Pular para o conteúdo principal

AOS QUE CRIAM NELE

“Jesus dizia, pois, aos judeus que criam Nele: Se vós permanecerdes na minha Palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:31-32)

          Jesus falava aos que acreditavam Nele, e não aos incrédulos, mas aos que sabiam quem Ele era, e sabiam que Ele era o Filho de Deus. Jesus Cristo continua falando aos que acreditam Nele, aos que vão a um templo congregacional, que vão orar, clamar, que na hora das dificuldades o buscam. É a esses que Jesus fala, pois, apesar de saberem que Ele existe e está Vivo para todo o sempre, ainda assim não lhe obedecem, mas sempre se lembram Dele quando precisam de algo. As pessoas sabem que Jesus é o Filho de Deus, creem na Palavra, mas não lhe obedecem, não colocam a Verdade em prática, mas na hora do desespero vão correndo até Ele pedir ajuda, socorro. Jesus fala a esses e a todos os outros que acreditam Nele, aos que lhe obedecem e aos que não lhe obedecem, Jesus nos fala que, se permanecermos na sua Palavra, se vivermos segundo os seus preceitos, se andarmos como Ele determinou que andássemos, se formos praticantes do seu Evangelho em tempo integral, então seremos os seus discípulos. Ser cristão é ser aprendiz de Jesus, e todos os que buscam salvação, os que querem viver por toda a eternidade sabem que têm que ser discípulos de Jesus. Não basta conhecer o Evangelho, é necessário praticá-lo para podermos ser realmente discípulos de Jesus, e, se formos seus discípulos, nós o conheceremos, pois Ele é a Verdade, e Ele nos libertará. Só seremos livres Nele, e, para sermos realmente livres, temos que andar em sua Palavra, temos que obedecer e viver na prática constante e ininterrupta do seu Evangelho. “Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém; como dizes tu: Sereis livres? ” (João 8:33). Da mesma maneira que os judeus, os fariseus e religiosos da época, que diziam conhecer e obedecer a Deus, não queriam se submeter ao Senhor, assim também os religiosos da nossa época, dessa geração, dizem que não têm que fazer nada, pois o Senhor quer que eles sejam felizes. Não aceitam falar em abandonar os pecados e viver de acordo com o Evangelho, e sempre terão desculpas para justificar as suas atitudes rebeldes, preguiçosas e corruptas. As pessoas frequentam templos denominacionais, mas não seguem Jesus, afirmam amá-lo, mas não querem ficar na Sua Palavra e, portanto, não são libertas, pois ainda estão presas ao mundo e à vontade da carne.
    “Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” (João 8:34-36). Jesus esclarece que todos os que vivem cometendo pecado, ou seja, vivendo às margens da Palavra de Cristo, os que não conhecem o Evangelho, ou mesmo o conhecendo ainda praticam o que o Evangelho condena, esses o Senhor fala que são servos do pecado, mesmo dizendo que o amam, que Ele é o Senhor deles e Mestre, mas não é verdade, pois são servos do pecado. Portanto, não há a menor possibilidade de alguém que vive no pecado ser livre e, principalmente, ser salvo através de Cristo. As pessoas, apesar de serem frequentadoras de templos, de dizerem que amam Cristo, vivem em rebelião a sua Palavra e escolhem o que obedecer, transformam o Evangelho do Senhor em um self service. Estão presas, são prisioneiras do pecado, são servos do pecado e do diabo, pois quem lidera no pecado, o que rebelou foi o diabo. Jesus reafirma que, se Ele nos libertar, realmente seremos livres, e essa libertação faz com que tenham medo de pecar, que tenhamos nojo do pecado. Mas enquanto isso não acontecer, as pessoas continuam sendo prisioneiras, apesar de serem religiosas. “Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar-me, porque a minha Palavra não entra em vós. Eu falo do que vi junto de meu Pai, e vós fazeis o que também vistes junto de vosso pai.” (João 8:37-38). As pessoas gostam de afirmar que conhecem o Senhor, se dizem filhos e filhas de Deus, mas a Palavra nos mostra que quem é filho e filha é somente quem lhe obedece, e todo o resto é somente feitura, criatura Dele. Gostam de dizer que são desta ou daquela religião, mas, a bem da verdade, não são discípulos de Jesus, são meros frequentadores de templos, não seguem Jesus, não são discípulos Dele. Assim como aqueles, também são muitos os religiosos que querem ver Jesus morto, que o querem matar, porque Ele é Luz e mostra os pecados e os condena. As pessoas não querem ouvir que têm que se converter, que têm que abandonar os pecados, elas não querem esse Jesus, querem somente o que abençoa, o que prospera e cura, e esse outro querem que morra. “Responderam, e disseram-lhe: Nosso pai é Abraão. Jesus disse-lhes: Se fôsseis filhos de Abraão, faríeis as obras de Abraão. Mas agora procurais matar-me, a mim, homem que vos tem dito a verdade que de Deus tem ouvido; Abraão não fez isto. Vós fazeis as obras de vosso pai. Disseram-lhe, pois: Nós não somos nascidos de fornicação; temos um Pai, que é Deus.” (João 8:39-41). As pessoas sempre vão querer se justificar e afirmam categoricamente que são filhas de Deus, mas a verdade é que são religiosas e filhas do diabo, pois querem citar o Nome do Senhor, mas não querem obedecer-lhe, e a única maneira de o Senhor conhecer o nosso amor por Ele é através da nossa obediência. As pessoas podem estar dentro de um templo, podem estar no púlpito pregando, podem afirmar constantemente que Jesus é o Senhor das vidas delas, mas, se não estiverem vivendo de acordo com o Evangelho, são mentirosas, servas do pecado e servas e filhas do diabo.“Disse-lhes, pois, Jesus: Se Deus fosse o vosso Pai, certamente me amaríeis, pois que eu saí, e vim de Deus; não vim de mim mesmo, mas Ele me enviou. Por que não entendeis a minha linguagem? Por não poderdes ouvir a minha Palavra. Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” (João 8:42-44).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Comentários

Postagens Mais Acessadas

RAÇA DE VÍBORAS? QUEM SÃO?

E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?(Mateus 3. 7)
           Aqui vemos como João Batista pregava, como ele falava e exortava para que os mesmos abandonassem os pecados e a religiosidade, muitos não gostavam porque achavam a pregação dura, mas João é aquele que foi enviado para preparar o caminho para Jesus, é o qual o Senhor testemunhou dele. “E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele.” (Lucas 7.28) João Batista não ficava alisando ego, não prometia bênçãos sem fim, nem mesmo prosperidade, mas chamava ao arrependimento. Ele não concordava com o fato de pecadores contumazes irem buscar somente o batismo com ele, ouvir a pregaçã o curta e direta dele, porém continuarem nos erros, nos pecados. Da mesma maneira existem hoje milhares de pessoas que gostam de ir à igrejas, de falarem o n…

A DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O ÍMPIO

Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve. (Malaquias 4.1)
                 Veja que a palavra de Deus chama a nossa atenção para que observemos as pessoas, que teme ao Senhor e as que não temem; devemos observá-las pela forma como vivem como enfrenta os problemas quando surgem, como educa e trata os seus familiares, e principalmente como reage diante do inesperado. Pois o mal vem sobre os justos e injustos, sobre bons e mal. “Para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.”(Mateus 5.45) Mas a diferença é exatamente como encaramos, pois se somos Justos, somos tementes e praticante da palavra, usaremos o nome e o poder do nome de Jesus e mandaremos o mal embora; e  também por maior que sej a o problema que estamos atravessando,   sabemos que vai passar logo, e temos paz, não perdemos a paz, e não nos desesperamos, pois a nossa confi…

FOME DA PALAVRA.

Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. (Amós 8.11)
Temos um grande número de pessoas que buscam as igrejas somente para ouvir palavras de consolo, incentivo, ou bênçãos, pessoas estas que decoram alguns versículos e se pauta por eles, e exigem as suas bênçãos, e isto com respaldo, uma vez que pregadores estão distribuindo, ou vendendo bênçãos, prosperidade e tranqüilidade. Estas pessoas não querem saber de ouvir a verdade, não querem saber de obediência, querem salvação, e bênçãos somente por ir a igrejas. Chegará o dia que irão querer ouvir a palavra verdadeira e não acharão, não encontrarão a verdade, somente as mentiras, e engano como já existem muitos por ai. “E irão errantes de um mar até outro mar e do Norte até o Oriente; correrão por toda parte, buscando a Palavra do Senhor, e não acharão.” (Amós 8.12) As pessoas viajarão de um país a outro tentando encontrar pregadores da …