NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

MANDATO DE DEUS

"Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, segundo o mandado de Deus, nosso Salvador, e do Senhor Jesus Cristo, esperança nossa, A Timóteo meu verdadeiro filho na fé: Graça, misericórdia e paz da parte de Deus nosso Pai, e da de Cristo Jesus, nosso Senhor." (1 Timóteo 1:1-2)

 Paulo, enviando essa carta a seu pupilo Timóteo, começa, como sempre, se identificando, dizendo quem é e o que faz, e a mando de quem. Paulo foi o último dos apóstolos, foi aquele para o qual Jesus apareceu por último, e o encarregou de levar a mensagem da cruz, e chamar todos ao arrependimento. Portanto, em quase todas as epístolas ele inicia dizendo seu nome e afirmando que é apóstolo segundo o mandado de Jesus Cristo. Timóteo ele o tinha como a um verdadeiro filho na fé, pois o instruiu, capacitou e o recomendou em várias igrejas, pois sabia que podia confiar na seriedade desse que tinha aprendido com ele."Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina, Nem se deem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora." (1 Timóteo 1:3-4). Paulo lembra então a Timóteo que, quando partiu para a Macedônia, tinha pedido a ele para ficar em Éfeso para exortar, advertir, alertar algumas pessoas a que não ensinassem outra doutrina, ou seja, algo diferente na igreja. Que não permitissem que alguns ensinassem um evangelho diferente do de Jesus Cristo, que é aquele que Paulo tinha ensinado na igreja. Que não se prendessem a genealogias, como em muitas pregações que ouvimos, porque não traz nenhum bem ou enriquecimento espiritual ficarmos sabendo que fulano é filho, neto deste ou daquele que viveu há centenas de anos. Esse tipo de leitura, de pesquisas, que as pessoas façam nas suas casas, porque a igreja, o templo é lugar de ensinar e falar sobre o Evangelho, sobre a doutrina de Jesus Cristo. Não se pode ficar falando da história de Israel, mas devemos ensinar a Palavra de Deus, ensinar como o cristão deve andar, como deve se portar diante dos homens e de Deus. Temos que ouvir Jesus, e só o ouvimos através do seu Evangelho, praticando a sua doutrina.
 "Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida." (1 Timóteo 1:5). Paulo nos ensina através desse mandamento a Timóteo que cumprir o mandamento do Senhor é ter um coração puro e uma boa consciência. Amor puro e uma boa consciência não é o que se diz por aqui que é amor, concordante com o pecado, com as rebeldias, com o erro. Amor legítimo, verdadeiro é amar como Deus nos ama, é a todo templo praticar a fé, e, se temos fé e a praticamos, sabemos que amamos, não podemos concordar com o pecado, porque tememos o Senhor, sabemos as consequências do erro. Temos que ter a certeza de que a nossa consciência não nos acusa, pois só assim teremos paz com Deus, e, portanto, praticar o amor é querer, desejar que as pessoas também sejam salvas em Cristo. E, para elas serem salvas, sabemos que não podem estar em erro, e sabemos que não é por nossa concordância que receberão a salvação, mas por santidade e respeito, temor à Palavra de Deus. Ter uma fé não fingida, crer no Senhor é falar, viver o Evangelho todo o tempo, mesmo que todos estejam contra nós. Mesmo que a maioria não aceite o que falamos ou vivemos, jamais iremos aconselhar, concordar com nada que seja contra a Palavra de Deus. "Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas; Querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam."(1 Timóteo 1:6-7). Muitos hoje, como naquela época, se levantaram como sendo alguma coisa e levaram ensinamentos heréticos, inverdades, que muitos abraçaram; assim como hoje, alguns se levantam como pregadores, pastores, líderes, mas ensinam contra a própria Palavra. Trazem um ensinamento estranho que apregoa um amor que não é bíblico, pois apoia e concorda com o pecado. Um sentimento que dizem ser amor, mas que concorda com o pecado, o divórcio, o homossexualismo, os vícios e outros, concorda com a falta de perdão, e a retaliação, concordam que Deus tem a obrigação de abençoá-los. Gostam de se afirmar, discutir, tentando através de versículos aleatórios fazer valer um entendimento diferente. Mas, a bem da verdade, nem eles mesmos sabem o que estão dizendo e afirmando, são pessoas, na verdade, que nunca conheceram o Senhor. Têm conduzido muitos à separação, à morte espiritual, por pregarem contra a Palavra, e os seus seguidores, por acharem que estão fazendo o certo, são como cegos que caminham para o matadouro.
 "Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, Conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado." (1 Timóteo 1:8-11). Não podemos nos ater na antiga lei, mesmo porque ninguém consegue ou já conseguiu cumpri-la por inteiro, a não ser Jesus, porque ela se cumpriu Nele. Assim, temos conhecimento de que a lei é boa, mas ela serviu somente para apontar os nossos pecados, e não para apresentar a solução, que só veio através da Graça, através de Jesus Cristo, o nosso único Salvador. A lei foi criada para os pecadores, porque somente assim eles têm conhecimento de que estão vivendo em desobediências. Mas a Graça, Jesus, veio para todos, e toda essa questão foi encerrada debaixo do pecado, para que pudéssemos ser salvos por Cristo. Assim não vivemos, não praticamos e nem ensinamos nada sobre a lei, mas ensinamos sobre Jesus, conduzimos pessoas a Cristo. A lei vale para todos os que são contrários à Palavra de Deus, porque pela lei ficam cientes de que padecerão. "E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus Senhor nosso, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério; A mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso; mas alcancei misericórdia, porque o fiz ignorantemente, na incredulidade." (1 Timóteo 1:12-13).Temos todo o tempo de glorificar o Nome do Senhor que nos deu a oportunidade de conhecê-lo e de nos aceitar como seus filhos, como discípulos. Temos que agradecer porque foi Ele quem nos aceitou e não o contrário, como muitos dão a entender. Temos que ser fiéis ao nosso chamado e ensinar a Verdade, o Evangelho de Jesus Cristo, porque estávamos perdidos e fomos achados, estávamos mortos em nossos pecados e recebemos vidas Nele. Portanto, devemos fazer o possível e o impossível para conduzir o máximo de pessoas à vida. Fomos perdoados, somos perdoados quando erramos, pecamos de maneira inconsciente, quando cometemos algo sem saber que é errado, por ignorância, porque a Palavra de Deus nos diz que o Senhor não leva em consideração o tempo da nossa desobediência. Mas agora que conhecemos a verdade não restam mais desculpas. "E a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo. Esta é uma Palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer Nele para a vida eterna. Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém. Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia; Conservando a fé, e a boa consciência, a qual alguns, rejeitando, fizeram naufrágio na fé. E entre esses foram Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para que aprendam a não blasfemar."(1 Timóteo 1:14-20). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário