NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

A BENÇÃO DE ABRAÃO.

É o caso de Abraão, que creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. Sabei, pois, que os da fé é que são filhos de Abraão. (Gálatas 3:6,7)

            O cristão vive pela fé, se, a praticarmos, sabemos que temos um descendente, que, por viver pela fé, recebeu grande galardão, e se tornou pai da fé. Abrão quando estava na sua terra; e, tanto ele, como a sua esposa Sarai, já eram velhos, com a idade muito avançada, e, até aquele momento, não tinham conseguido gerar filhos; mas, o Senhor, mandou-o sair da sua terra, e, do meio dos seus parentes, e, prometeu fazer uma grande nação. Ele creu, acreditou, e saiu, para uma terra que ele não conhecia, e nada sabia; Deus, nem mesmo uma direção o havia dado, só tinha mandado sair, e, como ele obedeceu, a Palavra se cumpriu, e ele veio a ser o pai de uma grande nação, assim como o Senhor o havia prometido, pois, todos nós, que cremos em Deus, em Jesus, somos descendentes direto dele. "Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria pela fé os gentios, preanunciou o Evangelho a Abraão: Em ti, serão abençoados todos os povos.”(Gálatas 3:8)Deus anunciou o Evangelho das promessas a Abrão primeiramente, para que posteriormente, fosse anunciado em todo o mundo; aos gentios, que éramos nós, e, afirmou, que  todos os povos seriam abençoados  neste patriarca, e, assim, as bênçãos de Abrão, estão sobre todos nós, as promessas se cumpre, basta praticarmos a fé, e, praticar a fé, é agir segundo os ensinamentos do Senhor, e, isto o fazemos com amor e temor, pois, cremos na sua Palavra.
            "De modo que os da fé são abençoados com o crente Abraão” (Gálatas 3:9) Todos os cristãos, os praticantes da fé, são abençoados com as mesmas bênçãos de Abraão; ou seja, tem poder para prosperar na família, vida financeira e espiritual, saúde, e ainda desfrutar de longevidade, mas, sendo obedientes, e temendo o Senhor, não podemos esquecer, que foi Abraão o primeiro a devolver os dízimos do Senhor a um sacerdote, não podemos esquecer que foi Abraão que entre escolher o filho, e, Deus, preferiu a Deus, e que também trocou a família pelo mandamento do Senhor. Abrão foi o pai da fé, porque simplesmente praticou, obedeceu, a Palavra de Deus, com dor, sofrimento, mas, obedeceu, e, o tornou vitorioso, é o nosso pai da fé, e, nele somos abençoados. "Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para pratica-las.” (Gálatas 3:10)Se fossemos simplesmente praticantes da lei seriamos malditos, pois, é impossível viver , praticar, toda a lei sem se desviar um milímetro, e a Palavra da lei, diz que quem não a cumprisse por inteiro seria maldito; mas graças a Deus por Jesus Cristo que nos deu a graça.
            "E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.” (Gálatas 3:11) A lei não pode justificar ninguém, pois a função dela é somente apontar, mostrar os erros, os pecados; uma vez, que se não existisse lei, não existiria pecados, mas,  ela não os justifica. Somos justificados pela nossa fé em Cristo, e é por Ele, pela nossa fé Nele, é que devemos viver. "Ora, a lei não procede de fé, mas: Aquele que observar os seus preceitos por eles viverá” (Gálatas 3:12) Se não existisse a lei não poderíamos saber o que é errado, mas existindo sabemos, mas ela por si mesma, é incapazes de nos justificar; entretanto, se a praticarmos, pela fé em Jesus Cristo viveremos, e, desfrutaremos da bênçãos de Abraão. "Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se Ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro), para que a benção de Abraão chegasse aos gentios, em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos, pela fé, o Espírito prometido.” (Gálatas 3:13:14) Jesus cumpriu a lei, pois, na lei, mostra que é maldito, todo aquele que fosse pendurado em um madeiro, em uma cruz, e, Jesus, ocupou o nosso lugar, tornando-se maldito por nós, levando a nossa culpa diante da lei, e, assim, termos direito de assumir as bênçãos de Abrão. Todos os que antes viviam distantes, desgarrados, agora podem, pela fé, desfrutar das abundancias do Senhor; tem direito a vitória em Jesus. Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus abençoe.
Um abraço.
                    Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou até mesmo preso, entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Fale Conosco TEL: (31) 3568.1077CEL TIM: (31) 93428855 OI 31-88172771 VIVO 31-98004621 CLARO 31-82134027FAX(31)2565.4577 E-MAILS  ,MSN, E, Orkut: (ministerioatalaiadedeus@hotmail.com) BLOG http://ministerioatalaiadedeus.blogspot.com/Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência jurídica aos detentos e seus familiares, oração e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário