NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

segunda-feira, 21 de março de 2016

RESISTINDO, COMBATENDO

"E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível." (Gálatas 2:1)

 Paulo era um dos mais ferrenhos apóstolos de Cristo. Apesar de não ter andado com Jesus como os outros, ele era um dos mais zelosos pelo Evangelho de Jesus Cristo. Paulo foi o último dos apóstolos - ele mesmo fazia essa afirmação por ter sido o último a ver Jesus. "Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze. Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também. Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos. E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo. Porque eu sou o menor dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus." (1 Coríntios 15:3-9). Esse que se considerava o menor dos apóstolos também foi o mais fiel, o que mais viagens missionárias fez, e o que mais igrejas abriu. Foi um dos mais ferozes pregadores do Evangelho, e muito sofreu com todas as situações que enfrentou por causa do Evangelho, mas sempre glorificava o Senhor. "São hebreus? também eu. São israelitas? também eu. São descendência de Abraão? também eu. São ministros de Cristo? (falo como fora de mim) eu ainda mais: em trabalhos, muito mais; em açoites, mais do que eles; em prisões, muito mais; em perigo de morte, muitas vezes. Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um. Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo; Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos; Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum muitas vezes, em frio e nudez.Além das coisas exteriores, me oprime cada dia o cuidado de todas as igrejas. Quem enfraquece, que eu também não enfraqueça? Quem se escandaliza, que eu me não abrase? Se convém gloriar-me, gloriar-me-ei no que diz respeito à minha fraqueza. O Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que é eternamente bendito, sabe que não minto."(2 Coríntios 11:22-31). Mas esse que se considerava o menor dos apóstolos, e que foi o último, não aceitava e nem tolerava a hipocrisia. Vemos como ele chama a atenção de Pedro por agir como um hipócrita.
 "Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão."(Gálatas 2:12).Tiago, meio irmão do Senhor Jesus Cristo, era o líder da igreja em Jerusalém, e, quando alguns dos seus chegaram a Antioquia, Pedro lá estava e convivia normalmente com os gentios, mas mudou radicalmente com a chegada dos que vieram de Jerusalém. Pedro, temendo ser criticado ou julgado de maneira errada pelos de Jerusalém, se afastou daqueles a quem estava evangelizando, daqueles aos quais ele deveria ensinar o Caminho da Salvação. Uma atitude hipócrita, e, por esse motivo, Paulo chamou sua atenção em público, porque com essa atitude estava trazendo confusão ao Evangelho. Com isto aprendemos que não importa quem seja ou qual cargo ocupa, se estiver agindo de maneira errada, é necessário que seja exortado. Não vivemos um Evangelho de conveniência, nem de tolerância com erros, não se pode concordar com o erro da parte de ninguém. Sabemos que quanto maior é o posto ocupado, mais responsabilidade é exigida e cobrada. "E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação." (Gálatas 2:13). O dito é que uma maçã podre estraga todo o cesto. Vemos que Pedro, com a sua atitude, fez com que outros também errassem - como Barnabé -, porque, se um líder erra, a tendência é as suas ovelhas, os seus seguidores o acompanharem. Essa hipocrisia que o Senhor Jesus combateu ferozmente agora era praticada por aquele que mais andou com o Senhor. Praticar a hipocrisia é agir de duas maneiras opostas. Pedro era uma pessoa com os gentios, antes da vinda dos de Jerusalém, e outra pessoa depois. Assim, ele estava agindo com discriminação e abandono, portanto, estava afastando do Evangelho os que ele deveria trazer para perto, porque as pessoas aprendem muito com o que falamos, dizemos, ensinamos, mas aprendem muito mais com o que fazemos, com a nossa maneira de nos portar, de agir, de viver.
 "Mas, quando vi que não andavam bem e direitamente conforme a verdade do Evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?" (Gálatas 2:14). Como podemos exigir, pedir uma mudança de hábitos, uma transformação das pessoas se nós mesmos andamos e vivemos de maneira dúbia? Temos que entender que no Evangelho há liberdade, mas não podemos nos julgar superiores ou melhores do que ninguém, porque, na verdade, somos os piores, porque somos servos. Sendo servos do Senhor, somos servos de todos e não revidamos e nem acusamos ninguém, mas procuramos levar a Verdade, o Evangelho a todos. Temos que conviver com todos os gentios, com as pessoas do mundo, devemos ensinar-lhes a viver o Evangelho, mas não podemos estar com elas agora e depois abandoná-las para irmos para os nossos irmãos da fé. Devemos fazer o contrário: conduzi-las, trazê-las para nós, para todos, trazê-las à igreja, para o povo de Deus, para os que obedecem ao Senhor. "Nós somos judeus por natureza, e não pecadores dentre os gentios. Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada. (Gálatas 2:15-16). Não temos que nos justificar para ninguém, a não ser para o Senhor. Temos que agir em conformidade com o Evangelho de Jesus Cristo, e não importa o que as pessoas pensam, porque, se a nossa consciência não nos acusa, temos paz com Deus. As pessoas nos criticam por estarmos vivendo na presença de ímpios, gentios, não importa, o que importa é estarmos ali como homens de Deus, estamos mostrando o Evangelho de Jesus Cristo. Não prestaremos contas a homens, mas ao Senhor; na verdade o que não podemos é conviver com os falsos irmãos, os falsos crentes e evangélicos que lotam os templos. "Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois dentre vós a esse iníquo. "(1 Coríntios 5:9-13). Vamos ser sábios e não somente aprender, conhecer o Evangelho e sim vivê-lo, praticá-lo, pois foi para isso que o temos, isso é amar Cristo. " Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma. "(Gálatas 2:17). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário