NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sábado, 3 de outubro de 2015

IGREJA MODERNA

"Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem possua a mulher de seu pai." (1 Coríntios 5:1)

 Incrível como a Bíblia é tão atual, porque o que Paulo relata aqui é o que está acontecendo em nossos dias. Por toda parte ouvimos coisas absurdas, todo tipo de imoralidade que está acontecendo com supostos irmãos. Pessoas frequentadoras de templos, de igrejas, pessoas que estão nos altares cantando, pregando, estão cometendo todo tipo de torpezas, e, às vezes, nos assustamos, ao ver imoralidades praticadas por pessoas da religião evangélica, sim, digo religião evangélica, porque encontramos pessoas nos lugares e situações mais complicadas possíveis que se identificam como evangélicas. Sabemos que é bíblico, que isso aconteceria, mas o fato é que nos incomoda e muito sabermos que dentro de templos denominados evangelizados os pecados têm livre curso. Falam, ou melhor, citam o nome do Senhor, mas são contrários aos seus ensinamentos, e, portanto, se permite que os templos estejam cheios de adúlteros, fornicadores, ladrões, caloteiros, fofoqueiros, assassinos e pessoas violentas. Não digo que essas pessoas estão arrependidas, ao contrário, estão dentro dos templos praticando os mesmos erros do mundo, na verdade muitos são piores, ao ponto de as pessoas profanas, as que não conhecem o Senhor, ficarem assustadas. "Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação." (1 Coríntios 5:2). Os pastores, os responsáveis pelo rebanho estão concordando com os pecados, com medo de perderem membros e, assim, diminuir a arrecadação. Esses dirigentes de igrejas de templos estão fechando os olhos para o pecado e têm somente a preocupação de encher os seus locais, e não estão preocupados com a salvação de ninguém, mas com o que podem arrecadar. Não se condena o pecado, não se chama ao arrependimento, não se ensina o caminho da salvação. Estão preocupados em criar campanhas, eventos para atrair o povo, e tolerando todos os pecados, não somente no templo como nos púlpitos. Infelizmente, o adultério, o divórcio, o recasamento são bem aceitos na maioria dos templos; a fornicação é tolerável, mudam a Palavra de Deus para agradar os membros.
 "Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou, Em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo, Seja, este tal, entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus."(1 Coríntios 5:3-5). Paulo agia de maneira enérgica e sempre de acordo com a Palavra de Deus, o que não vemos os atuais responsáveis pelos templos fazerem. O apóstolo determinou a distância e, em nome do Senhor, que expulsassem o pecador, que aquele que estava cometendo o ato de imoralidade da igreja fosse entregue a satanás. Mas a atual igreja, ao contrário, com desculpas de amar, não somente permite que os adúlteros continuem pecando como ainda os apoia se estiverem ofertando e dizimando. As pessoas não aceitam quando os expulsamos dos templos, mas é o correto a fazer, porque as pessoas podem vir ao Senhor no erro, mas têm que abandoná-los. Não se pode continuar a perseverar em erros estando no meio dos irmãos. Não se pode aceitar concordar com a fornicação, ou seja, relação sexual entre solteiros, e, se alguém insistir nessa prática, tem que ser expulso do templo, e não somente um, mas os dois, tanto o homem como a mulher. E isto não importa quem seja, se é o pastor ou filho dele, não importa se é grande ofertante ou não. Se alguém está em segundo casamento, que para o Senhor é situação de adultério, deve abandonar essa prática e voltar ao seu primeiro casamento, ou ficar só, e, se não concordar, então que seja convidado a procurar outro local para congregar. Assim é para os desonestos, ladrões, maldosos, fofoqueiros e todos os que estão na prática do erro e não querem deixar. "Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa?" (1 Coríntios 5:6). Não se pode tolerar o pecado, não se pode por nenhum motivo concordar ou aceitar o pecado, ou melhor, a prática do pecado em nosso meio. Temos que combater a prática do pecado, porque igrejas, templos não são locais para reuniões sociais, nem locais para realizações de shows, ou para qualquer outro evento. A função dos templos é ensinar a Palavra de Deus, conduzir as pessoas à sua prática, e, se não querem, devemos expulsá-las do nosso meio, porque é o que o Senhor determina, porque, quando se tolera o pecado, logo tudo estará contaminado.
 "Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade." (1 Coríntios 5:8). Portanto, temos o dever, a obrigação de agir não como no passado, não como fazíamos antes de conhecer o Senhor, temos que simplesmente praticar o Evangelho sem a preocupação de agradar quem quer que seja. A nossa sinceridade ao Senhor tem que ser visível a todos, porque não existe comunhão de luz com as trevas. Assim, se alguém está na prática do pecado, deve ser chamado ao abandono e arrependimento, mas, se não quiser largar a prática, que seja convidado a abandonar a congregação, para que seja consumido, destruído pelo diabo. Andamos em novidade de vida, não seguimos as leis do mundo, mas a do Reino de Deus, e congregação não é lugar para diversão nem para ganhar dinheiro, mas para ensinar, aprender o Evangelho de Jesus Cristo. "Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo." (1 Coríntios 5:9-10). Não podemos fugir dos pecadores do mundo, das pessoas que professam outras religiões e crenças, as pessoas que não conhecem o Senhor, porque estão em toda parte. Para essas devemos pregar, ensinar e falar do amor de Cristo, e trazê-las para o Senhor. Como o mundo jaz no maligno, no pecado, não há como não conviver, ter contato com os pecadores do mundo, e devemos usar esses contatos para, através dos nossos atos e falas, conduzi-los ao Senhor. Não podemos ser hipócritas, mas legítimos e verdadeiros, o Senhor veio para os pecadores, para os que não o conheciam. "Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais." (1 Coríntios 5:11). Não podemos conviver, aceitar, concordar com os falsos irmãos. Os que se dizem crentes, evangélicos, mas vivem na prática de pecados, erros, com esses não devemos ter amizades, devemos fugir deles. Não é pelo fato de alguém estar frequentando uma congregação que devemos aceitá-lo como nosso irmão, porque irmãos são filhos do mesmo Pai, e os filhos de Deus não vivem na prática de pecados. Portanto, não devemos ter amizade nem aceitar em nossa congregação, nosso meio, o convívio com esses que se dizem crentes, mas não abandonam o pecado. Esse ensinamento não é praticado por muitos, conclusão: os que estão aceitando esses estão em pecado, e ambos estão caminhando para a morte. Temos que julgar e condenar o pecado, não podemos nos omitir ou nos eximir da nossa responsabilidade, porque seremos cobrados. Não podemos ter acordo com o pecado. "Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois dentre vós a esse iníquo." (1 Coríntios 5:12-13). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário