NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

RESISTINDO A UM IRMÃOS

"E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível. Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão." (Gálatas 2:11-12)

 Vivemos uma religião que alguns a denominam de evangélica, outros de crente, gospel, mas que, na verdade, nada mais é do que uma religião como outra qualquer. As pessoas continuam com seus velhos hábitos, manias, cheios de não me toques, não mexa, não fale, esquecendo que no Evangelho existe liberdade. Estamos vendo pessoas errando feio, em total desobediência, em pecados, e muitos desses religiosos dizem: "não falem", "não julguem". Mas esses infelizes que não conhecem a Bíblia, não conhecem o Evangelho, não sabem que com o seu silêncio estão concordando com o erro. Não sabem que o silêncio é a aprovação, por tal motivo o pecado é tão difundido. Temos um exemplo em Paulo que, ao ver o comportamento inadequado de Pedro, chamou-lhe atenção e em público. O comportamento de Pedro foi motivo para uma grande reprimenda de Paulo, e olha que, em relação a Pedro, Paulo era um novo convertido, enquanto que Pedro tinha andado e convivido com Jesus, além de ser considerado um líder na igreja, além de ser respeitado como cristão por todos. Mas Paulo não aceitou e lhe mostrou o seu erro, para que ele acordasse e visse o mal que estava fazendo a si mesmo e aos outros. Aprendemos com esse fato que, não importa quem seja, se estiver agindo errado, é o nosso dever chamar-lhe atenção e mostrar-lhe a verdade. Vejo pessoas assistindo impassíveis a supostos pregadores, pastores que estão em pecado, em erros, e mais, pecando dentro dos templos, e ninguém fala nada, porque dizem que são ungidos do Senhor e não podem ser corrigidos. Mas temos que observar, entender que não importa o cargo que a pessoa estiver ocupando, se ela estiver em erro, é nosso dever alertá-la, para que, quem sabe, ela se arrependa e o abandone. Mas se ela não aceitar, então devemos nos afastar dela, pois a nossa obrigação nós a fizemos. O que jamais podemos fazer é aceitar, concordar e tolerar o erro, o pecado, de maneira passiva.
 "E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação." (Gálatas 2:13). Jesus nos mandou tomar cuidado com o fermento dos fariseus, porque sabemos que uma pequena dose contamina uma grande quantidade. Com o nosso comportamento influenciamos muitos, porque pregamos muito mais com os nossos atos do que com palavras. As pessoas que observam a nossa passividade diante dos erros dos outros entendem-na como uma aprovação, e também farão a mesma coisa. Quando nos calamos diante do pecado, quem o está praticando entende que é um incentivo, apoio, concordância, e, simplesmente, não somente permanece nele como segue adiante amontoando pecado sobre pecado em sua vida, e conduzindo muitos à morte eterna. Vemos que até Barnabé se deixou contaminar por Pedro, e só foi possível essa mudança de conduta, de hábito porque Paulo os alertou, chamou-lhes a atenção. Portanto, não é por raiva ou ódio, nem buscando brigas ou confusão, mas somente praticando a Palavra de Deus. É por amar a Deus e zelar pela sua Palavra que devemos corrigir, alertar todos os nossos que estiverem em erro. Assim, sejamos crentes adultos, sejamos discípulos de Jesus, e não meros religiosos. "Mas, quando vi que não andavam bem e direitamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?" (Gálatas 2:14). Muitos são aqueles que são crentes somente na igreja e na presença de outros, porque, quando estão juntos com pessoas de outra religião, ou sem religião, se comportam da mesma maneira que essas. Vemos pessoas que dizem ser crentes, mas no trabalho, colégio, em meio à roda social têm um comportamento mundano e escarnecedor. Chegam ao ponto de participarem e ainda rirem de piadas ofensivas ao Evangelho, participam de todo tipo de assunto e atos. Esses hipócritas aos domingos ou outro dia estão em templos participando de campanhas, pedindo bênçãos, pedindo socorro a Deus e se dizendo crentes. E muitos, por verem esse comportamento, se igualam a essas pessoas. "Nós somos judeus por natureza, e não pecadores dentre os gentios." (Gálatas 2:15). Devemos assumir a nossa condição de servos do Senhor, temos que ser cristãos em todo o tempo e situação. Temos que ser exemplos, temos que apresentar o caráter de Jesus, se é que Ele vive em nós. 
"Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada." (Gálatas 2:16). Não é por muito ir à igreja, ou viver em oração, nem muito menos por viver lendo a Bíblia que isso nos transforma em cristãos. O que nos faz ser cristãos é andar, viver igual a Cristo, é sermos discípulos Dele, porque, se somos cristãos, temos fé em Cristo, e, se temos fé Nele, vivemos segundo os seus preceitos, suas ordenanças, e não temos a preocupação em agradar ao mundo ou a quem quer que seja, somente a Ele. Não nos justificamos, não nos importamos em sermos aceitos pelas pessoas, mas em sermos aceitos, recebidos por Jesus Cristo, o nosso Salvador. Ser cristão é ter um comportamento diferenciado, é viver pela fé em Cristo, esperando o cumprimento da Promessa que é Vida longa, eterna Nele."Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma."(Gálatas 2:17). O fato de sermos pecadores não quer dizer que Cristo seja defensor ou tolerante com o pecado. Ele veio e sofreu para nos livrar, nos libertar do pecado, nos dar vida, pois estávamos mortos. Mas exatamente por isso Ele não permite o pecado, uma vez que Ele tudo sofreu para que nós fôssemos livres dele. Jesus recebe todos os pecadores, mas os arrependidos; os que querem continuar, permanecer no pecado não são aceitos por Ele, e esses, com certeza, têm lugar junto com o diabo no sofrimento eterno. Jesus veio para os pecadores e aceita todos os arrependidos. Os que querem se converter a Ele, que venham como estão, mas mudem e não permaneçam como estão, porque na presença do Senhor não existe lugar para noite, escuridão, trevas. Assim, devemos saber que não podemos agir de maneira hipócrita, porque não estaremos enganando senão a nós mesmos. "Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor. Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus." (Gálatas 2:18-19). Se realmente somos cristãos, então estamos mortos para o pecado, estamos mortos para o mundo. E nada do que o mundo oferece nos atrai, porque a nossa visão está no Senhor, vivemos caminhando em direção ao Paraiso e não nos prendemos a nada deste mundo. Para termos vida em Cristo, é necessário estarmos mortos para o mundo, mas, se estivermos vivos para o mundo, estaremos mortos para Cristo. Ser cristão é crucificar a nossa vontade carnal com Cristo. "Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde."(Gálatas 2:20-21). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário