia bastante, pois, quando buscamos conhecimento, o encontramos. Entretanto, o fato de ser Ele inteligente, não nos dá nenhuma base para afirmar que era porque era Deus, mesmo porque, Ele só recebeu o Ministério após completar trinta anos de idade e,  ser batizado, além de passar pelo deserto.
            "Logo que seus pais o viram, ficaram maravilhados; e sua mãe lhe disse: Filho, por que fizeste assim conosco? Teu pai e eu, aflitos, estamos à tua procura.” (Lucas 2:48) A alegria da mãe ao encontrar o filho perdido, e ela expressa isto também cobrando Dele o porque de deixa-los preocupados, ou seja, sair sem avisa-los; mas a resposta Dele, é que nos faz acreditar que eles não tinham o caminhado a religião judaica."Ele lhes respondeu: Por que me procuráveis? Não sabíeis que me cumpria estar na casa de meu Pai?” (Lucas 2:49)Esta resposta nos parece mais uma cobrança, uma acusação, pelo fato de os pais não terem encaminhado para estar aprendendo na casa de Deus; vemos que Ele afirma que os seus pais sabiam que Ele deveriam estar era ali, uma vez, que com os treze anos Ele deveria ser incorporado; também não sabemos se isto aconteceu ou não. "Não compreenderam, porém as palavras que lhe dissera. E desceu com eles para Nazaré; e era-lhes submisso. Sua mãe, porém, guardava todas estas coisas no coração.” (Lucas 2:50,51) Como filho obediente Jesus desceu com os pais para a sua cidade, ou seja, Jesus era um bom filho, era obediente aos pais, e, vemos que a obediência Dele, é que resultou em nossa salvação, pois, foi obediente ao seu Pai legitimo até a morte, e morte de cruz. "E crescia Jesus em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e dos homens.”(Lucas 2:52)Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus abençoe.
Um abraço.
                                    Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou até mesmo preso, entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Fale Conosco TEL: (31) 3568.1077CEL TIM: (31) 93428855 OI 31-88172771 VIVO 31-98004621 CLARO 31-82134027FAX(31)2565.4577 E-MAILS  ,MSN, E, Orkut: (ministerioatalaiadedeus@hotmail.com) BLOG http://ministerioatalaiadedeus.blogspot.com/Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência jurídica aos detentos e seus familiares, oração e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário