NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

FAZENDO IGUAL

"Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam." (Lucas 6:27)

 Vamos entender a fala do Senhor Jesus aqui nesse versículo. Vamos compreender que, primeiro, Ele está falando para todos nós que estamos ouvindo, lendo essa Palavra. Todos sem exceção, que de alguma maneira tomaram conhecimento desse versículo, todos "vós que ouvis", assim ninguém fica excluído, e quem não pratica o que Ele está falando, ou simplesmente ignora, está em desobediência aos seus mandamentos. Sim, porque Ele não está sugerindo, está ordenando, mandando, determinando que todos os que estão ouvindo, lendo, sabendo dessa Palavra que amem os inimigos. E ainda determina que devam fazer o bem, socorrer, ajudar os que nos odeiam. O principal é que devemos atentar para essa Palavra, porque Ele não diz que irá nos fazer amar os nossos inimigos e nem socorrer os que nos odeiam, mas Ele exige que o façamos. Portanto, não adianta fazer orações infrutíferas, tolas a Ele pedindo que mude o nosso coração, que nos incline a perdoar os nossos inimigos, nós que temos de fazer isso, temos que lutar contra a nossa carne, nossa vontade, nossos sentimentos, temos que engolir nossa mágoa, soberba, orgulho, e amar todos aqueles que declaradamente nos odeiam, ou mesmo os que não fazem isso às claras. Temos de ajudar aquelas pessoas que nos odeiam e nos querem ver destruídos, temos que nos prontificar a fazer por elas o que queremos que façam por nós. "A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado o Reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele." (Lucas 16:16). Desde João Batista, na Nova Aliança, Novo Testamento, todos, para entrar no Reino de Deus, para alcançar a salvação em Jesus, têm que lutar, esmurrar a própria carne. Para alcançar a salvação, é necessário lutar contra nós mesmos, contra nossa vontade carnal, não nos permitindo odiar ninguém, independentemente do que alguém nos faça. Fica claro que não é Jesus que vai nos fazer amar os nossos inimigos, ou seja, aqueles que nos veem como inimigos. Jesus deu a ordem, nós devemos cumpri-la, devemos obedecer-lhe, assim nos obrigamos a amar a todos, independentemente se nos amam ou não. Quando não assim fazemos, não procedemos dessa maneira, estamos desobedecendo a uma ordem, um mandamento do Senhor. Sabemos que os desobedientes não herdarão o Reino de Deus, assim sabemos que temos que ir contra a nossa própria natureza carnal para obtermos vitória.
 "Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam." (Lucas 6:28). Agora, observemos que o Senhor Jesus manda que bendigamos, abençoemos os que nos amaldiçoam. Sabemos que não é fácil alguém estar nos amaldiçoando, ofendendo, e termos que simplesmente abençoá-lo, mas é o que devemos fazer se queremos alcançar a salvação. Por isso o Senhor disse que, para entrar no Reino, temos que empregar força, que é uma das mais difíceis lutas, porque é lutar contra nós mesmos, é uma luta interna. Orar por aquelas pessoas que nos difamam, fazem fofocas com o nosso nome, que fazem intrigas não é fácil, mas devemos assim fazer porque o Senhor Jesus nos manda, e, se não o fizermos, estaremos em desobediência, e os desobedientes não entrarão no Reino de Deus. As pessoas, no desespero, oram pedindo que Ele as ajude a perdoar, mas, a bem da verdade, não encontram resposta, porque o Senhor determinou que nós fizéssemos isso, e não Ele, em nossas vidas. Portanto, não importa como estão nos amaldiçoando, desejando o nosso mal, ou que estejam nos caluniando, falando pelas nossas costas, vamos orar por essas pessoas, vamos perdoá-las simplesmente porque recebemos ordens para isso. E se somos discípulos de Jesus, se somos servos, simplesmente obedecemos. "Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses." (Lucas 6:29). Quando formos agredidos verbalmente ou até mesmo fisicamente, não devemos revidar, mas simplesmente orar para que Ele venha nos libertar do jugo da amargura, do ódio, e a pessoa se arrependa e se converta ao Senhor. Se revidarmos, estaremos simplesmente brigando, participando de uma confusão, e o Senhor nunca está no meio de confusão. Como podemos mostrar a face de Cristo, o seu caráter, se estamos envolvidos em briga? Jesus foi acusado, chicoteado, espancado, crucificado e nada fez para se defender, e ainda orou, pedindo ao Pai que eles fossem perdoados. Quando alguém nos furtar, nos tirar algo, não precisamos entrar em desespero querendo de volta, mas aprender a dar, porque, se alguém nos toma algo, é porque precisa, então, para que a pessoa não passe por ladrão, devemos nós mesmos oferecer-lhe até mais. Se pegou algo emprestado e não nos devolveu, não precisamos ficar cobrando, mas simplesmente abençoar a pessoa, porque é mandamento do Senhor.
 "E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também."(Lucas 6:30-31). Jesus ainda nos manda socorrer todos os que vêm até nós. Assim, não podemos escolher a quem ajudar, a quem socorrer, devemos ajudar a todos indistintamente. Se alguém pegou algo nosso, não nos preocupemos em pegar de volta, mas o abençoemos para que o Senhor possa agir na vida dele e assim quem sabe venham o conhecimento e o arrependimento. Não é fácil praticar o Evangelho, não é fácil viver segundo o mandamento do Senhor, mas, como Ele mesmo disse, devemos empregar a força para que possamos ser achados dignos de entrar no Reino de Deus. Jesus disse que a porta é estreita e que devemos nos esforçar para que consigamos passar por ela. Assim esmurramos nossos corpos, aniquilamos a nossa vontade, mortificamos a nossa carne, para que possamos obter a vida Nele. "E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam."(Lucas 6:32). Amar quem nos ama e se preocupa conosco é fácil, e todos assim procedem. Amar o que é belo, perfeito, bom, todos fazem, e isso não transforma ninguém em filho de Deus. Bons e maus, todos amam os seus, mesmo as piores pessoas no mundo têm outras que eles amam. Mas nós somos diferentes, temos que imitar o Senhor, que nos amou sendo nós todos pecadores. Ele nos amou primeiro e deu a sua vida por nós; assim devemos amar a todos, socorrer a todos indistintamente. Amar com o amor de Cristo, e não com amor interesseiro ou egoísta. "E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo."(Lucas 6:33). Ajudar a quem nos ajuda, emprestar a quem nos empresta ou com a certeza da devolução é fácil e nem é praticar amor e caridade, é simplesmente uma troca de favores. Devemos emprestar àquelas pessoas que sabemos que não têm condições de nos pagar, devolver, ou simplesmente não o farão. Dar, ajudar as pessoas que sabemos que jamais terão condições de nos ajudar em alguma coisa, isso é exercer, praticar o Evangelho de Jesus Cristo. "E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto. Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque Ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso."(Lucas 6:34-36). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário