NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 18 de julho de 2017

ENSINANDO NO TEMPLO

"Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras. E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com Ele, e, assentando-se, os ensinava." (João 8:1-2)

         Como sempre faço questão de frisar, Jesus estava sempre ensinando, mesmo porque essa era a sua missão, apresentar o Reino, o seu Evangelho, mostrar a face do Pai, mostrar o Amor de Deus. Portanto, todo o tempo estava ensinando com palavras, com gestos, operando milagres e maravilhas. Na maioria das vezes, Jesus passava as noites no relento, nos jardins, e logo pela manhã ia para o templo, onde ensinava o seu Evangelho, mostrando que Ele era o Messias e que a lei se cumpria Nele. Cristo nos deixou o ensinamento de que devemos todo o tempo ensinar o seu Evangelho e não outra coisa qualquer, não outros evangelhos, mas simplesmente o Evangelho Dele, porque o seu Evangelho é atual, moderno e abrange tudo, Nele temos respostas para tudo. E quando tentamos mudar, amenizar o seu Evangelho, tentamos modernizá-lo, ou adaptá-lo a alguma situação, estamos simplesmente criando uma heresia. Portanto, não podemos tentar dourar a pílula, mas somente falar o que Jesus manda; devemos repetir as suas palavras, falar a Verdade Bíblica, independentemente das pessoas gostarem ou não, de ouvirem ou não. Temos somente que falar, mesmo porque não temos obrigação de tentar convencer ninguém, pois quem faz isso é o Espírito Santo. Se estamos no trabalho, em casa, no colégio, ou passeando, todo o tempo devemos apresentar Cristo, apresentar o Evangelho não só com Palavra, mas pela maneira como nos portamos, como agimos diante de qualquer situação que surgir. Somos o templo do Senhor, e, portanto, devemos permitir que no templo do Senhor seja pregado e ensinado o Evangelho de Jesus Cristo em tempo integral. Mas, para que sejamos templo do Senhor, devemos primeiro viver como templo, porque não podemos falar do Evangelho sem ser templo, de outra maneira estaríamos indo contra o Senhor. Sabemos que, quando alguém vem até nós falando de Cristo, de Deus, mas vivendo uma vida contrária a sua Palavra, essa pessoa está na verdade a serviço das trevas. Todas as pessoas que vierem a nós devem saber que irão ouvir a Palavra de Deus, querendo ou não, e que jamais irão ouvir ou nos ver fazer algo que seja contrário a Jesus. Pela manhã, devemos ter a certeza de que Jesus está em nós, no seu templo, e ensinando, devemos saber que o dia que se inicia é simplesmente mais um dia para Cristo nos ensinar. Também devemos todos saber que, antes de sermos professores, somos alunos de Jesus, antes de sermos alguma coisa, somos simplesmente ovelhas do rebanho do Senhor, e para isso devemos querer ser ovelha, obedecer e seguir o nosso Mestre.
 "E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando." (João 8:3-4). Jesus estava sempre sendo testado pelos escribas, fariseus e religiosos de um modo geral. Eles vinham até Ele não com o objetivo de aprender, mas de armar alguma cilada para Ele e assim ter do que acusá-lo, para prendê-lo e matá-lo. Jesus sempre foi perseguido desde o seu nascimento, quando José teve que fugir com Ele para o Egito, porque Herodes queria matá-lo, por isso mandou matar todos as crianças com a esperança de eliminá-lo. Durante todo o seu Ministério, que foi de aproximadamente três anos, foi sistematicamente perseguido. Agora lhe trouxeram uma mulher adúltera, ou seja, uma mulher que foi pega em flagrante praticante sexo com um homem que não seu marido. Devemos observar que trouxeram somente a mulher e não trouxeram o homem também, que deveria também estar ali. Queriam ver o que Jesus diria, pois, dependendo do que Ele dissesse, diriam que Ele estava agindo contra a Palavra de Deus, contra a lei de Moisés. Devemos conhecer bem o Evangelho, para podermos ensinar, pregar e, principalmente, nos defender das acusações e das armadilhas. "E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?" (João 8:5). Vejamos que os acusadores, apesar de apresentarem somente a mulher, citam a lei de Moises mostrando que a lei falava no plural, falava dos dois adúlteros que deveriam ser apedrejados. Apesar de apresentarem somente a mulher, se Jesus agisse, falasse de maneira emocional, ou se estivesse com medo, querendo agradar a eles, diriam para que a apedrejasse. Muitas vezes nos são apresentadas situações adversas, inusitadas, e agimos de maneira emocional, achando que fizemos a nossa obrigação. Agimos com a intenção de agradar as pessoas ou com medo de sermos acusados, abandonados, e por isso erramos. Mas devemos agir, responder de acordo com o Evangelho de Jesus. A lei se cumpriu em Jesus e, portanto, não praticamos nada da lei, somente de Jesus. Vivemos na Graça, no Evangelho, praticamos o perdão todo o tempo, pois foi o que Ele mandou. "Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra." (João 8:6-8). Jesus ouviu a acusação contra a mulher, mas permaneceu como estava: escrevendo na terra, e respondeu chamando todos eles de pecadores. Ordenou que, se algum deles se julgasse santo, que fosse a primeiro a apedrejá-la. Muitas vezes, por irmos a um templo qualquer, por orarmos, jejuarmos, nos julgamos mais santos do que os outros. Achamos que, por não cometermos um determinado tipo de pecado, somos santos. Não paramos para pensar que para Deus não existe separação de pecado, e todos são iguais. Pecado é pecado e pronto. Não somos melhores do que ninguém, o que temos é mais responsabilidade, porque, se conhecemos Jesus, o Evangelho, temos a obrigação de praticá-lo, de ensiná-lo. Temos que aprender a perdoar, porque, se somos templo do Espírito, Jesus habita em nós e já nos perdoou, assim devemos imitá-lo, mas temos que saber o que é perdão e o que é concordância e apoio ao pecado. Jesus perdoa, mas manda ir, não mais pecar."Quando ouviram isto, redarguidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais." (João 8:9-11). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário