NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

domingo, 17 de janeiro de 2016

VISITA DE JESUS

"Foi, pois, Jesus seis dias antes da páscoa a Betânia, onde estava Lázaro, o que falecera, e a quem ressuscitara dentre os mortos." (João 12:1)

 A Bíblia nos fala que Jesus tinha laços de amizade com Lázaro e suas irmãs, Marta e Maria, e, quando Lázaro ficou doente e morreu, Jesus chorou. Esse versículo que cita o choro de Jesus é o menor da Bíblia, e ele mostra que Jesus tinha carinho por Lázaro. Jesus ressuscitou Lázaro após ele já estar morto havia quatros dias, Ele deixou passar quatros dias exatamente para não haver dúvidas do Poder de Deus, uma vez que o corpo já estava em estado de decomposição. Mas, antes da Páscoa, Jesus volta a essa família, vai visitá-los novamente, e essa visita é relatada exatamente para nos dar vários ensinamentos. "Fizeram-lhe, pois, ali uma ceia, e Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com Ele."(João 12:2). Jesus, era uma visita importante, principalmente para aquela família. Fizeram uma ceia e Ele estava à mesa se alimentando, juntamente com Lázaro, enquanto sua irmã Marta os servia. Temos que entender que Jesus era Deus, mas veio como homem, como um ser humano carnal, e, portanto, tinha as mesmas necessidades de qualquer outro. Assim, Ele se alimentava normalmente, se cansava - como vimos quando, em um barco, cansado, adormeceu. Também tinha sede, chorou, se emocionou quando esse seu amigo faleceu. Jesus era um homem que venceu por não pecar. Venceu as trevas, venceu o pecado, e a lei e os profetas se cumpriram Nele, foi obediente até a morte de cruz, sofrendo horrores, enquanto o primeiro, Adão, não experimentou nenhum sofrimento, e à primeira sugestão caiu, errou, pecou e nos trouxe o pecado. Assim foi necessário vir Jesus em semelhança de homem para vencer na carne. Prova tal que Jesus era carne que Ele enfrentou a morte, passou pela morte, não houve somente uma transição, houve morte, e Ele permaneceu durante três dias morto. Mas o Pai o ressuscitou dentre os mortos exatamente por Ele ter sido obediente até a morte. As pessoas de algumas religiões querem crer, fazer as pessoas acreditarem que Jesus tenha sido um Deus que viveu aqui como Deus, o que não é verdade. O fato de ter operado todo tipo de milagre era porque o Pai estava Nele, assim como Ele está em quem o ama, quem lhe obedece e pratica os seus mandamentos, e esses podem fazer milagres maiores do que Ele.
 "Então Maria, tomando um arrátel de unguento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do unguento." (João 12:30). Maria, irmã de Lázaro e Marta, pega uma vasilha com um pouco mais de trezentos gramas de nardo, que era um perfume extremamente caro, e unge os pés de Jesus. Nardo e outros perfumes naquela época eram considerados moeda de compra, barganha, e especialmente este era de um grande valor. Observamos que ela não se preocupou com valores, ela ungiu Jesus com o melhor que ela tinha, e não fez isso derramando na sua cabeça, mas em seus pés, e utilizou a sua melhor toalha, o seu véu natural, os cabelos, para enxugá-lo. Vemos que ela realmente o adorou, trouxe perfume; sabemos que ela assim procedeu por ser guiada pelo Espírito de Deus. Mas esse fato não dá base, margem para ensinos e pregações mentirosas, que pregadores citam para pedir ofertas, pedir o melhor dos membros, porque o que o Senhor quer nosso é o nosso melhor, mas não em termos materiais, e sim espirituais, quer uma entrega verdadeira, uma plena e total submissão a Ele. Aqui há uma demonstração de amor de Maria, e principalmente a submissão. "Então, um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, filho de Simão, o que havia de traí-lo, disse: Por que não se vendeu este unguento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres?" (João 12:4-5). Judas, o traidor, era um discípulo de Jesus, e não somente isso, ele era um dos que foi contado com os doze, os que foram enviados para pregar em Nome de Jesus. Quando os doze foram enviados, e Judas era um desses, ele recebeu Poder do Senhor para curar enfermos, libertar pessoas oprimidas pelos demônios e falar que o Reino havia chegado. Esse discípulo agora reclama dessa ação de Maria, porque ele era materialista e pensava de maneira material. Vemos que a preocupação dele não era com o Senhor, e na verdade criticou a adoração e unção que Maria fez ao Senhor, alegação que, aos olhos de todos, poderia até ser justificada. Mas essa justificativa é terrena, assim como muitos alegam vários motivos para não cumprirem a Palavra do Senhor, pessoas que querem fazer caridade com o dinheiro dos dízimos do Senhor, que alegam muita coisa para não irem a uma igreja, a um templo. Não podemos tirar a Glória do Senhor, não podemos deixar de adorá-lo com o nosso melhor: oração, louvor e dedicação. Não temos que entender tudo, mas simplesmente obedecer ao Senhor.
 "Ora, ele disse isto, não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava." (João 12:6). Mas Judas, um dos discípulos de Jesus, que operava no seu Nome, era não somente um discípulo como também o tesoureiro do ministério do Senhor, porque ele era o encarregado da bolsa com o dinheiro, o recurso para a manutenção do ministério terreno de Jesus. Mas, além de ser o encarregado, o tesoureiro, ele era também ladrão, ele roubava do ministério do Senhor. Judas era como tantos que roubam nas congregações, que tiram dinheiro do ministério para usá-lo de maneira pessoal. Sendo ladrão, a preocupação desse discípulo era com ele mesmo, porque, quanto mais recurso entrava, mais ele roubava. Assim ele criticou a ação de Maria não por estar realmente preocupado com os pobres, mas com ele mesmo, ele queria ter ficado com parte do valor daquele perfume. Judas ousou falar contra a vontade do Senhor em benefício próprio, assim como vários pregadores se esmeram em apresentar pregações mentirosas, emotivas para arrancarem dinheiro da congregação, dinheiro que é usado não na congregação, mas em benefício próprio. Alegam vários motivos, mas tudo é por ganância; são servos, discípulos de Judas Iscariotes. "Disse, pois, Jesus: Deixai-a; para o dia da minha sepultura guardou isto; Porque os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes."(João 12:7-8). Jesus o recriminou e lhe lembrou que o que ela estava fazendo era simplesmente guiada pelo Espírito para preparar para a sua morte, porque, segundo os costumes judeus daquela época, perfumavam-se os mortos, assim o que ela, Maria, fez foi porque lhe foi revelado que Jesus ia morrer. Jesus não somente confirmou com palavras o gesto dela como essa ação serviu para mostrar o caráter daquele que seria o traidor. Na verdade, já era traidor, porque estava roubando, e ladrões são traidores, estava traindo a confiança do Senhor, mas Jesus tudo sabia, entretanto era necessário deixar para que as Escrituras se cumprissem. Todos os que roubam nos templos, que usam de pregações mentirosas, os que comercializam nos templos, os criadores de campanhas milionárias são ladrões e traidores de Cristo. Não importa a justificativa que apresentem, mas, por estarem contra a Palavra de Deus, são traidores. "E muita gente dos judeus soube que ele estava ali; e foram, não só por causa de Jesus, mas também para ver a Lázaro, a quem ressuscitara dentre os mortos." (João 12:9). As pessoas, ao ficarem sabendo onde Jesus estava, foram para lá não somente por reconhecerem Nele o Messias, mas para o matar. As pessoas tambémvinham para ver aquele que tinha ficado morto quatro dias e tinha sido ressuscitado por Jesus. Mas a Igreja queria não somente matar Jesus como também Lázaro, para acabar com o testemunho maravilhoso dessa ressurreição."E os principais dos sacerdotes tomaram deliberação para matar também a Lázaro; Porque muitos dos judeus, por causa dele, iam e criam em Jesus." (João 12:10-11).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário