NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 19 de abril de 2016

OUTRA VEZ

"E alguns dias depois entrou outra vez em Cafarnaum, e soube-se que estava em casa." (Marcos 2:1)

 Jesus volta a Cafarnaum. Como era uma figura pública, o povo andava sempre a sua procura, uns em busca de uma bênção, uma cura, querendo ouvir os seus ensinos, aprender o Evangelho, mas também havia os que, por não conhecerem a Palavra, queriam levantá-lo como rei físico de Israel. Claro, havia os fariseus, os sacerdotes, os religiosos, os escribas, os doutores da lei, que o buscavam, o perseguiam com intenções malignas. O povo ficou sabendo que Ele havia chegado a Cafarnaum e, é claro, todos se dirigiram para lá pelos mais variados motivos, como citamos. Onde Jesus estava as pessoas o buscavam, e Ele sempre estava disposto a atender, a ensinar, a libertar um oprimido de enfermidades e de demônios. Jesus foi um trabalhador incansável durante os seus três anos aproximados de ministério terreno. Certa feita Ele mesmo disse: "meu Pai trabalha até agora e eu também". Portanto, Jesus não tinha preocupações com nada, a não ser ensinar o caminho do Reino, apresentar o seu Evangelho, nem se preocupava em se alimentar. Ele também disse: "meu alimento é fazer a vontade do meu Pai". A prioridade de Jesus era fazer a obra que o Pai tinha designado para Ele. Devemos aprender com Ele, principalmente nós, que dizemos ser cristãos, gospel, evangélicos. Saber que a nossa prioridade é fazer a vontade do Senhor, e todo o tempo devemos estar sempre ensinando o seu Evangelho. Não podemos ficar alegando cansaço ou quaisquer outras desculpas para não atender, socorrer e pregar o Evangelho de Jesus Cristo. Mas, claro, só poderemos fazer isso se realmente formos discípulos de Jesus. "E logo se ajuntaram tantos, que nem ainda nos lugares junto à porta cabiam; e anunciava-lhes a Palavra." (Marcos 2:2). Exatamente por saberem da disponibilidade do Senhor sempre em os atender é que eles se aglomeravam onde Ele estava. E Jesus, como a própria Palavra nos mostra, Ele então pregava, ensinava o Evangelho. Jesus anunciava o Evangelho, mandava abandonar o pecado, exortava, chamava todos ao arrependimento e anunciava que o Reino estava próximo, diferente das pregações de hoje, nas quais o que fazem é um oferecimento descabido de bênçãos, promessas que nunca são cumpridas, e o povo caminha a passos largos para a destruição por falta de pastores, de guias, de alguém que lhes ensine a Verdade.
 "E vieram ter com ele conduzindo um paralítico, trazido por quatro." (Marcos 2:3). Jesus estava ali, naquela casa abarrotada de pessoas, sem nenhum espaço para alguém passar, e Ele pregava, ensinava, quando quatro homens conduziram até Ele um paralítico. Vemos que o texto faz questão de ressaltar o empenho dos quatro em conduzir o até então paralítico ao Senhor. "E, não podendo aproximar-se Dele, por causa da multidão, descobriram o telhado onde estava, e, fazendo um buraco, baixaram o leito em que jazia o paralítico." (Marcos 2:4). Esses, que não sabemos se eram parentes ou somente amigos, não mediram esforços para conduzir o paralítico à presença do Senhor. Isso mostra a fé que eles tinham, a certeza de que Jesus poderia curar, libertar aquele homem da enfermidade de que sofria. Como não tinham como entrar na casa pela porta ou janela, eles subiram ao telhado e por meio de cordas desceram o paralítico. Também atentamos para o fato de que a Palavra fala que o paralítico jazia em seu leito, ou seja, o mesmo termo usado para se referir a uma pessoa morta. Esse paralítico estava morto, mas não por causa da enfermidade, e sim por causa dos pecados, assim como todos os que estão vivendo em pecado estão mortos, jazem neles. "Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados, porque se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados." (João 8:24). Portanto, sabemos que quem vive em práticas contrárias à Palavra de Deus, em desobediências, que são pecados, estão mortos, estão jazendo neles. A enfermidade e todo mal vêm sobre nós por causa do nosso pecado. Mas também podemos aprender que, através da nossa fé, poderemos salvar, libertar outras pessoas. Vemos que esse paralítico está sendo abençoado pela fé desses quatro. Assim devemos empenhar-nos em ajudar, socorrer, libertar, conduzir a Jesus mesmo os que não creem Nele. "E Jesus, vendo a fé deles, disse ao paralítico: Filho, perdoados estão os teus pecados."(Marcos 2:5). Observemos que Jesus exalta a fé dos que transportaram, carregaram o paralítico, porque o texto fala que Jesus, "vendo a fé deles", e não disse vendo a fé do paralítico. Quando Jesus viu a fé dos que conduziram o paralítico a sua presença, Ele então perdoa os pecados do enfermo, daquele que jazia, que estava morto no pecado. Por esse motivo, sabemos que não importa o mal que estejamos sofrendo, antes de pedir ao Senhor a cura, a libertação, devemos pedir perdão, porque, se formos perdoados, somos livres de qualquer tormento ou morte.
 "E estavam ali assentados alguns dos escribas, que arrazoavam em seus corações, dizendo: Por que diz este assim blasfêmias? Quem pode perdoar pecados, senão Deus?"(Marcos 2;6-7). Mas, claro, sempre vão existir opositores, questionadores, acusadores, e esses sempre se apresentam com a lógica humana. Aqui foram os escribas, os que supostamente conheciam a lei, conheciam os mandamentos do Senhor, mesmo porque eram os responsáveis por transcrevê-los, uma vez que, naquela época, não existiam máquina de copilar, impressora, nem mesmo máquina de escrever. Assim, eles deveriam ter conhecimento de que aquele era o Filho de Deus, o Messias, o Libertador, mas preferiram acusar, mesmo que fosse somente em pensamentos. Mas o Senhor conhece todos os nossos pensamentos e desejos, nada podemos esconder Dele. Quando somos perdoados, imediatamente somos livres, somos libertos, porque o pecado é uma prisão, um peso. E todas as vezes em que formos arrependidos diante do Senhor e clamarmos por perdão, Ele não irá negar, mas lançará no mar do esquecimento e seremos então libertos. Na passagem citada, Jesus perdoa um paralítico pela fé dos que o conduziram a Ele, assim como pela nossa fé libertamos pessoas da opressão do adversário, quando elas estão possessas e não têm condições de discernir ou praticar a fé. Não podemos pensar qualquer coisa contra o Evangelho, porque o Senhor tudo sabe, e assim estaremos jazendo em nossos pecados. "E Jesus, conhecendo logo em seu espírito que assim arrazoavam entre si, lhes disse: Por que arrazoais sobre estas coisas em vossos corações?" (Marcos 2:8). Jesus então questionou sobre o que eles estavam pensando a seu respeito. Jesus sempre vai expor o que pensamos ou planejamos no oculto, por que pensamos o mal, por que duvidamos, por que questionamos; será porque é mais fácil? Mas o Senhor nos mostra que todo Poder pertence a Ele. "Qual é mais fácil? dizer ao paralítico: Estão perdoados os teus pecados; ou dizer-lhe: Levanta-te, e toma o teu leito, e anda? Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra Poder para perdoar pecados (disse ao paralítico), A ti te digo: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa." (Marcos 2:9-11). Jesus nos mostra o poder do perdão e então dá a ordem, manda o enfermo pegar o seu leito e andar. Jesus tem Poder na terra e no céu e continua a perdoar pecados e mandar as pessoas se levantarem e caminharem. Também nos ensina que todo o tempo devemos perdoar os nossos semelhantes, porque podemos estar impedindo alguém de ser liberto, e, consequentemente, estaremos também aprisionados, estaremos jazendo em nossos pecados, por falta de perdão. Jesus ensinava e continua nos ensinando, portanto devemos sempre estar com os nossos ouvidos e olhos abertos para a sua Palavra. "E levantou-se e, tomando logo o leito, saiu em presença de todos, de sorte que todos se admiraram e glorificaram a Deus, dizendo: Nunca tal vimos."(Marcos 2:12). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário