NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

O QUE FAREMOS

"Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?" (Romanos 6:1-2)

 Não vivemos mais submetidos a uma lei, vivemos na Graça, pela Graça do Senhor Jesus, assim a lei não tem poder sobre nós. Mas isso não quer dizer que, por esse motivo, podemos viver praticando o pecado, muito pelo contrário, agora temos maior necessidade de viver em santidade exatamente por vivermos em Jesus, e não mais estarmos vivos para o mundo e para o pecado. Se vivemos na Graça, logo estamos em Jesus, e, se estamos Nele, estamos mortos para o pecado, que não pode dominar os nossos corpos. Uma vez mortos, nada poderá influenciar o que já morreu, assim, não existe explicação para que alguém viva no pecado estando em Cristo. E quem está vivendo na prática do pecado não está em Cristo, não desfruta da Graça do Senhor. Por estarmos na Nova aliança, no Novo Testamento, na Graça, temos obrigação de viver como mortos para o mundo. Quando ainda estamos no pecado em nossas vidas, estamos, na verdade, rindo do sacrifício da Cruz, estamos rejeitando a Salvação."Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?" (Romanos 6:3), Somos batizados em Jesus, na sua morte, assim também devemos nos considerar mortos para o mundo. Temos que compreender o que é ser morto para o mundo, que é não se permitir agir ou praticar nem mesmo pensar quaisquer coisas que sejam discordantes da Palavra de Deus, porque não mais pensamos através da sabedoria humana, ou lógica, mas somente permitimos ser guiados pela Palavra de Deus, que é o Espírito Deus. Somos mortos, assim não pensamos ou fazemos quaisquer coisas por nós mesmos, mas o Senhor é quem age através de nós. Por esse motivo, o pecado não tem lugar em nossas vidas, porque quem habita em nossos corpos é o Espírito Santo. Não somos mais guiados por sentimentos ou coração, uma vez que sabemos que o coração é enganoso e que os sentimentos canais nos conduzem ao afastamento do Senhor. Assim, examinamos tudo na Palavra de Deus, lá obtemos o meio, a sabedoria de como devemos proceder diante de qualquer situação. Temos que andar em Espírito e jamais satisfazer as vontades desenfreadas da carne.
 "De sorte que fomos sepultados com Ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela Glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida." (Romanos 6:4). Portanto, quando decidimos nos batizar, descer as águas batismais, estamos confessando a morte de Cristo e a assumindo, para que também possamos receber Dele a vida. Assim como mortos, passamos a andar, a viver em novidade de vida, viver de maneira diferente da que vivíamos, vivemos de acordo com o que Jesus determinou. Não praticamos a lei, simplesmente vivemos Jesus, e viver em Jesus é viver separado do erro e do pecado. Se não assumirmos a morte de Jesus, com certeza também não receberemos a vida Dele e Nele. Antes de conhecer o Senhor, antes de nos batizarmos Nele, mentíamos, enganávamos, adulterávamos, fornicávamos, agora nem mesmo podemos pensar nesse tipo de coisa, porque a nossa vida está em Jesus, estamos mortos, e mortos não têm prazer carnal. Sabemos que o pecado, a impureza não precisam ser cometidos com atos, mas só com os pensamentos, assim não permitimos tais pensamentos, porque sabemos que significam desobediência, rebeldia, pecado, impureza."Porque, se fomos plantados juntamente com Ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição; Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com Ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado." (Romanos 6:5-6). Se já morremos Nele, com Ele e igual a Ele, também da mesma forma com Ele ressuscitaremos e iremos para o Pai e passaremos para a eternidade. Aqui não é a nossa casa, nem um lugar que devemos ter e ser vitoriosos materialmente falando. Jesus não o foi, e nós, como seus discípulos, seus seguidores, também não buscamos poder aqui. Jesus mostrou o Poder de Deus, mas Ele não teve poderio material, não teve bens materiais aqui e nem os buscava, isto porque o seu Reino não é daqui. Aqui é um lugar de passagem, de nossa peregrinação em direção a nossa casa, em direção a nossa vida real. Assim, diante do mundo agimos como mortos, pois já morremos em Jesus. "Porque aquele que está morto está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com Ele viveremos; Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre Ele." (Romanos 6:7-9). Se estamos mortos, a justificação existe, portanto, vivemos em Jesus, e a morte não tem mais poder sobre nós, porque a nossa morte em Cristo resultou na Vida para sempre, anulamos assim o poder da morte.
 "Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor." (Romanos 6:10-11). Morrer somente para o pecado, e se essa morte for legítima, verdadeira, então não temos desejos ou vontades de pecar. Não vivemos em desespero, em guerra contra nós mesmos, porque essa vontade de errar não existe, ela morreu. Mas, para que a morte da carne reine em nossas vidas, temos que assumir a vida de Jesus. Por tal motivo, os discípulos de Jesus são diferentes e não se importam com comentários, acusações ou bajulações de quem quer que seja. Não há a preocupação de obter coisas materiais, e sim em se aproximar mais e mais do Senhor, em caminhar em direção ao Reino de Deus. Por esse motivo, temos que nos considerar mortos para todos os tipos de pecado, não deixar jamais que algum deles possa nos atrair. "Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça." (Romanos 6:12-13). Assim, não podemos permitir que nenhum dos membros dos nossos corpos seja usado para nos conduzir ao sofrimento e vergonha eternos. Isto é, não permitirmos olhar o que não se deve, ou que os nossos pés nos conduzam a lugares errados, ou sirvam para cometermos qualquer pecado. Temos que saber que os nossos corpos são a igreja de Cristo, somos templos e moradas do Espírito Santo, e assim temos que nos manter em constante santidade. Mas temos o dever de usar para nos apresentar o nosso corpo, todos os membros do nosso corpo para a divulgação e propagação do Evangelho, para testemunhar o Poder de Deus. Temos a todo o tempo que ser instrumentos do Senhor, para que possamos levar a mensagem a toda a parte. "Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. Pois que? Pecaremos porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum." (Romanos 6:14-15). O pecado não tem poder sobre nós, e ele só pode acontecer em nossas vidas se nós quisermos, se permitirmos viver em rebeldia à Palavra de Deus. Assim, temos a escolha, temos a opção de escolher vida ou morte. "Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?" (Romanos 6:16). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário