NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

domingo, 20 de novembro de 2016

SEGUINDO O AMOR

"Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar. Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios." (1 Coríntios 14;1-2)

 Seguir o amor é seguir Jesus, porque a própria Bíblia nos mostra que um dos nomes do Senhor é Amor. Assim, para falarmos em amor verdadeiro, obrigatoriamente temos que falar no Senhor, então, para seguirmos o amor, é necessário agirmos, vivermos, praticarmos o Evangelho de Jesus Cristo. Amor é um dos principais dons, mas temos que saber que amor não é isso que se pratica por aí, e sim o que o Senhor nos mostra, porque quem ama perdoa, tolera, ajuda, socorre e exorta, admoesta e ainda pune. O que dizem ser amor, mas que é concordante com o pecado, com o erro, o que aceita as desobediências não é amor, é o contrário. Temos que amar, pois só com amor poderemos praticar qualquer um dos outros dons de Deus, inclusive o de profetizar, porque profeta é o que traz uma palavra clara da parte de Deus, que pode ser para consolação, exortação ou edificação. E como fala de maneira clara, as pessoas entendem e se convertem ou abandonam os erros, os pecados, e, sendo tementes a Deus, alcançam a salvação. A função da profecia não é entregar essa ou aquela bênção, e sim trazer uma palavra, uma revelação da parte de Deus, e a profecia tem que estar obrigatoriamente de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo. Não existe profecia, revelação que esteja em desacordo com a Palavra de Deus. Quando digo de acordo com o Evangelho, significa que ela tem que estar fundamentada no Novo Testamento e de maneira clara. Profecias em que as pessoas chegam falando, utilizando linguagem antiga, ou mudando até a maneira de falar, ou que chegam falando em línguas, nada têm com o Senhor, porque as coisas do Senhor são claras e transparentes, e assim os verdadeiros profetas do Senhor entregam a mensagem de maneira clara, sem mudar a voz, sem usar uma linguagem diferente, e não usam termos antigos."Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação. O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja." (1 Coríntios 14:3-4). O falar em línguas deve ser praticado quando se está sozinho falando com o Senhor, e jamais pode ser falado no púlpito se não há ninguém para traduzir, interpretar. A pessoa não pode ela mesma interpretar, porque não se saberia se é real o que ela está dizendo. Temos que compreender que falar em línguas é falar com o Senhor, ou falar um outro idioma conhecido como em Pentecostes, para que alguém seja edificado.
 "E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação." (1 Coríntios 14:5). Sim, desejamos que todos falem em línguas, mas digo línguas verdadeiras, dos anjos, e que sejam um sinal do batismo com o Espírito, porque são muitas as línguas que tem se praticado nos templos; muitas delas são somente uma decoreba; basta observarmos que veremos que sempre são as mesmas repetições. Ou tomar muito cuidado para não sermos enganados, porque pode se estar falando uma língua do nosso adversário. Mesmo os que foram batizados com o Espírito de Deus e, portanto, falam a língua dos anjos devem se ater a falar somente para si, ou falar onde haja mais pessoas quando se tem um intérprete. Também pode ser que fale em Espirito um outro idioma conhecido, para uma pessoa de outro país, para que ela seja edificada, consolada ou exortada. Os profetas falam para todos, não o enganador, que traz somente palavrinhas amenas, os profetas sim trazem o recado de Deus, e, se obedecido, há salvação. "E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina?" (1 Coríntios 14:6). Não adianta alguém ficar falando em línguas para uma plateia ou para alguém se essa nada entende, e, por mais que depois ela mesma se traduza, se interprete, não é convincente, pois não saberão se é verdade. Portanto, falar em línguas é somente com o intérprete, fora disso, é desobediência, é confusão, e o Senhor não habita no meio da desorganização e da bagunça. Devemos falar em línguas em nossas orações particulares, e não em público, na ausência de intérprete. Temos que prestar atenção na doutrina do Senhor; quando ensinada de maneira clara, observar e receber as profecias de acordo com a Palavra. Devemos sempre buscar aprender mais e mais sobre a Palavra de Deus, e jamais tentarmos modificar, trazer novidades, ou criar atalhos, porque isso é adultério da Palavra, e os adúlteros não herdarão o Reino de Deus. "Da mesma sorte, se as coisas inanimadas, que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara? Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha? Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar." (1 Coríntios 14:7-9). Apesar de vermos hoje nos templos - que se dizem pentecostais - um falar de línguas descontrolado, sem ordem e sem intérprete, devemos entender que não é isso que o Senhor fala, porque o falar em línguas pode e deve ser controlado, não existe essa questão de não conseguir parar, porque, se isso está acontecendo, deve se examinar para saber que espírito é, porque o Fruto do Espírito é domínio próprio e mansidão, além de outros sete. Se existe descontrole, então não é do Espírito de Deus. "Há, por exemplo, tanta espécie de vozes no mundo, e nenhuma delas é sem significação. Mas, se eu ignorar o sentido da voz, serei bárbaro para aquele a quem falo, e o que fala será bárbaro para mim. Assim também vós, como desejais dons espirituais, procurai abundar neles, para edificação da igreja. Por isso, o que fala em língua desconhecida, ore para que a possa interpretar. Porque, se eu orar em língua desconhecida, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto. Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. De outra maneira, se tu bendisseres com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto, o Amém, sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes? Porque realmente tu dás bem as graças, mas o outro não é edificado." (1 Coríntios 14:10-17). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Um comentário:

  1. Glória a Deus, conhecer a verdade pela Palavra da Verdade. Deus seja louvado e que permita que nossa mente seja limpa e fecunda para sua palavra poder germinar e nos trazer os frutos do conhecimento. Estou acompanhando o Ministério Atalaia de Deus... como Deus é tremendo. Obrigada, Meu Deus de Amor e Compaixão.

    ResponderExcluir