NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

ANTECIPANDO

"E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja. E, logo que chegaram junto dele, disse-lhes: Vós bem sabeis, desde o primeiro dia em que entrei na Ásia, como em todo esse tempo me portei no meio de vós." (Atos 20:17-18)

 Paulo mandou chamar a liderança da igreja em Éfeso para se despedir e apresentar uma prestação de contas. Quando a Bíblia cita anciãos, quer dizer presbíteros, supervisores de igrejas, pastores, os responsáveis por cuidarem do rebanho do Senhor. Portanto, o apóstolo Paulo mandou chamar os pastores responsáveis pela igreja de Éfeso com o objetivo de se despedir. Assim os lembra da sua conduta e maneira de agir durante o tempo em que esteve com eles, porque o intento é que eles prossigam pregando, ensinando a mensagem que Paulo sempre ensinou. Esse apóstolo, que tinha compromisso exclusivamente com o Evangelho de Jesus Cristo, sabia que, com o tempo, a igreja iria se corromper, e que falsas doutrinas, falsos ensinos iriam ser ministrados, mas mesmo assim ele faz questão de alertá-los. "Servindo ao Senhor com toda a humildade, e com muitas lágrimas e tentações, que pelas ciladas dos judeus me sobrevieram;Como nada, que útil seja, deixei de vos anunciar, e ensinar publicamente e pelas casas." (Atos 20:19-20). Paulo lembra que, durante o tempo em que lá ficou, estava a serviço do Senhor, servia ao Senhor e não a homens. Apesar das perseguições, das acusações infundadas, das inúmeras dificuldades que enfrentou, não deixou de pregar, ensinar o Evangelho. Lembra que os judeus armaram inúmeras ciladas para ele, e foi com humildade e muita perseverança, fugindo das tentações, que ele cumpriu a sua missão para com eles, segundo a determinação do Senhor. Paulo não está fazendo essa declaração em forma de queixa, muito pelo contrário, mas mostrando como se devem portar os verdadeiros homens de Deus, os que realmente são chamados para esse ministério. Assim sabemos que são normais, naturais as perseguições aos que realmente pregam, ensinam o Evangelho de Jesus Cristo, aos que pregam e defendem a Verdade. Os falsos irmãos, que não buscam o Senhor, mas emoções, bênçãos, ou locais para animação, reuniões e convívio, que não estão convertidos e não querem ser, esses acusam, denigrem, fazendo com que os homens de Deus sejam pessoas solitárias que têm como amigo somente o Pai.
 "Testificando, tanto aos judeus como aos gregos, a conversão a Deus, e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo." (Atos 20:21). Paulo testemunhava sua conversão ao Senhor, o que ele fazia para todos e em todos os lugares, a sua conversa era sempre mostrando o Poder de Deus, a sua misericórdia e seu amor. Não vemos Paulo preocupado com coisas materiais, mas o vemos sempre preocupado em fazer a vontade de Deus. Mas ele sabia o que iria acontecer: a corrupção da igreja, e isso se expandiu por todo o mundo, as doutrinas falsas, as heresias, as pregações mentirosas, em que citam o nome do Senhor, mas fazem e ensinam tudo contrário a Ele. Paulo, o maior pregador do Novo Testamento, o que mais missões fez, também foi o mais perseguido. Esse homem, que tinha intimidades com o Senhor, inclusive, foi o único que foi ao terceiro céu em vida, e Deus lhe mostrou o Paraíso, foi também o que mais foi perseguido, e submetido a todo tipo de sofrimento. O único que sofreu mais do que Paulo foi o Senhor, que sofreu por todos nós, e morreu para nos dar a salvação, cuja carne foi moída para levar todas as enfermidades. Paulo não vivia correndo atrás de bênçãos e nem reclamando das lutas e sofrimento, ao contrário, ele tinha consciência do que viria. Ele sabia que tinha grandes sofrimentos para enfrentar, mas ele permanecia firme em direção ao seu alvo. "E agora, eis que, ligado eu pelo Espírito, vou para Jerusalém, não sabendo o que lá me há de acontecer, Senão o que o Espírito Santo de cidade em cidade me revela, dizendo que me esperam prisões e tribulações." (Atos 20:22-23). Deus, através do Espírito Santo, já lhe tinha mostrado que os sofrimentos dele tendiam a piorar, que iria para Jerusalém e que iria ser preso. Paulo foi um discípulo legítimo de Jesus, pois, assim como Cristo, sabia tudo o que ia lhe acontecer e não fugiu da sua missão em obediência ao Pai e amor a nós. Paulo também sabia que ia para Jerusalém e que a prisão o aguardava, mas ele tinha consciência de que era para honrar, glorificar o Nome do Senhor. Mas como a igreja se corrompeu, os pastores de hoje, da nossa atualidade, não se permitem passar por lutas, por sofrimentos, e reagem, oram a Deus reclamando, e usam parte da Bíblia para dizer que não podem passar por lutas, porque Deus tem o melhor para elas. Querem servir ao Senhor, mas com conforto, com luxo, e não se permitem nenhuma tribulação, reagem a ela com violência, com protestos, com certeza não são discípulos de Jesus, porque temos a promessa de Jesus de que os seus discípulos legítimos, verdadeiros, os pregadores do seu Evangelho seriam perseguidos, passariam por lutas.
 "Mas de nada faço questão, nem tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do Evangelho da Graça de Deus." (Atos 20:24). A preocupação desse abnegado servo de Deus era exatamente cumprir a sua missão, e não se importava com mais nada. A sua preocupação era falar do Evangelho, era falar de salvação e do amor imenso do Senhor. Mas como a igreja se corrompeu e hoje as pregações, os ensinos são de oferecimento de bênçãos, campanhas várias com os fins mais variados possíveis, são umas cantorias de exaltação ao homem ou falando somente em bênçãos. As pregações de prosperidade tomaram conta do cenário gospel, e muito pouco encontramos da palavra legítima. Difícil encontrar templo que prega sobre arrependimento, conversão, santificação, salvação. Encontramos todos os tipos de pregações emotivas, mas muito pouco a verdade, e os pregadores da verdade do Evangelho de Jesus Cristo, enfrentam templos vazios e o abandono. Não se confrontam os pecadores, ao contrário, prometem bênçãos a estes, não os mandam deixar os pecados, e sim ofertas no altar. Os pregadores da atualidade estão preocupados com o seu bem-estar, com conforto e luxo, e acham que é isso que o Senhor tem que lhes dar, esquecendo que não existe essa promessa para os enviados do Senhor. "E agora, na verdade, sei que todos vós, por quem passei pregando o Reino de Deus, não vereis mais o meu rosto. Portanto, no dia de hoje, vos protesto que estou limpo do sangue de todos." (Atos 20-25-26). Paulo sabia que não mais voltaria ali, sabia que não veria mais aqueles irmãos, e se despedia, mas protestando que, se alguém tivesse alguma coisa contra ele, que falasse, que apresentasse as acusações. Despede-se sabendo que não os veria mais, mas com a confiança, a consciência, a certeza de ter feito o certo, cumprido a sua missão, de ter ensinado o Evangelho de Jesus Cristo. Hoje a preocupação dos pregadores é de viver cada vez mais e melhor, querem dar exemplo de pessoas vencedoras materialmente, fisicamente, mas esquecem que são derrotados espiritualmente. "Porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus." (Atos 20:27). A nossa pregação, nosso ensino tem que ser sempre o Evangelho de Jesus Cristo, independentemente de as pessoas quererem ouvir ou não, sempre temos que testemunhar a Verdade. Ter a consciência de que lutas, perseguições, aflições, perdas nos aguardam, mas nós continuamos em nossa missão sabendo que a nossa recompensa não está aqui. "Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue." (Atos 20:28). O dever dos pastores é tomar conta do rebanho do Senhor, com os ensinamentos e mandamentos do Senhor e não dele mesmo, ou com doutrinas diferentes. "Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho; E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si." (Atos 20:29-30). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário