NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

PELO ERRANTES

"Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus." (Romanos 5:1-2)

Paz com Deus. Não meramente um sentimento subjetivo (paz de espírito), mas, sobretudo, uma posição objetiva, um novo relacionamento com Deus: antes éramos seus inimigos, mas agora somos seus amigos. Acesso. Jesus nos coloca na presença de Deus. Rasgou-se a cortina pesada (do templo) que fazia a separação entre o homem e Deus e entre Deus e o homem. Esperança da Glória de Deus. A confiança do cristão de que o seu propósito para o qual Deus o criou acabará sendo realizado. Vivíamos no pecado e totalmente afastados do Senhor, falamos aqui antes da vinda do Senhor Jesus em carne para nos conduzir à salvação, para abrir a porta que nos dá acesso ao Pai. Também ou de igual maneira muitos de nós vivíamos nas desobediências, digo os que não nasceram em lares evangélicos, ou mesmos que tenham nascido, mas que praticavam pecados e agiam segundo os seus entendimentos. Mas no primeiro caso obtivemos a possibilidade do perdão, digo possibilidade de perdão, porque Jesus levou todos os nossos erros e pecados e liberou o caminho de acesso ao Pai, mas esse acesso só é permitido pela obediência. Não é pelo fato de sabermos que Jesus levou os nossos pecados que podemos viver à revelia da sua Palavra, porque o que temos é a possibilidade, se lutarmos, se caminharmos pelo Caminho chamado Jesus, de chegarmos ao Pai,à vida, porque antes não existia essa possibilidade.Os pecados eram somente encobertos, não perdoados, por tal motivo é que os sacerdotes ofereciam sacrifícios constantes. Mas com Jesus temos paz com Deus, e a vida é real, basta crermos e praticarmos a fé, não uma fé inativa, mas a fé produtiva, que nos faz purificarmos, buscar a santidade, sabendo que sem santidade ninguém verá Deus.Temos liberado acesso ao Reino, e todos sem exceção podem entrar, basta estar vestido adequadamente, basta estar revestido de Jesus, do Evangelho, porque essa é a única maneira, é a chave que abre a porta. Ter paz é ter a consciência de que, se vivermos segundo as suas ordenanças, temos livre acesso a Ele, por isso é que devemos nos alegrar, por termos acesso ao Pai.
"E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança."(Romanos 5:3-4).Gloriamo-nos nas tribulações. "Não por causa delas". Paulo não propõe um conceito mórbido da vida, mas uma atitude alegre e triunfante. O cristão pode regozijar-se no sofrimento por saber que ele não está destituído de significação. Parte do propósito de Deus é produzir caráter nos seus filhos. Devemos compreender que nada no mundo acontece à revelia do Senhor, que há um propósito, tudo tem a permissão Dele ou Sua vontade para acontecer. Todas as ocorrências em nossas vidas têm respostas espirituais, e consequentemente, permissão do Pai. É necessário o pai corrigir o filho, educar para que cresça e se torne alguém sério, responsável, e sempre desejamos que se torne um igual a nós, ou melhor. O nosso Pai deseja que sempre nos tornemos pessoas melhores e aptas a entrar no Reino, mas, para que isto aconteça, muitas vezes torna-se necessário que Ele aplique a correção. Portanto, quando estivermos sendo castigados, devemos sim nos alegrar, porque temos um Pai que nos ama e que está nos educando, para que possamos viver por toda a eternidade ao seu lado. "E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado." (Romanos 5:5). A esperança não nos decepciona. A esperança do crente não deve ser equiparada ao otimismo infundado. Pelo contrário, trata-se da certeza bendita do nosso destino futuro e baseia-se no amor de Deus, revelado pelo Espírito Santo e objetivamente demonstrado na morte de Cristo. Paulo avançou da fé para a esperança, e daí para o amor. Quando cremos pela primeira vez em Cristo,no Espírito Santo, temos seu amor em nossos corações, e esse amor continua habitando em nós. Mesmo que o ignoremos, ele permanece lá, permanece fiel ao propósito do Pai. "Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios."(Romanos 5:6). No devido tempo. O tempo determinado no plano redentor de Deus, Cristo morreu pelos ímpios. O amor de Cristo baseia-se na livre Graça de Deus, não no resultado de algum mérito que porventura seja inerente ao objeto desse amor (os seres humanos). Na realidade, é derramado sobre nós a despeito do nosso caráter indesejável. A salvação em Cristo não é por mérito, mas pelo amor de Deus para com nós.
"Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores." (Romanos 5:7-8). Um justo. Homem bom. Não éramos nem justos nem bons quando Cristo morreu por nós. Cristo veio pelos pecadores, e esses pecadores incluíam e incluem toda a humanidade, uma vez que não existia e nem existe um único justo, uma vez que todos pecaram em Adão -por causa da nossa herança adâmica somos feitos pecadores. Mas com imenso amor Deus enviou o seu Filho em semelhança de homem para nos resgatar do império das trevas. "Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira." (Romanos 5:9). Por seu sangue. Ao entregar a vida e o sacrifício referentes à morte de Cristo por nossos pecados. Ira de Deus. O juízo derradeiro, conforme deixa claro em "seremos salvos". Se Deus não poupou o seu Filho, mas o entregou para sofrer e passar por todas as humilhações por nós, para que fôssemos libertos do peso da condenação, com certeza nos dará a vida se respeitarmos a morte em sacrifício do seu Filho."Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida." (Romanos 5:10). Inimigos de Deus. O homem é inimigo de Deus, e não o contrário. Por isso a hostilidade precisa ser eliminada do homem para que se efetue a reconciliação. Deus tomou a iniciativa de nos reconciliar com Ele mediante a morte do seu Filho. Reconciliados. Reconciliar é "pôr fim à hostilidade", é relacionar-se de perto com o termo "justificar", como mostra o paralelismo dos versículos 9,10: 9 justificados por seu sangue seremos salvos, 10 reconciliados mediante a morte de seu Filho seremos salvos, salvos por sua vida. Referência à vida perpétua e ao ministério do Cristo ressurreto a favor do seu povo. Como fomos reconciliados enquanto éramos inimigos de Deus, seremos salvos por Cristo para nos salvaguardar. Tendo essa certeza, cabe a nós vivermos uma vida de santidade, para não desmerecermos a Graça de Deus, uma vez que, assim como temos a certeza da nossa salvação em Cristo, também temos a certeza da nossa condenação se nos mantivermos afastados Dele. Viver como amigo ou inimigo de Deus é uma prerrogativa nossa, mas é certo que, mediante a nossa escolha, também teremos a resposta que é certa, pois foi o Senhor quem disse. Devemos desfrutar de paz e alegrias, porque temos a reconciliação. "E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação." (Romanos 5:11).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário