Pular para o conteúdo principal

A FÉ NÃO É DE TODOS

“No demais, irmãos, rogai por nós, para que a Palavra do Senhor tenha livre curso e seja glorificada, como também o é entre vós; e para que sejamos livres de homens dissolutos e maus; porque a fé não é de todos. Mas fiel é o Senhor, que vos confirmará, e guardará do maligno.” (2 Tessalonicenses 3:1-3)

          Sempre devemos pedir aos irmãos da mesma fé que orem por nós, para que tenhamos condições de cada vez mais levarmos a mensagem da cruz a toda parte. Precisamos de intercessores, nós, os que estamos na linha de frente levando a mensagem a todos, pois queremos que todos sejam salvos, mas, sabendo que não é possível a todos, queremos levar a Palavra do Senhor o mais longe possível. Queremos ver as pessoas viverem e praticarem o Evangelho de Jesus Cristo, queremos que o maior número possível de pessoas conheçam Jesus e o seu Evangelho e o pratiquem. Queremos ver as pessoas adorando o Senhor como devem e como os verdadeiros cristãos o adoram, que é em espírito e em verdade, e não como os falsos pastores ensinam os falsos crentes a o adorarem. Estamos em uma guerra travada contra o mal, e por isso precisamos das orações de irmãos verdadeiros em Cristo, assim como oramos por todos os verdadeiros cristãos, os verdadeiros pregadores e ensinadores da verdade. Constantemente somos atacados por pessoas que são contrárias a Cristo, pessoas que disfarçadamente citam o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), mas na verdade são servos do diabo, portanto, buscamos socorro e proteção do alto. Assim, oramos e intercedemos por todos os que estão engajados nessa luta, e ao mesmo tempo pedimos as suas intercessões e orações, porque não são todos que têm a mesma fé, portanto necessitamos de fortalecimento e de pessoas comprometidas com Cristo, porque, afinal, muitos têm uma fé dúbia. “E confiamos quanto a vós no Senhor, que não só fazeis como fareis o que vos mandamos. Ora o Senhor encaminhe os vossos corações no amor de Deus, e na paciência de Cristo.” (2 Tessalonicenses 3:4-5). Sabemos que os cristãos verdadeiros, os seguidores de Cristo entendem o que falamos, uma vez que falamos a mesma linguagem, temos a certeza de que farão o que pedirmos. Os que são de Cristo têm o mesmo pensamento, a mesma maneira de ver as coisas, uma vez que todos estão caminhando, peregrinando em direção à Vida, e sendo a igreja a Noiva do Senhor, é evidente que tem o mesmo pensamento.
       “Mandamos-vos, porém, irmãos, em Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segundo a tradição que de nós recebeu.” (2 Tessalonicenses 3:6). Tendo a mentalidade de Cristo, conhecendo o seu Evangelho, não agimos segundo as emoções humanas, e sim de acordo com o Espírito, portanto, devemos sempre procurar não deixar contaminar a igreja do Senhor. Por tal motivo, observemos os que não são verdadeiros, os falsos irmãos, os falsos pregadores e nos afastemos deles, não comunguemos com eles porque, estando juntos, estão indo contra a Palavra de Deus e apoiando o nosso adversário. Observemos os que se dizem crentes, evangélicos, ou pastores, mas que vivem e pregam de maneira diferente do Evangelho de Jesus Cristo. Sabemos que não basta ir a templos denominacionais, ou orar muito nem mesmo cantar com voz bonita e muito menos ofertar e devolver os dízimos, é essencial que sejam pessoas convertidas e que tenham um comportamento de acordo com as determinações de Cristo, é necessário que sejam cristãos todo o tempo. Os que não vivem o Evangelho, que não o praticam, apesar de se identificarem como cristãos, deles devemos nos afastar totalmente, pois eles prestarão contas ao Senhor, e, se estivermos com eles, estaremos apoiando-os, e por tal motivo somos merecedores de castigo. “Porque vós mesmos sabeis como convém imitar-nos, pois que não nos houvemos desordenadamente entre vós, nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós.” (2 Tessalonicenses 3:7-8). Nós temos a ousadia de nos apresentar como pessoas que podem ser imitadas, porque, como seguidores de Cristo, não buscamos nos aproveitar dos irmãos, não vivemos pedindo ofertas, não pedimos ajuda e nem fazemos campanhas para arrecadar fundos, e não criamos eventos com essa finalidade. Ao contrário, o que fazemos é através do fruto do nosso suor e da ajuda de irmãos que, assim como nós, são seguidores de Jesus. Procuramos não depender de ajuda externa, mas confiamos no Senhor que até hoje tem nos mantido e nos dado condições de levar o Evangelho a toda parte. Queremos continuar, mas sempre com honradez, sem ficar pedindo dinheiro a ninguém, como os falsos pregadores o fazem. Não buscamos os bens das pessoas, queremos sim as suas almas, queremos vê-las convertidas ao Senhor desfrutando de vida, e, assim como nós, tendo a alegria de levar o Evangelho de Jesus Cristo a toda parte. “Não porque não tivéssemos autoridade, mas para vos dar em nós mesmos exemplo, para nos imitardes. Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também. Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes fazendo coisas vãs. A esses tais, porém, mandamos, e exortamos por nosso Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando com sossego, comam o seu próprio pão. E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem. Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. Todavia não o tenhais como inimigo, mas admoestai-o como irmão. Ora, o mesmo Senhor da paz vos dê sempre paz de toda a maneira. O Senhor seja com todos vós. Saudação da minha própria mão, de mim, Paulo, que é o sinal em todas as epístolas; assim escrevo. A Graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém.” (2 Tessalonicenses 3:9-18).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 


Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Comentários

Postagens Mais Acessadas

RAÇA DE VÍBORAS? QUEM SÃO?

E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?(Mateus 3. 7)
           Aqui vemos como João Batista pregava, como ele falava e exortava para que os mesmos abandonassem os pecados e a religiosidade, muitos não gostavam porque achavam a pregação dura, mas João é aquele que foi enviado para preparar o caminho para Jesus, é o qual o Senhor testemunhou dele. “E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele.” (Lucas 7.28) João Batista não ficava alisando ego, não prometia bênçãos sem fim, nem mesmo prosperidade, mas chamava ao arrependimento. Ele não concordava com o fato de pecadores contumazes irem buscar somente o batismo com ele, ouvir a pregaçã o curta e direta dele, porém continuarem nos erros, nos pecados. Da mesma maneira existem hoje milhares de pessoas que gostam de ir à igrejas, de falarem o n…

A DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O ÍMPIO

Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve. (Malaquias 4.1)
                 Veja que a palavra de Deus chama a nossa atenção para que observemos as pessoas, que teme ao Senhor e as que não temem; devemos observá-las pela forma como vivem como enfrenta os problemas quando surgem, como educa e trata os seus familiares, e principalmente como reage diante do inesperado. Pois o mal vem sobre os justos e injustos, sobre bons e mal. “Para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.”(Mateus 5.45) Mas a diferença é exatamente como encaramos, pois se somos Justos, somos tementes e praticante da palavra, usaremos o nome e o poder do nome de Jesus e mandaremos o mal embora; e  também por maior que sej a o problema que estamos atravessando,   sabemos que vai passar logo, e temos paz, não perdemos a paz, e não nos desesperamos, pois a nossa confi…

FOME DA PALAVRA.

Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. (Amós 8.11)
Temos um grande número de pessoas que buscam as igrejas somente para ouvir palavras de consolo, incentivo, ou bênçãos, pessoas estas que decoram alguns versículos e se pauta por eles, e exigem as suas bênçãos, e isto com respaldo, uma vez que pregadores estão distribuindo, ou vendendo bênçãos, prosperidade e tranqüilidade. Estas pessoas não querem saber de ouvir a verdade, não querem saber de obediência, querem salvação, e bênçãos somente por ir a igrejas. Chegará o dia que irão querer ouvir a palavra verdadeira e não acharão, não encontrarão a verdade, somente as mentiras, e engano como já existem muitos por ai. “E irão errantes de um mar até outro mar e do Norte até o Oriente; correrão por toda parte, buscando a Palavra do Senhor, e não acharão.” (Amós 8.12) As pessoas viajarão de um país a outro tentando encontrar pregadores da …