Pular para o conteúdo principal

DEIXANDO A JUDEIA

“E quando o Senhor entendeu que os fariseus tinham ouvido que Jesus fazia e batizava mais discípulos do que João (Ainda que Jesus mesmo não batizava, mas os seus discípulos),deixou a Judéia, e foi outra vez para a Galiléia.” (João 4:1-3)

          Os fariseus eram invejosos, covardes e, acima de tudo, hipócritas, e quando ficaram sabendo que o ministério de Jesus Cristo estava batizando mais pessoas do que o de João Batista, eles ficaram com raiva e, mais uma vez, começaram a planejar contra a vida do Senhor. Eles pensavam que era Jesus quem estava batizando, mas, na verdade, quem realizava os batismos eram os discípulos de Jesus, porque Jesus ocupava-se com o ministério da pregação do seu Evangelho. Jesus então resolveu deixar a Judéia, sair de perto desses fariseus, porque ainda não era o tempo, o momento de ele ser pego, de ser preso e se sacrificar por nós. Claro que Ele sabia que seria preso e que entregaria a sua vida na cruz do Calvário, mas não era naquele momento, portanto, Ele se retira e vai para a Galileia. “E era-lhe necessário passar por Samaria. Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José. E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta.” (João 4:4-6). Para sair da Judeia e ir à Galileia, era obrigatório passar por Samaria, que até na época era considerada inimiga de Israel, porque, apesar de fazer parte do território de Israel, na época de Roboão, neto de Davi, filho de Salomão, ela foi dividida, ficando reino do norte e reino do Sul, Judá e Samaria, que era governada por Jeroboão, e assim permaneceu a diferença entre eles, que durante anos foram inimigos. Jesus, cruzando ali o território de Samaria, passou pela cidade de Sicar, próximo a uma parte que Jacó tinha dado de herança para José. Naquele lugar havia um poço que tinha sido furado na época do patriarca Jacó. Como Jesus estava cansado da longa e extenuante viagem, Ele resolveu parar para descansar um pouco. Antes que pensemos de maneira diferente, devemos entender que Jesus era Deus, mas estava como homem, Ele estava como um ser humano qualquer, e por tal motivo tinha as mesmas necessidades que qualquer ser humano, por isto vimos Ele cansado dormindo no barco, ou se alimentando normalmente, porque, para vencer, teve que vir na fraqueza da carne para vencer na carne.
       “Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida. Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (Porque os judeus não se comunicam com os samaritanos)”. (João 4:7-9) Jesus estava ali próximo ao poço, enquanto os seus discípulos foram ao centro da cidade comprar comida para eles, nisso vem uma mulher samaritana tirar água do poço. Então Jesus se dirige a ela e pede um pouco de água, e ela naturalmente acha estranho e o questiona, porque os judeus de Judá não se davam com os de Samaria, além do fato de Ele estar pedindo água a ela. Vamos observar que a partir daí o Senhor pregará para essa mulher que vivia no pecado, e ela chama os seus conhecidos da cidade e todos têm a oportunidade de ouvir a Palavra e se converterem. “Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e Ele te daria água viva.” (João 4:10) Jesus responde ao questionamento da mulher – cujo nome não sabemos, pois a Bíblia não relata, dizendo que ela não sabe quem Ele, é, pois, se soubesse, pediria a Ele a Água Viva, a Água que sacia nossa sede e nos conduz para a vida eterna. Ela continua falando de maneira física, não percebendo que Jesus está falando de coisas espirituais, portanto, insiste que Ele não tem como apanhar água, uma vez que nem mesmo de vasilha para tal Ele dispunha. “Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva? És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?” (João 4:11-12). Ainda questiona Jesus querendo saber se Ele era maior, mais importante do que o patriarca Jacó, não sabendo que Jesus era o Senhor, era Deus. Ainda pergunta onde poderia ter água viva, pois ela não via essa água, mas isto porque estava olhando com os olhos físicos. Ela estava procurando de maneira comum, mas o Senhor irá abrir os seus olhos e ela com certeza verá a Água Viva e vai desejá-la com toda força. “Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede; Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna. Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la. Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá.” (João 4:13-16). Jesus mostra que a água que Ele tem para dar, quem a bebe nunca mais terá sede, e ainda terá uma fonte de Água Viva em si mesmo, e essa fonte o conduzirá para a vida eterna. Quando Jesus explica qual a água que Ele tem para dar, a mulher então lhe pede, ela quer dessa água. Então Jesus mostra-lhe os seus pecados, para que ela possa se arrepender, abandoná-los. Jesus fala para ela ir chamar o seu marido, mas sabia que ela não tinha marido, pois vivia no erro.“A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido; Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade. Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.” (João 4:17-20).Quando a mulher confessa que não tem marido, Jesus completa dizendo que ela já teve cinco homens e aquele com o qual ela vive não era o seu marido. Ao ouvir isto, ela fica impressionada e pensa que Jesus era um profeta ou talvez o Messias, e vai correndo buscar o povo da cidade que vem, ouve e convida Jesus para ficar com eles. “Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” (João 4:21-24).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Comentários

Postagens Mais Acessadas

RAÇA DE VÍBORAS? QUEM SÃO?

E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?(Mateus 3. 7)
           Aqui vemos como João Batista pregava, como ele falava e exortava para que os mesmos abandonassem os pecados e a religiosidade, muitos não gostavam porque achavam a pregação dura, mas João é aquele que foi enviado para preparar o caminho para Jesus, é o qual o Senhor testemunhou dele. “E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele.” (Lucas 7.28) João Batista não ficava alisando ego, não prometia bênçãos sem fim, nem mesmo prosperidade, mas chamava ao arrependimento. Ele não concordava com o fato de pecadores contumazes irem buscar somente o batismo com ele, ouvir a pregaçã o curta e direta dele, porém continuarem nos erros, nos pecados. Da mesma maneira existem hoje milhares de pessoas que gostam de ir à igrejas, de falarem o n…

A DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O ÍMPIO

Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve. (Malaquias 4.1)
                 Veja que a palavra de Deus chama a nossa atenção para que observemos as pessoas, que teme ao Senhor e as que não temem; devemos observá-las pela forma como vivem como enfrenta os problemas quando surgem, como educa e trata os seus familiares, e principalmente como reage diante do inesperado. Pois o mal vem sobre os justos e injustos, sobre bons e mal. “Para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.”(Mateus 5.45) Mas a diferença é exatamente como encaramos, pois se somos Justos, somos tementes e praticante da palavra, usaremos o nome e o poder do nome de Jesus e mandaremos o mal embora; e  também por maior que sej a o problema que estamos atravessando,   sabemos que vai passar logo, e temos paz, não perdemos a paz, e não nos desesperamos, pois a nossa confi…

FOME DA PALAVRA.

Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. (Amós 8.11)
Temos um grande número de pessoas que buscam as igrejas somente para ouvir palavras de consolo, incentivo, ou bênçãos, pessoas estas que decoram alguns versículos e se pauta por eles, e exigem as suas bênçãos, e isto com respaldo, uma vez que pregadores estão distribuindo, ou vendendo bênçãos, prosperidade e tranqüilidade. Estas pessoas não querem saber de ouvir a verdade, não querem saber de obediência, querem salvação, e bênçãos somente por ir a igrejas. Chegará o dia que irão querer ouvir a palavra verdadeira e não acharão, não encontrarão a verdade, somente as mentiras, e engano como já existem muitos por ai. “E irão errantes de um mar até outro mar e do Norte até o Oriente; correrão por toda parte, buscando a Palavra do Senhor, e não acharão.” (Amós 8.12) As pessoas viajarão de um país a outro tentando encontrar pregadores da …