Pular para o conteúdo principal

FORTALECEI OS VOSSOS CORAÇÕES

“Sede, pois, irmãos, pacientes até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima.” (Tiago 5:7-8)

          Aqui passamos por lutas, por batalhas, e muitas vezes somos derrotados, somos vencidos em determinadas situações, passamos por sofrimentos e afrontas várias, mas isto não quer dizer que sejamos derrotados espiritualmente falando, o que temos que fazer é perseverar, sabendo que a nossa vitória é no Senhor. Quando falamos que a nossa vitória está Nele, queremos dizer que a nossa vitória é Ele, é estar com Ele, é alcançarmos vida Nele, é podermos passar toda a nossa eternidade ao seu lado. Portanto, devemos nos manter firmes, sermos pacientes e aguardarmos com calma a sua vinda, pois está breve, e, quando Ele voltar, tudo será transformado, tudo será diferente, mas, se não estivermos vivendo segundo as suas ordenanças, nossa situação vai mudar, porém para pior, e muito pior. Por mais que estejamos passando por sofrimentos aqui, não podemos nos desesperar ou reclamar, mas simplesmente seguirmos em frente, pois, como sempre falo, aqui é território inimigo, por isto é normal sermos atacados, ofendidos e perseguidos, e se isto não estiver acontecendo, é porque estamos fazendo parte do mundo que jaz (morto) no maligno. Ser seguidor de Jesus não quer dizer que aqui no mundo seremos vencedores aos olhos humanos, porque o Mestre aqui também para o povo não foi vencedor. Ele foi perseguido, humilhado, espancado, crucificado e morreu na cruz do Calvário. Mas Ele é vencedor, pois subiu e hoje está sentado à direita do Pai e tem todo o comando, todo o domínio da terra e do céu. Assim, sabemos que é normal muitas vezes sermos derrotados, levarmos prejuízo, sermos motivo de piadas, gracejos, mas confiamos em nosso Deus e seguimos sem olhar para trás. “Irmãos, não vos queixeis uns contra os outros, para que não sejais condenados. Eis que o juiz está à porta.” (Tiago 5:9). Temos que parar de lamentar, de reclamar das pessoas, não somente dos que são ou deveriam ser da mesma fé. Não devemos reclamar de nada, de ninguém, isto porque nosso Mestre não reclamou, não lamentou e não pediu clemência. Ele foi o Cordeiro mudo, e se somos seus seguidores, assim procedemos, e em tudo damos glórias a Deus.
       “Meus irmãos, tomai por exemplo de aflição e paciência os profetas que falaram em Nome do Senhor. Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso.” (Tiago 5:10-11).Temos vários exemplos bíblicos de como deve ser o nosso procedimento diante das perseguições, das afrontas. Observando na Bíblia, percebemos que os grandes homens de Deus passaram por inúmeros sofrimentos, por batalhas sem fim, e muitos morreram, padeceram com mortes violentas e cruéis. Portanto, sabemos que o nosso sofrimento em nossas vidas é esperado, as críticas, as perseguições têm que ser uma rotina em nossas vidas. Estamos neste mundo que devemos julgar, porque as suas obras são más, são contra o nosso Senhor, assim é nosso dever condenar, e é claro que isso provoca uma reação. Para o mundo, a mentira, o divórcio e o recasamento, o homossexualismo, a esperteza, a desonestidade são comuns e aceitáveis, e nós temos o dever de condená-los, porque sabemos que são pecado. Nós não condenamos as pessoas, condenamos o pecado que elas praticam, e, por sua vez, elas, para se justificarem, se defenderem, defenderem o pecado que praticam, nos acusam e perseguem, mas isto não pode ser motivo para esmorecermos e desistirmos. “Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; mas que a vossa palavra seja sim, sim, e não, não; para que não caiais em condenação.” (Tiago 5:12).Assim, temos que viver de maneira separada, diferente, na contramão do mundo, portanto, não somos pessoas dúbias, de duas palavras, mas a nossa palavra, tudo o que falarmos tem que se cumprir. Não precisamos e nem podemos fazer qualquer juramento, mas simplesmente dizer sim ou não, e isto tem que ser uma sentença, o que falarmos temos que cumprir, independentemente de qualquer situação adversa. Mesmo o mundo não gostando de nós, eles têm que saber que somos pessoas confiáveis e que somos homens e mulheres de palavra, afinal, nós representamos o Nosso Mestre, e a Palavra Dele é uma só e não faz curvas. Temos que aprender a ser verdadeiros homens e mulheres do Senhor, temos que colocar o Evangelho em ação o tempo todo, pois para isto fomos chamados. “ Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em Nome do Senhor; E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.” (Tiago 5:13-15).Temos que representar o Senhor o tempo inteiro na nossa maneira de viver e não somente por falar. Portanto, se houver alguém doente, devemos orar com imposição de mãos, ungir com azeite e com certeza, porque Jesus já nos mandou fazer isto e também nos deu poder para curar as enfermidades. Não podemos nos omitir, mas agir com intrepidez, com coragem e fé, sabendo que é o Senhor quem cura. Sejamos autênticos, verdadeiros cristãos e não religiosos, sejamos seguidores de Jesus, para que possamos segui-lo também na vida eterna.“Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto. Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados.”(Tiago 5:16-20).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Comentários

Postagens Mais Acessadas

RAÇA DE VÍBORAS? QUEM SÃO?

E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?(Mateus 3. 7)
           Aqui vemos como João Batista pregava, como ele falava e exortava para que os mesmos abandonassem os pecados e a religiosidade, muitos não gostavam porque achavam a pregação dura, mas João é aquele que foi enviado para preparar o caminho para Jesus, é o qual o Senhor testemunhou dele. “E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele.” (Lucas 7.28) João Batista não ficava alisando ego, não prometia bênçãos sem fim, nem mesmo prosperidade, mas chamava ao arrependimento. Ele não concordava com o fato de pecadores contumazes irem buscar somente o batismo com ele, ouvir a pregaçã o curta e direta dele, porém continuarem nos erros, nos pecados. Da mesma maneira existem hoje milhares de pessoas que gostam de ir à igrejas, de falarem o n…

A DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O ÍMPIO

Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve. (Malaquias 4.1)
                 Veja que a palavra de Deus chama a nossa atenção para que observemos as pessoas, que teme ao Senhor e as que não temem; devemos observá-las pela forma como vivem como enfrenta os problemas quando surgem, como educa e trata os seus familiares, e principalmente como reage diante do inesperado. Pois o mal vem sobre os justos e injustos, sobre bons e mal. “Para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.”(Mateus 5.45) Mas a diferença é exatamente como encaramos, pois se somos Justos, somos tementes e praticante da palavra, usaremos o nome e o poder do nome de Jesus e mandaremos o mal embora; e  também por maior que sej a o problema que estamos atravessando,   sabemos que vai passar logo, e temos paz, não perdemos a paz, e não nos desesperamos, pois a nossa confi…

FOME DA PALAVRA.

Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. (Amós 8.11)
Temos um grande número de pessoas que buscam as igrejas somente para ouvir palavras de consolo, incentivo, ou bênçãos, pessoas estas que decoram alguns versículos e se pauta por eles, e exigem as suas bênçãos, e isto com respaldo, uma vez que pregadores estão distribuindo, ou vendendo bênçãos, prosperidade e tranqüilidade. Estas pessoas não querem saber de ouvir a verdade, não querem saber de obediência, querem salvação, e bênçãos somente por ir a igrejas. Chegará o dia que irão querer ouvir a palavra verdadeira e não acharão, não encontrarão a verdade, somente as mentiras, e engano como já existem muitos por ai. “E irão errantes de um mar até outro mar e do Norte até o Oriente; correrão por toda parte, buscando a Palavra do Senhor, e não acharão.” (Amós 8.12) As pessoas viajarão de um país a outro tentando encontrar pregadores da …