Pular para o conteúdo principal

CONJURAÇÃO

"Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu Reino, Que pregues a Palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina." (2 Timóteo 4:1-2)

 O apóstolo Paulo convoca, determina, exige que Timóteo simplesmente pregue a Palavra da Verdade, pregue o Evangelho de Cristo. Observamos que ele faz essa conjuração no Nome do Senhor. Isto porque, como Paulo era comprometido com o Evangelho, com Cristo, ele não tinha outra preocupação a não ser ensinar a verdade; assim ele desejava o mesmo do seu pupilo. Determina que Timóteo, assim como ele, pregue em todo o tempo e ocasião falando de Cristo e dos seus ensinamentos, e que não perca tempo com outro tipo de doutrina, somente com o Evangelho de Jesus Cristo. Que ele pregue o arrependimento, a conversão, a santificação e a salvação, e não outra coisa, não outro tipo de pregação muito comum em nosso tempo. Isto porque hoje dificilmente vemos pregações legítimas, já não vemos quase exortações, ou repreensões, nem exigência de abandono de pecados, mas, ao contrário, um oferecimento de bênçãos e comercialização. Infelizmente, os templos, os pregadores se corromperam por outras doutrinas e abandonaram o Evangelho de Jesus Cristo, e hoje pregam doutrinas estranhas. O que vemos hoje é uma preocupação em agradar a ovelhas, em encher templo, e em pedir ofertas, em fidelizar o povo. Não se exige mais santidade para subir ao altar, porque, hoje, para cantar nas igrejas, nos templos precisa-se somente ter uma voz razoável ou dar boas ofertas. Para pregar, precisa-se somente ser ofertante e dizimista. O pecado já não mais incomoda, e os pastores, líderes de templos estão preocupados em manter sempre cheios os seus templos, assim criam todos os tipos de shows, eventos, campanhas para que as pessoas não deixem de ir a eles. Infelizmente, não cobram santidade, cobram somente a presença nos templos, não exigem arrependimento, mas sim ofertas, e assim o povo está sendo conduzido ao matadouro. Não falam em salvação, falam em bênçãos, falam em prosperidade; as pregações hoje são somente ensinamentos de autoajuda. Doutrinas e preceitos de homens têm substituído o Evangelho de Jesus Cristo, nesses templos denominados evangélicos.
 "Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas." (2 Timóteo 4:3-4). O que acontece hoje não é novidade para os verdadeiros cristãos, porque Jesus há mais de dois mil anos já nos deixou avisados. O apóstolo Paulo também já avisava que esses tempos chegariam, um tempo em que o povo buscaria não a Verdade, não Jesus, mas palavras agradáveis e de incentivo, porque, infelizmente, muitos se corromperam e não aceitam a verdade. Como preferem o pecado, não aceitam ser confrontados, e muito menos que se fale que devem abandonar as práticas contrárias ao Evangelho. Por isso incentivam, apoiam e erguem os pregadores de palavras, doutrinas apóstatas, heréticas que os ajudam a se manter em seus erros. As pessoas estão à procura de religião, pois querem se justificar, mas não servirem ao Senhor, porque querem se sentir como que servindo ao Senhor, mas sem obedecer-lhe, porque estão com a mente corrompida. Assim, encontramos pregadores carismáticos, que têm experiência de fazer o povo se alegrar, sorrir, ou conduzir as pessoas às lágrimas. São experts em fazerem discursos emotivos, carnais. Mas fazem isso porque estão preocupados em tudo fazer para agradar ao povo e não ao Senhor. O que acontece hoje não é novidade e nós já fomos avisados; basta meditar no Evangelho, na Palavra de Deus. "Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério. Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo." (2 Timóteo 4:5-6). Paulo sabia que a hora de sua partida já estava próxima e que em breve iria ao encontro do Senhor, e como foi sempre fiel ao Evangelho, agora, mais do que nunca, ele tinha a preocupação de deixar discípulos fiéis. Esse apóstolo, que era muito consciente do seu dever como pregador, não ficava reclamando e ou pedindo isso ou aquilo ao Senhor, ele simplesmente pedia crescimento espiritual e oportunidade de pregar sempre a mensagem da Cruz. Vimos isso em todas as vezes em que foi preso, pois, mesmo passando por essa situação, estava sempre levando a mensagem. Hoje vemos um bando de pregadores que vivem orando, se lamentando, dizendo que estão apertados e precisando de recursos, de ofertas para fazerem novos templos para pagar televisão, rádios, e outras despesas pessoais. Estes de hoje vivem reclamando e pedindo, mas sabemos que o que fazem não é o Evangelho de Cristo, não é esse que Ele nos mandou pregar, porque Jesus nos mandou ir como estivermos e deixar que o nosso Deus cuide de nós. Paulo era um verdadeiro servo do Senhor e por isso ele tinha a certeza do dever cumprido e aguardava o momento da sua partida sabendo que tinha cumprido o seu dever e que iria se encontrar com o Senhor. "Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda." (2 Timóteo 4:7-8). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Comentários

Postagens Mais Acessadas

RAÇA DE VÍBORAS? QUEM SÃO?

E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?(Mateus 3. 7)
           Aqui vemos como João Batista pregava, como ele falava e exortava para que os mesmos abandonassem os pecados e a religiosidade, muitos não gostavam porque achavam a pregação dura, mas João é aquele que foi enviado para preparar o caminho para Jesus, é o qual o Senhor testemunhou dele. “E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele.” (Lucas 7.28) João Batista não ficava alisando ego, não prometia bênçãos sem fim, nem mesmo prosperidade, mas chamava ao arrependimento. Ele não concordava com o fato de pecadores contumazes irem buscar somente o batismo com ele, ouvir a pregaçã o curta e direta dele, porém continuarem nos erros, nos pecados. Da mesma maneira existem hoje milhares de pessoas que gostam de ir à igrejas, de falarem o n…

A DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O ÍMPIO

Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve. (Malaquias 4.1)
                 Veja que a palavra de Deus chama a nossa atenção para que observemos as pessoas, que teme ao Senhor e as que não temem; devemos observá-las pela forma como vivem como enfrenta os problemas quando surgem, como educa e trata os seus familiares, e principalmente como reage diante do inesperado. Pois o mal vem sobre os justos e injustos, sobre bons e mal. “Para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.”(Mateus 5.45) Mas a diferença é exatamente como encaramos, pois se somos Justos, somos tementes e praticante da palavra, usaremos o nome e o poder do nome de Jesus e mandaremos o mal embora; e  também por maior que sej a o problema que estamos atravessando,   sabemos que vai passar logo, e temos paz, não perdemos a paz, e não nos desesperamos, pois a nossa confi…

FOME DA PALAVRA.

Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. (Amós 8.11)
Temos um grande número de pessoas que buscam as igrejas somente para ouvir palavras de consolo, incentivo, ou bênçãos, pessoas estas que decoram alguns versículos e se pauta por eles, e exigem as suas bênçãos, e isto com respaldo, uma vez que pregadores estão distribuindo, ou vendendo bênçãos, prosperidade e tranqüilidade. Estas pessoas não querem saber de ouvir a verdade, não querem saber de obediência, querem salvação, e bênçãos somente por ir a igrejas. Chegará o dia que irão querer ouvir a palavra verdadeira e não acharão, não encontrarão a verdade, somente as mentiras, e engano como já existem muitos por ai. “E irão errantes de um mar até outro mar e do Norte até o Oriente; correrão por toda parte, buscando a Palavra do Senhor, e não acharão.” (Amós 8.12) As pessoas viajarão de um país a outro tentando encontrar pregadores da …