NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quinta-feira, 1 de maio de 2014

NOVA VIDA

"Por isso, ainda que tenha em Cristo grande confiança para te mandar o que te convém, todavia peço-te antes por amor, sendo eu tal como sou, Paulo o velho, e também agora prisioneiro de Jesus Cristo.” (Filemom 1:8-9)

            Paulo aqui intercede por Onésimo que era um servo fujão. Após se encontrar com esse discípulo abnegado que apresenta o Evangelho de Jesus Cristo, ele, que era servo, se converte de coração e passa a ser um homem de Deus. Entretanto ele continuava a ser um servo fujão e, de acordo com a lei romana da época, o seu senhor poderia castigá-lo, inclusive com a morte. Então Paulo manda que ele volte ao seu senhor, que se apresente, e envia uma carta de intercessão. Devemos saber que não importa o que fizemos no passado, mas, ao nos convertermos,  se deixamos dívidas no passado, devemos pagá-las, devemos acertar as nossas contas. O Senhor perdoa todos os nossos pecados quando nos arrependemos, mas o que plantarmos colheremos, e a Palavra de Deus nos fala: "Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam.”( Atos 17:30). Portanto, se no passado tinha roubado, tem que devolver o que não pertence, pois na nova vida não há lugar para produto de roubo; se  estava num segundo casamento, deve se separar e ir à busca da primeira esposa, ou do marido;  se tinha mágoa, raiva, tem que perdoar; se devia, tem que pagar; se deve à justiça, deve se apresentar e confessar o crime. Não podemos aceitar falsas conversões, que as pessoas venham sujas e com produto de pecado para nova vida e ainda quererem que o Senhor as aceite com a bagagem de erro. Conversão é viver em novidade de vida, é confiar plenamente no Senhor, viver a sua Palavra e ser dependente somente Dele. "Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões; o qual noutro tempo te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil; eu to tornei a enviar.”(Filemom 1:10-11.) Paulo, o abnegado apóstolo que, mesmo preso, não parava de pregar o Evangelho, de fazer discípulos, tinha ensinado o Evangelho a Onésimo, e  claro que seria muito tê-lo junto  para ajudar na evangelização além de atendê-lo na prisão, uma vez que  o sistema prisional da época dava essa condição.
            "E tu torna a recebê-lo como às minhas entranhas. Eu bem o quisera conservar comigo, para que por ti me servisse nas prisões do evangelho; mas nada quis fazer sem o teu parecer, para que o teu benefício não fosse como por força, mas, voluntário.” (Filemom 1:12-14). Paulo queria e precisava desse agora liberto, mas fez questão de enviá-lo de volta ao seu senhor  com um pedido de clemência, mas  que  ele não se sentisse obrigado forçado a fazer nada. Assim devemos proceder, não podemos forçar ninguém a fazer quaisquer coisas, mesmo porque para o Senhor tudo o que fizermos de forma forçada, obrigado, nada vale. Em tudo devemos ser humildes, pois, quando nos convertemos ao Senhor, nos convertemos na humildade Dele, então sermos sinceros, honestos é nossa obrigação, é algo que tem que estar em nosso caráter; devemos reconhecer que no passado éramos pecadores, falhos, e, portanto, não podemos ter vergonha de voltar e consertar os nossos erros, pois sempre confiamos na bondade do Senhor. "Porque bem pode ser que ele se tenha separado de ti por algum tempo, para que o retivesses para sempre, não já como servo, antes, mais do que servo, como irmão amado, particularmente de mim, e quanto mais de ti, assim na carne como no Senhor? Assim, pois, se me tens por companheiro, recebe-o como a mim mesmo.” (Filemom 1:15-17). Paulo apela para amizade e para  o sentimento cristão desse senhor para receber o servo de volta, mas recebê-lo como irmão em Cristo e não mais como simplesmente servo. Faço questão de frisar que esse senhor não estava cometendo nenhum erro por ter servo, pois naquela época era normal e legal ter servos. "E, se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, põe isso à minha conta. Eu, Paulo, de minha própria mão o escrevi; eu o pagarei, para te não dizer que ainda mesmo a ti próprio a mim te deves.” (Filemom 1:18-19). Assim Paulo  chega ao ponto de, inclusive, assumir qualquer prejuízo que esse servo, agora irmão em Cristo, tenha causado ao seu senhor. Paulo propõe-se a pagar, ou seja,  não deixar que aquele que se converteu fique com dívidas anteriores. Assim devemos agir liquidando, aparando todas as arestas para não dar lugar ao diabo; a transformação do Evangelho é verdadeira e legítima, e em hipótese alguma pode haver qualquer sujeira antiga. Tudo devemos fazer para que aquele que se converte, aquele que passa a ser nosso irmão em Cristo possa resolver todas as suas pendências.
            "Sim, irmão, eu me regozijarei de ti no Senhor; recreia as minhas entranhas no Senhor. Escrevi-te confiado na tua obediência, sabendo que ainda farás mais do que digo.” (Filemom 1:20-21). Quando falamos, pedimos, intercedemos por alguém, sabemos que seremos atendidos se o pedido for dirigido a um cristão, pois os cristão sabem que devem em todo tempo perdoar e amar o próximo como a si mesmo, portanto vão agir segundo o amor do Pai. Sabemos que as pessoas farão coisas maiores e maiores do que pedimos, pois fazem para agradar a Deus. "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (2 Coríntios 5:17).  Se somos novas criaturas, então andemos em novidade de vida, não mais como anteriormente, mas como filhos da luz, sem nada a esconder ou temer, acertando tudo para que nunca tenhamos do que nos  envergonhar.

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
                                      Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeusVisitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário