Pular para o conteúdo principal

PERANTE OS SANTOS

“Ousa algum de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?” (1 Coríntios 6:1)

          Atualmente vemos templos, denominações, pastores entrarem na justiça uns contra os outros. Eles se esmurram, lutam de maneira ferrenha em público; chega ao ponto de supostos pastores matarem ou tentarem matar outro, usarem arma de fogo para tentarem silenciar um outro. Brigam na justiça por causa de nome, de placa, de denominações, e um processa o outro. Querem recompensas, buscam lucros e ainda se dizem homens e mulheres de Deus. Na verdade, estão ofendendo o Senhor só de citarem o seu Nome (que é Santo para sempre Amém), pois, com certeza, não conhecem Deus. Pessoas entram na justiça para pleitearem direito trabalhista, porque os líderes não os ajudavam, não pagavam um salário justo, ou simplesmente são espertalhões que querem sempre levar vantagem. Todas as questões entre pessoas da mesma fé, que se dizem evangélicas, crentes, deveriam ser resolvidas pelos próprios irmãos e não em um tribunal público, pois isso só serve para denegrir a imagem do Evangelho. Quando assistimos a grandes denominações cujos líderes estão brigando, se acusando mutuamente por causa de horário em TVs ou rádios, vemos o quanto estão longe do Senhor e percebemos claramente que os objetivos deles são outros, são objetivos materiais e não espirituais.“Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?” (1 Coríntios 6:2). Nós sabemos pela Palavra do Senhor que os santos, isto é, os convertidos, os seguidores de Jesus, os praticantes do Evangelho de Jesus Cristo, os que forem salvos irão julgar o mundo, e como irão julgá-lo se não têm condições mínimas de julgar algo que acontece entre eles? Como irão julgar o mundo se, a bem da verdade, fazem parte do mundo, porque interagem de maneira absoluta com ele e buscam somente proveito próprio? Temos que entender que ser cristão não é ser superior a alguém, ao contrário, é ser inferior e estar disposto a receber ofensas, acusações, mesmo sendo inocente, e não ter a preocupação de se defender, temos que seguir o exemplo de Jesus, que foi o Cordeiro do mundo; temos que nos calar diante das acusações e afrontas. Não precisamos nos inflamar contra o outro, mas procurar ser de paz, mesmo que isto venha nos trazer prejuízo, venha nos causar dano. Temos que ter a preocupação de que com as nossas atitudes estejamos pregando o Evangelho de Jesus Cristo, que estejamos sendo exemplo.
      “Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida? Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, pondes para julgá-los os que são de menos estima na igreja?” (1 Coríntios 6:3-4). Temos que saber que, se escolhemos seguir Jesus, sermos seus servos, seus seguidores, então temos que viver como tal, caso contrário, seremos piores do que os profanos, seremos somente hipócritas, a classe que Jesus mais combateu. Não podemos esquecer que não somos do mundo, e, se não somos do mundo, como usar as coisas do mundo, utilizar um julgamento mundano para resolver questões dos que se dizem cristãos? É melhor termos perdas, prejuízos do que vivermos em disputas, pois com essas ações estaremos fazendo com que muitas pessoas fracas na fé se desviem, e outros que queriam se converter desistam, e isto com razão. Temos que ser capazes de fazer qualquer julgamento, mas de acordo com a Palavra de Deus, e as questões, por mais sérias que pareçam, que sejam resolvidas entre os próprios irmãos.“Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos? Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis. Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano? Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos.” (1 Coríntios 6:5-8). Todos os que entram nessas disputas ainda não se converteram ao Senhor, e digo isso sem nem medo de errar, pois, apesar de se autodenominarem pastores ou outra autoridade eclesiástica, não verdade não conhecem o Senhor, caso contrário, não haveria essas disputas. Temos que aprender a conviver com as diferenças e saber perdoar, tendo esse exemplo em Jesus Cristo, isto se Ele for o nosso Mestre. O mundo jaz no maligno, portanto, não podemos desejar as suas obras e nem buscar respostas nele, porque, se somos cidadãos do Reino, a nossa justiça vem de cima e não de baixo. Quando estamos disputando as coisas aqui no mundo, estamos mortos, e os mortos não julgarão, mas serão submetidos ao julgamento para receberem as suas condenações. Temos que aprender a nos submeter a Cristo e fugir de todas as vontades da carne, nos afastar de tudo o que o Senhor qualifica como pecado, temos que ser exemplo, principalmente aqueles que foram chamados para serem líderes, serem pastores, porque ensinamos muito mais com as nossas atitudes do que com palavras, e seremos responsáveis por todas as almas que se corromperam por causa das nossas atitudes. “Não sabeis que os injustos não hão de herdar o Reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o Reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.” (1 Coríntios 6:9-11).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Comentários

Postagens Mais Acessadas

RAÇA DE VÍBORAS? QUEM SÃO?

E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?(Mateus 3. 7)
           Aqui vemos como João Batista pregava, como ele falava e exortava para que os mesmos abandonassem os pecados e a religiosidade, muitos não gostavam porque achavam a pregação dura, mas João é aquele que foi enviado para preparar o caminho para Jesus, é o qual o Senhor testemunhou dele. “E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele.” (Lucas 7.28) João Batista não ficava alisando ego, não prometia bênçãos sem fim, nem mesmo prosperidade, mas chamava ao arrependimento. Ele não concordava com o fato de pecadores contumazes irem buscar somente o batismo com ele, ouvir a pregaçã o curta e direta dele, porém continuarem nos erros, nos pecados. Da mesma maneira existem hoje milhares de pessoas que gostam de ir à igrejas, de falarem o n…

A DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O ÍMPIO

Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve. (Malaquias 4.1)
                 Veja que a palavra de Deus chama a nossa atenção para que observemos as pessoas, que teme ao Senhor e as que não temem; devemos observá-las pela forma como vivem como enfrenta os problemas quando surgem, como educa e trata os seus familiares, e principalmente como reage diante do inesperado. Pois o mal vem sobre os justos e injustos, sobre bons e mal. “Para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.”(Mateus 5.45) Mas a diferença é exatamente como encaramos, pois se somos Justos, somos tementes e praticante da palavra, usaremos o nome e o poder do nome de Jesus e mandaremos o mal embora; e  também por maior que sej a o problema que estamos atravessando,   sabemos que vai passar logo, e temos paz, não perdemos a paz, e não nos desesperamos, pois a nossa confi…

FOME DA PALAVRA.

Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. (Amós 8.11)
Temos um grande número de pessoas que buscam as igrejas somente para ouvir palavras de consolo, incentivo, ou bênçãos, pessoas estas que decoram alguns versículos e se pauta por eles, e exigem as suas bênçãos, e isto com respaldo, uma vez que pregadores estão distribuindo, ou vendendo bênçãos, prosperidade e tranqüilidade. Estas pessoas não querem saber de ouvir a verdade, não querem saber de obediência, querem salvação, e bênçãos somente por ir a igrejas. Chegará o dia que irão querer ouvir a palavra verdadeira e não acharão, não encontrarão a verdade, somente as mentiras, e engano como já existem muitos por ai. “E irão errantes de um mar até outro mar e do Norte até o Oriente; correrão por toda parte, buscando a Palavra do Senhor, e não acharão.” (Amós 8.12) As pessoas viajarão de um país a outro tentando encontrar pregadores da …