Pular para o conteúdo principal

ABORRECENDO PAI E MÃE

"Ora, ia com ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe: Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:25-26)

Jesus estava sempre ensinando, e usava todos os meios e oportunidades para trazer luz, esclarecimento sobre o Reino de Deus. Agora, Ele observa que há uma grande multidão o acompanhando, assim Ele volta e mostra que, para segui-lo, é necessário renunciar a tudo, inclusive a pessoas, parentes e amigos. Mostra que para nós sermos fiéis a Ele, para sermos legítimos seguidores, é necessário abandonar a nossa bagagem, nosso conhecimento e lógica humana, é necessário abandonar as emoções e qualquer decisão que possa ser derivada de ações humanas e emotivas. Temos que abrir mão da nossa própria vida terrena para podermos alcançar, conquistar a vida futura. Temos que entender o que é esse abandonar de que Jesus fala, porque muitas pessoas procuram usar esse versículo de maneira isolada para deixar de socorrer os seus pais quando necessitam, ou para desobedecerem a eles e os maltratar. O Senhor está dizendo que, para o seguirmos, é necessário rompermos com as tradições, com as religiões, romper com anos de prática de rituais infrutíferos que para nada servem. Mas o romper de Jesus com os nossos pais, parentes e amigos é quando sabemos que estamos fazendo o que é certo, porque a Palavra, o Evangelho nos mostra isto, e os nossos pais entendem que estamos errados. Não temos que discutir, brigar ou tentar fazer as pessoas engolirem o Evangelho goela abaixo, devemos simplesmente vivê-lo, mesmo que todos ao nosso redor discordem, condenem, façam chacotas, escarneçam, e seguirmos em frente com o Senhor. Mesmo que venhamos a sofrer perdas materiais, perder amizades, ou sermos abandonados por pessoas, jamais poderemos negociar o Evangelho com a desculpa de que o Senhor entende. O Evangelho de Jesus Cristo é inegociável. Não podemos deixar de segui-lo, portanto, se, por seguirmos Jesus, perdermos o emprego ou o carinho e atenção dos nossos pais, que assim seja, mas jamais poderemos deixar de segui-lo. Seguir Jesus é se posicionar de maneira clara contra todos os tipos de pecados e jamais se permitir praticá-los, seguir Jesus é viver a sua Palavra.
 "E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo." (Lucas 14:27). Jesus deixa claro que segui-lo não é um passeio no parque, não é uma incursãozinha de prazer, mas uma jornada dura, longa, e muitas vezes sangrenta. Seguir Jesus é declarar guerra contra o mundo, contra o pecado e contra tudo o que nos afasta do Senhor; seguir Jesus é declarar guerra contra nós mesmos, nossa carne. Temos que tomar a nossa cruz, temos que segui-lo desta maneira. Sabemos que o mundo está contra nós, não podemos imaginar que, por decidirmos aceitar Jesus, tudo será maravilhoso, que iremos agradar a todos e seremos muito felizes e prósperos aqui, pois não é essa a verdade. Saber que as lutas, as batalhas nos esperam, e a melhor maneira de vencê-las, de superá-las é seguindo em frente e sem reclamar, sabendo que o nosso maior prêmio é a nossa salvação em Cristo. Ser discípulo de Jesus é saber que temos que passar por todas as afrontas e lutas, porque temos contra nós o mundo. Assim, esses pregadores de prosperidade, esses enganadores do povo que ficam dizendo que, quando as pessoas veem para Jesus, tudo muda, tudo fica maravilhoso, são mentirosos e enganadores. Temos que saber que somos chamados para trilhar os mesmos caminhos de Jesus, na luta e no sofrimento, mas que receberemos o prêmio maior, que é a nossa salvação, que é viver eternamente ao seu lado. "Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele, Dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar." (Lucas 14:28-30). Jesus ainda manda as pessoas se examinarem para ver se realmente vão ter condições de ser seus seguidores, porque muitos, como vemos constantemente, dizem ter se convertido, dizem ter aceitado Jesus em suas vidas, mas logo abandonam o primeiro amor e voltam ao pecado, pois acham difícil praticar o Evangelho. São motivo de críticas e gracejo, pois diziam que seriam diferentes, que não mais participariam disso ou daquilo, que seriam crentes fiéis, mas agora voltam ao pecado e se esquecem do Senhor. Assim, antes de tomarmos a decisão de servir a Cristo, temos que nos examinar para ver se realmente é isso mesmo que queremos e se estamos dispostos a renunciar a tudo em prol do Evangelho, se temos condições de permanecer firmes até o final. "Ou qual é o rei que, indo à guerra a pelejar contra outro rei, não se assenta primeiro a tomar conselho sobre se com dez mil pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil? De outra maneira, estando o outro ainda longe, manda embaixadores, e pede condições de paz. Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. Bom é o sal; mas, se o sal degenerar, com que se há de salgar? Nem presta para a terra, nem para o monturo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça." (Lucas 14:31-35).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Comentários

Postagens Mais Acessadas

RAÇA DE VÍBORAS? QUEM SÃO?

E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?(Mateus 3. 7)
           Aqui vemos como João Batista pregava, como ele falava e exortava para que os mesmos abandonassem os pecados e a religiosidade, muitos não gostavam porque achavam a pregação dura, mas João é aquele que foi enviado para preparar o caminho para Jesus, é o qual o Senhor testemunhou dele. “E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele.” (Lucas 7.28) João Batista não ficava alisando ego, não prometia bênçãos sem fim, nem mesmo prosperidade, mas chamava ao arrependimento. Ele não concordava com o fato de pecadores contumazes irem buscar somente o batismo com ele, ouvir a pregaçã o curta e direta dele, porém continuarem nos erros, nos pecados. Da mesma maneira existem hoje milhares de pessoas que gostam de ir à igrejas, de falarem o n…

A DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O ÍMPIO

Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve. (Malaquias 4.1)
                 Veja que a palavra de Deus chama a nossa atenção para que observemos as pessoas, que teme ao Senhor e as que não temem; devemos observá-las pela forma como vivem como enfrenta os problemas quando surgem, como educa e trata os seus familiares, e principalmente como reage diante do inesperado. Pois o mal vem sobre os justos e injustos, sobre bons e mal. “Para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.”(Mateus 5.45) Mas a diferença é exatamente como encaramos, pois se somos Justos, somos tementes e praticante da palavra, usaremos o nome e o poder do nome de Jesus e mandaremos o mal embora; e  também por maior que sej a o problema que estamos atravessando,   sabemos que vai passar logo, e temos paz, não perdemos a paz, e não nos desesperamos, pois a nossa confi…

FOME DA PALAVRA.

Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. (Amós 8.11)
Temos um grande número de pessoas que buscam as igrejas somente para ouvir palavras de consolo, incentivo, ou bênçãos, pessoas estas que decoram alguns versículos e se pauta por eles, e exigem as suas bênçãos, e isto com respaldo, uma vez que pregadores estão distribuindo, ou vendendo bênçãos, prosperidade e tranqüilidade. Estas pessoas não querem saber de ouvir a verdade, não querem saber de obediência, querem salvação, e bênçãos somente por ir a igrejas. Chegará o dia que irão querer ouvir a palavra verdadeira e não acharão, não encontrarão a verdade, somente as mentiras, e engano como já existem muitos por ai. “E irão errantes de um mar até outro mar e do Norte até o Oriente; correrão por toda parte, buscando a Palavra do Senhor, e não acharão.” (Amós 8.12) As pessoas viajarão de um país a outro tentando encontrar pregadores da …