NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

PORQUE JEJUAR?

“Disseram-lhe, então, eles: Por que jejuam os discípulos de João muitas vezes, e fazem orações, como também os dos fariseus, mas os teus comem e bebem?” (Lucas 5:33)

            Os fariseus e os escribas da época interrogaram Jesus sobre o jejum. Eles sempre queriam pegá-lo em alguma falha da lei, pois tinham um entendimento diferente, sabiam somente sobre a lei, e não queriam aceitar a Graça de Deus, não queriam aceitar que Jesus era o Messias anunciado, que era o Filho de Deus. Eles estavam acostumados ao rigor da lei, à autopunição, às mesmas leis que eles mesmos não cumpriam, não respeitavam. Então vieram questionar o porquê de os discípulos de João Batista orarem muito e jejuarem e os de Jesus não jejuarem e nem orarem tanto. Se observarmos atentamente, veremos que, durante ao Ministério terreno de Jesus, os seus discípulos não jejuaram nem uma vez, ou seja, o Senhor não mandou que eles jejuassem. Orar sim, inúmeras vezes, e, pouco antes de Jesus ser preso no jardim de getsêmani, Ele insistiu que os discípulos perseverassem em orações. Mas veremos Jesus com os discípulos se alimentando, nas casas ou com o povo, a céu aberto, como quando multiplicou os pães e peixes. Mesmo depois da sua ressurreição, Ele se alimentou com os discípulos para mostrar que não era um fantasma. “E ele lhes disse: Podeis vós fazer jejuar os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles?” (Lucas 5:34).Vemos que Jesus responde ao questionamento deles com uma pergunta; e essa pergunta é sobre como as pessoas poderiam jejuar em dia de festa de um casamento enquanto o dono da festa, o esposo, estivesse junto com os convidados. Claro que não poderiam mesmo, porque segundo os costumes dos judeus seria considerado uma afronta gravíssima. Jesus está perguntando se podem, ou é necessário jejuar se eles têm a companhia do noivo. Se eles estão bem protegidos, acompanhados, estão com o Senhor, o dono da festa, então como poderiam jejuar? Jesus nos dá um ensinamento claro sobre o jejum que não é praticado, na verdade é distorcido, pois a função do jejum é nos fortalecer espiritualmentequando nos sentirmos fracos espiritualmente, quando sentirmos o afastamento do Senhor, só assim devemosjejuar.
            “Dias virão, porém, em que o esposo lhes será tirado, e então, naqueles dias, jejuarão.” (Lucas 5:35). Jesus disse que no futuro eles deveriam jejuar, mas no momento não, enquanto Ele estivesse com eles, não necessitavam, mas, depois, quando não tivessem Jesus,deveriam jejuar para buscar encontrá-lo novamente. Jesus mesmo várias vezes jejuou, para fortalecimento e resistência a ataques malignos, e nenhuma vez Ele jejuou ou ensinou que deveríamos jejuar em prol desta ou daquela causa, mas as inúmeras religiões evangélicas, digo religiões, pois a maioria não passa disto, ensinam que as pessoas devem jejuar para obtenção de milagres, de bênçãos. Algumas fazem campanhas de jejum para causas impossíveis, milagres urgentes, vitória, e mais um monte de títulos com oferendas de milagres. Mas nada têm a ver com a Palavra de Deus, e os que fazem jejum por esses motivos estão oferecendo sacrifícios tolos que para nada servem, pois Deus não vai atender alguém só porque ficou sem comer ou beber. A função do jejum é enfraquecer a carne, quebrar a carne e fortalecer o espírito, buscar mais o Senhor; jejum é para fortalecimento espiritual e não para alcançar alguma bênção. “E disse-lhes: Esta casta não pode sair com coisa alguma, a não ser com oração e jejum.” (Marcos 9:29). Jesus falou com os seus discípulos, diante da incapacidade de expulsar um demônio, que isso só seria possível com jejum e oração. Isso não quer dizer que, se jejuar, os demônios das pessoas vão sair correndo, mas é que, quando se jejua, se fortalece espiritualmente, e então as pessoas têm condição de fazer uso da Palavra e do poder de Deus. O jejum só faz bem a nós mesmos, é para o nosso crescimento espiritual, e não para obtenção de bênçãos. Infelizmente, existem muitos ensinando errado ao povo, que, no desespero para obter uma bênção, jejua por esse motivo. As pessoas têm que saber que esse sacrifício é inválido, devemos seguir o exemplo do Nosso Mestre que é Jesus; devemos fazer como Ele fez e, principalmente, como Ele mandou fazer; e não ficarmos fazendo nada por emoção ou acreditando em ensinamentos vários que não se fundamentam na Bíblia. Assim também como criaram uma variedade de jejuns que não são bíblicos, jejum parcial não existe, jejum disto ou daquilo, jejum de Daniel, que dizem que é comer só legumes, mas não sabem que Daniel ficou comendo só legumes não como jejum, mas para não comer as comidas contaminadas e oferecidas a ídolos do rei da Babilônia, heregias várias.
            “E disse-lhes também uma parábola: Ninguém tira um pedaço de uma roupa nova para a coser em roupa velha, pois romperá a nova e o remendo não condiz com a velha.”(Lucas 5:36). Jesus quer dizer que não é possível tentar colocar uma lei antiga, o hábito velho, uma religiosidade, uma obediência a um preceito humano,à Graça. Não é possível fazer uma lei de imposição na Graça, pois a Graça é liberdade, ou seja, não existe uma determinação, uma obrigatoriedade para que as pessoas jejuem, pois é uma opção, é para aquelas que tiverem o entendimento e sentirem necessidade de crescimento espiritual, ou se sentirem fracas, e não para obtenção de bênção ou como um ato religioso. “E ninguém deita vinho novo em odres velhos; de outra sorte o vinho novo romperá os odres, e entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão; Mas o vinho novo deve deitar-se em odres novos, e ambos juntamente se conservarão.” (Lucas 5:37-38). Os ensinamentos de Jesus devem ser aplicados a novos entendimentos, e não a uma arcaica lei, porque, se assim fosse, deveriam também praticar tantos outros como eles faziam, sendo que não eram mandamentos do Senhor, como na época, em que eles ofereciam sacrifícios a Deus, e o Senhor nunca tinha mandado fazer isso em sua própria Palavra. “Porque nunca falei a vossos pais, no dia em que os tirei da terra do Egito, nem lhes ordenei coisa alguma acerca de holocaustos ou sacrifícios.Mas isto lhes ordenei, dizendo: Dai ouvidos à minha voz, e eu serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; e andai em todo o caminho que eu vos mandar, para que vos vá bem.”(Jeremias 7:22-23) E mais: “Porque eu quero a misericórdia, e não o sacrifício; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.”(Oseías 6:6). São ensinamentos heréticos, emotivos, que são trazidos para a igreja e querem adaptá-los ao Evangelho, mas Jesus mostra a impossibilidade de isso acontecer. Assim são vários ensinamentos a respeito do jejum,cuja única função é fortalecer o espírito, e jejuarmos quando sentirmos a necessidade, e não por imposição ou ato religioso. “E ninguém tendo bebido o velho quer logo o novo, porque diz: Melhor é o velho.” (Lucas 5:39). Ninguém, conhecendo Jesus, a Graça, tendo desfrutado, diz que antes era melhor.
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário