NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

segunda-feira, 25 de abril de 2016

OS QUE OUVEM

"Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam." (Lucas 6:27-28)

 Todo o tempo devemos analisar com calma, com sabedoria a Palavra de Deus para colocá-la em prática. Não podemos agir de forma emotiva, ou impulsiva, porque isso seria rejeitar a sabedoria. São muitas as pessoas fazendo orações vazias e tolas, porque ficam orando e pedindo a Deus que tire as mágoas, os rancores, o ódio do seu coração. Muitos são os pregadores que ensinam essa prática, o que é errado, uma vez que Jesus não prometeu em momento algum nos fazer amar ou perdoar alguém. Muitos tentam ensinar a Palavra contra a própria Palavra; são doutrinas e ensinamentos estranhos ao Evangelho de Jesus Cristo. Observemos que Jesus disse "a vós que ouvis digo". Portanto, a todos os que estão lendo a Bíblia, que estão ouvindo a Palavra ou tomando conhecimento dela de alguma maneira. A todos os que querem a Verdade, que querem a Vida, que querem viver segundo os preceitos do Senhor, Jesus fala com esses, Ele manda "amai os vossos inimigos". Vejamos que é imperativo, é uma ordem, uma determinação. Ele disse "amai", e não disse vou fazê-los amar. Jesus não disse farei vocês fazerem o bem a seus inimigos, ou orem que atenderei aos pedidos de vocês e mudarei o coração de vocês. Ele determina "fazei bem ao que vos odeiam", e diz mais: "bendizei os que vos maldizem e orai pelos que vos caluniam". É uma situação difícil, porque sabemos o quanto é difícil amar quem nos odeia e despreza, estar abençoando os que estão nos amaldiçoando. Temos que travar uma luta conosco, é uma luta interior, temos que amar o Senhor para que possamos aprender a ser humildes e cumprir os seus mandamentos. Ser discípulo de Jesus é agir contra a nossa própria natureza, é ir contra a lógica: alguém que está fazendo fofocas, ou tramando contra nós, receber as nossas orações. Alguém que quer tirar a nossa vida, receber a nossa oração e, se necessário, a nossa ajuda. É praticar o amor, e, para que isso aconteça, é necessário aprender a ser simples e humilde como cordeiros. Não pode haver sentimento de soberba e orgulho ou revanchismo em nossas vidas. Nos despir de nós mesmos e nos revestir de Jesus, não mais nós, e sim o tempo todo Jesus.
 "Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses;
E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir." (Lucas 6:29-30).
 
Amar o próximo como a nós mesmos, esse é o segundo e último mandamento instituído por Jesus, porque não mais existem os dez mandamentos, somente dois: amar a Deus de todo o coração e ao próximo como a nós mesmos, porque, praticando esses dois, se pratica e se cumpre toda a Palavra. Como não queremos que ninguém nos fira, nos despreze ou de alguma maneira nos trate mal, também não o façamos com ninguém. Jesus nos manda não revidar agressões físicas de maneira alguma. E também não pelejar, lutar com quem deseja ou nos tira algo, mas, ao contrário, até dar mais, se tivermos, porque o nosso patrimônio é Jesus, e não dependemos de nada do mundo, mas do Senhor, uma vez que tudo o que vem a nossas mãos é por vontade e permissão Dele. Se alguém nos toma algo, ou até mesmo nos pede algo emprestado e não nos devolve, não temos que fazer alarde, mas simplesmente isso ser como algo que doamos, ofertamos à pessoa. Não ficar com raiva, ou mágoa, mas glorificar Deus, que nos deu condições de termos algo que alguém não tinha, estava almejando e nós tivemos a oportunidade de servi-la. Não que estejamos fazendo papel de bobo, de tolo, estamos simplesmente obedecendo aos mandamentos do Senhor. Não estamos dizendo que é fácil agir assim, temos que travar essa luta conosco, temos que obedecer para que possamos ser chamados filhos de Deus Altíssimo. Não importa o que as pessoas possam nos fazer, sabemos que tudo devemos relevar, perdoar, porque é mandamento do Senhor e, se eu busco a salvação, tenho que praticar esse mandamento. "E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também." (Lucas 6:31). Quando erramos, queremos encontrar perdão e misericórdia, queremos que as pessoas nos compreendam e relevem os nossos atos. Portanto, da mesma maneira, devemos fazer, sabendo que não existe limite para a nossa tolerância, mas sempre vamos amar e perdoar. Jesus mandou e, se Ele é o nosso Mestre, então temos que obedecer, e, se estivermos colocando limite às ofensas que podemos tolerar, não estamos amando Jesus. E não podemos esquecer que a única maneira de demostrar amor a Jesus é praticando os seus mandamentos.
 "E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam."(Lucas 6:32). Amar quem nos ama, quem nos protege e se preocupa conosco é fácil, e qualquer um ou todos fazem isso. Tanto os maus quanto os bons todos amam os que lhes amam, e isso não é obra, é simplesmente prazer. Praticar a Palavra é ir além, é amar os que nos desprezam, nos odeiam, nos caluniam, é perdoar tudo. Queremos ser perfeitos como o nosso Pai, porque Ele disse: "Sede perfeito como é perfeito o vosso Pai que está no céu".Temos os exemplos na Bíblia dos verdadeiros homens de Deus, os servos, os chamados mártires, aqueles que perderam a sua vida sem proferir uma única agressão verbal. Vemos Estevão que, sendo apedrejado, orou a Deus pedindo perdão pelos que o apedrejavam. Jesus foi levado como Cordeiro Mudo ao matadouro e não proferiu nenhuma palavra de agressão ou acusação contra os seus algozes, sempre perdoando e amando todos. "E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo."(Lucas 6:33). Agir com bondade, com amor para com os que nos tratam assim é simplesmente uma troca, uma barganha sentimental. Mas o verdadeiro amor se demonstra amando quem nos odeia e deseja ver o nosso mal. Perdoar a quem nos prejudica, nos engana, nos mente, os que fazem fofocas e intrigas a nosso respeito, isso sim é que é praticar o amor de Deus. Como disse, não é fácil, mas para o cristão nada é fácil, estamos peregrinando em direção à vida, e, portanto, sabemos que aqui não é o paraíso, portanto lutamos contra a nossa vontade. Temos que ser diferentes, temos que fazer a diferença, temos que ser luzes em um mundo que jaz em trevas. "E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto."(Lucas 6:34). Sermos bons para os que são bons conosco não nos traz nenhuma recompensa espiritual, porque todos assim agem. Portanto, ser gentil ou bonzinho emprestando algo para alguém que vai nos devolver e, quando necessitarmos, essa pessoa também nos emprestará isso não é amor e sim uma simples troca de gentileza e barganha. Temos que aprender a não supervalorizar as coisas materiais, e, sempre que alguém nos pedir emprestado, mesmo que saibamos que não nos devolverá, devemos emprestar, na verdade doar, ofertar. Ajudar, socorrer a quem não tem condições de fazer o mesmo por nós. "Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque Ele é benigno até para com os ingratos e maus."(Lucas 6;35).Amar o próximo é ação, não é uma simples palavra, mas é uma prática que deve ser exercida por todos, principalmente pelos que se dizem cristãos, discípulos, aprendizes de Jesus. Temos que apresentar o caráter de Cristão sendo obediente a Ele, assim sabemos que temos que sair do engano de ficar fazendo orações tolas e lutar contra nós mesmos e amar ao próximo, perdoar sempre, porque isso é o que agrada a Deus. "Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso." (Lucas 6:36).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário